Sérgio Conceição admite que deslocação a Barcelos “será uma das mais difíceis do campeonato”

Setembro 24, 2021 Atualidade, Concelho, Desporto

O treinador do FC Porto alertou que o jogo com o Gil Vicente, a contar para a sétima jornada da I Liga portuguesa de futebol, “será uma das deslocações mais difíceis do campeonato”.

Sérgio Conceição apontou as dificuldades que espera encontrar em Barcelos e salientou o que é necessário ter atenção.

“O Gil Vicente é uma equipa consistente. Está no lote das cinco equipas com mais posse, um pouco à imagem do que é o Ricardo Soares, que lança sempre equipas muito bem organizadas e sempre a saber o que querem do jogo. Não é fácil jogar contra equipas do Ricardo Soares e obviamente nós estamos atentos a isso”, disse o técnico dos dragões em conferência de imprensa da partida que se realiza esta sexta-feira.

O técnico do FC Porto acrescentou que o Gil Vicente tem uma “frente de ataque interessante e um meio-campo que também dá muita qualidade na posse e na fase da criação” e que, em termos defensivos, “toda a equipa trabalha num só sentido”.

O treinador da formação ‘azul e branca’ abordou ainda a aposta nos jovens da formação do FC Porto, mostrando-se orgulhoso com o trabalho que tem sido apresentado.

“Estou orgulhoso por ter jogadores que atingem patamares elevados. A equipa e o clube ganham com isso, mas esse é o meu trabalho, fazê-los crescer. É a minha obrigação”, disse ainda.

Sérgio Conceição, que já poderá contar com Toni Martinez, que cumpriu castigo frente ao Moreirense, confirmou ainda que Marchesín e Pepe continuam ausentes devido a lesão e abordou ainda a evolução de Fábio Vieira.

“Quando o vemos ganhar essa atitude e comportamento, que não tem a ver só com o treino em si… Todo esse trabalho e comportamento no fundo é invisível, e quando consigo incutir nos jogadores princípios fundamentais para o sucesso fico extremamente orgulhoso. Muitas coisas não têm a ver com o campo”, referiu.

O técnico foi ainda questionado se este seria o plantel mais equilibrado, em termos de opções, desde que chegou. Sérgio Conceição lembrou a equipa que tinha quando chegou ao FC Porto.

“Lembro-me que quando cheguei ao FC Porto foi um ano muito difícil, praticamente não fizemos contratações. Foi só o Vaná, o guarda-redes, que veio, já estava contratado antes da minha chegada, mas tínhamos um plantel com Casillas, com Maxi [Pereira], Brahimi, Aboubakar e uma série de grandíssimos jogadores que se vieram a confirmar no futuro como referências no futebol europeu. Agora, o ter mais opções depende do que os jogadores derem”, explicou.

O FC Porto, segundo classificado com 14 pontos, desloca-se esta sexta-feira, às 21:15, a Barcelos para defrontar o Gil Vicente, que ocupa o sétimo lugar, com 8, numa partida da sétima jornada da I Liga portuguesa, arbitrada por Artur Soares Dias, da associação do Porto.

Foto: DR

PUB

218910333_904017513661701_8501182798823808285_n-1.png

PUB

Captura-de-ecra-2021-04-12-as-11.19.30.png

PUB

Claudia-Campanha-Bnh.jpg

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima