Taça de Portugal: Gil Vicente FC precisa do desempate por grandes penalidades para eliminar o Oleiros

Novembro 20, 2020 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo

Jogo terminou empatado a 0 e gilistas venceram nas penalidades (2-4)

Com arbitragem de Hugo Silva, disputou-se o jogo a contar para a 3ª eliminatória da Taça de Portugal Placard 2020-2021, opondo o Oleiros ao Gil Vicente FC, no Estádio Municipal de Oleiros.



As equipas alinharam da seguinte forma:

ARC Oleiros – Pedro Palha, Marcelo Dias (Rafa González, 110’), Iago Reis, Marco Fernandes, Elisson Baiano, Pedro Graça (Alef Silva, 92’), Duvan Guerra, Gadelho, Brian Miguel, Ricardo Almeida (Nuno Pereira, 76’) e Hiba (Rúben Filipe, 76’). No banco ficaram Caio Moreira, Otero e Rodrigo Caetano.

Gil Vicente FC – Denis, Joel Pereira, Rodrigo, Rúben Fernandes, Ygor Nogueira, Claude Gonçalves (João Afonso, 82’), Mantuan (Samuel Lino, 46’), Lucas Mineiro (Fujimoto, 106’), Miullen (Renan Oliveira, 66’), Lourency (Boubacar Hanne, 93’) e Léautey (Vítor Carvalho, 106’). No banco ficou Brian Araújo.

Os gilistas tiveram que sofrer para passar à próxima eliminatória da Taça de Portugal e para eliminar o Oleiros, do Campeonato de Portugal. Mas tiveram uma flagrante oportunidade de facilitar a própria vida, quando Lourency foi para a marca do penálti. No entanto, o guardião do Oleiros não se viu rogado e defendeu a penalidade, indo as equipas a zeros para o intervalo.

A segunda parte apenas “aqueceu” perto do final do tempo regulamentar, aos 97’, com a equipa da casa, por Marco Fernandes, a rematar à barra dos barcelenses.

O jogo entrou no prolongamento, sendo que, dessa forma, as equipas “ganharam” mais uma substituição.

Os gilistas parecem ter acordado e na primeira parte do prolongamento tiveram algumas oportunidades, sendo que Renan Oliveira falhou clamorosamente uma delas. Na segunda parte, os gilistas “pagaram” a bola no ferro, cabeceada por Vítor Carvalho. Até ao final, Elisson Baiano foi expulso a cerca de 3 minutos do final e o jogo acabou como iniciou, a zeros.

No desempate por grandes penalidades, levou melhor o Gil Vicente FC, com Denis, uma vez mais, a mostrar a sua “veia” para a defesa de grandes penalidades. Pelo Oleiros marcaram Rúben Silva e Marco Fernandes (ainda bate no poste); pelo Gil Vicente FC marcaram Rodrigo, Fujimoto, Samuel Lino e Rúben Fernandes. Denis defendeu as penalidades de Iago Reis e Gadelho. Resultado final: 2-4 para o Gil Vicente FC, que se apurou, assim, para a próxima eliminatória da Taça de Portugal Placard 2020-2021, sem que não se tivesse livrado de sustos e de trabalhos extra.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima