Tag archive

1ª Liga

Sporting demolidor

Dezembro 22, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
José Costa

Caros adeptos,

Sporting “demolidor” em todas as frentes, chega ao final de 2017 com um dos melhores desempenhos de sempre!



Para a I Liga, onde os Leões estão no topo da tabela, “colados” ao Futebol Clube do Porto, no jogo em casa, do passado domingo, o Sporting recebeu e venceu o Portimonense por 2 – 0. O primeiro golo foi apontado aos 9 minutos por Bruno Fernandes, no seu sétimo golo nesta competição. O golo décimo terceiro de Bas Dost consolida o resultado final em 2 – 0.

Jorge Jesus refere as muitas oportunidades falhadas e a clara superioridade. O Sporting dominou na primeira parte, com uma segunda mais moderada.

Os Leões deram prova de muita maturidade, bem diferente dos últimos anos. Conseguem, assim, impor as suas ideias de jogo sem vacilar ao longo dos desafios. Uma equipa com figuras preponderantes, com Bruno Fernandes a revelar-se fundamental e decisivo e Bas Dost com a sua veia goleadora, com uma média superior a um golo por jogo. Sem esquecer Podence e Gelson Martins.

Aguardemos agora pelo dérbi, a 3 de janeiro, entre Benfica e Sporting.

No dia 20 de dezembro, para a Taça da Liga, o Sporting venceu por 6 – 0 a equipa do União da Madeira. O Sporting lidera o grupo com 4 pontos.

Vantagem aos 20 min. por Doumbia. O segundo dos Leões aos 51 minutos. Aos 71 minutos Doumbia bisou, marcando o 3 – 0. Decorridos mais seis minutos Gelson Martins apontou o quarto golo do Sporting. Coates aponta o quinto golo aos 79 min. E, finalmente, aos 81 minutos, Iuri Medeiros, fixa o resultado final nos 6 – 0.

Segundo Jorge Jesus, o Sporting foi uma equipa muito forte, uma vitória com muitos golos, tal como pretendiam. Na primeira parte, o União dificultou a vida ao Sporting. Com o andamento imposto pelos Leões, na segunda parte, o União quebrou fisicamente, não conseguindo acompanhar o andamento e intensidade do jogo leonino e ditou a vitória expressiva do Sporting.

Noutra competição em que a equipa leonina tem muito boa tradição, no sábado passado, em hóquei em patins e num jogo que divide o meu coração de Leão, o Sporting venceu por 7 – 2 o Óquei Clube de Barcelos. Contudo, apesar dos números, não foi um jogo fácil, tendo sido o Óquei de Barcelos a primeira equipa a adiantar-se no marcador, mesmo que por poucos segundos. O Sporting soma 27 pontos em nove jogos e mantém-se firme na liderança.

Em Futsal, no último jogo para o campeonato nacional, o Sporting CP venceu o Fundão, por 3 bolas a zero.

Quinze jogos, quinze vitórias!

Que dizer? Melhor não podia ser!!!

O nosso Gil fecha o ano com uma derrota na deslocação à Serra da Estrela, por 3 – 0, frente ao Sporting Clube da Covilhã, por números dilatados face ao jogo disputado. Pois foi, apenas, na segunda parte que o Gil Vicente deitou tudo a perder, depois do nulo ao intervalo. Isto depois do jogo em casa, frente ao Académico de Viseu, então líder da II Liga, onde o Gil não foi além de um empate, que apesar de tudo não foi mau resultado tendo em conta a qualidade do adversário.

Fica assim a equipa barcelense abaixo de metade da tabela, a escassos dois pontos da “linha de água”.

Fecho esta crónica com desejos de Feliz Natal e Boas Festas com muitas vitórias em todos os desafios para o Novo Ano.

Por: José Costa*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Mais do mesmo… ☹

Dezembro 22, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
Hugo Pinto

Pois é, amigos benfiquistas. Começa a ser complicado escrever sobre o Benfica. É quase como o futebol praticado: mais do mesmo. Não que me falte o entusiasmo. Mas porque a carreira do Benfica na liga, este ano, está a ser enfadonha.



Está tudo em aberto e estamos muito próximos do líder. Mas, digamos em abono da verdade, muito mais pelo demérito deles. E os últimos jogos são esclarecedores em muitos aspetos. Vamos por partes.

O Treinador. Sei que já falei muito sobre ele. Mas é incontornável. É o homem do leme e se o rumo vai mal a ele se deve. Se não é o causador é pelo menos conivente. O homem é profissional. É sério. Parece trabalhador. Mas falta-lhe uma certa dose de arrojo. Tem de dar um murro na mesa e encostar os jogadores à parede. Ou o Presidente, se for o caso.

