Tag archive

Braga

Braga, Laboratório Ibérico de Nanotecnologia disponibiliza 3ME a empresas inovadoras

Abril 14, 2021 em Atualidade, Ciência, Concelho, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL), em Braga, vai disponibilizar um total de três milhões de euros no apoio a empresas com soluções inovadoras contra a covid-19, foi hoje anunciado.

Em comunicado, o INL refere que já está aberta a segunda e última chamada para que as empresas se candidatem aos apoios, no valor de 100 mil euros cada.

As inscrições podem ser feitas em http://www.inno4cov19.eu/open-call/ até o último dia de abril.

Para esta segunda chamada, a verba disponível é de 1,2 milhões de euros.

Em causa está o INNO4COV-19, um projeto liderado pelo INL e financiado pelo Programa da União Europeia “Horizon 2020”.

Desde novembro de 2020, o INNO4COV-19 selecionou e está a trabalhar com o primeiro grupo de 18 projetos vindos de toda a Europa para acelerar o desenvolvimento e comercialização de soluções inovadoras para combater a covid-19, num investimento inicial de 1,8 milhões de euros.

Neste grupo de 18 organizações, nove são pequenas e médias empresas (PME), sete são ‘startups’ e duas são empresas de grande dimensão.

Entre os projetos selecionados estão um monitor pulmonar telemédico, um revestimento antimicrobiano, um sistema que usa Inteligência Artificial (IA) para prevenir futuros surtos e um composto que promove a autolimpeza.

Uma plataforma de testes rápidos alimentada por IA, uma máscara facial de grafeno para maior segurança, um revestimento anti-covid-19 para equipamentos de proteção individual e um dispositivo de desinfeção do ar são outros dos projetos.

Segundo o INL, todos os projetos estão na fase final de desenvolvimento, com elevados níveis de prontidão tecnológica.

“O INNO4COV-19 já está a acelerar a respetiva disponibilização ao mercado, para oferecer um leque mais vasto de soluções para o combate à pandemia em todas as frentes”, acrescenta o comunicado.

Na primeira chamada, foram recebidas candidaturas de 135 PME e ‘startup’ de 21 países europeus.

A seleção é feita por um painel de jurados de toda a Europa, que inclui investigadores e diretores de empresas.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.947.319 mortos no mundo, resultantes de mais de 136,5 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.923 pessoas dos 828.173 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Fonte: LUSA

Foto: @fusion_medical_animation|unsplash

Núcleos do Distrito Braga da Iniciativa Liberal promovem conferência sobre “Executivos das Autarquias Locais: Manter ou Modificar?”

Fevereiro 10, 2021 em Atualidade, Concelho, Mundo, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

Os Núcleos Territoriais de Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão da Iniciativa Liberal, organizam na próxima Sexta-Feira, dia 12 de fevereiro de 2021, pelas 21h30 uma conferência digital sobre: “Os Executivos das Autarquias Locais: Manter ou Modificar?”.

Esta conferência tem como objetivo aprofundar conhecimentos e debater o Poder Local em Portugal, fomentando o espírito de partilha de conhecimento, troca de ideias e um saudável debate.

Este certame virtual será transmitido via Facebook na página da Iniciativa Liberal dos três núcleos organizadores, Braga, Guimarães e Famalicão, e contará com a participação de Ricardo Silva, presidente da Junta de Freguesia de São Vítor, de Ricardo Valente, vereador do Pelouro Desenvolvimento Económico e Social da Camara Municipal do Porto e o Prof. Doutor António Cândido de Oliveira.

O Prof. Doutor António Cândido de Oliveira licenciou-se em Direito, pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, em 1970, obteve o grau de Doutor em Ciências da Administração, na Universidade do Minho, em 1989, e fez as suas provas de Agregação em Direito Público na Universidade do Minho, em 2002, sendo Professor Catedrático Jubilado da Universidade do Minho. É precisamente neste domínio jurídico que se revela como uma referência para todos os que, dentro e fora de Portugal, apreciam e estudam o Direito Público, em especial o Direito Administrativo e Direito das Autarquias Locais.

