Tag archive

Fernando Pinheiro

“Os Pioneiros” da Ucha enchem Salão Paroquial da sua freguesia com a peça “Tire dali a menina”

Junho 5, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

No passado sábado, dia 2 de junho, o Grupo de Teatro Amador “Os Pioneiros” da Ucha estreou a sua peça de teatro “Tire dali a menina”. O local escolhido para o fazer foi, precisamente, a sua freguesia, a Ucha, mais propriamente no Salão Paroquial.

A poucos minutos do início do espetáculo já o Salão estava esgotado, com os 170 lugares sentados preenchidos e com mais de 60 pessoas em pé ou sentadas no chão.

A peça “Tire dali a menina” é uma comédia que reporta à década de 70. Os holofotes ligaram-se e começou a ser contada a história de um pai que tem duas filhas ‘casadoiras’. Uma delas fala pelo nariz e está vestida como se fosse à primeira comunhão; outra é atrevida, estuda em Coimbra e está de visita a casa. Tudo se passa em Lisboa e Monsanto.

Foram sete as personagens que passaram no palco: às filhas e ao pai juntaram-se um pretendente, que chega com o seu padrinho mas não consegue dizer o “r”; um criado, que não está muito habituado a bons modos; e um pintor espanhol, que pinta batalhas e apaixona-se muito facilmente.

“Foram menos de três meses de ensaios e preparações que exigiram muito de cada um de nós, mas que nos orgulhamos de levar a cena”, explica Filipe Gomes, o presidente e encenador do Grupo de Teatro Amador “Os Pioneiros” da Ucha.

Sentado no público estava, também, Fernando Pinheiro, escritor, ator e diretor artístico, que aplaudiu o trabalho feito em palco. “A caracterização das personagens está muito boa. A comunicação verbal e a dinâmica criada em palco está muito bem trabalhada”, comentou Fernando Pinheiro, conterrâneo do grupo da Ucha.

“Tire dali a menina” sobe de novo a palco no próximo dia 29 de junho, desta vez na freguesia de Pereira, Barcelos.

Fonte e fotos: GTAPU.

 

Peça de Teatro “As Artimanhas de Scapin” no Teatro Gil Vicente

Fevereiro 27, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Nos dias 2 e 3 de março, pelas 21h30, a Nova Comédia Bracarense – Companhia de Teatro Amador de Braga, leva a cena, no Teatro Gil Vicente, a sua peça “As Artimanhas de Scapin”, que é uma comédia de Molière.



O encenador, Fernando Pinheiro, revela-nos um pouco da peça:

«Num momento em que a cena vem sendo tomada por projetos que procuram apenas o riso pelo riso, em exercício de grande solidão estética, e em que muitas companhias são tentadas a representar peças de fundo literário, já para não falar de um pseudo-teatro insipiente, carecido de forma e conteúdo, convém regressar àqueles clássicos que constituem uma fonte inesgotável de ensinamentos. É o caso de Molière, cuja lição precisa de ser recuperada. Sem dúvida que foi considerado o maior comediógrafo da história do teatro; mas para chegar a essa excelência, foi um assíduo frequentador de teatros de Paris, aprendeu com grandes mestres, particularmente com Scaramouche e os cómicos italianos, estudou em profundidade a sociedade do seu tempo, adquiriu a difícil técnica do ator rigoroso e versátil, escreveu peças de fundo social e desempenhou os papéis das suas personagens principais. Ele soube como nenhum outro descobrir a missão histórica, social e cultural do teatro; a qual, para atuar sobre a consciência do público, tinha de ser necessariamente estruturada em linhas claras, em juízos pertinentes e em diálogos e movimentos leves e graciosos.

Depois de toda essa aprendizagem, Molière usou a comédia para atacar impiedosamente os males que minavam a sociedade em que viveu, expondo nas tábuas do palco toda uma imensa galeria de libertinos, hipócritas, maníacos, ignorantes, devassos, avarentos… Contrariamente, celebrou em cena a liberdade amorosa dos jovens amantes, a dignidade sentimental da mulher, a inesgotável capacidade sobrevivente dos simples. Em “Artimanhas de Scapin”, para lá do seu impagável histrionismo, Molière “explica” como a avareza da velha burguesia parisiense pode concorrer para a infelicidade dos jovens, e como o estado da justiça é um empecilho para o desenvolvimento da França do séc. XVII. E dourou tudo isso com um cómico de situação só ao alcance daqueles a quem as musas da poesia concedem as suas liras de sonho e encantamento. Não sem razão ficou para a história a sua máxima de que «o dever da comédia é corrigir os homens divertindo-os».

