Tag archive

Esposende

Candidato Luís Peixoto quer “fazer o PS regressar” ao executivo de Esposende

Julho 21, 2021 em Atualidade, Minho, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

O socialista Luís Peixoto candidata-se à Câmara Municipal de Esposende com o objetivo de “fazer o PS regressar” ao executivo municipal, prometendo “ideias novas, políticas inovadoras, proximidade e decisões”.

Em declarações, Luís Peixoto refere que os 16 anos de serviço na Junta de Freguesia de Fão, 12 como presidente e quatro na oposição garantem “experiência e conhecimento dos reais problemas” daquele concelho no distrito de Braga.

Segundo o socialista, “Esposende precisa de um presidente que ouça a população e que tome decisões”.

Luís Peixoto aponta o dedo ao atual presidente da autarquia, Benjamim Pereira (PSD), acusando-o de “não atender o telefone, não responder a missivas” e de ter “concentrado nele todas as decisões”.

“Tudo, desde uma despesa de 50 euros a uma de 500 mil, tem que passar pelo crivo dele. Isto levou a uma estagnação de decisões que é impossível de sustentar. O concelho precisa de respostas, de propostas e de iniciativas que não sejam só para a fotografia”, disse.

O candidato promete por isso “ideias novas, políticas diferenciadoras e inovadoras, ouvir a população e tomar decisões atempadamente”.

Outra promessa de Luis Peixote é “mais atenção” às juntas de freguesia: “As juntas são o órgão mais próximo das populações. Têm que ser ouvidas e valorizadas. É urgente dotá-las de mais meios”.

O PS quer “duplicar as transferências monetárias” da autarquia para as juntas em relação à dotação do Estado central.

“Se o Estado central dá 100, a câmara tem de dar mais 200. Só assim as juntas vão ter condições para fazer aquilo que é esperado”, explicou.

Nas autárquicas de 2017, o PSD teve 60,45% dos votos, elegendo seis vereadores, e o movimento Juntos Pela Nossa Terra alcançou 19%, o que lhe deu um vereador. O PS obteve 9,73%, o CDS-PP 3,71% e o PCP-PEV 3,54%, sendo que nenhum destes partidos conseguiu um lugar no executivo municipal.

Às eleições de dia 26 de setembro concorrem Benjamim Pereira (PSD), Luís Peixoto (PS), Isabel Novais (CDU), José Areia de Carvalho (CDS-PP) e Paulo Martins (Chega).

Texto Agência Lusa

Foto: MunicípioEsposende

GNR acaba com festa ilegal com mais de 100 pessoas em Esposende

Julho 12, 2021 em Atualidade, Concelho Por barcelosnahorabarcelosnahora

A GNR acabou no domingo com uma festa ilegal em Esposende, na qual se encontravam mais de 100 pessoas a desrespeitar as medidas em vigor de contenção da pandemia de covid-19, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a GNR refere ter recebido uma denúncia de que estaria a decorrer uma festa ilegal numa residência particular e que quando os militares chegaram ao local constataram a presença de cerca de 20 pessoas, que “alegadamente seriam elementos da família do proprietário e alguns amigos”.

Contudo, após nova denúncia, “a GNR voltou ao local e verificou que decorria uma festa com mais de 100 pessoas em pleno desrespeito pelas normas vigentes de contenção da pandemia de covid-19”.

O evento “foi cessado de imediato, o proprietário foi identificado e os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial de Esposende”, acrescenta.

A GNR recorda que o cumprimento das medidas impostas pela situação de calamidade, no âmbito do combate à pandemia de covid-19, é fundamental para conter a propagação do vírus.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 4.028.446 mortos em todo o mundo, resultantes de mais de 186,3 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o balanço mais recente feito pela agência France-Presse.

Em Portugal, desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram 17.156 pessoas e foram registados 907.974 casos de infeção, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Fonte:@jacobbentzinger|unsplash

Texto Lusa

Esposende: GNR apreende 11 pés de canábis numa residência

Junho 29, 2021 em Atualidade, Concelho Por barcelosnahorabarcelosnahora

A GNR apreendeu 11 plantas de canábis numa habitação em Esposende.

Em comunicado, a GNR refere que os militares “detetaram a existência de plantas de canábis no interior de uma habitação, o que espoletou uma serie de diligências policiais que culminaram no cumprimento de um mandado de busca.

Além de 11 plantas de canábis, foi ainda apreendida uma arma de ar comprimido em situação irregular.

