Tag archive

CDS - page 2

Coligação Mais Barcelos: direção de campanha reduz atividades em memória de Filipe Figueiredo

Setembro 1, 2017 em Atualidade, Concelho, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

Após o trágico acidade de viação que vitimou Filipe Figueiredo, candidato da Coligação PSD+CDS à Junta de Freguesia de Cambeses, a direção de campanha, em anúncio publicado na página oficial da candidatura no Facebook, informou que iriam “reduzir as atividades de campanha ao estritamente necessário, em respeito de sua memória”.

Mais, expressou “o seu voto de pesar a todos os familiares e amigos”.

A direção deste jornal, os seus órgãos administrativos e todos quantos com ele colaboram aproveitam o ensejo para expressar o seu profundo pesar e voto de condolências à família enlutada, a todos os seus amigos e aos seus companheiros da coligação Mais Barcelos.

Foto: MB.

Autárquicas 2017: José Novais desconvida Sérgio Azevedo

Março 7, 2017 em Atualidade, Concelho, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

Em declarações prestadas ao jornal Barcelos Popular, em notícia de ontem, o agora ex-candidato confirmou que já não será o candidato do PSD à Câmara Municipal de Barcelos. Mais, referiu que não o será porque foi desconvidado por José Novais e, não, por ter desistido.

Ainda de acordo com o referido jornal, no último domingo realizou-se uma reunião na sede do PSD Barcelos, com elementos da Comissão Política, onde este assunto terá sido abordado e José Novais terá referido que, com a saída de Sérgio Azevedo, se passaria para o “plano B”. Esse plano deverá passar pela escolha de um membro dos órgãos dirigentes do Partido mas, ao que a notícia avança, Novais pondera a hipótese de não realizar as auscultações prometidas, por exemplo, aos presidentes de junta, e uma sondagem posterior com os nomes melhor colocados.

Esta reunião foi confirmada ao Barcelos Popular por Adélio Miranda, vice-presidente do PSD Barcelos, que se referiu a ela como tendo sido “informal”.

Uma fonte social-democrata contactada pelo Barcelos na Hora não se quis alongar muito neste assunto por considerar que “anda tudo louco no PSD Barcelos”, tornando “difícil analisar seja o que for”. Mesmo assim, não se escusou a dizer que não compreende como é possível “o Novais defender o Sérgio Azevedo, numa entrevista de três páginas ao Jornal de Barcelos e agora desconvida-o, ou seja, ‘tira-lhe o tapete’”. Terminou com uma opinião: “o Novais quer ser o candidato e vai fazer tudo o que puder para o ser”. No entanto, retorquiu: “só que no meio das conversas e das opiniões, depois desta baixeza e destas asneiras todas, o que se fala é que a saída mais digna para ele será demitir-se de presidente da Comissão Política”.

CDS ainda não assinou acordo de coligação com o PSD

Num outro plano, o Barcelos na Hora recolheu informações sobre como estará o anunciado acordo de coligação entre PSD e CDS para as próximas autárquicas. Uma fonte centrista informou que ainda não há acordo assinado, confirmando as negociações entre ambas as concelhias mas fazendo questão de avisar que “ainda não há acordo assinado”. Questionada sobre pormenores dessas negociações, essa fonte escusou-se a falar muito sobre o assunto, adiantando, no entanto, que “a nós disseram-nos que o candidato não seria o Novais”.

Instada a comentar a polémica com Sérgio Azevedo, a referida fonte apenas salientou que “mesmo sendo o CDS uma possível parte interessada, não comentamos assuntos internos do PSD”, concluindo, no entanto, com um ditado: “o que nasce torto, tarde ou nunca se endireita”.

Foto: Facebook do PSD Barcelos.

Autárquicas 2017: PSD vai “de mal a pior”

Março 3, 2017 em Atualidade, Concelho, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

É com estas palavras que uma fonte social-democrata, contactada por este jornal, se refere aos últimos acontecimentos no interior do PSD Barcelos.

No passado domingo de manhã, a Comissão Política de Secção (CPS) do PSD Barcelos, presidida por José Novais, reuniu com o Presidente da Distrital do PSD, José Manuel Fernandes, e com um grupo de presidentes de junta que, ao que tudo indica, estarão desagradados com o nome do candidato.

jmf
José Manuel Fernandes

O número de autarcas presentes suscitou dúvida, com fontes a darem informações díspares ao Jornal de Barcelos, sendo certo que, em qualquer uma das versões (13 e 9), o número corresponde à maioria dos autarcas eleitos pela coligação PSD-CDS. Isto porque, dos 17 eleitos, uma é do CDS e outros já referiram que não são militantes e que deverão concorrer por outro partido. De relembrar que o concelho tem 61 freguesias mas apenas 17 são presididas por autarcas eleitos pela coligação.

