Tag archive

Futebol

Juntos contra a pandemia

Março 15, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, leitores do BnH!

Espero que se encontrem bem.  Aliás, desejo que se encontrem todos saudáveis, estáveis e livres de qualquer epidemia ou vírus.

Vamos, agora, descomprimir, falando da nossa paixão pelo futebol e pelo nosso clube.



O que eu previ na última crónica acabou, infelizmente, por acontecer. Tinha previsto que o FCP iria ter um jogo muito complicado, contra uma boa equipa, bem organizada e bem fechada como foi o caso dos vila-condenses.

O sistema de 3 centrais e 5 defesas do Rio Ave retirou profundidade e espaços no último terço ao FCP e, quando assim é, temos muita dificuldade.  Ainda marcámos primeiro, e cedo, por Mbemba, o que poderia tranquilizar a equipa.  O curioso, e um facto preocupante, é que os golos do FCP, nos últimos jogos, têm sido marcados por defesas! Espero bem que os nossos atacantes comecem a faturar porque precisamos…e muito! Voltando ao último jogo, o golo do empate gelou o Dragão, mas ainda havia muito tempo para voltar à vantagem. Mas o que é certo, é que o tempo ia passando e o golo tardava em aparecer, mas eis que apareceu. 

Foi uma grande festa e um grande suspiro de alívio!  Mas, do nada, surge o génio de Vasco Santos (VAR), que alerta para uma posição irregular de 3 cm! Confesso que não queria acreditar que o golo não tinha sido validado por causa de um tamanho de uma formiga! É inacreditável!…Até poderia ser anulado contra o SLB, etc., que eu tinha a mesma opinião…É vergonhoso e espero que não tenha influência nas contas do campeonato.  Minutos antes, Marega foi ceifado dentro da área e o mesmo Vasco Santos, que mesmo com tanta tecnologia e monitores, não conseguiu ver a falta! Custa assim tanto marcar um penalty a favor do FCP?? O SLB, nos últimos 2 jogos, teve 4 a seu favor! A perda de 2 pontos foi por nossa culpa e incapacidade, mas temos, claramente, queixas do trabalho da equipa de arbitragem e VAR!

Tivemos, também, falta de soluções e acusámos as ausências de Zé Luís e Luis Díaz, que muito jeito davam para desbloquear este jogo!

Mesmo continuando na liderança, foi um empate com sabor a derrota. Se vencêssemos, ficávamos a 3 pontos (+1) do rival, que empatou, mais vez, e ficávamos, claramente, mais tranquilos. Mas os números são o que são!

Mas agora o futebol passa para segundo plano. A prioridade agora é a nossa vida, a saúde pública e a nossa união contra esta pandemia. O futebol pode esperar.  Não consigo prever que futuro terá o campeonato, até porque, com uma paragem tão longa e sem treinos, qual será a condição física e mental de todos os atletas?! Começo, até, a duvidar que haja o Europeu 2020!

Forte abraço a todos, cumpram as medidas do OMS e DGS para o bem da Humanidade.

Vamos confiar na nossa fé e nos excelentes, e inexcedíveis, profissionais de saúde que temos. Desde já, para eles, o nosso muito obrigado.

Voltamos a falar de futebol depois da tempestade. Força para todos!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Por favor, cumpram as regras 🙏!

Março 15, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Lucy Santos

Olá a todos os leitores do BnH!

Faltam-nos poucos pontos para a manutenção. No entanto, ainda está tudo em aberto.



No domingo, Dia da Mulher, recebemos o Santa Clara. Neste jogo, e perante decisões da Liga e devido ao Coronavírus, não houve troca de abraços, nem cumprimentos físicos dos nossos jogadores para os de Santa Clara.

Falando do jogo, conquistámos 1 pontinho. Aos poucos, vamos amealhando pontos, mas neste jogo poderíamos ter trazido os 3 pontos, porque fomos a equipa que jogou e lutou para ganhar!

