Tag archive

Altice

Altice Portugal refuta nova comunicação da ANACOM

Novembro 25, 2020 em Atualidade, Economia, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Em comunicado enviado às redações, a Altice Portugal refere que “é, uma vez mais, forçada a reagir a nova comunicação da ANACOM, que insiste em ludibriar o país, em atacar e denegrir o setor das telecomunicações em Portugal”, no caso, em relação à comparação de preços com a restante Europa.



Leia, na íntegra, o comunicado:

«Esclarecimento Altice Portugal

A Altice Portugal é, uma vez, mais forçada a reagir a nova comunicação da ANACOM, que insiste em ludibriar o país, em atacar e denegrir o setor das telecomunicações em Portugal.

A recente comunicação da ANACOM, que afirma que os preços praticados em Portugal comparam desfavoravelmente com os preços praticados na Europa, não passa de mais uma inverdade para prejudicar o setor, tentando camuflar a gravíssima situação ao redor do leilão da tecnologia 5G, cuja responsabilidade é exclusivamente da própria ANACOM. O Regulador insiste em comparar o que não é comparável, contribuindo apenas para a promoção de um contexto regulatório fomentador da desconfiança, da imprevisibilidade e da promoção do desinvestimento.

De há três anos a esta parte, a ANACOM não realizou qualquer estudo de preços ou análise de mercado, optando por socorrer-se dos dados do INE, e dos dados que este instituto fornece ao Eurostat, que são indicadores que não devem nem podem ser utilizados para análises de preços, pois não permitem uma análise real e verdadeira.

No atual contexto, em que toda a Economia nacional e seus agentes se sentem já esclarecidos e reconhecem o quão mal este Regulador tem feito por Portugal, tendo por base a posição pública de analistas e bancos de investimento internacionais sentimo-nos completamente legitimados em suspender, a partir de agora, qualquer relacionamento institucional com a ANACOM, que não o que obriga a lei.

A Altice Portugal considera ainda que é lamentável que outras instituições com elevadas responsabilidades no país, não atuem de forma a erradicar tanta irresponsabilidade e dar espaço ao diálogo razoável e construtivo, evitando consequências desastrosas que prejudicarão em muito o país, a economia e a sociedade.»

Imagem: ALTICE PORTUGAL.

Altice Portugal revela vencedores do Altice International Innovation Award 2020

Novembro 19, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Prémio com maior valor monetário na área da inovação alguma vez atribuído em Portugal

Numa cerimónia em formato digital e que contou com a presença de um Grande Júri composto por reconhecidas personalidades do sistema científico e dos setores tecnológico, económico e media, a Altice Portugal revela os grandes vencedores da 4ª Edição do Altice International Innovation Award, entre um universo de mais de 100 candidaturas apresentadas.



Aos grandes vencedores, na sua globalidade, é entregue o maior prémio monetário atualmente atribuído em Portugal, na área da inovação tecnológica.

O primeiro lugar da categoria Startups, reconhecido com €50.000 e a concretização de um piloto prova de conceito), é atribuído ao projeto C-mo: The revolutionary cough-monitoring wearable, da startup C-mo Medical Solutions. Na categoria Academia vence o projeto Passive Backscatter Sensors for Internet of Things applications, do investigador Ricardo Correia, da Universidade de Aveiro, que recebe um prémio no valor de €25.000. Já a Agência Nacional de Inovação (ANI), associada desde a primeira hora ao Altice International Innovation Award, atribui a distinção Born from Knowledge Awards (BfK) ao já premiado C-mo: The revolutionary cough-monitoring wearable, enquanto melhor projeto debase científica e tecnológica.

O projeto C-mo: The revolutionary cough-monitoring wearable, vencedor na categoria startups e distinguido pela ANI com o prémio BfK Awards, consiste num wearable que monitoriza a tosse e que pretende revolucionar a forma como são conduzidos os diagnósticos de doenças nas quais a tosse é um sintoma (respiratórias e gastroesofágicas); a forma como é monitorizada a progressão de condições predominantemente respiratórias (como asma, DPOC, COVID-19, etc.) e pacientes crónicos; bem como a forma como é testada a eficiência das terapias implementadas.

Já o projeto vencedor na categoria academia, Passive Backscatter Sensors for Internet of Things applications, visa o desenvolvimento de um sensor passivo que utiliza uma frequência de rádio para atransferência de dados e outra frequência para a receção de energia que é emitida por transmissores. Asua aplicabilidade é vasta e poderá ir desde a monitoria ambiental ao controlo industrial.

Os finalistas e os grandes vencedores foram apurados pelo Grande Júri do Altice International Innovation Award, constituído por Alexandre Fonseca, Presidente Executivo da Altice Portugal, Alcino Lavrador, Diretor Geral da Altice Labs, André Veríssimo, Diretor do Jornal de Negócios, António Bob dos Santos, Administrador da ANI, Daniel Traça, Professor e Dean da Nova SBE, Elvira Fortunato, Vice-Reitora da Universidade Nova de Lisboa, Pedro Dominguinhos, Presidente do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos, Pedro Duarte, Presidente do Conselho Estratégico da Economia Digital da CIP,Pedro Matias, Presidente do Conselho de Administração do ISQ e Sara do Ó, Founder e CEO do Grupo Your.

Desde 2016, o AIIA já recebeu mais de 300 candidaturas, representando agora os oito projetos vencedores um investimento total superior a €275.000. O Altice International Inovation Award é mais uma evidência sólida da valorização da inovação como prioridade estratégica da Altice Portugal, não só, para o desenvolvimento de um ecossistema de parcerias fundamentais, mas também, para o do próprio país, cujas economia e capacidade competitiva dependem diretamente do investimento em inovação tecnológica.

Imagem: ALTICE PORTUGAL.

ALTICE Portugal critica ANACOM sobre reclamações no setor das comunicações

Novembro 17, 2020 em Atualidade, Economia, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Em comunicado, datado de ontem, a ALTICE Portugal critica a ANACOM sobre os critérios usados por esta sobre reclamações no setor das comunicações, acusando de insistir “em denegrir o setor”, revelando “falta de transparência”.



Leia, na íntegra, o referido comunicado:

«Critérios usados pela ANACOM sobre reclamações no setor das comunicações insistem em denegrir o setor e revelam falta de transparência

Os mais recentes dados divulgados pela ANACOM sobre reclamações no setor das comunicações são apenas mais uma clara tentativa do Regulador em denegrir o setor. Por maior esforço e empenho que este setor faça em termos de investimento em redes e infraestruturas de comunicação, em serviços e produtos inovadores, a ANACOM continua a denegrir de forma reiterada a imagem do setor em Portugal.

A Altice Portugal não pode deixar de registar a inconsistência e falta de transparência dos números divulgados, já que a ANACOM apresenta os valores absolutos, não tendo em conta o volume de Clientes por operador. A única forma intelectualmente honesta de apresentar as reclamações do setor, e que a ANACOM já chegou a fazer no passado recente, é reportar as reclamações por 1.000 Clientes.

Ora, o setor das telecomunicações tem um valor de ~0,37 reclamações por 1.000 Clientes, o que demonstra a qualidade do serviço prestado em Portugal, ao invés da mensagem que o Regulador passa. Esta média compara muito positivamente com outros setores que apenas prestam um tipo de serviço.

Hoje, o setor das telecomunicações é dos setores com mais variedade e volume de serviços disponibilizados aos Clientes, todos eles considerados essenciais e fundamentais para a vida das pessoas.

Hoje, já ninguém tem dúvidas quanto ao motivo que leva o Regulador a utilizar diferentes critérios em documentos de grande importância para o mercado e para o setor: enviesar completamente a leitura dos portugueses sobre o estado das telecomunicações em Portugal.

A Altice Portugal faz, por isso, a análise por cada mil clientes, já que considera que esta é a única forma de garantir que a informação é transparente e útil, considerando a dimensão de cada um dos operadores.

Assim, em outubro, o MEO continua a ser o Operador com menor índice de reclamações por 1.000 Clientes: 0,35.

A pandemia da COVID-19 tem obrigado os operadores a um reforço e investimento na capacidade, resiliência e segurança das redes, para garantir que todas as famílias e empresas continuem a trabalhar. No entanto, o Regulador continua a desprezar o papel fundamental deste setor, mesmo no contexto de crise pandémica grave, em que coube aos operadores nacionais assegurar o pleno e regular funcionamento em diferentes áreas da administração pública e da economia nacional.»

Foto: DR.

Maior prémio de inovação tecnológica em Portugal anuncia finalistas

Novembro 13, 2020 em Atualidade, Economia, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

4ª Edição do Altice International Innovation Award

O Altice International Innovation Award, lançado em setembro de 2016 com o intuito de “reforçar o posicionamento de Portugal no desenvolvimento da inovação tecnológica”, acaba de apurar os seis finalistas da sua 4ª edição, 3 da categoria Academia e 3 da categoria Startups.



São eles:

ACADEMIA

ARGIS – Augmented Reality for Geographical Information Systems: Aplicativo holográfico de realidade mista, para sistemas de informação geográfica, onde os elementos em análise no terreno aparecem no campo de visão como hologramas 3D.

Citymetrics: Desenvolvimento de um sistema de inteligência artificial que, com base em dados recolhidos através de IoT, monitoriza as infraestruturas, prevê a sua condição futura e apoia na tomada de decisão sobre atividades de manutenção de edifícios.

Passive Backscatter Sensors for Internet of Things applications: Este projeto visa o desenvolvimento de um sensor passivo que utiliza uma frequência de rádio para a transferência de dados e outra frequência para a receção de energia que é emitida por transmissores. A sua aplicabilidade é vasta e poderá ir desde a monitoria ambiental ao controlo industrial.

Considerado atualmente o maior prémio monetário de inovação tecnológica em Portugal, o AIIA volta a distinguir-se pela sua ligação simultânea à academia e startups, bem como pelo valor total dos prémios atribuídos aos seus vencedores. No caso do vencedor da categoria Academia, o projeto irá receber um prémio monetário no valor de €25.000.

STARTUPS

AquaInSilico: Desenvolvimento de uma solução digital para controlo e monitorização em tempo-real de indicadores de desempenho de estações de águas residuais. Esta solução visa otimizar os processos de tratamento biológico, para além de permitir recuperar materiais críticos, fazendo dos resíduos novos produtos de base biológica.

C-mo: the revolutionary cough-monitoring wearable: Desenvolvimento de um wearable que monitoriza a tosse e que pretende revolucionar a forma como são conduzidos os diagnósticos de doenças nas quais a tosse é um sintoma (respiratórias e gastroesofágicas); a forma como é monitorizada a progressão de condições predominantemente respiratórias (como asma, DPOC, COVID-19, etc.) e pacientes crónicos; bem como a forma como é testada a eficiência das terapias implementadas.

N9ve.REE+Li: Desenvolvimento de tecnologias e processos para a remoção, concentração e recuperação de recursos raros da terra e lítio de águas contaminadas e soluções aquosas, utilizando, para o efeito, procedimentos simples, de baixo custo e amigos do ambiente por biossorção em macroalgas salinas vivas.

Já o 1º lugar da categoria startups é distinguido com um prémio também ele monetário no valor de €50.000 e a possibilidade de concretização de um piloto (prova de conceito) com o Grupo Altice, com a duração mínima de 9 meses.

A iniciativa conta, ainda, pelo quarto ano consecutivo, com a parceria da Agência Nacional de Inovação (ANI), que irá atribuir a distinção Born from Knowledge ao projeto finalista “nascido do conhecimento” que resulte de atividades de investigação e desenvolvimento (I&D) valorizando, assim, o conhecimento científico e tecnológico nacional.

Será a 18 de novembro que os vencedores da 4ª edição do Altice International Innovation Award serão conhecidos. Numa cerimónia em formato digital e transmitida em SAPO.PT e nas redes sociais da Altice Portugal e da Altice Labs, os vencedores serão escolhidos por um Grande Júri composto por personalidades nacionais: Alexandre Fonseca, Presidente Executivo da Altice Portugal; Alcino Lavrador, Diretor Geral da Altice Labs; André Veríssimo, Diretor do Jornal de Negócios; António Bob dos Santos, Administrador da ANI; Daniel Traça, Professor e Dean da Nova SBE; Elvira Fortunato, Vice-Reitora da Universidade Nova de Lisboa; Pedro Dominguinhos, Presidente do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos; Pedro Duarte, Presidente do Conselho Estratégico da Economia Digital da CIP; Pedro Matias, Presidente do Conselho de Administração do ISQ e Sara do Ó, Founder e CEO do Grupo Your.

Os seis projetos finalistas foram escolhidos de entre mais de 100 candidaturas – 116 –, número recorde de projetos a concurso desde a 1ª edição do AIIA, iniciativa que reforça a inovação como prioridade estratégica da Altice Portugal não só para o desenvolvimento de um ecossistema de parcerias fundamentais, mas também para o do próprio país, cujas economia e capacidade competitiva dependem diretamente do investimento em inovação tecnológica.

Fonte e imagem: ALTICE.

Altice International Innovation Award 2020 bate recordes ao receber mais de 100 candidaturas

Novembro 10, 2020 em Atualidade, Economia, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

4ª Edição do maior Prémio de Inovação tecnológica em Portugal

O maior Prémio de inovação tecnológica em Portugal – Altice International Innovation Award (AIIA) – recebeu 116 candidaturas para as categorias Academia e Startups da edição de 2020.



Num ano em que o Prémio de Inovação da Altice Portugal teve uma abrangência geográfica apenas nacional, em virtude do momento de saúde pública que se vive em Portugal e no Mundo, o Altice International Innovation Award bateu o recorde de números de candidaturas recebidas, todas elas conotadas de grande qualidade e muito diversificadas.

Do universo de projetos candidatos para esta 4ª edição, serão muito brevemente conhecidos os 6 projetos finalistas e que vão estar na shortlist para as categorias a concurso: 3 na categoria Academia e 3 na categoria Startups.

O Grande Júri do AIIA 2020 também já é conhecido. Responsável pela avaliação dos projetos finalistas e seleção dos vencedores, o Grande Júri é composto por reconhecidas personalidades do sistema científico, setores tecnológico, económico e media:

• Alexandre Fonseca, Presidente Executivo da Altice Portugal

• Alcino Lavrador, Diretor Geral da Altice Labs

• André Veríssimo, Diretor do Jornal de Negócios

• António Bob dos Santos, Administrador da ANI

• Daniel Traça, Professor e Dean da Nova SBE

• Elvira Fortunato, Vice-reitora da Universidade Nova de Lisboa

• Pedro Dominguinhos, Presidente do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos

• Pedro Duarte, Presidente do Conselho Estratégico da Economia Digital da CIP

• Pedro Matias, Presidente do Conselho de Administração do ISQ

• Sara do Ó, Founder e CEO do Grupo Your.

O anúncio dos vencedores da 4ª edição do AIIA realizar-se-á no dia 18 de novembro, numa cerimónia em formato digital, e que vai contar com a presença dos principais stakeholders do ecossistema de inovação em Portugal.

