Tag archive

Instituto Politécnico do Cávado e do Ave

Programa de mentoria InIPCA arranca com o início do ano letivo

Setembro 18, 2019 em Atualidade, Concelho, Educação port barcelosnahorabarcelosnahora

O início do não letivo 2019/2020 no Instituto Politécnico do Cávado e do Ave fica marcado pelo arranque do programa de mentoria “InIPCA”, um programa “que visa promover uma integração plena, saudável, proactiva e, simultaneamente, contribuir para o sucesso académico dos estudantes que ingressam pela primeira vez num curso de licenciatura”, refere a instituição em nota.



O “InIPCA” é um programa de mentoria de estudantes para estudantes, em que o mentor (estudante atual) assume um papel fundamental no desenvolvimento interpessoal dos mentorandos (novos estudantes), para a promoção do seu bem-estar e para uma mais rápida interiorização das normas e regras de funcionamento da instituição.

Um ponto importante deste programa foi a formação recebida pelos mentores, que decorreu nos dias 10 e 11 de setembro, num total de 7 horas. No final da formação, para além do certificado de “mentor” que habilita o estudante a participar no “InIPCA”, os estudantes vão ter, ainda, a possibilidade de incluir esta atividade no Suplemento ao Diploma.

Iniciado o período letivo, os mentores tiveram oportunidade de se apresentarem aos seus pares, dando a conhecer o seu papel e a forma como podem ajudar os colegas recém-chegados a conhecer a Instituição, facilitando a sua integração. Segue-se agora o período de inscrição dos mentorandos e a distribuição dos mesmos por grupos, no máximo de 6 elementos.  Os tutores (docente representante de cada escola no projeto), acompanham de perto todo o processo e estabelecem a ligação entre os mentores, os mentorandos e os serviços e unidades orgânicas do IPCA.

O “InIPCA” é um programa que se estende ao longo do ano letivo e compreende reuniões entre tutores, mentores e responsáveis pelo projeto; reuniões informais entre tutores e mentores; reuniões de mentoria formais (entre mentores e mentorandos) com o grupo atribuído a cada mentor. Realizar-se-ão, ainda, pelo menos, três reuniões formais entre todos os intervenientes no programa: setembro, fevereiro e junho.

“Este programa proporciona aos mentores o desenvolvimento de competências transversais e interpessoais e desenvolvimento de um sentido de cooperação e solidariedade”, continua.

Aos mentorandos “proporciona uma integração saudável e pró-ativa no IPCA, o desenvolvimento de relações interpessoais e transversais, o conhecimento sobre a estrutura e funcionamento do IPCA e da cidade de Barcelos”.

O programa de mentoria “InIPCA” tem, ainda, como objetivo “que mentores e mentorandos se apercebam de situações que possam ser consideradas problemáticas e desta forma combater o abandono escolar”.

O programa arranca no ano letivo 2019/2020 como projeto piloto aplicado aos cursos de licenciatura. “No próximo letivo, pretende-se alargar o programa aos cursos técnicos superiores profissionais”, conclui a instituição.

Fotos: IPCA.

Candidatos da Aliança visitam IPCA

Setembro 17, 2019 em Atualidade, Concelho, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

Os candidatos a deputados pelo círculo eleitoral de Braga, Luís Cirilo Carvalho, Marta Ribeiro e Ana Cristina Ferreira, acompanhados pelo mandatário distrital, Carlos Vaz, visitaram o Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), no âmbito do roteiro dedicado ao Ensino e Segurança que iniciaram, esta segunda-feira, em Barcelos, tendo sido recebidos por Maria José Fernandes, Presidente do IPCA e pelos diretores das Escolas.



Maria José Fernandes fez a apresentação do Instituto, a sua evolução, a dinâmica de mudança que vem registando, o crescimento e o seu impacto em termos da projeção e prestígio nacional e internacional. Referiu números significativos: quase 5000 alunos, sendo que este ano entraram mais de 800 novos alunos, que premeiam a excelência da instituição; com um efetivo próprio de 85 professores de carreira e mais de 400 convidados.