Prova disso é a forma como a equipa vem atuando. Só depois de uma “vergonha” é que arranjam brio para fazer um jogo melhor, a seguir. E tenho para comigo que os resultados mais dilatados que obtivemos só aconteceram porque foi no confronto com o Estoril e o Tondela.

Com o Rio Ave levámos banho de bola. E agora, para a Taça da Liga, um empate deplorável, com um adversário a quem deveríamos ter ganho sem espinhas. E estamos na eminência de ser eliminados na fase inicial de mais outra competição. É muito, muito pouco. Desculpem-me, mas por mim basta. Ainda me lembro de ganharmos todas as competições internas e ir a finais europeias, há relativamente pouco tempo. É urgente que ocorram mudanças no ninho da águia. Urgente. Basta de “Lopeteguização” e “Nunoespiritosantização” (passem os neologismos).

Muita coisa tem de mudar. LFV tem de andar menos preocupado com “casos” (porque é isso que o adversário pretende) e em fazer negociatas com jogadores e perceber que o Benfica vive, sobretudo, de FUTEBOL. E futebol é coisa que não se tem visto. Ou se tem, é muito pouco consistente.

Espero que 2018 nos traga sérias melhorias. Porque mais do que resultados sofríveis, incomoda-me a mediocridade do jogo jogado.

Dá-me o 37.

Viva o Benfica.

Por: Hugo Pinto*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

De “barriga cheia”

Dezembro 22, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá novo, caríssimos leitores!

Confesso que no momento em que escrevo este artigo estou inundado de espírito natalício e de “barriga cheia”…de vitórias do meu FCP! Acredito que outros adeptos, de um clube de aves de rapina, por exemplo, andem bem mais aziados e com indigestão. Mas desejo, mesmo assim, que tenham um bom Natal…de preferência igual àqueles que por tradição acontecem também para os lados de Alvalade.



Começo por falar da Taça de Portugal pois no meu último artigo abordei o jogo com o Guimarães mas enviei-o à redação antes de esse jogo acontecer. Agora já posso referir algumas palavrinhas acerca de mais uma grande e robusta vitória do FCP. O jogo foi completamente controlado pelos homens do Sérgio Conceição, que não brincaram em serviço, contra uma equipa forte, não fossem ser eliminados…como uns que eu cá sei, levados pelas águas do Rio Ave! Danilo Pereira em grande forma, Aboubakar a picar o ponto e André André a bisar contra a sua anterior equipa. Agora segue-se o Moreirense, em Moreira de Cónegos. Mais uma eliminatória contra uma equipa da 1ª Liga…ao contrário de um certo grande que continua a “passear” contra equipas de escalões inferiores…

Voltando à Liga, continuamos em primeiro lugar! É verdade que com os mesmos pontos do Sporting. Mas isso é mais porque anda qualquer coisa aVARiada no futebol! Senão, estávamos em 1º e com 4 pontos de vantagem. Vamos ver se na próxima jornada, já em janeiro, o Sporting, o Benfica ou ambos perdem pontos e nós conseguimos vencer na Feira (o que não será nada fácil!).

Tal como previ no artigo anterior, o Marítimo iria provocar muitas dificuldades ao FCP. E comprovou-se. No entanto, aquele golo do Marega ao cair do pano da 1ª parte ajudou a que a equipa estabilizasse e fizesse uma 2ª parte mais tranquila, contra uma equipa com 3 centrais, fechada lá atrás e à procura do contra-ataque…que utilizou muito poucas vezes. Vou esperar para ver se jogam dessa mesma forma quando jogarem em casa do Sporting e do Benfica! Quanto à expulsão, acho injusta. Contra o FCP só se pode ser expulso se se mandar algum jogador portista para o hospital. Como o Aboubakar ainda ficou com a cabeça presa ao corpo e o Herrera não partiu a perna…o menino não tinha que ser expulso. E qual o problema de ter sido em poucos minutos? Acontece! Venha o Feirense!

Ontem, na Taça da Liga, confesso que esperava um resultado mais dilatado! O jogo foi todo controlado pelo FCP, que ao intervalo já podia ir com 4 ou 5 golos na bagagem mas voltou a falhar demasiadas oportunidades! O Sérgio Conceição, ao contrário dos seus antecessores, disse que queria ganhar esta competição e provou isso em campo. Os anteriores diziam o mesmo e depois alinhavam com as segundas linhas, com os resultados que se viram! Finalmente “matou-se o borrego”! Vamos em primeiro e em Paços de Ferreira, para a semana, a equipa precisa estar concentrada e muito empenhada…para não haver surpresas indesejadas! Em princípio, o Danilo não poderá jogar. Estamos à espera do sumaríssimo por agressão à bandeirola de canto! Ao menos, deve “limpar” para a Liga!

