Tag archive

Esposende

Esposende vai abrir concurso público para Instituto de Ciência e Tecnologia Marinha

Abril 21, 2021 em Atualidade, Ciência, Concelho, Educação Por barcelosnahorabarcelosnahora

A câmara de Esposende vai abrir um concurso público para o projeto do Instituto Multidisciplinar de Ciência e Tecnologia Marinha, uma parceria com a Universidade do Minho, divulgou hoje a autarquia.

Em comunicado, refere que a nova valência, que vai ser instalada na Estação Radionaval de Apúlia, terá uma “forte vertente de investigação” e “acolherá projetos de educação e formação, tendo, ainda, uma estrutura de incubação de empresas”, ganhando “mais amplitude” relativamente ao projeto inicial, apresentado em 2015.

A decisão de avançar com o concurso público foi anunciada no final de uma reunião entre a autarquia e a Universidade do Minho, na qual ambas instituições estabeleceram também “avançar com uma base efetiva de colaboração, tendo em vista a instalação do Centro de Divulgação Científica de Atividades Marinhas”, que ficará sediado no Forte de S. João Baptista.

Em 2015, município de Esposende e a academia estabeleceram um protocolo que contemplava a instalação de duas unidades dedicadas à investigação e tecnologia marinhas, decidindo agora “a inclusão da componente de ensino” ao inicialmente protocolado.

Segundo o texto, a decisão da autarquia em avançar com a abertura de um concurso público responde à inclusão do Centro de Valorização de Tecnologia (CVTMar), baseado em Recursos Marinhos, no mapeamento de infraestruturas tecnológicas nacionais da Agência Nacional de Inovação (ANI) o que, refere o texto, “confere reconhecimento acrescido ao projeto”

A autarquia realça que aquele mapeamento “está intrinsecamente alinhado com o anúncio recente de investimento na investigação e economia do mar no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência”.

Fonte: Lusa

Esposende, Comissão de Defesa da Floresta aprova plano contra incêndios

Abril 15, 2021 em Ambiente, Atualidade, Concelho, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

A Comissão Municipal de Defesa da Floresta de Esposende aprovou o Plano Operacional Municipal (POM) para 2021, que pretende “agilizar procedimentos de atuação e mobilização de recursos”, visando proteger o território de incêndios rurais, anunciou hoje a autarquia.

Em comunicado enviado à Lusa, refere que o POM tem também por objetivo “clarificar o papel e a responsabilidade de cada interveniente” na proteção do território.

Com a aprovação daquele plano, a Comissão Municipal de Defesa da Floresta de Esposende está “apta a integrar o Sistema Nacional de Defesa da Floresta contra Incêndios (SNDFCI)”, acrescenta.

O POM tem como “objetivos principais a avaliação da vulnerabilidade do território e a prevenção de incêndios rurais, bem como a otimização dos meios e dispositivos operacionais de Defesa da Floresta Conta Incêndios (DFCI) existentes”.

O plano, explica, “traduz o esforço conjunto de várias entidades” e a sua execução “visa otimizar as ações de vigilância, primeira intervenção, combate, rescaldo e vigilância pós-incêndio, com vista a uma resposta rápida, eficaz e coordenada face a eventuais ocorrências”.

Deste modo, “pretende-se garantir a segurança de pessoas e bens, proteger o património natural existente”.

A autarquia apela aos proprietários, arrendatários, usufrutuários ou entidades que, a qualquer título, detenham terrenos confinantes com edificações, para procederem à limpeza de matos e vegetação numa faixa de 50 metros, lembrando que o prazo para o efeito termina a 15 de maio.

Fonte: Lusa

Foto:@karsten116|unsplash

A Comissão Política Distrital do PAN de Braga, questionou a Câmara Municipal de Esposende sobre construções nas dunas.

Março 3, 2021 em Ambiente, Atualidade, Concelho, Mundo, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

O pedido de esclarecimentos surge após várias denúncias de cidadãos que temem a destruição do património natural do concelho. 

Ao que a distrital apurou,  este será o segundo caso de construções nas dunas de Esposende, num curto espaço de tempo.

