Tag archive

Bolsas de Estudo

Santander lança mais de 500 bolsas para estudantes universitários até ao fim do ano

Novembro 2, 2019 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Santander Universidades vai lançar mais de 500 bolsas até ao final de 2019, num valor que supera os 800 mil euros. Ao todo, são mais de 200 Bolsas Santander Futuro 2019/2020, que já têm as candidaturas abertas, num processo que decorre até 29 de novembro, para além de 100 Bolsas Santander Global e 200 Bolsas Santander Ibero-Americanas.



As Bolsas Santander Futuro 2019/2020 destinam-se a apoiar estudantes universitários com recursos económicos limitados – inscritos numa Instituição de Ensino Superior beneficiária de mecenato do Banco Santander e aderente ao programa – e que estejam determinados a prosseguir ou terminar um ciclo da carreira académica.

Estas bolsas, num valor que pode ascender a mil euros, têm como objetivo “contribuir para uma estabilidade financeira potenciadora de um melhor desempenho escolar dos beneficiários”. O regulamento está disponível em Bolsas Santander.

O mérito escolar é um dos principais critérios, assim como a necessidade de apoio financeiro para os universitários poderem prosseguir os estudos no 1º e 2º ciclo do ensino superior. O facto de o candidato estar a estudar numa universidade localizada a mais de 50 km da sua residência, ou a existência de um quadro de necessidades especiais educativas, são critérios de elegibilidade que podem ser escolhidos pelas instituições que participam no programa.

Aderem a este programa do Santander Universidades mais de 15 Instituições de Ensino Superior Portuguesas, entre as quais a Universidade de Coimbra, a Universidade da Beira Interior, a Universidade de Évora, a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, a Nova SBE, o Instituto Politécnico de Setúbal, a Universidade da Madeira, a Universidade dos Açores e a Faculdade de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa.

As candidaturas às Bolsas Santander Global 2019/2020 serão abertas em novembro e as Bolsas Santander Ibero-Americanas em dezembro. As primeiras são bolsas de mobilidade global, dirigidas a alunos com mérito académico que necessitem de apoio económico para participar ou complementar outros programas de mobilidade como, por exemplo, o programa Erasmus.

Serão atribuídas um total de 100 Bolsas Santander Global, num valor que pode atingir mil euros cada, a estudantes portugueses de instituições como a Universidade de Coimbra, a Universidade de Évora, o Instituto Politécnico de Setúbal ou a Academia Militar.

As 200 Bolsas Santander Ibero-Americanas 2019/2020 são para alunos que queiram fazer um semestre num país latino-americano e têm um valor pecuniário de 2300 euros cada. Um dos seus principais objetivos é contribuir para o desenvolvimento do Espaço IberoAmericano de Conhecimento através do intercâmbio de estudantes universitários. Neste momento, participam mais de 30 instituições de ensino superior portuguesas, num programa que traz anualmente a Portugal mais de 500 estudantes brasileiros e de outros países ibero-americanos.

O Santander em Portugal, através do Santander Universidades, “assume o compromisso de promover as melhores práticas na resposta aos desafios da sociedade portuguesa, sendo já uma referência a nível nacional no que diz respeito à promoção do Ensino Superior, colaborando atualmente com 50 instituições do Ensino Superior. O Banco investe anualmente mais de €7 milhões na área de Responsabilidade Social e Corporativa”, refere em nota.

O Banco Santander é o único banco europeu a integrar o rankingChange the World” 2018, das empresas que contribuem para melhorar o mundo (revista Fortune) pelo seu impacto positivo na sociedade, entre outros critérios. O seu forte compromisso com o Ensino Superior, que materializa através do Santander Universidades, também o distinguiu como a empresa que mais investe em Educação no mundo (Relatório Varkey / UNESCO / Fortune 500) e, converteu-se numa das suas imagens de marca, com 1.200 acordos de colaboração com universidades e instituições de mais de 20 países, mais de 1.700 milhões de euros destinados a iniciativas académicas desde 2002 e mais de 73.000 bolsas e ajudas universitárias concedidas em 2018 com o objetivo de contribuir para o progresso das pessoas, das empresas e da sociedade.

Para mais informações sobre Bolsas Santander, pode aceder a (basta clicar e entra acede automaticamente) http://www.bolsas-santander.com/pt.

Fonte: SANTANDER.

Câmara de Barcelos atribui bolsas de estudo aos estudantes do ensino superior

Janeiro 31, 2019 em Atualidade, Concelho, Educação, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

As listas dos candidatos admitidos à primeira fase de atribuição das bolsas de estudo do Município, para o ano letivo 2018/2019, estão publicadas no sítio do Município em http://cm-barcelos.pt (basta clicar no link para aceder automaticamente).



O prazo limite para reclamações é de 10 (dez) dias úteis após a publicação.

No presente ano letivo candidataram-se 278 estudantes, tendo sido excluídos 83, de acordo com os critérios constantes do Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo do Município de Barcelos. Foram admitidas 192 candidaturas, distribuídas pelos diferentes escalões, com base no seu rendimento per capita, contudo apenas 121 serão apoiadas devido ao facto de as restantes serem beneficiárias de bolsa superior à atribuída pelo Município, por parte da Direção Geral do Ensino Superior (DGES).

As bolsas “destinam-se a apoiar os estudantes residentes no concelho há mais de dois anos, matriculados em cursos que confiram grau académico de licenciatura, mestrado integrado ou curso técnico superior profissional com aproveitamento escolar no último ano letivo que frequentaram, com uma média igual ou superior a 13 valores e que solicitaram bolsa de estudo no estabelecimento de ensino superior que frequentam, desde que não possuam um rendimento mensal per capita superior a 85% do Indexante aos Apoios Sociais (IAS). O valor da bolsa é variável (por escalões), tendo como montante máximo a atribuir 300,00€ mensais e é complementar à bolsa de estudo do estabelecimento de ensino superior que frequentam”, refere o Município.

Este apoio “visa apoiar os estudantes com escassos recursos económicos e tem como objetivo minimizar as dificuldades económicas das famílias”.

O montante a atribuir nesta primeira fase totaliza 88.523,19€.

A segunda fase de atribuição das bolsas de estudo destina-se aos estudantes cujos processos aguardam a entrega da notificação de atribuição da bolsa de estudo pela Direção Geral do Ensino Superior (DGES).

Atualmente, aguardam a notificação de atribuição da bolsa de estudo pela Direção Geral do ensino Superior 23 estudantes.

Fonte: CMB.

Foto: DR.

Município de Barcelos atribui bolsas de estudo a estudantes universitários

Fevereiro 12, 2018 em Atualidade, Concelho, Educação, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, entregou na manhã de sábado, dia 10 de fevereiro, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, as bolsas de estudo a 112 estudantes do ensino superior, admitidos na primeira fase.



Na sua intervenção, o Presidente fez saber que, desde 2009, o executivo por si liderado tem vindo a fazer “uma aposta clara na educação”, quer em infraestruturas, quer em apoios pedagógicos e recursos humanos, salientando que “a educação é a base estruturante da nossa sociedade”.

Miguel Costa Gomes apelou aos jovens estudantes para que estes compensem com o seu esforço a continuação deste benefício, já que, para o conseguirem, os alunos têm de ter uma média mínima de 13 valores.

No presente ano letivo, foram admitidas 144 candidaturas, distribuídas pelos diferentes escalões, com base no seu rendimento per capita.

As bolsas destinam-se a apoiar os estudantes residentes no concelho há mais de dois anos, matriculados em curso que confere grau académico de licenciatura, mestrado integrado ou curso técnico superior profissional com aproveitamento escolar no último ano letivo que frequentaram, com uma média igual ou superior a 13 valores, que solicitaram bolsa de estudo no estabelecimento de ensino superior que frequentam, e que não possuam um rendimento mensal per capita superior a 85% do Indexante aos Apoios Sociais (IAS). O valor da bolsa é variável por escalões, tendo como montante máximo a atribuir 300,00€ mensais, sendo complementar com a bolsa de estudo do estabelecimento de ensino superior frequentada.

O montante a atribuir nesta primeira é de 81.949,50€.

A segunda fase de atribuição das bolsas de estudo destina-se aos estudantes cujos processos aguardam a entrega da notificação de atribuição da bolsa de estudo pela Direção Geral do Ensino Superior (DGES).

Fonte e foto: CMB.

Câmara Municipal de Barcelos atribui bolsas aos estudantes do ensino superior

Janeiro 25, 2018 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Segundo o Município, foram admitidas 144 candidaturas às bolsas de estudo do ensino superior, sendo atribuídas 112 pela Câmara Municipal de Barcelos, devido ao facto de as restantes serem beneficiárias de bolsa da Direção Geral do Ensino Superior (DGES), em valor superior à atribuída pelo Município.



As bolsas são distribuídas pelos diferentes escalões, com base no rendimento per capita. A lista dos candidatos admitidos à primeira fase de atribuição das bolsas de estudo do Município, para o ano letivo 2017/2018, encontra-se publicada no sítio do Município em http://cm-barcelos.pt. O prazo limite para reclamações é de 10 (dez) dias úteis após a publicação.

No presente ano letivo, candidataram-se 238 estudantes, tendo sido excluídos 73, de acordo com os critérios constantes do Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo do Município de Barcelos.

As bolsas destinam-se a apoiar os estudantes residentes no concelho há mais de dois anos, matriculados em curso que confere grau académico de licenciatura, mestrado integrado ou curso técnico superior profissional com aproveitamento escolar no último ano letivo que frequentaram, com uma média igual ou superior a 13 valores, que solicitaram bolsa de estudo no estabelecimento de ensino superior que frequentam, e que não possuam um rendimento mensal per capita superior a 85% do Indexante aos Apoios Sociais (IAS). O valor da bolsa é variável por escalões, tendo como montante máximo a atribuir 300,00€ mensais e é complementar com a bolsa de estudo do estabelecimento de ensino superior frequentada.

O Município salienta que “este apoio visa apoiar os estudantes com escassos recursos económicos, com o objetivo de minimizar as dificuldades económicas das famílias”. O montante a atribuir nesta primeira fase totaliza 81.949,50€.

A segunda fase de atribuição das bolsas de estudo destina-se aos estudantes cujos processos aguardam a entrega da notificação de atribuição da bolsa de estudo pela Direção Geral do Ensino Superior (DGES).

Fonte: CMB.

Foto: DR.

Câmara Municipal de Barcelos atribui bolsas de estudo a estudantes universitários

Fevereiro 28, 2017 em Atualidade, Concelho, Educação, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, entregou, no passado sábado, dia 25 de fevereiro, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, bolsas de estudo a 88 estudantes do ensino superior, admitidos na primeira fase.

Na sua intervenção, Costa Gomes pediu aos jovens presentes que se empenhassem “não só na sua própria formação, mas também, na perceção de que há um esforço público com o dinheiro que é de todos os barcelenses” para os ajudar nas suas necessidades. O Presidente da Câmara sublinhou que “se há áreas que não abdicarei é a da ação social e a da educação. A educação é estruturante em qualquer sociedade e a ação social tem a ver com as dificuldades que os cidadãos vão sofrendo por várias vicissitudes da vida. O Município, enquanto entidade pública, deve olhar para esses cidadãos, perceber as suas necessidades e ajudá-los a ultrapassar os problemas”.

No presente ano letivo foram admitidas 111 candidaturas, distribuídas pelos diferentes escalões, com base no seu rendimento per capita.

As bolsas destinam-se a apoiar os estudantes residentes no concelho há mais de dois anos, matriculados em curso que confere grau académico de licenciatura, mestrado integrado ou curso técnico superior profissional com aproveitamento escolar no último ano letivo que frequentaram, com uma média igual ou superior a 13 valores, que solicitaram bolsa de estudo no Estabelecimento de Ensino Superior que frequentam, e que não possuam um rendimento mensal per capita superior a 85% do Indexante aos Apoios Sociais (IAS). O valor da bolsa é variável por escalões, tendo como montante máximo a atribuir 300,00€ mensais, sendo complementar com a bolsa de estudo do Estabelecimento de Ensino Superior que frequentam.

O montante a atribuir nesta primeira fase totaliza o valor de 68.314,32€.

A segunda fase de atribuição das bolsas de estudo destina-se aos estudantes cujos processos aguardam a entrega da notificação de atribuição da bolsa de estudo pela Direção Geral do Ensino Superior (DGES).

As listas dos candidatos admitidos à primeira fase de atribuição das bolsas de estudo do Município, para o ano letivo 2016/2017, encontram-se publicadas e podem ser consultadas no site do Município em www.cm-barcelos.pt.

Ir Para Cima