O Dr. Ricardo Valente é Licenciado em Economia pela Faculdade de Economia da Universidade do Porto. Exerceu a sua atividade profissional entre 1992 e 2016 na área de consultoria em gestão de risco, na área do mercado de capitais, gestão de patrimónios, área da Banca de Investimentos e foi consultor de investimentos. É docente na Faculdade de Economia da Universidade do Porto e na Porto Business School. Actualmente é Vereador do Pelouro Desenvolvimento Económico e Social, tendo como suas áreas de atuação a economia e a atração de investimento, tendo sob sua alçada o Gabinete InvestPorto.

Por fim, o Dr. Ricardo Silva é Licenciado em História e em Arqueologia pela Universidade do Minho, tendo sido coordenador da JovemCoop. Ao longo dos últimos anos destacou-se pela sua enorme intervenção cívica e deu a cara pela defesa do património e pelas causas socais mais eminentes da freguesia de S. Victor. Recordamos, particularmente, as Sete Fontes, que foi a causa mais emblemática, mas muitas outras se juntam ao rol: fábrica Confiança, Convertidas, Guadalupe, candeeiros do Campo Novo ou a Casa do Areal. É atualmente o Presidente da Junta de Freguesia de S. Victor, do concelho de Braga.

Fonte|Foto: IL

Distrito de Braga elege 4 representantes para o Conselho Nacional da Iniciativa Liberal

Dezembro 22, 2020 em Atualidade, Mundo, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

No passado dia 12 de dezembro, decorreu, de forma virtual, a V Convenção Nacional do partido Iniciativa Liberal (IL), que reuniu cerca de 500 membros para a eleição de um novo mandato do Conselho Nacional, do Conselho de Jurisdição e do Conselho de Fiscalização.

Concorreram a estas eleições uma lista para o Conselho de Jurisdição, uma lista para o Conselho Fiscalização e três listas para Conselho Nacional. Após debates, apresentação das listas e votações, o distrito de Braga recebeu com entusiasmo e orgulho a notícia que quatro dos seus cidadãos foram agraciados com lugares elegíveis para o Conselho Nacional da IL.

Para este novo mandato, o distrito de Braga será, então, representado por Bruno Miguel Machado, Advogado e Coordenador do Núcleo de Braga da Iniciativa Liberal; Paulo Gonçalves Silva, Bancário e Coordenador Geral do Núcleo de Guimarães da Iniciativa Liberal; Paulo Lopes, Profissional Liberal e Coordenador do Núcleo de Vila Nova de Famalicão da Iniciativa Liberal e Rui Rocha, Gestor de Recursos Humanos e membro do departamento nacional de comunicação da Iniciativa Liberal.

Além da satisfação plena do Partido por mais uma prova cabal de descentralização partidária e abertura aos vários quadrantes da sociedade, estas eleições reforçam o sentimento de reconhecimento do trabalho realizado pelos vários núcleos minhotos e a importância que o Distrito de Braga possui no quotidiano deste partido.

A promessa fica, assim, de continuar o trabalho realizado em torno da cidade e do distrito de Braga, em prol dos seus munícipes, sempre com o objetivo de ser uma voz ativa no desenvolver de políticas e medidas que contribuam para o engrandecimento e liberalismo da nossa terra. Sempre com um objetivo claro, proteger os nossos concidadãos, as suas empresas e postos de trabalho e, acima de tudo, a nossa terra.

Fonte: Iniciativa Liberal Braga

Foto:DR

Bloco questiona Governo sobre paragem da VMER do Hospital de Braga

Dezembro 18, 2020 em Atualidade, Concelho, Política, Saúde Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda questionou o Governo sobre a viatura de emergência médica e reanimação (VMER) do Hospital de Braga, devido à sétima paragem da viatura no mês de Dezembro por ausência de médicos que trabalham no serviço de socorro.

No documento entregue na Assembleia da República, os deputados afirmam que há dificuldades em assegurar a totalidade das escalas de serviço, porque “há vários meses que os médicos que integram este serviço estão em negociações com o Conselho de Administração do Hospital de Braga, exigindo melhores condições de trabalho e aumento de salário”.

Veja aqui o documento entregue na Assembleia da República


“Estas paragens obrigaram a que, por exemplo, uma emergência em Carreiras Santiago, em Vila Verde, tivesse sido socorrida pelo Suporte Imediato de Vida (SIV) de Ponte de Lima, que não necessita da presença de um médico, obrigando a que esta tenha percorrido 25 quilómetros entre Ponte de Lima e Vila Verde. Numa situação normal, a VMER saindo do Hospital de Braga, faria cerca de 15 quilómetros para chegar ao local e contaria com a presença de um médico e um enfermeiro”, referem os deputados.

Segundo os bloquistas, “os clínicos pretendem manter a paralisação até que o Conselho de Administração do Hospital de Braga aceite negociar o pagamento das horas de trabalho feitas ao serviço da viatura de emergência medica”.

Por isso, os deputados querem saber se o Ministério da Saúde está disposto a instar o CA do Hospital de Braga para que aceite negociar com estes profissionais de forma a desbloquear esta situação e se reconhece a justiça das reivindicações destes profissionais.

“Esta é uma situação lamentável e que pode colocar em risco a vida dos utentes que deste serviço precisam. O Conselho de Administração deve negociar com estes profissionais garantindo que as suas revindicações são atendidas. Só assim é possível garantir uma resposta eficaz e célere à população e defender os interesses destes profissionais que estão, também, na linha da frente no combate à pandemia”, concluem.

Fonte: BE Braga

Foto : DR

Sábado há “Vidas Negras Importam” nas ruas de Braga

Junho 4, 2020 em Atualidade, Mundo, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

Sábado, pelas 17h00, na Avenida Central de Braga, realiza-se uma ação solidária com os protestos que estão a ocorrer nos Estados Unidos da América, sob o lema “Black Lives Matter” (Vidas Negras Importam). A ação realiza-se em articulação com as autoridades de saúde e camarárias, em estreito cumprimento das normas da Direção Geral de Saúde.



Articulando com as autoridades de saúde e camarárias, e em estreito cumprimento das normas da Direção Geral de Saúde, estaremos na rua no próximo sábado, 6 de junho, a partir das 17h00, na Avenida Central, em Braga.

“Saímos à rua em solidariedade com os muitos protestos que estão a ocorrer nos Estados Unidos da América e, também, um pouco por todo o mundo, na sequência do falecimento do cidadão negro George Floyd, vítima de asfixia por um agente da polícia no dia 25 de maio, em Minneapolis”, referem as promotoras.

“Refira-se que também em Portugal são muitos os casos de violência policial contra corpos negros. Recordamos os jovens residentes do bairro da Cova da Moura e os abusos que sofreram em custódia na esquadra de Alfragide, as agressões policiais no Bairro da Jamaica e a repressão dos jovens que ousaram subir a Avenida da Liberdade ou a agressão a Cláudia Simões, cujo único crime foi não ter consigo o passe da sua filha de doze anos”, continuam.

“O mito de que Portugal não é um país racista perpetua esta violentação dos corpos negros; o apagamento do passado colonial e as narrativas luso tropicalistas sustentam estes abusos. Rejeitamos um sistema que necessita de oprimir para se perpetuar. Como tal, saímos à rua em Braga, no mesmo dia em que decorrem também concentrações solidárias em Lisboa e no Porto, às quais nos associamos”, ressalvam.

Para além da referida, esta ação também tem se focaliza em Portugal e nos problemas sociais, políticos e sociais do nosso país, com o lema “Resgatar o futuro, não o lucro”.

“A crise causada pela pandemia da COVID-19 veio deixar bem claro que não estamos todos no mesmo barco quanto às consequências inerentes a esta crise. Se o normal é o salário dos gestores do Novo Banco (2 milhões) ser maior que o apoio que o Ministério da Cultura dedicou para as mais de 100 mil pessoas que tentam sobreviver no setor da cultura, então não queremos voltar ao normal. Se o normal é as 300 mil pessoas obrigadas a trabalhar a recibos verdes, que viram o seu trabalho cancelado, receberem metade do valor do limiar da pobreza, então temos problemas com este normal. Se o normal são empresas despedirem mesmo quando recebem apoios públicos para garantir emprego, então este normal não nos serve. Se o normal são os estudantes se sentirem pouco apoiados e em situações económicas deficitárias devido à falta de compreensão do pagamento das propinas nos diferentes graus académicos, então reivindicamos outro tipo de normalidade”, reivindicam.

“Saímos à rua em defesa do nosso futuro coletivo, dos nossos direitos e da nossa dignidade, para resgatar o futuro, e não o lucro”, concluem.

Para além da ação de Braga haverão mais em Lisboa e no Porto.

Foto: DR.

Tour Fundação Altice a partir de hoje no distrito de Braga

Março 4, 2020 em Atualidade, Cultura, Economia, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

A partir de hoje, Braga recebe a exposição tecnológica da Fundação Altice que, este ano, vai continuar a percorrer todos os distritos do país, “procurando sensibilizar e formar a comunidade através de programas e atividades pedagógicas”, refere em nota.



“Com este projeto inovador, a Altice Portugal contribui para o aumento da literacia digital, permitindo a todos, sem exceção, o acesso a equipamentos tecnológicos, numa lógica de proximidade, conceito que caracteriza a atuação da Altice Portugal”, conclui.

Entre hoje, 4 de março e sábado, 7 de março, o roadshow da Fundação Altice vai estar em Braga, na Rua André Soares (Parque de Estacionamento Exterior) com uma exposição tecnológica dos vários projetos e iniciativas da Fundação Altice, assim como diversas atividades de cariz cultural, educativo e lúdico.

Foto: FA.

Reportagem: Barcelense Paulinho conquista Taça da Liga com o SC Braga

Janeiro 27, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Ao terceiro ano consecutivo com a final a quatro da Taça da Liga a ser disputada no seu estádio, o Sporting de Braga consegue, finalmente, vencer a competição.



A final a quatro desta ALLIANZ CUP foi disputada entre os dias 21 e 25 de janeiro, com um grande painel de fundo, com quatro das maiores equipas do futebol Nacional. Na primeira meia-final, disputada na terça-feira, dia 21 de janeiro, o Sporting de Braga recebeu, e venceu, o outro Sporting, mas este o Sporting Clube de Portugal, por 2-1. Em destaque esteve o barcelense Paulinho, que marcou o golo da vitória já no último minuto do período de descontos.

Na outra meia-final, no dia 22, o FC Porto venceu, por 2-1, o Vitória de Guimarães, com golos de Alex Telles e Soares, para o Porto, e de Tapsoba, para os vitorianos.

Na final, Paulinho, novamente titular e com uma excelente prestação, ajudou o SC Braga a levar de vencida o FC Porto, por 1-0 e, tal como na meia-final, com um golo ao cair do pano, desta feita pelos pés de Ricardo Horta, que também foi considerado, pelos jornalistas presentes, como o homem do jogo.

O Sporting de Braga voltou a conquistar a Taça da Liga, e novamente diante do FC Porto, e a festa foi enorme no relvado e nas bancadas, com os adeptos braguistas a festejarem, efusivamente, no estádio e, depois, também no centro da cidade de Braga, pela noite dentro.

Os técnicos estavam com disposições bastante diferentes. Rúben Amorim estava radiante porque ainda há pouco tempo chegou, viu e venceu a Taça da Liga. Já o técnico dos Dragões, na zona de entrevistas rápidas, deixou duras críticas à administração portista e colocou o lugar à disposição do Presidente. Mais tarde, ninguém do FC Porto compareceu na conferência de imprensa.

Nota: Mais uma vez, os parabéns à Liga Portugal pela excelente organização ao longo dos dias da final a quatro da Taça da Liga (ALLIANZ CUP) e pelo excelente acolhimento aos órgãos de comunicação.

«ANAM em diálogo» reúne Presidentes das Assembleias Municipais do distrito de Braga

Junho 19, 2019 em Atualidade, Concelho, Mundo, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

Tema em debate será “O papel das Assembleias Municipais na Promoção e Defesa da Transparência do Poder Local”

No âmbito da iniciativa “ANAM em diálogo”, decorre no próximo dia 21 de junho, o encontro que reúne os Presidentes das Assembleias Municipais (PAM) do distrito de Braga, entre elas, claro está, a de Barcelos. Com o intuito de ouvir as preocupações dos PAM da região, a Direção da ANAM – Associação Nacional de Assembleias Municipais irá “aferir, com os mesmos, sobre as suas inquietações e também identificar os métodos mais adequados no sentido de assegurar uma maior proximidade entre a população e as assembleias municipais”, refere em nota.



Este encontro terá lugar no Meliá Braga Hotel & SPA, pelas 19h30.

O presidente da ANAM, Albino Almeida, salienta a importância da ligação entre eleitores e eleitos e de como esta questão se tem revelado num problema estrutural na democracia local. Assim, revelou a aposta numa estratégia de comunicação “que faça chegar a mensagem a todos os cidadãos para que estes percebam a nossa existência, as suas valências e a sua importância no quadro municipal”.

