Tag archive

ARCA Dance Studio

ARCA participa no DanzainFiera (Itália) e traz três bolsas de estudo

Março 7, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

A ARCA Dance Studio participou, no passado mês de fevereiro, no Expression Dance Competition, que se realizou de 21 a 23 do referido mês, em Florença, Itália.



A escola barcelense levou a concurso sete coreografias, distribuídas pelas diversas categorias e estilos presentes a concurso. O professor e coreógrafo, Daniel Costa, salientou que, apesar de não terem conquistado o pódio com nenhuma das coreografias apresentadas, “as nossas apresentações ficaram muito bem classificadas e tiveram um feedback muito positivo por parte do júri, do público e da organização”.

O coreógrafo acrescentou que “os concursos servem para isso mesmo, para aprendermos, ganhar experiência em palco e, sobretudo, mostrar o nosso trabalho e vermos o que se faz de bom por esse mundo fora. Ganhar medalhas ou troféus é bom, mas não é isso que fica! O que fica é a aprendizagem que tiramos de todas as nossas experiências”.

Os barcelenses obtiveram três bolsas de estudo: duas em forma de Bolsas de Estudo, em Itália, para os bailarinos Afonso Pimenta, Eduarda Mendes, Catarina Barbosa e Cátia Pereira, e ainda uma terceira bolsa, na forma de uma participação gratuita num outro concurso internacional que se realizará este ano, em Roma.

O Expression Dance Competition é parte de um evento ainda maior, o DanzainFiera, que é um dos mais antigos e importantes eventos de Dança Internacionais: tem concursos, mostras e espetáculos de dança, semanários, aulas, workshops, masterclasses e uma feira internacional.

“É uma verdadeira experiência no mundo da Dança! Fizemos montes de workshops dos mais variados estilos e com coreógrafos e bailarinos de renome internacional. Isso é a verdadeira aprendizagem: aprender, crescer, superar!”

Além disso, o grupo teve ainda alguns dias para conhecer duas belas cidades: Bolonha e Florença. “Florença é uma cidade maravilhosa, com uma história fantástica. Foi, sem dúvida, uma das melhores experiências das nossas vidas!”

Imagens: DR e ADS.

ARCA Dance Studio leva “Pandora” ao Colégio Didálvi

Dezembro 11, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação Por barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo sábado, dia 21 de dezembro, pelas 21h30, o Colégio Didálvi, em Alvito São Pedro, recebe 300 artistas e bailarinos convidados que subirão a palco para apresentarem o espetáculo “Pandora”.



“Pandora vive num lugar único, colorido e selvagem, onde a Magia e a Música andam de mãos dadas. Durante toda a sua vida refugiou-se neste seu universo singular, vivo e especial, mas porventura, descobrirá também o Mundo dos Homens e terá contacto com esta espécie tão estranha, mas ao mesmo tempo extraordinária. Ficará a conhecer muitas das coisas terríveis que construíram, mas conhecerá também as incontáveis coisas boas que criaram!”

Pandora trar-lhes-á Magia e Juntos, descobrirão que a Música é uma paixão comum em ambos os mundos, que no final, talvez não sejam assim tão diferente”, conta-nos Daniel Costa, Diretor Artístico do Studio e deste espetáculo.

É um espetáculo deste Natal, para toda a família, e que é já um marco na agenda cultural dos Barcelenses.

Os convites já estão disponíveis na secretaria da ARCA, no horário das 14h00 às 20h00, nos dias úteis.

Imagem: ADS.

Barcelenses Inspiradores: Daniel Costa

Julho 25, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Desporto, Entrevistas, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora

Nesta semana, apresentamos o dançarino Daniel Costa, depois de termos ficado a conhecer o percurso da yogi Adriana Torres.

Se tiver interesse em participar ou em sugerir alguém inspirador para esta rubrica, escreva para o email: barcelensesinspiradores@outlook.pt.



Daniel Costa nasceu a 29 de março de 1988, na cidade de Barcelos.