Considerado atualmente o maior prémio monetário de inovação tecnológica em Portugal, o AIIA oferece ao 1º lugar da categoria startups, um prémio pecuniário no valor de €50.000 e a possibilidade de concretização de um piloto (prova de conceito) com o Grupo Altice, com a duração mínima de 9 meses, bem como, distingue o vencedor da categoria Academia com um prémio monetário no valor de €25.000. A iniciativa conta, ainda, pelo 4º ano consecutivo, com a parceria da Agência Nacional de Inovação (ANI), que irá atribuir a distinção Born from Knowledge (BfK) ao projeto finalista “nascido do conhecimento” que resulte de atividades de investigação e desenvolvimento (I&D) valorizando, assim, o conhecimento científico e tecnológico nacional.

Desde 2016, o AIIA já recebeu mais de 300 candidaturas, tendo os seis projetos vencedores sido premiados e apoiados num valor total superior a €200.000.

Fonte e imagem: ALTICE.

Altice Portugal assinala parceria tecnológica com Greenfest em prol da Sustentabilidade de Portugal e do Mundo

Setembro 26, 2020 em Atualidade, Economia, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Iniciativa a decorrer este fim de semana no Mosteiro de Tibães

“Enquanto prioridade e eixo estratégico da Altice Portugal, a sustentabilidade detém uma relevância fundamental na atuação da Empresa, através da realização e apoio a ações e iniciativas que contribuem para um desenvolvimento sustentável do País”, refere a empresa em nota.



Assim, a Altice Portugal apresenta-se enquanto parceira tecnológica do Greenfest, movimento de sustentabilidade mais representativo do país. A empresa apoia esta iniciativa, garantindo a conectividade do evento, nomeadamente nos dois momentos desta iniciativa: nos dias 25 a 27 de setembro em Braga (Mosteiro de Tibães) e nos 20 a 22 de novembro no Estoril (Nova SBE).

“Ciente do impacto que este evento aporta para o País, sob o mote da sustentabilidade enquanto um tema crítico para o nosso futuro, a Altice Portugal não podia deixar também de estar ao lado daqueles que fazem um esforço hercúleo para manter o País a andar, principalmente no momento conturbado que o País está a viver”, salienta.

Para Alexandre Fonseca, Presidente Executivo da Altice Portugal, “a associação da Altice Portugal a esta iniciativa vem reforçar a sua estratégia de atuação, nas vertentes da responsabilidade social e da sustentabilidade, procurando contribuir para a melhoria de vida, segurança e bem-estar dos portugueses. Aliando a tecnologia à vertente de responsabilidade social, quer ao nível ambiental, quer ao nível de sustentabilidade, este é mais um dos contributos da Altice Portugal enquanto parceiro tecnológico essencial para o desenvolvimento do País e em prol dos Portugueses”.

Já Pedro Norton de Matos, Mentor do Greenfest, salienta que o evento “tem 13 anos e nesta edição, pela primeira vez, alia o presencial ao digital. Esta nova dimensão foi viabilizada pela parceria tecnológica com o grupo Altice que partilha a mesma visão. Em qualquer local do espaço museológico Mosteiro de Tibães, incluindo jardins e a frondosa mata, tem acesso internet robusto e fiável. Acreditamos que o modelo hibrido é o novo normal, pois tem muito maior alcance e impacto nas comunidades, com uma mínima pegada ecológica”.

Nascido em 2008, o Greenfest é o movimento de sustentabilidade mais representativo do país que celebra, reunindo um painel de pessoas inspiradoras, ideias inovadoras e projetos que estão a fazer a diferença, o que de melhor se faz nas quatro vertentes da sustentabilidade: ambiental, social, económica e cultura.

Imagens: DR.

Já são conhecidos os vencedores da 5ª edição do IoT Challenge da Altice Empresas

Setembro 11, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

11 finalistas, 3 vencedores

Foram conhecidos no passado dia 10 de setembro os vencedores da 5ª edição do IoT Challenge, uma competição tecnológica promovida pela Altice Empresas, marca do segmento empresarial da Altice Portugal, que desafia empresas e startups portuguesas a apresentarem soluções de Internet of Things (IoT) inovadoras e prontas a serem comercializadas.