Os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Vila Nova de Famalicão.

Fonte: Lusa

Foto:@crystalweed | unsplash

APACI e Câmara Municipal Esposende inauguram trilho ambiental na praia Suave Mar

Junho 25, 2021 em Ambiente, Atualidade, Concelho Por barcelosnahorabarcelosnahora

A APACI no âmbito do projeto “Fazer a Diferença”, em parceria com o Município de Esposende, inaugurou um trilho ambiental na praia Suave Mar, com mensagens de sensibilização para a manutenção e limpeza das praias.

Foto: DR

Esta cerimónia contou também com a presença da Autoridade Marítima para o hastear da Bandeira Azul na praia de Suave Mar, cerimónia simbólica que assinala a atribuição do galardão que reconhece a excelência de quatro praias do concelho de Esposende.

Foto: DR

Maria Eduarda Rego, presidente da APACI, sublinhou a “importância de fazer parte da defesa do Planeta Azul” e lembrou a “fidelidade” que os meninos da APACI empregam a esta causa.

Foto: DR

Ao longo do percurso estão colocadas mensagens de sensibilização para a preservação ambiental, incentivando a prática de ações positivas com o mote “Juntos Fazemos a Diferença”.

Os clientes da APACI estiveram envolvidos em todo o processo de elaboração das placas, desde a escolha das mensagens e imagens, ao tratamento das madeiras e inscrição das frases e fizeram questão de ver o efeito da sua colocação neste trilho, sempre muito bem acompanhados pela mascote da instituição, Flor.

Educadora de infância Isabel Novais é candidata da CDU à Câmara de Esposende

Junho 12, 2021 em Atualidade, Concelho, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

A educadora de infância Isabel Novais é a candidata da CDU à câmara de Esposende, em nome de uma “indomável vontade de mudança”, prometendo lutar pela escola pública, habitação e um novo hospital que sirva o concelho.

Apresentada esta tarde, a candidata da CDU afirmou estar na corrida à Câmara Municipal de Esposende “desprovida de interesses económico sou individuais” e sem “pretensão de protagonismo ou de luzes da ribalta”, sendo movida “pela necessidade de um rumo diferente para o poder autárquico” naquele concelho do distrito de Braga.

À Assembleia Municipal, o cabeça de lista pela CDU é Manuel Carvoeiro, inspetor da Inspeção Geral da Educação.

“Precisámos da presença de um vereador da CDU na câmara municipal para contrariar a maioria absoluta do atual executivo. Um executivo que fala a uma só voz e esquece os verdadeiros problemas das pessoas”, afirmou a candidata.

Segundo Isabel Novais, o atual executivo, liderado por Benjamim Pereira (PSD), “procura apenas manter o ‘status quo’ e assegurar a sua continuidade no poder”, mas, salientou, “o atual estado das coisas não serve os interesse da esmagadora maioria dos esposendenses”.

Por isso, a candidata afirmou que a CDU quer “uma câmara municipal que invista na melhoria da condição de vida dos esposendenses e na defesa dos trabalhadores, nomeadamente dos trabalhadores da autarquia”.

Para Isabel Novais tal “significa recuperar o aparelho produtivo, desde logo apoiando a comunidade piscatória com a prometida medida de desassoreamento do leito e da foz do rio Cávado bem como não deixar para calendas gregas a construção do molhe”.

A CDU promete um executivo com “uma opção clara” pelo “reforço dos serviços públicos e defesa do direito à Saúde, apoiando a luta pela reabertura de todos os centros de saúde no concelho e pela construção de um novo hospital que sirva os concelhos de Esposende e Barcelos”.

A autarquia deve também “contribuir para aumentar o emprego com direitos, sobretudo junto das camadas mais jovens” e desenvolver um “programa de recuperação e construção de habitação nos centros urbanos do concelho com vista a renda ou arrendamento a custos controlado de forma a promover a fixação de jovens”.

As eleições autárquicas têm que acontecer, por lei, entre setembro e outubro, não tendo ainda dia marcado.

Em 2017, o PSD ganhou a autarquia de Esposende com 60,45% dos votos (seis mandatos), a coligação Juntos Pela Nossa Terra ficou em segundo, com 19% (1 mandato), o PS teve 9,73% e o CDS-PP 3,71%, seguido pelo PCP-PEV com 3,54%.