Neste sentido, a distrital do PAN questionou a autarquia relativamente ao número de construções que estão previstas para esta zona; se está prevista alguma revisão de PDM por forma a limitar estas construções e se foi solicitado algum Estudo de Impacte Ambiental relativo à obra em questão. 

“As dunas representam um património natural com alto valor ecológico e constituem um meio de proteção natural contra a força das marés, temporais e outros fenómenos climatéricos” afirma Rafael Pinto, porta-voz da distrital, acrescentando “Estamos curiosos por saber qual a posição da autarquia nesta matéria, assim como que diligências estão a ser consideradas como forma de preservação desta zona específica. Consideramos lamentável estas autorizações, e definitivamente  temos de mudar esta mentalidade de que a natureza é para destruir em nosso proveito.

Fonte: PAN

Centro de Vacinação instalado na Escola Secundária de Barcelos, inicia atividade a 26 de Fevereiro

Fevereiro 19, 2021 em Atualidade, Concelho, Mundo, Saúde Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, visitou o Centro de Vacinação de Barcelos instalado na Escola Secundária de Barcelos que já se encontra devidamente equipada e preparada para receber a nova fase de vacinação contra a COVID-19 e que iniciará a sua atividade no próximo dia 26 de fevereiro. 

@DR

Os esforços desenvolvidos pelo Município de Barcelos em parceria com o ACES Cávado III Barcelos/Esposende e a Escola Secundária de Barcelos no sentido de promover o combate à pandemia conhece, agora, um impulso muito significativo com o início da vacinação contra a Covid-19 para os cidadãos maiores de 80 anos ou com mais de 50 com patologias específicas. 
Acompanhado pelo Diretor do ACES Cávado III Barcelos / Esposende, Fernando Ferreira, e pelo Diretor da Escola Secundária de Barcelos, Jorge Saleiro, Miguel Costa Gomes referiu que este “é um momento muito importante para todos nós. Dispomos aqui de todas as condições e de capacidade instalada para vacinar todas as pessoas referenciadas pelas autoridades de saúde. Agora é preciso assegurar um fluxo de vacinas que permita que isso seja possível”. E acrescentou que o Município fez o que estava ao seu alcance para criar as “condições mínimas para permitir que o maior número de pessoas possa ser vacinado no mais curto espaço de tempo”. 


O apoio da autarquia concretizou-se, desde logo, com a montagem das estruturas e dos equipamentos e com a disponibilização de materiais diversos para adaptar as instalações da Escola Secundária para centro de vacinação, que será composto por uma equipa de vacinação de 22 profissionais de saúde. 
A infraestrutura possui uma área de receção, três cabinas de vacinação e uma área de recobro, onde os utentes irão aguardar 30 minutos após a administração da vacina, para avaliação do eventual surgimento de reações. 
O espaço irá funcionar de segunda a sexta-feira, das 08h00 às 20h00. 
Para Miguel Costa Gomes “este passo era fundamental para ajudar na resposta à vacinação contra a COVID-19 e a Escola Secundária de Barcelos foi escolhida pela excelência das suas instalações, pela centralidade e acessibilidade, cumprindo todas as regras de distanciamento social e de higiene”. 
“Este é mais um passo importante no processo de combate à prevenção de propagação da pandemia com efeitos que se esperam a curto prazo e permitam uma grande imunidade das pessoas e o regresso à normalidade” reforçou o Presidente da Câmara. 

Fonte|Foto: MB

PSD de Braga exige intervenção de António Costa no processo de vacinação

Fevereiro 5, 2021 em Atualidade, Concelho, Política, Saúde Por barcelosnahorabarcelosnahora

Presidente da Distrital de Braga do PSD, Dr. Paulo Cunha exige a intervenção de António Costa no processo de vacinação. Em nota enviada às redações Dr. Paulo Cunha afirma que, “Se o Presidente da Câmara Municipal de Esposende exigiu hoje, e bem, a exoneração do atual Diretor do ACES Cávado III, Fernando Ferreira, devido a um aproveitamento político inadmissível no processo de Vacinação da população de Esposende”, o presidente da Distrital de Braga do PSD, Paulo Cunha exige “ao Primeiro-Ministro o acompanhamento, e a intervenção em todo o processo de vacinação para que este decorra de forma séria, visando apenas o bem comum e não o favorecimento político”.