A dança sempre esteve presente na sua vida, mas só a partir dos 16 anos surgiu o interesse e as oportunidades de dançar «de facto». É professor do 1º Ciclo do Ensino Básico licenciado pela ESE-IPVC, curso que concluiu sem nunca desfocar do seu verdadeiro interesse e paixão: a dança! Iniciou-se nesta área artística em Barcelos, mas logo que teve oportunidade frequentou academias na Póvoa de Varzim, onde, na altura, a dança estava um passo à frente. O diploma em Dança pela PROMOFITNESS, assim como as formações anuais em Londres, chegariam alguns anos mais tarde, complementando a sua formação nesta área.

Em 2009, iniciou um projeto de «Dança para Todos», a ARCA Dance Studio, na Associação Recreativa e Cultural de Arcozelo (ARCA). Os objetivos eram simples: a dança, na sua forma mais lúdica, deveria ser acessível a todos e servir para desenvolver as capacidades artísticas das crianças e jovens e apoiar o desenvolvimento cultural da freguesia de Arcozelo e do concelho. Anos depois, o projeto tinha mudado completamente a face da associação no qual fora integrado e o panorama da Dança em Barcelos.

Atualmente, praticamente 10 anos depois, Daniel Costa tornou um pequeno grupo de crianças, que dançava de forma inocente, numa verdadeira escola, onde todos têm oportunidade de dançar e desenvolver as suas aptidões artísticas, culminando com as recentes conquistas no campeonato do mundo da dança, o Dance World Cup, de duas medalhas de ouro e uma de bronze, garantindo o 4º lugar para a escola portuguesa mais medalhada do concurso.



Quem és tu? Conta-nos quem és apenas como tu te conheces.

Ui, isto vai ser uma autorreflexão muito complexa: acho que pessoalmente sou muitas coisas, mas não sou nada simples e de fácil compreensão. Tenho um lado forte muito criativo e, por vezes, até infantil. A minha cabeça está sempre a imaginar e a criar coisas, raramente estou com os pés assentes no chão. Desde que me lembro que sou assim: quando andava na escola primária não conseguia estar atento nas aulas, estava antes a imaginar como seria se a escola fosse invadida por dinossauros! Sempre fui fascinado por tudo que era fantasia: livros, filmes, histórias, tudo! Penso que a minha paixão pela dança e pelas artes, no fundo, talvez tenha sido a forma que encontrei de trazer essas «fantasias» e «histórias» para a minha vida quotidiana e, naturalmente, de as contar e transmitir aos outros. Mas também tenho um lado social, mais maduro, de ligação aos meus amigos, à família e ao meu trabalho, de responsabilidade, participação e interesse por coisas mais sérias, como a Política e a História.

Podem entender como sonhos ou o que seja, mas traço-os como objetivos e, normalmente, corro atrás deles e, sim, todos aqueles dos quais fui atrás, que queria de facto, realizei.

O que fazes é uma extensão de quem és?

Sim, obviamente. Como disse, acho que a Dança foi uma forma que arranjei de exprimir tudo aquilo que me vai na cabeça. A ARCA Dance Studio foi um projeto ao qual já dediquei grande parte da minha vida, muito trabalho e muito sacrifício. É natural que seja um pilar insubstituível daquilo que sou hoje.

De que forma impactas a vida do próximo?

Isso é difícil de dizer…deveriam ser as pessoas a responder! Acho que, de uma forma ou de outra, estou ou já estive presente na vida de muita gente, proporcionei momentos únicos a grande parte delas: dei-lhes oportunidade de, tal como eu, viver os seus sonhos, crescer, fazerem parte de algo e trabalhar em função de um grupo. Isso são experiências e aprendizagens que marcam a vida das pessoas.

Se pudesses ter a atenção do mundo durante 5 minutos, o que dirias ou farias?

Que não deixem ninguém dizer-lhes o que podem ou não fazer! Sigam atrás daquilo que vocês acreditam e desejam! Conseguimos alcançar tudo com dedicação e, sobretudo, querer!

Ao longo da tua vida, quem foram algumas das pessoas que mais te influenciaram?

Eu acho que sempre tive uma personalidade muito marcada, objetivos e metas muito definidas, coisas que queria fazer. Não tive ninguém que me influenciou nesse sentido, no sentido de ser aquilo que sou hoje, mas tive pessoas que me inspiraram e, claro, apoiaram. Nesse sentido, a minha família foi a minha maior influência e suporte.

Atualmente, que figuras de influência tomas como exemplo?