Mas na sua exposição não deixou de referir “as dificuldades na componente de financiamento por parte do Estado e do crescente acréscimo dos custos (o IPCA recebe, atualmente, por parte do orçamento de Estado, o mesmo que recebia quando tinha 2000 alunos).”

A presidente do IPCA referiu ainda que “uma das grandes dificuldades sentidas pela Instituição é a lacuna na rede de transportes, é preciso melhorar a oferta em termos de transportes entre os quatro municípios do quadrilátero, tem de haver transportes direitos entre Barcelos e Guimarães, e entre Barcelos e Braga, não faz sentido um aluno que venha de Braga, de comboio, ter de mudar em Nine”, disse.

Luís Cirilo Carvalho, cabeça de lista da Aliança, pelo círculo eleitoral de Braga, realçou que a Educação é uma prioridade, sendo que “não é possível pensar no desenvolvimento da Região, sem refletir sobre o futuro deste setor”. “É condição para o nosso desenvolvimento económico que a educação constitua um objetivo prioritário e que o Estado olhe para estas Escolas como garante de oportunidades de futuro adequadas às necessidades desta Região, e, por conseguinte, conceda apoios suficientes para a formação e capacitação dos nossos jovens.”

Após visita às instalações, onde se incluiu o almoço na cantina junto dos alunos, Luís Cirilo Carvalho sublinhou a importância do trabalho, de excelência, realizado no IPCA e sublinhou a grande exigência que há em iniciar-se a obra de construção das instalações da Escola Superior de Hotelaria e Turismo em Guimarães.

Fonte e fotos: ALIANÇA.

Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior presente no “Welcome IPCA”

Setembro 13, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

3ª Edição do Programa decorre de 16 a 19 de setembro

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) promove, em colaboração com a sua Associação, entre 16 e 19 de setembro, a 3ª edição do “Welcome IPCA”, que contará com a presença do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor.



Este programa de receção aos novos estudantes do IPCA tem como objetivo “integrar os estudantes recém-chegados dos cursos de licenciatura e dos cursos técnicos superiores profissionais no seu novo ambiente académico e dar-lhes a conhecer a cidade de Barcelos”.

O programa prevê a realização de atividades de índole académica, pedagógica, cultural e recreativa. Através das atividades, os novos estudantes, vão ser apresentados à Instituição e “desafiados” a participar ativamente nas diversas dimensões do contexto académico, potenciando-se os momentos de partilha com os seus novos colegas e com os estudantes mais antigos, que também vão ser convidados a participar, sempre numa perspetiva de integração.

O primeiro dia fica marcado pela apresentação institucional do IPCA aos novos estudantes do curso de licenciatura que vão ser recebidos pela Presidente do IPCA, Maria José Fernandes, pela Provedora do Estudante, Irene Portela, e pelo Presidente da Associação Académica do IPCA, João Pereira. Nesse dia, os estudantes vão ter, ainda, a oportunidade de passear pela cidade de Barcelos, com paragem nos principais pontos de interesse. Esta visita é especialmente útil para os estudantes deslocados, sendo, em muitos casos, o seu primeiro contacto com esta cidade.

No dia 18, os estudantes dos cursos técnicos superiores profissionais vão ser recebidos pelo Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, pela Presidente do IPCA, Maria José Fernandes, e pelo Presidente da Associação Académica do IPCA, João Pereira. De referir que, apesar de constar na imagem que se segue que esta cerimónia iniciaria pelas 15h00, esta foi adiada para as 16h00. Os novos estudantes, que frequentam estes cursos nos Polos de Braga, Guimarães e Famalicão, irão deslocar-se ao Campus do IPCA para participar nas atividades desse dia.

Do programa, destaque, ainda, para o Arraial Académico, a decorre ainda no dia 18, pelas 17h30, em frente ao Edifício da Cantina, que pretende ser uma festa e convívio para todos os estudantes, docentes e funcionários desta academia e onde vai haver muita animação, com a ajuda dos grupos académicos do IPCA.