“A conferência de imprensa realizada, hoje, pela autarquia de Esposende deixou bem claro, para todos, o que realmente se passou com o processo de vacinação, o qual iria obrigar os idosos esposendenses a deslocações para Barcelos para a vacinação”, considera Paulo Cunha que afirma ser lamentável “ter de ser o Secretário de Estado, Dr. Eduardo Pinheiro a desmentir o Diretor do ACES Cávado III,  que afirmou que a vacinação dos esposendenses teria de ser em Barcelos quando, afinal, poderia ser feita em Esposende”.

Da mesma forma “temos de demonstrar o repúdio pelas constantes fugas de informação que fundamentam os correspondentes comunicados do PS local, num claro aproveitamento político duma situação de saúde dos cidadãos de Esposende”, assevera Paulo Cunha.

“Estamos a assistir a uma partidarização do processo de vacinação, com inimagináveis cedências a pressões políticas”. Assim sendo, “exige-se ao Primeiro-Ministro a sua intervenção e acompanhamento de todo o processo de vacinação, pois como Governante do país não poderá pactuar com casos como este de Esposende”, conclui, Paulo Cunha

Fonte: PSD Braga

Bloco defende criação de uma empresa pública de dragagens para desassorear barra de Esposende

Janeiro 9, 2021 em Atualidade, Concelho, Mundo, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda questionou o Governo sobre a necessidade urgente de desassoreamento da barra de Esposende, atendendo a que o assoreamento da barra de Esposende já provocou vários acidentes com embarcações que a tentavam atravessar. O partido defende que a resposta para este problema passa pela criação de uma empresa pública de dragagens.

No documento entregue na Assembleia da República, os deputados do Bloco de Esquerda eleitos pelo distrito de Braga, José Maria Cardoso e Alexandra Vieira, afirmam que “esta situação causa prejuízos avultados para os profissionais da pesca e as suas famílias, já que estes ficam impedidos de sair para o mar, vendo reduzidas suas possibilidades de pesca mesmo em dias em que existem condições climatéricas adequadas para a faina”.

Os deputados lembram que a Assembleia da República aprovou a Resolução n.º 143/2019, de 22 de agosto, que recomenda ao Governo, no seu n.º 2, que «mobilize os recursos financeiros necessários para proceder à execução das medidas necessárias para garantir a melhoria das condições da Barra de Esposende». “Passado mais de um ano da publicação deste diploma, não é conhecida qualquer intenção de o Governo disponibilizar verbas para resolver os problemas de navegabilidade da barra de Esposende”, lamentam

Os bloquistas referem que “é uma situação que persiste há décadas e decorre não só da inação dos sucessivos governos, incluindo o atual, mas também da intensa dinâmica sedimentar da costa portuguesa”.

Para os deputados, “é natural que sejam necessárias dragagens recorrentes e que salvaguardem os valores ambientais ali presentes, pelo que não se compreende, por isso, a concessão sistemática dos serviços de dragagens a privados que lucram milhões de euros com a necessidade frequente de dragagens no país e que poderão não ter as mesmas preocupações ambientais que o Estado deve ter”.

Assim, o Bloco quer o Ministério do Mar, liderado por Ricardo Serrão Santos, esclareça se vai garantir o cumprir o disposto no n.º 2 da Resolução da Assembleia da República n.º 143/2019; se já calendarizou uma data para o início dos trabalhos de desassoreamento da barra de Esposende; e se está disponível para criar uma empresa pública de dragagens para suprir de modo satisfatório e adequado estas necessidades.

Leia o documento entregue na Assembleia da República

Fonte|Foto: BE Braga

I Ori-Trail de Esposende coloriu matas de Vila Chã

Fevereiro 17, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Organização a cabo dos Amigos da Montanha e Município de Esposende

Realizou-se, no passado sábado, dia 8 de fevereiro, o I Ori-Trail de Esposende. A prova foi uma organização conjunta da Câmara Municipal de Esposende e dos Amigos da Montanha e contou com a presença de cerca de 150 atletas.