Da última vez não falei do nosso OCB mas falo hoje. Muita atitude e vontade dos jogadores contra o meu FCP, alcançando grande vitória! Pena que depois contra o Sporting já tenha sido aquele resultado…a meu ver, demasiado pesado para o jogo que foi!

O meu Gilinho teve um empate contra o anterior líder Académico de Viseu, cá em Barcelos. Esta semana perdeu na Serra da Estrela, com o Covilhã! Ó Gilinho, é preciso acordar! É verdade que a 1ª Liga está quase, quase garantida…mas as vitórias são sempre saborosas e ajudam a fazer crescer equipas, jogadores e adeptos!

Já agora, o novo líder da 2ª Liga é o FCP B! Chegamos ao Natal com o FCP à frente dos dois principais campeonatos de futebol em Portugal, apurado para a fase seguinte da Champions e da Taça de Portugal e em 1º no grupo da Taça da Liga! Confesso que estou de alma cheia e imensamente feliz com este momento do meu FCP! Espero que dure até maio…se bem que, como já vos disse muitas vezes, para mim o campeonato é a prioridade!

Obrigado a todos pela vossa atenção e tenham um Bom Natal, umas boas entradas e que no novo ano nós, portistas, possamos festejar o título de campeão…que já nos foge há tempo demais!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Leões arduamente vencedores

Dezembro 14, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
José Costa

No jogo disputado para a principal liga nacional, o Sporting defrontou o Boavista, em casa deste, o que se manifestou uma tarefa árdua, com uma primeira parte neutra. Contudo, aos 45 + 3 minutos, Podence serve Fábio Coentrão, que inaugura o marcador no último instante da primeira parte.



O 11° golo de Bas Dost surge aos 63 minutos. Com persistência conseguiu levar os Leões a adiantarem-se no marcador, assegurando mais que a margem mínima.

Mas não tardou muito para que a diferença fosse reduzida pelo Boavista, que, um minuto depois, beneficiando de um erro de Coates, Mateus marcasse o seu primeiro golo, reduzindo para 1 – 2.

Em lance de bola parada, aos 66 minutos, Mathieu, desvia de cabeça e serve o marcador de serviço, Bas Dost, que marca mais um, fixando em 1 – 3; aquele que seria o resultado final.

Uma segunda metade do desafio, completamente melhor por parte dos Leões, que motivados pelo golo a fechar a primeira parte, vieram para o campo com uma energia renovada e uma força ganhadora, que se veio a refletir numa vitória importante frente a um adversário sempre muito difícil no seu reduto.

Para além de Bas Dost, também Mathieu foi uma das figuras do jogo pelo lado do Sporting.

No dia 13 de dezembro, em mais uma eliminatória da Taça de Portugal, o Sporting CP levou de vencida o Vilaverdense, por 4 – 0.

Com a entrada de Gelson, Jorge Jesus conseguiu “desencravar” o jogo e em meia hora o desafio ficou resolvido.

Hat-trick” de Doumbia permite ao Sporting afastar Vilaverdense da Taça de Portugal.
E a fechar, Gelson, a figura do jogo em conjunto com Doumbia, fez o quarto golo.

No que ao clube de Barcelos respeita, o Gil Vicente foi à Madeira arrancar um empate, a uma bola, frente ao União da Madeira.

Não conseguindo sair dos empates nas competições dentro do campo, conseguiu o Gil Vicente, através do seu presidente, desempatar no diferendo do “Caso Mateus” e num compromisso estabelecido com a mediação do presidente da Liga, ficou acordada a subida do Gil Vicente ao escalão principal do futebol português, na época 2019/2020.

Assim seja!

Por: José Costa*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Jingle Balls… oh oh oh..

Dezembro 14, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
Hugo Pinto

E então é Natal. Ou pelo menos, está aí a chegar. Apesar de não haver estrelinha que guie o rumo do futebol encarnado.



