Tag archive

Banco Santander

Mais de 700 reitores estimam que a pandemia tenha um forte impacto económico nas universidades

Novembro 26, 2020 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Banco Santander, em conjunto com a Associação Internacional de Presidentes Universitários (IAUP), acaba de apresentar os resultados de um inquérito a mais de 700 reitores universitários de 90 países, entre os quais Portugal, sobre os efeitos da pandemia nas instituições de ensino. Os resultados do inquérito “Resposta das lideranças à COVID-19” demonstram que a pandemia vai ter um forte impacto económico, tanto no que diz respeito às matrículas, como às necessidades acrescidas de infraestruturas das universidades.



Reitores e diretores de universidades públicas e privadas assinalam a pressão que a pandemia tem colocado no modelo financeiro das instituições e na atração de novos estudantes, destacando o potencial existente de mudanças nos modelos educativos e na educação internacional em resposta aos desafios gerados pela COVID-19. Neste sentido, 70% das instituições esperam mesmo que os seus programas educativos sejam híbridos – presenciais e online – a partir de agora.

Mais de 73% das instituições antecipam quebras futuras nos seus rendimentos, enquanto 59% esperam reduções na inscrição de estudantes e 49% preveem novos desafios na angariação de fundos. Este padrão é visível em todas as regiões onde o inquérito foi realizado.

Ao mesmo tempo, 45% dos dirigentes académicos prevê a necessidade de aumentar o apoio financeiro a alunos e de um maior investimento em infraestruturas relacionadas com a capacidade tecnológica das universidades, sendo também indispensável promover o desenvolvimento de programas de educação contínua, assim como o apoio à empregabilidade dos estudantes e ao empreendedorismo.

Se na América e na Europa a prioridade é uma maior necessidade de apoio financeiro aos estudantes, para os líderes das universidades da Ásia e da Oceânia está mais focada no investimento em infraestruturas e, em África e no Médio Oriente, em programas que promovam a empregabilidade de estudantes e licenciados.

O inquérito foi dividido em três blocos: “Reações iniciais, focadas no primeiro semestre de 2020”, “Preparação para o ciclo 2020-2021, imediatamente após o início do período académico do Outono” e “Perspetiva para o futuro, com um âmbito de três anos a partir de agora”.

Foto: DR.

Bolsas Santander Global promovem mobilidade dos estudantes universitários apesar da pandemia

Outubro 20, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Educação, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Santander Universidades acaba de lançar a segunda edição das Bolsas Santander Global, em defesa da mobilidade dos estudantes universitários em tempos de pandemia. São 250 bolsas destinadas ao apoio a estudantes de licenciatura ou mestrado, inscritos numa Instituição de Ensino Superior (IES) beneficiária de mecenato do Banco Santander e aderente ao programa, que pretendam frequentar um período de mobilidade numa universidade no estrangeiro. As candidaturas decorrem até ao dia 30 de novembro.



Entre as IES aderentes ao programa contam-se já a Universidade de Coimbra, a Universidade do Porto, a Universidade da Madeira, o Instituto Politécnico de Setúbal, a Universidade de Évora, a Academia Militar, a Escola Superior de Enfermagem de Coimbra, o Instituto Politécnico de Castelo Branco e o ISEL.

“As Bolsas Santander Global têm como objetivo dotar os estudantes, com limitações económicas, de um complemento financeiro que vai dos 500 aos 1000 euros, de modo a contribuir para uma situação financeira que os permita seguir os seus programas de mobilidade. Pretende-se, assim, incentivar os estudantes a experimentar uma vivência internacional, multicultural e em diferentes geografias e idiomas, enriquecendo o seu currículo académico e preparando-os melhor para um futuro pessoal e profissional que será inevitavelmente de maior proximidade entre pessoas de todo o mundo”, refere o Banco em nota.