Nesta modalidade, os atletas recebem um mapa onde estão marcados os pontos de controlo. Os participantes estudam o mapa, procurando idealizar a forma de, nas 4 horas de tempo disponível, controlar o máximo de pontos.

A participação é por equipas, de 2 a 5 elementos, sendo possível agrupar pessoas do mesmo género ou mistas. A modalidade pode, ainda, ser disputada na vertente pedestre ou BTT e em Esposende estiveram as duas vertentes em competição.

Os pontos de controlo foram colocados nas matas envolventes da freguesia de Vila Chã, com partida e chegada a acontecerem no Castro de S. Lourenço.

De vários pontos do país, do norte ao sul, vieram as equipas que encheram de colorido aquelas matas, procurando fazer o máximo de pontos porque, para a classificação final, os pontos mais afastados têm uma valorização superior aos pontos mais próximos.

No final, a prova ficou marcada por um grande convívio entre os atletas, com a organização a brindar todos os participantes com uma T-shirt técnica, bifanas e bebidas.

No momento da cerimónia de entrega de prémios, António Amador, presidente da Federação Portuguesa de Orientação, salientou a organização dos Amigos da Montanha que, num espaço de três semanas, realizou três complexas provas de Orientação, referindo-se ao Ori-Trail Rogaine e às provas do Regional Norte e Liga Inter-Regional Galiza Norte de Portugal, que decorreram a 18 de janeiro, em Caminha.

Rui Losa, vereador do Desporto da Câmara Municipal de Esposende, salientou o colorido verificado na envolvente do Castro de S. Lourenço e agradeceu a parceria e a realização da prova, que chamou participantes de todo o país àquele município, bem como o trabalho efetuado em prol do desenvolvimento do desporto e da modalidade de Orientação em Esposende.

Na classificação, destaque para a equipa de Ori-Natura, de Viseu, composta por Carla Macedo e Daniela Silva, que venceram o escalão Seniores Femininos com 97 pontos. Em masculinos, venceu a equipa de Praças da Armada composta por Alexandre Cantanhede e Nuno Cruz, com 204 pontos.

Na vertente BTT, onde apenas havia equipas masculinas, venceu a equipa da Casa do Povo de Abrunheira, composta por Mário Marinheiro e Paulo Palhinha.

Fonte e fotos: AM.

Amigos da Montanha organizam Campeonatos de Ori-BTT em Vila Chã, Esposende

Outubro 23, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Vila Chã foi o local escolhido para a organização dos Campeonatos Nacionais de Orientação em BTT, evento que a Federação Portuguesa de Orientação atribuiu este ano aos Amigos da Montanha, que contaram com o apoio da Câmara Municipal de Esposende na organização do evento.



Aquela freguesia do concelho de Esposende está rodeada de densas matas, atravessadas por inúmeros caminhos e carreiros, que proporcionam excelentes provas de orientação em BTT. Vila Chã viveu, assim, um fim de semana diferente com muita gente a perguntar o que eram aqueles prismas alaranjados, colocadas em vários pontos da freguesia, questionando-se, ainda, a razão de os atletas não seguirem todos os mesmos percursos, aparecendo de qualquer lado e seguindo destinos diferentes. Participaram cerca de 130 atletas vindos de todo o país.

No sábado, disputou-se o Campeonato Nacional de Distância Longa. Os percursos propostos obrigavam os atletas a executar pernadas longas, alternadas com alguns pontos bastante próximos e mais técnicos, que obrigava os atletas a constantes mudanças de estratégia. Nesta especialidade, os mais rápidos foram Ana Filipa Silva, do Clube Português de Orientação e Corrida, de Lisboa, que completou o percurso em 1h43’33”; nos homens venceu Davide Machado, do Clube de Orientação do Minho, de Braga, que demorou 1h37’17”.

Domingo, foi reservado à disputa do Campeonato Nacional de Estafetas. Nesta vertente, muitas vezes considerada a festa das respetivas modalidades, os clubes organizam-se por forma a apresentarem os melhores conjuntos para disputar os lugares do pódio.