Na edição deste ano, os candidatos tiveram de apresentar soluções de IoT que acelerem a digitalização das empresas e das organizações, otimizem os processos através da monitorização à distância, permitam uma rápida adaptação à nova realidade de teletrabalho ou ajudem a enfrentar os desafios atuais da sociedade, nomeadamente no que diz respeito ao combate à pandemia do novo coronavírus.

Este ano, devido ao aparecimento da COVID-19, foi a primeira vez que a final do IoT Challenge se transformou numa sessão simultaneamente presencial e online. Durante o evento, e após as várias apresentações dos candidatos, as empresas foram avaliadas pelo ilustre júri do concurso, através de sessões de perguntas e respostas.

Este ano o painel de júri foi composto por: Nuno Nunes – Chief Sales Officer para o segmento Business to Business da Altice Portugal –, Luís Alveirinho – Chief Technology Officer da Altice Portugal –, Sofia Rebola – Diretora de Controlo Técnico e Sistemas de Gestão do Grupo Altri –, Ivo Antão – Administrador Executivo do Grupo Luz Saúde – e Eduardo Fitas – Vice-Presidente da Accenture Portugal.

O júri do IoT Challenge (Foto: Altice Portugal)

Os 3 Vencedores

A Infinite Foundry foi uma das primeiras equipas a conquistar o júri com uma solução que consiste em reproduzir uma réplica da planta digital 3D da instalação industrial para monitorizar em tempo real o processo de produção e melhorar a eficiência operacional, remotamente.

A Indra Sistemas Portugal foi premiada pelo projeto “Onesait Motion”, uma solução que facilita a gestão operacional em tempo real de uma cadeia de fornecimento (supply chain), garantido a rastreabilidade online das pessoas, veículos e produtos envolvidos no processo.

A Quantico Solutions foi outra das equipas vencedoras com o projeto “Vision4Lab”, uma solução que consiste numa plataforma composta por um sistema que permite que os profissionais de saúde possam gravar em vídeo os seus procedimentos recorrendo a um wearable device (óculos), de modo a que outros profissionais possam visualizar essas imagens, garantindo maior controlo e segurança.

Nuno Nunes, administrador responsável pelo segmento empresarial da Altice Portugal, refere que “vivemos atualmente tempos de desafios e de novas oportunidades no mercado empresarial. Agora, mais que nunca, é tempo de mudar, transformar e inovar. Queremos continuar a intensificar o nosso modelo de negócio junto das empresas portuguesas, e graças ao IoT Challenge temos a oportunidade de fazê-lo em conjunto com os inovadores do amanhã. Numa altura em que o recurso a soluções e ferramentas tecnológicas como o IoT tem vindo a ser fundamental para dar resposta à retoma da atividade das empresas, o IoT Challenge assume-se como um catalisador no apoio e dinamização do ecossistema empresarial e consequentemente da economia do País”.

Nuno Nunes – Chief Sales Officer para o segmento Business to Business da Altice Portugal (Foto: Altice Portugal)

Foram 11 as equipas que chegaram à final, respondendo ao desafio lançado e utilizando o serviço de gestão de conectividade, IoT Connect da Altice Empresas, nas suas soluções.

Entre os meses de julho e setembro, os participantes, puderam trabalhar com a equipa de Engenharia Altice do golabs.IoT para testar as suas soluções.

Para além das condições especiais na mensalidade e na taxa de ativação do serviço de conectividade IoT Connect da Altice Empresas que é atribuído a todos os finalistas, serão ainda concedidos prémios aos 3 vencedores, incluindo a oferta de 6 mensalidades do serviço IoT Connect da Altice Empresas, Startup passes para o Web Summit 2020, a divulgação das soluções nos canais de comunicação da Altice Empresas, a exposição da solução no Showroom da Altice Portugal bem como a possibilidade de integração da solução no portfólio da Altice Empresas.

