Tag archive

Escuteiros

Fraternidade de Nuno Álvares lança livro que retrata a história da FNA na Região de Braga

Maio 28, 2021 em Atualidade, Concelho, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora
José Luís silva

A FNA – Fraternidade de Nuno Álvares, Escuteiros Adultos, Região de Braga lança livro intitulado ” Dinâmica Imparável – A Região de Braga da FNA” que retrata a história da FNA na Região de Braga. Esta obra é da autoria do José Luis Silva, escuteiro da FNA no Núcleo de São Dâmaso, Concelho de Guimarães, ex-Presidente da Direção Regional de Braga da FNA, sendo atualmente Secretário Nacional da FNA para a área internacional e para a expansão.

Durante dois anos, José Luís Silva recolheu testemunhos e procurou descobrir mais sobre a FNA, na região de Braga, para retratar a sua história.

A cerimónia de apresentação do livro decorre hoje, dia 28 de Maio pelas 21:30h no auditório da Universidade do Minho, Campus de Azurém, Guimarães.

Prémio do Cidadão Europeu 2020 atribuído aos escuteiros católicos de Portugal

Fevereiro 25, 2021 em Atualidade, Concelho, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Parlamento Europeu atribuiu aos escuteiros católicos de Portugal o Prémio do Cidadão Europeu. A distinção destaca o trabalho do Corpo Nacional de Escutas (CNE) – Escutismo Católico Português ao nível da educação e formação dos jovens para a cidadania ativa e para o desenvolvimento de competências.

A atribuição do Prémio do Cidadão Europeu 2020 ao CNE resulta de uma proposta apresentada pelo Eurodeputado José Manuel Fernandes e que foi eleita pela Chancelaria para o Prémio do Cidadão Europeu, liderada pelo presidente do Parlamento Europeu.

@DR

“É um justo reconhecimento público pelo trabalho desenvolvido no escutismo, com um contributo de excelência na educação e formação de jovens, com resultados inestimáveis para a construção de uma sociedade mais justa e solidária, desenvolvida e sustentada nos valores europeus e humanistas”, sublinha José Manuel Fernandes.

O Eurodeputado do PSD e coordenador do PPE comissão dos orçamentos salienta o facto da instituição, com quase 100 anos de vida em Portugal, ter a capacidade de adaptar e evoluir a sua atividade no atual período pandémico.

José Manuel Fernandes destaca que, em contraciclo com o decréscimo da natalidade em Portugal, o escutismo tem tido um crescimento contínuo do seu efetivo.

O CNE é a maior associação de juventude em Portugal, com cerca de 72 mil escuteiros, dos géneros masculino e feminino, distribuídos por mais 1.000 Agrupamentos, em todas as regiões do país.

O Corpo Nacional de Escutas – Escutismo Católico Português  foi fundado em 27 de maio de 1923 e tem estatuto de Utilidade Pública desde 1983. É uma associação sem fins-lucrativos, apartidária e integrada na Igreja Católica. Baseia a sua ação num programa de educação não-formal, adaptado aos desafios da nova era e nas finalidades e princípios do método escutista concebido por Baden-Powell – fundador do Escutismo.

A cerimónia de entrega do Prémio do Cidadão Europeu ao CNE está agendada para novembro.

A distinção do CNE ocorre precisamente no ano em que a iniciativa registou um maior número de candidatos, beneficiando de pela primeira vez as candidaturas poderem ser apresentadas não apenas por membros do Parlamento Europeu, passando a admitir propostas da sociedade civil.

O Prémio do Cidadão Europeu tem como objetivo “recompensar atividades excecionais desempenhadas por cidadãos, grupos, associações ou organizações nos domínios da promoção de uma maior integração dos cidadãos europeus, cooperação, reforço do espírito europeu e no âmbito dos valores consagrados na Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia”.

O prémio tem um valor simbólico e assume a forma de uma insígnia honorífica ou, no caso de distinções de natureza coletiva, de uma medalha ou placa alusiva.

Na edição de 2020, o CNE foi a única entidade portuguesa distinguida. Em anos anteriores, foram já premiados a Fundação Francisco Manuel dos Santos, a jornalista Teresa de Sousa e a Plataforma de Apoio aos Refugiados.

Fonte|Foto: JMF

Encontro de Guias de Núcleo de Barcelos junta centenas de escuteiros na Gonçalo Nunes

Dezembro 3, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura Por barcelosnahorabarcelosnahora

A Escola Básica 2,3 Gonçalo Nunes, em Arcozelo, recebeu o Encontro de Guias do Núcleo de Barcelos do Corpo Nacional de Escutas, estando presentes todos os guias do Núcleo, das diferentes secções, sendo que dos 32 agrupamentos, apenas não estiveram presentes dois, o que criou uma grande experiência de partilha entre todos.



Estiveram na referida escola e dinamizaram, ao longo do dia, vários ateliês relativos a liderança e sustentabilidade ambiental.

Foi também um encontro memorável pelo compromisso assumido perante todos, dos Guias maiores, os Chefes dos Departamentos das diferentes equipas pedagógicas.

Deste encontro foram selecionados quatro escuteiros de cada secção para representar o núcleo de Barcelos em Braga, onde serão ainda selecionados dois para representarem a região a nível Nacional.

“Estes são os escuteiros exemplo, aqueles que dão suporte ao grupo e sabem valorizar a união, trabalhando o grupo. São o coração dos diferentes grupos que ocupam”, refere o Núcleo.

Concretamente, marcaram presença 65 Lobitos, 74 Exploradores, 54 Pioneiros e 30 Caminheiros.