Fonte e imagens: IPCA.

[Ndr: Notícia atualizada a 19.09.2019, pelas 22h40]

IPCA organiza uma das maiores conferências na área da responsabilidade social

Setembro 13, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

David Crowther no IPCA para falar sobre economia circular

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) trouxe a Portugal um evento que congregou a 18ª Conferência Internacional sobre Responsabilidade Social Corporativa e a 9ª Conferência sobre Corporate Governance.



O evento foi organizado pelo Centro de Investigação em Contabilidade e Fiscalidade (CICF) da Escola Superior de Gestão (ESG) do IPCA, em parceria com a Social Responsibility Research Network (SRRNet).

No ano passado, esta conferência teve lugar na Índia e, desde então, a organização iniciou os trabalhos para que esta conferência se realizasse em Portugal, mais concretamente, em Barcelos.

O momento mais alto desta conferência teve lugar na manhã de dia 10 de setembro, com a intervenção do Professor David Crowther, que veio ao IPCA falar sobre a economia circular, um tema que está na ordem do dia no tecido empresarial.

Sónia Monteiro, organizadora da conferência e diretora do CICF, salienta que “esta iniciativa é a maior conferência organizada no IPCA na área da responsabilidade social. Envolve muitos alunos, professores que se dedicaram de corpo e alma a este evento. Um trabalho árduo, mas gratificante que vai ser também de convivo e partilha de conhecimento”.

A Presidente do IPCA, Maria José Fernandes, refere que estes são dias de muito trabalho e discussão em prol de um tema que diz muito a todos que é o desenvolvimento sustentável e nesse sentido o CICF “dentro das linhas de investigação trouxe esta conferência a Portugal, à semelhança de outras que tem vindo a organizar, dentro da linha de investigação na contabilidade. Este ano o centro celebra 10 anos e tem vindo a afirmar-se em várias áreas, esta é uma delas”.

A conferência contou com a participação de mais de uma centena de participantes, oriundos de mais de 20 países.

O tema da conferência foi a responsabilidade social numa perspetiva pública e privada e, para tal, contou com a presença de Maria João Miranda, da Delta Cafés, de Alexandra Roeger, vice-presidente da Câmara Municipal de Esposende, e de Helena Gonçalves, do Gabinete do Provedor de Ética da EDP.

Realizou-se também um simposium sobre o tema “O plástico pode ser socialmente responsável?” (“Can plastic be socially responsible?”), conduzido por Helen Song Turner (Professora na “Federation University Australia”), Rita Vilke (Professora no “Lithuanian Institute of Agrarian Economics”) e Jagbir Singh Kadyan (Professor na “University of Delhi”, Índia), que proporcionou um momento de debate entre o público e oradores.

A conferência terminou com uma visita às cidades de Braga (devido à nomeação mundial pela UNESCO) e Guimarães (cidade onde nasceu Portugal). Para o ano a Conferência Internacional sobre Responsabilidade Social Corporativa realiza-se na Lituânia.

Fonte e fotos: IPCA.

IPCA recebeu 3500 candidaturas para 636 vagas disponíveis

Setembro 12, 2019 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Mais de mil alunos escolheram o IPCA como primeira opção

Na primeira fase do Concurso Nacional de Acesso (CNA), o Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) recebeu mais de 3500 candidaturas para apenas 636 vagas existentes.



O crescimento consolidado do IPCA faz com que este seja, hoje, uma instituição de referência e procurado a nível nacional. Prova disso foi o facto de o IPCA ter sido a 1ª opção de ingresso no Ensino Superior para mais de mil candidatos com uma taxa de excelência de 97,6%.

De destacar, ainda, o facto de as médias de entrada no IPCA serem as melhores de sempre, o que faz desta uma instituição com melhor qualidade e mais exigente.

Ana Pereira, natural de Braga, foi a aluna com a média de entrada mais alta do IPCA, com a nota de 192,2%, no curso de Design Gráfico. A estudante escolheu este Instituto como a sua 1ª opção de ingresso no Ensino Superior: “Já tinha uma ideia forte do IPCA e boas referências também, do meu grupo de amigos os que optam por design vêm todos para o IPCA”, refere Ana Pereira, que ficou surpresa por ter a nota mais alta da instituição.

A estudante de Design Gráfico espera que este curso lhe abra mais horizontes e seja uma boa reta de lançamento no mundo empresarial: “Este curso passa por eu conseguir fazer o que quiser e não ficar agarrada a uma empresa ou uma só área”, relata a estudante que, neste momento, pensa enveredar pela Ilustração e Motion Design. Feliz por estar no IPCA, Ana Pereira refere ainda que “do curso espero que me abra muitas portas, da instituição não sei se posso esperar mais porque já me tem dado tudo e não tenho que pedir, só agradecer”.

Para Maria José Fernandes, Presidente do IPCA, estes resultados são o reconhecimento e sinal de orgulho e traz ao IPCA “um grande desafio para corresponder às expectativas que os novos estudantes trazem. Estão numa jovem instituição que tem o seu crescimento consolidado, aliado à excelência do nosso corpo docente”.

As notas de acesso aumentaram em todos os cursos de licenciatura do IPCA. A segunda nota mais alta registou-se no curso de Design Industrial (189,0%) seguido do curso de Contabilidade (176,0%).

Fonte e fotos: IPCA.

IPCA com taxa de colocação perto dos 100%

Setembro 9, 2019 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No Concurso Nacional de Acesso, IPCA ocupa a terceira posição entre os Politécnicos

Já são conhecidos os resultados do Concurso Nacional de Acesso (CNA) aos cursos de licenciatura para o ano letivo 2019/2020.



Das 680 vagas oferecidas, o Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) ocupou 636 vagas após a 1ª fase do CNA, o que representa uma taxa de colocação de 94% e um aumento de 13 estudantes face ao ano anterior. A elevada procura pelos cursos do IPCA é também marcada pelo indicador do número de candidatos, tendo o IPCA recebido mais de 3500 candidaturas para as 680 vagas disponíveis.

Tal como em anos anteriores, a análise dos resultados a nível nacional coloca o IPCA na 3ª posição ao nível dos Politécnicos, logo a seguir ao Instituto Politécnico do Porto e ao Instituto Politécnico de Lisboa.

De realçar ainda o aumento das notas de acesso na generalidade dos cursos do IPCA (as notas subiram em todos os cursos), bem como, do índice de satisfação obtido. Este indicador reforça a imagem positiva e de notoriedade da mais jovem instituição de ensino superior público em Portugal – o IPCA.

Satisfeita com os resultados para o ano letivo 2019/2020, a presidente do IPCA, Maria José Fernandes, destaca a continuidade numa estratégia que aposta na qualidade e na diferenciação da sua oferta formativa, fortemente alinhada com as necessidades do tecido empresarial, e que se reflete nestes excelentes resultados. “Congratulo o IPCA e toda a sua comunidade por estes resultados que nos orgulham e acima de tudo parabenizo os novos estudantes que têm uma nova casa para os receber. Uma casa aberta, bem cuidada e com professores de excelência”, refere a presidente.

Os excelentes resultados estenderam-se também aos cursos em regime de pós-laboral, tendo todos os cursos deste regime ocupado 100% das vagas disponíveis, evidenciando, nas palavras da presidente, que o IPCA responde de forma clara não só às necessidades da região como também na formação ao longo da vida e em especial na população adulta.

De realçar, também, o facto de ter sido preenchida a totalidade das vagas disponíveis em 18 dos 22 cursos de licenciatura (regimes diurno, pós-laboral e de ensino a distância) que o IPCA oferece no ano letivo 2019/2020. Neste particular, destaque para a Escola Superior de Design e para a Escola Superior de Hotelaria e Turismo com 100% de colocados.

A segunda fase de candidaturas decorre entre 09 e 20 de setembro e os resultados são divulgados a 26 de setembro.

