Tag archive

Futebol - page 3

Novidades, surpresas e mudanças

Março 4, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Luís Gonçalves

Olá, caros leitores!

Eis-me, mais uma vez, de volta à titularidade!

Uma semana com novidades, surpresas e mudanças! Sim…tudo isto numa só jornada!

Começo pelas novidades: há novo líder na 1ª! Se há novo líder…há mudanças.



O novo líder é o Remelhe. Depois de tanta perseguição, e em “pezinhos de lã”, os homens comandados por Serginho lá chegaram ao topo. Conquistaram a oitava vitória fora de portas, desta feita, num terreno, também ele, complicado. Foram a Negreiros vencer por 0-2.

O Leões caiu para o 2º posto. Depois de tantas semanas a liderar, os homens comandados por Miguel Campos sentiram o sabor amargo da “maçã”! Empataram a 0 em Macieira e tiveram uma “digestão” bastante difícil. Foi a única jornada em que o Leões da Serra ficou em branco, ao cabo de 22 jornadas. E nas duas últimas deslocações, o Leões da Serra perdeu 5 pontos!

No 3º lugar continua o Carapeços. Foi a Fragoso vencer por 0-4. Mas está, agora, a 3 pontos do líder.

O Leocadenses mantém o 4º lugar. Também jogou fora e venceu o Palme por 0-2.

O Oliveira, que está no 5º lugar, venceu à tangente! Como sabemos, o Oliveira tem sempre mais dificuldades em casa do que fora, mas nesta semana venceu, por 3-2, o Lijó, último classificado.

Quem recuperou de um pesadelo e conseguiu um resultado de sonho foi o Paradela, que recebeu o Perelhal e goleou por 5-2. Na jornada anterior tinha sido goleado pelo Leões da Serra por 8-0!

Tem sido um campeonato soberbo e super emotivo! Este é o nosso futebol popular de Barcelos!

Na próxima jornada, destaco o Remelhe-Palme, Carapeços-Fonte Coberta, Lijó-Fragoso – na luta pela manutenção – e o jogo da jornada, o Leões da Serra-Oliveira, por todas as circunstâncias: o Leões apenas perdeu 2 pontos em casa e o Oliveira é fortíssimo fora de casa. Um jogo a não perder!

Na segunda divisão, o São Martinho voltou a “arregaçar as mangas” e venceu o Campo, 3º classificado, por 0-1.

O 2º lugar pertence ao Águas Santas. Esta equipa que, pé ante pé, vai subindo na tabela classificativa, venceu o Chorente, por 6-3, e, além disso, é o melhor ataque, com 57 golos marcados! Fantástico, este Águas Santas!

O Bastuço também tem feito um campeonato de se lhe tirar o chapéu! A par do Silva e Pedra Furada, ocupa o 4º lugar, fruto da vitória conseguida em Cristelo, por 0-2.

O Silva venceu o Silveiros por 4-0. Está numa boa fase esta equipa do Silva!

O Pedra Furada, numa fase menos boa, voltou a perder pontos. Empatou em casa com o Carvalhas.

O Estrelas conseguiu uma importante vitória. Foi a Cossourado vencer por 2-3. Mantém-se, assim, na luta pela subida.

Tudo muito incógnito quanto às subidas e muitas equipas na luta!

Está “deliciosa” esta 2ª divisão!

Na próxima jornada, destaco dois jogos: o São Martinho-Feitos e o jogo da jornada, Estrelas-Águas Santas.

Por esta semana é tudo. Uma semana feliz, vos deseja o amigo Luís!

Por: Luís Gonçalves*.

Fotos: Márcio Fernandes.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Já não há equipas de Barcelos na Taça distrital

Março 2, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Esta foi uma semana (a passada) de Taça da Associação de Futebol de Braga, com jogos disputados a 25 de fevereiro, dia de Carnaval, e este domingo.