Fotos: JNB.

Escuteiros de Gilmonde organizam “4ª Feira das Sopas”

Fevereiro 4, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura Por barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo sábado, dia 10 de fevereiro, a partir das 19h00, o Centro Escolar de Gilmonde recebe mais uma edição da já conhecida “Feira das Sopas”, organizada pelo Agrupamento 724 Gilmonde – Corpo Nacional de Escutas.



Desengane-se quem julgar que apenas se servirão sopas. Bifanas, sobremesas, bebidas e convívio também farão parte do cardápio desta Feira, organizada com o intuito de angariar fundos para o referido Agrupamento de Escuteiros e, igualmente, juntar a comunidade e visitantes “à volta da mesa”.

De acordo com Andreia Miranda, da organização, a “ideia surgiu no ano em que o objetivo do nosso clã era ir ao ROVERWAY, uma atividade cara e para a qual precisávamos de angariar fundos. A Feira das Sopas era algo que pouca gente conhecia pois só se fazia em comunidades maiores e, então, decidimos embarcar nesta ideia que, desde sempre, teve muita adesão”.

Questionada sobre os objetivos, a Escuteira salientou que passam por “angariar fundos para futuras atividades mas, também, promover o convívio entre a comunidade”.

Quanto aos apoios, Andreia Miranda referiu que “contamos com o apoio da Junta de Freguesia de Gilmonde e do Centro Escolar de Gilmonde, local onde se realiza a ‘Feira das Sopas’. Contamos, também, com o apoio importantíssimo dos restaurantes locais, que nos oferecem sopas. Entre outros, a padaria Morgado, o Novo Horizonte, o Oliveira Velha, a Taberna Lopes, o restaurante Rabeca, a pastelaria Rosa Cintilante, o restaurante Luar, o Leão d’Ouro e o restaurante Maria, de Medros (Barcelinhos) ”.

Em jeito de conclusão, esta responsável deixou um agradecimento. “O clã 109 de Gilmonde quer agradecer a todos os restaurantes que nos ajudam e nos oferecem o melhor que têm; à Junta de Freguesia, que nos ajudou com a cedência do espaço do Centro Escolar; a todos os dirigentes, que com os seus dotes culinários nos fazem deliciosas sobremesas; e, por fim, aos pais dos caminheiros e escuteiros do Agrupamento 724 de Gilmonde, que participam de variadas formas, quer na realização de algumas sopas, quer na adesão ao evento. São “peças” muito importantes. Muito obrigada a todos os envolvidos”, termina Andreia Miranda.

Imagem: A724G.

Escuteiros de Barcelos realizam ação de reflorestação do Monte de Cresto

Fevereiro 1, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação Por barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo dia 17 de fevereiro, ao longo de toda a manhã, o Núcleo de Barcelos do Corpo Nacional de Escutas – Escutismo Católico Português leva a cabo uma ação de reflorestação do Monte de Cresto, em Aldreu.



A iniciativa será implementada por cerca de 100 crianças dos 6 aos 10 anos (Lobitos), de todo o Núcleo de Barcelos, sob a orientação dos seus dirigentes, cerca de 50 adultos voluntários. A zona onde terá lugar está integrada numa das maiores áreas florestais concelhias e, como se sabe, infelizmente também ela já “vítima” do flagelo dos incêndios.

Para além da importância de ser num ano trágico, no que aos incêndios florestais diz respeito, o Núcleo acredita “na importância de consciencializar, desde cedo, acerca da necessidade de proteger a natureza, bem como ter uma atitude positiva e preventiva perante a mesma”, refere em nota enviada a este jornal.

Esta ação conta com o apoio da Junta de Núcleo do Corpo Nacional de Escutas, da Câmara Municipal de Barcelos, através do Departamento do Ambiente, e da Junta de Freguesia de Aldreu.

Fonte: NBCNE.

Foto: AM.

Escuteiros de Barcelos partilham “Luz da Paz de Belém” esta sexta-feira

Dezembro 19, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Chegou a Portugal, no último domingo, a “Luz da Paz de Belém”, uma iniciativa organizada pelo Corpo Nacional de Escutas (CNE) que visa levar ao máximo de lares do nosso país a chama acesa na Gruta da Basílica da Natividade, em Belém. É já uma iniciativa tradicional, que este ano junta CNE e a Cáritas Portuguesa, com o tema «Luz para Viver – Na Luz da Paz Vivemos Cristo».



Acesa a 25 de novembro por uma criança austríaca, a chama é levada para Viena, onde é partilhada por delegações de todo o mundo. O CNE envia, anualmente, uma comitiva, que este ano trouxe a chama até ao Porto, onde, no último domingo, decorreu uma Eucaristia na Sé presidida pelo bispo auxiliar D. António Augusto.

De candeia em candeia, a chama passa agora para as várias regiões, núcleos e agrupamentos do país, até chegar às famílias. O Núcleo de Barcelos irá realizar uma cerimónia no próximo dia 22 de dezembro, sexta-feira, pelas 20h30, na Igreja Paroquial de Cossourado, para passar a chama aos agrupamentos que, depois, a levarão até cada uma das comunidades paroquiais.

O objetivo é manter a chama acesa durante a quadra natalícia, de modo a testemunhar, no meio da sociedade, os valores da esperança e da vida, com base no nascimento de Cristo.

A partilha da chama será feita em vários contextos, como as igrejas, hospitais, instituições de solidariedade social e muitos outros, sempre com a meta de chegar ao maior número de famílias possível.

Fonte e foto: JNB-CNE.

Ir Para Cima