Tag archive

Festival Norte Dança

Dueto da Academia Rosália Ferreira representa Portugal no All Dance World, em Orlando (EUA)

Julho 4, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

A direção do All Dance World contactou a Academia Rosália Ferreira no sentido de informar os seus responsáveis de que uma coreografia apresentada por esta academia barcelense no Festival Norte Dança 2018 tinha sido apurada para representar Portugal na sua competição que acontecerá em Orlando (Flórida), nos Estados Unidos da América (EUA), entre 21 e 25 de novembro deste ano.



A coreografia em questão trata-se de um dueto constituído por Beatriz Silva e Bruna Maia, que competiu para o prémio de “Duetos Estilo Livre” com “Rule the World”, tendo arrecadado o 2º lugar, sendo que não foi atribuído o 1º. Tudo isto aconteceu na 20ª edição do Festival Norte Dança, que decorreu na EXPONOR (Matosinhos), entre 13 e 15 de abril últimos.

All Dance World Orlando 2018 é um evento organizado pela All Dance International (ADI), que se realizará na cidade da Flórida entre 21 e 25 de novembro deste ano. Esta é uma competição que premeia todas as formas de dança e o campeão mundial da ADI do ano. O seu “quartel-general” será o prestigiado Hotel Hilton Orlando Resort. Entre as formas de dança avaliadas estarão o ballet (reportório ou fragmento e criação inédita), o neoclássico, lyrical, dança contemporânea, jazz, teatro musical, tap dance, danças espanholas, danças étnicas, danças latinas, danças árabes, show e hip hop.



Já a Academia Rosália Ferreira – Núcleo Artístico e Cultural de Barcelos tem desenvolvido o seu trabalho como associação desde junho de 2016, baseando-se no trabalho desenvolvido nos últimos 12 anos pela, então, Academia de Dança Rosália Ferreira Unip., Lda, agora extinta.

Rosália Ferreira, diretora técnica e artística da Academia, referiu ao Barcelos na Hora que “foi uma grande surpresa, uma vez que sabíamos que seríamos automaticamente apurados para o All Dance Portugal do próximo mês de outubro, em Gondomar, no Porto, que se trata das eliminatórias para o All Dance World 2019, mas não sabíamos, de todo, da possibilidade de estarmos apurados já este ano para a grande final de 2018”.

Como seria de esperar, neste momento, são várias as sensações e sentimentos que estarão a sentir.  “Estamos imensamente orgulhosos deste resultado e é, sem dúvida, um mix de emoções, entre euforia, orgulho, felicidade, mas também de receio”, salientou. E receio porquê? “Realmente, é sem dúvida um imenso orgulho para nós podermos levar as cores do nosso país e da nossa cidade além-fronteiras, mas também existe uma realidade que, infelizmente, nos assusta, que são os custos”, ressalvou Rosália Ferreira.

Efetivamente, a questão financeira será sempre um aspeto muitíssimo importante a ter em conta pela Academia Rosália Ferreira. Afinal, terão que orçamentar viagens, estadias e demais custos. “Estando, de momento, ainda a fazer o levantamento real dos fundos necessários para este projeto, temos uma noção real do elevado custo que este possa ter e, infelizmente, também a noção real de que a nossa associação, por não usufruir, de momento, de qualquer tipo de apoio, seja por parte do Município ou de qualquer outra entidade pública ou privada, não tem a possibilidade de assegurar os custos para a realização deste sonho”, lamentou esta responsável.

Mas como se tem assistido, a dança em Barcelos tem “dado cartas” e isso deve-se, imenso, aos responsáveis das escolas/academias/estúdios/associações onde esta forma de expressão cultural de exprime e aprende, assim como aos bailarinos, atletas e suas famílias. Todos, em conjunto, têm mostrado uma enorme resiliência, paixão pela dança e recusa em “baixar os braços”. Rosália Ferreira e a sua Academia não são exceção. “Contudo, não vamos ‘baixar os braços’ e tentaremos angariar apoios, patrocinadores e todo o tipo de ajuda para podermos, orgulhosamente, representar o nosso País, a nossa cidade e a nossa Academia nesta grande competição internacional, direi até, intercontinental, que é o All Dance World Orlando 2018”, afirmou convicta.

Fotos: ARF.

 

ARCA Dance Studio, Academia Rosália Ferreira e Flash Li Dance colocam Barcelos em destaque no Festival Norte Dança 2018

Abril 19, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Durante o último fim de semana, a EXPONOR recebeu o Festival Norte Dança 2018, uma competição que juntou bailarinos portugueses, espanhóis e brasileiros, entre eles, elementos da ARCA Dance Studio, da Academia Rosália Ferreira e da Flash Li Dance, esta última com polos em Barcelos e Viana do Castelo.



O Festival Norte Dança assinalou, este ano, a 20ª edição. Nesta edição, o painel de jurados era composto por Benvindo Fonseca, Nélson Stein, Eva Azevedo, Pedro Augusto, entre outros nomes sonantes do mundo da dança.