Fonte: Lusa

Foto: CDUBarcelos

Autárquicas: Ex-deputado José Paulo Areia de Carvalho é o candidato do CDS a Esposende

Junho 8, 2021 em Atualidade, Concelho, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

O ex-deputado José Paulo Areia de Carvalho é o candidato do CDS-PP à câmara de Esposende, tendo como objetivo tornar o concelho uma terra “de oportunidades para todos”, através da politica fiscal e mobilidade.

Numa sessão de apresentação, que contou com o líder do partido, Francisco Rodrigues dos Santos, o candidato à câmara de Esposende afirmou que “sonha com um concelho diferente” e prometeu “governar para o dia a dia mas sempre a pensar em grande, com o foco no que o concelho por vir a ser daqui a 10, 15 anos”.

O CDS-PP apresentou também o cabeça de lista à Assembleia Municipal, João Carlos oliveira Martins.

“Somos forçados a concluir que continua a faltar uma estratégia definida de desenvolvimento para a nossa terra. Lamentavelmente nenhum dos ativos é estrategicamente aproveitado”, disse.

Para o candidato, a Esposende “falta criar uma nova centralidade onde as famílias possam desenvolver, onde os jovens vejam oportunidade de emprego qualificado, onde os casais jovens possam constituir família e ter um lugar digno para morar a preços aceitáveis, onde os empresários tenham espaço para investir e trabalhar”.

O futuro do concelho passa, para o candidato do CDS, por uma fiscalidade atrativa, aderir ao projeto do metro de superfície com os concelhos vizinhos, por um pavilhão multiúsos e por uma “aposta cultural”.

“Temos que ser fiscalmente atrativos. Viver em Esposende tem que ser bom, mas temos que mostrar a todos a bandeira de que aqui se paga menos impostos que os concelhos vizinhos (…) Assumimos o compromisso de reduzir a receita de IRS gradualmente ao longo de cinco anos”, adiantou José Paulo Areia de Carvalho.

O candidato a suceder Benjamim Pereira (PSD) frente à autarquia de Esposende, defendeu que se “impõe acabar com a periferia” de Esposende em matéria de transportes.

“Esposende não consegue resolver este problema sozinho, não haja ilusões. Mas ainda vamos a tempo de nos associarmos ao projeto de fundo de criação de um metro de superfície que abrange os concelhos vizinhos de Guimarães, Braga, Famalicão e Barcelos”, disse.

O futuro passa também por ter um “espaço adequado de multiúsos, com capacidade para largas centenas” de pessoas: “Não queremos fazer uma obra faraónico, de custos descontrolados e de dimensão desproporcionada ao nosso concelho, faremos com bom senso”, garantiu o candidato.

Para o advogado “falta criar uma nova centralidade onde as famílias se possam desenvolver, onde os jovens vejam oportunidade de emprego qualificado, onde os casais jovens possam constituir família e ter um lugar digno para morar a preços aceitáveis, onde os empresários tenham espaço para investir e trabalhar”.

Em 2017, o PSD ganhou a autarquia de Esposende com 60,45% dos votos (seis mandatos), a coligação Juntos Pela Nossa Terra ficou em segundo, com 19% (1 mandato), o PS teve 9,73% e o CDS-PP 3,71%, seguido pelo PCP-PEV com 3,54%.

Fonte: Lusa

Foto: Facebook jose.p.carvalho

Voluntários recolhem 1,35 toneladas de lixo em praias e zonas ribeirinhas de Esposende

Junho 2, 2021 em Ambiente, Atualidade, Concelho Por barcelosnahorabarcelosnahora

Mais de 150 voluntários recolheram 1,35 toneladas de lixo em zonas litorais e ribeirinhas de Esposende durante iniciativas que visaram “alertar a população mais jovem para a problemática dos resíduos nas praias e oceanos”, anunciou hoje a autarquia.

Em comunicado, a câmara de Esposende aponta que as ações de limpeza, que percorreram cerca de oito quilómetros de costa marítima e de margens ribeirinhas, pretendiam ainda “reduzir o impacto dos plásticos descartáveis no ambiente marinho, contribuir para a preservação dos habitats abrangidos e fomentar o voluntariado ambiental junto dos munícipes”.

Esta limpeza, adiada por duas vezes no último ano devido à pandemia, permitiu recolher resíduos trazidos pelo mar para o areal, “esquecidos” pelos utilizadores ou arrastados pelos rios e linhas de água, assim como artefactos utilizados normalmente pelos pescadores, “contribuindo para preservar os habitats abrangidos e melhorar significativamente a imagem destes locais”.

