Tag archive

Instituto Politécnico do Cávado e do Ave

Ensino não presencial: Perceções e vivências dos estudantes do IPCA

Julho 30, 2020 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Avaliação dos impactos da pandemia no desempenho académico

O ano letivo 2019/2020 estás prestes a terminar, ficando este marcado pelos efeitos causados pela pandemia, seja a nível económico, social ou político, não apenas no nosso país, mas no mundo.



As Instituições de Ensino Superior viveram também momentos difíceis com a necessidade de transitar de forma massiva o modelo de ensino e aprendizagem presencial para o ensino à distância.

Após um período difícil e determinado pelo esforço de adaptação e de mudança que professores, estudantes, funcionários e dirigentes levaram a cabo, torna-se relevante avaliar os impactos do novo modelo de ensino no desempenho académico dos estudantes.

Foi neste sentido que o Instituto Politécnica do Cávado e do Ave (IPCA), em parceria com a Associação Académica do IPCA, decidiu aplicar um questionário a todos os estudantes de forma a compreender as suas perceções sobre o impacto da transição para o ensino à distância no desempenho académico e aquisição de competências.

As principais conclusões indicam que o ensino não presencial perde em muitas áreas para o ensino presencial.

Os resultados mostram que cerca de 80 % dos estudantes aprovam a generalização do ensino não presencial adotada pelo IPCA no âmbito das medidas adotadas pela instituição e pelo país para ajudar na sustentação da pandemia associada ao SARS-COV-2. Por outro lado, cerca de 70% dos estudantes dão nota positiva ao uso do moodle como plataforma centralizadora nos processos de ensino e aprendizagem. Todavia, as avaliações positivas não escondem as dificuldades associadas ao ensino não presencial. 

E, neste domínio, destacam-se claramente as dificuldades na aquisição de conhecimentos e competências, uma vez que cerca de 67% consideram que foi bastante mais difícil adquirir conhecimentos na modalidade de ensino não presencial do que na presencial. Indicam mesmo que a aquisição das competências desejadas em determinadas áreas que exigem trabalho prático e laboratorial é posta em causa.  Se é árduo aprender, de uma forma geral, mais espinhoso é alcançar e desenvolver competências nas unidades curriculares com elevada carga prática e laboratorial. Foi precisamente isso que sentiram 76% dos estudantes que responderam ao questionário.

Se os números são expressivos, mais eloquentes se tornam quando os associamos às vozes dos discentes: “(…) Aulas práticas lecionadas via online em nada se equiparam às aulas presenciais!”, “o material e equipamento que temos disponível na sala de aula para a realização de trabalhos práticos não nos é disponibilizado em casa. Uma desvantagem muito grande em algumas disciplinas”; “(…) aulas à distância não proporcionarem um ensino equivalente às aulas presencias.”

Para as dificuldades atrás enumeradas muito parecem ter concorrido as vivências acerca da sobrecarga de trabalho e da diminuição das interações com docentes e colegas.  Cerca de 75% dos estudantes sentiram um aumento muito expressivo a este nível.  Por outro lado, 63% dos estudantes sentiram que o ensino não presencial complicou e atrapalhou os contactos com os docentes e, por conseguinte, o acompanhamento que estes realizavam enquanto aprendiam em sala de aula ou fora dela.

Mais uma vez, as vozes dos alunos traduzem essas dificuldades: “A sobrecarga de trabalhos diariamente. Trabalhos que requerem muito rigor e que devido o ensino ser à distância se manifestarem mais complexos no ponto de vista de quem nunca teve conhecimentos sobre aquela matéria específica”. 

Também as vivências académicas, avaliadas na dimensão do convívio com colegas, na partilha de experiências, foram brutalmente afetadas. Mais de 70% dos alunos assim o referem.

