Tag archive

IPCA

Semana Internacional traz ao IPCA várias nacionalidades

Junho 26, 2022 em Atualidade, Concelho, Educação Por barcelosnahorabarcelosnahora

No âmbito da sua política de internacionalização, o IPCA realiza a primeira edição da Semana Internacional – InWeek, a decorrer no Campus do IPCA entre os dias 27 de junho e 1 de julho de 2022.

Esta semana de capacitação internacional visa oferecer uma experiência de aprendizagem internacional e intercultural enriquecedora bem como a oportunidade de discussão de temas emergentes tanto aos participantes internacionais como à comunidade académica do IPCA. A agenda contempla sessões de grupo interativas, workshops e trabalho em grupo com vista a reforçar a cooperação internacional, encorajando a partilha de conhecimentos, boas práticas e experiências.

A semana inicia com uma sessão de boas-vindas pela Presidente do IPCA, Maria José Fernandes e pela Vice-Presidente para a Internacionalização, Comunicação e Cultura do IPCA, Paula Tavares. Além da apresentação do IPCA, das suas Unidades de Investigação e Desenvolvimento e dos projetos IPCA, os participantes terão um programa rico em saberes e cultura pela cidade de Barcelos.

Este será igualmente um excelente momento para promover a Internacionalização em Casa, proporcionando momentos verdadeiramente internacionais, tais como o Market Place durante o qual os mais de 30 participantes internacionais apresentarão as suas instituições e os seus países à comunidade do IPCA e participantes.

Desta semana destaca-se a diversidade cultural. A InWeek traz a Barcelos participantes da Jordânia, Polónia, França, Itália, Turquia, Alemanha, Eslováquia, Espanha, Finlândia e Argélia.

Prémio Valor IPCA/Santander Universidades distingue projeto Oficina do Brinquedo

Dezembro 27, 2021 em Atualidade, Concelho, Educação Por barcelosnahorabarcelosnahora

João Fernandes, estudante do 3º ano do Curso de Licenciatura em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores, foi o vencedor do Prémio Valor IPCA/Santander Universidades, com o projeto Oficina do Brinquedo. 

Este prémio monetário, no valor de 1700 euros, visa distinguir, em cada ano letivo, os estudantes que se diferenciem positivamente na vertente humana ou solidária, premiando a sua participação em atividades de práticas de cidadania ativa e de voluntariado, desenvolvidas no IPCA ou na comunidade exterior. 

A Oficina do Brinquedo é um projeto que visa a adaptação de brinquedos para utilização por crianças com deficiência motora e/ou cognitiva e a reparação de outros, novos ou antigos, para doação. 

Trata-se de um projeto antigo no IPCA, mas que se encontrava parado, tendo a ideia sido recuperada e melhorada por João Fernandes, que reativou uma parceria com a Associação de Pais e Amigos de Crianças (APAC) de Barcelos. Isto aconteceu depois de se aperceber da escassez, ou preço demasiado elevado, de brinquedos no mercado para crianças com deficiência. 

O alcance da Oficina do Brinquedo foi, também, alargado por João Fernandes, que lançou uma campanha destinada à angariação de brinquedos novos e antigos. Apostou, igualmente, na elaboração de controladores de videojogos para pessoas com deficiência motora e/ou cognitiva e na criação de controladores de computador para indivíduos com incapacidade. 

Ainda no âmbito da Oficina do Brinquedo, no passado dia 18 de dezembro, um grupo de jovens da Associação de Solidariedade e Ação Social (ASAS) de Santo Tirso juntou-se, na Escola Superior de Tecnologia, a 20 estudantes do IPCA, numa ação que destinada a proporcionar a experienciação da Engenharia Eletrotécnica e do ensino superior. 

Na ocasião, João Fernandes explicou que o objetivo foi “capacitar os jovens com dificuldades socioeconómicas, que são um pouco esquecidos pela sociedade devido a já não serem crianças, e mostrar-lhes que a sociedade também se importa com eles”. 

A Oficina do Brinquedo foi um dos quatro projetos candidatos ao Prémio Valor IPCA/Santander Universidades deste ano. O prémio foi entregue, na sessão solene do Dia do IPCA, pela presidente da instituição, Maria José Fernandes, e pelo representante do Banco Santander, Nuno Vieira. 

Na sua intervenção, João Fernandes anunciou a intenção de doar o valor total do prémio – 1700 euros – para financiar adaptações de brinquedos destinados a crianças com deficiência motora e cognitiva, reparações de brinquedos antigos e novos para doação, elaboração de controladores de videojogos para pessoas com deficiência motora e/ou cognitiva, e criação controladores de computador. Pretende, também, que possa ser utilizado em projetos propostos por outros estudantes. 

“Ao doar este prémio, pretendo que os alunos estejam à procura, e não esperem que seja a instituição ou os docentes a dar-nos tudo a nós. Temos que ir atrás e nota-se, infelizmente, que a participação não é o que deveria ser”, disse João Fernandes, que deixou um apelo a toda a comunidade estudantil para que ajude a levar por diante este projeto. 

Fonte: IPCA

Serviços de Ação Social dos Institutos Politécnicos apresentam plataforma SASocial

Dezembro 14, 2021 em Atualidade, Concelho, Educação Por barcelosnahorabarcelosnahora

Os Serviços de Ação Social dos Institutos Politécnicos apresentam, na próxima quarta-feira, 15 de dezembro, às 14h30, no Instituto Politécnico do Cávado e Ave, a plataforma open source de serviços digitais “SASocial”, numa cerimónia que conta com a presença da Ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão, e do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor. 

A criação da rede “Comunidade SASocial”, que junta nove institutos politécnicos é o passo que se segue ao trabalho colaborativo iniciado em 2018 que resultou no desenvolvimento da plataforma SASocial, uma solução tecnológica destinada a facilitar o acesso dos estudantes a um extenso conjunto de apoios e serviços prestados pelos Serviços de Ação Social de cada um dos politécnicos envolvidos. 

Além do IPCA, integram esta rede os institutos politécnicos de Viana do Castelo, Bragança, Viseu, Coimbra, Leiria, Santarém, Portalegre e Setúbal. 

A plataforma SASocial é constituída por um total de 27 microserviços, disponibilizados em diferentes dispositivos (web, móvel, quiosques, POS e tv), conforme as necessidades de cada instituição.  

No caso do IPCA, os estudantes podem aceder ao serviço de refeições nas cantinas, designadamente para consulta das ementas diárias e reserva de almoço e/ou jantar, consultar a base de dados com ofertas de alojamento privado nas proximidades do Campus e aceder ao serviço CABI | U-bike para requisitar bicicletas que a instituição disponibiliza à comunidade académica. Ali, encontram ainda acesso ao serviço da Bolsa de Estudantes e podem consultar, diariamente, notícias sobre a atividade do IPCA. 

Estes projetos surgiram no âmbito da Comissão Especializada do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos, o CCISP, e constituem uma evidência da capacidade técnica das instituições envolvidas. 

A iniciativa representa um investimento de cerca de 2,8 milhões de euros, que irá beneficiar de forma direta mais de 48.000 estudantes. 

Fonte: IPCA

IPCA associa-se a campanha para ajudar estudante com doença rara

Novembro 30, 2021 em Atualidade, Concelho, Educação Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) associou-se a uma campanha solidária, destinada a angariar os 19 mil euros necessários para a aquisição de uma cadeira elétrica, essencial à melhoria da qualidade de vida de uma estudante da licenciatura em Gestão de Atividades Turísticas, portadora de uma doença rara. 

Aos 22 anos de idade, Luana Cardoso debate-se, desde os 16, com a evolução de uma síndrome designada algoneurodistrofia, que se desenvolveu na sequência de uma entorse num tornozelo e acabou por lhe paralisar a parte esquerda do corpo. Mesmo assim, a jovem residente em Rio Covo Santa Eugénia, Barcelos, mantém o sonho de ultrapassar as dificuldades e terminar a sua licenciatura. 

As limitações impostas pela doença têm obrigado Luana Cardoso a acompanhar as aulas através da internet, mas a aquisição de uma cadeira de rodas elétrica não só lhe dará maior conforto, como também trará mais autonomia e possibilidades de mobilidade. 

Em comunicado, o IPCA refere que lançou, por isso, uma campanha junto dos atuais 6119 membros atuais da comunidade académica, tendo em vista a doação de, pelo menos, um euro. Obviamente que todos podem ajudar. 

Simultaneamente, vai também ser realizado, no dia 9 de dezembro, um workshop de criação de cocktails, organizado pela turma da Luana Cardoso e cuja receita das inscrições se destina à recolha de fundos para a aquisição da cadeira de rodas. A sessão, ministrada pelo barman Eduardo Milheiro, terá lugar na cantina do IPCA, a partir das 18h00. Mais turmas do IPCA estão a organizar eventos em que o valor da entrada reverte a favor de Luana Cardoso. 

Um euro apenas pode fazer a diferença. Vamos todos ajudar a Luana! 

As doações podem ser feitas diretamente para a conta bancária de Luana para este fim: 𝐈𝐁𝐀𝐍 𝐏𝐓𝟓𝟎 𝟎𝟎𝟑𝟓 𝟎𝟏𝟑𝟓 𝟎𝟎𝟎𝟗𝟗𝟓𝟑𝟗𝟕𝟎𝟎 𝟗𝟕. 

Fonte: IPCA

Hoje, aula de Zumba Solidária no IPCA

Outubro 25, 2021 em Atualidade, Concelho, Saúde Por barcelosnahorabarcelosnahora

No âmbito da parceria do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) com a Liga Portuguesa Contra o Cancro, decorre hoje, dia 25 de outubro, pelas 16h, uma aula de Zumba Solidária no Campus do Barcelos.

A aula vai ser dinamizada por Andreia Couto, estudante do IPCA e instrutora de zumba.

A participação na aula é gratuita, no entanto o IPCA adquiriu merchandising à Liga Portuguesa Contra o Cancro que será oferecido a todos os participantes. Desta forma, quem participar na aula já está a ajudar.

António Raminhos e Luís Filipe Borges no IPCA para celebrar os 25 da ESG

Setembro 30, 2021 em Atualidade, Concelho, Cultura Por barcelosnahorabarcelosnahora

A Escola Superior de Gestão (ESG) do IPCA vai receber os humoristas António Raminhos e Luís Filipe Borges para fechar o programa das comemorações dos seus 25 anos de atividade.

O espetáculo de stand-up comedy realiza-se no dia 8 de outubro, no “Encontro 25 anos da ESG”, com início previsto para as 19h, no Campus do IPCA. Durante o evento será servido um soft dinner e haverá ainda animação musical.

Luis Filipe Borges e António Raminhos apresentam, assim, no IPCA, “O TEU TALK SHOW”, um espetáculo cujos convidados dos humoristas são os espetadores. Neste Talk Show, a felicidade e a boa disposição terão o nome do IPCA!

A inscrição no “Encontro 25 Anos da ESG” é aberta a toda a comunidade académica e tem o custo simbólico de 15,00€, valor que reverte na totalidade para o Fundo de Emergência do IPCA. As inscrições para o evento estão abertas até ao dia 3 de outubro, até à capacidade máxima do espaço, de acordo com as normas da Direção Geral de Saúde.

Programa dos 25 Anos da ESG

As celebrações iniciam no dia 6 de outubro, com uma simbólica homenagem ao primeiro Diretor da ESG, o Professor João Carvalho, e com uma resenha dos 25 anos de atividade da escola. Segue-se a Sessão Solene, que conta com a presença do Secretário de Estado do Ensino Superior, João Sobrinho Teixeira. Ainda neste dia vão tomar posse e reunir os membros do 1º Conselho Consultivo da ESG.

O dia 7 de outubro é dedicado à investigação aplicada, nas áreas em que a ESG leciona, com o primeiro Symposium on Applied Research in Management School.

O dia 8 de outubro é dedicado aos novos estudantes de licenciatura, com a iniciativa “Conversas com…”. A primeira sessão está marcada para as 14h30 e a segunda para as 16 horas.

Toda a informação e programa em detalhe disponíveis em www.esg.ipca.pt.

Fonte: IPCA

Projeto de criação de pomares comunitário vence Orçamento Participativo do IPCA

Julho 30, 2021 em Atualidade, Concelho, Educação Por barcelosnahorabarcelosnahora

A criação de pomares comunitários nas áreas verdes do Campus e dos polos do IPCA, com espécies autóctones de árvores de frutos acessíveis a toda a comunidade académica, é o projeto vencedor do Orçamento Participativo 2021 do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave.

O projeto “Pomar Comunitário” é uma ideia de Maria da Luz Sangreman, estudante do IPCA que terminou este ano a licenciatura em Solicitadoria. “É uma ideia que já tinha há muito tempo e me parece uma interessante alternativa saudável para os lanches de todas as pessoas da academia, nomeadamente alunos, professores e funcionários, que passam a ter fruta fresca à sua disposição”, explica.
Embora a ideia fosse antiga, aprimorou-a através de uma pesquisa que realizou sobre as espécies de árvores de fruto características da região de Barcelos e do Minho. “Descobri e contactei um investigador que está a estudar as espécies autóctones e desenvolvi uma simulação das que poderiam ser cultivadas nos espaços verdes do IPCA”, refere Maria da Luz Sangreman.

Da conversa com o investigador concluiu, por exemplo, “a importância de serem plantadas várias espécies de árvores, e não apenas uma única, por causa da polinização”.
Segundo Maria da Luz Sangreman, “o público-alvo é todo o universo IPCA, desde o colaborador que encontra uma alternativa saudável para o lanche, até ao estudante que não reúne os requisitos para pedir apoio à alimentação, ou que decide não o fazer”.

“Por outro lado, as árvores de fruto serão uma alternativa a lanches menos saudáveis, como bolachas, bolos ou chocolates. Ao tornar-se de acesso igualmente fácil, a fruta criará melhores condições para a mudança de hábitos alimentares”, acrescenta.

A ideia apresentada na candidatura deste projeto ao Orçamento Participativo do IPCA é que o acesso aos pomares comunitários seja livre, “sem perguntas, sem explicações, sem necessidade de autorização, mas com responsabilidade”. Conforme explica, “pretende-se que todos possam colher uma maçã para comer no momento, ou meia dúzia de peras para levar para casa”.

Maria da Luz Sangreman revela, ainda, que “a ideia surgiu após ler o Plano Estratégico do IPCA em busca de perceber aquilo que é importante, mas não tão visível para os estudantes”. E o que descobriu foi, precisamente, o objetivo de criação de “um Campus verde e saudável”.

O projeto vencedor do Orçamento Participativo foi escolhido através da votação dos estudantes do IPCA. O “Pomar Comunitário” obteve 26,89 por cento dos votos, sendo o preferido de um conjunto de quatro ideias que foram à votação final: “Vip Car” (24,89%), “Sanitários 100% Seguros” (24,44%) e “Forrar auditório da ESG” (23,78%).

O Orçamento Participativo 2021 foi o segundo na história do IPCA. A primeira edição aconteceu em 2019, tendo proposta vencedora resultado na implementação de melhoramentos no espaço disponível para o consumo e preparação das refeições trazidas de casa pelos estudantes, situado no edifício dos Serviços de Ação Social e da Cantina.

A presidente da Equipa de Acompanhamento do Orçamento Participativo do IPCA, Soraia Gonçalves, diz ter sido “com enorme satisfação” que viu crescer a adesão a este projeto nesta sua segunda edição, apesar da atipicidade do momento que se vive desde 2020.

“O número de alunos que participaram aumentou, o que demonstra que a comunidade estudantil vê de forma positiva uma iniciativa que lhe permite ter algo a dizer na governação do IPCA”, sublinha Soraia Gonçalves.
Para a professora da Escola Superior de Gestão, “o projeto vencedor – ‘Pomar Comunitário’ – demonstra também as preocupações com a sustentabilidade ambiental, valor tão importante para a sociedade de hoje”.
“Parece-me que o Orçamento Participativo veio para ficar como uma iniciativa que permite a participação dos estudantes na comunidade IPCA, ao mesmo tempo que prepara cidadãos para o futuro”, conclui.

Fonte: IPCA

Francisco Assis na inauguração do Europe Direct Minho no IPCA

Junho 21, 2021 em Atualidade, Concelho, Educação Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) inaugura, amanhã no dia 22 de junho, o espaço Europe Direct Minho, que ficará instalado no Campus de Barcelos até 2025.

A cerimónia, que decorrerá em formato online e presencial, incluirá um debate com as presenças de Francisco Assis, presidente do Conselho Económico e Social, do eurodeputado José Manuel Fernandes e do presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha.

Imagem: Divulgação EDM

Com o debate, intitulado “O início do Modelo Social Europeu? O Plano de Ação sobre o Pilar Europeu dos Direitos Sociais”, moderado pelo diretor do jornal Correio do Minho, Paulo Monteiro, o IPCA, pretende promover uma reflexão sobre a exequibilidade de um modelo social para a União Europeia (UE) e a importância da implementação do Pilar Europeu dos Direitos Sociais para reduzir as assimetrias sociais e económicas da União Europeia, ainda num contexto da presidência portuguesa do Conselho da UE.

Antes do debate a presidente do IPCA, Maria José Fernandes, e a coordenadora do Europe Direct Minho, Alzira Costa, irão apresentar a missão e funções deste serviço, que sucede ao antigo Centro de Informação Europe Direct (CIED).
A inauguração do Europe Direct Minho num edifício do Campus do IPCA acontece depois de, recentemente, ter sido aprovada a candidatura apresentada pelo Instituto Politécnico para acolher este serviço no período 2021-2025.
Os Europe Direct correspondem a uma nova geração dos Centros de Informação Europe Direct (CIED), que têm como principal objetivo promover a aproximação da União Europeia (UE) aos cidadãos, designadamente através da organização de atividades informativas e participativas.

Neste contexto, o Europe Direct Minho vai fornecer informações sobre as competências, políticas e prioridades da UE, através da organização de eventos, seminários e outras ações de interação com os cidadãos, seja presencialmente ou por via online.

Entre as suas inúmeras funções, fornecerá regularmente aos órgãos de comunicação social e aos multiplicadores locais (influenciadores das redes sociais, bloguistas, etc.) informações e conteúdos relevantes sobre a UE.

A ação do Europe Direct Minho vai passar, ainda, pelo envio à Comissão Europeia de informações relevantes sobre temáticas sensíveis a nível local e pela colaboração com escolas da região para a divulgação de material didático acerca da UE.

O Europe Direct Minho será um espaço aberto ao público e disponível para responder a questões ou a pedidos individuais de reuniões, bem como encaminhar os cidadãos para as redes da UE apropriadas (ou para o Centro de Contacto Europe Direct).

Fonte:EDM

Maria José Fernandes é candidata única à Presidência do IPCA

Maio 26, 2021 em Atualidade, Concelho, Educação Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Conselho Geral recebeu uma candidatura única à Presidência do IPCA, apresentada por Maria José Fernandes, professora que conta já com uma ligação de 25 anos à instituição. 

Maria José Fernandes exerceu nos últimos 4 anos a função de presidente do IPCA, sucedendo ao professor João Carvalho.  

Maria José Fernandes insere-se na categoria de professora coordenadora principal. Foi presidente do Conselho Técnico-Científico da Escola Superior de Gestão do IPCA, da qual foi diretora entre junho de 2000 e outubro de 2003. 

Doutorada em Ciências Empresariais e com agregação em Gestão, foi ainda diretora do Centro de Investigação em Contabilidade e Fiscalidade (CICF) do IPCA. Entre outras atividades, participou em diversas comissões criadas pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES). 

É atualmente vice-presidente do CCISP, função que exerce desde julho de 2017. 

De acordo com o calendário eleitoral, a eleição do novo Presidente do IPCA terá lugar no dia 30 de junho, em reunião de votação do Conselho Geral. 

Fonte: IPCA

Foto: Facebook Maria José Fernandes

Câmara de Esposende aprova concurso público de 3,4 ME para laboratório do IPCA

Maio 20, 2021 em Atualidade, Concelho, Educação Por barcelosnahorabarcelosnahora

A câmara de Esposende aprovou hoje o concurso publico para a construção do Laboratório de Inovação e Sustentabilidade Alimentar que vai albergar cursos do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave, uma empreitada de 3,4 milhões de euros.

A medida, que mereceu votação por unanimidade na reunião do executivo da autarquia, representa “a materialização do ensino superior em Esposende” e é a “concretização de um anseio antigo, da maior relevância” para o território, descreveu o município.

O lançamento daquele procedimento concursal é, segundo a autarquia, “uma fase decisiva” para a concretização daquele anseio.

O edifício, que deve estar concluída para o ano letivo 2021/2022, representa um investimento na ordem dos 3,4 milhões de euros e vai albergar dez cursos do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA).

A Câmara Municipal de Esposende assumiu, “além do valor da empreitada”, a aquisição dos terrenos necessários, que tiveram um custo de 450 mil euros.

As novas instalações do IPCA vão ficar em terrenos contíguos à EN 103-1, próximo da Cooperativa Agrícola de Esposende.

As instalações vão ser cedidas ao IPCA no regime de comodato.

Fonte: Lusa

1 2 3 12
Ir Para Cima