Para além de os estudantes terem de estar matriculados numa instituição de Ensino Superior beneficiária de mecenato do Santander e frequentarem estudos de licenciatura ou de mestrado, contam-se, ainda, como condições obrigatórias de elegibilidade, o mérito escolar – demonstrando aproveitamento no ano académico anteriormente frequentado – e a nacionalidade portuguesa.

Para mais informações, pode consultar: https://www.bolsas-santander.com/pt/program/bolsas-santander-global-2a-edicao .

Imagem: DR.

Estudantes universitários já podem candidatar-se às mais de 800 Bolsas Santander Futuro

Outubro 3, 2020 em Atualidade, Economia, Educação, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Já estão abertas as candidaturas para as Bolsas Santander Futuro 2020/2021, que se destinam a apoiar estudantes universitários com recursos económicos limitados – inscritos numa Instituição de Ensino Superior beneficiária de mecenato do Banco Santander e aderente ao programa – e que estejam determinados a prosseguir ou terminar um ciclo da carreira académica.



Depois do sucesso da primeira edição, no ano passado, o número de instituições do ensino superior que aderiram às Bolsas Santander Futuro subiu de 13 para 28, em todo o País. O número de bolsas disponíveis é quatro vezes superior para mais de 800, num investimento total de 550 mil euros. O período de candidaturas termina no dia 06 de novembro de 2020.

As bolsas, num valor que pode ascender a mil euros, têm como objetivo contribuir para uma estabilidade financeira potenciadora de um melhor desempenho escolar dos beneficiários. O mérito escolar é um dos principais critérios, assim como a necessidade de apoio financeiro para os universitários poderem prosseguir os estudos no 1º e 2º ciclo do ensino superior.

Podem candidatar-se os alunos das universidades e institutos de todo o País que mantêm parcerias com o Santander Universidades. Entre os critérios de elegibilidade dos candidatos às bolsas, inclui-se a situação de desemprego comprovado através de registo no IEFP – Instituto do Emprego e Formação Profissional.

A apresentação de prova de situação económico-financeira que conduz o aluno à necessidade da bolsa para prosseguir os seus estudos, assim como o facto de o candidato estar a estudar numa universidade localizada a mais de 50 km da sua residência, são outros critérios de elegibilidade para as novas bolsas.

Para mais informações, ver https://www.bolsas-santander.com/pt/program/bolsas-santander-futuro-2a-edicao.

Foto: DR.

Universitários já podem abrir conta online no Santander e ter cartão digital imediato

Setembro 29, 2020 em Atualidade, Economia, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Santander Portugal acaba de lançar a abertura da conta online para os universitários (https://www.santander.pt/universitarios), cujo processo se concretiza de forma ágil e rápida, permitindo dispor de um cartão de débito digital, sem qualquer custo ou comissão.



Para abrir conta e ter o cartão, que é acessível através de qualquer dispositivo móvel ou computador, basta ser estudante universitário, ter nacionalidade portuguesa e mais de 18 anos. A versão física do cartão #Global U tem a tecnologia contacless, mas logo após o acesso à App o estudante tem acesso à versão digital do cartão.

A conta e o cartão de débito Santander não têm quaisquer custos de manutenção ou emissão para alunos até aos 25 anos, isentando também os custos de utilização do MB Way e as comissões de levantamento no estrangeiro até €1.000 por mês. Dá ainda acesso aos mais diversos concursos, com a atribuição de prémios em função da sua utilização, para além de descontos na Repsol e noutros programas idênticos que serão divulgados através da App do Santander.

“Num momento em que vivemos uma revolução nos meios de pagamento, o Santander #Global U vem simplificar os pagamentos digitais em lojas, apps e na Internet através dos dispositivos, como iPhone, Apple Watch, iPad e Mac (Apple Pay), mas também através do seu relógio inteligente (Smartwatch), de pulseiras e dos mais diversos dispositivos digitais”, refere a empresa em nota.

