Tag archive

Conferência online

Ricardo Rio hoje na primeira conferência “Pelo Trabalho, Pelas Pessoas” dos TSD de Braga

Fevereiro 11, 2021 em Atualidade, Concelho, Opinião, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Secretariado Distrital de Braga dos Trabalhadores Social Democratas (TSD/BRAGA), leva a efeito em 2021 um ciclo de conferências que designam, de forma genérica, “Pelo Trabalho, Pelas Pessoas” no formato ‘online’ dado o atual contexto pandémico – plataforma Zoom Meeting e transmissão via Facebook dos TSD/BRAGA. A primeira conferência ocorrerá hoje, dia 11, às 21h30, e é dedicada ao concelho capital de distrito, Braga, contando com o Presidente do Município e (re)candidato ao terceiro mandato, Ricardo Rio, onde é expectável o desvendar de algumas prioridades para 2021-2025.

Os TSD/BRAGA, com este ciclo quinzenal de conferências (segundas e quartas, Quintas-feiras de cada mês), procura proporcionar aos candidatos autárquicos do PSD fazer uma apreciação crítica do mandato a terminar e projetar os próximos quatro anos de governação municipal, perante os seus munícipes e outros interessados, sem qualquer condicionalismo temático, mas com foco nas políticas sociais e de emprego, temas caros a esta estrutura autónoma do Partido Social Democrata.

Estas conferências contam com o apoio ativo do PSD Distrital e JSD Distrital de Braga, bem como das respetivas Comissões Políticas concelhias.

Núcleos do Distrito Braga da Iniciativa Liberal promovem conferência sobre “Executivos das Autarquias Locais: Manter ou Modificar?”

Fevereiro 10, 2021 em Atualidade, Concelho, Mundo, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

Os Núcleos Territoriais de Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão da Iniciativa Liberal, organizam na próxima Sexta-Feira, dia 12 de fevereiro de 2021, pelas 21h30 uma conferência digital sobre: “Os Executivos das Autarquias Locais: Manter ou Modificar?”.

Esta conferência tem como objetivo aprofundar conhecimentos e debater o Poder Local em Portugal, fomentando o espírito de partilha de conhecimento, troca de ideias e um saudável debate.

Este certame virtual será transmitido via Facebook na página da Iniciativa Liberal dos três núcleos organizadores, Braga, Guimarães e Famalicão, e contará com a participação de Ricardo Silva, presidente da Junta de Freguesia de São Vítor, de Ricardo Valente, vereador do Pelouro Desenvolvimento Económico e Social da Camara Municipal do Porto e o Prof. Doutor António Cândido de Oliveira.

O Prof. Doutor António Cândido de Oliveira licenciou-se em Direito, pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, em 1970, obteve o grau de Doutor em Ciências da Administração, na Universidade do Minho, em 1989, e fez as suas provas de Agregação em Direito Público na Universidade do Minho, em 2002, sendo Professor Catedrático Jubilado da Universidade do Minho. É precisamente neste domínio jurídico que se revela como uma referência para todos os que, dentro e fora de Portugal, apreciam e estudam o Direito Público, em especial o Direito Administrativo e Direito das Autarquias Locais.

O Dr. Ricardo Valente é Licenciado em Economia pela Faculdade de Economia da Universidade do Porto. Exerceu a sua atividade profissional entre 1992 e 2016 na área de consultoria em gestão de risco, na área do mercado de capitais, gestão de patrimónios, área da Banca de Investimentos e foi consultor de investimentos. É docente na Faculdade de Economia da Universidade do Porto e na Porto Business School. Actualmente é Vereador do Pelouro Desenvolvimento Económico e Social, tendo como suas áreas de atuação a economia e a atração de investimento, tendo sob sua alçada o Gabinete InvestPorto.

Por fim, o Dr. Ricardo Silva é Licenciado em História e em Arqueologia pela Universidade do Minho, tendo sido coordenador da JovemCoop. Ao longo dos últimos anos destacou-se pela sua enorme intervenção cívica e deu a cara pela defesa do património e pelas causas socais mais eminentes da freguesia de S. Victor. Recordamos, particularmente, as Sete Fontes, que foi a causa mais emblemática, mas muitas outras se juntam ao rol: fábrica Confiança, Convertidas, Guadalupe, candeeiros do Campo Novo ou a Casa do Areal. É atualmente o Presidente da Junta de Freguesia de S. Victor, do concelho de Braga.