Esta peça de teatro não está ao abrigo do Cartão Quadrilátero. Para mais informações, pode utilizar o e-mail tgv@cm-barcelos.pt e/ou o telf. 253809694

Fonte: AB.

Imagem: NCB.

Teatro de Balugas atribui prémio “Palco de Terra” a Fernando Pinheiro

Dezembro 1, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo dia 3 de dezembro, domingo, pelas 16h00, no auditório da Junta de Freguesia de Balugães, o Teatro de Balugas entrega a Fernando Pinheiro o prémio anual “Palco de Terra”.



O Teatro de Balugas, através da organização do ciclo de teatro “Palco de Terra”, tem como objetivo a promoção e a divulgação de projetos teatrais. Nesse sentido, decidiu instituir o prémio anual “Palco de Terra” para “reconhecer e agradecer o trabalho e o esforço de pessoas ou instituições no âmbito do teatro realizado no meio rural e da criação artística sobre o Minho”, refere o dito Teatro em nota enviada a este jornal.

Nesta primeira edição, a distinção foi atribuída ao ator, encenador e dramaturgo Fernando Pinheiro, pelo trabalho desenvolvido ao longo de 50 anos de teatro no Minho.

A cerimónia terá, também, a participação especial da Nova Comédia Bracarense, com o espetáculo de teatro “O Aniversário do Casamento”, a partir do livro Ópera-Bufa, de Fernando Pinheiro.

Fonte: TB.

Fotografia: João Brites/Cartaz: André Sobreiro.

Câmara de Barcelos promove “Dia Mundial do Livro” em família

Abril 21, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação port barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo domingo, dia 23 de abril, “Dia Mundial do Livro”, a Biblioteca Municipal de Barcelos (BMB) vai abrir as suas portas, das 14h00 às 18h00, para todos aqueles que a quiserem visitar e participar nas suas atividades.

Ateliês “Ciência do UAU!”, pelo Laboratório da Li, “O Soldado João”, pela equipa da BMB, uma tertúlia com os escritores barcelenses Domingos da Calçada, Fernando Pinheiro e Rui Sousa Basto, são algumas das atividades que a Biblioteca Municipal vai desenvolver para que toda a família possa “viajar” através dos livros.

Além das salas de leitura e do empréstimo domiciliário estarem a funcionar, vai desenvolver-se um programa para os mais pequenos e famílias.

Assim, às 15h00, realizar-se-ão os ateliês “Ciência do UAU!”, pelo Laboratório da Li, para crianças dos 7 aos 12 anos, e “O Soldado João”, pela equipa da BMB, para crianças dos 3 aos 6 anos

Entretanto, hoje, pelas 14h30, realizou-se uma tertúlia com os escritores barcelenses Domingos da Calçada, Fernando Pinheiro e Rui Sousa Basto, para os formandos da ACIB, em Arcozelo.




O “Dia Mundial do Livro” é comemorado, desde 1996 e, por decisão da UNESCO, a 23 de abril, dia de S. Jorge. Esta data foi escolhida para honrar a velha tradição catalã segundo a qual, neste dia, os cavaleiros oferecem às suas damas uma rosa vermelha de São Jorge (Saint Jordi) e recebem, em troca, um livro. Em simultâneo, é prestada homenagem à obra de grandes escritores, como Shakespeare e Cervantes, desaparecidos nesta data, em 1616, proliferando neste dia atividades de animação da leitura a nível nacional e internacional.

dia-livro

A participação é gratuita e as inscrições para os ateliês poderão ser efetuadas através do telefone 253 809 641 ou email: bibliotecaanimacao@cm-barcelos.pt.

Fonte: Município de Barcelos.

“A Lenda da Senhora que Passou” no Teatro Gil Vicente

Abril 2, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo dia 07 de abril, pelas 21h30, no Teatro Gil Vicente, é levada a cena a peça “A Lenda da Senhora que Passou”.

Esta peça é uma interpretação popular da origem do nome do Rio Homem, principal afluente do Cávado, recolhida por Gentil Marques e passada para teatro por Fernando Pinheiro.

Conta com a participação da Oficina do Teatro, do Clube de Leitores e da Tuna da Barcelos Sénior.

Fonte e imagem: Agenda Cultural da CM de Barcelos.

Ir Para Cima