Tag archive

E-Learning

Novo Paradigma Educacional – Novas Tecnologias (Parte II)

Setembro 24, 2017 em Atualidade, Concelho, Educação, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
Dr.ª Maria José Amaral Neco

O ensino à distância, e-learning e b-learning, são práticas cada vez mais presentes nas modalidades de educação escolar, tornando-se numa alternativa válida ao ensino tradicional/presencial, através do diploma enunciado na Lei de Bases do Sistema Educativo Português.



Sabemos que, atualmente, o sistema educativo português utiliza um conjunto diversificado de meios de comunicação, que potenciam uma viragem gradual e progressiva na forma de ensinar e aprender. Mas será que o nosso sistema de educação, conforme se apresenta hoje, está devidamente preparado para desenvolver e implementar estas metodologias nos diferentes níveis de ensino? Será que o e-learning é utilizado de forma a estimular a autoaprendizagem? Será que permite atingir os mesmos resultados que o ensino presencial? Estas são questões que alguns educadores e educandos levantam no momento da avaliação do desempenho do aluno.

É certo que o e-learning é uma modalidade essencial no contexto educativo face às necessidades emergentes da atual sociedade, uma sociedade do conhecimento, da informação e da aprendizagem. Todavia, são muitas as dúvidas e lacunas que se verificam nesta modalidade de ensino.

Questiona-se, por exemplo, se faz sentido a aplicação deste paradigma mais construtivista, nos diferentes níveis de ensino, sendo esta modalidade uma prática que exige maturidade, autodisciplina, uma maior gestão do tempo, uma maior motivação e um maior desempenho comparado com o sistema educativo presencial. Neste contexto, parece-nos que o público privilegiado serão os adultos.

Esta evolução do paradigma educativo tradicional, centrada na sala de aula, para um paradigma onde a construção do saber se produz sem limitações de horário e de espaço físico, é de facto uma prática educativa e de aprendizagem ideal para o adulto, que por motivos profissionais ou geográficos não tem a possibilidade de frequentar o ensino presencial. Trata-se de um domínio da educação em que as novas tecnologias são essenciais na mediatização da transmissão de conteúdos e da relação pedagógica, de forma a ultrapassar as barreiras do espaço e do tempo, entre o professor e o aluno. Esta modalidade de ensino terá um maior impacto no âmbito da formação profissional como meio facilitador do ensino/aprendizagem ao longo da vida.

Reconhece-se que a aprendizagem on-line representa uma mudança paradigmática, não apenas para os alunos, mas também para os professores e restantes técnicos educativos.

No entanto, esta modalidade educativa não rompe com o paradigma tradicional, pelo contrário, assiste-se a uma articulação e complementaridade entre ambos, onde as diferentes realidades e necessidades de qualquer projeto político-educativo devem ser ajustadas.

Por: Dr.ª Maria José Amaral Neco*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Novo Paradigma Educacional – Novas Tecnologias (Parte I)

Agosto 20, 2017 em Atualidade, Concelho, Educação, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
Dr.ª Maria José Amaral Neco

Atualmente, as organizações educativas confrontam-se com uma diversidade de alunos que transportam consigo vivências e necessidades diferentes. É por isso exigido às instituições educativas uma redefinição constante do seu papel e das suas estratégias de intervenção. Os desafios dos novos tempos assim o exigem.



Todos sabemos que as escolas não são, hoje em dia, os únicos contextos de transmissão do conhecimento. Assiste-se a uma inadequação de saberes que os estabelecimentos de ensino transmitem aqueles que a frequentam, já que estes saberes estão em competição com fortíssimos meios de comunicação social, muito aliciantes, e que tornam pouco interessante o sistema educativo existente.

Quando Dewey, em 1990, ao pensar no papel que a escola deveria desempenhar, se referia a ela como protagonista de uma “jornada de esperança”, no que concerne ao processo de esbatimento das desigualdades que imperavam na sociedade, idealizava certamente uma escola diferente, quer no seu conteúdo quer na sua forma, e que acabaria por traduzir performances bastantes distintas daquelas a que hoje assistimos. Perspetiva-se que o Ensino à Distância/E-Learning possa ser um caminho empreendedor que nos levaria à igualdade entre os cidadãos.

E-learning, Ensino à Distância…”Mas afinal o que é isso?”

A utilização do e-learning surge como uma nova forma de aprender mais individualizada, adaptada às necessidades, restrições e responsabilidades de cada formando num dado momento, tornando-os capazes de responder eficazmente aos desafios que terão de enfrentar.

Este novo paradigma, associado às tecnologias da informação e comunicação, proporciona aos indivíduos um nível de flexibilidade considerável de escolha das temáticas, dos momentos e dos métodos de aprendizagem, principalmente através da Internet. Esta é uma visão particularmente relevante para os formandos que tentam conciliar a sua vida profissional e social com a sua progressão e qualificação.

A inclusão das tecnologias em informação e comunicação no processo educacional não garante em si a qualidade, no entanto uma educação de qualidade e contextualizada nos dias de hoje, passa necessariamente pelo uso das tecnologias. É necessário continuar a apostar na qualidade dos cursos em qualquer nível de escolarização, quer sejam num contexto mais tradicional ou num contexto mais inovador.

Por: Dr.ª Maria José Amaral Neco*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Ir Para Cima