Tag archive

Gil Vicente FC - page 37

Abril 20, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
benfiquista
Hugo Pombal Lopes

Passou mais uma semana e continua a ser mais relevante falar daquilo que acontece, ou não acontece, nos bastidores de um jogo de futebol.

Erros existem, e vão existir, mas continuaremos tristes e mesquinhos, e sobretudo, pequeninos, com as constantes lamúrias e processos e comunicados e cartilhas e uma quantidade infindável de especulações daqueles que hiperventilam por não serem capazes de ser melhores por sua conta.

No que ao desporto praticado diz respeito, o Benfica jogou 45′ dando o jogo como encerrado ao intervalo e voltando para 45′ de treino de descompressão. Mitroglou, depois de resolver o jogo de Moreira de Cónegos, passou o testemunho ao Jonas, numa corrida de estafetas que tem corrido “às mil maravilhas”, para gáudio da família benfiquista.

O resultado do Porto em Braga poderá trazer resultados, não pela perda de pontos (que deixa tudo na mesma, praticamente) mas pela questão anímica, que pode fazer mossa na equipa azul e branca para o que resta do campeonato.

No fim de semana, o Gil Vicente colocou-se num quase heróico 4º lugar, baixando para 7º após empate com o campeão em título, fora de casa. Tem, pelo menos, a 3ª posição perfeitamente ao alcance e torcemos todos, espero, para que esta possibilidade se torne uma certeza. Independentemente do desfecho final, a retoma da equipa da nossa terra, que tem feito um trabalho incrível, merece o nosso apreço.




Bom fim de semana!

Vemo-nos em 1º…após vitória sobre o Sporting!

Cumprimentos!

Por: Hugo Pombal Lopes*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Porto mais longe ou Sporting mais perto?

Abril 20, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
sportinguista
José Queirós

O Benfica, como se esperava, venceu com grande facilidade um Marítimo que, na Luz, tem sido muitas vezes goleado! Com a pressão virada para o Porto, que tinha a obrigação de, pelo menos, não perder, o empate acabou por ser um “mal menor” porque a perder por 1-0, viu o Braga desperdiçar uma grande penalidade, em cima do intervalo, que daria o 2-0, e com poucas possibilidades de recuperar, o que, de certa forma, libertava o Benfica da enorme e, quiçá, decisiva pressão do próximo jogo em Alvalade.

É precisamente na casa do eterno rival que o Benfica poderá, ou não, cimentar a sua condição de líder na próxima jornada! Afinal, que Sporting vai encontrar o Benfica em Alvalade? Será certamente um Sporting pujante, autoritário e com muita vontade de vencer, até porque acredita que ainda pode chegar, no mínimo, ao segundo lugar! A atravessar um grande período, com várias vitórias consecutivas, os Leões tudo farão para retirar o primeiro lugar ao Benfica. Para isso acontecer, terão de vencer e o Porto também!

O Sporting, no Bonfim, não teve grandes dificuldades para vencer a quem já antes “roubara” pontos aos rivais, confirmando, assim, o bom momento de forma que atravessa! Há, hoje, uma enorme confiança no “Reino do Leão”, que ainda não se deu por vencido, que jornada após jornada vai recuperando e acredita que até ao final do campeonato ainda pode recuperar mais pontos… a ver vamos se a tendência se confirmará!



O Gil Vicente voltou a vencer e já está em quarto lugar1, o que não deixa de ser surpreendente! Álvaro Magalhães está a confirmar que é um técnico de excelência e a maioria dos clubes da primeira Liga andam “a dormir”ao desperdiçarem a grande capacidade deste técnico que, surpreendentemente, tem que voltar a provar todo o seu valor! Coisas do futebol!

Saudações leoninas!

Por: José Queirós*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

(1ndr: o artigo de opinião foi entregue a este jornal antes do jogo do Gil Vicente FC contra o FC Porto B, a meio da semana)

Abril 20, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
vsapereira
Vítor Sá Pereira

Olá, caríssimos leitores!

Espero que tenham tido uma Santa Páscoa!

Falando de futebol, que é coisa que se tem visto pouco, já que só se fala de polémica e confusão, vou falar do jogo do meu clube em Braga (jogo que fui ver). Não consegui perceber a apatia e tensão do Porto no início do jogo! Aos 6 minutos já tínhamos um golo sofrido e um cartão amarelo! A equipa estava desorientada mas acabou por serenar à medida que os minutos iam avançando. Confesso que não percebi o 11 inicial de NES. Na minha opinião, o Porto tem de jogar em 4x3x3, com Brahimi, Corona e Soares na frente de ataque. O nosso treinador não quer amuar o André Silva mas tem que perceber que os interesses estão acima de qualquer interesse individual. Reconheço que se Pedro Santos marcasse a grande penalidade não só o jogo estava perdido, mas talvez, também o campeonato estivesse perdido. A segunda parte trouxe um Porto que eu esperava na primeira parte. Só pensei que as alterações feitas pelo nosso “padre” fossem mais competentes! Este jogo só provou, também, que a nossa arbitragem é fraca e está bem controlada. Outra coisa que estranhei foi a agressividade, fora do normal, de grande parte dos  adeptos do Braga (ia jurar que estavam la deptos do Benfica).

Entretanto o “circo” continua bem montado, com dois jogos aplicados a Brahimi (talvez se tivesse agredido, estaria livre de castigo do conselho de disciplina). De facto, é um ato de cobardia da Liga, o de nos tirar o nosso melhor jogador na fase em que o campeonato se decide. Há semanas atrás estava esperançado no título mas fui percebendo que o mesmo está entregue pelo sistema!

Que venha a próxima época!




Parabéns ao nosso Gil Vicente por nos últimos 6 jogos, ganhar 5 e empatar no Porto B!

Esta equipa do Gil, que foi reformulada em janeiro, se começasse a época aí talvez subisse de divisão!

Abraço a todos!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Abril 13, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
vsapereira
Vítor Sá Pereira

Olá, caríssimos leitores!

Boa semana para todos.

Vamos, então, falar do último fim de semana. O meu Porto venceu o Belenenses por 3-0. Pensei, por instantes, que a “assombração” do jogo com o Setúbal pudesse “pairar” sobre o Dragão mas o Porto foi seguro e eficaz. Agora é tempo de preparar mais uma final e um dos jogos mais difíceis da época, que é em Braga. Estava na disposição de ir ver o jogo mas desisti quando soube do preço dos bilhetes. Desisti logo! Prefiro encher o meu frigorífico do que dar esse dinheiro para ver um jogo na “pedreira”.

Sem dúvida que o destaque negativo desta jornada vai para o que aconteceu em Moreira de Cónegos. Uma espécie de luta “vale tudo”, ou seja, entradas “assassinas”, murros, etc…Isto para não falar de decisões técnicas da equipa de arbitragem, nomeadamente no golo do Benfica. Vai ser difícil o Porto sagrar-se campeão nacional porque isto está muito bem montado para alguém ser “tetra” pela primeira vez. Outra coisa que achei curiosa foi a postura do Petit na conferência de imprensa! Muito calmo, não quis falar das agressões, nem de nada! Certamente pela ligação que tem ao seu ex-clube e, também, para preparar o futuro.




Quero dar os parabéns ao nosso Gil Vicente pela vitória em casa do Portimonense e, também, pela recuperação “heróica” do nosso OC Barcelos frente ao Sporting!

Barcelos tem muita alma e eu adoro esta cidade!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Sorte de campeão

Abril 13, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
sportinguista
José Queirós

Futebol Clube do Porto e Benfica cumpriram com a sua obrigação, ao vencerem os seus jogos neste fim de semana! Se o Porto não teve dificuldades em vencer, já o Benfica, pressionado pela vitória dos rivais, acabou por vencer sem merecer! De facto, a exibição encarnada foi tão fraquinha que o resultado foi o melhor que lhe aconteceu! Sorte de campeão? Atenção que as restantes jornadas serão determinantes para o desfecho deste campeonato, e aqui incluo, com algumas reservas, o Sporting.