Fonte|Foto: IL

“Inteligência Artificial – Novos desafios da Humanidade” debatida em Conferência online

Dezembro 8, 2020 em Atualidade, Cultura, Economia, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Evento organizado pela Grande Loja Simbólica de Portugal

A Grande Loja Simbólica de Portugal organiza mais uma Conferência online (a décima), dedicada ao tema: “Inteligência Artificial – Novos desafios da Humanidade”, que contará com a participação de Christophe Habas, Past Grão-Mestre do Grande Oriente de França, e de Alexandre Rauzy, Past Grão-Mestre do Grande Oriente Suíço.



Esta Conferência, inserida no “Ciclo das Grandes Videoconferências da Maçonaria Portuguesa”, terá lugar no próximo dia 15 de dezembro, pelas 21h00, e poderá ser assistida através do link (basta clicar para aceder): https://youtu.be/wESUzbtbyyY .

Christophe Habas é Chefe do Departamento de Neuroimagiologia do Centre Hospitalier National d’Ophtalmologie des 15-20 (Paris) e neurorradiologista. Doutor em Ciências Cognitivas, Maçom e Past Grão-Mestre do Grande Oriente da França (GODF).

Christophe Habas (Foto: CHNO 15-20)

Numa entrevista ao Le Petit Journal, em 2019, Habas salientou que “a Inteligência Artificial é um assunto tecnológico que desafia no plano filosófico, no sentido de que coloca a questão do que é humano, consciência humana, ética. Também levanta questões económicas e sociais. Através da substituição gradual de pessoas por controladores automáticos ou sistemas inteligentes para a realização de um determinado número de tarefas”. Já ao La Voix du Nord, igualmente em 2019, o neurorradiologista reforça a ideia: “a Inteligência Artificial é uma tecnologia fantástica em termos científicos, como a medicina ou o reino ecológico. (…) O problema é quando ela chega ao campo económico e social”, sendo que também “se pode tornar uma ferramenta de controlo social e gerar riscos para a democracia. Os algoritmos gerados por big data podem dar muito poder a grandes grupos industriais”, alertou em outra entrevista concedida ao Ouest France, em fevereiro deste ano.

Alexandre Rauzy é membro da direção e professor de filosofia e francês da ENSR International Boarding School of Lausanne, sendo Past Grão-Mestre do Grande Oriente Suíço. Curiosamente, é homónimo de um político francês (1901-1977), que foi membro da Secção Francesa da Internacional dos Trabalhadores e do Parlamento, tendo feito parte do Conselho Nacional (1941), de onde foi demitido pelos seus antecedentes socialistas e por ser, precisamente, Maçom. Rauzy irá, certamente, apresentar a Maçonaria Liberal Suíça e o Grande Oriente Suíço, “os seus princípios, a sua tradição democrática, a sua diversidade que respeita, mutuamente, todas as crenças e consciências e a sua modernidade, tão longe das fantasias que ainda prevalecem nos rumores e jornais escandalosos”, como se pode depreender após leitura de uma notícia avançada em 2017 pela página online Cahiers Bleus | Blaue Hefte, do Grande Oriente Suíço.

Alexandre Rauzy (Foto: DR)

A simbiose entre ambos os preletores será, certamente, bem conseguida, pois ambos já participaram, igualmente enquanto convidados, numa conferência, a 01 de abril de 2017, em Genebra, sobre o tema «O transumanismo ainda é um humanismo?», onde a Inteligência Artificial, como um dos “veículos” do transumanismo, foi, certamente, abordada e analisada.

Em nota, a organização salienta que “o ‘Ciclo das Grandes Videoconferências da Maçonaria Portuguesa’ insere-se numa abordagem de temas maçónicos e sociais, através de videoconferências abertas à Sociedade em geral, pela primeira vez em Portugal”, sendo organizado pela Grande Loja Simbólica de Portugal, que é a terceira Obediência Maçónica Portuguesa e “pratica o Rito Escocês Antigo e Aceite, Rito Antigo e Primitivo Memphis Misraïm e o Rito Emulação com as cartas patentes do Grande Oriente de França (a maior Obediência Maçónica Francesa)”.

Fotos: DR.

Imagem: GLSP.