Nas últimas quatro edições, o IoT Challenge juntou mais de 150 participantes e premiou um total de 15 equipas vencedoras, naquela que é considerada uma verdadeira oportunidade de agregar e identificar os melhores talentos da área da tecnologia em Portugal, dando-lhes as ferramentas para que possam fazer também parte do processo de transformação digital do tecido empresarial português, através da extensa rede de clientes e parceiros da Altice Empresas.

Fonte e fotos: Altice Portugal.

Altice Portugal assinala Dia Internacional da Literacia com a apresentação do novo Atlas da Língua Portuguesa

Setembro 9, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Empresa reafirma o seu compromisso para com a Portugalidade através do apoio à obra

Celebrou-se ontem, dia 08 de setembro, o Dia Internacional da Literacia e “perante a aposta assumida pela Altice Portugal no combate à iliteracia, em particular a iliteracia digital, a Empresa não pode deixar de assinalar a efeméride com mais uma iniciativa que materializa o seu compromisso para com a Portugalidade: a apresentação da edição especial do novo Atlas da Língua Portuguesa, com o apoio da Fundação Altice”, refere em nota.



Foi no âmbito das celebrações do primeiro Dia Mundial da Língua Portuguesa da História, no passado dia 5 de maio, que a Altice Portugal anunciou o apoio a esta obra, que ganhou ontem vida enquanto ferramenta de difusão da notória influência da língua portuguesa pelo mundo. A esta iniciativa junta-se, ainda, a inauguração, hoje, de mais uma Cabine de Leitura, desta vez na Junta de Freguesia de Arroios, perfazendo um total de oito cabines no distrito de Lisboa entre as já mais de 40 em todo o País.

Para o Presidente Executivo da Altice Portugal, Alexandre Fonseca, “a apresentação desta obra é mais um passo concreto dado pela Altice Portugal na defesa e promoção da língua portuguesa, exemplificando a vasta aposta no eixo da Portugalidade, que se estende à Literatura, Cinema, Música, Arte e Desporto. A literacia, em particular a digital, deve ser um desígnio nacional, sem barreiras territoriais ou etárias. A Altice Portugal continuará focada em dotar o nosso País das ferramentas necessárias para melhores índices de literacia, tornando Portugal num País mais coeso, mais forte, e a uma só velocidade”.

Alexandre Fonseca – Presidente Executivo da Altice Portugal

Unindo alguns dos seus principais pilares – Proximidade e Inovação – ao compromisso com a Portugalidade, a Altice Portugal, enquanto motor de desenvolvimento social do País, tem vindo a implementar um conjunto de projetos que promovem a inclusão, a igualdade de acessos e a digitalização, com vista à coesão social e garantia de melhores condições de competitividade económica. Exemplo disso são as inúmeras iniciativas levadas a cabo pela Empresa em vários âmbitos, nomeadamente a desmaterialização dos manuais escolares em parceria com a Huawei Portugal e LeYa e a plataforma Khan Academy, que já atingiu mais de 3 milhões de visualizações. “Assim, a Altice Portugal continua a colocar a tecnologia ao serviço das pessoas, da Educação, da Cultura, da Economia e do País”, salienta a empresa.

O novo Atlas da Língua Portuguesa vem prestar homenagem à comunidade lusófona espalhada pelos quatro cantos do mundo, dando a conhecer a notória influência linguística do português enquanto identidade de mais de 260 milhões de falantes da língua em todo o mundo. Trata-se de uma obra de referência, da autoria de José Paulo Esperança, Luís Antero Reto e Fernando Luís Machado, que demonstra a presença inegável da língua portuguesa para lá de todas as fronteiras e territórios, e que conta com o apoio da Fundação Altice.

“Esta iniciativa pretende afirmar, uma vez mais, a língua portuguesa enquanto símbolo incontestável do nosso País e das nossas raízes, e a Literacia enquanto uma das principais e mais importantes bandeiras de uma sociedade moderna, tecnológica e avançada”, conclui a empresa.