O Desportivo de Ronfe, da Divisão de Honra, foi o “carrasco” das últimas equipas barcelenses ainda em prova.

Primeiro, no dia de Carnaval, recebeu o primodivisionário Viatodos, em jogo em atraso, relativo à 4ª eliminatória. A equipa de Barcelos “mascarou-se” de “cordeiro” e foi “presa fácil” para os homens do concelho famalicense, perdendo por 5-0.

Igualmente da Divisão de Honra, o MARCA, também de Barcelos, recebeu este mesmo Desportivo de Ronfe, no passado domingo, em jogo a contar para os oitavos de final. Novamente, os barcelenses “saíram a perder”, sendo a equipa de Vila Cova derrotada por 0-1.

Gil Vicente derrota Boavista em pleno Bessa

Março 1, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

João Afonso perde os sentidos, mas já se encontra bem

O Estádio do Bessa XXI recebeu o jogo Boavista FC – Gil Vicente FC, a contar para a 23ª jornada da Liga NOS.



Com arbitragem de Hélder Malheiro (AF Lisboa), coadjuvado por Rui Cidade e José Luzia, com João Malheiro Pinto (AF Lisboa) como 4º árbitro, o jogo contou com os seguintes alinhamentos de equipas:

Boavista FC – Helton Leite, Carraça, Lucas, Ricardo Costa, Fabiano, Njie (Mateus, 63’), Reisinho, Gustavo Sauer, Ackah (Heriberto, 81’), Stojiljkovic e Cassiano (Paulinho, 63’). No banco ficaram Bracali, Obiora, Marlon e Dulanto.

Gil Vicente FC – Denis, Fernando Fonseca, Ygor Nogueira, Rúben Fernandes, Arthur Henrique, Kraev (João Afonso, 85’), Soares, Claude Gonçalves, Baraye (Rúben Ribeiro, 71’), Lourency (Samuel Lino, 87’) e Sandro Lima. No banco ficaram Bruno, Hugo Vieira, Edwin Vente e Ahmed Isaiah.

O jogo foi muito equilibrado, como se vê pela percentagem de posse de bola (51%-49% para os boavisteiros), e que foi decidido a partir do minuto 75. O suspeito do costume, Sandro Lima, aos 77’, marcou o único golo da partida, dando a vitória ao Gil Vicente FC. Na marcação de um canto, Nogueira cabeceia para o centro da área, onde o avançado brasileiro recebe à vontade, vira-se e remate para o fundo das redes boavisteiras.

Resultado final: Boavista FC 0 – Gil Vicente FC 1.

Este jogo ficou também marcado pela lesão e perda de sentidos de João Afonso, num lance com Mateus. Ainda antes de sair do relvado, de ambulância, o brasileiro recuperou os sentidos, levando a uma ovação geral de todos, sendo de salientar o fair-play dos adeptos do Boavista FC.

Com esta vitória, o objetivo manutenção fica ainda mais próximo. Provisoriamente, os gilistas estão no 8º lugar, com 29 pontos. A 8 de março, pelas 17h00, o Gil Vicente FC recebe o Santa Clara.

Iremos duas vezes ao Marquês

Fevereiro 28, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Hugo Pinto

Esta semana há crónica desportiva e homenagem a um velho amigo. Ou se calhar, antigo. Talvez o mais antigo. Como dizia Vinícius de Moraes “não precisa de ser velho. Não precisa apenas de ser novo. Precisa apenas ser amigo”. E este, velho de umas formas, novo de outras, mas de certeza o mais antigo que conservo (há mais de 30 anos, diria…) oferece-nos esta semana o artigo para esta crónica. Um grande abraço, David Matos.



Na quinta-feira passada, algures durante a manhã, este amigo colocou no Facebook a seguinte mensagem: “O Benfica hoje não passa. Se quiserem, logo explico porquê”. Não sei qual era o efeito pretendido, mas se era aguçar a curiosidade alheia, foi um sucesso estrondoso. Choveram comentários de toda a espécie, uns mais objetivos do que outros, mas tudo à volta do mesmo: Estamos a jogar pouco.

Umas horas depois, o Benfica é eliminado das competições europeias. Inevitavelmente, foi toda a gente perguntar ao David a que se deveu tão certeiro prognóstico. Ao que ele respondeu lembrando as palavras de LFV, que disse que iríamos duas vezes ao Marquês, sendo que ainda estávamos a disputar três competições. Logo, na leitura deste amigo, LFV estava a descartar as competições europeias.

Eu concordo com esta leitura, parcialmente. Acredito que para a Estrutura de Gestão do Benfica, o projeto desportivo seja um mero empecilho nesta indústria de especulação de passes de jogadores. O problema é que, tal como aquele aluno que trabalha em mínimos, para o satisfaz, e depois apanha uns baldes de água fria, também este Benfica de serviços mínimos tem tido uns belos amargos de boca. E uma boa explicação pode residir precisamente nesta mentalidade. Serviços Mínimos.

Está na hora de mudar de paradigma. Ou de…“Estrutura de Gestão”.

O Benfica é muito mais do que os homens que por lá passam.

E já agora, muitos parabéns, Glorioso, que no dia de hoje completas a bela idade de 116 anos.

Viva o Benfica.

E pluribus unum.

Por: Hugo Pinto*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

O resultado mais justo era o empate

Fevereiro 28, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Lucy Santos

Olá a todos os leitores do BnH!

Na passada segunda-feira, recebemos o SL Benfica na nossa fortaleza! Grande jogo no Estádio Cidade de Barcelos! Quase uma semana antes, já os bilhetes haviam esgotado! Queria sempre assim o estádio da minha cidade: cheio. O ambiente é outro! Mas, na passada segunda-feira, não foi, de todo, o ambiente que eu queria. Queria um estádio todo a torcer pelo clube da minha cidade.



Um jogo muito difícil contra um campeão nacional, que vinha de duas derrotas seguidas para o campeonato, e um Gil Vicente que precisava de pontuar para conseguir a manutenção.

Criámos bastantes oportunidades de golo, mas a eficácia do Benfica valeu o golo, logo na primeira parte, aos 15 minutos, que veio ditar o resultado final.

Mas o Gil Vicente não se deixou abalar e continuámos na luta, corremos sempre atrás do golo. Aos 62 minutos, Sandro Lima viria a ser tocado na grande área, ainda reclamando penalty, mas de nada serviu. Conseguimos encostar o Benfica no seu meio campo. No final, o resultado mais justo era o empate.

Na próxima jornada, que será no próximo sábado, vamos ao Bessa e com o apoio de todos queremos trazer de lá os 3 pontos!

Para isso, precisamos de todos vocês!

Reservem o vosso lugar na página da claque oficial Nação Barcelense!

Até sábado, Lucília.

Por: Lucy Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade da autora)

Finito

Fevereiro 28, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Ricardo Moreira

Bem-haja, caros leitores do BnH!

E agora?

Resta-nos, apenas e só, lutar pelo 3° lugar na Liga (e ainda estamos em fevereiro)!



Obviamente que não se previa uma época nada fácil!

Depois do “trauma” de Alcochete, das rescisões, de toda a controvérsia que continuamos a viver com as claques, com a “dança de treinadores”, com os melhores jogadores que se foram! Silas, digas o que disseres, B. Fernandes a 50% faz falta a esta pseudo-equipa, que simplesmente não consegue segurar um resultado, para garantir a passagem da eliminatória, contra uma equipa tão fraquinha como o Basaksehir!

Eu disse, que no meio de toda esta turbulência, podíamos aproveitar para este ano ser o tal “ano zero”! Mas, na minha opinião, de todo, foi um ano desperdiçado! Neste momento, “todos ralham e ninguém tem razão”.

Tudo começou a 4 de agosto, com derrota pesada contra o Benfica, para a Supertaça (0-5 – começar tão mal a época tem o seu peso). Seguiu-se 18 de outubro, derrota contra o Alverca na Taça de Portugal (0-2 – uma equipa do Campeonato de Portugal).

Veio 21 de janeiro, derrota contra o Braga na Taça da Liga (1-2 – éramos os detentores da Taça da Liga).

E, agora, 27 de fevereiro, derrota contra o Basaksehir, na Liga Europa (1-4).

Depois de no jogo da primeira mão (realizámos um excelente jogo), no nosso estádio, termos ganho por 3-1, e podiam ter sido uns 7!!! Eis que, passada uma semana, fazemos uma péssima exibição, contra uma equipa fraca! Nem estofo tivemos, na parte final do jogo, para, pelo menos, segurarmos o resultado e a eliminatória!

Reflexo da nossa época, uma autêntica “montanha-russa” nas exibições, e fora das quatro linhas, infelizmente, é a péssima imagem que continuamos a mostrar!

Pior de tudo, o futebol Português vive de controvérsias, vive de polêmicas, vive de “violência”, vive de agressividades, vive de falta de transparência, vive do negócio (obscuro tantas vezes)… e isso reflete-se a nível Europeu, onde já nem numa Liga Europa (quanto mais numa Liga dos Campeões) conseguimos ser fortes e, por isso mesmo, estamos já todos eliminados!!!

Desporto é Vida! Vive o Desporto com Respeito e Fair-Play!

Por: Ricardo Moreira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Não sabemos que Porto iremos ter até final

Fevereiro 28, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Vítor Sá Pereira

Olá, leitores do BnH!

Mais uma jornada e não foi desta que o FCP passou para primeiro…LOL!



Se tiver que passar, que seja apenas na última jornada. Daria mais gosto e maior produção de melão, mas até acontecer, o melão está a ser produzido por nós. 

Falando agora do jogo atípico frente ao Portimonense, confesso que senti, nos primeiros minutos, que o Porto estava ansioso em querer marcar cedo para libertar a tensão, mas isso não aconteceu, o tempo ia passando; o Portimonense cada vez mais fechado; as tomadas de decisão eram precipitadas; o Dragão começava a tremer e a roer unhas. A entrada de Nakajima agitou o jogo, mas o ataque estava desinspirado…e até que o suspeito do costume, Alex Telles, decide arremessar um “saco de cimento” para a baliza do Portimonense e, dessa forma, desbloquear o jogo e conseguir a vitória! Infelizmente, o FCP, nestes momentos, acusa imensa pressão! É evidente a falta de estofo e isso é preocupante porque não sabemos que Porto iremos ter até final.

Valeu-nos, neste jogo, o Jackson Martínez atirar a bola para a Ponte do Freixo, na grande penalidade! Ele, que na época 2014-2015, falhou, da mesma forma, frente a Oblak, numa meia final da Taça da Liga! Mas isso, alguns não se lembraram!

Que nunca nos chamem os nomes que chamaram ao Jackson, nem que nunca nos metam em causa o carácter, honra e profissionalismo, tal como fizeram com o colombiano. Que mesmo, infelizmente, “coxo” é um grande avançado e que, mesmo neste jogo, nos deu muito trabalho. Aliás, ele, em boas condições físicas, não estava no nosso campeonato. 

O jogo frente ao Santa Clara será tremendamente difícil.

Permitam-me que dê uma breve palavra a cerca do Gil Vicente x SLB. Não vou falar do golo irregular, nem do penalty claro que favorecia o Gil Vicente. 

Vou falar de uma coisa que me entristeceu.  Sim, todos são livres de apoiar quem quiser e ainda bem que é assim! Mas ver sócios do Gil a apoiar o Benfica na mesma cadeira em que apoiam o Gil no resto do ano é “inacreditável”! Eu não sou nenhum “santo”, mas nesta situação pedia-se discrição e respeito pela cidade e clube, que são, orgulhosamente, de todos nós! Dessa forma, nunca chegaremos a ser “Guimarães”!

Viva Barcelos, o Gil e o FCP!

Boa sorte para o OCB frente ao SCP.

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

[Ndr: o artigo foi entregue à redação, pelo autor, antes do jogo de dia 27.02.2020, a contar para a Liga Europa]

Abade de Neiva manifesta vontade de voltar ao Popular

Fevereiro 28, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Gonçalo Santos

Olá, família do futebol popular!

Esta semana, mais algumas boas notícias para o nosso campeonato! O Abade de Neiva, através do seu diretor, o meu amigo Carlos Pereira, confirmou-me que já manifestaram, junto da AFPB, a vontade de regressar ao nosso futebol sénior já na próxima temporada e, brevemente, também ambicionam colocar relva sintética.



E por falar em relva sintética, o Pereira já estreou o seu relvado sintético, o que é algo de muito positivo para o nosso futebol e para o concelho de Barcelos! Acho que estamos no bom caminho, apesar de considerar que estamos 15 anos atrasados em relação à maioria dos concelhos do nosso país, mas isso já é outro assunto que nada tem a ver com o nosso futebol.

Este fim de semana fui assistir a mais uma partida de futebol. O bichinho do futebol, quer como treinador, quer como diretor, fazem-me fazer diretas do trabalho para os campos de futebol, onde continuo a ser bem-recebido por todos.

Esta semana fui assistir ao jogo Leocadenses – Negreiros, que se disputou em Abade de Neiva, no campo de futebol onde já não ia há imenso tempo e, como não podia deixar de ser, fui magnificamente recebido pelo meu amigo Carlos Pereira, que me recebeu e me colocou a par das boas novidades sobre o futuro do clube local.

Quanto ao jogo, teve duas fases bem distintas, em que na primeira metade, a turma de Negreiros saiu a vencer justamente, mas ao intervalo, o “puxão de orelhas” do mister Manike aos seus jogadores resultou numa justa reviravolta no marcador e o Leocadenses venceu por 2-1. O Leocadenses, com esta vitória, ficou mais sólido no quarto lugar, fugindo ainda mais ao Oliveira, que perdeu, foi goleado, pelo Carapeços, que está a 4 pontos do líder Leões da Serra, que venceu, e convenceu, com uma estrondosa vitória sobre o Paradela, por 8-0!

O Remelhe venceu em casa o Carvalhal, pela margem mínima, e continua no segundo posto a apenas um ponto do líder e, com esta vitória, deixou o Carvalhal numa posição delicada e na luta pela manutenção. No sábado de tarde também assisti à primeira metade do Pereira – Palme, onde o Pereira saiu a vencer para o intervalo por 3-0, terminando o jogo a 5-3 para os locais, noutro jogo com 8 golos!

Mais no fundo da tabela, a luta pela fuga aos lugares de despromoção continua renhida, estando o Lijó na posição mais delicada, a 9 pontos do último lugar de manutenção e com mais duas equipas nos lugares acima e também de despromoção, são elas o Aborim e o Fragoso, sendo que o Fragoso está apenas a um ponto do Fonte Coberta e do Carvalhal.

Na Segunda Divisão, o S. Martinho venceu o vizinho S. Mamede e é, cada vez mais, candidato a vencer o campeonato, uma vez que os perseguidores têm vindo, recorrentemente, a perder pontos, cifrando-se a diferença em 7 pontos.

O segundo classificado é o Campo que, após o período conturbado, já vai com duas vitórias consecutivas.

Depois da derrota em Creixomil, o Águas Santas voltou ao trilho das vitórias, com duas consecutivas, sendo a última em Carvalhas, com goleada por 0-4. Está em terceiro e na luta pela subida.