Face aos resultados que agora se constatam através deste questionário, a Presidente do IPCA refere que “a transição massiva para o ensino à distância foi uma medida necessária para o combate à situação que vivemos desde o início de março. Mas percebemos que a generalização do ensino não presencial ocorreu num contexto muito particular. Sabemos que foi difícil, que as mudanças foram rápidas, tendo sido exigido aos alunos, aos professores e a toda a comunidade IPCA muito esforço e dedicação. Conhecer as perceções e vivências dos estudantes durante este período é importante e tudo faremos, aliás, como temos feito ao longo dos anos, para continuar a cumprir a nossa missão: Contribuir para o desenvolvimento da sociedade, estimular a criação cultural, a investigação e pesquisa aplicadas e fomentar o pensamento reflexivo e humanista”.

Estes resultados são fundamentais para o planeamento em curso do próximo ano letivo que, apesar do contexto ainda de combate à pandemia, deverá privilegiar o ensino presencial e a vivência académica no Campus e Polos.

Os resultados deste inquérito serão apresentados amanhã, dia 31 de julho, no campus do IPCA com vista à sua partilha e discussão junto da comunidade académica.

Fonte e foto: IPCA.

Dinâmicas sociais e perspetivas futuras dos fundos de coesão em debate online a 30 de julho

Julho 29, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Educação, Mundo, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Centro de Informação Europe Direct Minho (CIED Minho) do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), em parceria com a rádio Antena Minho, promove, amanhã, dia 30 de julho, pelas 18h00, o debate “Fundos de coesão: dinâmicas sociais e perspetivas futuras” – O Minho na Rota da Coesão!”.



“O principal objetivo deste evento passa por promover informar e sensibilizar os cidadãos sobre o impacto positivo que estes fundos europeus têm no quotidiano dos cidadãos europeus, assim como percecionar os benefícios da aplicabilidade dos mesmos na nossa região do Minho. O programa pretende abordar também o futuro da política de coesão da União Europeia, especialmente sobre o que a região do Minho poderá perspetivar para o próximo Quadro Financeiro Plurianual”, refere a organização em nota.

Fazem parte do painel de oradores, José Manuel Fernandes, Eurodeputado ao Parlamento Europeu; Alexandre Almeida, da Agência Nacional de Inovação; e ainda Alessandra Silveira, do Centro de Estudos em Direito da União Europeia da Universidade do Minho (CEDU/JUSGOV). O programa será moderado por Alzira Costa, Coordenadora do CIED Minho e Paulo Monteiro, Diretor da Antena Minho.

“Os cidadãos e órgãos de comunicação social são convidados a participar, colocando as suas questões ao painel de convidados através do chat do evento, que estará disponível na página do CIED Minho e Antena Minho”, informa a organização.

Poderá assistir o programa através das seguintes páginas:

Radio Antena Minho: www.antenaminho.pt

Facebook da Antena Minho https://www.facebook.com/antenaminho/

Facebook do CIED Minho: https://facebook.com/cied.minho/

Imagem: DR.

Ministro Manuel Heitor marca presença na abertura da IPCA Summer School

Julho 24, 2020 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Cerca de 40 estudantes vão desenvolver atividades de formação e investigação durante 3 meses, em regime presencial

Arranca na próxima segunda-feira, dia 27 de julho, a IPCA Summer School que conta com a presença de Manuel Heitor, Ministro da Ciência, Tecnologia em Ensino Superior.



A sessão de abertura está marcada para as 10h30, a decorrer no Auditório Eng. António Tavares, no campus do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), em Barcelos, à qual se segue um workshop com o mote “Elaboração de um Plano de Negócios”, ministrado pelo docente da Escola Superior de Gestão (ESG), Carlos Plácido.

Esta é a 1ª edição da IPCA Summer School que tem o apoio especial das “Escolas de verão em Politécnicos e Universidades”, onde se pretende estimular o desenvolvimento de iniciativas integradas de Investigação e Desenvolvimento (I&D) e formação superior, exclusivamente presenciais, em estreita articulação com as unidades de I&D do IPCA. Pretende-se desenvolver esta iniciativa anualmente de forma a promover a integração da formação com as atividades de I&D.

Neste âmbito, o CICF organiza a Accounting and Finance Summer School que visa dotar os estudantes de competências técnicas e transversais que lhes permitam criar e gerir o seu próprio negócio através da simulação empresarial. O curso é frequentado por 18 estudantes das áreas da contabilidade, gestão e áreas afins e assenta numa perspetiva multidisciplinar, onde será estimulada a capacidade de investigação, trabalho em equipa e desenvolvimento de uma empresa em contexto simulado. Neste sentido, serão também promovidos workshops que visem dotar os estudantes de conhecimentos em métodos e metodologias de investigação, mais relacionadas com a elaboração de relatórios de investigação aplicada e com a análise de dados. Serão ainda apresentados aos estudantes os projetos de I&D em curso no CICF, permitindo o contacto com as mais recentes linhas de investigação nestas áreas. A Accounting and Finance Summer School culmina com a apresentação do projeto desenvolvido pelos estudantes no decorrer do curso.

O 2Ai organiza a 2Ai Summer School que pretende promover o desenvolvimento de atividades de I&D presenciais focadas na área da inteligência artificial por 18 jovens investigadores. Esta irá decorrer nas instalações do Laboratório do 2Ai, na Escola Superior de Tecnologia (EST) do IPCA. O plano de formação desta escola de verão encontra-se dividido em duas componentes: formação e investigação. A componente de formação baseia-se em cursos temáticos presenciais de curta duração lecionados por investigadores integrados e colaboradores do 2Ai. Estes cursos focam-se em temáticas emergentes de investigação e desenvolvimento tecnológico (nomeadamente, processamento natural de linguagem, deep learning para visão por computador, Tiny AI, robôs colaborativos, simulação e manufatura aditiva) e formação em componentes básicas de investigação (nomeadamente, metodologias de investigação, análise de dados, escrita científica, preparação de pitchs científicos e oportunidades de financiamento).

A IPCA Summer School acolhe, durante os próximos 3 meses, em regime presencial, cerca de 40 estudantes que vão receber uma bolsa de investigação financiada pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT). Conta com o apoio especial “Escolas de verão em Politécnicos e Universidades” no verão de 2020, com atividades presenciais de estudantes, docentes e investigadores, incluindo soluções inovadoras associadas ao Programa de Estabilização Económica e Social, de resposta à pandemia de COVID-19. Uma iniciativa da FCT em colaboração com a Direção Geral de Ensino Superior (DGES).

Fonte e imagens: IPCA.

IPCA disponibiliza vagas para estudantes da via profissionalizante

Julho 24, 2020 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Mais de 160 estudantes realizam prova de avaliação de conhecimentos no IPCA

Esta sexta-feira, dia 24 de julho, mais de 160 estudantes do ensino secundário das vias profissionais realizam, no Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), a prova de avaliação de conhecimentos indispensável ao ingresso e progressão no ciclo de estudos de licenciatura. Mais de 1000 candidatos apresentaram a sua candidatura para fazerem a Prova nos politécnicos da Rede Norte.



A prova, organizada por uma comissão composta por professores do ensino superior e por professores do ensino profissional, é composta por duas partes: um módulo de Português e um módulo específico de Biologia ou Economia ou História da Cultura e das Artes ou Matemática ou Psicologia, e tem a duração de 120 minutos com tolerância de 30 minutos.

O IPCA integra a REDE NORTE, juntamente com os Politécnicos de Bragança, do Porto, de Viana do Castelo e a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, na organização e articulação a nível regional da prova de avaliação de conhecimentos e competências. Os candidatos que realizem a prova na REDE NORTE e obtenham aprovação (no mínimo 10 valores) podem apresentar a candidatura a um curso de licenciatura de qualquer uma das cinco instituições que constituem a REDE NORTE da Associação de Politécnicos do Norte (APNOR). Este novo concurso especial de ingresso foi criado pelo Decreto-Lei nº 11/2020, de 2 de abril, que alterou e republicou o Decreto-Lei 113/2014, de 16 de julho, e destina-se ao ingresso no ensino superior dos candidatos do ensino secundário dos cursos de dupla certificação de nível secundário e dos cursos artísticos especializados.

O IPCA abriu 58 vagas para os seus cursos de licenciatura e a apresentação de candidatura aos cursos de licenciatura para o ano letivo 2020/2021 será realizada pelos candidatos no portal da DGES (www.dges.pt) em prazo a definir.

“Com este concurso especial pretende-se aumentar o número de estudantes no ensino superior e, dessa forma, a qualificação dos Portugueses, sendo um dos objetivos do contrato assinado entre o Governo e as instituições de ensino superior públicas”, refere o IPCA.

Fonte e foto: IPCA.

IPCA abre mais de 1000 vagas de licenciatura para o próximo ano letivo

Julho 13, 2020 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Cerca de 900 vagas para os Cursos Técnicos Superior Profissionais

São mais de 1000 vagas para ingressar em cursos de licenciatura que o Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) disponibiliza para o ano letivo de 2020-2021.



As vagas distribuem-se por 14 cursos de licenciatura, das quatro escolas. A Escola Superior de Gestão, é uma das cinco unidades orgânicas de ensino e investigação do IPCA e oferece vagas nos cursos de Contabilidade (regime laboral e pós-laboral); Finanças; Fiscalidade (regime laboral e pós-laboral); Gestão de Empresas (regime laboral e pós-laboral); Gestão Pública (regime laboral e pós-laboral); Solicitadoria (regime laboral e pós-laboral).  A Escola Superior de Tecnologia, centrada na área das engenharias, criou em 2018 o centro de I&D em Inteligência Artificial Aplicada (2AI-Lab) abre vagas para os cursos de Engenharia Eletrotécnica e de Computadores; Engenharia em Desenvolvimento de Jogos Digitais; Engenharia e Gestão Industrial; Engenharia Informática Médica e Engenharia de Sistemas Informáticos (regime laboral e pós-laboral). A Escola Superior de Design dotada de salas de aula, oficinas e laboratório altamente tecnológicos, oferece vagas nos cursos de Design Industrial e Design Gráfico (em regime laboral e pós-laboral). A Escola Superior de Hotelaria e Turismo, terá em breve em funcionamento a Escola-Hotel, e oferece vagas para o curso de Gestão de Atividades Turísticas (regime laboral e pós-laboral).

Paralelamente ao concurso nacional de acesso promovido pela Direção Geral de Ensino Superior, o IPCA oferece, também, vagas no âmbito dos concursos especiais, destinados aos titulares de provas M23, titulares de cursos das vias profissionalizantes, titulares de cursos Técnicos Superiores Profissionais e titulares e outros cursos superiores, ás quais se juntam ainda as vagas para os regimes de mudança de par instituição/curso.

Com esta oferta alargada e diferenciada, o IPCA pretende democratizar o acesso ao ensino superior através da promoção de concursos diversos para um público heterogéneo, em prol da missão social que define a Instituição.

Toda a informação sobre os cursos, vagas e candidaturas está disponível na página do IPCA em www.ipca.pt. Em caso de dúvida, pode contactar o IPCA através dos meios divulgados na página e também no Gabinete de Acesso ao Ensinos Superior.

Para informação sobre as candidaturas ao concurso nacional de acesso, deve consultar do site da DGES (www.dges.pt).

Cerca de 900 vagas para os Cursos Técnicos Superior Profissionais

Às mais de 1000 vagas para ingresso em cursos de licenciatura, no ano letivo de 2020/2021 são ainda oferecidas cerca de 900 vagas para ingresso nos cursos técnicos superiores profissionais.

Neste momento, estão abertas as candidaturas à 1ª fase dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP´s), nas áreas do Design, Hotelaria e Turismo, Gestão e Tecnologia.