Conferência “Maçonaria Espanhola e o Franquismo”, por Xavier Molina, realiza-se a 12 de novembro

Novembro 4, 2020 em Atualidade, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

9ª Conferência do Ciclo das Grandes Conferências da Maçonaria Portuguesa

No próximo dia 12 de novembro, pelas 21h30, realiza-se a 9ª videoconferência do Ciclo das Grandes Conferências da Maçonaria Portuguesa, levado a cabo pela Grande Loja Simbólica de Portugal e pela Grande Loja Simbólica da Lusitânia, esta última, Obediência responsável pela organização desta 9ª Conferência, desta feita, com convidado internacional.



O tema a debate versará sobre a “Maçonaria Espanhola e o Franquismo”, tendo como preletor Xavier Molina, Grão-Mestre da Grande Loja Simbólica Espanhola (Obediência Mista), com sede em Madrid.

Xavier Molina Figueras, natural da localidade catalã de Girona, onde nasceu em 1972, é empresário farmacêutico e, tal como acima referido, é o Grão-Mestre, desde junho de 2018, da Gran Logia Simbólica Española, a maior das organizações maçónicas liberais de Espanha e a segunda maior, apenas atrás da Gran Logia de España (Obediência Masculina). Esteve presente no XIX Encontro da União Maçónica do Mediterrâneo, que teve lugar em Lisboa, igualmente organizado pelas duas Obediências responsáveis por este Ciclo de Conferências.

Molina que, ao Diário dos Avisos (órgão espanhol), a 29 de dezembro de 2018, salientou que “um dos princípios da Maçonaria é a de que todos se podem expressar livremente, não existem categorias, não existem ricos, poderosos ou pobres, não há patrão, existem apenas irmãos”. Nessa mesma entrevista, referiu que se interessou pela Maçonaria através da web: “ninguém me apresentou ou me apresentou o pedido, entrei em contacto porque tinha uma forte motivação para encontrar um lugar onde pudesse expressar-me livremente, onde pudesse crescer como pessoa e desenvolver-me fora do mundo dos negócios e da pressão do trabalho. A Maçonaria preencheu-me nos aspetos que a minha vida profissional não me trouxe”.

Xavier Molina, Grão-Mestre da Grande Loja Simbólica Espanhola (Foto: DR)

Sobre o tema a debate nesta 9ª Conferência, Xavier Molina tem expressado, publicamente e já por várias ocasiões, que “o franquismo causou-nos danos irreparáveis, mas vamos construir juntos o futuro da Maçonaria na Espanha” (The Citizen, 22 de abril de 2020). A este mesmo órgão, referiu que o “nosso objetivo não é apenas ser um fórum para o livre-pensamento, mas também, uma escola para os livres-pensadores. Adultos que refletem sobre as questões atuais e respeitam a liberdade e a pluralidade de opiniões. Esse respeito também implica que deveremos ser reservados ao comentar sobre o que outra pessoa pensa sobre qualquer assunto. Este exercício de liberdade não se relaciona muito bem com qualquer ditadura ou regime não transparente. Acho que é por isso que somos perseguidos onde a liberdade de pensamento está aprisionada apenas pela opinião do governante”.

Aquando da proposta da exumação dos restos mortais de Franco do Vale dos Caídos (Valle de los Caídos), o Grão-Mestre da Grande Loja Simbólica Espanhola afirmou, ao órgão 20 Minutos (a 10 de dezembro de 2019), que acreditava que Franco tinha para com eles “uma obsessão pessoal, uma espécie de desejo de vingança, um grande ódio. E não encorajamos o ódio. Franco está na história como o que ele foi, como um ditador, e a Maçonaria foi perseguida por todas as ditaduras durante três séculos, sejam de direita ou de esquerda. Os maçons espanhóis de hoje, eu acho, preferem olhar para frente. E, para isso, devemos curar as feridas da guerra civil e da ditadura”.

Xavier Molina irá, certamente, elencar estes e mais pensamentos sobre a Maçonaria, Franco e o franquismo, nesta conferência a que pode assistir através do Google Meet em https://meet.google.com/yqe-dukk-hrr ou do canal YouTube: https://youtu.be/ieC8IxCpVto.

A Grande Loja Simbólica da Lusitânia é a Obediência Mista Portuguesa. É membro da maior Organização Maçónica Europeia: AME – Aliança Maçónica Europeia. Trabalha o Rito Memphis Misraim, Rito Escocês Antigo e Aceite e o Rito de Emulação com as Cartas Patentes do Grande Oriente de França (maior Obediência Maçónica Francesa), transmitindo a legitimidade para a prática maçónica em Portugal.

