Tag archive

André Miranda

Óquei de Barcelos goleia Paço de Arcos

Novembro 3, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Jogo marcado pelas estreias de Ziga e Russo

No passado sábado, pelas 21h30, o Pavilhão Municipal de Barcelos recebeu mais uma jornada do Campeonato Nacional da 1ª Divisão de Hóquei em Patins, opondo o Óquei Clube de Barcelos (OCB) e o Paço de Arcos.



Com arbitragem de Manuel Fernandes (AP Porto) e Florindo Cardoso (AP Minho), o jogo contou com os seguintes alinhamentos:

OCB – Ricardo Silva, Ezequiel Mena, Luís Querido, Gonçalo Nunes e Alvarinho (cinco inicial); Joka, Zé Pedro, Gonçalo Meira, Ziga e Russo (banco inicial); Paulo Pereira (treinador).

CD Paço de Arcos – Diogo Rodrigues, Filipe Fernandes, Rafa, Pedro Vaz e Pedro Batista (cinco inicial); Énio Abreu, Tiago Gouveia, Nelson Ribeiro, Jotta e Bruno Frade (banco inicial); Luís Duarte (treinador).

O OCB até entrou a perder, com Pedro Batista a abrir o marcador, aos 4 minutos. Só mais perto do final da primeira parte é que os homens da casa conseguiram virar o resultado, com dois golos no mesmo minuto (21), por Zé Pedro e Gonçalo Meira. Ao intervalo, 2-1 para o OCB.

A segunda parte foi toda dominada pelo OCB. Zé Pedro bisou, aos 51 segundos; Mena ampliou a vantagem, aos 3’, tendo falhado um livre direto pela 10ª falta dos visitantes, aos 16’. Três minutos depois, o novo reforço, Ziga, apontou o 5-1; Bruno Frade reduziu, aos 21’; um minuto depois, Alvarinho fechou o marcador em 6-2. Antes do final, Ricardo Silva ainda defendeu um livre direto, a penalizar os da casa pela 10ª falta.

O jogo ficou marcado, também, pelas estreias de Ziga – que marcou um golo – e do jovem Russo.

Com esta vitória, conjugada com os resultados de domingo, o OCB subiu ao 4º lugar. Dia 10 de novembro, pelas 12h00, defronta um dos líderes, o Sporting CP, em Lisboa.

Fotos: André Miranda.

Óquei de Barcelos empata com Benfica com grande recuperação

Novembro 25, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Grande jogo de hóquei em patins no Pavilhão Municipal de Barcelos, em noite de muita chuva e muita gente nas bancadas para assistir ao Óquei Clube de Barcelos (OCB) – SL Benfica.





Este foi um jogo com duas partes bem distintas. A primeira terminada com forasteiros a marcarem o único golo dessa parte do jogo; a segunda com mais golos, estando o SL Benfica a vencer por 3, mas os barcelenses a conseguirem empatar.

Arbitrado por Rui Torres (AP Minho) e José Pinto (AP Porto), as equipas alinharam da seguinte forma:

OCB: Ricardo Silva, João Almeida, Gonçalo Nunes, Rúben Sousa e Alvarinho. Paulo Pereira, treinador, deixou de início no banco André Almeida, Zé Pedro, Joca Guimarães, Hugo Costa e Gonçalo Meira.

SLB: Pedro Henriques, Valter Neves, Diogo Rafael, Carlos Nicolia e Jordi Adroher. Pedro Nunes, treinador, deixou de início no banco Tuga, Albert Casanovas, Lucas Ordoñez, Miguel Rocha e Vieirinha.

O único golo, e incidência de maior relevo da primeira parte, foi apontado por Ordoñez, aos 21 minutos. O jogo quase que saía para intervalo a zeros, mas o jogador benfiquista não deixou.

A segunda-parte trouxe mais sumo. O mesmo Ordoñez, aos 3’, faz o 0-2. Seis minutos depois, Diogo Rafael ampliou para 0-3. Quando parecia que o jogo estava perdido para os da casa, o OCB mostrou a fibra de que é feito, e iniciou a “recuperação” referida no título da notícia.

No mesmo minuto 9, Gonçalo Meira apontou o 1-3. Aos 19’, Valter Neves é admoestado com azul e o OCB ganha grande penalidade. No entanto, Gonçalo Nunes não aproveitou. Mas Zé Pedro não se viu rogado e apontou o 2-3. A cerca de 3 minutos do final Gonçalo Nunes (de grande penalidade) estabeleceu o empate a 3, resultado com que terminou a partida.

Na próxima jornada, o OCB desloca-se a Tomar para defrontar o Sporting local.

Fotos: André Miranda.

Óquei de Barcelos elimina Juventude de Viana e está na final four da Taça CERS

Março 11, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Em jogo disputado ontem, no Pavilhão Municipal de Barcelos, o Óquei Clube de Barcelos (OCB) recebeu a Juventude de Viana, que levou de vencida por 4-3. Esta foi a 2ª mão dos quartos de final da Taça CERS e o resultado colocou a equipa barcelense na final four da competição.



Arbitrado pelos espanhóis António Gómez e Alberto López, a equipa barcelense alinhou com Ricardo Silva, João Almeida, Zé Pedro, Hugo Costa e Rúben Sousa. No banco ficaram André Almeida, Joca Guimarães, Pedro Silva, Afonso Lima e Marinho.

Já a formação vianense alinhou com Jorge Correia, Francisco Silva, Nuno Santos, Nélson Pereira e Emanuel García. No banco ficaram Telmo Fernandes, João Ramalho, Tó Silva e Gustavo Lima.

O OCB marcou primeiro, por Rúben Sousa, logo aos 9 minutos. No entanto, no minuto seguinte, Nuno Santos restabeleceu a igualdade. Aos 19 minutos, Afonso Lima recolocou os barcelenses na frente do marcador.

Aos 3 minutos da 2ª parte, Rúben Sousa alargou a vantagem, alargada ainda mais, aos 13’, por João Almeida. Entretanto, o OCB entrou “em gestão” do jogo e permitiu o reaproximar dos vianenses, que marcaram por Francisco Silva (18’) e Nélson Pereira, a cerca de 5 segundos do final do jogo.

Fotos: André Miranda.

Óquei de Barcelos perde com Oliveirense pela margem mínima

Março 4, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Pavilhão Municipal de Barcelos um dos jogos da jornada (18ª), opondo o Óquei Clube de Barcelos (OCB), 6º classificado, e a UD Oliveirense, 4ª classificada. A vitória “sorriu” aos visitantes, com a falta de eficácia do OCB nas “bolas paradas” a marcar o resultado final.



Com arbitragem de Miguel Guilherme (AP Lisboa) e Jaime Vieira (AP Alentejo), Paulo Pereira, técnico “óquista”, alinhou de início com Ricardo Silva, Juanjo López, Zé Pedro, Hugo Costa e Rúben Sousa. No banco iniciaram André Almeida, João Almeida, Pedro Silva, Afonso Lima e Marinho.

Já Tó Neves, técnico oliveirense, alinhou com Xavier Puigbi, Ricardo Barreiros, João Souto, Pedro Moreira e Jordi Bargalló. No banco iniciaram Domingos Pinho, Nuno Araújo, Jepi Selva, Pablo Cancela e Jordi Burgaya.

O jogo iniciou a ritmo frenético, com os visitantes a abrirem o marcador ainda no primeiro minuto, por João Souto. Três minutos depois, Rúben Sousa repôs a igualdade para os da casa. Aos 11 minutos, Hugo Costa teve a oportunidade de marcar, por grande penalidade, mas não conseguiu marcar aquele que seria o segundo golo do OCB. Aos 16 minutos, Bargalló foi admoestado com a cartolina azul. Zé Pedro foi o escolhido para a marcação do livre direto correspondente mas também não conseguiu concretizar. Logo no minuto seguinte, o OCB chega à 10ª falta. Pablo Cancela não falhou e recolocou os forasteiros na frente do marcador. O mesmo Cancela também acabou admoestado com um azul, a cerca de 2 minutos do final da primeira parte. Desta feita, o escolhido para o livre direto foi Marinho. No entanto, também não conseguiu desfeitear o guardião adversário. Mas no minuto seguinte, o mesmo Marinho redimiu-se e empatou a partida a 2 golos, resultado com que terminou a primeira parte.

A segunda parte foi menos “interessante” em momentos do jogo mas continuou um jogo renhido e muito disputado. Logo no segundo minuto, o guardião oliveirense foi admoestado com o cartão azul. Rúben Sousa foi incumbido de tentar concretizar o respetivo livre direto mas, também ele, falhou. Quem não falhou foi o veterano Ricardo Barreiros, que aos 9 minutos apontou uma grande penalidade, “fechando” o resultado no 2-3 final.

Com este resultado, o OCB mantém o 6º lugar mas vê aproximar-se a Juventude de Viana, que fica a 2 pontos. Na próxima jornada, no “distante” dia 24 de março, a equipa barcelense desloca-se ao sul para defrontar o Paço de Arcos.

Fotos: André Miranda.

Óquei de Barcelos derrota Juventude de Viana, por 2-5, na primeira mão dos quartos de final da Taça CERS

Fevereiro 17, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Esta noite realizou-se, no Pavilhão Municipal de Monserrate – Viana do Castelo, o jogo Juventude de Viana – Óquei Clube de Barcelos, a contar para os quartos de final da Taça CERS, com a equipa barcelense a levar de vencida a sua congénere vianense.



Arbitrado pela dupla Matteo Galoppi e Franco Ferrari, Renato Garrido, técnico da Juventude, iniciou a partida optando por Jorge Correia, Francisco Silva, Tó Silva, Nuno Santos e Nélson Pereira. No banco, de início, ficaram Telmo Fernandes, Gustavo Lima, João Ramalho, Emanuel García e Paulo Matos.

Já Paulo Pereira, técnico do Óquei, escolheu para o cinco inicial Ricardo Silva, Zé Pedro, João Almeida, Hugo Costa e Rúben Sousa. No banco, de início, deixou Joca Guimarães, Afonso Lima, Marinho e André Almeida.

A primeira parte teve apenas um golo, que surgiu para o OCB, por Rúben Sousa, aos 8 minutos do jogo. Após o intervalo, o jogo foi bem mais interessante e frutífero em termos de golos.

No mesmo minuto – o 6º – da segunda parte, Hugo Costa bisou e ampliou a vantagem barcelense para 3 golos. Apenas 4 minutos depois, o OCB chegou à sua 10ª falta mas o argentino Emanuel García não conseguiu concretizar o respetivo livre direto, mas logo se seguida, reduziu para a equipa vianense.

Aos 14 minutos, Nuno Santos foi admoestado com um cartão azul. Na conversão do correspondente livre direto, o capitão “óquista” Zé Pedro não falhou e apontou o 1-4. No minuto seguinte, o veterano Tó Silva tornou a marcar para os da casa, recolocando a Juventude a uma diferença de dois golos. Dois minutos depois, Emanuel García é admoestado com cartão azul mas desta feita, Zé Pedro não consegue concretizar.

Tó Silva, aos 20 minutos, teve a oportunidade de reduzir de novo a vantagem mas não conseguiu desfeitear Ricardo Silva na marcação de penalti. Quatro minutos volvidos, a Juventude chega à 10ª falta e Nélson Pereira é admoestado com um azul, com o jogo parado. Mais uma vez chamado a converter o livre direto, Zé Pedro tornou a falhar. A menos de um minuto do final do jogo, João Almeida fechou o contador, colocando o resultado final em 2-5, para o Óquei Clube de Barcelos.

Esta é uma boa vantagem para o OCB, que traz para Barcelos 3 golos de diferença para gerir, perante o seu público, onde estará certamente a sua claque KAOS BARCELENSE, que hoje marcou uma forte presença em Monserrate.



A segunda mão joga-se a 10 de março, no Pavilhão Municipal.

Fotos: André Miranda.

Ir Para Cima