O acesso aos cursos do IPCA em 2019/2020 regista os melhores resultados de sempre, facto também confirmado pelos resultados divulgados no passado dia 30 de agosto sobre as colocações nos Cursos Técnicos Superiores (CTeSP) do IPCA. Nestes cursos o IPCA recebeu 870 candidaturas e colocou 645 estudantes nas 672 vagas oferecidas.

Fonte e foto: IPCA.

Responsabilidade Social e Governação Organizacional em debate no IPCA

Setembro 6, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Entre 10 e 13 de setembro, o Centro de Investigação em Contabilidade e Fiscalidade (CICF) da Escola Superior de Gestão do Instituto Politécnico do Cavado e do Ave (IPCA), em parceria com a Social Responsibility Research Network (SRRNet), irá organizar a «18th International Conference on Corporate Social Responsibility (CSR)» e a «9th Organisational Governance Conference», com a temática “CSR: Public and private perspectives”.



A conferência irá receber mais de 120 participantes, oradores, nacionais e internacionais, provenientes de todo o mundo, nomeadamente da Austrália, India, África do Sul, Brasil, Malásia, Arábia Saudita Lituânia, Reino Unido, Espanha, Bielorrússia, Dinamarca, Bangladeche, Roménia, Itália, Alemanha, Tunísia, Bélgica, República Checa e Venezuela.

A SRRNet foi fundada e é presidida pelo prestigiado Professor David Crowther, da Universidade de Montfort, no Reino Unido. É um dos professores pioneiros na promoção das temáticas da responsabilidade social e da sustentabilidade. É editor do Social Responsibility Journal, publicou mais de 50 livros e 400 artigos para revistas cientificas, de negócios e profissionais. Participa, como orador, em várias conferências e seminários e é consultor de diversas de organizações governamentais, profissionais e comerciais.

A SRRNet International Conference é uma das conferências de maior relevo a nível internacional, nas áreas da Responsabilidade Social Corporativa, interligando-o com outras áreas como a gestão, a contabilidade, o direito, entre outras.

Haverá a intervenção de vários keynotes speakers, de Maria João Cunha Miranda (Gestora de sistemas integrados: qualidade, ambiente e Responsabilidade Social da Delta Cafés), de Alexandra Roeger (Embaixadora ODS_ONU, Global Compact Portugal e vice-presidente da Câmara de Esposende) e de Helena Gonçalves (Universidade Católica e Consultora do Gabinete do provedor de Ética da EDP).  Realiza-se, também, um simposium sobre o tema “Can plastic be socially responsible?”, conduzido por Helen Song Turner (Federation University Australia), Rita Vilke (Lithuanian institute of Agrarian Economics) e Jagbir Singh Kadyan (University of Delhi, Índia).

Imagem: DR (alterada).

Presidente do IPCA dá posse aos novos diretores da ESG e ETESP

Setembro 5, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Fernando Rodrigues e Filipe Chaves tomam posse

A Presidente do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), Maria José Fernandes, deu posse, na passada segunda feira, dia 2 de setembro de 2019, aos novos diretores da Escola Superior de Gestão (ESG), Fernando Rodrigues, e da Escola Técnica Superior Profissional (ETESP), Filipe Chaves.



Na sessão de tomada de posse do novo diretor da ESG, a Presidente do IPCA, começou por agradecer o empenho e profissionalismo da anterior diretora, Cândida Machado, que desempenhou funções de janeiro de 2019 até à data. Agradeceu, ainda, ao novo Diretor da ESG, Fernando Rodrigues, por ter aceite o cargo e adiantou que, sendo muito positivo a consolidação do projeto educativo da Escola, há ainda um caminho a percorrer, nomeadamente ao nível da internacionalização e da investigação, onde há targets ainda a melhorar.

Doutorado desde 2008 em Ciências Económicas e Empresariais, pela Universidade de Santiago de Compostela, Fernando Rodrigues é professor no IPCA desde 1999 e professor coordenador desde 2015. O novo diretor agradeceu à Presidente do IPCA o voto de confiança e recordou o seu modelo de gestão enquanto diretor da Escola Superior de Tecnologia (EST), durante a presidência do Professor João Carvalho. “Tive um louvor assinado pelo Professor João Carvalho que foi recebido em prol da equipa que me acompanhou, porque não fiz nada sozinho e só assim sei trabalhar. Isto para vos dizer que esta é a minha forma de estar e é neste contexto que assumo esta responsabilidade”. Em relação à sua visão para a ESG, Fernando Rodrigues assume que os estudantes são a prioridade, assim como a envolvente tecnológica e a internacionalização.

Na sede da ETESP, em Braga, Maria José Fernandes deu posse ao primeiro diretor desta escola, Filipe Chaves. A sessão começou pelo reconhecimento do trabalho desenvolvido, desde 2014, aquando da abertura dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP´s) no IPCA, pela anterior Diretora Executiva desta Unidade, Rosário Fernandes, e pelo Presidente da Comissão Executiva, até à data, Agostinho Silva (vice-presidente do IPCA). A Presidente frisou, ainda, a importância destes cursos e a “importância que têm vindo a assumir desde a sua criação, reflexo dos números obtidos na primeira fase de candidaturas aos CTeSP´s”.

Doutorado em Engenharia Mecânica pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto desde 2013, Filipe Chaves é professor no IPCA desde 2009, tendo desempenhado um papel determinante nas áreas científicas da mecânica e da gestão industrial, onde assumiu a direção de diferentes cursos. Destaca-se o trabalho enquanto diretor do curso de mecânica automóvel, desenho técnico e maquinação e da nova licenciatura em Engenharia e Gestão Industrial, que entrou em funcionamento em 2018/2019, fruto de uma aposta da Instituição desta área. O diretor da ETESP referiu o peso da responsabilidade ao abraçar este desafio “não só pelas responsabilidades inerentes ao cargo em si, mas também, por esta Escola ter um perfil e âmbito próprio e distinto das outras escolas, sendo a primeira escola do país para a oferta de cursos técnicos superiores profissionais”. O novo diretor lembrou, ainda, o desafio que está pela frente, com a abertura do Polo de Vila Nova de Famalicão e com a aposta na aproximação com as empresas “dando aos estudantes do IPCA boas soluções empregadoras e a estas empresas recursos humanos qualificados”.

No ano em que a instituição celebra os seus 25 anos, Maria José Fernandes referiu que ainda existe muito a fazer em prol do projeto educativo e científico do IPCA, bem como na melhoria das infraestruturas. Até dezembro, o IPCA vai ter concluído o novo parque de estacionamento, no Campus, com capacidade para 140 lugares. Vai ser também construído no Campus, um novo bar e um restaurante aberto ao público. No Polo de Braga, iniciar-se-ão as obras de requalificação do edifício.

Ainda em relação aos projetos do IPCA, está para breve o início da construção da Escola-Hotel, na Quinta do Costeado, em Guimarães; da abertura do Polo em Esposende para o funcionamento da Escola de Verão e para os CTeSP´s; da passagem da Escola Superior de Design para o centro da cidade de Barcelos, para o edifício da antiga Escola Gonçalo Pereira.

Fonte e fotos: IPCA.

Pedro Rocha, aluno do IPCA, vence concurso “Free Your Mind” na área de Design de Calçado

Julho 24, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Chama-se Pedro Rocha, passou para o 2º ano do Curso Técnico Superior Profissional de Design de Calçado do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) e venceu o 1º prémio do concurso “Free Your Mind”, organizado pela empresa de solas VAPESOL.



Foi a partir do trabalho académico da unidade curricular de projeto que Pedro Rocha criou a coleção (e modelo de sapatilha vencedora) Funky Tokyo. A coleção representa uma abordagem nostálgica com um toque futurista e modernizado da intemporal tendência “Legado Reconstruído”. “A sapatilha, apresenta influências do street style nipónico, é uma reflexão das luzes e cultura de rua japonesa associadas à estética do videojogos dos anos 80, procurando unir o saber fazer manual, como as cordas e elásticos apresentadas, com a estética tecnológica da cultura japonesa”, refere o criador que como “já tinha o projeto realizado” resolveu participar.