Imagem e foto: DR.

“História do Liberalismo em Portugal” foi mote da 3ª sessão de conferências da Iniciativa Liberal Braga

Outubro 20, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

Com o “intuito de desconstruir a nossa própria história e dar a conhecer a génese do Liberalismo em Portugal”, como refere em nota, o Núcleo Territorial de Braga da Iniciativa Liberal (IL) organizou, no passado dia 17 de outubro, às 10h30, uma conferência digital sobre a “História do liberalismo em Portugal”, integrado no ciclo de conferências “O que é o Liberalismo”.



Este evento, que contou com as intervenções de José Adelino Maltez e de Inês Gregório, teve uma enorme adesão popular, “relevando-se um verdadeiro sucesso, transformando esta iniciativa do Núcleo Territorial de Braga num evento nacional”, salienta a IL.

De salientar a visão de Inês Gregório, que defende que o liberalismo vive uma dicotomia entre duas tradições: tradição inglesa e francesa. “Portugal vivia numa tensão entre estas duas visões do liberalismo. No início do sec. XIX, Portugal parecia que se aproximava da tradição francesa, mas na Constituição de 1822 é notória a influência da tradição inglesa. O Liberalismo em Portugal viveu entre dois polos – conservadores e progressistas -, mas sempre na dependência do Estado”. Já Adelino Maltez destacou que “Friedrich Hayek, quando recebeu o nobel da economia em 1974, referiu que aquilo que pensa se deveu, em grande parte, aos jurisconsultos portugueses Francisco de Vitória e Francisco Suárez (que pelo seu pensamento político, influenciariam a Restauração de 1640)”.

Este ciclo de palestras, que pode ser consultado no canal de YouTube da IL de Braga, irá decorrer entre os meses de setembro e dezembro, com oito sessões e diversos convidados, sendo que a próxima decorrerá no dia 31 de outubro e terá como temática o “Liberalismo Clássico: Renascimento”, com a presença de José Manuel Moreira e de Carlos Guimarães Pinto.

Fonte e foto: IL.

José Adelino Maltez fala sobre “Maçonaria – A Primeira Associação Democrática Portuguesa” em videoconferência

Outubro 12, 2020 em Atualidade, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Evento integrado no Ciclo das Grandes Videoconferências da Maçonaria Portuguesa

No próximo dia 22 de outubro, pelas 21h30, a Grande Loja Simbólica de Portugal leva a cabo a sua oitava Conferência, desta feita, dedicada ao tema “Maçonaria – A primeira Associação Democrática Portuguesa”, que terá como preletor o conhecido politólogo – entre outras imensas ocupações – José Adelino Maltez.



Para participar na videoconferência, pode clicar no link: Google Meet: https://meet.google.com/yqe-dukk-hrr ou pode assistir via YouTube: https://youtu.be/hocOP42-tN4 .

José Adelino Maltez licenciou-se em Direito pela Universidade de Coimbra, obtendo o grau de Doutor em Ciências Sociais, na Especialidade de Ciência Política pela Universidade Técnica de Lisboa. Foi assistente na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, seguindo carreira no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade Técnica de Lisboa, onde se mantém como Professor Catedrático, sendo decano da escola e o único catedrático do século XX no ativo. Foi, igualmente, professor convidado na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Ainda na Academia, foi professor na Universidade de Estrasburgo (França), na Universidade Nacional de Brasília (Brasil) e na Universidade Nacional de Timor Lorosae, tendo sido, igualmente, conferencista e consultor da Universidade Agostinho Neto (Luanda – Angola), na Universidade da Beira Interior (Covilhã) e na Universidade dos Açores.

José Adelino Maltez (Foto: DR)

Fundou e foi membro da primeira direção da Associação Portuguesa de Ciência Política, juntamente com Manuel Braga da Cruz e Maria José Stock.

Ativista cívico e político, foi militante por breve tempo do CDS, no período pré-queda do Muro de Berlim, tendo sido candidato, por duas vezes, a deputado, por Beja e por Braga. Foi um dos fundadores do projeto Partido da Nova Democracia, por quem voltou a ser candidato a deputado, desta feita, por Leiria, e ao Parlamento Europeu. Defensor ativo da regionalização, do Portugal Plural e criador do movimento cívico Intervenção Radical.

