Tag archive

Gonçalo Santos

Para prevenção do Coronavírus, jogos estão suspensos

Março 12, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Gonçalo Santos

Olá amigos,

Antes de mais, venho, desta forma, informar todos os leitores que todos os jogos dos campeonatos do Popular estão suspensos por tempo indeterminado, conforme se pode atestar pelo Comunicado da AFPB, através do seu site oficial: http://www.afpbarcelos.pt/n/covid-19 (basta clicar para aceder automaticamente).



No que ao futebol diz respeito, mais uma jornada disputada do Campeonato Popular de Barcelos. Os três primeiros classificados não vacilaram e venceram os respetivos encontros.

O Remelhe, que é o líder da classificação venceu por 3-1, em casa, e manteve o primeiro posto; o mais próximo perseguidor, o Leões da Serra, venceu, pela margem mínima, num jogo difícil, o Oliveira e manteve o segundo lugar. Mas o maior destaque da jornada foi a goleada “das antigas” do Carapeços sobre o Fonte Coberta, por 9-0!

O Leocadenses aproveitou a derrota do Oliveira para cimentar o quarto lugar, ao vencer, “à tangente”, o Milhazes, que também está a realizar um bom campeonato. O Carvalhal aproveitou para fugir a um dos concorrentes diretos na luta pela manutenção e venceu o Aborim. Tal como o Aborim, o Lijó e o Fragoso são as equipas nas posições mais delicadas, uma vez que estão em lugares de despromoção.

O Sequeade, o Negreiros e o Paradela, que também estão no lote que luta para fugir aos lugares de despromoção, não foram além de um empate, sendo que o Sequeade e o Negreiros jogaram entre si e o Paradela empatou a 4 com o Pereira.

Na segunda divisão, vou começar pelo jogo que presenciei, e para o qual fui formalmente convidado pela equipa do Silveiros, tanto eu, como toda a equipa da Rádio Barcelos, e no qual fomos tremendamente bem-recebidos por uma direção humilde, de gente bem-educada, que sabe bem-receber e respeitar o trabalho dos órgãos de comunicação barcelenses, na qual eu agradeço a forma calorosa como fomos recebidos.

Quanto ao jogo em questão, o resultado foi favorável à equipa forasteira, o Cristelo, que venceu, e convenceu, por 0-3. O resultado não engana, a equipa do Cristelo entrou com tudo e encostou o Silveiros às cordas até conseguir o 0-2, ao rondar os 20 minutos, e o resultado foi, assim, para intervalo. No segundo tempo, o Silveiros tentou reagir e teve uma grande ocasião para reduzir, mas a ansiedade e precipitação levaram à perca de uma boa oportunidade de superioridade numérica dentro da área. Alguns minutos volvidos, o Cristelo faz o 0-3 e sentencia o jogo, e depois foi apenas cumprir o tempo regulamentar até ao términus do jogo. Uma palavra para a equipa de arbitragem, chefiada por Rui Lopes que passou despercebida no jogo e é isso que se pede a uma equipa de arbitragem: nota positiva!

Tal como na primeira divisão, os primeiros três da tabela classificativa venceram os respetivos jogos, estando no primeiro posto o S. Martinho e perseguido pelo Águas Santas e Campo, fechando, assim o pódio e os lugares de promoção à primeira Divisão.

Mas a grande vivacidade da segunda divisão está nas candidaturas à subida, uma vez que existem imensos candidatos apenas para três vagas e sendo que uma já está quase entregue, uma vez que o líder já está a 13 pontos, à maior, de distância do 4º classificado.

A lista ainda é bastante extensa e o facto de serem muitos contribui para que conquistem pontos a concorrentes diretos e a sua confiança aumente num jogo de candidatos.

Mais no final, nada de novo aconteceu nos últimos lugares e continuamos, todos, a suspirar pela primeira vitória do Silveiros, que é a única equipa dos dois campeonatos que ainda não venceu.