“O Santander Portugal, através do Santander Universidades, elegeu a educação, o empreendedorismo e a empregabilidade dos jovens como os seus três eixos fundamentais de atuação. Neste sentido, oferece uma vasta série de bolsas – https://www.becas-santander.com/pt – e os mais variados programas, mas também o apoio financeiro direto a alunos carenciados, a projetos de melhoria de capacidades e de mobilidade global universitária”, conclui.

Santander Bolsas (Imagem: DR)

Santander lança primeiro programa online de Bolsas Emerging Leaders para apoiar a excelência e a liderança das mulheres

Setembro 22, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Educação, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Santander, através do Santander Universidades e em colaboração com a London School of Economics, acaba de lançar a primeira edição online das Bolsas Santander Women Emerging Leaders. São 125 bolsas que oferecem uma oportunidade única de contacto com uma comunidade diversificada de mulheres de todo o mundo, através de um programa focado no desenvolvimento de capacidades de negociação como parte do seu trajeto de liderança.



As inscrições podem ser feitas até 9 de novembro em: Bolsas Women Emerging Leaders (link: https://www.becas-santander.com/pt/program/santander-women-emerging-leaders-lse).  

Esta formação avançada, desenvolvida pela London School of Economics, vai decorrer entre 13 de janeiro e 2 de março de 2021. Os resultados serão publicados a 4 de dezembro.

As Bolsas Santander Women Emerging Leaders destinam-se a gestoras de topo, apoiando a excelência e a liderança no feminino, através da seleção e formação de mulheres com elevado potencial e com uma destacada carreira profissional e/ou académica.

As competências adquiridas serão aplicáveis a qualquer nível da organização e gama de setores. Além disso, o programa estabelece uma rede de mulheres, futuras líderes nos seus setores, promovendo o networking e o diálogo permanente entre elas.

A Professional Women’s Network Lisbon (PWN Lisbon), através do seu programa Women on Boards, posiciona-se pelo terceiro ano consecutivo como a entidade parceira em Portugal do Santander Universidades na concretização deste programa.

Santander e a sua aposta na Educação

O Santander em Portugal, através do Santander Universidades, assume o compromisso de promover as melhores práticas na resposta aos desafios da sociedade portuguesa, sendo já uma referência a nível nacional no que diz respeito à promoção do Ensino Superior, colaborando atualmente com 50 instituições do Ensino Superior. O Banco investe, anualmente, mais de €7 milhões na área de Responsabilidade Social e Corporativa.

O Banco Santander mantém um forte compromisso com o progresso e o crescimento inclusivo e sustentável, com uma aposta consolidada no Ensino Superior que o distingue das outras entidades financeiras do mundo. Com mais de 1.880 milhões de euros destinados a iniciativas académicas desde 2002 através do Santander Universidades e mais de 430.000 bolsas e ajudas universitárias concedidas desde 2005, foi reconhecida como a empresa que mais investe em Educação no mundo (Relatório Varkey / UNESCO / Fortune 500) com 1.000 acordos com universidades e instituições de 22 países.

Imagem: SANTANDER.

Clientes do Santander já podem pagar com Apple Pay

Agosto 4, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Os clientes do Santander já podem utilizar o Apple Pay para efetuar pagamentos de uma forma mais simples e segura, sem ser necessário ter cartão bancário ou dinheiro. Os clientes apenas têm de aproximar o seu iPhone ou Apple Watch de um terminal de pagamento e pagar de modo contactless. Todas as compras são autenticadas com Face ID, Touch ID ou com o código de acesso ao dispositivo.



Os clientes também podem utilizar o Apple Pay no iPhone, iPad e Mac para fazer compras de um modo mais rápido e prático em apps ou na Internet com o browser Safari, sem ter de criar contas e preencher formulários.

A segurança e privacidade estão presentes em todos os pagamentos com o Apple Pay.  Quando é efetuada uma compra, o Apple Pay utiliza um número de cartão específico, pelo que o número original do cartão nunca é armazenado no dispositivo ou nos servidores da Apple, nem é partilhado pela Apple com os comerciantes.

O Apple Pay é fácil de configurar. No iPhone, basta abrir a app Wallet e adicionar um cartão de débito ou crédito do Santander. Assim que o cliente o adicionar a um dos dispositivos, o Apple Pay fica disponível e pronto a ser utilizado para pagar.

“Esta inovação insere-se no objetivo do Santander de simplificar a vida financeira dos clientes, criando soluções para que possam pagar as suas compras com qualquer dispositivo móvel em todo o mundo, de uma forma simples, rápida e segura”, refere o Banco.

Todos as informações sobre o Apple Pay podem ser consultadas em https://www.apple.com/pt/apple-pay/  ou na página do Banco http://www.santander.pt/cartoes/pagamentos-digitais/apple-pay

Foto: DR.

EUROMONEY distingue: Santander “Melhor Banco em Portugal 2020” e “Melhor Banco de Investimento em Portugal 2020”

Julho 15, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Em nota enviada às redações, o Banco Santander informa que recebeu o prémio de “Melhor Banco em Portugal 2020” e de “Melhor Banco de Investimento”, atribuído pela revista EUROMONEY.



Este ano, o Santander também ganhou o galardão de “Melhor Banco de Investimento em Portugal 2020”. A revista refere que “o negócio de consultoria empresarial e de mercado de capitais” permitiu que, apesar da concorrência de outros bancos internacionais, “o melhor banco de investimento do país viesse para a ribalta”.

Os ‘awards’ distinguem as instituições que apresentam os melhores serviços junto dos seus clientes demonstrando liderança, inovação e dinamismo nos mercados onde operam.

A revista, que comemora este ano o seu 51º aniversário, realçou que “o Santander Portugal, o melhor banco do país, aumentou o volume de empréstimos às empresas e fez progressos na captação de clientes”. Adianta, ainda, que “a aposta nos canais digitais e novos métodos de trabalho permitiram reduzir drasticamente o tempo necessário até à formalização de um crédito à habitação. Tal agilidade foi especialmente importante num momento de pandemia provocada pelo COVID-19”. O Santander já foi distinguido 18 vezes com o prémio “Melhor Banco em Portugal”.

Também destaca a subida de 5,5% do resultado líquido de 2019 para 527 milhões de euros, o melhor resultado de sempre, acrescentando, ainda, que a rendibilidade do capital próprio subiu para 12,7%, enquanto o rácio de eficiência caiu para 45%. Por outro lado, o rácio de NPE caiu para 3,3% e o rácio de capital CET1 subiu para 15,2%.

Na mesma ocasião, ficou a conhecer-se que, a nível regional, o Santander obteve as distinções de Melhor Banco da Europa Ocidental para as Pequenas e Médias Empresas e o Melhor Banco na América Latina para as Pequenas e Médias Empresas. Em termos de países, para além de Portugal, o galardão foi para o Santander Espanha (Melhor Banco em Espanha). Em resposta à crise da pandemia provocada pelo COVID-19, a EUROMONEY atribuiu prémios especiais, tendo assim atribuído ao Santander os prémios de Excelência na Liderança na Europa Ocidental, Europa Central e Oriental, neste caso para o Santander Bank Polska.

Fonte: SANTANDER.

Imagem: DR.

Santander lança novo Cartão Digital

Julho 13, 2020 em Atualidade, Economia, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Santander acaba de lançar o Cartão Digital, que fica disponível para utilização imediata na app (pagamentos contactless e QR Code e transferências MB Way). Assim, os clientes poderão efetuar todas estas operações logo que fica concluído o processo de adesão a um cartão de débito, mesmo enquanto aguardam por receber o cartão físico.



O Banco tem vindo a lançar novas soluções de pagamento digital, que permitem aos clientes pagar as suas compras com qualquer dispositivo móvel em todo o mundo, de uma forma simples, rápida e segura. Recentemente foram firmadas parcerias com a Garmin e Fitbit, sendo assim possível a realização de compras contactless através de relógios (smartwatch), pulseiras e outros dispositivos.