Bem, esta pergunta para mim tem dois sentidos: primeiro, no plano profissional, claro que obviamente sigo o trabalho de vários professores, coreógrafos e bailarinos, mas ao contrário de muitos da minha área, que valorizam mais grandes artistas de renome, eu prefiro acompanhar pessoas como eu, que no dia a dia trabalham com crianças, jovens e adultos, e criam! Não estão nos Estados Unidos, nem em Londres, estão aqui, na Póvoa de Varzim, em Leiria, Vigo, no Porto. Eu acho que esse tipo de trabalho, sim, é uma referência para mim, sim, é algo que tem valor! São pessoas que se debatem, todos os dias, com variadas limitações e obstáculos e, mesmo assim, conseguem ir lá fora, conseguem fazer algo pela arte e a cultura nas suas cidades!

No plano pessoal, tenho outras referências, muitas políticas e históricas: adoro Winston Churchill, já li alguns dos seus livros, inclusive, as memórias da Segunda Guerra Mundial, e é talvez a personalidade mundial que mais me interessa e apaixona: foi e ainda é um verdadeiro exemplo de resiliência, defesa das suas convicções e, sobretudo, uma pessoa que lutou por aquilo que amava, neste caso, o seu país, até ao fim, apesar de todas as dificuldades e tropeções que teve pelo caminho.

Diz-nos um barcelense que te inspire e porquê.

Barcelenses que me inspirem? Eh pá, tenho pessoas que admiro! Há muito talento em Barcelos, é verdade, conheço alguns, sigo o seu trabalho e, claro, quero que continuem a ter muito sucesso: João Dias, Hugo Martins, vulgo Cálculo, que é meu familiar, Sílvio Ferreira, que também é bailarino e meu familiar (sim, tenho muitos artistas na família)! São pessoas super talentosas! Imensamente, diria!

Como gostarias de ser recordado?

Há uns 10 anos, quando iniciei o projeto da ARCA Dance Studio, perguntaram-me, numa entrevista da Rádio, como é que eu imaginaria a ARCA daqui a uns 10 anos. Eu disse que imaginaria que fosse um lugar de aprendizagem e formação de renome, que levaria a dança até muitas pessoas! E foi o que aconteceu! Quero que as pessoas se lembrem de mim como uma pessoa que levou a Dança até muita gente, que proporcionou, não só, momentos, mas também aprendizagens para a vida, a muita, muita gente! Alguém que mudou a face da dança no concelho!

Por: Sandra Santos (Poeta e Tradutora) e Iara Brito (Criminóloga)*.

(* A redação do artigo é única e exclusivamente da responsabilidade das autoras)

ARCA Dance Studio arrecada bronze no Dance World Cup 2019

Julho 7, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Dance World Cup 2019, que decorreu no Altice Fórum Braga, terminou. As escolas de dança, os seus membros e acompanhantes deixaram Braga com destino a sua casa, ao seu país.



Mas antes, a ARCA Dance Studio ainda conseguiu conquistar uma medalha de bronze, no passado dia 05, em SNGSV Senior Small Group Song & Dance, com “Cell Block Tango”. Nesse mesmo dia, destaque para um 6º lugar, com pontuação de 90,4%, em SNGLN Senior Large Group National & Folklore Dance, com “Oiça Lá Senhor Vinho”.

Entre o dia 03 e o final da competição mundial, o Studio arcozelense obteve ainda os seguintes resultados: 9º lugar em SNGLW Senior Large Group Show Dance, com “Rio” e 11º com “Step in Time”; 12º em JGLH Junior Large Group Hip Hop & Street Dance, com “Throw Back”; 10º em JGLW Junior Large Group Show Dance, com “Anastasia”; 12º em SNGLM Senior Large Group Modern (Including Lyrical), com “Saudade”; e 16º em SNDW Senior Duet/Trio Jazz & Show Dance, com “La Llorona”.

Fotos: DR.

ARCA Dance Studio com novo Ouro no World Dance Cup 2019

Julho 3, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Sara Antunes foi a autora da proeza

Mais um dia e mais uma miríade de bailarinos a pisar o palco do Altice Fórum de Braga para competirem pelas muitas categorias do World Dance Cup 2019.



Sara Antunes foi a autora da proeza, em SNSV Senior Solo Song & Dance, com “All That Jazz”.