Despeço-me com um forte e estimado abraço, deste vosso amigo Gonçalo.

Por: Gonçalo Santos.*

Fotos: Márcio Fernandes.

Abade de Neiva manifesta vontade de voltar ao Popular

Fevereiro 28, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Gonçalo Santos

Olá, família do futebol popular!

Esta semana, mais algumas boas notícias para o nosso campeonato! O Abade de Neiva, através do seu diretor, o meu amigo Carlos Pereira, confirmou-me que já manifestaram, junto da AFPB, a vontade de regressar ao nosso futebol sénior já na próxima temporada e, brevemente, também ambicionam colocar relva sintética.



E por falar em relva sintética, o Pereira já estreou o seu relvado sintético, o que é algo de muito positivo para o nosso futebol e para o concelho de Barcelos! Acho que estamos no bom caminho, apesar de considerar que estamos 15 anos atrasados em relação à maioria dos concelhos do nosso país, mas isso já é outro assunto que nada tem a ver com o nosso futebol.

Este fim de semana fui assistir a mais uma partida de futebol. O bichinho do futebol, quer como treinador, quer como diretor, fazem-me fazer diretas do trabalho para os campos de futebol, onde continuo a ser bem-recebido por todos.

Esta semana fui assistir ao jogo Leocadenses – Negreiros, que se disputou em Abade de Neiva, no campo de futebol onde já não ia há imenso tempo e, como não podia deixar de ser, fui magnificamente recebido pelo meu amigo Carlos Pereira, que me recebeu e me colocou a par das boas novidades sobre o futuro do clube local.

Quanto ao jogo, teve duas fases bem distintas, em que na primeira metade, a turma de Negreiros saiu a vencer justamente, mas ao intervalo, o “puxão de orelhas” do mister Manike aos seus jogadores resultou numa justa reviravolta no marcador e o Leocadenses venceu por 2-1. O Leocadenses, com esta vitória, ficou mais sólido no quarto lugar, fugindo ainda mais ao Oliveira, que perdeu, foi goleado, pelo Carapeços, que está a 4 pontos do líder Leões da Serra, que venceu, e convenceu, com uma estrondosa vitória sobre o Paradela, por 8-0!

O Remelhe venceu em casa o Carvalhal, pela margem mínima, e continua no segundo posto a apenas um ponto do líder e, com esta vitória, deixou o Carvalhal numa posição delicada e na luta pela manutenção. No sábado de tarde também assisti à primeira metade do Pereira – Palme, onde o Pereira saiu a vencer para o intervalo por 3-0, terminando o jogo a 5-3 para os locais, noutro jogo com 8 golos!

Mais no fundo da tabela, a luta pela fuga aos lugares de despromoção continua renhida, estando o Lijó na posição mais delicada, a 9 pontos do último lugar de manutenção e com mais duas equipas nos lugares acima e também de despromoção, são elas o Aborim e o Fragoso, sendo que o Fragoso está apenas a um ponto do Fonte Coberta e do Carvalhal.

Na Segunda Divisão, o S. Martinho venceu o vizinho S. Mamede e é, cada vez mais, candidato a vencer o campeonato, uma vez que os perseguidores têm vindo, recorrentemente, a perder pontos, cifrando-se a diferença em 7 pontos.

O segundo classificado é o Campo que, após o período conturbado, já vai com duas vitórias consecutivas.

Depois da derrota em Creixomil, o Águas Santas voltou ao trilho das vitórias, com duas consecutivas, sendo a última em Carvalhas, com goleada por 0-4. Está em terceiro e na luta pela subida.

O quarto lugar do pódio, e que também está perto acesso à primeira divisão, é ocupado, de momento, pelo Pedra Furada, que já vai na terceira jornada consecutiva a perder pontos.

Quem está a surpreender nesta fase do campeonato é o Silva, que teve uma primeira volta inconstante, mas que está a subir paulatinamente na tabela e que está em muito boa conta para lutar pela subida de divisão.