Os percursos iniciavam-se com pontos na zona urbana da freguesia, a que se seguiam alguns pontos em floresta, retornando novamente à zona urbana. A equipa vencedora, em seniores masculinos, foi o BTT Loulé/Elevis, que completou o percurso em 1h46’36’’.

Fonte e fotos: AM.

Barcelense Laurinda Brito expõe na Biblioteca Municipal de Barcelos

Julho 17, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Está patente ao público na Biblioteca Municipal de Barcelos a exposição da artista plástica barcelense Laurinda Brito, que decorrerá até dia 17 de agosto.



Maria Laurinda Correia de Brito nasceu em Barcelos, a 4 de abril de 1950, mas reside em Esposende. O gosto pela pintura e pelo desenho surgiu ainda frequentava a escola primária, sendo bastante elogiada e incentivada pela sua professora primaria e, posteriormente, pelos seus professores de desenho do ciclo preparatório e secundário.

No início da década de noventa, decide libertar a sua antiga vocação, tendo começado a frequentar alguns cursos relacionados com as artes decorativas, a decoração de interiores e a pintura a óleo sobre tela. Contudo, este não foi um percurso contínuo, dado que tinha de conciliar os cursos de pintura com a sua atividade docente e as funções de mãe. Por brincadeira, costumava dizer que “ia tirar o pó aos pinceis”.

Atualmente, é orientadora das aulas de iniciação à pintura do Instituto Autodidacta de Estudos Superiores do Minho (IAESM).

Em 1989, participou numa exposição de Artes Decorativas, organizada pela Casa do Professor de Braga, que teve lugar na Casa dos Crivos. Participou, igualmente, em diversas exposições promovidas pelo Centro de Apoio Pedagógico de Barcelos. Em outubro de 2000, expôs no Museu Municipal de Esposende, a convite da Câmara Municipal. Posteriormente, teve oportunidade de expor os seus trabalhos, a convite de Mário Borges, cujo ateliê frequentou, em Braga.

Imagem: AB.

CONFIA 2018, organizada pelo IPCA, leva o melhor da ilustração e animação a Esposende

Julho 12, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

A Escola Superior de Design do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave realiza, de 13 a 15 de julho, no Auditório Municipal de Esposende, a sexta edição da Conferência Internacional de Ilustração e Animação (CONFIA).



No total, estão inscritos mais de 100 participantes, que irão apresentar 64 trabalhos, o que faz da CONFIA uma das maiores conferências mundiais dedicada a esta área e reconhecida pela qualidade.

Investigadores, professores, profissionais e estudantes vão juntar-se para debater o espaço multidisciplinar que envolve o desenho e a imagem animada, passando por temas relacionados com a construção da narrativa, a escrita criativa e o Storytelling interativo.

Entre os oradores convidados, destaque para Desdemona McCannon e Hannes Rall. Vão marcar, também, presença Max Hattler, Pedro Serrazina e Robert Seidel.

Além de ilustradora e escritora, Desdemona McCannon é a editora principal do “Journal of Illustration“, integra no comité da direção da Illustration Research Network e é professora sénior na Escola de Artes de Manchester.

Hannes Rall é professor associado na Escola de Arte, Design e Media da Nanyang Technological University Singapore e coordenador da área de Animação Digital. É também um diretor de sucesso de curtas-metragens animados independentes.

Paula Tavares, diretora da Escola Superior de Design e Presidente da CONFIA, enaltece o trabalho envolvido por detrás da organização da conferência: “Tenho um agradecimento especial a toda a equipa fantástica que trabalhou na organização deste evento, à Câmara Municipal de Esposende por todo o apoio, assim como à excelente Comissão Científica que teve a árdua tarefa de selecionar os artigos”

Esta sexta edição da CONFIA, com sessão de abertura agendada para as 10h00 de amanhã, tem assegurada a presença de mais de uma centena de inscritos provenientes de cerca de uma dezena de países. A conferência irá contar com reflexões em torno de três grandes tópicos: Desenho/Ilustração, Animação e Teoria da Arte Aplicada à Ilustração e Animação.

Imagem: IPCA.

 

Ir Para Cima