Já em SNGLC Senior Large Group Commercial, conquistaram um bom 5º lugar com “Realizadoras”.

Por esta altura, no Blue Theatre, a Academia Rosália Ferreira já se encontra a encantar o júri e os presentes.

Vamos acompanhando os resultados e mantendo os nossos leitores atualizados.

[Ndr: Notícia atualizada a 03.07.2019, pelas 11h40]

Começam as medalhas para Barcelos na Dance World Cup 2019

Julho 2, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Entre 28 de junho e 6 de julho, o Altice Fórum de Braga recebe a edição de 2019 da Dance World Cup, com mais de 6000 bailarinos a competir nas imensas categorias.



Ontem, primeiro dia de julho, foi, para já, o dia mais profícuo para as representações de ARCA Dance Studio e Flash Li Dance (sediada em Viana do Castelo, mas com polo em Barcelos).

Assim, em Mini Small Group Hip Hop, Street Dance & Commercial houve medalha de ouro para a Flash Li Dance, com “School Out”.

Em Mini Large Group Hip Hop, Street Dance & Commercial novo ouro para a Flash Li Dance, com “Mini Executivos”.

Em Children Large Group Commercial, o ouro foi atribuído à ARCA Dance Studio, com “Girl Power” e a prata ficou com a Flash Li Dance, com “Barbie World”. Daniel Costa, coreógrafo e diretor artístico do referido Studio salientou que “este foi o resultado de muitos meses de trabalho intensivo e muita dedicação por parte dos alunos, pais e, claro, do professor e coreógrafo e de todos os membros diretivos da ARCA, que trabalham em prol da arte da cultura na nossa cidade”.

Já em Mini Solo Hip Hop, Street Dance & Commercial, Carolina Lopes, da Flash Li Dance, com “Mini Candy”, foi 12ª. Em Children Solo Show Dance, Matilde Parente foi igualmente 12ª com “Are you ready?”, da Flash Li Dance.

Em Children Small Group Commercial a coreografia “On Board”, da Flash Li Dance, conseguiu um bom 5º lugar e em Children Solo Song & Dance, Beatriz Silva, da ARCA Dance Studio, com “Wishing you were somehow here again” foi 13ª.

No dia 30 de junho, a ARCA Dance Studio conseguiu o 10º lugar em Children Duet / Trio Song & Dance, com “Angel of Music”. Em Mini Solo Jazz & Show Dance, “Boom, Boom…Shake the room!”, da Flash Li Dance ficou em 12º. Em Children Small Group Acro Dance mais uma medalha de prata para a Flash Li Dance, com “Snakes”.

No dia 29 de junho, a Flash Li Dance teve “muita ação”. Senão vejamos:

Em Mini Small Group Jazz & Show Dance, 9º lugar com “Dear Future Husband”; Children Duet/Trio Acro Dance, 5º lugar com “Ocean Pearls”; Children Duet/Trio Jazz & Show Dance, 17º lugar com “Hot Chocolate!”; Children Small Group Jazz & Show Dance, 11º com “Jump’in”; e Children Large Group Acro Dance, 5º lugar com “A Christmas Night”. A ARCA Dance Studio conseguiu o 15º lugar em Children Large Group Show Dance, com “Friend Like Me”.

No primeiro dia, foi igualmente a Flash Li Dance a estar em ação. Em Children Solo Acro Dance conseguiu o bronze com “Survivor”, por Lara Gomes. Em Mini Solo Acro Dance obteve um 5º lugar, por Lara Ferreira, com “It’s oh so quiet…Shhh!”. Em Children Solo Acro Dance KSA (B) obteve um 13º lugar com “I’m a Pirate!”, por Matilde Parente, e em Children Solo Dance KSZ (A) um 14º lugar com “No Bad News!”, por Leonor Antunes.

Até dia 06 de julho haverão mais performances destas duas escolas, sendo de realçar que a Academia Rosália Ferreira irá subir, igualmente, a palco.

Fotos: DR.

[Ndr: notícia atualizada a 02.07.2019, pelas 12h25]

ARCA Dance Studio com 14 coreografias na final mundial da Dance World Cup

Março 9, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Das 19 coreografias, arrecada 11 medalhas

A Figueira da Foz recebeu, entre 1 e 5 de março, nova eliminatória de apuramento para a final mundial da Dance World Cup, a realizar em Braga.