O Bastuço, tal como a Silva, está a crescer na tabela e ambos partilham o quinto lugar, estando muito perto dos lugares de promoção à primeira.  Estrelas e o Feitos, que vinham a prometer lutar pela subida em períodos distintos do campeonato, perderam pontos recentemente, o que os deixa numa posição algo fragilizada.

Quem também vinha em subida na classificação era o Cossourado, que vinha de 4 jogos sem perder, com uma goleada pelo meio. No entanto, nesta jornada perdeu, por 1-0, no campo do Chorente, que fugiu um pouco mais dos lugares o fundo da tabela.

Muito mais havia a falar sobre futebol popular e sobre as equipas, mas a minha crónica já vai longa e existirão, certamente, mais oportunidades para falar de outros intervenientes.

Da minha parte, despeço-me com um enorme e forte abraço e a gente vai-se encontrando, nos campos de futebol, na rua, no programa Pé-na-Bola ou mesmo por aqui, nas crónicas.

Saudações desportivas do vosso amigo, Gonçalo.

Por: Gonçalo Santos*.

Fotos: Márcio Fernandes.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

[Ndr: artigo atualizado a 29.02.2020, pelas 9h45]

A luta pela subida e pela não descida

Fevereiro 6, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Gonçalo Santos

Olá, Família do Futebol Popular!

Mais uma vez, consegui assistir a uma partida do nosso futebol e, desta vez, fui mais “arrojado” e desloquei-me a um dos campos mais distantes (de minha casa) do futebol popular. Fui a Negreiros e assisti, parcialmente, ao Negreiros contra o Leões da Serra. O resultado cifrou-se no 1-2, favorável ao Leões, que continua a comandar a tabela classificativa.



A surpresa da classificação veio de Milhazes, onde a equipa da casa recebeu, e empatou, com o Carapeços, a 1 bola. O Remelhe manteve a perseguição ao líder e venceu o Leocadenses por 2-0. O Leocadenses, que teve um início de época promissor e chegou a augurar-se a luta pelo título, mas foi perdendo pontos ultimamente e já foi ultrapassado pelo Oliveira, que goleou o Aborim e atingiu o 4º lugar, a 12 pontos do líder.

O Palme está a confirmar a boa época que está a fazer até então e descolou do Pereira, estando, agora, no sexto lugar.

Mais no final da tabela classificativa, os lugares de despromoção são ocupados por Fragoso, Aborim e Lijó. Mas a luta pela manutenção promete ser intensa, até porque as equipas que estão posicionadas acima, estão todas com uma distância “máxima” de 3 pontos umas das outras.

Na segunda divisão, o líder S. Martinho caiu diante do Águas Santas, mas manteve a liderança, estando, agora, a apenas 3 pontos “à maior” do segundo classificado, que é o Pedra Furada, que está também a realizar uma excelente temporada.

Aliás, nesta jornada, o Pedra Furada teve uma vitória confortável frente a uma equipa que fez uma grande primeira volta, o Feitos. No final da partida, o marcador apontava um 3-1 para os da casa.

O pódio é encerrado pelo Campo, que iniciou muito bem o campeonato, mas a sofrer uns deslizes recentes, que originaram a queda para o terceiro posto, o último que garante acesso à primeira divisão na próxima época.

Mas os pretendentes à tão ansiada subida de divisão são muitos. Para além dos que ocupam as três posições de subida, ainda têm nos seus horizontes a subida, equipas como o Águas Santas, que derrotou o líder, o Feitos, que passou parte da primeira volta no pódio, o Bastuço, que tem subido paulatinamente, o Estrelas, que iniciou bem, passou um período conturbado e regressou à senda de vitórias e aparece, ainda, com fortes aspirações à subida de divisão. O Silva, o Cossourado e o S. Mamede ainda têm uma réstia de esperanças em subir de divisão, mas teriam de realizar uma estrondosa segunda volta no campeonato.

Lá no final, ainda se suspira pela primeira vitória do Silveiros e, da minha parte, fica também um incentivo para que a conquistem, até para animar um pouco os seus jogadores e staff.

Mais uma vez me despeço com um forte abraço a todos, em especial ao meu amigo Gabriel, adepto do Negreiros, que foi uma bela companhia enquanto assistia ao jogo, Negreiros – Leões da Serra.

Abraço a todos, do vosso amigo Gonçalo!

Por: Gonçalo Santos*.

Fotos: Márcio Fernandes.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Reportagem: Barcelense Paulinho conquista Taça da Liga com o SC Braga

Janeiro 27, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Ao terceiro ano consecutivo com a final a quatro da Taça da Liga a ser disputada no seu estádio, o Sporting de Braga consegue, finalmente, vencer a competição.



A final a quatro desta ALLIANZ CUP foi disputada entre os dias 21 e 25 de janeiro, com um grande painel de fundo, com quatro das maiores equipas do futebol Nacional. Na primeira meia-final, disputada na terça-feira, dia 21 de janeiro, o Sporting de Braga recebeu, e venceu, o outro Sporting, mas este o Sporting Clube de Portugal, por 2-1. Em destaque esteve o barcelense Paulinho, que marcou o golo da vitória já no último minuto do período de descontos.

Na outra meia-final, no dia 22, o FC Porto venceu, por 2-1, o Vitória de Guimarães, com golos de Alex Telles e Soares, para o Porto, e de Tapsoba, para os vitorianos.

Na final, Paulinho, novamente titular e com uma excelente prestação, ajudou o SC Braga a levar de vencida o FC Porto, por 1-0 e, tal como na meia-final, com um golo ao cair do pano, desta feita pelos pés de Ricardo Horta, que também foi considerado, pelos jornalistas presentes, como o homem do jogo.

O Sporting de Braga voltou a conquistar a Taça da Liga, e novamente diante do FC Porto, e a festa foi enorme no relvado e nas bancadas, com os adeptos braguistas a festejarem, efusivamente, no estádio e, depois, também no centro da cidade de Braga, pela noite dentro.

Os técnicos estavam com disposições bastante diferentes. Rúben Amorim estava radiante porque ainda há pouco tempo chegou, viu e venceu a Taça da Liga. Já o técnico dos Dragões, na zona de entrevistas rápidas, deixou duras críticas à administração portista e colocou o lugar à disposição do Presidente. Mais tarde, ninguém do FC Porto compareceu na conferência de imprensa.

Nota: Mais uma vez, os parabéns à Liga Portugal pela excelente organização ao longo dos dias da final a quatro da Taça da Liga (ALLIANZ CUP) e pelo excelente acolhimento aos órgãos de comunicação.

Algumas mexidas nos topos das tabelas

Janeiro 23, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

São Martinho inaugura o sintético

Gonçalo Santos

Olá, família do futebol popular!

Esta semana, volto a escrever sobre o “nosso” futebol, se bem que, num registo diferente do habitual.



Não há melhor forma de abrir uma crónica do que falar de algo positivo. E quem tem motivos para festejar é mesmo o S. Martinho, que esta semana estreou o seu relvado sintético e logo com uma vitória. Não poderia deixar de elogiar o arrojo e a coragem do S. Martinho em, num espaço tão curto de tempo, conseguir concretizar um projeto que vem enriquecer o clube, a freguesia, o concelho e o futebol popular.

Quanto ao jogo em si, foi de nota artística baixa, tanto por parte do S. Martinho, como do Cristelo. O Cristelo começou em vantagem, usufruindo de um erro defensivo que permitiu que o seu homem aparecesse em posição privilegiada e concretizasse o 1 – 0. O golo do empate acontece também derivado de erro defensivo, desta feita de uma má abordagem ao lance, que originou um autogolo do Cristelo. O empate seguiu para o intervalo e com o S. Martinho reduzido a 10 jogadores por expulsão. Já em meados do segundo tempo, o S. Martinho, numa transição rápida e numa jogada de génio de Abelheira, que assistiu o goleador Luís, deixando este isolado, em que, num remate cruzado, fez balançar as redes e deu o golo da vitória ao S. Martinho.

O Campo escorregou em casa, diante do Águas Santas, e deixou o S. Martinho cada vez mais isolado no primeiro lugar. O Feitos segurou o terceiro posto e aproximou-se do Campo, estando agora a um ponto do segundo lugar. O Silveiros é o destaque negativo porque ainda não venceu esta temporada.

Na primeira divisão, os três primeiros cumpriram com as obrigações e mantiveram as posições, liderando os Leões da Serra e perseguindo o Carapeços e o Remelhe. O Oliveira venceu, e ultrapassou o Leocadenses na tabela classificativa, sendo o novo dono da 4ª posição. O Leocadenses, que iniciou bem o campeonato, tem perdido algum fulgor e já está a uma distância significativa dos primeiros classificados.

Na cauda da tabela, o Aborim conseguiu fugir aos lugares de despromoção, em troca com o Fonte Coberta, que mesmo com novo treinador continua em apuros e agora nos lugares de despromoção, juntamente com Fragoso e Lijó.

Grande abraço do amigo Gonçalo Santos para a Família do Futebol Popular.

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Quem passou melhor o Natal

Dezembro 27, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Gonçalo Santos

Olá, Amigos!

Antes de mais, espero que tenham tido um bom Natal.

Na primeira divisão, os Leões da Serra passaram um Natal “agridoce” no primeiro lugar. É sempre bom estar em primeiro, mas, nesta jornada, perderam terreno para o grupo perseguidor, que também anseia na luta pelo título.



O Remelhe venceu o Carapeços e ultrapassou este adversário na classificação, estando, assim, completo o pódio.

O Leocadenses está em perseguição aos lugares do pódio e, nesta jornada, tal como o Remelhe, ganhou terreno sobre os concorrentes diretos.

Oliveira e Pereira continuam colados na tabela, mas algo afastados dos primeiros quatro da classificação.

No fundo da tabela, a luta pela fuga aos lugares de despromoção continua bastante renhida. Sendo que Lijó e Aborim estão numa posição mais fragilizada, encontrando-se a 3 e 4 pontos, respetivamente, dos de manutenção.

Sequeade, Fragoso e Fonte Coberta estão todos empatados, com 10 pontos, e juntinhos à linha de água.

A jornada de final de ano também promete agitação no topo da tabela, com o Leões da Serra a receber o Leocadenses.

Na segunda divisão, quem “comeu o bacalhau” na melhor posição foi mesmo o São Martinho, que em ano atribulado devido às mudanças nas infraestruturas desportivas e a ter que jogar maioritariamente fora de portas, conseguiu passar o Natal no primeiro posto. Usufruindo da derrota pesada do Campo, no reduto do Silva, dessa forma conseguiu regressar ao primeiro lugar. Há que destacar, realmente, o trabalho desenvolvido por estas duas equipas até então, que estão a realizar um excelente campeonato!

Nesta divisão, a luta pelos lugares de subida está muito equilibrada, sendo que o 10º classificado, “Os Estrelas”, encontra-se a apenas oito pontos do último lugar de acesso à subida de divisão, que é, neste momento, ocupado pelo Cossourado, que está, também, a fazer um bom campeonato. Feitos e Águas Santas são as restantes equipas que ocupam o Top-5.

Na cauda da tabela, deixo uma palavra de incentivo para o Silveiros, que é a única equipa que ainda não venceu esta temporada.

Despeço-me com os votos de umas Boas Entradas em 2020 para toda a família do Futebol Popular.

Aquele abraço!

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Líderes somam e seguem

Novembro 22, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Gonçalo Santos

Olá, família do futebol popular!

Mais uma vez vos escrevo com muita estima e consideração, em substituição do meu estimado amigo Luís que, por motivos profissionais, não pôde escrever a crónica habitual.



Nesta altura do campeonato, os líderes das respetivas divisões somam e seguem.

Na primeira divisão, o líder Leões da Serra continua imaculado, somando 8 vitórias em outros tantos jogos. Os seus fiéis perseguidores, o Leocadenses e o Carapeços, continuam, também, invictos, mas já empataram uma vez e descolaram do invicto Leões. Nesta jornada, nenhum dos habitantes do pódio facilitou, sendo o Leocadenses quem mais teve de suar para conquistar a vitória diante do Macieira. O Carapeços e os Leões golearam os seus respetivos opositores. O Carapeços venceu o Lijó por 5-0 e o Leões da Serra venceu por 6-1 no terreno do Fonte Coberta.

O Remelhe, que lutou pelo título na época transata, é o mais próximo do grupo do pódio, mas já soma um empate e uma derrota neste início de campeonato, sendo que a derrota foi contra um concorrente da luta pelos lugares cimeiros, o Leocadenses.

O Oliveira está numa espiral negativa, estando há 3 jogos consecutivos sem vencer.

Mais lá para baixo, existe uma grande proximidade na luta pelos lugares de despromoção, estando nessa situação o Lijó, o Aborim e o Carvalhal. Sendo que o Carvalhal não deixa de ser a maior desilusão deste início de campeonato, devido à qualidade dos seus plantéis nas últimas temporadas e também pela conquista de um campeonato da primeira divisão e da taça Cidade de Barcelos.

Na segunda divisão, é notório que nos encontramos na época do S. Martinho, porque é a equipa da Freguesia de S. Martinho (união de freguesias) que está na liderança do campeonato, somando 7 vitórias e uma derrota nas oito primeiras jornadas. O Feitos encontra-se na segunda posição, algo perto do início de campeonato da época anterior, em que à oitava jornada somava outras tantas vitórias.

O Campo, que está com vontade de regressar à primeira divisão, fecha o pódio. O estreante Sta. Eugénia está a fazer um campeonato bastante razoável, para quem regressou ao futebol depois de um enorme interregno, acusando alguma inexperiência, própria das dores de crescimento de quem chega de novo a uma competição.

O Creixomil e o Silveiros continuam com os mesmos problemas do ano anterior, estando a frequentar, novamente, os últimos lugares da segunda liga do futebol popular Barcelense.

A maior desilusão, até então, vem da freguesia mais a norte do concelho, nomeadamente de Balugães, em que a equipa local, que provém da primeira divisão da época transata, está a realizar um campeonato bastante negativo, frequentando a última posição da tabela e somando apenas um ponto.

Despeço-me com um forte abraço e com a promessa de que nos veremos por aí, num qualquer campo de futebol do Concelho de Barcelos.

Por: Gonçalo Santos*.

Fotos: Márcio Fernandes.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Fim de semana de jogos entre os primeiros

Outubro 31, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Gonçalo Santos

Olá, amigos!

Esta semana estou de volta para vos falar do nosso Futebol Popular de Barcelos, que nos leva a esses recintos ao domingo de manhã. Escrevo com um “trago de tristeza na alma” pela partida de um familiar direto, mas não podia de vos falar sobre algo que gosto imenso, que é o futebol, no caso, o popular de Barcelos.



Tal como o título indica, as jornadas deste fim de semana trouxeram alguns jogos entre os melhores posicionados nas tabelas das duas divisões.

Na 1ª, desde logo, destaque para a vitória do líder, Leões da Serra, em casa do surpreendente Oliveira, por 0-2. Os homens de Airó parecem querer recuperar o ceptro e os de Oliveira mantêm-se no top-5.

Quem continua na peugada do líder é outro histórico do futebol popular, o Leocadenses, que não quis ficar atrás do líder e venceu, também fora e também por 0-2, no caso, o Milhazes.

O atual campeão, Carapeços, teve uma vitória tranquila em casa do Fonte Coberta, por 1-3.

Das equipas cimeiras, só o Remelhe perdeu pontos, fora, em casa do último, o Palme. O resultado ditou um empate a 1 golo.

Na próxima semana, destaco o Leões da Serra – Fragoso, o Leocadenses – Paradela e o Aborim – Carapeços.

Na 2ª divisão também houve bons jogos, entre equipas bem classificadas. O líder Juventude S. Martinho goleou o 3º classificado, Feitos, em casa deste, por 0-4. O Cossourado, a fazer um bom início de campeonato, goleou o Bastuço, em casa, por 4-1. Houve muitos golos na receção do Águas Santas ao Estrelas, com os da casa a vencerem por 4-2, aproveitando para igualar os visitantes na classificação. A fazer um bom campeonato, o Campo venceu, por 1-0, em casa, o Creixomil.

Destaco, na jornada que segue, o Baluganense – Juventude S. Martinho, o Santa Eugénia – Campo e o Silveiros – Cossourado.

Com muita estima e consideração me despeço de todos, com os votos de uma boa semana.

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Haja respeito pela “família” do futebol popular!!!

Outubro 11, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Gonçalo Santos

Olá, “família” do Futebol Popular!

Passado o interregno das férias, já com uma imensa saudade do futebol popular, cá estou eu novamente para vos falar um pouco sobre o “nosso futebol”.



Não há melhor forma de começar este artigo de opinião do que parabenizar os vencedores do primeiro troféu oficial, a Supertaça, o Carapeços. Também uma palavra de honra para os vencidos, o Carvalhal.

E claro, não podia deixar em branco o fator mais negativo da Supertaça, que foi o local onde foi disputada. Não que tenha algo contra o Estádio Padre Sá Pereira, mas sim, os motivos pelo qual levaram os responsáveis da AFPB a realizarem em Esposende o jogo que marcou o arranque das competições da época desportiva. De salientar que foi antes das eleições autárquicas 2017, que elegeu este executivo municipal e, principalmente, este vereador do desporto, que se disputou a última final do futebol popular, ou da supertaça, em recintos municipais. Ficando aqui esta nota negativa para os responsáveis municipais, que não tiveram qualquer consideração para com os milhares de pessoas que fazem parte desta nossa “família”, da “família” do futebol popular, que semana após semana se deslocam de freguesia para freguesia para assistirem ao nosso futebol.

No que ao campeonato diz respeito, este início de campeonato foi marcado por algumas surpresas, quer positivas, quer negativas. Começando pela primeira divisão e pelas surpresas positivas, destaco o excelente início de campeonato que o Oliveira está a realizar, com 3 vitórias em outros tantos jogos, sendo o fator diferencial para as outras equipas, que também partilham a primeira posição e os 9 pontos na tabela, as goleadas em todas as 3 jornadas disputadas. O Leocadenses, o Leões da Serra e o Carapeços são as equipas que também partilham a liderança no campeonato. Também um destaque positivo para o Paradela, que ascendeu à primeira divisão e está a fazer um bom início de temporada, registando duas vitórias fora de portas e apenas uma derrota com o Carapeços, que é campeão em título.

Os destaques negativos começam pelas duas equipas que ainda não pontuaram, o Palme e o Fonte Coberta. Mas há ainda duas equipas a merecer destaque negativo, o Sequeade, porque na época transata fez uma excelente primeira volta, e o Carvalhal, que na época passada defendia o título conquistado na época 2017/2018 e também era apontado como um dos mais fortes candidatos ao título de campeão. Esta época, estão ambos com um ponto conquistado à terceira jornada do campeonato.