Os CTeSP´s são lecionados na mais recente escola do IPCA, a Escola Técnica Superior Profissional (ETeSP), e a sua oferta formativa para o ano letivo 2020/2021 encontra-se alinhada com as necessidades do mercado de trabalho na região, aferidas junto das empresas que acolhem os estudantes estagiários. Dada a proximidade às empresas e às populações, a oferta educativa encontra-se distribuída entre o Campus em Barcelos e os diferentes Polos em Braga, Guimarães (AvePark) e Vila Nova de Famalicão (CIIES).

A 1ª fase de candidaturas aos CTeSP´s iniciou-se no dia 29 de junho e prolonga-se até ao dia 14 de agosto.

Fonte e foto: IPCA.

IPCA integra Universidade Europeia RUN-EU

Julho 11, 2020 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) é uma das sete instituições portuguesas que fazem parte dos 24 consórcios aprovados pela Comissão Europeia como Universidades Europeias.



As Universidades Europeias são alianças transnacionais de instituições de ensino superior de toda a União Europeia que se unem em benefício dos estudantes, da comunidade académica e das sociedades. As Universidades Europeias são dotadas de apoio financeiro, no âmbito dos Programas Erasmus+ e Horizonte 2020.  Trata-se de uma iniciativa que reforça a qualidade, a inclusão, a digitalização e a atratividade do ensino superior europeu.

A Aliança Inter-regional de Universidades (RUN-EU) visa a concretização de programas formativos que contemplem a promoção de competências futuras e avançadas para a transformação social nas regiões da União Europeia. As Instituições de Ensino Superior irão desenvolver conjuntamente um leque diversificado de ações de ensino e aprendizagem, disponibilizando aos estudantes diferentes programas internacionais (curta duração e e-learning), sendo igualmente implementados projetos de cooperação internacional no âmbito da investigação e desenvolvimento. No futuro, os estudantes terão ainda a oportunidade de obter duplas/múltiplas titulações europeias, no âmbito de programas conjuntos de formação.

A RUN-EU terá, ainda, como missão a promoção do desenvolvimento económico, social, cultural e sustentável das regiões abrangidas pela rede, fornecendo as competências necessárias para que estudantes, investigadores e agentes regionais possam enfrentar com sucesso os desafios do futuro. Este novo consórcio pretende ser um agente ativo na transformação social das regiões, promovendo a cidadania ativa e liderando a criação de uma nova aliança inter-regional multinacional (Zona Europeia de Desenvolvimento Inter-regional).

A presidente do IPCA, Maria José Fernandes, enaltece o esforço de todos os envolvidos neste processo e refere que “este resultado posiciona o IPCA num patamar privilegiado, capacitando-nos para dar uma resposta ainda mais adequada e inovadora aos inúmeros desafios impostos pela agenda de modernização e internacionalização do ensino superior europeu”.

Balanço da 2ª Convocatória das Universidades Europeias

A RUN-EU é uma das 24 Universidades Europeias selecionadas entre 62 candidaturas. Participam 165 instituições de ensino superior (IES) de 26 Estados-Membros e de outros países participantes no programa Erasmus+.

Portugal está representado por 7 instituições de ensino superior: Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), Instituto Politécnico de Leiria (IPL), Instituto Politécnico do Porto (IPP), Instituto Politécnico de Setúbal (IPS), Universidade da Beira Interior (UBI), Universidade de Coimbra (UC) e a Universidade Lusófona.

Dois dos Consórcios são coordenados por IES portuguesas: IPL e IPP.

Os projetos agora aprovados juntam-se às 17 Universidades Europeias selecionadas na primeira convocatória.

Mais Informações sobre a RUN-EU

Sob a coordenação do Instituto Politécnico de Leiria, a RUN-EU envolve as seguintes instituições parceiras, para além do IPCA: Limerick Institute of Technology (Irlanda), Athlone Institute of Technology (Irlanda), Széchenyi István University (SZE) (Hungria), Häme University of Applied Sciences HAMK (Finlândia), NHL Stenden University of Applied Sciences (Holanda) e FH Vorarlberg University of Applied Sciences (Áustria). Para a prossecução dos seus objetivos, a aliança contará, ainda, com a colaboração da CCDR-N, da InvestBraga e do INL, como parceiros associados da região Norte de Portugal. Saiba mais em:https://run-eu.eu/ .

Fonte e foto: IPCA.

Presidente da Câmara de Barcelos reafirma apoio do Município aos projetos do IPCA

Julho 3, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Educação, Mundo, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

Secretária de Estado da Valorização do Interior visitou Instituto Politécnico do Cávado e do Ave

A Secretária de Estado da Valorização do Interior, Isabel Ferreira, visitou ontem, 2 de julho, o Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), acompanhada pelo Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, e pela Presidente do IPCA, Maria José Fernandes, tendo a agenda incluído uma reunião de trabalho e uma visita aos laboratórios e centros de investigação.



A Presidente do IPCA aproveitou para apresentar o projeto B-CRIC – Barcelos Collaborative Reserach and Innovation Center, um centro colaborativo com condições adequadas à promoção da investigação e inovação disciplinar e colaborativa, onde as diferentes entidades que compõem o ecossistema de I&D+I contribuem para a construção de projetos de relevância nacional e internacional, com impacto efetivo na sociedade.

Para Maria José Fernandes, “este centro de investigação é uma mais-valia na medida em que junta todas as áreas de investigação e dá melhores condições aos investigadores para que aumente a transferência de tecnologia e conhecimento para as empresas e para a sociedade”. “É uma necessidade da nossa instituição que junta 4000 estudantes em várias áreas de investigação e é importante para perceber a sensibilidade de que são as nossas necessidades de crescimento sustentado”.

O Presidente da Câmara Municipal de Barcelos mostrou-se satisfeito com este novo projeto, salientando que “a consolidação do IPCA na nossa região é muito importante e, nesse sentido, o ensino superior e a investigação científica são estruturantes para o desenvolvimento da região e do país. O Município está disponível para apoiar a concretização deste projeto fundamental e estruturante, quer para Barcelos, quer para a economia, mas a sua concretização da parte do município tem limitações e, por isso, apelo ao Governo para que também o apoie”.

A Secretária de Estado referiu que já tinha conhecimento deste projeto, acrescentando que “a ciência e a presença das instituições de ensino superior é fundamental para o desenvolvimento sócio económico dos territórios e o IPCA é um exemplo de um politécnico que cumpre a sua missão em função da comunidade”. “O IPCA tem esta necessidade legítima e, da nossa parte, haverá empenho para encontrar instrumentos que permitam concretizar a realização deste projeto na sua envolvência, quer em equipamentos, recursos humanos e formação”.

Isabel Ferreira felicitou ainda o Presidente da Câmara, Miguel Costa Gomes pelo apoio ao Instituto e pela relação frutuosa entre o IPCA e o Município com retorno para o território.

No final da reunião de trabalho, realizou-se uma visita aos laboratórios dos centros de investigação em inteligência artificial, de contabilidade, fiscalidade e design onde foram apreciados alguns projetos desenvolvidos pelos investigadores.

Fonte e foto: CMB.

Barcelense Fernanda Pereira ministra Seminário na Universidade do Minho

Julho 3, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Educação, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo dia 15 de julho, entre as 17h00 e as 19h00, realiza-se o Seminário online “Registos e Notariado para as Empresas e Cidadãos – Alterações na fase pandémica”, organizado pela UMinhoExec – Executive Business Education, na Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho.



A preleção estará a cargo de Fernanda Pereira, Mestre em Solicitadoria, com Especialização em Contratos, pelo Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), Especialista em Direito Notarial e Registos Públicos pelo Centro de Estudos Notariais e Registais (CENoR). Assistente convidada do IPCA, na Unidade Curricular de Práticas Notariais e Registais, é autora do livro “A Titulação dos Negócios – Aspetos Jurídicos, Fiscais e Registais”.