O Gil começou, desde cedo, o ataque à baliza do Santa Clara, sendo o primeiro remate aos 6 minutos. Jogo pouco interessante para a primeira parte. Ainda decorria o intervalo e à entrada da equipa de arbitragem e das duas equipas, o VAR avariou! A segunda parte iniciou tardiamente, mas com um Gil forte e determinado a vencer. A equipa de Barcelos abria o marcador aos 49 minutos, numa jogada de contra-ataque, Kraev aproveitou, rematou e fez o golo. Após estar a perder, o Santa Clara reagiu e de tanto rondar a baliza de Denis, acabou por fazer o golo do empate aos 74 minutos, na sequência de bola parada. Depois disso, foi ver as duas equipas a lutarem para tentar chegar à vantagem. Mas não conseguiram. O Gil Vicente terminou empatado a uma bola. O justo seria termos ganho porque jogámos para isso.

Sandro Lima foi o escolhido, pelos treinadores da Liga NOS, para melhor avançado do mês de fevereiro! Ao jogador, os meus parabéns!

Futebol à parte e a saúde de todos em primeiro lugar! Devido à pandemia que estamos a “viver”, tinham decidido que todos os jogos seriam à porta fechada, mas devido ao agravamento, todos os jogos foram cancelados até tempo indeterminado.

A todos, peço que, juntos, abracemos este momento e não saiam de casa. Só mesmo para o essencial, lavem as mãos várias vezes ao dia, evitem aglomerados de gente, protejam-se, a vocês e aos vossos. Evitem o contacto hoje para podermos abraçar amanhã! Quanto mais cedo começarmos a agir, mais cedo se volta à normalidade (esperemos).

Por favor, cumpram as regras 🙏!

Por: Lucy Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade da autora)

Prevenção acima de tudo!

Março 15, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Ricardo Moreira

Bem-haja, caros leitores do BnH!

Ai está, a estreia oficial do nosso quarto técnico desta temporada. Rúben Amorim entrou com o pé direito, mas num cenário favorável: defrontámos o último classificado do campeonato, praticamente já despromovido, e a equipa do Aves ficou reduzida a 9 jogadores, desde muito cedo no jogo (a partir do minuto 20), apesar de por expulsões inquestionáveis. Nem assim foi fácil este triunfo em Alvalade: o golo inicial só surgiu após mais de uma hora de jogo e o segundo nasceu de um penálti, convertido por Vietto aos 66′.



Vencemos justamente, mas, mesmo assim, continua a notar-se muita falta de talento nesta equipa. Será que Rúben Amorim, que custou 10 milhões (para mim não teve sentido algum pagar, nesta altura, este valor por um treinador), conseguirá modificar e melhorar assim tanto um plantel, que, por si só, tem tanta falta de talento e qualidade? Tem mesmo muito trabalho pela frente e, inevitavelmente, é inequívoco que, com este plantel, terá que ter vários reforços de qualidade na próxima época, para que os resultados sejam outros! Também não ajuda os assobios bem audíveis, vaias insistentes aos jogadores, cruzadas com gritos como “joguem à bola”! Quando será que alguns adeptos perceberão que um ambiente tão hostil, só perturba e desconcentra a equipa?

Até havia o aliciante da estreia de Rúben Amorim, mas defrontar o último da classificação, quando já não temos objetivos nesta época desportiva, em boa verdade, é um fraco incentivo para atrair gente ao estádio. Mesmo assim, eram apenas por volta de 26 mil espectadores, numa tarde de domingo, Dia da Mulher!

A reação de Ristovski à substituição também não ajuda em nada, sendo que nunca é bom sinal ter de recorrer, logo na sua estreia, em voz alta, que: “é o treinador que manda”! E milhares de adeptos voltaram a insistir querer “Varandas Out”! Um contexto bem mais desafiante do que aquele que Rúben Amorim encontrou em Braga! A ver vamos o que o futuro nos reserva!

Por agora, fica tudo “Blackout” com a devida suspensão da Liga, por tempo indeterminado, devido ao vírus Covid 19! Pelo menos, prevaleceu o bom senso: a responsabilidade social deve imperar sobre os patrocínios milionários. Com a Saúde não se brinca. E no Desporto ainda menos. Acima de tudo, e de qualquer contexto, as Vidas Humanas!

Desporto é Vida! Viva o Desporto com Respeito e Fair-Play!

Por: Ricardo Moreira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Alto…e pára a Liga!

Março 15, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Hugo Pinto

Esta semana não haverá jogos da Liga. Devido ao risco de contágio por Covid-19, também chamado de Coronavírus, o país está quase todo em stand-by. Os serviços estão reduzidos ao mínimo, o atendimento ao público encerrado ou residual, a Primeira Liga de futebol profissional, suspensa.



Se já vai ser complicado ter de andar com a vida suspensa e, em muitos casos, em isolamento, sem a nossa “bola” no fim de semana, o tédio vai ser ainda maior! Mas tem que ser. Tem…que…ser!

Caríssimos amigos, a única forma de parar este vírus é impedi-lo de se propagar. Impedi-lo de continuar a infetar hospedeiros (humanos). Como já foi sobejamente referido em noticiários, a taxa de mortalidade é baixa, incidindo sobretudo em pessoas cujo sistema imunitário esteja enfraquecido, como sejam idosos, doentes crónicos ou outros. Não quer dizer que não contagie os demais. Apenas quer dizer que a probabilidade de morte no caso destes últimos é menor.

Então quer dizer que podemos andar “por aí” à vontade? NÃO! NÃO, de todo!

O verdadeiro caos instalar-se-ia se o número de infetados atingisse um número tal que causasse o colapso do nosso (já frágil) Sistema de Saúde. Que, dessa forma, deixaria de poder dar resposta aos casos mais graves e teria tragicamente de, como já acontece em Itália, começar a selecionar que doentes teriam direito a respiração assistida (aqueles em que a probabilidade de cura seja maior), condenando outros, normalmente os mais idosos ou enfraquecidos, a uma morte quase certa.

Temos, sobretudo, de ser inteligentes. E diligentes. Porque quanto mais proativos formos, mais depressa este problema se resolve. E aproveito para deixar aqui três ou quatro sugestões que farão a diferença:

1) Fique em casa o mais possível. Da mesma forma, evite receber visitas. Só o isolamento social garante a não propagação dos vírus.

2) Lave bem as mãos, com água e sabão, esfregando bem entre os dedos, sulcos das unhas e a zona dos pulsos. Este ato é muito mais eficaz do que aplicar apenas soluções desinfetantes.

3) As máscaras são, em certa medida, uma falsa segurança. Se forem mal aplicadas, não impedem o contágio.  É muito mais seguro manter as mãos limpas e não tocar na boca, nariz e olhos.

4) Em caso de dúvidas contacte a linha Saúde24 – 808 24 24 24. Evite, na medida do possível, hospitais e centros de saúde, a não ser que seja encaminhado por profissionais de saúde.

Assim, resta-nos aguardar que tudo corra pelo melhor e, com o regresso à normalidade, sejam retomados os desafios desportivos desta nossa paixão.

E viva o Benfica.

E pluribus unum

Por: Hugo Pinto*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Para prevenção do Coronavírus, jogos estão suspensos

Março 12, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Gonçalo Santos

Olá amigos,

Antes de mais, venho, desta forma, informar todos os leitores que todos os jogos dos campeonatos do Popular estão suspensos por tempo indeterminado, conforme se pode atestar pelo Comunicado da AFPB, através do seu site oficial: http://www.afpbarcelos.pt/n/covid-19 (basta clicar para aceder automaticamente).



No que ao futebol diz respeito, mais uma jornada disputada do Campeonato Popular de Barcelos. Os três primeiros classificados não vacilaram e venceram os respetivos encontros.

O Remelhe, que é o líder da classificação venceu por 3-1, em casa, e manteve o primeiro posto; o mais próximo perseguidor, o Leões da Serra, venceu, pela margem mínima, num jogo difícil, o Oliveira e manteve o segundo lugar. Mas o maior destaque da jornada foi a goleada “das antigas” do Carapeços sobre o Fonte Coberta, por 9-0!

O Leocadenses aproveitou a derrota do Oliveira para cimentar o quarto lugar, ao vencer, “à tangente”, o Milhazes, que também está a realizar um bom campeonato. O Carvalhal aproveitou para fugir a um dos concorrentes diretos na luta pela manutenção e venceu o Aborim. Tal como o Aborim, o Lijó e o Fragoso são as equipas nas posições mais delicadas, uma vez que estão em lugares de despromoção.

O Sequeade, o Negreiros e o Paradela, que também estão no lote que luta para fugir aos lugares de despromoção, não foram além de um empate, sendo que o Sequeade e o Negreiros jogaram entre si e o Paradela empatou a 4 com o Pereira.

Na segunda divisão, vou começar pelo jogo que presenciei, e para o qual fui formalmente convidado pela equipa do Silveiros, tanto eu, como toda a equipa da Rádio Barcelos, e no qual fomos tremendamente bem-recebidos por uma direção humilde, de gente bem-educada, que sabe bem-receber e respeitar o trabalho dos órgãos de comunicação barcelenses, na qual eu agradeço a forma calorosa como fomos recebidos.

Quanto ao jogo em questão, o resultado foi favorável à equipa forasteira, o Cristelo, que venceu, e convenceu, por 0-3. O resultado não engana, a equipa do Cristelo entrou com tudo e encostou o Silveiros às cordas até conseguir o 0-2, ao rondar os 20 minutos, e o resultado foi, assim, para intervalo. No segundo tempo, o Silveiros tentou reagir e teve uma grande ocasião para reduzir, mas a ansiedade e precipitação levaram à perca de uma boa oportunidade de superioridade numérica dentro da área. Alguns minutos volvidos, o Cristelo faz o 0-3 e sentencia o jogo, e depois foi apenas cumprir o tempo regulamentar até ao términus do jogo. Uma palavra para a equipa de arbitragem, chefiada por Rui Lopes que passou despercebida no jogo e é isso que se pede a uma equipa de arbitragem: nota positiva!

Tal como na primeira divisão, os primeiros três da tabela classificativa venceram os respetivos jogos, estando no primeiro posto o S. Martinho e perseguido pelo Águas Santas e Campo, fechando, assim o pódio e os lugares de promoção à primeira Divisão.

Mas a grande vivacidade da segunda divisão está nas candidaturas à subida, uma vez que existem imensos candidatos apenas para três vagas e sendo que uma já está quase entregue, uma vez que o líder já está a 13 pontos, à maior, de distância do 4º classificado.

A lista ainda é bastante extensa e o facto de serem muitos contribui para que conquistem pontos a concorrentes diretos e a sua confiança aumente num jogo de candidatos.

Mais no final, nada de novo aconteceu nos últimos lugares e continuamos, todos, a suspirar pela primeira vitória do Silveiros, que é a única equipa dos dois campeonatos que ainda não venceu.

Despeço-me com um forte e estimado abraço, deste vosso amigo Gonçalo.

Por: Gonçalo Santos.*

Fotos: Márcio Fernandes.

Pousa na liderança da Série A da Divisão de Honra

Março 9, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Destaque para vitórias do Martim e MARCA

Este fim de semana, o destaque das equipas barcelenses nos Distritais vai para o Pousa, que subiu ao 1º lugar da Séria A da Divisão de Honra, beneficiando de uma vitória de outra equipa de Barcelos.



No Pro-Nacional, o Santa Maria (14º) visitou o Torcatense (7º), tendo perdido por 4-0. Na próxima jornada, recebe o Vieira (12º).

Na Série A da Divisão de Honra, tal como já referido, o Pousa é o novo líder, tendo derrotado, fora, o Sequeirense (11º), por 0-3. Com esta vitória e beneficiando da derrota do Amares, subiu ao 1º lugar. Na jornada seguinte, já não joga pois já o fez, quando recebeu e goleou o Caldelas (7º), por 4-1, a 29 de fevereiro.

A equipa barcelense que “ajudou” o Pousa a chegar à liderança foi o Martim (4º), que derrotou, em casa, o Amares (3º), então líder, por 1-0. Segue-se dérbi com o FC Roriz.

Outro destaque vai para o MARCA (13º), que visitou o Águias da Graça (8º) e venceu por 0-2. Segue-se receção ao Sequeirense.

Seguem-se duas derrotas barcelenses. O Águias de Alvelos (13º) foi derrotado em casa do Terras de Bouro (16º) por 2-1. De seguida, recebe o Celeirós (9º). Tal como já referido, de seguida, os rorizenses recebem o Martim.

Na Série B, o Viatodos (8º) venceu o vizinho –  e lanterna vermelha – Louro, por 2-0. Segue-se visita ao Pica (9º).

A Série A da 1ª Divisão mantém o pódio de equipas barcelenses, com a líder, o Ucha, a não jogar este fim de semana por ter o jogo anulado, frente à Associação LANK. No entanto, na próxima jornada já recebe o Sete Fontes (14º).

O 2º classificado, Granja, goleou, em casa, o Antas (16º), por 5-1. Visita o Martim B a seguir.

Carreira, 3º classificado, teve uma boa vitória caseira, frente ao Maximinense (6º), por 3-1. De seguida, visita o Antas.

Às portas do pódio, o “Os Ceramistas” teve um teste difícil, frente ao Tadim (5º), em casa, com o jogo a terminar empatado a 2 golos e com alguma confusão entre adeptos visitantes e forças de autoridade. Na jornada seguinte, visitam o Peões (15º).

Por falar em Tadim, esta equipa recebe, na próxima jornada, a UD São Veríssimo (7º), que nesta jornada goleou, em casa, o Martim B, por 6-1. Como já referido, os homens de Martim recebem os do Granja na próxima jornada.

Fotos: GDUT/AFCM/GFCP.

Estamos a 1…

Março 6, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Hugo Pinto

Esta semana, como na anterior, estamos a 1 ponto do líder. A grande diferença é que, agora, olhamos de baixo para cima. Nada que não fosse de prever, olhando à forma como o nosso Glorioso vem jogando.



Efetivamente, a defesa tem cometido erros bastantes. Ferro mais parece de madeira e Grimaldo, que nos habituou a ser, muitas vezes, o melhor em campo, tem sido uma nódoa defensivamente. Alguns dos golos recentemente sofridos são, claramente, fruto da falta de trabalho defensivo deste nosso lateral esquerdo.

Bruno Lage, de quem continuo a ser um sério defensor, diz que enquanto os jogadores “correrem” estará tudo bem. Creio de deste “correrem” se possa ler “enquanto derem o máximo”. E efetivamente, Grimaldo não tem dado o máximo. Não há alternativa? Há. Não é alternativa à altura? Já é discutível. Mas então, temos de questionar até que ponto terá feito sentido investir 20 M€ no Weigl, em vez de dois laterais, um esquerdo e um direito. E a dez milhões cada, mais euro, menos euro, duvido que não se conseguissem dois suplentes jeitosinhos. Mas são opções de gestão que a razão desconhece…

Voltando a Bruno Lage, de quem sou apreciador, reitero, gostei das suas palavras na Gala do Benfica. Gostei da inteligência e da maturidade que revelou ao dizer que também deve estar agradecido “aos que assobiam”. Porque, na verdade, estes são mesmo os adeptos mais apaixonados. Os que sofrem de verdade. E os assobios, muitas vezes, não passam de arrufos de namorados.