A exibição leonina frente ao Boavista foi altamente conseguida, atingindo, em determinadas fases do jogo, elevada “nota artística”, com reflexo no resultado final. Algumas notas deste jogo: o regresso de Adrien que se saúda; a titularidade do menino Podence, com grande exibição; a entrada de outro menino Francisco Geraldes e, finalmente, depois do poker, o hat-trick de Bas Dost, igualando Messi na lista dos melhores marcadores da Europa! Sem dúvida, bastante relevante.




O Gil Vicente provou que poderia, e deveria, ter lutado pelo título, ao vencer em Portimão, por 2-1, o mais que provável campeão da Segunda Liga.

Saudações leoninas!

Por: José Queirós*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Abril 13, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
benfiquista
Hugo Pombal Lopes

Para infortúnio daqueles que apreciam a bela modalidade que é o futebol, continuamos a ver, de forma infeliz, o lado mais triste daquelas que são as maiores instituições do futebol nacional. O futebol devia ser bem maior que as pessoas que o dirigem. No entanto, não é a capacidade tática, a gestão da posse de bola, as transições defensivas e ofensivas, a qualidade técnica dos jogadores, o apoio incondicional dos adeptos de cada equipa que são enaltecidos. Nos últimos meses, a voz que grita mais alto e que tem maior destaque em toda a comunicação que envolve o desporto é a de quem tiver o assunto mais patético, mais infantil, mais medíocre. É uma pena que se tenha que discutir este ou aquele cartão, esta ou aquela falta, quando, na verdade, todos os adeptos de todas as equipas intervenientes neste desporto hão-de ter o que dizer contra e a favor.




Sendo franco, e no que diz respeito ao meu clube – e tendo sido o caso mais falado -, sou totalmente a favor da suspensão do Samaris, após agressão. Foi inadmissível e tem que ser punido (quiçá, até ser iniciativa do clube). Não tem justificação, nem defesa possível. Agora, que triste é a reação daqueles que começaram a “salivar de raiva”, ainda o jogo não tinha acabado, quando ainda não havia tempo sequer de serem tomadas medidas. Gostava que houvesse mais ponderação e “razoabilidade” de quem se diz amante do futebol pois o futebol não é isto. O futebol é solidariedade, o futebol é saber ser humilde, o futebol é aquilo que os adeptos do Dortmund, e a própria comunicação do clube, fazem todas as semanas. Não entendo que seja esta a cara do futebol português, a cara do país que tem uma seleção campeã europeia. Temos que ser e fazer melhor!!!

Quanto ao jogo propriamente dito, tenho a dizer que não há muito que se lhe diga. Foi um jogo bastante apático do Benfica, e têm sido consecutivos os jogos em que demonstra indesculpáveis dificuldades em criar jogo e consequentes situações de perigo ou de golo claro. O golo surge de um lance de bola parada e não vi muito mais do que isso. Aliás, aproveito para perguntar se o Jonas se lesionou no aquecimento?! Uma vez que constava na ficha de jogo mas fui incapaz de o encontrar em campo.

Sublinho, contudo, que não podendo jogar bem, que continuemos a ganhar.




Mas permitam-me, no meio de tanta infelicidade, salientar o excelente percurso do Gil Vicente nos últimos tempos, que está num sólido 8º lugar mas que tem o 3º de forma perfeitamente palpável e atingível e se continuar o que tem vindo a fazer será uma posição mais que merecida.

Espero na próxima semana ter coisas bem mais positivas para escrever e que o Benfica vença, e mereça vencer, o Marítimo.

Boa semana a todos!

Cumprimentos.

Por: Hugo Pombal Lopes*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Até ao fim

Abril 6, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
sportinguista
José Queirós

Depois do interregno do campeonato devido aos compromissos das seleções, o jogo do clássico revestia-se de grande importância para as contas finais, no que ao título diz respeito.

Quer o Porto, quer o Benfica, vinham de um empate, e quem vencesse daria um passo importante para vencer a Liga. Mas o empate deixou tudo na mesma, prevendo-se uma luta renhida até ao fim!

Tudo na mesma não é bem assim, porque em duas jornadas o Sporting recuperou quatro pontos para os dois da frente! É certo que, mesmo assim, a distância ainda é considerável. Mas esta aproximação pode motivar os Leões para o resto do campeonato. O facto de Leões e Águias ainda terem que se defrontar, pode levar a acreditar que, pelo menos, o segundo lugar possa deixar de ser uma miragem e, quiçá. o primeiro! Uma coisa é certa, terá que ser um Sporting mais constante nas suas exibições se quiser vencer todos os jogos até ao final do campeonato!




Aquilo que se viu contra o Arouca foi um Leão multifacetado. Bem melhor na primeira parte e uma sombra do que pode, e vale, na segunda. Isto só se explica pela falta de motivação que a equipa sente pelo facto de não ter objetivo a cumprir. Se os da frente fizerem o favor de continuarem a perder mais uns pontinhos, pode ser que eles sejam os grandes motivadores da equipa leonina para o que resta deste campeonato.

O Gil Vicente venceu a Académica e mantém-se tranquilo na tabela classificativa. Hoje apetece-me perguntar aonde estaria o Gil se tivesse feito um início de campeonato ao nível da segunda volta?

Boa semana.

Saudações leoninas!

Por: José Queirós*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)




Março 23, 2017 em Atualidade, Desporto, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
vsapereira
Vítor Sá Pereira

Olá, caríssimos leitores!

Antes de opinar, quero desejar-vos uma ótima semana!

Reconheço a minha tristeza e frustração pelo resultado do meu FCP, depois de o nosso rival ter empatado em Paços de Ferreira. Foi perfeitamente normal a nossa euforia e confiança para o jogo em casa com o V. Setubal. Eu fui ao estádio, mais uma vez, e estávamos todos entusiasmados com a hipótese de irmos para a liderança antes do jogo da Luz. Éramos 50 mil pessoas, unidas a uma só voz, a apoiar o nosso clube! Só não estávamos a contar que a nossa equipa acusasse tamanha pressão, ansiedade e tensão. Não fizemos um jogo muito conseguido mas fizemos mais do que o suficiente para ganhar, pois foi um “fartote” de golos falhados! Depois do golo do empate, do Vitória, o tempo foi passando e a ansiedade cada vez mais bloqueava as ações dos nossos jogadores. Quem também me surpreendeu, pela negativa, foi, mais uma vez, Nuno ES, que preparou mal a equipa em termos psicológicos e, depois, a substituição de André Silva por Depoitre foi algo surreal, na minha opinião. O belga não tem jogado e queria que ele resolvesse em 5 minutos!

Destaco, pela negativa, o espetáculo dado pelo “palhaço” Bruno Varela, que passou o tempo no chão e o antijogo da restante equipa do Vitória. Eu sei que o prémio alheio era alto mas só queria ver futebol.

Tenho receio que tenhámos perdido o título neste jogo, pois, se perdermos na Luz, ficamos a 4 pontos e termina mais um sonho!

O Benfica, que andava a jogar sempre com tremideira, vai, na minha opinião, ganhar confiança com este desaire do Porto!

Era bom estar estas duas semanas em primeiro e preparar o jogo com confiança, onde um empate seria ouro.

De qualquer forma, estou grato à equipa do Paços de Ferreira.

Parabéns aos nossos adeptos, que foram incansáveis no apoio e inexcedíveis na paixão!

Falando do Gil Vicente, penso que a equipa barcelense estabilizou um pouco, depois das vitórias frente a Olhanense e Penafiel, ambas por 3-1.

Quero, também, desejar boa sorte às equipas barcelenses que participam nos campeonatos da AF Braga e, igualmente, dar os parabéns pela competitividade nos campeonatos populares do nosso concelho!

Abraços!

Por: Vítor Sá Pereira*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Bas Dost

Março 23, 2017 em Atualidade, Desporto, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
sportinguista
José Queirós

O Sporting foi o primeiro dos três grandes a entrar em cena e, naturalmente, venceu sem grandes dificuldades. Já os outros dois não demonstraram a sua superioridade perante dois adversários que se bateram muito bem! O Porto, que há mais de um ano não sabe o que é liderar, desperdiçou uma excelente oportunidade para chegar ao primeiro lugar…mas faltou-lhe capacidade emocional para gerir essa situação!

