Tag archive

Câmara Municipal de Braga

IPCA distinguido com medalha municipal de Grau Ouro pelo Município de Braga

Dezembro 4, 2020 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) vai ser distinguido pela Câmara de Braga com a Medalha de Mérito Municipal Grau Ouro, no âmbito das comemorações do dia da cidade. 



Embora o Dia da Cidade do Município de Braga se assinale a 5 de dezembro, no dia de S. Geraldo (padroeiro da cidade), este ano, por força da pandemia e das restrições de circulação, a cerimónia vai decorrer no dia 9 de dezembro, pelas 18h00, no Altice Forum Braga. 

Vão ser entregues 58 medalhas de mérito municipais a várias entidades e personalidades que se notabilizaram pelos seus feitos cívicos ou méritos pessoais.  

A presidente do IPCA, Maria José Fernandes, assume a honra que é receber esta medalha “a dias do IPCA assinalar o seu 26º aniversário. É, sem dúvida, o reflexo do bom trabalho que o IPCA está a desenvolver em prol da região e do ensino superior”.   

A presidente lembra, ainda, que foi em “2014 que o IPCA fortaleceu a ligação com o município com a sua presença física em Braga, onde está agora situada a sede da Escola Técnica Superior Profissional do IPCA, sendo este um passo no sentido de responder às necessidades do tecido empresarial da região ao nível da oferta educativa qualificada”.   

Em 2016, a Medalha de Mérito Municipal na área da Educação foi entregue ao Professor João Carvalho pelo presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio.  

O IPCA em imagens (Imagem: IPCA)

Da lista das personalidades e entidades que vão ser agraciadas este ano pelo Município bracarense constam o Hospital de Braga, a quem vai ser atribuída a medalha municipal máxima de Grau Honra.  

Lista de agraciados  

Personalidades agraciadas com a medalha de Grau Ouro são: Domingos Macedo Barbosa, Fernando Monteiro (póstumo), Francisco de Carvalho Guerra, Jaime Lemos (a título póstumo), João Aguiar Campos, João Duque, José da Cruz Vilaça, José Teixeira, Lars Montelius, Nuno Sousa, Pedro Rodrigues (a título póstumo), Rui L. Reis e Rui Vieira de Castro.  

Instituições distinguidas com medalha de Grau Ouro, além do IPCA: Associação de Futebol de Braga, Cachapuz, Chapelaria Machado, Confraria do Bom Jesus do Monte, Frigideiras do Cantinho, Correio do Minho, Grupo Casais, Instituto Monsenhor Airosa, Irmandade de Santa Cruz, Mercado São João e Museu dos Biscainhos.  

Personalidades agraciadas com medalha de Grau Prata: Adriano Cerqueira (a título póstumo), Altino do Tojal (a título póstumo), António Araújo, o barcelense Eduardo José Gomes Camaselle Mendez ‘Dito’ (a título póstumo), Eduardo Pires de Oliveira, Elisa Lessa, Elisabete Matos, Elísio Araújo, Fernando Jorge (a título póstumo), Helena Pina Vaz, Hugo Delgado, Jerónimo Fernandes (a título póstumo), Joana Azevedo, Jorge Amado, Jorge Cruz, José Delgado (a título póstumo), José Miguel Braga, Luís Macedo, Maria Torcato Batista, Mariana Machado, Mário Silva e Pedro Morgado.  

Instituições agraciadas com medalha de Grau Prata: Associação Portuguesa de Deficientes – Delegação de Braga, Banco Alimentar Contra a Fome de Braga, CAB – Centro Académico de Braga, Centésima Página, FAJUB – Federação das Associações Juvenis do Distrito de Braga, Grupo Folclórico S. João Batista de Nogueira, Labina – Fundição Injetada, Lda, Delegação de Braga da Liga Portuguesa Contra o Cancro, RUM – Rádio Universitária do Minho e o Tin.Bra. 

Fonte e imagens: IPCA.

APROTURM felicita Posto de Turismo de Braga pelo Prémio Travellers’ Choice da TripAdvisor

Setembro 10, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

A APROTURM – Associação de Profissionais de Turismo do Minho, com sede em Barcelos, emitiu um comunicado onde congratula o Posto de Turismo de Braga por receber o Prémio Travellers’ Choice, atribuído pela TripAdvisor, congratulando-se “pelo reconhecimento internacional dos profissionais de turismo” desse Posto.



Segue, na íntegra, o referido comunicado

«A APROTURM, vem por este meio manifestar a sua congratulação pelo reconhecimento internacional dos profissionais de turismo do Posto de Turismo de Braga, que receberam o Prémio Travellers´ Choice atribuído pela TripAdvisor.

É de salientar que são os profissionais de turismo os primeiros contactos de milhares de visitantes e turistas que se deslocam à cidade de Braga. São aqueles profissionais que recebem, atendem, informam, orientam, aconselham em diferentes línguas os visitantes e turistas que contactam Braga em férias, visitas, lazer e que contribuem com uma excelente qualidade profissional para a fantástica imagem que levam da cidade de Braga.