Acontece que o futebol, por vezes, faz-se de irracionalidades. E espero que Bruno Lage não esteja a ser demasiado racional e não se habitue demasiado aos assobios…e aos lenços brancos. Porque vai na volta e os arrufos transformam-se em violência doméstica que, como se sabe, deverá sempre ser intolerada. Vai na volta, há denúncia e Bruno Lage acaba de malas feitas. Desnecessário. Mas não impossível, na medida em que, em termos práticos, mandou 8 pontos às malvas, conseguindo passar de um confortável 1º lugar na classificação para um esperançoso 2º lugar. Só que, agora, temos de rezar para que o FCP escorregue. O que, noutros tempos, seria quase uma impossibilidade. Ah! E “nós” não podemos escorregar mais…a ver vamos.

Viva o Benfica.

E pluribus unum

Por: Hugo Pinto*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

“Os deuses devem estar loucos!”

Março 6, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, leitores do BnH!

Esta jornada fez-me lembrar o título de um filme clássico: “Os deuses devem estar loucos!”



Começando pelo jogo do Porto, confesso que estava com receio deste jogo. O FCP, historicamente, tem sempre muita dificuldade nas ilhas. 

Começámos bem e a marcar. O “patinho feio” Manafá decidiu arriscar, progrediu com bola, tabelou com o médio e fez um grande golo! O Santa Clara criou imensas dificuldades e fomos felizes com as bolas que levámos nos “ferros”.

Na segunda parte, ainda falhámos um penalty, mas isso não nos abalou animicamente porque, logo a seguir, e num livre lateral bem batido por Sérgio Oliveira, o defesa goleador Marcano selou, de cabeça, uma vitória justa e difícil. O nosso nível exibicional não é primoroso, por vezes sofrível, mas o que importa é ganhar.

O próximo jogo é em casa, mas é tremendamente difícil. O Rio Ave é das melhores, e mais experientes, equipas da Liga NOS.

SC terá que reinventar novas dinâmicas para tentar desbloquear jogos porque vamos jogar contra equipas que vão defender imenso, que vão jogar fechadas, que vão explorar erros e tentar aproveitar contra-ataques.

Consistência defensiva, equilíbrio emocional, criatividade, discernimento e competência são palavras-chave para a nossa equipa.

É necessário que os adeptos passem confiança, apoio e carinho e que não passem tensão e ansiedade. 

Portanto, vai com tudo, meu Porto! 

À parte da competição nacional, fiquei imensamente desiludido com a campanha europeia do FCP este ano. Sem chama e sem respeito pela história. Mas é o que é e não há nada a fazer!  Foi zero, desportivamente e financeiramente!

E não é, que sem que nada o fizesse prever, o Porto, esta semana, atingiu a liderança do campeonato??!!…Ups!

Parafraseando LFV: “o que passou-se”????…Ainda há semanas estávamos a 7 pontos! É impressionante como no Futebol tudo muda e como se passa de besta a bestial num ápice! E perguntam-me vocês: mas, ó Vítor, não tinhas atirado a toalha ao chão??? Sim, é verdade e ela continua no chão.  Não me iludo. Sei que o Porto não tem uma equipa fora de série, que está “teso”, que é inconstante e que o rival escolhe “os padres que quer, para as missas que pretende”…Onde será que li isto???…Com que então Pizzi falhou um penalty??? Será que “somos Pizzi” já que, há duas semanas, éramos todos Jackson???…”E esta hein?!”

Vou disfrutar, ao máximo, desta semana, porque a qualquer momento posso ter que voltar a olhar para cima. Para já, a vista de cima é ótima! 

É impressão minha ou isto anda tudo maluco no futebol português??! São buscas, são adjuntos que custam 10 milhões de euros, etc.!…Onde será que isto vai parar?!

Abraços e venha de lá esse futebol!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Mais importante que o resultado, a saúde do nosso jogador

Março 6, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Lucília Santos

Olá a todos os leitores do BnH!

Este jogo com o Boavista foi marcado pela importante vitória do nosso Gil Vicente e pelo susto do jogador João Afonso. Ele está bem e, mais importante que o resultado, era isto! A saúde do nosso jogador.



Na primeira parte, vimos, desde cedo, uma certa superioridade do Gil Vicente no meio campo e a criar grandes oportunidades de golo, no entanto, perdíamos na finalização.