Além da comunidade em geral, refere a autarquia, também a comunidade educativa tem vindo a participar ativamente em ações de recolha de resíduos nas praias, dunas e espaços ribeirinhos.

A recolha de 1,35 toneladas de lixo resultou de três ações de voluntariado realizadas a 14, 24 e 29 de maio.

No dia 14 foram realizadas ações de limpeza em três áreas do concelho, que contaram com a participação de 87 voluntários de escolas de Esposende, que recolheram quase 300 quilos de resíduos.

No dia 24 de maio foram recolhidos mais cerca de 170 quilos de resíduos, igualmente por alunos do concelho.

O restante foi recolhido a 29 de maio numa ação de limpeza realizada no âmbito do projeto E-Redes e no âmbito da Semana da Biodiversidade 2021.

O projeto E-Redes é um estudo-piloto promovido pela autarquia em parceria com a empresa municipal Esposende Ambiente, a Universidade do Minho e a Associação de Defesa do Ambiente – Rio Neiva, que visa fomentar o uso de redes biodegradáveis e, paralelamente, recolher, quantificar e monitorizar o lixo marinho presente nas praias do concelho.

Para além da Câmara Municipal de Esposende, da Esposende Ambiente e da Associação Rio Neiva, respetivamente, promotor e parceiros do projeto E-Redes, esta ação contou também com a colaboração do Parque Natural do Litoral Norte, da Junta de Freguesia de Antas, da União das Freguesias de Esposende, Marinhas e Gandra, do Agrupamento de Escuteiros de Marinhas, de escolas de surf e kitesurf do concelho (Element Fish, GKS Clube, Salt Flow e Esposende Surf Team), da Atlantic Diving Esposende, da Associação Cívica Mais Esposende, da Zouri Shoes, da Associação de Trabalhadores do Município (ADCRSME) e de vários voluntários que, individualmente, quiseram dar o seu contributo.

Fonte: Lusa

Foto: @brian_yuri|unsplash

Viagem histórica “Do Ferro ao Ouro” vai passar por Barcelos, Braga e Esposende

Maio 28, 2021 em Atualidade, Concelho, Cultura Por barcelosnahorabarcelosnahora

As cidades de Barcelos, Braga e Esposende vão acolher a partir de sexta-feira e até 26 de setembro, 139 espetáculos inseridos na Viagem histórico-cultural “Do ferro ao Ouro”, foi hoje divulgado.

Em comunicado de imprensa, a autarquia de Esposende explica que os espetáculos visam a “divulgação e integração territorial” através de “criações, recriações, performances, experiências imersivas e reinterpretações”, numa simbiose entre o “contemporâneo, a história e o património do território”.

As atividades pretendem ainda potenciar a atração de fluxos turísticos crescentes”, assim como “a participação direta das comunidades locais”.

Para tal, a organização prevê uma “extensa rede de parceiros” e privilegia a “mediação criativa e interação direta com o público”, sem esquecer a perspetiva de viagem pelo tempo e território.

O arranque do projeto acontece na sexta-feira, no Salão Medieval da Reitoria da Universidade do Minho, em Braga, com o Coro de Câmara de Barcelos e termina a 26 de setembro com a Nova Comédia Bracarense, no Espaço Vita também em Braga.

“Todos os eventos do programa são de acesso gratuito, estando todas as atividades sujeitas às normas da Direção-Geral da Saúde em vigor na altura da sua realização”, salienta a organização.

Os eventos vão estender-se por 21 locais “associados a espaços distintivos que valorizam o património cultural”, nomeadamente sítios arqueológicos, monumentos, jardins históricos, museus e palácios.

Tendo em conta os períodos históricos, a viagem histórico-cultural vai ter três ações principais: O Galaico-Romano (organizada pelo concelho de Esposende), O Legado Medieval (organizada pelo concelho de Barcelos) e O Esplendor Áureo (organizada pelo concelho de Braga).

A iniciativa é co-financiada pelo programa NORTE 2020 – Programa Operacional Regional do Norte, Portugal 2020 e pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), sob o “Domínio da Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

“A programação cultural em rede é promovida em parceria pelo município de Esposende (que assume a condição de parceiro líder) e pelos municípios de Barcelos e Braga, e pela Esposende 2000, estas na qualidade de entidades copromotoras”, descreve a autarquia de Esposende.

O total do investimento “ascende a 313.246,30€, sendo investimento elegível 296.269,49€, comparticipado a 100% pelo FEDER”, acrescenta.

A viagem histórica pretende contribuir ainda para atingir as metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), incluídos na Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU).

