Ricardo Soares apresentado como novo treinador do Gil Vicente FC

Novembro 14, 2020 Atualidade, Concelho, Desporto

Técnico saiu há pouco tempo do comando do Moreirense FC

O Gil Vicente FC confirmou hoje a contratação de Ricardo Soares para o comando técnico da sua equipa principal, substituindo Rui Almeida e tendo assinado até ao final da época por decisão do próprio treinador.



O técnico chega a Barcelos após sair do comando do Moreirense FC. Como treinador, passou pelo comando do Caçadores Taipas, Lixa, Felgueiras (duas passagens), Ribeirão, Vizela, Chaves, Aves, Académica, Covilhã e Moreirense.

Por volta das 12h30 de ontem, dia 13 de novembro, Ricardo Soares foi apresentado em conferência de imprensa. Aos jornalistas, o técnico referiu que “o primeiro impacto foi excelente. É um clube organizado, com história. Conheço bem a equipa, sabemos o que temos que jogar. Vimos com espírito de missão para fazermos uma época tranquila e atingirmos os objetivos do clube”, “atingindo, o mais rápido possível, a manutenção”.

Ricardo Soares anunciado pelo clube (Imagem: GVFC)

Sobre o sistema tático, o técnico afirmou que iria ver o que tem à sua disposição e, depois, iria decidir qual o melhor sistema a usar pela equipa. “Gosto de ver os meus jogadores confortáveis. Olho para o plantel e mediante aquilo que tenho ao dispor, vou arranjar a dinâmica de jogo que melhor serve os interesses do coletivo”, salientou.

Em resposta ao Barcelos na Hora, sobre a dificuldade da equipa em marcar golos e se iria reformular esse setor na reabertura do mercado, Ricardo Soares afirmou que “os números dizem que isso pode ser uma realidade. No entanto, eu não vejo as coisas assim tão lineares. Às vezes há um jogo e tudo muda. Eu acredito naqueles que cá estão e é com eles que nós vamos trabalhar. Acreditamos neles o suficiente para mudar rapidamente esse pormenor. Eu entendo que há qualidade e, agora, temos que aliar a qualidade com o trabalho. Sem qualidade também não dá para vencer jogos. E qualidade por si só, sem trabalho também não dá resultado”. Sobre o mercado, o técnico afirmou que não iria responder a essa pergunta. “Acabei agora de chegar ao clube, conheço os jogadores, acho que temos capacidade para alterar os resultados com esta gente. Acreditamos neles e, depois, obviamente, nós nunca podemos dizer, nos dias de hoje, que o plantel esteja fechado. Até porque, não só, pode aparecer alguma situação para jogadores e para rentabilizar esses jogadores, em ativos, e o clube possa vender esses jogadores e, por isso, tem que se reformular, obviamente. Em última palavra, podemos ter que fazer reajustes. Neste momento, nem tão pouco me passa pela cabeça isso. Passa-me mais, sim, olhar para os meus jogadores e ver até onde eles podem ir. Não aquilo que eles são neste momento, mas aquilo em que eles se podem transformar. É esse o meu objetivo. É que eles possam, efetivamente, se transcender e ir para o nível que neste momento não estão, mas que nós acreditamos que eles podem ir. É mais por aí”, ressalvou.

Fotos: DR.   

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Seguimos Líderes

Bem-haja, caros leitores do Barcelos na Hora. Desta feita, não facilitámos minimamente
Ir Para Cima