Ocupou cargos em vários gabinetes ministeriais nos primeiros Governos portugueses, fez carreira na administração pública, desde técnico a dirigente, onde terminou como Subdiretor Geral da Concorrência. Fez parte das primeiras comissões de trabalhadores e de sindicatos, tendo sido candidato na primeira lista do Sindicato Nacional da Função Pública, tendo estado ligado à origem do atual Sindicato dos Quadros Técnicos.

Colunista, publicista, analista, comentarista, politólogo e “repúblico”, como prefere que o chamem, “de acordo com a tradição do nosso renascimento político” (dixit). (Fonte: http://jose.adelino.maltez.info/biografia/)

De acordo com nota informativa, a organização salienta que “o Ciclo das Grandes Videoconferências da Maçonaria Portuguesa insere-se numa abordagem de temas maçónicos, através de videoconferências abertas à Sociedade em geral, pela primeira vez em Portugal. É organizado pela Grande Loja Simbólica de Portugal, que é a terceira Obediência Maçónica Portuguesa, pratica o Rito Escocês Antigo e Aceite, Rito Antigo e Primitivo Memphis Misraïm e o Rito Emulação com as cartas patentes do Grande Oriente de França (a maior Obediência Maçónica Francesa)”.

Imagem: GLSP.

Videoconferência “O Templo Ecuménico”, por Jaime Ramos, a 17 de setembro

Setembro 13, 2020 em Atualidade, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Sétima videoconferência do Ciclo das Grandes Conferências da Maçonaria Portuguesa

No próximo dia 17 de setembro, pelas 21h30, a Grande Loja Simbólica da Lusitânia – Maçonaria Mista Portuguesa leva a cabo mais uma videoconferência no âmbito do Ciclo das Grandes Conferências da Maçonaria Portuguesa, sobre o tema “O Templo Ecuménico”, por Jaime Ramos.



Pelo 4º aniversário da inauguração do Templo Ecuménico Universalista, localizado em Miranda do Corvo – Coimbra, a organização pretende dar a conhecer “um monumento único, dedicado à Paz, que homenageia as vítimas dos fundamentalismos e intolerância religiosa”.

A apresentação ficará a cargo de Jaime Ramos, médico e fundador da Fundação ADFP, mentor deste Templo único no Mundo, que explicará o seu simbolismo e a razão da sua existência. Um Templo que se destina “à reflexão espiritual, promovendo valores fundamentais da Humanidade como a Tolerância e a Fraternidade”, conforme salienta a organização.

Poderá assistir à videoconferência através do Google Meet: https://meet.google.com/yqe-dukk-hrr ou do YouTube: https://youtu.be/lgb_BwBGaiw.

“O Ciclo das Grandes Conferências da Maçonaria Portuguesa é organizado pelas principais Obediências Maçónicas portuguesas e insere-se numa abordagem de temas maçónicos, através de videoconferências abertas à Sociedade em geral”, refere a organização em nota enviada às redações.

A Grande Loja Simbólica da Lusitânia é a Obediência Maçónica Mista Portuguesa, possuindo uma profunda ligação institucional do Grande Oriente de França (a maior Obediência Maçónica Francesa).

Imagem: GLSL.

[Ndr: notícia atualizada a 15.09.2020, pelas 13h00]

Dinâmicas sociais e perspetivas futuras dos fundos de coesão em debate online a 30 de julho

Julho 29, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Educação, Mundo, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Centro de Informação Europe Direct Minho (CIED Minho) do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), em parceria com a rádio Antena Minho, promove, amanhã, dia 30 de julho, pelas 18h00, o debate “Fundos de coesão: dinâmicas sociais e perspetivas futuras” – O Minho na Rota da Coesão!”.



“O principal objetivo deste evento passa por promover informar e sensibilizar os cidadãos sobre o impacto positivo que estes fundos europeus têm no quotidiano dos cidadãos europeus, assim como percecionar os benefícios da aplicabilidade dos mesmos na nossa região do Minho. O programa pretende abordar também o futuro da política de coesão da União Europeia, especialmente sobre o que a região do Minho poderá perspetivar para o próximo Quadro Financeiro Plurianual”, refere a organização em nota.

