Tag archive

Futebol

De volta, com Dito na memória e três pontos amealhados

Setembro 30, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
Lucy Santos

Estamos de volta! Nova época, ainda atípica, mas com a certeza que o apoio estará sempre com o clube.

Da época anterior, ficamos sem alguns jogadores e sem o treinador, que teria sido um grande peso na excelente época que fizemos. Esta época, temos um novo mister e alguns reforços. Não temos assim muitas referências de Rui Almeida, sabemos que terá a sua primeira experiência como treinador principal em Portugal e nos últimos 5 anos percorreu o segundo escalão do futebol francês.



A nossa época não começou nada bem. Aquando do estágio em Melgaço, o nosso diretor-geral, Dito, sentiu-se mal e acabou por não resistir, deixando um nó na garganta difícil de desatar e um vazio no clube, pelo menos é isso que sentimos até então. Dito ajudou o Gil Vicente a construir uma equipa de raiz para assinalar o regresso ao principal escalão de futebol. Fica na memória de todos nós a excelente pessoa e excelente profissional que é.

Ainda não desfeitos deste vazio deixado e a praticamente duas semanas antes do campeonato, vimo-nos deparados com 10 jogadores infetados, e alguns elementos do staff, com o novo coronavírus. Seguia-se a quarentena e os elementos testados negativos viram-se impedidos de treinar para defrontar o SC Portugal. No dia anterior, a primeira jornada ficou adiada. Íamos jogar a segunda jornada, em nossa casa, com o Portimonense, se tudo corresse bem. E correu.

Jogámos no passado sábado, às 16h00, e com uma nova homenagem a Dito. O que é certo é que todos carregaram Dito nas costas e os primeiros 3 pontos foram para a equipa de Barcelos.

Rui Almeida manteve Denis na baliza e iniciámos o jogo com Joel Pereira, o capitão Rúben Fernandes, Ygor Nogueira, João Afonso, Talocha, Claude Gonçalves, Lucas Mineiro, Antoine, Miullen e Samuel Lino.

Rui Almeida arrancou no campeonato com três centrais. Durante a partida, Samuel Lino era o que mais fazia tremer a equipa do Portimonense e Denis mostrou que defendia as suas redes, e bem, quando defendeu a grande penalidade assinalada contra a equipa de Barcelos. Muito antes disso, já o Gil Vicente mostrava que quem mandava em Barcelos era a equipa da casa e era a que dispunha das melhores oportunidades.

Na segunda parte, e numa jogada vinda de Antoine, passando por Miullen, apareceu Lino que finalizou e abriu o marcador.

Rui Almeida foi refrescando jogadores e o Portimonense começou a criar mais oportunidades, mas foi o Gil Vicente que conseguiu segurar o resultado e arrecadar os três primeiros pontos.

Foi de mérito esta vitória, dado que, por conta dos elementos infetados por COVID, tivemos poucos treinos e alguns jogadores recuperaram apenas 48h00 antes e estavam aptos a jogar.

Temos uma equipa nova, um treinador novo, mas que promete lutar para depressa alcançarem os 30 pontos para a manutenção. Com suor, trabalho e eficácia conseguiremos alcançar depressa o objetivo. O próximo jogo e, vejam só, já com adeptos na Ilha dos Açores esperamos uma brilhante exibição dos nossos jogadores e que possamos pontuar neste terreno, nada fácil.

É difícil assistir ao nosso Gil através de uma TV, mas, para já, terá de ser assim, apesar de que, estou esperançosa que, brevemente, voltemos a sentir o futebol onde ele deve ser vivido: nas bancadas.

E espero ver-vos lá, a apoiar o nosso clube, em segurança.

Sintam o Gil 💝

Por: Lucy Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade da autora)

Rentrée de Leão

Setembro 30, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
Ricardo Moreira

Bem-haja, de volta, caros leitores do BnH!

Apesar de todas as contrariedades deste início de época, com demasiados casos de COVID-19 no plantel, começámos de forma positiva o campeonato, com uma vitória.



Triunfo indiscutível do Sporting Clube de Portugal, frente ao Paços de Ferreira, na Mata Real, por 2-0.

Três pontos conquistados num estádio, diga-se, sempre difícil, onde, na época transata, com um 11 que integrava jogadores como Bruno Fernandes, Mathieu e Acuña, obtivemos um triunfo, bem complicado e suado, por 2-1.

Já tínhamos começado a época oficial de futebol 2020/2021 com uma vitória. Em Alvalade, contra o Aberdeen, vencemos pela margem mínima, mas bastou para superarmos esta pré-eliminatória de acesso à Liga Europa.

Triunfo importante, não apenas por motivos financeiros, mas, sobretudo, para criar motivação e aumentar o espírito de equipa, num grupo que teve, contra o Aberdeen, o primeiro jogo a sério (incluindo jogadores em estreia absoluta nas competições europeias, como Tiago Tomás, Matheus Nunes, Nuno Mendes, Daniel Bragança e Gonzalo Plata).

Os números confirmam que estamos no bom caminho: dois jogos oficiais disputados, com apenas três dias de diferença, nenhum golo sofrido e apenas uma defesa, digna desse nome, do guardião Adán (em Alvalade, frente ao Aberdeen). Já quer dizer alguma coisa!

Umas notas, para este inicio de época:

Os reforços, que já jogaram, nota muito positiva.

Adán muito seguro na baliza, com bons reflexos e competente a jogar com os pés.

Porro, dono e senhor do corredor direito, deixando boas indicações.

Feddal fazendo boa parceria com Coates.

Nuno Santos também com nota positiva.

Já quanto ao craque Pedro Gonçalves, apesar do Ribeiro Cristóvão ter dito: «Pedro Gonçalves nunca mais aparece!» é só para relembrar que este tem estado de quarentena!

De positivo também, continua a aposta em jovens.

Porro, Nuno Mendes (18 anos, já com muito talento), Matheus Nunes, Wendel, Jovane e Tiago Tomás. Três deles oriundos da nossa formação.

Ainda contámos com um quarto elemento da Academia de Alcochete: Daniel Bragança (que, diga-se, dá gosto ver jogar. Parece-me que temos aqui mais um futuro craque).

Estou a gostar do nosso jogo coletivo (apesar de todas as contrariedades, inclusive ainda sem o “Homem do leme” Ruben Amorim no banco).

A equipa começou esta época mais ligada, mais organizada, até com mais alegria do que na época anterior.

Na minha opinião, falta-nos é um verdadeiro número 9. Um ponta-de-lança posicional de área, de “pé quente” e “faro de golo”! Pode ser que ainda chegue, antes do fecho de mercado.

Por agora, chegou mais um para ajudar: Tabata (parece me que será uma mais valia).

Segue-se o embate com o Lask Linz.

Desporto é Vida! Viva o Desporto com Respeito e Fair-Play.

Por: Ricardo Moreira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Gil Vicente FC entra na Liga NOS com vitória sobre Portimonense

Setembro 27, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Não foi à 1ª jornada, por causa da pandemia COVID-19, que impossibilitou e adiou o jogo frente ao Sporting CP, foi à 2ª que o Gil Vicente FC iniciou a sua caminhada na Liga NOS 2020-2021, num Estádio Cidade de Barcelos ainda vazio de público. Frente ao Portimonense SC, todos os jogadores gilistas “foram Dito”, numa justa e sentida homenagem ao recém-partido Diretor-Geral. O equipamento também foi o negro, de luto. Já o resultado ditou 1-0 para os da casa.



Com arbitragem de António Nobre (AF Leiria), coadjuvado por Pedro Felisbelo e Sérgio Jesus, e Pedro Ferreira (AF Braga) como 4º árbitro, o jogo contou com os seguintes alinhamentos:

Gil Vicente FC – Denis, Talocha, Rúben Fernandes, Ygor Nogueira, Joel Pereira, Claude Gonçalves, João Afonso, Lucas Mineiro (Rodrigo, 77’), Léauty (Boubacar Sanne, 75’), Samuel Lino (Lourency, 77’) e Miullen (Leandrinho, 62’). No banco ficaram Daniel Fuzato, Aw, Vítor Carvalho, Hall e Ahmed Isaiah. Treinador: Rui Almeida.

Portimonense SC – Samuel, Lucas Possignolo (Anderson, INT), Maurício Antônio, Willyan Rocha, Fali Candé (Henrique, 65’), Lucas Fernandes, Pedro Sá (Beto, 59’), Dener, Welinton Júnior (Aylton Boa-Morte, INT), Júlio César (Anzai, INT) e Fabrício. No banco ficaram Ricardo Ferreira, Luquinhas, Lucas Tagliapietra e Fernando. Treinador: Paulo Sérgio.

Momento do Gil Vicente FC 1 – Portimonense SC 0 (Foto: BnH)

Durante a primeira parte não houve golos no Cidade de Barcelos. No entanto, perto do final dos 45 minutos, aos 36′, o VAR validou um penálti a favor dos visitantes. Lucas Possignolo foi chamado a tentar converter, mas o guardião gilista levou a melhor e manteve o resultado em nulo até ao intervalo, com o treinador forasteiro a mudar três peças à vinda dos balneários para a segunda metade do jogo.

Momento da grande penalidade (Foto: BnH)

No reatamento, logo aos 50 minutos, Samuel Lino fez abanar as redes da baliza algarvia. Jogada rapidíssima dos gilistas, com a bola a partir do guardião Denis; cai perto da linha divisória onde há um cabeceamento gilista que coloca a bola no francês Léauty. Este galga terreno, de forma muito rápida e deixa a bola “de bandeja” para o brasileiro Samuel Lino que, com a baliza portimonense à mercê, não perdoa e abre o marcador. Golo que se viria a revelar decisivo pois o marcador não mais se alterou, ditando a vitória do Gil Vicente FC por 1-0 na receção ao Portimonense SC.

Momento do jogo Gil Vicente FC 1 – Portimonense SC 0 (Foto: BnH)

Na próxima jornada, dia 03 de outubro, pelas 15h00, o Gil Vicente FC visita o terreno do Santa Clara, nos Açores, em jogo a contar para a 3ª jornada.

Gil Vicente FC 1 – Portimonense SC 1 (Foto: BnH)

Eurofica…Euronãofica

Setembro 25, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
Hugo Pinto

Iniciada a temporada atípica de 20/21 e o nosso amado vermelhinho leva já dois jogos realizados. Um para a Liga dos Campeões, outro para a Liga Portuguesa.



No primeiro caso, longe de termos sido felizes. Jogou-se bem, até, com um fortíssimo domínio do Benfica na primeira parte, com uma ligeira decaída do domínio do jogo na segunda. O Problema é que com avançados como Seferovic ninguém consegue ganhar coisa nenhuma. Recordo quando, na despedida de Jonas, André Almeida dizia, a respeito daquele, que “até podia centrar-lhe uma cadeira” que o homem fazia golo. E isto é, basicamente, o que distingue um grande craque de um “penteadinho” que está só em campo à espera que alguém lhe acerte com a bola e esta escorra para a Baliza. Concretamente, Seferovic falha duas oportunidades flagrantes em que opta por pentear a “poupa” com a bola, em vez de a cabecear decididamente para a Baliza. Repito, com avançados assim, ninguém ganha jogos. E, vá-se lá saber porquê, quer Bruno Lage, quer JJ, deram oportunidades a este verdadeiro cepo. Inclusivamente, tive oportunidade de ver este homem jogar, ao vivo, e é desesperante a sua displicência face a todo o processo de jogo. Como se costuma dizer, é como jogar com um a menos. Só vejo uma situação possível para JJ o ter posto a jogar: enterrá-lo de vez! Tchau Haris! Entretanto, o resultado de tudo isto é o Benfica fora da Champions e 50 milhões (… 50.000.000… minha nossa…) de euros e esvoaçar para longe… Consequência: Rúben Dias negociado por 60 milhões…e mais um “veterano” a caminho…

Já no jogo da Liga, que se esperava difícil, acabou por ser um passeio no parque. Cinco golos sem resposta, muito à imagem do que são os jogos orientados por JJ. E vejam bem, sem Seferovic. Sem surpresas, portanto. E, sim, gosto de um treinador que, a ganhar por 5-0, grita para dentro do campo: Vamos! Vamos fazer mais golos! Não se trata de humilhar o adversário. Trata-se, antes, de respeito pelo adepto que vai ao estádio, paga o ingresso e quer ver espetáculo. Sim, para mim futebol tem de ter a tão propalada nota artística. Se não, mais vale ir à Opera, que as há bem interessantes.

Segue-se o Moreirense, na Luz. Em princípio, os cónegos não serão adversário à altura do Benfica. Mas nesta fase da época, tudo é possível. Esperemos, então, que tudo corra bem e que sejamos presenteados com um bom espetáculo, com elevada nota artística… e golos. Muitos Golos.

Viva o Benfica.

E pluribus unum

Por: Hugo Pinto*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

SOLVERDE.PT patrocina Gil Vicente FC

Setembro 24, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Economia, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Gilistas entre os 22 clubes patrocinados pelo maior casino online português

O maior casino online português – SOLVERDE.PT – revela que é o patrocinador de 22 clubes desportivos em Portugal, sendo agora a marca presente em dez equipas da Primeira Liga e nove equipas da Segunda Liga. O Grupo Solverde é um dos principais patrocinadores de clubes desportivos nacionais.



Os clubes da Primeira Liga patrocinados pela SOLVERDE.PT, com acordos válidos por três épocas, são: Gil Vicente FC, Boavista FC, CD Tondela, FC Paços de Ferreira, Moreirense FC, Rio Ave FC, Santa Clara, Vitória SC (de Guimarães), Nacional e Farense. Na Segunda Liga, a SOLVERDE.PT patrocina o Covilhã, Viseu, Feirense, Estoril, Académica, Mafra, Chaves, Vilafranquense e Vizela.

Além dos vinte clubes desportivos da Primeira e Segunda Liga, a SOLVERDE.PT continua a patrocinar o Sporting Clube de Espinho e a Associação Académica de Espinho, entidades desportivas próximas da sede do Grupo Solverde, em Espinho. Por fim, a SOLVERDE.PT patrocina a AJM | FC Porto, equipa de voleibol feminino que acabou de vencer a supertaça pelo segundo ano consecutivo.

A marca portuguesa de jogo online tornou-se, assim, num dos maiores patrocinadores de clubes desportivos nacionais, com 22 clubes patrocinados. Américo Loureiro, Diretor da empresa, justifica esta aposta: “SOLVERDE.PT é uma marca nacional, uma empresa 100% portuguesa e queremos que a nossa presença no desporto traduza tanto quanto possível essa realidade, firmando uma maior proximidade com o nosso público”.

Recentemente, o Grupo Solverde anunciou a entrada no mercado das apostas desportivas e a consolidação da marca de jogo online sob o domínio ‘SOLVERDE.PT’, confirmando que está cada vez mais próximo do desporto nacional. “É muita emoção em jogo” é o mote para a estreia neste segmento, que se une aos restantes 900 jogos disponíveis na plataforma, uma extensa variedade que é segmentada e personalizada conforme as preferências de cada jogador. Entre esta personalização está o segmento ‘Clubes Solverde’, uma seção que reúne as apostas desportivas que envolvem os clubes patrocinados pela SOLVERDE.PT.

Sobre a SOLVERDE.PT

A SOLVERDE.PT é uma plataforma de jogo online lançada em setembro de 2017, licenciada pelo Serviço de Regulação e Inspeção de Jogos, do Turismo de Portugal. Desde o seu lançamento, como sexto casino do Grupo Solverde, tornou-se o maior casino online do país com um portefólio que conta com mais de 900 jogos disponíveis para os jogadores em qualquer ponto do país, através de computador e dispositivos móveis. Em setembro 2020, a plataforma SOLVERDE.PT (https://www.solverde.pt/) anunciou a entrada nas apostas desportivas.

Imagens: DR.

Há vitórias que custam caro, outras que saem com descontos!

Setembro 23, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, Leitores do BnH!

Antes de começar com a crónica, queria dizer que esta será a minha última.

Por motivos de ordem profissional, não poderei continuar com este espaço em que, nos últimos cerca de 4 anos, dei a minha opinião, sem qualquer tipo de receio, até porque a honestidade e frontalidade são valores que estimo e não consigo ser de outra forma.



Se fui agradável?…Talvez não! Se fui verdadeiro?…Totalmente.

Dois golos, uma assistência, 3-1 no arranque da defesa do título diante de um dos adversários mais cotados da Liga. Se Telles vai embora, só haveria melhor forma de despedir-se do Dragão se houvesse público nas bancadas a prestar-lhe a homenagem que merece.

Mesmo sem arrasar, o FCP mostrou segurança, consistência e maturidade para virar um resultado adverso, segurar o ímpeto adversário e sentenciar o jogo nos minutos finais.

Antes da bonança azul e branca, o temporal vindo do Minho!

Chuva, vento, frio…Tudo isto a juntar a uma pandemia que deixa o mundo em alerta e os estádios vazios. Seria difícil encontrar um cenário mais deprimente para aquilo que devia ser uma noite de festa, como são quase todos os arranques do campeonato.

A vibração deu lugar ao eco, mas nem por isso, a emoção deixa de se sentir, mesmo que remotamente.

Esta noite, os raios e coriscos começaram cedo para o campeão nacional, que, aos 20 minutos, começou a perder com uma «traição» de Castro, que nem festejou o seu regresso ao futebol português, sete anos depois, devido ao seu amor pelo FCP.

O que aconteceu antes disso, foi domínio portista. O que aconteceu depois, até ao intervalo, também. Com um pequeno interregno para o quase 2-0 bracarense, com um golo anulado a Ruiz, mal a bola foi ao centro, momentos depois de inaugurado o marcador.

Até que o campeão acordou antes do intervalo, dedicado a suprir a falta de eficácia antes de ouvir Conceição no balneário.

Aí, apareceu Telles, decidido a deixar saudades. Primeiro, num cruzamento a colocar a bola, «com a mão», na cabeça de Sérgio Oliveira; depois, a cobrar um penálti «à bomba», depois de Marega ter cumprido o seu papel de «cântaro que vai à fonte».

Conceição, sem o castigado Díaz e mais uma série de não inscritos, apostou nos rotinados e não apresentou reforços de início. O técnico portista escolheu um 4-3-3 para encaixar no 3-5-2 bracarense e manteve-o do início ao fim.

O Sp. Braga entrou na segunda parte afoito e só não empatou porque Ricardo Horta ficou deslumbrado na cara de Marchesín.

Conceição atrasava as substituições, mantendo, até ao limite, o 4-3-3 que lhe garantia um controlo maior do jogo. Até aos 5 minutos finais, fez apenas entrar Zaidu para o lugar de Sérgio Oliveira, já amarelado, puxando Otávio da ala para o meio. E quando Loum entrou com Taremi, aos 85m, o FC Porto não mexeu na estrutura – por exemplo, Corona saiu, mas Marega foi puxado para a direita.

Lá na frente, ficou Taremi ao meio, que, pela primeira vez que tocou na bola, sofreu o penálti com que Telles haveria de bisar e acabar com as dúvidas no resultado.

Uma bola nos pés do iraniano bastou para lhe perceber o critério e inteligência com que se move, obrigando o seu marcador direto a errar. Dos reforços, também Zaidu mostrou, sobre a esquerda, a sua «velocidade furiosa».

Tudo sob controlo, mesmo perante um Sp. Braga que, a espaços, mostrou qualidade e profundidade nas opções do plantel para manter os nossos Dragões em sentido quase até final.

Arrasar, não arrasou. Mas este FC Porto fez algo que o seu treinador gosta ainda mais: mostrou maturidade para vencer um dos jogos teoricamente mais difíceis deste arranque de Liga.

Há vitórias que custam caro, outras que saem com descontos!

Boa sorte para o FCP no Campeonato e Liga dos Campeões e que LFV esteja inocente…para bem de todos!

Desculpem qualquer coisinha!

Protejam-se e sejam felizes…sempre!

Por: Vítor Sá Pereira*.

[Nota do Diretor: Caro Vítor, é com emoção que escrevo estas poucas linhas para te dizer que és um dos que “fundou” este Jornal, que também é teu. Estás connosco desde o início, desde que iniciámos os espaços de opinião clubística! Farás sempre parte desta “família”. Já dizia Luís Vaz de Camões: “Que outro valor mais alto se alevanta». Mas ficarás sempre no nosso pensamento e julgo que o FC Porto e os portistas te agradecem pela defesa das suas cores ao longo destes últimos anos! Estamos-te – Barcelos na Hora –  muito gratos, grande Vítor Sá Pereira!!]

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Gil Vicente FC apresenta central brasileiro Diogo Silva

Setembro 21, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Depois de Renan Oliveira, o Gil Vicente FC apresentou mais uma contratação para esta época. Desta feita, o central brasileiro Diogo Silva, ex-Ypiranga-RS.



Com 25 anos, Diogo Silva nasceu em São Paulo, tem 1,86m e 77 kg.

Fez formação no Atlético Diadema e Flamego-SP. Como sénior, representou Maringá, Velo Clube e Londrina, sempre no Brasil, antes do clube de onde chega, agora, para os gilistas.

Gil Vicente FC: Renan Oliveira chega por empréstimo do Lviv

Setembro 20, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Gil Vicente FC apresentou hoje mais um reforço para a sua equipa sénior, que disputará a Liga NOS 2020-2021. Trata-se do avançado brasileiro Renan Oliveira.



Renan Abner do Carmo Oliveira, natural de Santo André, tem 23 anos, 1,84m e 84kg, chegando por empréstimo de uma época dos ucranianos do Lviv.

O avançado brasileiro fez a formação no Nacional-SP, Juventus-SP e São Bernardo (sempre no Brasil). Deste último veio para a Europa, para representar os eslovacos do Zlaté Moravce. Seguiram-se Mosta FC (Malta), Lviv (Ucrânia) e Vorskla (Ucrânia), também por empréstimo do Lviv.

Foto: GVFC.

Santa Maria FC propõe início dos campeonatos apenas em janeiro

Setembro 14, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Proposta chega à Associação de Futebol de Braga através de carta aberta

O Santa Maria FC lançou uma carta aberta, destinada à Associação de Futebol de Braga – e opinião pública –, onde coloca em causa os jogos sem público e o que isso implicaria para as receitas dos clubes; como se poderão disputar os escalões de formação; o que acontecerá com os clubes que não consigam cumprir com as normas de segurança, entre outras preocupações.



Assim, propõe que os campeonatos iniciem apenas em janeiro e terminem uma semana antes do início do Campeonato da Europa de Futebol.

Segue, na íntegra, a carta aberta:

«CARTA ABERTA À ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE BRAGA SOBRE A RETOMA DAS COMPETIÇÕES

Cara Associação de Futebol de Braga,

Na sequência da última reunião entre os clubes representados na Liga Pro-Nacional e respetiva tomada de posição da AF Braga, o Santa Maria FC vem, por este meio, expressar a sua posição.

O país atravessa uma das maiores crises sociais, económicas e de saúde pública da sua história.

Esta situação está a ter um profundo impacto na vida dos clubes amadores:

– Diminuição substancial de receitas provenientes de patrocínios, subsídios autárquicos e quotizações de sócios;

– Graves dificuldades de adaptação das estruturas para o cumprimento das regras impostas pela DGS para a segura prática desportiva.

O avanço das competições nestas circunstâncias poderá colocar, gravemente, em causa a sobrevivência dos clubes amadores, como é o nosso caso, que já vivem no limiar da sobrevivência económica. O avanço precipitado poderá, em muitos casos, provocar profundos danos financeiros que colocará em causa a sobrevivência das instituições.

Como poderão avançar os campeonatos de seniores sem a presença de adeptos nas bancadas? Sem adeptos, qual o interesse dos patrocinadores investirem? Sem adeptos, quantos sócios deixarão de pagar as suas quotas? Sem adeptos nas bancadas, o futebol sénior não tem capacidade de se financiar. Aliás, qual o objetivo de avançar com uma competição sénior sem adeptos?

Em último caso, se algum clube não reunir as condições necessárias, o que lhe irá suceder?

Como poderão avançar as competições dos escalões de formação sem se aferir a real capacidade dos clubes cumprirem as regras de segurança? Apenas competirão aqueles que conseguirem reunir essas condições? Em último caso, se algum clube não reunir as condições necessárias, o que lhe irá suceder?

Por conseguinte, apelamos a que seja feita uma profunda e ponderada reflexão. É sempre preferível parar, aguardar e refletir. Um avanço precipitado poderá infligir graves danos aos vossos associados.

Sabemos que este é um momento tão difícil para nós como para a Associação que nos representa. Sabemos que têm feito o vosso melhor para que possamos seguir em frente. No entanto, não podemos concordar com a decisão precipitada de avançar quando não estão reunidas as condições de sustentabilidade e segurança para esse avanço.

Há demasiadas questões por responder. Há demasiadas incertezas para se avançar.

Posta esta reflexão, o Santa Maria FC apela a que não se avance com as competições até que estejam reunidas as informações e condições necessárias. Consideramos que, em circunstância alguma, o campeonato Sénior deverá avançar caso não seja possível ter adeptos nas bancadas. Poderá estar, claramente, em causa o futuro do nosso clube e o futuro do futebol amador como hoje o conhecemos.

Neste sentido, colocamos à discussão a seguinte proposta:

Adiamento do início do campeonato até janeiro com data de finalização na semana anterior ao início do Campeonato Europeu de Futebol.

Este encurtamento fará com que os custos sejam substancialmente reduzidos, permitindo a concretização do campeonato sem afetar de forma tão grave as finanças dos clubes.

Outras propostas poderão surgir. Estamos disponíveis para encetar um diálogo produtivo com a Associação.

Com os melhores cumprimentos,

Santa Maria FC»

Gil Vicente FC apresenta brasileiro Mantuan

Setembro 8, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Através das suas redes sociais, o Gil Vicente FC anunciou mais uma contratação. Desta feita, foi do defesa/médio Mantuan, vindo do Oeste, onde estava emprestado pelo Corinthians.



Guilherme Mantuan tem 23 anos, 1.75m, 70kg e assina por 3 épocas.

Para além de Corinthians e Oeste, o jovem ainda representou o Ponte Preta, também por empréstimo do Corinthians, onde se formou. Ele, que é natural de São Caetano do Sul.

Foto: GVFC.

1 2 3 77
Ir Para Cima