O prémio atribuído pela Academia VAPESOL (criada recentemente) ao vencedor, Pedro Rocha, foi um prémio pecuniário de mil euros e uma viagem a Milão com estadia e um convite para a feira LINEAPELLE (que terá lugar nos dias 2, 3 e 4 de outubro próximo). Vai ter, ainda, o modelo vencedor exposto na referida Feira, no stand da VAPESOL.

Para o criador esta distinção “é super importante na nossa área. Fiquei mesmo contente e para o currículo é sempre uma referência”. Pedro Rocha vem de uma licenciatura em Desenho de Moda e já participou com uma coleção sua no Portugal Fashion.

Neste momento, encontra-se a estagiar em Espanha, ao abrigo do programa Erasmus + do IPCA e já tem planos para o futuro:” Quero continuar pela área da moda e o valor deste prémio já servirá para o próximo projeto de calçado”.

“Porque o amanhã constrói-se desde já!”, foi o mote para esta iniciativa da VAPESOL, empresa de solas sediada em Felgueiras.

Fonte e fotos: IPCA.

IPCA oferece 680 vagas no concurso nacional de acesso

Julho 19, 2019 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Vagas nas áreas da gestão, tecnologia, design e hotelaria e turismo

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) oferece, para o próximo ano letivo, 680 vagas no concurso nacional de acesso aos cursos de licenciatura.



Considerando o despacho do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, que fixa as vagas para o próximo ano letivo, o IPCA decidiu aumentar as vagas nos cursos das áreas das competências digitais.

As vagas distribuem-se por 14 cursos de licenciatura, das quatro escolas. A Escola Superior de Design oferece 105 vagas nos cursos de Design Industrial (40 vagas) e Design Gráfico (40 vagas regime laboral e 25 em regime pós-laboral). A Escola Superior de Gestão oferece 340 vagas, nos cursos de Contabilidade (40 vagas e 30 vagas em regime pós-laboral); Finanças (30); Fiscalidade (30 vagas e 20 vagas em regime pós-laboral); Gestão de Empresas (40 vagas e 30 vagas em regime pós-laboral); Gestão Pública (25 vagas e 20 vagas em PL); Solicitadoria (40 vagas e 35 vagas em regime pós-laboral). A Escola Superior de Hotelaria e Turismo oferece 75 vagas abertas para o curso de Gestão de Atividades Turísticas (45 vagas e 30 em pós-laboral). A Escola Superior de Tecnologia conta com 75 vagas abertas nos cursos de Engenharia Eletrotécnica e de Computadores (25); Engenharia em Desenvolvimento de Jogos Digitais (25); Engenharia e Gestão Industrial (25); Engenharia Informática Médica (25) e Engenharia de Sistemas Informáticos (30 mais 25 vagas em regime pós-laboral).

Paralelamente a estas ofertas, o IPCA tem oferece, ainda, 260 vagas nos concursos especiais (incluindo os estudantes internacionais) e os regimes de mudança de par instituição/curso.

A primeira fase de candidatura ao ensino superior arrancou ontem com 50.860 vagas no concurso nacional de acesso, mais oito do que as 50.852 de 2018 e decorre até 6 de agosto, sendo os resultados divulgados a 9 de setembro. A candidatura ao Ensino Superior Público é realizada exclusivamente através do sistema online disponibilizado no sítio da Direção-Geral do Ensino Superior.

O IPCA tem em funcionamento o Gabinete de Acesso ao Ensino Superior que tem como objetivo apoiar as candidaturas em todo o sistema de Ensino Superior português, e as candidaturas aos concursos locais e especiais.

De salientar ainda que estão neste momento abertas as candidaturas à 1ª fase dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais, tendo disponíveis 646 vagas nas áreas do Design, Hotelaria e Turismo, Gestão e Tecnologia.

Fonte e imagem: IPCA.

1 2 3 13
Ir Para Cima