Nesta iniciativa, que se realiza todos os meses num distrito diferente, será também debatido “O papel das Assembleias Municipais na Promoção e Defesa da Transparência do Poder Local”, num encontro que conta também com a participação de João Paulo Batalha, Presidente da Direção da Transparência e Integridade.

João Paulo Batalha é um dos fundadores e atual presidente da Direção da Transparência e Integridade, capítulo português da Transparency International, rede global de ONG anticorrupção presente em mais de 100 países. Licenciado em História, com um minor em Sociologia Histórica e Política pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, trabalhou como jornalista freelancer e consultor de comunicação até 2014, quando assumiu funções de diretor executivo da Transparência e Integridade, que exerceu até final de 2015. Atualmente, é consultor, colunista e conferencista, tratando temas ligados à integridade pública e à participação cívica.

A ANAM tem como objetivo essencial valorizar o papel das assembleias municipais na organização democrática dos municípios. Foi constituída em maio de 2016, a partir de um movimento inicial de presidentes de Assembleia Municipal reunidos em Mirandela, em abril de 2013, num encontro onde foi aprovado o “Decálogo das Assembleias Municipais”, segundo o qual “a sede da democracia local está na Assembleia Municipal” e “acima da Assembleia Municipal estão os munícipes com quem ela procura manter uma ligação regular.” Tem associados em todos os distritos do continente e nos Açores e Madeira, tendo já adquirido o estatuto de parceiro, reforçando o seu papel de Associação Nacional.

Fonte: ANAM.

Noite de stand-up comedy no Espaço Vita

Maio 14, 2019 em Atualidade, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Na próxima noite de 25 de maio, pelas 22h00, o Espaço Vita, em Braga, recebe o espetáculo “Stand-up Sessions”, que contará com a prestação de Hugo Sousa, Francisco Menezes e do brasileiro Renato Albani.



A organização salienta que “esta será uma noite marcante, na qual Portugal e Brasil se juntarão para animar os habitantes da região minhota”.

Imagem: DR.

ARCA Dance Studio com 14 coreografias na final mundial da Dance World Cup

Março 9, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Das 19 coreografias, arrecada 11 medalhas

A Figueira da Foz recebeu, entre 1 e 5 de março, nova eliminatória de apuramento para a final mundial da Dance World Cup, a realizar em Braga.



De Barcelos e a representar a ARCA Dance Studio foram 70 alunos a competir e 70 alunos a ficarem apurados para a referida final mundial bracarense. A escola de dança apurou 14 coreografias, das 19 que levou a competição.

Das 14 coreografias da ARCA Dance Studio, onze chegaram ao pódio e quatro receberam a medalha de ouro — solo de Canto & Dança (Sénior), trio de Jazz & Show Dance (Sénior); grupo pequeno Canto & Dança (Sénior) e grupo grande Comercial (Infantil). A prata foi atribuída a um solo de Canto & Dança (Infantil), grupo grande Hip Hop (Júnior), Show Dance Sénior e Danças Tradicionais (Sénior). Em 3º lugar ficaram os grupos grandes nas categorias Show Dance e Comercial (Sénior) e Show Dance (Infantil).

A escola de dança, com sede em Arcozelo, conseguiu, ainda, alcançar o 4º lugar nas categorias de grupo grande Show Dance (Júnior) e Moderno (Sénior) e duo Canto & Dança (Infantil).

A coreografia “Rio”, que junta em palco 42 alunos com idades entre os 10 e os 25 anos, mereceu um prémio especial atribuído por John Grimshaw, diretor da Dance World Cup. “Este prémio apenas foi atribuído a duas outras academias, que são de muita qualidade. Este é o reconhecimento do trabalho e o melhor prémio que poderíamos ter conseguido”, afirmou Daniel Costa, diretor artístico da ARCA Dance Studio.

O coreógrafo parabenizou os alunos, a comunidade da Associação Recreativa e Cultural de Arcozelo (A.R.C.A.) e a Academia Rosália Ferreira, que também garantiu lugar na final. “Com certeza, o Minho estará muito bem representado nas finais mundiais”, rematou.

Fotos: DR/ARCA.

1 2 3 7
Ir Para Cima