De Barcelos e a representar a ARCA Dance Studio foram 70 alunos a competir e 70 alunos a ficarem apurados para a referida final mundial bracarense. A escola de dança apurou 14 coreografias, das 19 que levou a competição.

Das 14 coreografias da ARCA Dance Studio, onze chegaram ao pódio e quatro receberam a medalha de ouro — solo de Canto & Dança (Sénior), trio de Jazz & Show Dance (Sénior); grupo pequeno Canto & Dança (Sénior) e grupo grande Comercial (Infantil). A prata foi atribuída a um solo de Canto & Dança (Infantil), grupo grande Hip Hop (Júnior), Show Dance Sénior e Danças Tradicionais (Sénior). Em 3º lugar ficaram os grupos grandes nas categorias Show Dance e Comercial (Sénior) e Show Dance (Infantil).

A escola de dança, com sede em Arcozelo, conseguiu, ainda, alcançar o 4º lugar nas categorias de grupo grande Show Dance (Júnior) e Moderno (Sénior) e duo Canto & Dança (Infantil).

A coreografia “Rio”, que junta em palco 42 alunos com idades entre os 10 e os 25 anos, mereceu um prémio especial atribuído por John Grimshaw, diretor da Dance World Cup. “Este prémio apenas foi atribuído a duas outras academias, que são de muita qualidade. Este é o reconhecimento do trabalho e o melhor prémio que poderíamos ter conseguido”, afirmou Daniel Costa, diretor artístico da ARCA Dance Studio.

O coreógrafo parabenizou os alunos, a comunidade da Associação Recreativa e Cultural de Arcozelo (A.R.C.A.) e a Academia Rosália Ferreira, que também garantiu lugar na final. “Com certeza, o Minho estará muito bem representado nas finais mundiais”, rematou.

Fotos: DR/ARCA.

Festa de São Mamede em Arcozelo

Agosto 15, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

A freguesia de Arcozelo, e sua paróquia, celebra o seu Padroeiro São Mamede, honrando-o com a sua tradicional festa, que decorre a 16 e 17 de agosto.



A festa é organizada pela paróquia arcozelense e tem o apoio da Câmara Municipal de Barcelos, da Junta de Freguesia de Arcozelo, da Associação Recreativa e Cultural de Arcozelo (ARCA), do Centro Social e Paroquial de Arcozelo e da ID3.

No dia 16, pelas 20h30, atua a Ronda Típica, seguindo-se o espetáculo da ARCA Dance Studio.

Dia 17 de agosto, pelas 17h00, celebra-se a eucaristia solene (em São Mamede), seguindo-se a procissão em honra do Padroeiro e o leilão de São Mamede. Pelas 20h30, atua a Banda Plástica e, de seguida, entra em palco o grupo Vozes do Cávado.

 

“Arcozelo em Festa” está de volta ao Parque Radical, dia 20 e 21 de julho

Julho 11, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

No fim de semana de 20 e 21 de julho, o Parque Radical de Arcozelo recebe, novamente, o evento “Arcozelo em Festa”, organizado pela Associação Recreativa e Cultural de Arcozelo (ARCA) e pela Junta de Freguesia de Arcozelo.



O evento tem o apoio do Município de Barcelos, Centro Social de Arcozelo, Barcelos Saudável, Liga Portuguesa Contra o Cancro – Delegação de Barcelos, FC “Os Académicos”, OPEN B, Círculo Católico de Operários de Barcelos, APAC e Motor Clube de Barcelos.

Os visitantes poderão disfrutar de tasquinhas, desporto, dança, bares e música. Pelas 19h00 de dia 20 realiza-se a abertura oficial. Cerca de 15 minutos depois, inicia uma aula de ginástica. Mais para a noitinha, pelas 20h30, é a vez dos cantares ao desafio, com “Aguiar & Companhia”, seguindo-se a Banda do Galo, terminando a noite, pelas 22h30, com o espetáculo do grupo Trifesta.