Os profissionais de turismo do Posto de Turismo de Braga continuam a estar entre os melhores profissionais de turismo do mundo. Efetivamente, é a partir do seu trabalho que potenciam o conceito de Hospitalidade Turística que um destino turístico mais deseja.

O objetivo de construir a Cidade Turística requer uma opção política determinada e muito clara, sem tibiezas nem distrações. Passada a euforia do boom turístico e, num período de limitações impostas pela COVID-19, é urgente começar a trabalhar por uma ambição de recuperação de níveis de atratividade à cidade de Braga que a relancem turisticamente. Importa, por isso, desenvolver dinâmicas de turistificação da cidade e da cultura. Só apoiando ativamente os profissionais de turismo e os agentes privados e públicos de turismo, com uma opção política assumida e determinada se conseguirá recuperar os fluxos e o ritmo de crescimento turístico tão desejado.

A cidade de Braga tem condições para assumir um estatuto de Cidade Turística, mas para tal tem de ser encarada como um espaço cultural, de turismo e de lazer. Importa reforçar a interconexão concetual entre Turismo, Cidade e Cultura que tem de estar plasmado no Planeamento Turístico Urbano.

A AROTURM, aproveita a oportunidade para salientar o excelente trabalho também efetuado, por todos os profissionais de turismo do Minho que, em todos os 24 Postos de Turismo dos Concelhos do Minho continuam a tudo fazer para bem tratar os turistas e visitantes da região e que têm contribuído para afirmar a região como Destino Turístico de Excelência.

A Direção da APROTURM».

Foto: CM Braga.

“Financiamento e gestão da causa pública” debatidos no IPCA

Abril 27, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

O eurodeputado José Manuel Fernandes, o presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, e o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, participaram, na passada sexta-feira, numa mesa-redonda organizada pelos estudantes da licenciatura em Gestão Pública da Escola Superior de Gestão (ESG) do IPCA.



Nessa conferência, sobre “Financiamento e gestão da causa pública”, o eurodeputado José Manuel Fernandes adiantou que o programa europeu Erasmus deverá ver o financiamento «aumentado para o dobro», no próximo Quadro Financeiro Plurianual (QFP), que vai começar a ser negociado pelas instituições da União Europeia. Referiu a importância de manter o financiamento da Política Agrícola Comum (PAC), sobretudo para ajudar a aumentar a coesão territorial, social e económica e, dessa forma, combater as disparidades regionais.

“Portugal tem que se preparar para o novo quadro financeiro 2021-2027 e cada região deve indicar ao governo o que precisa, para que o acordo de parceria corresponda efetivamente às reais necessidades”, afirmou o eurodeputado, que defende que Portugal tem de encontrar novas formas de receitas, em alternativa aos impostos que penalizam os cidadãos. O eurodeputado criticou, ainda, o facto de mais de 75 por cento do investimento público em Portugal ter origem no Orçamento da União Europeia e não no Orçamento do Estado (OE).

O presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, fez referência às “dificuldades” financeiras que as câmaras têm enfrentado ao longo dos anos e que “o Estado está a querer transferir para as câmaras várias pastas, como a Educação, Cultura e Património, mas a questão é o pacote financeiro que terá que acompanhar esta descentralização”. Isto decorre pelo facto de os sucessivos governos não terem vindo a cumprir a Lei das Finanças Locais. O presidente referiu mesmo que a descentralização é o único mecanismo que permitirá melhorar a coesão territorial e o desenvolvimento das regiões sendo necessário encarar este desafio a curto prazo.

Já o autarca de Braga, Ricardo Rio, defendeu que, em matéria de gestão da ‘coisa pública’, há duas regras essenciais: “em primeiro lugar, que não se gaste aquilo que não se tem” e que “essa gestão seja feita de forma racionalizada e rigorosa”, priorizando o uso dos recursos e maximizando a sua aplicação às necessidades. Ricardo Rio saudou a evolução recente de reforço da capacidade tributária dos municípios, dando-lhes a possibilidade de fixarem os impostos e, dessa forma, dando-lhes também a oportunidade de fazer política de outra forma. O autarca reforçou, também, para o facto de o Estado não cumprir a Lei das Finanças Locais, referindo que o financiamento central às autarquias locais em Portugal (13%), está muito aquém da média europeia (24%). “Este é um valor irrisório face às responsabilidades das autarquias locais” tendo em conta que as autarquias locais têm sido pioneiras e inovadoras em muitas políticas, que depois são copiadas pelo governo.

A sessão teve, igualmente, espaço para as questões da plateia, constituída quer por estudantes, quer por docentes e investigadores do IPCA. No final da sessão, o eurodeputado José Manuel Fernandes e os dois autarcas minhotos, Miguel Costa Gomes e Ricardo Rio, acreditam que os estudantes do IPCA estão conscientes dos desafios sociais que se colocam hoje.

Fonte e foto: IPCA.

 

Ir Para Cima