Fazem parte do painel de oradores, José Manuel Fernandes, Eurodeputado ao Parlamento Europeu; Alexandre Almeida, da Agência Nacional de Inovação; e ainda Alessandra Silveira, do Centro de Estudos em Direito da União Europeia da Universidade do Minho (CEDU/JUSGOV). O programa será moderado por Alzira Costa, Coordenadora do CIED Minho e Paulo Monteiro, Diretor da Antena Minho.

“Os cidadãos e órgãos de comunicação social são convidados a participar, colocando as suas questões ao painel de convidados através do chat do evento, que estará disponível na página do CIED Minho e Antena Minho”, informa a organização.

Poderá assistir o programa através das seguintes páginas:

Radio Antena Minho: www.antenaminho.pt

Facebook da Antena Minho https://www.facebook.com/antenaminho/

Facebook do CIED Minho: https://facebook.com/cied.minho/

Imagem: DR.

Conferência online «Templo e a Cruz – Génese da Alma Portuguesa», por João Rodil

Julho 18, 2020 em Atualidade, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Evento realiza-se a 23 de julho, pelas 21h30

A Grande Loja Simbólica de Portugal, no âmbito do Ciclo das Grandes Videoconferências da Maçonaria Portuguesa, organiza, no próximo dia 23 de julho de 2020, pelas 21h30, a sexta Conferência, dedicada ao tema «Templo e a Cruz – Génese da Alma Portuguesa», por João Rodil.



João Rodil é investigador na área de história, etnografia e literatura, com diversas obras publicadas. Foi autor do programa televisivo “Portugal Culto e Oculto” e será o palestrante da 6ª Conferência do Ciclo das Grandes Conferências da Maçonaria Portuguesa.

Esta Conferência será realizada no próximo dia 23 de julho 2020, pelas 21h30 (hora de Portugal).

Para poder assistir e participar, pode fazê-lo através do link Google Meet (sessão online limitada a 100 participantes) https://meet.google.com/yqe-dukk-hrr ou, em alternativa, através do YouTube: https://youtu.be/lgb_BwBGaiw .

“O Ciclo das Grandes Conferências da Maçonaria Portuguesa insere-se numa abordagem de temas maçónicos, através de videoconferências abertas à Sociedade em geral”, refere a organização em nota anteriormente enviada às redações.

“As Lojas Maçónicas da Grande Loja Simbólica da Lusitânia, trabalham o Rito Escocês Antigo e Aceite, o Rito Antigo e Primitivo Memphis Misraim e o Rito de York e Emulação, pela primeira vez na Maçonaria Mista Portuguesa, com as cartas patentes do Grande Oriente de França (a maior Obediência Maçônica Francesa)”, pode ler-se na referida nota.

A organização recomenda que, atendendo ao elevado número de inscrições, a entrada na conferência cerca de 15 minutos antes do início.

Fonte e imagem: GLSP.

Conferência online “Lisboa Maçónica”, por Mário Ferreira

Junho 22, 2020 em Atualidade, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Evento realiza-se a 25 de junho, pelas 21h30

A Grande Loja Simbólica da Lusitânia – Maçonaria Mista Portuguesa, no âmbito do Ciclo das Grandes Videoconferências da Maçonaria Portuguesa, organiza, no próximo dia 25 de junho de 2020, pelas 21h30, a quinta Conferência: “Lisboa Maçónica”, por Mário Ferreira.



De acordo com a organização, esta “é uma viagem a uma Lisboa mística e simbólica maçônica desde a reconstrução de Lisboa, por Marquês de Pombal, Maçom, Iniciado em Viena de Áustria”.

Para participar na videoconferência, basta clicar nos links:

Google Meet: https://meet.google.com/yqe-dukk-hrr

YouTube: https://youtu.be/n4X_CRvj9jE

“O Ciclo das Grandes Conferências da Maçonaria Portuguesa insere-se numa abordagem de temas maçónicos, através de videoconferências abertas à Sociedade em geral”, refere a organização em nota enviada às redações.

“As Lojas Maçónicas da Grande Loja Simbólica da Lusitânia, trabalham o Rito Escocês Antigo e Aceite, o Rito Antigo e Primitivo Memphis Misraim e o Rito de York e Emulação, pela primeira vez na Maçonaria Mista Portuguesa, com as cartas patentes do Grande Oriente de França (a maior Obediência Maçônica Francesa)”, pode ler-se na referida nota.

A organização recomenda que, atendendo ao elevado número de inscrições, a entrada na conferência cerca de 15 minutos antes do início.

Fonte e imagem: GLSL.

Ir Para Cima