Tag archive

Futebol - page 2

Para prevenção do Coronavírus, jogos estão suspensos

Março 12, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Gonçalo Santos

Olá amigos,

Antes de mais, venho, desta forma, informar todos os leitores que todos os jogos dos campeonatos do Popular estão suspensos por tempo indeterminado, conforme se pode atestar pelo Comunicado da AFPB, através do seu site oficial: http://www.afpbarcelos.pt/n/covid-19 (basta clicar para aceder automaticamente).



No que ao futebol diz respeito, mais uma jornada disputada do Campeonato Popular de Barcelos. Os três primeiros classificados não vacilaram e venceram os respetivos encontros.

O Remelhe, que é o líder da classificação venceu por 3-1, em casa, e manteve o primeiro posto; o mais próximo perseguidor, o Leões da Serra, venceu, pela margem mínima, num jogo difícil, o Oliveira e manteve o segundo lugar. Mas o maior destaque da jornada foi a goleada “das antigas” do Carapeços sobre o Fonte Coberta, por 9-0!

O Leocadenses aproveitou a derrota do Oliveira para cimentar o quarto lugar, ao vencer, “à tangente”, o Milhazes, que também está a realizar um bom campeonato. O Carvalhal aproveitou para fugir a um dos concorrentes diretos na luta pela manutenção e venceu o Aborim. Tal como o Aborim, o Lijó e o Fragoso são as equipas nas posições mais delicadas, uma vez que estão em lugares de despromoção.

O Sequeade, o Negreiros e o Paradela, que também estão no lote que luta para fugir aos lugares de despromoção, não foram além de um empate, sendo que o Sequeade e o Negreiros jogaram entre si e o Paradela empatou a 4 com o Pereira.

Na segunda divisão, vou começar pelo jogo que presenciei, e para o qual fui formalmente convidado pela equipa do Silveiros, tanto eu, como toda a equipa da Rádio Barcelos, e no qual fomos tremendamente bem-recebidos por uma direção humilde, de gente bem-educada, que sabe bem-receber e respeitar o trabalho dos órgãos de comunicação barcelenses, na qual eu agradeço a forma calorosa como fomos recebidos.

Quanto ao jogo em questão, o resultado foi favorável à equipa forasteira, o Cristelo, que venceu, e convenceu, por 0-3. O resultado não engana, a equipa do Cristelo entrou com tudo e encostou o Silveiros às cordas até conseguir o 0-2, ao rondar os 20 minutos, e o resultado foi, assim, para intervalo. No segundo tempo, o Silveiros tentou reagir e teve uma grande ocasião para reduzir, mas a ansiedade e precipitação levaram à perca de uma boa oportunidade de superioridade numérica dentro da área. Alguns minutos volvidos, o Cristelo faz o 0-3 e sentencia o jogo, e depois foi apenas cumprir o tempo regulamentar até ao términus do jogo. Uma palavra para a equipa de arbitragem, chefiada por Rui Lopes que passou despercebida no jogo e é isso que se pede a uma equipa de arbitragem: nota positiva!

Tal como na primeira divisão, os primeiros três da tabela classificativa venceram os respetivos jogos, estando no primeiro posto o S. Martinho e perseguido pelo Águas Santas e Campo, fechando, assim o pódio e os lugares de promoção à primeira Divisão.

Mas a grande vivacidade da segunda divisão está nas candidaturas à subida, uma vez que existem imensos candidatos apenas para três vagas e sendo que uma já está quase entregue, uma vez que o líder já está a 13 pontos, à maior, de distância do 4º classificado.

A lista ainda é bastante extensa e o facto de serem muitos contribui para que conquistem pontos a concorrentes diretos e a sua confiança aumente num jogo de candidatos.

Mais no final, nada de novo aconteceu nos últimos lugares e continuamos, todos, a suspirar pela primeira vitória do Silveiros, que é a única equipa dos dois campeonatos que ainda não venceu.

Despeço-me com um forte e estimado abraço, deste vosso amigo Gonçalo.

Por: Gonçalo Santos.*

Fotos: Márcio Fernandes.

Pousa na liderança da Série A da Divisão de Honra

Março 9, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Destaque para vitórias do Martim e MARCA

Este fim de semana, o destaque das equipas barcelenses nos Distritais vai para o Pousa, que subiu ao 1º lugar da Séria A da Divisão de Honra, beneficiando de uma vitória de outra equipa de Barcelos.



No Pro-Nacional, o Santa Maria (14º) visitou o Torcatense (7º), tendo perdido por 4-0. Na próxima jornada, recebe o Vieira (12º).

Na Série A da Divisão de Honra, tal como já referido, o Pousa é o novo líder, tendo derrotado, fora, o Sequeirense (11º), por 0-3. Com esta vitória e beneficiando da derrota do Amares, subiu ao 1º lugar. Na jornada seguinte, já não joga pois já o fez, quando recebeu e goleou o Caldelas (7º), por 4-1, a 29 de fevereiro.

A equipa barcelense que “ajudou” o Pousa a chegar à liderança foi o Martim (4º), que derrotou, em casa, o Amares (3º), então líder, por 1-0. Segue-se dérbi com o FC Roriz.

Outro destaque vai para o MARCA (13º), que visitou o Águias da Graça (8º) e venceu por 0-2. Segue-se receção ao Sequeirense.

Seguem-se duas derrotas barcelenses. O Águias de Alvelos (13º) foi derrotado em casa do Terras de Bouro (16º) por 2-1. De seguida, recebe o Celeirós (9º). Tal como já referido, de seguida, os rorizenses recebem o Martim.

Na Série B, o Viatodos (8º) venceu o vizinho –  e lanterna vermelha – Louro, por 2-0. Segue-se visita ao Pica (9º).

A Série A da 1ª Divisão mantém o pódio de equipas barcelenses, com a líder, o Ucha, a não jogar este fim de semana por ter o jogo anulado, frente à Associação LANK. No entanto, na próxima jornada já recebe o Sete Fontes (14º).

O 2º classificado, Granja, goleou, em casa, o Antas (16º), por 5-1. Visita o Martim B a seguir.

Carreira, 3º classificado, teve uma boa vitória caseira, frente ao Maximinense (6º), por 3-1. De seguida, visita o Antas.

Às portas do pódio, o “Os Ceramistas” teve um teste difícil, frente ao Tadim (5º), em casa, com o jogo a terminar empatado a 2 golos e com alguma confusão entre adeptos visitantes e forças de autoridade. Na jornada seguinte, visitam o Peões (15º).

Por falar em Tadim, esta equipa recebe, na próxima jornada, a UD São Veríssimo (7º), que nesta jornada goleou, em casa, o Martim B, por 6-1. Como já referido, os homens de Martim recebem os do Granja na próxima jornada.

Fotos: GDUT/AFCM/GFCP.

Estamos a 1…

Março 6, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Hugo Pinto

Esta semana, como na anterior, estamos a 1 ponto do líder. A grande diferença é que, agora, olhamos de baixo para cima. Nada que não fosse de prever, olhando à forma como o nosso Glorioso vem jogando.



Efetivamente, a defesa tem cometido erros bastantes. Ferro mais parece de madeira e Grimaldo, que nos habituou a ser, muitas vezes, o melhor em campo, tem sido uma nódoa defensivamente. Alguns dos golos recentemente sofridos são, claramente, fruto da falta de trabalho defensivo deste nosso lateral esquerdo.

Bruno Lage, de quem continuo a ser um sério defensor, diz que enquanto os jogadores “correrem” estará tudo bem. Creio de deste “correrem” se possa ler “enquanto derem o máximo”. E efetivamente, Grimaldo não tem dado o máximo. Não há alternativa? Há. Não é alternativa à altura? Já é discutível. Mas então, temos de questionar até que ponto terá feito sentido investir 20 M€ no Weigl, em vez de dois laterais, um esquerdo e um direito. E a dez milhões cada, mais euro, menos euro, duvido que não se conseguissem dois suplentes jeitosinhos. Mas são opções de gestão que a razão desconhece…

Voltando a Bruno Lage, de quem sou apreciador, reitero, gostei das suas palavras na Gala do Benfica. Gostei da inteligência e da maturidade que revelou ao dizer que também deve estar agradecido “aos que assobiam”. Porque, na verdade, estes são mesmo os adeptos mais apaixonados. Os que sofrem de verdade. E os assobios, muitas vezes, não passam de arrufos de namorados.

Acontece que o futebol, por vezes, faz-se de irracionalidades. E espero que Bruno Lage não esteja a ser demasiado racional e não se habitue demasiado aos assobios…e aos lenços brancos. Porque vai na volta e os arrufos transformam-se em violência doméstica que, como se sabe, deverá sempre ser intolerada. Vai na volta, há denúncia e Bruno Lage acaba de malas feitas. Desnecessário. Mas não impossível, na medida em que, em termos práticos, mandou 8 pontos às malvas, conseguindo passar de um confortável 1º lugar na classificação para um esperançoso 2º lugar. Só que, agora, temos de rezar para que o FCP escorregue. O que, noutros tempos, seria quase uma impossibilidade. Ah! E “nós” não podemos escorregar mais…a ver vamos.

Viva o Benfica.

E pluribus unum

Por: Hugo Pinto*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

“Os deuses devem estar loucos!”

Março 6, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, leitores do BnH!

Esta jornada fez-me lembrar o título de um filme clássico: “Os deuses devem estar loucos!”



Começando pelo jogo do Porto, confesso que estava com receio deste jogo. O FCP, historicamente, tem sempre muita dificuldade nas ilhas. 

Começámos bem e a marcar. O “patinho feio” Manafá decidiu arriscar, progrediu com bola, tabelou com o médio e fez um grande golo! O Santa Clara criou imensas dificuldades e fomos felizes com as bolas que levámos nos “ferros”.

Na segunda parte, ainda falhámos um penalty, mas isso não nos abalou animicamente porque, logo a seguir, e num livre lateral bem batido por Sérgio Oliveira, o defesa goleador Marcano selou, de cabeça, uma vitória justa e difícil. O nosso nível exibicional não é primoroso, por vezes sofrível, mas o que importa é ganhar.

O próximo jogo é em casa, mas é tremendamente difícil. O Rio Ave é das melhores, e mais experientes, equipas da Liga NOS.

SC terá que reinventar novas dinâmicas para tentar desbloquear jogos porque vamos jogar contra equipas que vão defender imenso, que vão jogar fechadas, que vão explorar erros e tentar aproveitar contra-ataques.

Consistência defensiva, equilíbrio emocional, criatividade, discernimento e competência são palavras-chave para a nossa equipa.

É necessário que os adeptos passem confiança, apoio e carinho e que não passem tensão e ansiedade. 

Portanto, vai com tudo, meu Porto! 

À parte da competição nacional, fiquei imensamente desiludido com a campanha europeia do FCP este ano. Sem chama e sem respeito pela história. Mas é o que é e não há nada a fazer!  Foi zero, desportivamente e financeiramente!

E não é, que sem que nada o fizesse prever, o Porto, esta semana, atingiu a liderança do campeonato??!!…Ups!

Parafraseando LFV: “o que passou-se”????…Ainda há semanas estávamos a 7 pontos! É impressionante como no Futebol tudo muda e como se passa de besta a bestial num ápice! E perguntam-me vocês: mas, ó Vítor, não tinhas atirado a toalha ao chão??? Sim, é verdade e ela continua no chão.  Não me iludo. Sei que o Porto não tem uma equipa fora de série, que está “teso”, que é inconstante e que o rival escolhe “os padres que quer, para as missas que pretende”…Onde será que li isto???…Com que então Pizzi falhou um penalty??? Será que “somos Pizzi” já que, há duas semanas, éramos todos Jackson???…”E esta hein?!”

Vou disfrutar, ao máximo, desta semana, porque a qualquer momento posso ter que voltar a olhar para cima. Para já, a vista de cima é ótima! 

É impressão minha ou isto anda tudo maluco no futebol português??! São buscas, são adjuntos que custam 10 milhões de euros, etc.!…Onde será que isto vai parar?!

Abraços e venha de lá esse futebol!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Mais importante que o resultado, a saúde do nosso jogador

Março 6, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Lucília Santos

Olá a todos os leitores do BnH!

Este jogo com o Boavista foi marcado pela importante vitória do nosso Gil Vicente e pelo susto do jogador João Afonso. Ele está bem e, mais importante que o resultado, era isto! A saúde do nosso jogador.



Na primeira parte, vimos, desde cedo, uma certa superioridade do Gil Vicente no meio campo e a criar grandes oportunidades de golo, no entanto, perdíamos na finalização.

Na segunda parte, vimos um Boavista a querer reagir, mas o Gil Vicente continuava por cima do jogo e, aos 76m, Sandro Lima faz o único golo da partida. O Gil Vicente adiantava-se, assim, justamente, no marcador. Foi a partir desse instante, que o Boavista soltou as garras e tentou chegar à igualdade. Mas sem sucesso.

O jogo já estava nos descontos, quando uma bola disputada no ar fez com que João Afonso caísse inanimado no chão e gelava o Estádio do Bessa. Nesse momento, o resultado era o menos importante! Mal a ambulância abandonou o relvado, o árbitro deu por terminada a partida. Nunca uma vitória do meu clube me tinha caído tão mal. Era impossível festejar, quando não se sabia o estado do jogador. Felizmente, o João Afonso está bem e já regressou aos treinos! Foi uma vitória muito importante e estamos, cada vez mais, perto do nosso objetivo: a manutenção!

No próximo domingo, às 17h00, recebemos o Santa Clara. Como é Dia da Mulher, todas as mulheres têm entrada gratuita no estádio, bem como menores de 16 anos!

Espero por vocês, domingo, na nossa fortaleza!

Por: Lucília Santos.*

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade da autora)

Quo Vadis, Sporting?

Março 6, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Ricardo Moreira

Bem-haja, caros leitores do BnH!

Os Sportinguistas não têm direito a um pouco de paz?

É que, semana após semana, parece-me cada vez pior a “emenda que o soneto”!



Já não bastava a aparição: “regresso do louco”, que depois de ser expulso, quer se recandidatar à presidência do Sporting, como se os Sportinguistas andassem cheios de saudades dos campeonatos que ele nos deu, do assalto a Alcochete de que ele nada soube, dos seus mirabolantes “posts” e providencias cautelares, e principalmente das contas da tesouraria do clube, que ele deixou!

Agora temos um ex-treinador, que fez de elemento do departamento de comunicação, anunciando, em primeira mão, o seu sucessor no clube! Hilariante! E vão 6 técnicos em tão pouco tempo! Desesperante!

E o novo técnico, Rúben Amorim, com meia dúzia de jogos no currículo, (só) custou 10 milhões!

Afinal, temos ou não temos dinheiro? Precisamos, ou não, de reduzir massa salarial?

É que não estou a ver Rúben Amorim fazer o que quer que seja com este pseudo-plantel, que mais uma vez, desta feita, em Vila Nova de Famalicão, perdeu, sem apelo, nem agrado, com toda a justiça, por 3-1!

Até porque, já li, que uma das condições essenciais para que aceitasse ser o novo treinador do Sporting, prende-se com a necessidade de querer abraçar um projeto competitivo, ou seja, contar com um núcleo de futebolistas com categoria internacional, que será necessário contratar!

E quê? O dinheiro da venda do craque Bruno Fernandes (que já encanta Inglaterra, diga-se!), vai dar para tudo e mais alguma coisa?

Eu até concordo que se comece a preparar já a nova época, para evitar a catástrofe que está a ser esta! Mas gastar já 10 milhões, só na clausula de rescisão do novo técnico, num clube que apregoa que é necessário reduzir custos, reduzir massas salarias e que vai, agora, querer fazer um investimento para que seja possível ombrear com FC Porto e SL Benfica, já na próxima época!

Aguardarei para ver, pois, até nisso, esta direção é desesperante, pois nem se limita a informar sócios, adeptos e simpatizantes das suas pretensões! É mesmo uma pouca miséria!

A realidade é que cada vez percebo menos este Presidente, esta Direção e, apesar de acima de tudo, sempre Sportinguista, parece-me que, erradamente, queremos “renascer das cinzas” de um dia para outro e já não sei, de todo, onde isto nos vai levar!

Desporto é Vida! Viva o Desporto com Respeito e Fair-play!

Por: Ricardo Moreira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Novidades, surpresas e mudanças

Março 4, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Luís Gonçalves

Olá, caros leitores!

Eis-me, mais uma vez, de volta à titularidade!

Uma semana com novidades, surpresas e mudanças! Sim…tudo isto numa só jornada!

Começo pelas novidades: há novo líder na 1ª! Se há novo líder…há mudanças.



O novo líder é o Remelhe. Depois de tanta perseguição, e em “pezinhos de lã”, os homens comandados por Serginho lá chegaram ao topo. Conquistaram a oitava vitória fora de portas, desta feita, num terreno, também ele, complicado. Foram a Negreiros vencer por 0-2.

O Leões caiu para o 2º posto. Depois de tantas semanas a liderar, os homens comandados por Miguel Campos sentiram o sabor amargo da “maçã”! Empataram a 0 em Macieira e tiveram uma “digestão” bastante difícil. Foi a única jornada em que o Leões da Serra ficou em branco, ao cabo de 22 jornadas. E nas duas últimas deslocações, o Leões da Serra perdeu 5 pontos!

No 3º lugar continua o Carapeços. Foi a Fragoso vencer por 0-4. Mas está, agora, a 3 pontos do líder.

O Leocadenses mantém o 4º lugar. Também jogou fora e venceu o Palme por 0-2.

O Oliveira, que está no 5º lugar, venceu à tangente! Como sabemos, o Oliveira tem sempre mais dificuldades em casa do que fora, mas nesta semana venceu, por 3-2, o Lijó, último classificado.

Quem recuperou de um pesadelo e conseguiu um resultado de sonho foi o Paradela, que recebeu o Perelhal e goleou por 5-2. Na jornada anterior tinha sido goleado pelo Leões da Serra por 8-0!

Tem sido um campeonato soberbo e super emotivo! Este é o nosso futebol popular de Barcelos!

Na próxima jornada, destaco o Remelhe-Palme, Carapeços-Fonte Coberta, Lijó-Fragoso – na luta pela manutenção – e o jogo da jornada, o Leões da Serra-Oliveira, por todas as circunstâncias: o Leões apenas perdeu 2 pontos em casa e o Oliveira é fortíssimo fora de casa. Um jogo a não perder!

Na segunda divisão, o São Martinho voltou a “arregaçar as mangas” e venceu o Campo, 3º classificado, por 0-1.

O 2º lugar pertence ao Águas Santas. Esta equipa que, pé ante pé, vai subindo na tabela classificativa, venceu o Chorente, por 6-3, e, além disso, é o melhor ataque, com 57 golos marcados! Fantástico, este Águas Santas!

O Bastuço também tem feito um campeonato de se lhe tirar o chapéu! A par do Silva e Pedra Furada, ocupa o 4º lugar, fruto da vitória conseguida em Cristelo, por 0-2.

O Silva venceu o Silveiros por 4-0. Está numa boa fase esta equipa do Silva!

O Pedra Furada, numa fase menos boa, voltou a perder pontos. Empatou em casa com o Carvalhas.

O Estrelas conseguiu uma importante vitória. Foi a Cossourado vencer por 2-3. Mantém-se, assim, na luta pela subida.

Tudo muito incógnito quanto às subidas e muitas equipas na luta!

Está “deliciosa” esta 2ª divisão!

Na próxima jornada, destaco dois jogos: o São Martinho-Feitos e o jogo da jornada, Estrelas-Águas Santas.

Por esta semana é tudo. Uma semana feliz, vos deseja o amigo Luís!

Por: Luís Gonçalves*.

Fotos: Márcio Fernandes.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Já não há equipas de Barcelos na Taça distrital

Março 2, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Esta foi uma semana (a passada) de Taça da Associação de Futebol de Braga, com jogos disputados a 25 de fevereiro, dia de Carnaval, e este domingo.



O Desportivo de Ronfe, da Divisão de Honra, foi o “carrasco” das últimas equipas barcelenses ainda em prova.

Primeiro, no dia de Carnaval, recebeu o primodivisionário Viatodos, em jogo em atraso, relativo à 4ª eliminatória. A equipa de Barcelos “mascarou-se” de “cordeiro” e foi “presa fácil” para os homens do concelho famalicense, perdendo por 5-0.

Igualmente da Divisão de Honra, o MARCA, também de Barcelos, recebeu este mesmo Desportivo de Ronfe, no passado domingo, em jogo a contar para os oitavos de final. Novamente, os barcelenses “saíram a perder”, sendo a equipa de Vila Cova derrotada por 0-1.

Gil Vicente derrota Boavista em pleno Bessa

Março 1, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

João Afonso perde os sentidos, mas já se encontra bem

O Estádio do Bessa XXI recebeu o jogo Boavista FC – Gil Vicente FC, a contar para a 23ª jornada da Liga NOS.



Com arbitragem de Hélder Malheiro (AF Lisboa), coadjuvado por Rui Cidade e José Luzia, com João Malheiro Pinto (AF Lisboa) como 4º árbitro, o jogo contou com os seguintes alinhamentos de equipas:

Boavista FC – Helton Leite, Carraça, Lucas, Ricardo Costa, Fabiano, Njie (Mateus, 63’), Reisinho, Gustavo Sauer, Ackah (Heriberto, 81’), Stojiljkovic e Cassiano (Paulinho, 63’). No banco ficaram Bracali, Obiora, Marlon e Dulanto.

Gil Vicente FC – Denis, Fernando Fonseca, Ygor Nogueira, Rúben Fernandes, Arthur Henrique, Kraev (João Afonso, 85’), Soares, Claude Gonçalves, Baraye (Rúben Ribeiro, 71’), Lourency (Samuel Lino, 87’) e Sandro Lima. No banco ficaram Bruno, Hugo Vieira, Edwin Vente e Ahmed Isaiah.

O jogo foi muito equilibrado, como se vê pela percentagem de posse de bola (51%-49% para os boavisteiros), e que foi decidido a partir do minuto 75. O suspeito do costume, Sandro Lima, aos 77’, marcou o único golo da partida, dando a vitória ao Gil Vicente FC. Na marcação de um canto, Nogueira cabeceia para o centro da área, onde o avançado brasileiro recebe à vontade, vira-se e remate para o fundo das redes boavisteiras.

Resultado final: Boavista FC 0 – Gil Vicente FC 1.

Este jogo ficou também marcado pela lesão e perda de sentidos de João Afonso, num lance com Mateus. Ainda antes de sair do relvado, de ambulância, o brasileiro recuperou os sentidos, levando a uma ovação geral de todos, sendo de salientar o fair-play dos adeptos do Boavista FC.

Com esta vitória, o objetivo manutenção fica ainda mais próximo. Provisoriamente, os gilistas estão no 8º lugar, com 29 pontos. A 8 de março, pelas 17h00, o Gil Vicente FC recebe o Santa Clara.

Iremos duas vezes ao Marquês

Fevereiro 28, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Hugo Pinto

Esta semana há crónica desportiva e homenagem a um velho amigo. Ou se calhar, antigo. Talvez o mais antigo. Como dizia Vinícius de Moraes “não precisa de ser velho. Não precisa apenas de ser novo. Precisa apenas ser amigo”. E este, velho de umas formas, novo de outras, mas de certeza o mais antigo que conservo (há mais de 30 anos, diria…) oferece-nos esta semana o artigo para esta crónica. Um grande abraço, David Matos.



Na quinta-feira passada, algures durante a manhã, este amigo colocou no Facebook a seguinte mensagem: “O Benfica hoje não passa. Se quiserem, logo explico porquê”. Não sei qual era o efeito pretendido, mas se era aguçar a curiosidade alheia, foi um sucesso estrondoso. Choveram comentários de toda a espécie, uns mais objetivos do que outros, mas tudo à volta do mesmo: Estamos a jogar pouco.

Umas horas depois, o Benfica é eliminado das competições europeias. Inevitavelmente, foi toda a gente perguntar ao David a que se deveu tão certeiro prognóstico. Ao que ele respondeu lembrando as palavras de LFV, que disse que iríamos duas vezes ao Marquês, sendo que ainda estávamos a disputar três competições. Logo, na leitura deste amigo, LFV estava a descartar as competições europeias.

Eu concordo com esta leitura, parcialmente. Acredito que para a Estrutura de Gestão do Benfica, o projeto desportivo seja um mero empecilho nesta indústria de especulação de passes de jogadores. O problema é que, tal como aquele aluno que trabalha em mínimos, para o satisfaz, e depois apanha uns baldes de água fria, também este Benfica de serviços mínimos tem tido uns belos amargos de boca. E uma boa explicação pode residir precisamente nesta mentalidade. Serviços Mínimos.

Está na hora de mudar de paradigma. Ou de…“Estrutura de Gestão”.

O Benfica é muito mais do que os homens que por lá passam.

E já agora, muitos parabéns, Glorioso, que no dia de hoje completas a bela idade de 116 anos.

Viva o Benfica.

E pluribus unum.

Por: Hugo Pinto*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Ir Para Cima