Na segunda parte, vimos um Boavista a querer reagir, mas o Gil Vicente continuava por cima do jogo e, aos 76m, Sandro Lima faz o único golo da partida. O Gil Vicente adiantava-se, assim, justamente, no marcador. Foi a partir desse instante, que o Boavista soltou as garras e tentou chegar à igualdade. Mas sem sucesso.

O jogo já estava nos descontos, quando uma bola disputada no ar fez com que João Afonso caísse inanimado no chão e gelava o Estádio do Bessa. Nesse momento, o resultado era o menos importante! Mal a ambulância abandonou o relvado, o árbitro deu por terminada a partida. Nunca uma vitória do meu clube me tinha caído tão mal. Era impossível festejar, quando não se sabia o estado do jogador. Felizmente, o João Afonso está bem e já regressou aos treinos! Foi uma vitória muito importante e estamos, cada vez mais, perto do nosso objetivo: a manutenção!

No próximo domingo, às 17h00, recebemos o Santa Clara. Como é Dia da Mulher, todas as mulheres têm entrada gratuita no estádio, bem como menores de 16 anos!

Espero por vocês, domingo, na nossa fortaleza!

Por: Lucília Santos.*

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade da autora)

Quo Vadis, Sporting?

Março 6, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Ricardo Moreira

Bem-haja, caros leitores do BnH!

Os Sportinguistas não têm direito a um pouco de paz?

É que, semana após semana, parece-me cada vez pior a “emenda que o soneto”!



Já não bastava a aparição: “regresso do louco”, que depois de ser expulso, quer se recandidatar à presidência do Sporting, como se os Sportinguistas andassem cheios de saudades dos campeonatos que ele nos deu, do assalto a Alcochete de que ele nada soube, dos seus mirabolantes “posts” e providencias cautelares, e principalmente das contas da tesouraria do clube, que ele deixou!

Agora temos um ex-treinador, que fez de elemento do departamento de comunicação, anunciando, em primeira mão, o seu sucessor no clube! Hilariante! E vão 6 técnicos em tão pouco tempo! Desesperante!

E o novo técnico, Rúben Amorim, com meia dúzia de jogos no currículo, (só) custou 10 milhões!

Afinal, temos ou não temos dinheiro? Precisamos, ou não, de reduzir massa salarial?

É que não estou a ver Rúben Amorim fazer o que quer que seja com este pseudo-plantel, que mais uma vez, desta feita, em Vila Nova de Famalicão, perdeu, sem apelo, nem agrado, com toda a justiça, por 3-1!

Até porque, já li, que uma das condições essenciais para que aceitasse ser o novo treinador do Sporting, prende-se com a necessidade de querer abraçar um projeto competitivo, ou seja, contar com um núcleo de futebolistas com categoria internacional, que será necessário contratar!

E quê? O dinheiro da venda do craque Bruno Fernandes (que já encanta Inglaterra, diga-se!), vai dar para tudo e mais alguma coisa?

Eu até concordo que se comece a preparar já a nova época, para evitar a catástrofe que está a ser esta! Mas gastar já 10 milhões, só na clausula de rescisão do novo técnico, num clube que apregoa que é necessário reduzir custos, reduzir massas salarias e que vai, agora, querer fazer um investimento para que seja possível ombrear com FC Porto e SL Benfica, já na próxima época!

Aguardarei para ver, pois, até nisso, esta direção é desesperante, pois nem se limita a informar sócios, adeptos e simpatizantes das suas pretensões! É mesmo uma pouca miséria!

A realidade é que cada vez percebo menos este Presidente, esta Direção e, apesar de acima de tudo, sempre Sportinguista, parece-me que, erradamente, queremos “renascer das cinzas” de um dia para outro e já não sei, de todo, onde isto nos vai levar!

Desporto é Vida! Viva o Desporto com Respeito e Fair-play!

Por: Ricardo Moreira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

1 2 3 69
Ir Para Cima