Imagem: Altice.

Altice Portugal (patrocinadora) felicita Miguel Oliveira pela conquista do Grande Prémio de Estíria em MotoGP

Agosto 23, 2020 em Atualidade, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Piloto português é Embaixador MEO

Em nota enviada às redações, a Altice Portugal felicitou o piloto Miguel Oliveira pela inédita vitória no Grande Prémio de Estíria, em Spielberg, na Áustria. “É com grande orgulho que a Altice Portugal vem, hoje, felicitar o embaixador MEO, Miguel Oliveira, pela sua vitória inédita do Grande Prémio de Estíria, em Spielberg, na Áustria”, referiu a empresa.



“Esta conquista vem demonstrar a coragem e garra do piloto, assim como o seu fantástico desempenho no MotoGP, numa prova que ficará para sempre marcada na história nacional do desporto como a primeira a ser vencida por um português na modalidade”, continuou.

“Miguel Oliveira vem, assim, enaltecer o orgulho nacional ao levar as cores da bandeira portuguesa à mais alta posição do pódio e além-fronteiras, conquistando o primeiro título português numa prova de MotoGP, uma modalidade muito relevante no panorama desportivo mundial”, destacou

“Enquanto embaixador da MEO e um dos atletas patrocinados pela marca, o agora vencedor do Grande Prémio de Estíria de MotoGP personifica a forte aposta da Altice Portugal ao desporto nacional, e em particular às modalidades de desporto motorizado”, concluiu.

Foto: DR.

Altice Portugal e Huawei Portugal entregam duas centenas de equipamentos a Hospitais Portugueses

Julho 29, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Mundo, Saúde Por barcelosnahorabarcelosnahora

Entre esses hospitais esteve o de Santa Maria Maior, de Barcelos

A Altice Portugal e a Huawei Portugal voltaram, uma vez mais, a unir esforços em prol do bem-estar dos portugueses, e disponibilizaram, num único dia, duas centenas de equipamentos tecnológicos a mais de duas dezenas de instituições públicas de saúde de Norte a Sul do País.



Com vista a manter ligados os milhares de portugueses que, por várias razões, continuam impedidos de estar com os seus familiares e amigos, as equipas de Gestão da Altice Portugal deslocaram-se, hoje, à mesma hora, a várias instituições hospitalares de norte a sul do País para doar duas centenas de tablets com ligação de dados móveis 4G e infraestrutura Wi-Fi.

No hospital barcelense também foram entregues equipamentos desse tipo, numa ação que mereceu, por parte do Conselho de Administração, em nota, um agradecimento “a todos quantos se têm juntado a nós, pela ajuda incansável que têm dado ao nosso hospital. A onda de solidariedade continua e estamos muito felizes por saber que vos continuamos a ter do nosso lado”.

Paralelamente, foram também oferecidos sistemas de videoconferência a três Hospitais portugueses – Hospital de Braga, Centro Hospitalar de Setúbal e Centro Hospitalar do Baixo Vouga – com vista a capacitá-los de ferramentas de comunicação remota, com o objetivo de continuar a permitir o contacto com fornecedores, parceiros e profissionais de saúde e possibilitando o debate sobre casos clínicos entre profissionais de saúde de diferentes hospitais.

“É através desta e outras iniciativas de cariz social que a Altice Portugal se tem tornado numa empresa que muito tem contribuído para uma prestação de serviço de maior qualidade aos portugueses. Ao longo destes últimos meses, a Altice Portugal e a Huawei Portugal têm vindo a colocar a sua tecnologia ao serviço do País e dos Portugueses, tendo, desde março, entregue cerca de quatro centenas de equipamentos e serviços tecnológicos – tablets, sistemas de videoconferência digitais e pacotes de comunicações móveis – a instituições de ensino, de saúde e de solidariedade social”, refere a empresa em nota.

Fotos: DR e HSMM.

Ir Para Cima