Na segunda divisão, e começando pelos destaques positivos, as 3 equipas que lideram a classificação: “Os Estrelas”, o Feitos e o S. Martinho. Entre estas três equipas, a que surpreende mais nesta posição é “Os Estrelas”, devido ao facto de, nos últimos anos, a turma de Vila Frescaínha S. Pedro estar afastada das primeiras posições da tabela classificativa. O Feitos não surpreende muito, devido ao facto de ainda no início da temporada passada ter conseguido 8 vitórias em outros tantos jogos e só não conseguiu a promoção à primeira divisão porque descarrilou bastante logo após as míticas oito vitórias consecutivas. O S. Martinho é uma equipa que nos tem habituado a estar em lugares de luta pela subida, mas que tem tido prestações menos conseguidas durante as segundas voltas dos campeonatos. Apesar de nesta temporada estar com novo alento em virtude da colocação de piso sintético no seu recinto desportivo.

Os destaques negativos vão para as três equipas que se encontram no fim da tabela, com 3 derrotas e, consequentemente, 0 pontos, sendo elas: Cambeses, Silveiros e Baluganense. O Baluganense, pelo facto de ser um despromovido da primeira divisão, leva um destaque ainda mais negativo, porque, de facto, esperava-se mais da equipa mais nortenha do concelho de Barcelos.

Despeço-me com votos de um bom campeonato para todos e com a promessa de nos vermos por aí.

Do vosso amigo, Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Carapeços Campeão, com goleada, e Aborim conquista subida

Maio 9, 2019 em Atualidade, Concelho, Desporto, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora
Gonçalo Santos

Olá amigos!

Já temos Campeão na Primeira Divisão do futebol popular de Barcelos! O Carapeços, na antepenúltima jornada do campeonato, goleou, por 7-0, o Leões da Serra, em Airó, no reduto dos Leões, e sagrou-se, mais uma vez, Campeão da Primeira Divisão do futebol popular Barcelense.



O Carapeços tem vindo a realizar um esplêndido campeonato na primeira divisão e os factos falam por si. Basta vermos que os 83 pontos estão distribuídos pelas 27 vitórias e 2 empates já conquistados, registando apenas 3 derrotas até então. Destaque para os 90 golos marcados contra apenas 20 sofridos, fazendo um score positivo de 70 golos. Desta forma, ficam aplausos para o novo campeão. Parabéns Carapeços!!

A luta pela manutenção está reduzida a 4 equipas, sendo elas: Lijó, Campo, Silva e Baluganense. Destas 4 equipas, apenas uma se manterá na primeira divisão na próxima época e quem está melhor colocada é a equipa de Lijó, que tem mais 2 pontos do que o Campo e mais 3 do que os restantes concorrentes diretos. Mas a verdade é que o Lijó também é a equipa com o calendário “teoricamente” mais complicado e reforço a palavra “teoricamente”, baseando o meu comentário na classificação das equipas, sendo que o Lijó vai defrontar uma das equipas “sensação”, que é o Sequeade, e também o campeão da época anterior e actual 4º classificado, o Carvalhal.

Na Segunda Divisão, como já tínhamos campeão, o destaque vai para o Aborim que conquista, assim, a tão ansiada subida ao escalão maior do futebol popular Barcelense, estando, então, de parabéns a turma de Aborim, liderada pelo meu amigo Adelino Costa.

Interessante está, também, a luta pelo último lugar que dá acesso à subida ao principal escalão, sendo que quem está melhor colocado é o Milhazes, que está a fazer uma época sensacional e apenas depende de si próprio para subir à primeira. Esta jornada, o Milhazes venceu nos instantes finais o já campeão Paradela, por 4-3, no reduto do Campeão.

O Lama e o Águas Santas foram os mais recentes candidatos a ficar pelo caminho, ficando agora na luta com o Milhazes, o Feitos, com 60 pontos, e o Cristelo, com 58, menos 3 e menos 5 do que o Milhazes, respetivamente. O Cristelo, mesmo estando na luta, sofreu, esta jornada, uma pesada derrota, por 3-0, com o S. Martinho.

Com muita estima e consideração me despeço, com os votos de uma boa semana e os Parabéns ao Carapeços, pelo título, e ao Aborim, pela subida de Divisão.

Por: Gonçalo Santos*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Ir Para Cima