Nessa reunião, segundo avança o referido jornal, os presidentes de junta presentes terão demonstrado o seu desagrado, já expresso em momento anterior, ao Presidente da Distrital e ao da Concelhia. Primeiro, porque o candidato escolhido não lhes parece ser o melhor e, principalmente, porque não foram auscultados no processo de escolha de Sérgio Azevedo.

16003324_1619670914716849_2202594296143967885_n
José Novais

Entretanto, numa outra notícia, desta feita do Barcelos Popular, o Vereador Domingos Araújo surgiu a tecer duras críticas à atuação de José Novais neste processo todo. No cerne da crítica surge o facto de os três vereadores PSD também não terem sido auscultados no processo de escolha, numa atitude que Domingos Araújo apelida de “absolutamente inqualificável”. Aliás, de acordo com o citado jornal, nem mesmo António Ribeiro, vereador e líder concelhio do CDS, foi auscultado e considerado neste processo. De relembrar que ainda na semana passada, Sameiro Serra, presidente de junta de Carvalhal e reputada militante centrista barcelense, deixou no ar uma crítica sobre o facto de o CDS assinar um acordo sem antes saber quem seria o candidato.

Por fim, em notícia avançada esta tarde pelo Jornal de Barcelos, o candidato anunciado por José Novais, Sérgio Azevedo, ter-se-á retirado da candidatura à Câmara Municipal por causa da contestação ao seu nome. No entanto, a notícia carece de confirmação.

sérgio-azevedo
Sérgio Azevedo

 

Sobre todos estes assuntos, uma fonte do partido referiu que o PSD Barcelos “vai de mal a pior” e a confirmar-se a notícia da “queda” de Sérgio Azevedo, então “o mais lógico é o Eng.º José Novais ter que se demitir, porque o escolheu, apresentou, louvou, e defendeu até, numa grande entrevista a um outro jornal. Ele e quem esteve com ele nesta trapalhada toda, a começar pelos ‘vices’ dele, Adélio Miranda e Joel Sá”. Mas vai mais longe, “mesmo que estes dois não concordassem, tinham que ter tido coragem de se baterem contra esta escolha, no mínimo questionável, pois sabemos agora que Miguel Durães, JSD, os vereadores, presidentes de junta, consta até que o Mário Constantino também, mostraram-se contra este nome, esta escolha e todo o processo que levou a isto”. E o que é isto? “É uma vergonha para o PSD e para o PSD Barcelos. Novais tem que sair, tem que se demitir”.

Fotos: Facebook do PSD Barcelos.

PSD: nome do candidato pode estar em causa

Fevereiro 24, 2017 em Atualidade, Concelho, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

De acordo com uma notícia do jornal Barcelos Popular (BP), um grupo de Presidentes de Junta – cerca de dez – reuniu com o Presidente da distrital do Partido Social Democrata (PSD), José Manuel Fernandes, onde o tema terá sido o nome do candidato do partido – e da coligação – às autárquicas deste ano.

José Manuel Fernandes terá afirmado ao referido jornal que em caso de “chumbo” do nome de Sérgio Azevedo em “Plenário”, a sua legitimidade poderá ser colocada em causa, ficando, mesmo, “diminuída”.

jmf
José Manuel Fernandes

Mais, dando o exemplo de Terras de Bouro – onde o candidato aprovado na concelhia, e que deverá ser proposto a plenário, não será o escolhido –, o Presidente da distrital referiu que cabe a esta estrutura aprovar, ou não, o candidato, naquilo que foi interpretado pelo BP como uma afirmação “em jeito de aviso”.

José Novais, presidente da Comissão Política de Secção (CPS) do PSD Barcelos, não quis comentar estas informações mas salientou, ao BP, que as decisões emanadas do Plenário sobre o nome do candidato não são vinculativas, algo que foi confirmado por José Manuel Fernandes que, no entanto, em forma de reparo, afirmou que não será “normal” um nome de candidato chumbado em Plenário ser aprovado pela Distrital.