Na última jornada do campeonato, uma vitória por 3-1, que poderá enganar os mais distraídos. Mas a verdade é que o meu querido SLB só jogou o que o Estoril deixou. E deixou muito, não fosse dar-se o caso de estarmos a falar do último classificado do campeonato. É preciso reconhecer ao Estoril a coragem de tentar jogar olhos nos olhos com um adversário como o Benfica. Mas também o é que se “pôs a jeito” e o Benfica não perdoou. Três golos, fáceis, praticamente no primeiro terço de tempo do jogo. Prometia goleada. Só que não aconteceu. O Benfica recostou-se, calçou os chinelos. Só lhe faltou pagar bilhete. Prova disso é que o Estoril Praia, sem virar a cara à luta, chegou ao golo. Foi ver o pânico instalar-se gradualmente no rosto dos jogadores encarnados. Mesmo a ganhar por uma margem de dois golos era notória a falta de tranquilidade.

Foi uma questão de tempo até o Benfica encontrar um adversário que lhe desse luta a sério. E aconteceu mesmo, quatro dias depois. O Benfica foi jogar a Vila do Conde, frente a um Rio Ave que desde há uns anos para cá não é pêra doce. E perdeu. Pior! Perdeu bem. Por muito que o Rui Vitória diga que se jogou muito bem, o facto é que perdeu. Ponto.

Ora, ando eu a fazer esta figura desde setembro, a parecer que nem gosto do meu clube ou do seu treinador, mas o facto é que há muita coisa que foi mal feita na preparação desta época, conforme já referi. Desde o não acautelar da devida substituição dos jogadores vendidos, passando pelo estilo “mansinho” do treinador. É que apesar de tudo, o plantel não está tão forte como no ano passado, mas ainda há lá muito bom jogador. Está é na hora de alguém dar um murro na mesa.
– Oh Rui!! Jingle those Balls, man… É Natal!

Viva o Benfica.

Dá-me o 37.

Por: Hugo Pinto*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

É tudo uma questão de “feelings”

Dezembro 14, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, caríssimos leitores!

Quero começar por dar os Parabéns ao nosso Gil Vicente e à nossa cidade pela confirmação da subida de divisão do nosso clube, em 2019/2020! Era o mínimo, pela injustiça que o clube e a cidade foram alvo! O lugar do Gil Vicente é na Primeira Liga e depois de lá chegar que nunca mais saia!



Falando do meu FCP, foi de facto uma vitória saborosa, onde a dupla africana continua a fazer estragos e onde o Setúbal não acompanhou o “feeling” do Fábio Coentrão!

Continuamos, e bem, em primeiro lugar e agora é concentrar para o jogo da Taça, contra o Guimarães (confesso que gostava de ver o Porto no Jamor) [ndr: o autor entregou este artigo antes do referido jogo da Taça], e também para o jogo contra o Marítimo (que na minha opinião é das mais difíceis de bater).

Quanto ao sorteio da Champions League, o Liverpool é fortíssimo e não tenho muita crença na qualificação, mas o que vier é ouro! Centro mais o meu foco no campeonato!

Quem está a precisar de “feeling” e maior concentração é o VAR! No jogo Benfica – Estoril há um penalty escandaloso de Fejsa sobre Ailton, onde o VAR, nem João Pinheiro (o tal que LFV questionou várias vezes porque não apitava o Benfica) , não conseguiram ver! Depois, acho estranho também as táticas “suicidas” que as equipas do Sul usam para jogos contra o SLB! Se repararem, vejam quando é que Estoril, Belenenses, etc. pontuam contra as “águias”?!!

Estamos, também, perante mais uma semana onde são revelados e-mails estranhos e comprometedores!

Quem tem mostrado uma regularidade, que nos faz manter em sentido, é o Sporting! Só espero que escorregue entretanto!

Obrigado a todos pela atenção e desejo-vos uma feliz época natalícia!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Gil Vicente e Belenenses assinam acordo e gilistas sobem à 1ª Liga na época 2019/2020

Dezembro 12, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Em notícia avançada pela Lusa e reportada por vários órgãos de comunicação social de âmbito nacional, o Gil Vicente e o Belenenses assinaram hoje um princípio de acordo, permitindo a subida administrativa dos gilistas à 1ª Liga na época 2019/2020, ou seja, ainda terão que esperar pelo término da atual e da próxima.



O acordo assinado refere-se ao “Caso Mateus” e foi subscrito por Francisco Dias da Silva e Rui Pedro Soares, presidentes das duas sociedades desportivas. O presidente da Liga, Pedro Proença, também o assinou.

Os adeptos gilistas terão, assim, que esperar mais cerca de ano e meio para tornarem a ver o seu Gil Vicente Futebol Clube de volta à 1ª Liga do futebol português.

Fotos: DR.

Ir Para Cima