PSD Barcelos lança comunicado sobre novo Hospital de Barcelos

Dezembro 10, 2019 Atualidade, Concelho, Mundo, Política

Num comunicado enviado às redações, o Partido Social Democrata de Barcelos aborda a vinda da Ministra da Saúde, Marta Temido, a Barcelos para presidir à sessão de abertura do I Congresso RECOVERY Portugal 2019, onde respondeu a uma intervenção do Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, nessa mesma cerimónia, tendo-a questionado sobre o novo hospital para Barcelos, ao que a Ministra demonstrou não haver margem para essa obra.



Segue, na íntegra, o comunicado social-democrata, datado de 09 de dezembro e assinado pelo presidente da concelhia, José Novais.

«Hospital de Barcelos adiado mais um ano!

O PSD de Barcelos manifesta a sua preocupação com as declarações da Ministra da Saúde, Marta Temido, quanto à não construção do novo Hospital público de Barcelos, proferidas em Barcelos no passado dia 6 de dezembro.

“Onde é que os portugueses e as portuguesas neste momento consideram prioritário pôr seis ou sete milhões? No fundo, tudo é uma questão de prioridades”, afirmou Marta Temido em resposta ao Presidente da Câmara de Barcelos.

Já em 27 novembro 2018, aquando da inauguração do TAC no Hospital de Barcelos, a ministra tinha afastado a possibilidade da empreitada ser contemplada no Orçamento do Estado 2019 e, agora, a resposta volta a ser a mesma.

E no dia 26 de abril 2018, a Secretária de Estado da Saúde, ao visitar o Hospital de Santa Maria Maior, tinha adiantado que o Governo estava “a trabalhar para que este seja considerado no próximo quadro comunitário”.

Também em 20 de janeiro de 2016, o então Ministro da Saúde respondeu ao então Deputado Dr. Domingos Pereira: “O senhor deputado Domingos Pereira colocou a questão de Barcelos e do novo Hospital…relativamente a novos hospitais…os compromissos que assumimos nesta legislatura estão ditos e estão firmados”.

A Ordem dos Médicos e a Ordem dos Enfermeiros já reclamaram a necessidade de um novo Hospital e foram tornados públicos casos impróprios para a saúde e a dignidade dos doentes e dos profissionais do Hospital.

Esta é uma obrigação do Governo desde o Protocolo firmado a 23/07/2007, entre a ARS Norte e a Câmara Municipal de Barcelos, segundo o qual a construção do Hospital seria objeto de candidatura ao QREN e os terrenos necessários para a sua implementação (100.500 m2) seriam disponibilizados pela Câmara.

Esse Protocolo de 2007 foi assinado depois da Câmara PSD ter defendido o Concelho com 10 mil barcelenses numa manifestação em Lisboa em 6 de maio de 2006, e, a partir de 2009, o PS e o Presidente da Câmara nada têm feito pelo novo Hospital.

O valor do Investimento foi orçado em 83,3 M€, IVA incluído, sendo 56,1 M€ (67,3%) para projeto e construção e 27,2 M€ (32,7%) para apetrechamento e a data de conclusão apontava para 2014.

A Câmara PS passou 10 anos a fazer demagogia e, com responsabilidades no Governo e na Câmara, o Partido Socialista tem todas as condições para conseguir a construção do novo Hospital, pelo que não tem mais desculpas.

O Concelho de Barcelos necessita de um Hospital moderno e funcional, para servir com qualidade as nossas populações e não pode ser prejudicado nem desvalorizado comparativamente aos Hospitais da região que servem populações de dimensão similar.»

Ainda não são conhecidas reações do Município e do PS sobre esta posição do PSD Barcelos.

Foto: DR.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima