Tag archive

Inteligência Artificial

Braga, Laboratório Ibérico de Nanotecnologia disponibiliza 3ME a empresas inovadoras

Abril 14, 2021 em Atualidade, Ciência, Concelho, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL), em Braga, vai disponibilizar um total de três milhões de euros no apoio a empresas com soluções inovadoras contra a covid-19, foi hoje anunciado.

Em comunicado, o INL refere que já está aberta a segunda e última chamada para que as empresas se candidatem aos apoios, no valor de 100 mil euros cada.

As inscrições podem ser feitas em http://www.inno4cov19.eu/open-call/ até o último dia de abril.

Para esta segunda chamada, a verba disponível é de 1,2 milhões de euros.

Em causa está o INNO4COV-19, um projeto liderado pelo INL e financiado pelo Programa da União Europeia “Horizon 2020”.

Desde novembro de 2020, o INNO4COV-19 selecionou e está a trabalhar com o primeiro grupo de 18 projetos vindos de toda a Europa para acelerar o desenvolvimento e comercialização de soluções inovadoras para combater a covid-19, num investimento inicial de 1,8 milhões de euros.

Neste grupo de 18 organizações, nove são pequenas e médias empresas (PME), sete são ‘startups’ e duas são empresas de grande dimensão.

Entre os projetos selecionados estão um monitor pulmonar telemédico, um revestimento antimicrobiano, um sistema que usa Inteligência Artificial (IA) para prevenir futuros surtos e um composto que promove a autolimpeza.

Uma plataforma de testes rápidos alimentada por IA, uma máscara facial de grafeno para maior segurança, um revestimento anti-covid-19 para equipamentos de proteção individual e um dispositivo de desinfeção do ar são outros dos projetos.

Segundo o INL, todos os projetos estão na fase final de desenvolvimento, com elevados níveis de prontidão tecnológica.

“O INNO4COV-19 já está a acelerar a respetiva disponibilização ao mercado, para oferecer um leque mais vasto de soluções para o combate à pandemia em todas as frentes”, acrescenta o comunicado.

Na primeira chamada, foram recebidas candidaturas de 135 PME e ‘startup’ de 21 países europeus.

A seleção é feita por um painel de jurados de toda a Europa, que inclui investigadores e diretores de empresas.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.947.319 mortos no mundo, resultantes de mais de 136,5 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.923 pessoas dos 828.173 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Fonte: LUSA

Foto: @fusion_medical_animation|unsplash

2Ai do IPCA passa a integrar o único laboratório associado em Inteligência Artificial do país

Março 11, 2021 em Ambiente, Atualidade, Ciência, Concelho, Economia, Educação Por barcelosnahorabarcelosnahora

O 2Ai – Laboratório de Inteligência Artificial Aplicada do Instituto Politécnico e do Ave (IPCA) passou a integrar o Laboratório Associado Nacional de Sistemas Inteligentes (LASI), única unidade de referência do país no domínio da investigação em Inteligência Artificial. 

Reconhecido pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), o LASI reúne 13 unidades de Investigação & Desenvolvimento (I&D) de sete universidades e politécnicos, envolvendo mais de 500 investigadores doutorados. 

Criado em 2018 e com atividade efetiva desde 2020, o 2Ai está sediado no Campus do IPCA, em Barcelos, e tem em curso, ou já concluiu neste curto espaço de tempo, mais de uma dezena de projetos de investigação nas áreas dos Sistemas Inteligentes, Colaboração Inteligência Artificial-Homem e Robótica. 

Estes projetos têm como objetivo geral a sua aplicação nos domínios da Saúde, Indústria ou do Ambiente e Segurança. 

João Vilaça, diretor do 2Ai, explica que a integração do laboratório no LASI, na qualidade de membro associado, “vem permitir potenciar as sinergias e o acesso a ‘calls’ internacionais que, habitualmente, só estão ao alcance de grandes laboratórios”. 

Por outro lado, “irá possibilitar o acesso a infraestruturas comuns de apoio à atividade dos laboratórios associados que seriam difíceis de cada um ter isoladamente”. 

Para a presidente do IPCA, Maria José Fernandes, o sucesso da candidatura do 2Ai a membro associado do LASI “significa mais um importante passo do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave na consolidação do seu posicionamento enquanto polo de referência nacional e internacional ao nível da investigação tecnológica”. 

“O IPCA quer continuar a crescer, não só no número de alunos, infraestruturas e equipamentos, mas também naquilo que diferencia as principais instituições de ensino superior em qualquer parte do mundo, que é a qualidade da sua investigação. E esta notícia é a prova de que estamos no bom caminho”, acrescenta. 

Foto: IPCA @DR

“Inteligência Artificial – Novos desafios da Humanidade” debatida em Conferência online

Dezembro 8, 2020 em Atualidade, Cultura, Economia, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Evento organizado pela Grande Loja Simbólica de Portugal

A Grande Loja Simbólica de Portugal organiza mais uma Conferência online (a décima), dedicada ao tema: “Inteligência Artificial – Novos desafios da Humanidade”, que contará com a participação de Christophe Habas, Past Grão-Mestre do Grande Oriente de França, e de Alexandre Rauzy, Past Grão-Mestre do Grande Oriente Suíço.



Esta Conferência, inserida no “Ciclo das Grandes Videoconferências da Maçonaria Portuguesa”, terá lugar no próximo dia 15 de dezembro, pelas 21h00, e poderá ser assistida através do link (basta clicar para aceder): https://youtu.be/wESUzbtbyyY .

Christophe Habas é Chefe do Departamento de Neuroimagiologia do Centre Hospitalier National d’Ophtalmologie des 15-20 (Paris) e neurorradiologista. Doutor em Ciências Cognitivas, Maçom e Past Grão-Mestre do Grande Oriente da França (GODF).

Christophe Habas (Foto: CHNO 15-20)

Numa entrevista ao Le Petit Journal, em 2019, Habas salientou que “a Inteligência Artificial é um assunto tecnológico que desafia no plano filosófico, no sentido de que coloca a questão do que é humano, consciência humana, ética. Também levanta questões económicas e sociais. Através da substituição gradual de pessoas por controladores automáticos ou sistemas inteligentes para a realização de um determinado número de tarefas”. Já ao La Voix du Nord, igualmente em 2019, o neurorradiologista reforça a ideia: “a Inteligência Artificial é uma tecnologia fantástica em termos científicos, como a medicina ou o reino ecológico. (…) O problema é quando ela chega ao campo económico e social”, sendo que também “se pode tornar uma ferramenta de controlo social e gerar riscos para a democracia. Os algoritmos gerados por big data podem dar muito poder a grandes grupos industriais”, alertou em outra entrevista concedida ao Ouest France, em fevereiro deste ano.

Alexandre Rauzy é membro da direção e professor de filosofia e francês da ENSR International Boarding School of Lausanne, sendo Past Grão-Mestre do Grande Oriente Suíço. Curiosamente, é homónimo de um político francês (1901-1977), que foi membro da Secção Francesa da Internacional dos Trabalhadores e do Parlamento, tendo feito parte do Conselho Nacional (1941), de onde foi demitido pelos seus antecedentes socialistas e por ser, precisamente, Maçom. Rauzy irá, certamente, apresentar a Maçonaria Liberal Suíça e o Grande Oriente Suíço, “os seus princípios, a sua tradição democrática, a sua diversidade que respeita, mutuamente, todas as crenças e consciências e a sua modernidade, tão longe das fantasias que ainda prevalecem nos rumores e jornais escandalosos”, como se pode depreender após leitura de uma notícia avançada em 2017 pela página online Cahiers Bleus | Blaue Hefte, do Grande Oriente Suíço.

Alexandre Rauzy (Foto: DR)

A simbiose entre ambos os preletores será, certamente, bem conseguida, pois ambos já participaram, igualmente enquanto convidados, numa conferência, a 01 de abril de 2017, em Genebra, sobre o tema «O transumanismo ainda é um humanismo?», onde a Inteligência Artificial, como um dos “veículos” do transumanismo, foi, certamente, abordada e analisada.

Em nota, a organização salienta que “o ‘Ciclo das Grandes Videoconferências da Maçonaria Portuguesa’ insere-se numa abordagem de temas maçónicos e sociais, através de videoconferências abertas à Sociedade em geral, pela primeira vez em Portugal”, sendo organizado pela Grande Loja Simbólica de Portugal, que é a terceira Obediência Maçónica Portuguesa e “pratica o Rito Escocês Antigo e Aceite, Rito Antigo e Primitivo Memphis Misraïm e o Rito Emulação com as cartas patentes do Grande Oriente de França (a maior Obediência Maçónica Francesa)”.

Fotos: DR.

Imagem: GLSP.

Inteligência Artificial para Jogos discutida no IPCA

Outubro 31, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Os participantes são desafiados a participar em Concurso de Inteligência Artificial

A Escola Superior de Tecnologia (EST) do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), organiza a 4ª edição da Escola de Inverno em Inteligência Artificial Aplicada a Jogos (AI 4 Games), nos próximos dias 12 e 13 de novembro.



O evento pretende formar os participantes na área da inteligência artificial, com um foco específico na área do desenvolvimento de jogos, organizado por uma escola que é pioneira na criação do curso de Engenharia em Desenvolvimento de Jogos Digitais, e mestrado na mesma área.

Durante os dois dias, através de várias sessões, os diferentes oradores vão realizar sessões expositivas e de discussão sobre algoritmos, abordagens e resultados obtidos no uso de Inteligência Artificial em Jogos.

A AI 4 Games conta com oradores da academia e da indústria, que vão apresentar diferentes modos de inclusão de técnicas de inteligência artificial em jogos. Para além disso, a edição deste ano conta com um Concurso de Inteligência Artificial, em que os participantes são desafiados a implementar a inteligência de um tanque virtual. O programa, bem como informação adicional sobre os oradores e respetivas palestras, podem ser consultados no sítio do evento: http://ai4g.ipca.pt/2020. Os oradores serão: Tiago Loureiro, da Lockwood Publishing; Gabriella Barros, da Modl.ai; João Dias, da Universidade do Algarve; e Vincent Breton, da Ubisoft.

A 1ª edição da escola decorreu em 2016, numa organização conjunta com a Associação Portuguesa para a Inteligência Artificial (APPIA), sendo que o sucesso desta edição levou a EST a organizar este evento anualmente. 

Fonte e imagem: IPCA.

Escola de Inverno em Inteligência Artificial no IPCA

Janeiro 26, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Evento leva ao IPCA Éric Jacopin, o criador do jogo F.E.A.R

A Escola Superior de Tecnologia (EST) do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), organiza a 3ª edição da Escola de Inverno em Inteligência Artificial para Jogos, nos dias 14 e 15 de fevereiro.



O evento pretende formar os participantes na área da inteligência artificial, com um foco específico na área do desenvolvimento de jogos, organizado por uma escola que é pioneira na criação de um curso de Engenharia em Desenvolvimento de Jogos Digitais, e mestrado na mesma área.

Durante os dois dias, através de várias sessões, os diferentes oradores vão fazer sessões expositivas e de discussão sobre algoritmos, abordagens e resultados obtidos no uso de Inteligência Artificial em Jogos. Alberto Simões, Diretor do Curso da Licenciatura em Engenharia de Sistemas Informáticos e organizador do evento, adiantou que estão planeadas ainda “sessões com exercícios e experiências para que os participantes possam colocar as mãos na massa, e perceber a aplicabilidade dos métodos referidos”.

A 1ª edição da escola decorreu em 2016, numa organização conjunta com a Associação Portuguesa para a Inteligência Artificial (APPIA), sendo que o sucesso desta edição levou a EST a organizar este evento anualmente.

Este ano, com a 3ª edição, pretende-se uma escola mais dinâmica e apelativa, como refere Alberto Simões: “Temos mais oradores, sessões mais pequenas e bem definidas e esperamos que esta mudança torne o evento mais dinâmico. A própria diversidade de oradores vai permitir diferentes formas de ver os problemas, diferentes áreas de aplicação dos mesmos métodos”.

Éric Jacopin é um dos oradores mais aguardados. Docente de uma academia militar francesa, tem trabalhado com várias empresas de desenvolvimento de jogos com títulos bem conhecidos, como F.E.A.R. (considerado o jogo com melhor inteligência artificial), Killzone 3, Transformers 3: Fall of Cybertron, Shadow of Mordor e Rise of the Tomb Raider. Tem trabalhado numa área pouco divulgada, denominada de Planning Analytics, usada para análise de tática e planeamento.

Marco Scirea, vem falar na geração procedimental de som e música, um assunto totalmente novo na escola. Por sua vez, Rui Prada e Samuel Mascarenhas vão apresentar a framework para a criação de personagens – FAtiMA Toolkit, que vai ser alvo de uso pelos participantes da escola.

Gustavo Reis, especialista em Programação Avançada e Inteligência Artificial, e Luís Teófilo, especialista na Teoria dos Jogos, juntam-se aos restantes oradores nestes dois dias.

Imagem: DR.

Ir Para Cima