O Barcelos Popular, ainda sobre esta temática, refere que haverá uma reunião entre a Distrital, a CPS e, ao que parece, um grupo de Presidentes de Junta, no próximo domingo, em Barcelos, desconhecendo-se a hora e o local.

Entretanto, numa outra “frente” de notícia, o jornal contactou todos os Presidentes de Junta eleitos pela coligação de direita. Salienta que a maioria deles desconhece Sérgio Azevedo, mostrando estes, mesmo, “estranheza” por não terem sido auscultados no processo de escolha do candidato, ficando a saber dessa decisão pela comunicação social.

Já o líder do CDS local, António Ribeiro, afirmou que o acordo de coligação ainda não estará assinado, por estar a ser ultimado, considerando Sérgio Azevedo um “bom candidato”. Já Sameiro Serra, Presidente da Junta de Carvalhal, e reputada militante “centrista”, referiu, à imagem de muitos dos seus homónimos de direita contactados pelo BP, que desconhecia Sérgio Azevedo, acrescentando que “nunca assinaria um acordo de coligação sem saber antes qual o nome do candidato à Câmara”.

Fotos: Facebook do PSD Barcelos.

Membros da Comissão Política do PSD seguem pisadas de Miguel Durães

Janeiro 26, 2017 em Atualidade, Concelho, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

Indo por partes:

 

Uma notícia deste Jornal, datada de 06 de janeiro, referiu que Miguel Durães, de acordo com o “Barcelos Popular”, teria manifestado, na Assembleia de Secção (“Plenário”) de 29 de dezembro e perante os militantes, que estaria “disponível para ser sondado” para candidato à Câmara Municipal de Barcelos. Mesmo não confirmando, nem desmentindo esse facto, por não querer abordar “questões do partido na praça pública”, ficou patente a sua disponibilidade, sendo essa sua intervenção confirmada por alguns militantes que marcaram presença nesse “Plenário”, contactados por este jornal.

Nessa mesma notícia, foi referido, igualmente e de acordo com o mesmo jornal, que José Novais, Presidente da Comissão Política do PSD Barcelos se considerava como a “última reserva” para candidato à Câmara Municipal mas que, no seio do Partido, eram muitos aqueles que acreditavam querer ser ele o candidato, para “desgosto” de algumas fações do PSD local.

Entretanto, o tema do candidato do PSD e CDS à Câmara Municipal de Barcelos voltou, de novo, “à baila”.

Desta vez foi o Vice-Presidente da Concelhia do PSD, Adélio Miranda, a afirmar ao “Barcelos Popular” desta semana que está disponível para ser candidato. Este posicionamento do médico barcelense, dado a conhecer através do Jornal em causa, vem confirmar notícias anteriores, que o colocavam como potencial candidato social-democrata à Câmara.

Outro putativo candidato, de acordo com o referido Jornal, é o deputado e, também, Vice-Presidente da Concelhia local, Joel Sá, que, colocado perante essa hipótese, terá respondido que “se se vier a colocar [ndr.: a hipótese de ser candidato] será avaliada em devida altura”. Alguns militantes referiram a este jornal que interpretam esta resposta como uma espécie de “nim”, considerando normal esse posicionamento e ambição, e ficando a aguardar apenas de Joel Sá, caso este não deseje sê-lo, uma “clarificação sobre quem apoia para candidato”.

Por fim, o Presidente da Concelhia, José Novais, que, de acordo com notícias veiculadas pelos órgãos de comunicação social barcelenses ao longo das últimas semanas, se vem posicionando para ser ele o candidato, afirmou ao “Jornal de Barcelos” desta semana que é normal que o Presidente da Concelhia seja um “candidato natural à Câmara”. Na ótica dos referidos militantes contactados, esta é só mais uma “confirmação” de que José Novais quer mesmo ser o candidato e que a “forma que está a usar para tentar ser candidato faz lembrar, nalguns aspetos, o processo de escolha para as Autárquicas de 2013”.

Por outro lado, o parceiro de coligação CDS continua a não reagir a estas movimentações, sendo que António Ribeiro, contactado pelo “Barcelos Popular” terá respondido que não faria comentários.

Numa última nota, José Novais referiu, quer ao “Barcelos Popular”, quer ao “Jornal de Barcelos”, que todo o processo de escolha do candidato deverá estar encerrado até ao final de fevereiro.

 

 

 

Foto: Facebook oficial da Recovery IPSS.

Ir Para Cima