Voltando ao Sporting, que no meu caso, é o que mais interessa, apraz-me registar a elevação dos seus adeptos! Com efeito, só um clube de enorme dimensão é que tem nos seus jogos uma moldura humana sempre acima das quarenta mil pessoas! Gostaria de ver se os outros rivais teriam nos seus estádios mais de trinta mil se estivessem, nesta altura do campeonato, arredados do título. É impressionante o fervor clubístico destes adeptos, quer em Alvalade, quer no apoio fora de casa! Mas, afinal, o que os move para verem o seu clube jogar quando estão tão distantes do primeiro lugar? A resposta é simples: paixão pelo clube e também Bas Dost. O holandês está num excelente momento de forma e motivado com a possibilidade de ser “Bota de Ouro”, tornando-o num avançado temível, estando, neste momento, a apenas um golo de Messi! O avançado do Sporting promete um final de época interessante, mesmo sabendo que a concorrência é galática! Com seis golos nos últimos dois jogos, Bas Dost tem sido o autêntico abono de família dos “Leões”, e, se por um lado, é ótimo contar com um avançado desta categoria, por outro lado, depender tanto de um jogador é preocupante! Quem marca golos quando não estiver Bas Dost? Esta é uma questão para se resolver para a próxima época. Se ele é assim na época de estreia, o que poderá fazer na próxima época! Daqui se pode concluir que é preferível ir buscar poucos mas bons, ajudando a crescer os da “formatação”, do que muitos mas sem qualidade para entrar “de caras” na equipa!

Quem também está em grande é o Sporting B, que desde que saiu João de Deus tem somado vitórias atrás de vitórias, deixando os últimos lugares, estando já quase tranquilo na tabela classificativa.

Finalmente, o grande Gil Vicente foi a Olhão e não teve dificuldades para somar mais três pontos, sendo na segunda volta uma das melhores equipas do campeonato.

Saudações leoninas.

Por: José Queirós*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Março 23, 2017 em Atualidade, Desporto, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
benfiquista
Hugo Pombal Lopes

Viva!

Antes de mais, desejo uma boa semana a todos.

Felizmente, o campeonato parou e digo felizmente pelo facto de termos uma oportunidade para normalizar as emoções causadas pelo último fim de semana.

Tendo em conta que do jogo do Benfica em Paços há pouco a dizer, excetuando a insuficiência de capacidade criativa, gostaria de me debruçar sobre a temática muito esmiuçada intitulada “Bruno Varela”. Isto porque, apesar de já ter sido dito muita coisa, também pretendo opinar.

Acho de uma hipocrisia medonha as críticas ao guarda-redes do Setúbal e não quero, com isto, dizer que estou de acordo com atitudes de antijogo, bem pelo contrário. Ainda assim, sublinho, a diferença de realidades dos clubes designados como “grandes” e “pequenos”, e desta forma, qualquer clube, sendo eles Benfica, Porto, Sporting e/ou Braga têm obrigação de ganhar, independentemente da estratégia utilizada pelo adversário.

A propósito (e devemos saber aprender com toda a gente), um comentador da SportTv fez um reparo muito válido à interpretação do árbitro ao antijogo do Setúbal, denotando que o árbitro deu um amarelo ao guarda-redes ainda na primeira parte e todos sabemos que normalmente são só amarelados perto do minuto 90, e desta forma condicionou em muito o comportamento anti desportivo do jogador.

No entanto, nem tudo foram más notícias, sendo que, um jogador em contrato com o Benfica, marcou um golo importante pela equipa a que está cedido!

O Gil Vicente continua a mostrar a evolução da equipa, com mais um resultado convincente perante o Olhanense. O 11º lugar não é condizente com o futebol apresentado nos últimos jogos mas vai a tempo de melhorar até ao final da época.

Centremos, agora, forças nos jogos da selecção, onde somos todos adeptos do mesmo clube. Esperemos, também, que este compromisso a nível de seleções não comprometa os jogadores de Benfica e Porto, para estarem ambos na máxima força para o grande clássico!

Nunca o fiz e aproveito hoje para agradecer a todos os que perdem uns minutos a ler esta minha crónica e para a semana cá estamos novamente!

Cumprimentos.

Por: Hugo Pombal Lopes*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

 

Ir Para Cima