Tag archive

IPCA

Projeto de criação de pomares comunitário vence Orçamento Participativo do IPCA

Julho 30, 2021 em Atualidade, Concelho, Educação Por barcelosnahorabarcelosnahora

A criação de pomares comunitários nas áreas verdes do Campus e dos polos do IPCA, com espécies autóctones de árvores de frutos acessíveis a toda a comunidade académica, é o projeto vencedor do Orçamento Participativo 2021 do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave.

O projeto “Pomar Comunitário” é uma ideia de Maria da Luz Sangreman, estudante do IPCA que terminou este ano a licenciatura em Solicitadoria. “É uma ideia que já tinha há muito tempo e me parece uma interessante alternativa saudável para os lanches de todas as pessoas da academia, nomeadamente alunos, professores e funcionários, que passam a ter fruta fresca à sua disposição”, explica.
Embora a ideia fosse antiga, aprimorou-a através de uma pesquisa que realizou sobre as espécies de árvores de fruto características da região de Barcelos e do Minho. “Descobri e contactei um investigador que está a estudar as espécies autóctones e desenvolvi uma simulação das que poderiam ser cultivadas nos espaços verdes do IPCA”, refere Maria da Luz Sangreman.

Da conversa com o investigador concluiu, por exemplo, “a importância de serem plantadas várias espécies de árvores, e não apenas uma única, por causa da polinização”.
Segundo Maria da Luz Sangreman, “o público-alvo é todo o universo IPCA, desde o colaborador que encontra uma alternativa saudável para o lanche, até ao estudante que não reúne os requisitos para pedir apoio à alimentação, ou que decide não o fazer”.

“Por outro lado, as árvores de fruto serão uma alternativa a lanches menos saudáveis, como bolachas, bolos ou chocolates. Ao tornar-se de acesso igualmente fácil, a fruta criará melhores condições para a mudança de hábitos alimentares”, acrescenta.

A ideia apresentada na candidatura deste projeto ao Orçamento Participativo do IPCA é que o acesso aos pomares comunitários seja livre, “sem perguntas, sem explicações, sem necessidade de autorização, mas com responsabilidade”. Conforme explica, “pretende-se que todos possam colher uma maçã para comer no momento, ou meia dúzia de peras para levar para casa”.

Maria da Luz Sangreman revela, ainda, que “a ideia surgiu após ler o Plano Estratégico do IPCA em busca de perceber aquilo que é importante, mas não tão visível para os estudantes”. E o que descobriu foi, precisamente, o objetivo de criação de “um Campus verde e saudável”.

O projeto vencedor do Orçamento Participativo foi escolhido através da votação dos estudantes do IPCA. O “Pomar Comunitário” obteve 26,89 por cento dos votos, sendo o preferido de um conjunto de quatro ideias que foram à votação final: “Vip Car” (24,89%), “Sanitários 100% Seguros” (24,44%) e “Forrar auditório da ESG” (23,78%).

O Orçamento Participativo 2021 foi o segundo na história do IPCA. A primeira edição aconteceu em 2019, tendo proposta vencedora resultado na implementação de melhoramentos no espaço disponível para o consumo e preparação das refeições trazidas de casa pelos estudantes, situado no edifício dos Serviços de Ação Social e da Cantina.

A presidente da Equipa de Acompanhamento do Orçamento Participativo do IPCA, Soraia Gonçalves, diz ter sido “com enorme satisfação” que viu crescer a adesão a este projeto nesta sua segunda edição, apesar da atipicidade do momento que se vive desde 2020.

“O número de alunos que participaram aumentou, o que demonstra que a comunidade estudantil vê de forma positiva uma iniciativa que lhe permite ter algo a dizer na governação do IPCA”, sublinha Soraia Gonçalves.
Para a professora da Escola Superior de Gestão, “o projeto vencedor – ‘Pomar Comunitário’ – demonstra também as preocupações com a sustentabilidade ambiental, valor tão importante para a sociedade de hoje”.
“Parece-me que o Orçamento Participativo veio para ficar como uma iniciativa que permite a participação dos estudantes na comunidade IPCA, ao mesmo tempo que prepara cidadãos para o futuro”, conclui.

Fonte: IPCA

Francisco Assis na inauguração do Europe Direct Minho no IPCA

Junho 21, 2021 em Atualidade, Concelho, Educação Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) inaugura, amanhã no dia 22 de junho, o espaço Europe Direct Minho, que ficará instalado no Campus de Barcelos até 2025.

A cerimónia, que decorrerá em formato online e presencial, incluirá um debate com as presenças de Francisco Assis, presidente do Conselho Económico e Social, do eurodeputado José Manuel Fernandes e do presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha.

Imagem: Divulgação EDM

Com o debate, intitulado “O início do Modelo Social Europeu? O Plano de Ação sobre o Pilar Europeu dos Direitos Sociais”, moderado pelo diretor do jornal Correio do Minho, Paulo Monteiro, o IPCA, pretende promover uma reflexão sobre a exequibilidade de um modelo social para a União Europeia (UE) e a importância da implementação do Pilar Europeu dos Direitos Sociais para reduzir as assimetrias sociais e económicas da União Europeia, ainda num contexto da presidência portuguesa do Conselho da UE.

Antes do debate a presidente do IPCA, Maria José Fernandes, e a coordenadora do Europe Direct Minho, Alzira Costa, irão apresentar a missão e funções deste serviço, que sucede ao antigo Centro de Informação Europe Direct (CIED).
A inauguração do Europe Direct Minho num edifício do Campus do IPCA acontece depois de, recentemente, ter sido aprovada a candidatura apresentada pelo Instituto Politécnico para acolher este serviço no período 2021-2025.
Os Europe Direct correspondem a uma nova geração dos Centros de Informação Europe Direct (CIED), que têm como principal objetivo promover a aproximação da União Europeia (UE) aos cidadãos, designadamente através da organização de atividades informativas e participativas.

Neste contexto, o Europe Direct Minho vai fornecer informações sobre as competências, políticas e prioridades da UE, através da organização de eventos, seminários e outras ações de interação com os cidadãos, seja presencialmente ou por via online.

Entre as suas inúmeras funções, fornecerá regularmente aos órgãos de comunicação social e aos multiplicadores locais (influenciadores das redes sociais, bloguistas, etc.) informações e conteúdos relevantes sobre a UE.

A ação do Europe Direct Minho vai passar, ainda, pelo envio à Comissão Europeia de informações relevantes sobre temáticas sensíveis a nível local e pela colaboração com escolas da região para a divulgação de material didático acerca da UE.

O Europe Direct Minho será um espaço aberto ao público e disponível para responder a questões ou a pedidos individuais de reuniões, bem como encaminhar os cidadãos para as redes da UE apropriadas (ou para o Centro de Contacto Europe Direct).

Fonte:EDM

Maria José Fernandes é candidata única à Presidência do IPCA

Maio 26, 2021 em Atualidade, Concelho, Educação Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Conselho Geral recebeu uma candidatura única à Presidência do IPCA, apresentada por Maria José Fernandes, professora que conta já com uma ligação de 25 anos à instituição. 

Maria José Fernandes exerceu nos últimos 4 anos a função de presidente do IPCA, sucedendo ao professor João Carvalho.  

Maria José Fernandes insere-se na categoria de professora coordenadora principal. Foi presidente do Conselho Técnico-Científico da Escola Superior de Gestão do IPCA, da qual foi diretora entre junho de 2000 e outubro de 2003. 

Doutorada em Ciências Empresariais e com agregação em Gestão, foi ainda diretora do Centro de Investigação em Contabilidade e Fiscalidade (CICF) do IPCA. Entre outras atividades, participou em diversas comissões criadas pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES). 

É atualmente vice-presidente do CCISP, função que exerce desde julho de 2017. 

De acordo com o calendário eleitoral, a eleição do novo Presidente do IPCA terá lugar no dia 30 de junho, em reunião de votação do Conselho Geral. 

Fonte: IPCA

Foto: Facebook Maria José Fernandes

Câmara de Esposende aprova concurso público de 3,4 ME para laboratório do IPCA

Maio 20, 2021 em Atualidade, Concelho, Educação Por barcelosnahorabarcelosnahora

A câmara de Esposende aprovou hoje o concurso publico para a construção do Laboratório de Inovação e Sustentabilidade Alimentar que vai albergar cursos do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave, uma empreitada de 3,4 milhões de euros.

A medida, que mereceu votação por unanimidade na reunião do executivo da autarquia, representa “a materialização do ensino superior em Esposende” e é a “concretização de um anseio antigo, da maior relevância” para o território, descreveu o município.

O lançamento daquele procedimento concursal é, segundo a autarquia, “uma fase decisiva” para a concretização daquele anseio.

O edifício, que deve estar concluída para o ano letivo 2021/2022, representa um investimento na ordem dos 3,4 milhões de euros e vai albergar dez cursos do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA).

A Câmara Municipal de Esposende assumiu, “além do valor da empreitada”, a aquisição dos terrenos necessários, que tiveram um custo de 450 mil euros.

As novas instalações do IPCA vão ficar em terrenos contíguos à EN 103-1, próximo da Cooperativa Agrícola de Esposende.

As instalações vão ser cedidas ao IPCA no regime de comodato.

Fonte: Lusa

IV Jornadas de Contabilidade e Fiscalidade “Viver em tempos de pandemia”

Maio 6, 2021 em Atualidade, Concelho, Educação Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Departamento de Contabilidade e Fiscalidade da Escola Superior de Gestão (ESG) do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) realiza no dia 7 de maio as IV Jornadas de Contabilidade e Fiscalidade, subordinadas ao tema “Viver em tempos de pandemia”.