Para aceder ao evento, basta clicar em https://www.uminhoexec.pt/eventos/seminario-registos-e-notariado-para-as-empresas-e-cidadaos-alteracoes-na-fase-pandemica/ .

Imagem: DR.

Estão abertas as candidaturas para Cursos Técnicos Superiores Profissionais do IPCA

Junho 30, 2020 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) tem abertas, até 14 de agosto, as candidaturas aos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP) nas áreas da Gestão, do Design, da Tecnologia e da Hotelaria e Turismo.



O IPCA arranca o ano letivo 2020-2021 com três novos cursos: Metrologia, Instrumentação e Qualidade Industrial; Gestão de Seguros e Mobilidade Híbrida, tendo, assim, em funcionamento 24 CTeSP´s.

Os Cursos Técnicos Superiores Profissionais são lecionados no Campus do IPCA, em Barcelos, e nos Polos em Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão, em regime laboral e pós-laboral. Este ano, o IPCA aumentou a sua oferta educativa em regime pós-laboral dando oportunidade de ingresso a pessoas ativas que queiram melhorar as suas competências e reciclar conhecimentos.

Estes cursos têm uma vertente prática, tendo o IPCA uma estreita relação com as empresas da região, direcionando os estudantes para o mercado de trabalho.

As candidaturas realizam-se exclusivamente online, através da Plataforma de Candidaturas do IPCA: https://www.siga.ipca.pt/cssnet/.

Todas as instruções e informações úteis encontram-se no edital do concurso de acesso aos cursos técnicos superiores profissionais do IPCA para o ano 2020/2021.

LISTA DOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS

ANO LETIVO 2020/2021

Aplicações Móveis

Apoio à Gestão

Comércio Eletrónico

Desenho Técnico e Maquinação

Desenvolvimento Web e Multimédia

Design de Calçado

Design de Moda

Design para Media Digitais

Eletrónica, Automação e Comando

Energia, Telecomunicações e Domótica

Exportação e Logística

Gestão de Seguros*

Gestão Financeira e Contabilística*

Gestão Industrial da Produção

Ilustração e Arte Gráfica

Manutenção Industrial

Mecânica Automóvel

Metrologia, Instrumentação e Qualidade Industrial

Mobilidade Híbrida

Organização e Gestão de Eventos

Redes e Segurança Informática

Sistemas Eletrónicos e de Computadores

Soldadura Avançada

Turismo, Natureza e Aventura

*Aguarda aprovação da Direção-Geral de Ensino Superior.

Fonte e imagem: IPCA.

IPCA abre vagas para estudantes do ensino profissional concorrerem aos cursos de licenciatura

Junho 27, 2020 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Já estão abertas as candidaturas para os titulares do ensino profissional poderem realizar a prova de avaliação para concorrerem aos cursos de licenciatura do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA). O prazo para a inscrição está aberto até ao dia 17 de julho e a prova realiza-se no dia 24 de julho.



Os candidatos podem realizar a prova de avaliação em qualquer umas das instituições da REDE Norte, constituída pelo IPCA, pelos politécnicos de Bragança, do Porto e de Viana do Castelo, e pela UTAD, que conjuntamente organizaram a prova de avaliação de conhecimentos que dão acesso aos seus cursos de licenciatura.

Os titulares de cursos profissionais e os estudantes que frequentam o último ano dos cursos profissionais de nível secundário devem efetuar a inscrição para a realização da prova no link: www.apnor.pt/profissionais.

Toda a informação relativa a esta prova de avaliação e ao concurso especial pode ser consultada em www.ipca.pt e no site www.apnor.pt, bem como no link: www.ipca.pt/sa/divisao-academica/.

Fonte e foto: IPCA.

1 2 3 21
Ir Para Cima