ARCA DANCE STUDIO arrecada seis prémios e o prémio Gala Produção

Domingo, dia 15 de abril, o Dance Studio da Associação Recreativa e Cultural de Arcozelo apresentou dez coreografias de diferentes estilos. Dessas, quatro alcançaram o pódio. Conseguiram o 2º lugar, “Cats Thieves”, na categoria Jazz, nível intermédio; “Les Miserables”, também em Jazz mas nível avançado; e “I hate football! I love dance!”, na categoria de Hip Hop, nível avançado. Já a coreografia “Feeling Brasil”, no estilo livre, nível avançado, arrecadou o 3º lugar.

Para além destes lugares de pódio, arrecadou, ainda, dois prémios especiais: o 3º lugar global de Jazz, com a coreografia “Les Miserables” e o prémio Gala Produção, entregue apenas a uma das escolas a concurso, com a coreografia “Rio”.

Para Daniel Costa, diretor artístico da ARCA Dance Studio, o prémio Gala Produção tem um sabor especial. “Este foi o prémio que nos encheu o coração, porque é talvez das minhas mais fabulosas coreografias, que junta em palco 40 bailarinos numa fusão de estilos. A coreografia na qual depositei parte das minhas energias e que resultou numa brilhante atuação! A Gala Produção é o prémio de um só vencedor, um prémio especial para uma coreografia a apresentar na Gala. Fazê-lo num tão curto espaço de tempo e vê-la dançada tão bem por todos deixou-me de queixo caído”, referiu.

Daniel Costa congratulou, ainda, “as escolas barcelenses que também estiveram no concurso, tais como a Flash Li Dance e a Academia Rosália Ferreira, pelo trabalho mostrado e premiações alcançadas”.



Academia Rosália Ferreira com um 2º lugar

Também de Barcelos, a Academia Rosália Ferreira marcou presença nesta grande competição, com duas coreografias, sendo que uma delas foi premiada com o 2º lugar.

Falamos da coreografia “Rule the World”, com a performance das alunas Beatriz Silva e Bruna Maia, em estilo livre, escalão intermédio, no qual não foi atribuído o 1º lugar.

A segunda coreografia, “Maladie d’Amour”, pela aluna Joana Santos, conseguiu um muito bom 4º lugar, em estilo livre, escalão intermédio.

Rosália Ferreira fez “um balanço bastante positivo e estamos muito satisfeitos com as prestações das nossas alunas. Gostaria de salientar que nesta competição, além da nossa Academia, estiveram presentes mais duas academias de Barcelos, igualmente premiadas nos seus respetivos estilos e escalões e que isso demonstra a evolução que a nossa cidade tem tido, nos últimos anos, na área da Dança”, salientou esta responsável. No entanto, “por outro lado, aproveito para reforçar a importância que os apoios podem ter para podermos desenvolver o nosso trabalho, proporcionando o melhor aos nossos alunos, o que infelizmente nem sempre é fácil, uma vez que esses apoios, até à data, continuam inexistentes”, referiu.

Flash Li Dance igualmente com resultados muito bons

Por fim, mas não por último, a escola Flash Li Dance também se fez representar nesta grande competição de Dança. Com polos em Barcelos e em Viana do Castelo, participou com 14 dos seus alunos, levando a concurso apenas uma coreografia de grupo e cinco solos.

No entanto, os resultados não deixaram de ser notáveis. Um 2º lugar em Solo de Jazz, nível pequenos bailarinos, com “Boom, Boom…Shake The Room!”, pela solista Lara Ferreira e um 3º lugar em Grupo de Hip Hop Intermédio, com “Gangster Gang”, sendo que não houve nem 1º, nem 2º classificado.

Como premiações extra, de referir que esta última coreografia obteve a pontuação mais alta entre todas as coreografias de Hip Hop, Nível Intermédio, entre solos, duos, trios e grupos. “A Máscara” também esteve em destaque, obtendo a 3ª melhor pontuação, também em Hip Hip, no mesmo nível e entre todas as tipologias. Finalmente, a já referida “Boom, Boom…Shake The Room!” obteve, igualmente, 3ª melhor pontuação entre todas as coreografias de Jazz, Nível Pequenos Bailarinos, entre solos, duos, trios e grupos.

Liliana Vilas Boas, responsável desta escola, referiu, através da página da Flash Li Dance no Facebook, que “apesar dos excelentes resultados obtidos, o mais importante, e isto é dito várias vezes aos alunos, é sempre o desempenho em cima do palco. E nesse sentido, a participação neste concurso deixou-me bastante satisfeita, pelo progresso que foi visível em todos os alunos concorrentes! Progresso este, que tem sido uma constante e resultado, para além do meu, do excelente trabalho, a nível da técnica de Jazz, desenvolvido pela Bruna Vilas Boas”, salientou.

Terminou, abordando o Dance World Cup de Barcelona, deste ano. “Contudo, o caminho a percorrer ainda é longo. Próximo desafio serão as finais mundiais do Dance World Cup em Barcelona, que serão as finais com mais concorrentes de sempre. Iremos dar o nosso melhor, tendo sempre presente que a maior vitória ocorre no progresso, evolução e aprendizagem dos alunos”.

Fotos: ARCA Dance Studio/ Academia Rosália Ferreira/ Flash Li Dance.

Imagem: FND.

Ir Para Cima