O quarto lugar do pódio, e que também está perto acesso à primeira divisão, é ocupado, de momento, pelo Pedra Furada, que já vai na terceira jornada consecutiva a perder pontos.

Quem está a surpreender nesta fase do campeonato é o Silva, que teve uma primeira volta inconstante, mas que está a subir paulatinamente na tabela e que está em muito boa conta para lutar pela subida de divisão.

O Bastuço, tal como a Silva, está a crescer na tabela e ambos partilham o quinto lugar, estando muito perto dos lugares de promoção à primeira.  Estrelas e o Feitos, que vinham a prometer lutar pela subida em períodos distintos do campeonato, perderam pontos recentemente, o que os deixa numa posição algo fragilizada.

Quem também vinha em subida na classificação era o Cossourado, que vinha de 4 jogos sem perder, com uma goleada pelo meio. No entanto, nesta jornada perdeu, por 1-0, no campo do Chorente, que fugiu um pouco mais dos lugares o fundo da tabela.

Muito mais havia a falar sobre futebol popular e sobre as equipas, mas a minha crónica já vai longa e existirão, certamente, mais oportunidades para falar de outros intervenientes.

Da minha parte, despeço-me com um enorme e forte abraço e a gente vai-se encontrando, nos campos de futebol, na rua, no programa Pé-na-Bola ou mesmo por aqui, nas crónicas.

Saudações desportivas do vosso amigo, Gonçalo.

Por: Gonçalo Santos*.

Fotos: Márcio Fernandes.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

[Ndr: artigo atualizado a 29.02.2020, pelas 9h45]

Gil Vicente FC perde por 0-1 com SL Benfica

Fevereiro 25, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A 22ª jornada da Liga NOS trouxe ao Estádio Cidade de Barcelos, no passado dia 24 de fevereiro, o SL Benfica, para defrontar o Gil Vicente FC.



Com arbitragem de Luís Godinho (AF Évora), coadjuvado por Pedro Mota e Valter Rufo, com Anzhony Rodrigues (AF Madeira) como 4º árbitro, o jogo contou com os seguintes alinhamentos de equipas:

Gil Vicente FC – Denis, Ygor Nogueira, Rúben Fernandes, Henrique Gomes (Arthur Henrique, 83’), Fernando Fonseca, Soares, Claude Gonçalves, Kraev (Hugo Vieira, 63’), Baraye (Samuel Lino, 70’), Sandro Lima e Lourency. No banco ficaram Wellington, João Afonso, Edwin Vente e Ahmed Isaiah.

SL Benfica – Vlachodimos, Grimaldo, Rúben Dias, Ferro, Pizzi, Samaris (Chiquinho, 89’), Rafa (Cervi, 83’), Weigl, Taarabt. Tomás Tavares e Carlos Vinícius (Dyego Sousa, 79’). No banco ficaram Zlobin, Seferovic, Nuno Tavares e Jota.

Os minutos iniciais tiveram domínio do Benfica, mas sem grande perigo. Aos 7’, Pizzi fica cara a cara com Denis, fintou, mas rematou ao lado da baliza. Sete minutos depois, os lisboetas marcaram mesmo. Livre apontado pela direita, com a bola a cair em Taarabt, que repete centro para a área onde Carlos Vinícius, solto de marcação, cabeceou para o fundo das redes gilistas.

Aos 23’, grande oportunidade para o Gil Vicente. Cruzamento da esquerda, por Lourency, e Baraye a finalizar de primeira para grande defesa do guardião benfiquista para canto.

Ao intervalo, o Gil Vicente perdia por 0-1

No reatamento, o Benfica entra logo com grande oportunidade, aos 46’, com Carlos Vinícius a ficar isolado, sendo intercetado pelos centrais gilistas. Mesmo assim, conseguiu rematar para grande defesa de Denis. O mesmo jogador brasileiro, aos 68’, surge na área gilista, coloca a bola por cima de Nogueira e remata, com estrondo, à barra da baliza de Denis. Seguiu-se grande cruzamento de Fernando Fonseca, da direita, com Lourency a amortecer de cabeça para um remate forte de Hugo Vieira, com defesa apertada de Vlachodimos.

Aos 93’, Cervi surge isolado e remata para defesa apertada, com os pés, de Denis.

Resultado fina: Gil Vicente FC 0 – SL Benfica 1. Com este resultado, os gilistas descem para a 11ª posição, com 26 pontos.

Na próxima jornada, sábado, dia 29 de fevereiro, pelas 20h30, o Gil Vicente FC visita o Boavista FC.

Fotos: Márcio Fernandes.

Série A da Primeira Divisão dominada pelas equipas barcelenses

Fevereiro 24, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Resultados muito positivos nas outras divisões e séries

Mais um fim de semana que passa, mais um rol de jogos a envolverem equipas barcelenses.



No Pro-Nacional, o Santa Maria (14º) voltou a empatar, desta feita, em casa, frente ao Porto d’Ave (16º). A equipa de Galegos Santa Maria continua numa senda de bons resultados, mantendo-se 3 pontos acima da linha de água. Na próxima jornada, desloca-se ao Torcatense (8º).

Na Série A da Divisão de Honra, o Pousa (3º) continua o bom campeonato que vem fazendo, recebendo o Águias da Graça (7º) e vencendo por 1-0. Segue-se visita ao Sequeirense (12º).

O Martim (5º) visitou o Ribeira do Neiva (14º) e conquistou a vitória, por 0-2. De seguida, recebe o Amares.

Amares, que voltou à liderança, aproveitando a derrota do Vila Chã e a sua vitória, em casa do FC Roriz (13º), por 3-4. Muitos golos, num resultado que mais parece o desempate por grandes penalidades. A equipa rorizense visita, na próxima jornada, o Caldelas (8º).

Aproveitando, quem sabe, o espírito carnavalesco, muito forte por terras de Alvelos, o Águias local (11º) conseguiu uma boa vitória caseira, frente ao Marinhas (6º), por 1-0. De seguida, visita o lanterna vermelha Terras de Bouro (16º).

Outra boa vitória, noutro jogo com muitos golos, foi a do MARCA (15º), que recebeu o Celeirós (10º) e venceu por 3-2. Segue-se a visita ao Águias da Graça.

Na Série B, o Viatodos (11º) conseguiu uma importante vitória forasteira, em casa do Ruivanense (14º), por 1-2. De seguida, recebe o vizinho Louro (16º).

Por fim, a Séria A da 1ª Divisão, “dominada” pelas equipas barcelenses, com os quatro primeiros lugares a serem ocupados por equipas de Barcelos, sendo que todas as representantes deste concelho se encontram dentro do top-10 da classificação.

O líder Ucha recebeu o Realense (10º) e venceu por 3-0. De seguida, descansa, já que o jogo com a Associação LANK foi anulado.

Uma surpresa no terreno do Maximinense (5º), num dos jogos da jornada. O Granja (2º) foi goleado por 5-2. De seguida, recebe o Antas.

Quem está a fazer um grande campeonato é o “Os Ceramistas” (3º) que goleou o Martim B (9º), em casa deste, por 2-4. Segue-se novo jogo difícil, na receção ao Tadim (6º). O Martim B visita, em dérbi, a UD São Veríssimo.

O Carreira (4º) empatou, com surpresa, no relvado do Bairro da Misericórdia (12º) a 1 golo. Recebe o Maximinense na jornada que se segue.

Outra surpresa aconteceu no terreno do Antas (16º), que tinha apenas um empate e tudo derrotas. Desta vez, conseguiu a sua primeira vitória deste campeonato, ao vencer por 2-1 a UD São Veríssimo (7º).

Fotos: GFCP/AFCM/ADC/FCM.

Ir Para Cima