Tag archive

Futebol - page 2

Joguem à Benfica, suem a camisola

Novembro 1, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Hugo Pinto

Esta semana teremos dois em um, com Comentários aos jogos em Tondela, frente aos locais, e na Luz, na receção ao Portimonense.



Começando pelo Tondela, jogo que tive a oportunidade de assistir ao vivo, podemos dizer que foi mais um daqueles jogos em que o resultado foi bem melhor do que a exibição. A vitória é importante pois a luta pelo primeiro lugar é sempre muito renhida, sendo discutida “ao ponto” nos últimos anos, sendo o menor deslize um potencial problema. Mas exibições daquelas são um insulto para quem paga bilhete. Neste caso, 18€ paguei eu, era o valor mais baixo para o ingresso de visitante. E por mais que Bruno Lage justifique a paupérrima exibição com o facto de o Tondela se ter apresentado a defender com uma linha de cinco homens, nada justifica a atitude indolente de quase todos os jogadores encarnados. Exceção a Grimaldo, o único que jogou “à Benfica”, todos os outros andaram a arrastar-se pelos pouco mais de 90 minutos de jogo. Após o 0-1, tiraram o pé do acelerador e foi o deixa andar. O Pizzi, por exemplo, quem o viu e quem o vê. Há quem diga que ter ido à seleção lhe fez mal, pela paragem e porque, ao treinar com Fernando Santos, desaprendeu. Mas, caramba, ninguém lhe torna a explicar como se joga bem??…Pizzi, acorda! Temos saudades do craque…“Ódio” de estimação do adepto vai sendo Seferovic. E entende-se. O homem não joga quase nada; não marca golos; não se desmarca como deve ser; não abre uma linha de passe…Passa o jogo TODO (sim, eu estava lá e vi com os meus próprios olhos) a “marcar” o central adversário. É absolutamente enervante. E os NN que o digam…E aqui, uma nota: entre as “mil e uma” coisas que se passam naquela bancada, o que nunca pára é o incansável apoio à equipa. E quando os demais adeptos começaram a assobiar a má exibição, toda a claque gritou “calem-se e apoiem!”. Após o apito final, a conversa foi outra. Na hora do agradecimento dos jogadores à claque, foram aqueles brindados com um “Joguem à bola…Joguem à Benfica…” Cobertos de razão, quanto a mim.

Ah!…Já tinha dito que o Seferovic é a absoluta nulidade?… (Acho que já…adiante…)

Três dias depois, parece que o puxão de orelhas fez efeito. Em todos. Bruno Lage “acordou para a vida” e deixou Seferovic onde ele não merece estar (no banco; eu ainda sugeria mesmo era a bancada). Fez jogar Chiquinho e Vinícios e todo um outro ataque renasceu. Quando não se joga com dez…e, às vezes, com nove (ouviste, Pizzi?), as exibições melhoram drasticamente e os golos aparecem, não raramente, com fartura. Grimaldo, mais uma vez, enorme exibição, como que a dizer “olhem p’ra mim, agora em dezembro…”. Mas, definitivamente, a grande diferença esteve na frente. E que diferença! E só para ter a certeza de que o Seferovic não joga NADA, Bruno Lage lá o fez entrar. Resultado: não houve mais golos!

Ora, se venderem o Grimaldo, até para abrir o lugar para o Tavares e o Bruninho deixar de o pôr a jogar pela direita, façam uma espécie de cabaz de Natal e OFEREÇAM o Suíço. Só vejo vantagens nisso: passamos a ter um ataque que funciona; poupamos um gigantesco salário, pago ao pior avançado dos últimos tempos; e, ainda, podemos ter a sorte de o defrontar como adversário, o que nos permitirá jogar com 2 defesas apenas, metendo gente no ataque.

Ah!…Já tinha dito que o Seferovic é a absoluta nulidade?…(Acho que já…mas nunca é demais ir lembrando o Bruno Lage…)

…Ouviste, Pizzi?!?…

«Joguem à Benfica, suem a camisola, seja onde for, joguem à Benfica!»

E Pluribus unum.

Por: Hugo Pinto*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

O Gil Vicente precisa de uma cidade unida

Novembro 1, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Lucy Santos

O campeonato está de volta!

Depois de uma curta (?!?) paragem de 2 semanas (para mim, bastante tempo), voltam, novamente, as emoções da Primeira Liga!



O Gil Vicente deslocou-se a Penafiel para o jogo da Taça de Portugal. Dos dias cinzentos reza a história do Gil Vicente. Começámos da melhor maneira esta volta à competição, com uma vitoria sobre o Penafiel. Como sabem, há sempre deslocações disponíveis para assistir aos jogos do clube da nossa terra. Nesta deslocação, foram apenas algumas pessoas, debaixo de um tempo não muito agradável. Mas trouxemos na bagagem a passagem à próxima eliminatória que, por sinal…já posso adiantar que nos calhou o SC Braga. Entrámos bem no jogo e apontámos o primeiro golo de grande penalidade, marcado por Sandro Lima, aos 36 minutos. Numa jogada individual de Claude, viríamos a marcar o segundo golo, que fechava, assim, o marcador deste jogo. Rúben Fernandes, Claude e Lourency regressaram à titularidade e logo nos primeiros tempos davam favoritismo à nossa equipa.

Foi um bom jogo, em que estivemos sempre por cima e viria a dar um novo alento à equipa para os próximos jogos que se aproximavam.

No sábado seguinte, recebemos, em casa, o Portimonense e fechámos o marcador com um empate. Na primeira parte, poucas ocasiões de golo para ambas as partes e um jogo bastante morno. O Portimonense abriu o marcador e o Sandro Lima empatou, de grande penalidade.

Na segunda parte, a pouca qualidade de jogo que se viu na primeira parte repetiu-se.

Quarta-feira, a meio da semana, em horário pouco convencional, jogava-se em Famalicão, às 21h. O pessoal de Barcelos alinhou e foi, mais uma vez, apoiar a equipa ao estádio, apesar do mau tempo que se fazia sentir.

O Famalicão abria o marcador aos 22 minutos.

O Gil Vicente entrou melhor na partida e até se podia ter adiantado a marcar. Mas quem não marca…sofre! Aos 80 minutos, o Famalicão marcou, sem grandes oportunidades para isso, e de tanto que o Gil tentou que aos 91 minutos, Sandro Lima fez o golo, que não chegou para trazer pontos para Barcelos.

A mesma nota de atenção que dei nas crónicas atrás, sobre Fábio Veríssimo volto a fazer!

Grande penalidade por marcar a favor do Gil Vicente e aos olhos de todos, e quem tinha de marcar, e quem tinha de ver, não marcou! No “calor do jogo”, Vítor Oliveira proferiu palavras ao árbitro, que deu direito a um cartão vermelho, ficando, assim, a assistir ao jogo nas bancadas!

O Gil Vicente continua sem ganhar desde a primeira jornada e os tempos adivinham-se difíceis, já que o treinador diz ter agendado uma reunião com a direção para decidir a sua continuidade no clube.

Nós, adeptos, precisamos, cada vez mais, de nos unir e mostrar que Barcelos e o Gil Vicente andam de mãos dadas.

O próximo jogo é já este domingo contra o Marítimo, que vem de um empate com o FC Porto.

Quem foi ao jogo com o Famalicão e tiver o bilhete na sua posse, tem acesso livre ao jogo de domingo.

O que o Gil Vicente precisa? De uma cidade unida!

Até domingo!

Por: Lucy Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade da autora)

Porto não está bem, nem consistente

Novembro 1, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, leitores do BnH!

Espero que tenham um fim de semana alargado com muita paz.



Falando de futebol, confesso que não consigo compreender tamanha paragem no campeonato!  Além de ser uma “seca”, porque gostamos daquela emoção no fim de semana, quebra muito as dinâmicas e ritmos das equipas. 

Estava curioso para ver o meu clube depois da paragem, mas o que é certo é que o FCP apresentou-se frente ao surpreendente Famalicão de uma forma agressiva, impactante e decidida. Há muito que não via esta atitude.

O Famalicão acabou por ser “presa” fácil porque a pressão foi tão alta ao ponto de asfixiar a primeira fase de construção dos minhotos.

Resultado justo, num bom jogo e num estádio com uma atmosfera incrível. 

Poderia dar atenção àqueles “papagaios” que disseram que o Famalicão deu 3 golos de bandeja, mas não vou fazer isso porque, certamente, estiveram na porta 18.

Este resultado poderia servir de motivação para o jogo contra o Marítimo, mas isso não aconteceu.

O FCP sente sempre muitas dificuldades na Madeira! Aliás, todas as equipas, contra o Porto, simplesmente “esfarrapam-se”!

O golo sofrido no início deixou a equipa ansiosa e o capítulo da finalização foi um desastre. Fomos “meio salvos” com as costas de Pepe. Poderíamos ter ganho nos descontos, mas não havia Marega, nem pontas de lança de outrora.

O Porto regressa ao segundo lugar, mas estou tranquilo. Preocupado com o nível exibicional, mas tranquilo…

Mas é um facto que o Porto não está bem, nem consistente. Prova disso, é o nosso rival estar em primeiro lugar e não jogar “porra nenhuma”! Temos que fazer muito, mas muito mais. Acorda Porto!

Obrigado pela atenção daqueles que gostam de ler as minhas crónicas. 

Se há quem não goste, “’tou-me a cagar”!

Abraço a todos!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

O futuro passa por reerguer a Academia!

Novembro 1, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Ricardo Moreira

Bem-haja, caros leitores do BnH.

Já não chegava o “pós-Alcochete”, agora novamente os imbecis da Juve Leo, que mais uma vez, no final dos jogos, gritam contra Varandas. Andam tão obcecados com o Presidente, responsável pelo fecho da “torneira” de onde lhes escorria o dinheirinho, que nem repararam que o Sporting venceu mais um jogo!



E são 3 vitórias consecutivas! Em 6 jogos, desde que assumiu o comando do futebol leonino, Silas venceu 5! Acaba de conduzir a equipa a um trio de triunfos sucessivos – algo que sucede pela primeira vez na temporada oficial em curso – após vencermos o Rosenborg (1-0), o V. Guimarães (1-0) e, desta feita, o Paços de Ferreira (1-2).

Nem tudo é um “mar de rosas”, nem pouco mais o menos, mas o atual treinador ainda não perdeu em jogos da Liga 2019/2020, ao serviço do nosso Sporting.

Mantivemos, para já, o quarto lugar, mas reduzimos a distância para FC Porto, que soma agora mais 5 pontos – os mesmos que também nos separam do Famalicão.

Nada tem sido fácil e os protestos têm surgido de todo o lado! Felizmente, no meio de tudo isto, mesmo assim, conseguimos vencer jogos!

Apesar de pecar, por não ter sido tomada há um ano, saludo o regresso da equipa B. Há um potencial extraordinário nos sub-23 e nos Juniores que não pode ser desperdiçado. Não se esqueçam que há jogadores com alto potencial, que simplesmente estão emprestados. É mais do que hora de olharmos para dentro! De fazermos com que seja um “ano zero”, onde o principal intuito deve ser apenas e só um: reerguermos a nossa formação! Da nossa Academia saíram dos melhores do Mundo! A nossa formação era das melhores do Mundo! É mais do que tempo de voltarmos a fazer renascer a nossa Academia! Pela Academia passa o nosso futuro! Na Academia está a nossa oportunidade de nos voltarmos a reerguer, mesmo que, para isso, seja inevitavelmente preciso passarmos pelo “ano zero”!

Desporto é Vida! Viva o Desporto com Respeito e Fair-Play!

Por: Ricardo Moreira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Fim de semana de jogos entre os primeiros

Outubro 31, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Gonçalo Santos

Olá, amigos!

Esta semana estou de volta para vos falar do nosso Futebol Popular de Barcelos, que nos leva a esses recintos ao domingo de manhã. Escrevo com um “trago de tristeza na alma” pela partida de um familiar direto, mas não podia de vos falar sobre algo que gosto imenso, que é o futebol, no caso, o popular de Barcelos.



Tal como o título indica, as jornadas deste fim de semana trouxeram alguns jogos entre os melhores posicionados nas tabelas das duas divisões.

Na 1ª, desde logo, destaque para a vitória do líder, Leões da Serra, em casa do surpreendente Oliveira, por 0-2. Os homens de Airó parecem querer recuperar o ceptro e os de Oliveira mantêm-se no top-5.

Quem continua na peugada do líder é outro histórico do futebol popular, o Leocadenses, que não quis ficar atrás do líder e venceu, também fora e também por 0-2, no caso, o Milhazes.

O atual campeão, Carapeços, teve uma vitória tranquila em casa do Fonte Coberta, por 1-3.

Das equipas cimeiras, só o Remelhe perdeu pontos, fora, em casa do último, o Palme. O resultado ditou um empate a 1 golo.

Na próxima semana, destaco o Leões da Serra – Fragoso, o Leocadenses – Paradela e o Aborim – Carapeços.

Na 2ª divisão também houve bons jogos, entre equipas bem classificadas. O líder Juventude S. Martinho goleou o 3º classificado, Feitos, em casa deste, por 0-4. O Cossourado, a fazer um bom início de campeonato, goleou o Bastuço, em casa, por 4-1. Houve muitos golos na receção do Águas Santas ao Estrelas, com os da casa a vencerem por 4-2, aproveitando para igualar os visitantes na classificação. A fazer um bom campeonato, o Campo venceu, por 1-0, em casa, o Creixomil.

Destaco, na jornada que segue, o Baluganense – Juventude S. Martinho, o Santa Eugénia – Campo e o Silveiros – Cossourado.

Com muita estima e consideração me despeço de todos, com os votos de uma boa semana.

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Gil Vicente derrotado em casa da “sensação” Famalicão

Outubro 31, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Más arbitragens levam Vítor Oliveira a ponderar sair

Em noite invernal, o Estádio Municipal de Famalicão recebeu, ontem (30 de outubro), mais um jogo a contar para a 9ª jornada da Liga NOS, com a “sensação” FC Famalicão a receber o Gil Vicente FC.



Sob arbitragem de Cláudio Pereira (AF Aveiro), coadjuvado por Bruno Trindade e Carlos Campos, com André Castro como 4º árbitro, o jogo contou com os seguintes alinhamentos de equipa:

FC Famalicão – Vaná, Lionn, Nehuén Pérez, Roderick, Centelles, Gustavo Assunção, Racic, Pedro Gonçalves (Guga, 69’), Diogo Gonçalves, Toni Martínez (Anderson Oliveira, 73’) e Fábio Martins (Patrick William, 83’). No banco ficaram Rafael Defendi, Ofori, Rúben Lameiras e Walterson.

Gil Vicente FC – Denis, Fernando Fonseca, Rúben Fernandes, Ygor Nogueira, Arthur Henrique (Erick, 71’), Henrique Gomes, Soares, João Afonso, Kraev (Lourency, 66’), Naidji e Baraye (Sandro Lima, 63’). No banco ficaram Bruno, Alex Pinto, Leonardo e Juan Villa.

O espanhol Toni Martínez abriu o marcador, aos 22 minutos da primeira parte, resultado com que se foi para intervalo. Com o jogo em aberto, na segunda parte, aos 80 minutos, o brasileiro Anderson Oliveira, que tinha entrado a substituir o espanhol, marcou o 2-0 para os da casa. O máximo que os gilistas conseguiram foi reduzir para 2-1, pelo brasileiro Sandro Lima, aos 90 minutos, a corresponder a um bom cruzamento e, à entrada da pequena área, não perdoou o guardião famalicense.

O jogo teve alguma polémica com a arbitragem, com o treinador dos gilistas, Vítor Oliveira, a ser expulso ainda na primeira parte (43’). Agastado com estas decisões, que considera erradas, que têm prejudicado o Gil Vicente FC, o treinador referiu que iria conversar com a Direção e aferir se continuaria à frente dos desígnios da equipa.

Com este resultado, o Gil Vicente FC fica na 15ª posição da tabela, à condição. Na próxima jornada, dia 03 de novembro, pelas 15h00, os gilistas recebem o CS Marítimo.

Sob o signo do seis

Outubro 28, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Santa Maria, “Martim’s” e Granja em destaque

Esta foi uma jornada dos campeonatos distritais que teve a marca do 6 em alguns dos jogos mais importantes.



No Pro-Nacional, o Santa Maria (16º) recebeu o “lanterna vermelha” Serzedelo, que goleou por 6-0. Depois de na semana passada ter sido, surpreendentemente, goleado em Vieira do Minho, por 6-1, desta feita, os homens de Galegos Santa Maria “vingaram-se” e aplicaram a chapa 6 ao adversário desta semana. A seguir, vai aos antípodas. Se esta semana recebeu o último, para a próxima semana desloca-se ao terreno do líder, o Taipas.

Na Divisão de Honra, Série A, o destaque recaía no dérbi entre Martim (2º) e FC Roriz (13º). Os da casa venceram por 4-2, num jogo com 6 golos marcados. Para os de Martim segue-se novo jogo caseiro, frente ao Vila Chã (7º); para os de Roriz, segue-se novo dérbi, em casa, frente ao Pousa.

Pousa (3º) que se deslocou ao terreno do Caldelas (9º) e trouxe um empate a 1 bola.

O Águias de Alvelos (10º) foi derrotado pelo Celeirós (5º), fora, por 2-0. De seguida tem um confronto de Águias, em casa, recebendo os da Graça (4º).

O MARCA (14º) foi ao Sequeirense (11º) perder por 4-1, num resultado enganador, visto que apenas sofreram o 3º e 4º golos já nos últimos momentos do jogo, quando perdiam pela margem mínimo e ainda estavam dentro do jogo. Segue-se a receção ao Caldelas.

Na Série B, o Viatodos (5º) continua numa fase menos boa. Se na semana passada foi empatar ao terreno do vizinho – e “lanterna vermelha” – Louro, esta semana foi surpreendido em casa pelo Pica (8º), por 2-3. De seguida vai ao terreno do Polvoreira (4º), para tentar descolar deste adversário, visto estarem com os mesmos pontos.

Por fim, na 1ª Divisão, Série B, o Martim B (7º) travou o líder Carreira (6 lugares acima na classificação), com um empate caseiro a 1 bola. Os homens de Martim defrontarão, fora, o Realense (11º); os líderes recebem o Tadim (4º), num grande jogo em perspetiva.

Tadim que foi surpreendido pelo Granja (10º), que está 6 lugares abaixo na classificação, sendo derrotado em casa, pelos barcelenses, por 1-2. Na jornada que se segue o Granja recebe o Peões.

Por falar em Peões (14º), estes receberam a UD São Veríssimo (5º) e o marcador final apontou o empate a 3 golos, em mais um jogo com 6 golos. A equipa barcelense recebe, na próxima semana, o Soarense, 6º classificado.

Este Soarense que recebeu o “Os Ceramistas” (9º), num jogo que terminou empatado a 3 golos, em mais um jogo com 6 golos. Os homens de Galegos São Martinho descansam na próxima semana.

Por fim, mas não por último, o Ucha (2º) recebeu o Alegrienses (16º) e venceu por 2-0. De seguida, vai a Braga defrontar o Arsenal da Devesa (12º).

Fotos: AFCM/GFCP.

Gil Vicente com empate caseiro frente ao Portimonense

Outubro 26, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Golos marcados na primeira parte

Na tarde solarenga deste sábado, dia 26 de outubro, o relvado do Estádio Cidade de Barcelos recebeu mais um jogo a contar para a Liga NOS, a opor o Gil Vicente FC ao Portimonense SC, com o resultado a ditar um empate.



A contar para a 8ª jornada e sob arbitragem de Gustavo Correia (AF Porto), auxiliado por Inácio Pereira e Jorge Fernandes, com Rui Lima como 4º árbitro, o jogo contou com o seguinte alinhamento das equipas:

Gil Vicente FC – Denis, Henrique Gomes (Arthur Henrique, 47’), Rúben Fernandes, Ygor Nogueira, Fernando Fonseca, Kraev, Soares, Claude Gonçalves, Baraye (Naidji, 65’), Lourency (João Afonso, 65’) e Sandro Lima. No banco ficaram Bruno, Juan Villa, Leonardo e Lino.

Portimonense SC – Ricardo Ferreira, Hackman, Jadson, Lucas Possignolo, Fernando, Rodrigo, Pedro Sá, Lucas Fernandes, Aylton Boa Morte (Moreno, 82’), Jackson Martínez (José Gomes, 52’) e Bruno Tabata. No banco ficaram Samuel, Rômulo, Anderson, Luquinha e Cevallos.

O jogo ficou decidido, em termos de golos, logo na primeira parte. Marcaram primeiro os forasteiros, por Aylton Boa Morte, aos 40’, num grande passe de rotura de Pedro Sá para Boa Morte, que à saída de Denis, colocou em jeito para o fundo das redes. O Gil Vicente FC empatou na marcação de uma grande penalidade, por Sandro Lima, aos 45+6’, a penalizar falta sobre Baraye. Ao intervalo o resultado estava fechado: 1-1.

Na segunda parte não houve mais lances de relevo, a não ser a expulsão, por acumulação de cartões, de Claude Gonçalves, aos 89’. Estatisticamente, o Portimonense SC teve mais remates (7-5), mais posse de bola (55%-45%) e mais cantos (3-2); já os gilistas tiveram mais faltas cometidas (22-20), mais cartões amarelos (3-2) e mais vermelhos (1-0).

A próxima jornada traz uma deslocação gilista ao terreno do FC Famalicão, na próxima quarta-feira, dia 30 de outubro, pelas 21h00.

Nada de novo nos lugares cimeiros

Outubro 22, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

Há novo líder na 2ª divisão

Luís Gonçalves

Olá, caros leitores!

Mais uma semana cheia de futebol popular!

Nesta semana, nada de novo se passou nos lugares cimeiros. A supremacia dos líderes manteve-se nesta jornada.



Os líderes isolados, Leões da Serra, receberam, e venceram, o sempre difícil Macieira, que ocupa o 13º lugar, com apenas 4 pontos.

O Leões continua, assim, a sua cavalgada rumo à conquista do título. Mas na próxima jornada vai ter uma deslocação complicada…mas já lá irei.

Na perseguição está o Leocadenses, que a par do Pereira, são as duas equipas menos batidas neste campeonato, com apenas 3 golos sofridos. Leocadenses recebeu, e venceu, o Palme, por 2-1.

O Oliveira foi a única equipa forasteira a vencer na 1ª divisão. Foi a Lijó vencer por 0-1. Mas continua a ser uma das formações com mais golos marcados: 16.

Quem os ultrapassou nos golos marcados foi o Carapeços. Com a goleada desta semana, tornou-se a formação com mais golos marcados: 17. Esta semana goleou, com “chapa 6”, o Fragoso!

Remelhe somou a 4ª vitória consecutiva. Recebeu, e venceu, o Negreiros, por 2-1.  Está a 3 pontos do líder.

Tudo muito incógnito e são várias as equipas que lutam pelo título.

Volto a dizer: para mim, esta será a época em que será mais difícil vencer este campeonato.

Na próxima jornada, destaco o Fonte Coberta-Carapeços, Milhazes-Leocadenses, Palme-Remelhe e o jogo da jornada, que vos falei anteriormente, o Oliveira-Leões da Serra. Eu vou lá estar!

Na segunda divisão, houve mudança de líder, que agora é apenas um.

O São Martinho foi a Campo perder (2-1) e deitou por terra a liderança.

O vizinho de São Pedro não quis ficar atrás e também perdeu (1-2), em casa, com o agora líder Cossourado.

O Feitos, agora 2º, foi a Balugães vencer por 1-3. Feitos é a melhor defesa, com apenas 3 golos sofridos! O Baluganense tem feito um péssimo início de época!

Destaco a primeira vitória do Silva, um histórico do nosso futebol popular de Barcelos, que a conseguiu frente ao Silveiros, por 0-3.

Destaco, também, o Santa Eugénia, que ocupa um honroso 5º lugar, a par do Salvador do Campo, com 10 pontos e também a par desta mesma equipa, o Santa Eugénia é a 2ª melhor defesa, com apenas 4 golos sofridos. Início fantástico deste Santa Eugénia!

Na próxima jornada, destaco o Feitos-São Martinho.

Por esta semana é tudo. Uma semana feliz, vos deseja o amigo Luís!

Por: Luís Gonçalves*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Carreira é novo líder da sua Série em jornada de “chuva” de golos

Outubro 21, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Martim derrotado no jogo da jornada

Este foi um fim de semana de muita chuva, numa demonstração de estado meteorológico outonal, mas também de muitos golos, principalmente, nos jogos a envolverem as equipas barcelenses. Infelizmente para algumas delas, o destaque não foi os que marcaram, mas os que sofreram.



Começando pelo Pro-Nacional, o Santa Maria (16º) esteve envolvido numa das surpresas da jornada, mais, até, pela quantidade de golos que encaixou. Deslocou-se ao terreno do Vieira (13º), tendo sofrido uma goleada por 6-1. Na próxima jornada, recebe o Serzedelo, o “lanterna vermelha”.

Na Série A da Divisão de Honra, o destaque da jornada estava geolocalizado em Amares, com o líder a receber o vice-líder Martim. O marcador ditou uma vitória dos da casa, por 3-0. No entanto, este resultado permitiu, apenas, a distanciação entre ambas as equipas, sendo que os seus lugares na classificação se mantiveram. Na jornada que se segue, os homens de Martim terão um dérbi frente ao FC Roriz.

Seguem-se duas boas vitórias para equipas barcelenses. O Pousa (4º) continua numa boa senda de resultados, goleando, em casa, o Sequeirense (13º), por 4-0. Na próxima jornada deslocam-se ao Caldelas (8º).

O Águias de Alvelos (9º) também obteve uma vitória robusta, caseira, frente ao Terras de Bouro, o “lanterna vermelha”, por 3-1. De seguida, vão a Celeirós (7º).

Quem empatou foi o FC Roriz (12º), em casa e a 1 bola, na receção ao Caldelas. Segue-se, para os rorizenses, o dérbi em Martim.

Por fim, o MARCA (14º) tinha uma tarefa difícil, ao receber uma das equipas do topo da classificação, o Águias da Graça (3º). No final, os homens de Vila Cova saíram derrotados por 0-2. Deslocam-se, agora, ao Sequeirense.

Na Série B, nova surpresa para os de Barcelos. O Viatodos (3º) empatou em casa do “lanterna vermelha”, o vizinho Louro, por 1-1. Segue-se a receção ao Pica (10º).

A Série A da 1ª divisão tem novo líder e é de Barcelos. O Carreira goleou, numa autêntica “chuva de golos” (10!), o Antas (17º), por inusuais 7-3. De seguida, jogam no terreno do Martim B, em dérbi.

Não foi só esta vitória esmagadora que contribuiu para o alcançar da 1ª posição, isolada, do Carreira. Uma equipa sua conterrânea também deu uma “ajudinha”. A UD São Veríssimo (4º), a fazer um bom início de campeonato, recebeu o – então – líder Tadim (3º) e conquistou um empate a 1 bola. Na próxima jornada, jogam no terreno do Peões (16º).

Por falar em Peões, estes visitaram o “Os Ceramistas” (8º) e saíram derrotados por 2-0. Os homens de Galegos São Martinho têm uma deslocação difícil ao Soarense (6º).

Outra grande vitória foi conquistada pelo Ucha (5º), que visitou o Sete Fontes (11º) e veio de lá com uma goleada no saco, por 0-4. De seguida, recebe o Alegrienses (15º).

Por fim, em dérbi de Barcelos, o Granja (12º) recebeu o Martim B (7º). No final, o marcador apontou uma vitória forasteira por 2-3. Na próxima jornada, o Granja vai ao difícil terreno do Tadim. Já o Martim B recebe o novo líder, o Carreira, em novo dérbi barcelense.

Fotos: FCR/GFCP/UDSV/CFOC.

Ir Para Cima