Nos pagamentos com o telemóvel, os clientes do Santander são dos poucos no mercado que, através da app do banco, já podem utilizar o seu telefone com sistema operativo Android para fazer compras contactless em qualquer parte do mundo. Para os telemóveis com sistema operativo iOS já está disponível uma solução doméstica que permite fazer compras com a app do banco através da captura de um QR Code, estando prevista para breve uma solução que permitirá fazer pagamentos via contactless em todo o mundo.

“O Santander pretende ser a melhor plataforma aberta de serviços financeiros e, nesse sentido, tem vindo a acelerar a transformação digital, criando soluções inovadoras, que melhorem a experiência do cliente”, refere o Banco em nota.

Foto: DR.

Santander e MAPFRE distribuem em conjunto seguros não vida em Portugal

Julho 6, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Banco Santander e a MAPFRE anunciaram, hoje, um novo acordo que permite alargar a sua aliança de Banca Seguros à Península Ibérica. O banco irá distribuir, exclusivamente em Portugal, até dezembro de 2037, os seguros automóvel, multirrisco PME e seguros de responsabilidade civil da MAPFRE, que passará a controlar 50,01% do negócio conjunto de seguros no país, enquanto o Banco Santander Totta será titular dos restantes 49,99%.



Na sequência do acordo de banca seguros celebrado em janeiro do ano passado, o banco líder em Espanha e a seguradora de referência no mercado espanhol decidiram estreitar as suas relações corporativas, estudando a possibilidade de implementar acordos similares em outros mercados. Esta é a primeira materialização desse compromisso.

Este acordo é complementado com a aquisição, por parte da MAPFRE Vida, de 100% de uma carteira em run-off de seguros de vida, risco atualmente propriedade da Santander Totta Seguros.

Pedro Castro e Almeida, CEO do Santander Portugal assinala que “com esta colaboração com a MAPFRE, vamos impulsionar a nossa oferta comercial de forma importante a favor de clientes cada vez mais exigentes e informados”.

Jose Manuel Inchausti, CEO da MAPFRE Ibéria, refere que “este acordo vem reforçar uma aliança que mostra uma grande capacidade comercial. Os pontos de venda do Santander em Portugal vão permitir-nos aumentar notavelmente a nossa capilaridade no mercado português”.

O Santander é o maior banco privado do mercado português e ganhou todos os principais prémios internacionais relativos à banca portuguesa assim como as maiores distinções de reputação do sector financeiro.

A previsão é que a nova sociedade, cuja criação depende ainda da aprovação das autoridades competentes, possa começar a produzir seguros no quarto trimestre de 2020.

Imagem: DR.

Clientes do Santander já podem pagar com os dispositivos da Fitbit

Julho 2, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Os clientes do Santander já podem fazer pagamentos através de um dispositivo Fitbit, utilizando a solução de pagamento Fitbit Pay.



A funcionalidade surge no âmbito das novas soluções de pagamento digital que o Banco está a implementar, para possibilitar aos clientes pagar as suas compras com qualquer dispositivo móvel em todo o mundo – utilizando relógios (smartwatch), pulseiras e outros dispositivos – de uma forma simples, rápida e segura.

O pagamento pode ser feito em qualquer terminal de pagamento com tecnologia contactless, sem ser necessário ter consigo um cartão bancário ou o telemóvel. Basta associar um cartão Mastercard ao relógio para ativar os pagamentos e pagar apenas aproximando o pulso do terminal de pagamento.

“Esta é mais uma inovação que se insere no objetivo contínuo do Santander em simplificar a vida financeira dos portugueses, colocando à sua disposição meios de pagamento 100% digitais. Uma aposta, estratégica, que permite posicionar o Santander como o Banco dos Pagamentos Digitais em Portugal”, refere o Banco em nota.

Foto: DR.

Ir Para Cima