No dia seguinte, o recinto abre pelas 18h00, com o grupo de bombos “Os Pequenos Gaiteiros”. Cerca de meia hora depois realiza-se uma aula de zumba. Perto da hora de jantar, pelas 20h00, voltam os cantares ao desafio. Pelas 21h00, atua o grupo “Cantares do Cávado” e, pelas 22h30, o palco fica entregue à ARCA Dance Studio, que proporcionará um espetáculo de dança.

Imagem: ARCA.

 

ARCA DANCE STUDIO traz bons resultados do Dance World Cup 2018 de Barcelona

Julho 7, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Entre os dias 20 e 30 de junho, a escola de dança da Associação Recreativa e Cultural de Arcozelo (ARCA), esteve em Sitges – Barcelona para participar, pela segunda vez consecutiva, naquele que é o maior concurso internacional de dança, o Dance World Cup, concurso que reúne escolas, academias, conservatórios e bailarinos de todas as partes do mundo.



Este ano, a ARCA Dance Studio fez-se representar por 8 coreografias e um total de 53 bailarinos, que juntamente com outros artistas de Portugal, integraram a comitiva portuguesa, representando, não só o país, mas também a cidade de Barcelos e a freguesia de Arcozelo.

Entre milhares de coreografias a concurso, todas as da ARCA ultrapassaram a pontuação de 80 pontos, numa escala de 0 a 100, o que, nas palavras de Daniel Costa, professor e coreógrafo da ARCA Dance Studio, “é resultado da crescente qualidade que o ensino de dança tem na nossa associação e, claro, do excelente desempenho, empenho e performance dos alunos”.

“A dança é uma actividade contínua, que exige preparação e prática regular e disciplinada ao longo dos anos, por isso, os resultados que vamos obtendo são o culminar de muitas horas de trabalho e dedicação.”, salienta.

O coreógrafo conta que “apresentámos 8 coreografias, um total de 53 bailarinos em praticamente todos os escalões e nos mais variados estilos de Dança: Jazz, Show Dance, Comercial, Hip Hop e em todos tivemos excelentes pontuações, o que só demonstra que, acima de tudo, somos uma escola versátil e, claro, que melhoramos de ano para ano, pois as pontuações e classificações deste ano foram bem melhores que as do ano passado”.

Assim, a ARCA Dance Studio obteve as seguintes pontuações/Classificações:

«Les Miserables», Grupo Show Dance, escalão Sénior – 83,5% – 10º Lugar, em 25 concorrentes; [ndr: na foto de destaque da notícia]

«Chicago», Trio de Jazz e Show Dance, escalão Sénior – 87,1 – 4º Lugar, em 17 concorrentes;

«Femme Fatale», Trio de Hip Hop, escalão Sénior – 83,9% – 8º Lugar, em 17 concorrentes;

«Feel it!», Grupo Hip Hop, escalão Júnior – 86,3% – 8º Lugar, em 17 concorrentes;

«Wonder Woman», Grupo Hip Hop e Comercial, escalão Júnior e Sénior – 83,5 – 22º Lugar, em 33 concorrentes;

«Clean it», Grupo Show Dance, escalão infantil – 84,7% – 9º lugar, em 16 concorrentes;

«Trolls», Grupo Hip Hop, escalão Infantil – 85,9% – 8º Lugar, em 16 concorrentes;

«Latin Groove», Grupo Comercial, escalão Infantil – 85,6% 7º Lugar, em 12 concorrentes;

Para finalizar, Daniel Costa deixa palavras de gratidão aos parceiros: “Deixamos o nosso agradecimento às instituições, empresas, entidades e particulares que nos apoiaram, pois este tipo de concursos e viagens envolvem custos demasiado altos para as famílias e bailarinos. Agradecemos também aos alunos, pais e toda a comunidade da ARCA, que nos últimos meses se desdobrou numa série de iniciativas para ajudar esta enorme comitiva a representar Barcelos e Portugal no Dance World Cup”.

Para o próximo ano, é a vez de Portugal abrir portas ao Dance World Cup. O evento vai ter lugar em Braga, no Fórum, e são esperados milhares de bailarinos e centenas de escolas, academias e conservatórios de todos os cantos do mundo. Para conseguir acesso às finais mundiais, as escolas portuguesas terão de participar nas semifinais, em março de 2019, na Figueira da Foz.

Fonte e fotos: ADS/DR.

Ir Para Cima