Fonte: Lusa

Esposende lança Roteiro do Património Cultural e Religioso para promover o concelho

Maio 27, 2021 em Atualidade, Concelho, Turismo Por barcelosnahorabarcelosnahora

A Câmara de Esposende lançou o Roteiro do Património Cultural e Religioso que pretende promover o concelho como “destino turístico de referência e de excelência esbatendo a sazonalidade”, divulgou a autarquia.

Em comunicado enviado, refere que a nova rota cultural, que tem uma extensão de mais de 70 quilómetros, destaca-se pela “abrangência antropológica de um património que faz parte da herança que não configura apenas a arte visível”, trazendo “um património imaterial”.

O novo roteiro divulga todo o território, nomeadamente o interior, propondo uma visita livre, orientada para a descoberta do património religioso, num percurso devidamente identificado com sinalética e informação adequadas.

“É uma obrigação do município preservar o património. Este projeto da Rede de Museus de Esposende que pretende contribuir para a afirmação cultural e divulgação do potencial turístico de um concelho que assenta a sua ação em dois pilares fundamentais: cultura e ambiente”, refere o presidente da Câmara de Esposende, Benjamim Pereira.

Citado no comunicado, o autarca afirma ainda que Esposende é “uma comunidade que sabe preservar o seu passado e projetar o seu futuro”.

O roteiro conta também com uma exposição que se desenrola por temáticas patrimoniais, estando as igrejas e capelas, que são o principal edificado patrimonial, distribuídas na Sala dos Azulejos.

Esta rota pode ser “rapidamente visitada” de automóvel, com recurso a suportes como o mapa de visita ao Roteiro, editado também em forma virtual em português, inglês, francês e espanhol e ao qual pode aceder-se através de ‘QR-Code’.

O inventário que serviu de apoio a este roteiro reúne mais de 100 motivos de interesse, mas para o itinerário foram selecionados 34 espaços de visita, cada um identificado com sinalética adequada: uma placa legenda bilingue, onde constam os atributos e o valor das funções públicas e privadas de cada um, assinalando o valor do conjunto a que pertencem, cobrindo o território das 15 paróquias.

A entrada é gratuita, mas condicionada a visitantes individuais ou pequenos grupos familiares, e exige o uso de máscara social por causa da pandemia de covid-19.

Fonte: Lusa

Governo anuncia 1 ME para dragagem do porto de Esposende

Maio 23, 2021 em Ambiente, Atualidade, Concelho Por barcelosnahorabarcelosnahora

O ministro do Mar anunciou ontem estar garantida a dragagem do porto de Esposende ainda em 2021, um investimento de um milhão de euros ao qual se seguirão operações de manutenção em 2022 e 2023.

Presente na inauguração das obras de modernização da Doca de Pesca, Ricardo Serrão Santos referiu que as duas fases desta obra totalizaram 1,8 milhões de euros e que, entre 2018 e 2020, a Docapesca investiu na reabilitação, melhoria das condições de segurança e segurança alimentar no edifício da lota um total de 76 mil euros.

“Esposende merece este investimento por ser um município que é e que promove a sua maritimidade”, afirmou o governante.

Segundo Ricardo Serrão dos Santos, “justifica-se [o investimento] numa lota que tem tido um crescimento significativo no valor de pescado transacionado nos últimos três anos e confirmado pelos resultados do primeiro trimestre de 2021, que apresenta um crescimento de 103%, face ao período homólogo de 2020”.

Em 2018, a lota transacionou 50 toneladas de pescado, sendo que em 2020 foram 94 toneladas.

Na cerimónia, o autarca de Esposende, Benjamim Pereira, alertou para as condições da barra de Esposende.

“Urge promover ações no sentido da sustentabilidade da navegabilidade do estuário e da barra de Esposende, bem como promover as diligências necessárias para promover uma intervenção com caráter mais resiliente e mais duradouro”, assinalou.

A empreitada hoje inaugurada foi feita no âmbito do Mar 2020, correspondendo a um investimento superior a um 1,5 milhões de euros, com comparticipação de 500 mil euros pela autarquia de Esposende.

A obra traduziu-se na instalação de um guincho na rampa-varadouro e das plataformas flutuantes, beneficiação das pontes de acesso pedonal, instalação de uma plataforma para armazenamento exterior de aprestos de pesca e melhoria da iluminação pública, entre outros trabalhos.

Fonte: Lusa

1 2 3 5
Ir Para Cima