Esta edição decorrerá num formato misto, em regime online e presencial respeitando todas as normas de segurança impostas pela DGS.

A abertura das jornadas conta com a intervenção da Presidente do IPCA, Maria José Fernandes; do diretor da ESG, Fernando Rodrigues e da diretora do Departamento de Contabilidade e Fiscalidade, Patrícia Quesado.

A sessão procede com vários painéis de oradores que abordarão as diferentes vertentes da vida em contexto de pandemia: na academia e nas empresas; no sistema fiscal; na economia e na sociedade e, também, na saúde mental dos jovens. 

Vai ser ainda promovida uma apresentação sobre jogos de contabilidade e um painel promovido por uma Body language trainer sobe o tema “Saber o que vestir, o que fazer e o que dizer numa entrevista de emprego” que é fundamental para preparar os estudantes para a etapa que se segue à sua vida académica.

Fonte: IPCA

Aprovada candidatura do IPCA para acolher EUROPE DIRECT Minho

Abril 30, 2021 em Atualidade, Concelho, Educação, Europa Por barcelosnahorabarcelosnahora

A Comissão Europeia aprovou a candidatura do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) para acolher o EUROPE DIRECT Minho no período 2021-2025, com início de atividade a 1 de maio. 

Os EUROPE DIRECT agora aprovados correspondem a uma nova geração dos Centros de Informação Europe Direct (CIED), que adquirem assim uma nova designação. 

Para a presidente do IPCA, Maria José Fernandes, a aprovação desta candidatura representa o “continuar de um trabalho que tem vindo a ser desenvolvido de cariz europeu junto dos cidadãos e entidades da região”. 

Este projeto constitui-se como “mais uma oportunidade de afirmação da região junto das instituições europeias” refere a presidente. 

O EUROPE DIRECT Minho irá funcionar como um serviço destinado a fornecer informações sobre as competências, políticas e prioridades da UE, através da organização de eventos, seminários e de outras ações de interação com os cidadãos, seja por via online ou offline. 

A ação do EUROPE DIRECT Minho na NUTS III – Norte – Alto Minho, Cávado e Ave trabalhará estreitamente em colaboração com a Representação da Comissão Europeia em Portugal e com o Gabinete do Parlamento Europeu, assim como com outras redes de sensibilização e pontos de contacto da UE a nível local, promovendo assim o intercâmbio de informações relevantes para a região. 

Tal como todos os outros centros do género, EUROPE DIRECT Minho será um espaço aberto ao público, no Campus do IPCA, Barcelos, e disponível para responder a pedidos individuais de reuniões e responder a perguntas ou encaminhar os cidadãos para as redes da UE apropriadas (ou para o Centro de Contacto Europe Direct).

Fonte: IPCA

IPCA, Masterclass debate atualidade e futuro da industrial têxtil em Portugal

Abril 24, 2021 em Atualidade, Concelho, Educação Por barcelosnahorabarcelosnahora

A ESD do IPCA vai promover, nos dias 26 e 27 de abril, uma Masterclass Online em que será apresentada uma perspetiva da produção atual da indústria têxtil em Portugal no contexto do design colaborativo.

Ao longo dos dois dias, designers, marcas e fábricas irão contextualizar a produção portuguesa a vários níveis do desenvolvimento do produto têxtil e debater perspetivas futuras deste setor.

Esta Masterclass realiza-se no âmbito de um projeto em execução da Europa Criativa, o programa da União Europeia destinado a apoiar os setores cultural e criativo, o projeto FUSION, integra a Escola Superior de Design do IPCA, a Limerick School of Art & Design (Irlanda), o Crafts Council (Reino Unido) e a Fondazione Santagata per L’Economia della Cultura (Itália).

Segundo Paula Tavares, diretora da ESD e coordenadora do projeto, “na Masterclass serão focados tópicos como as consequências físicas, sensoriais e sociais do envelhecimento, o design para e com os adultos mais velhos, a necessidade de preservar o nosso património, o movimento “Faça-Você -Mesmo”, a sustentabilidade das empresas têxteis portuguesas e o fabrico digital”.

“Trata-se de uma oportunidade para debater temas de grande atualidade do design de produto de moda e que se enquadram, também, no foco da nova oferta formativa pós-graduada em Design Têxtil e Moda da ESD, desenvolvida em parceria com a Valérius, uma empresa de referência a nível nacional e internacional”, acrescenta Paula Tavares.

O programa da Masterclass, que será aberta ao público em geral, conta com intervenções de representantes de várias empresas e marcas parceiras da ESD, designadamente o Atelier Karaka, a Becri, a Pedrosa e Rodrigues e a Valérius.

Fonte: IPCA

CIED Minho debate “Democracia e transparência” da UE

Abril 21, 2021 em Atualidade, Concelho, Europa Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Centro de Informação Europe Direct do Minho (CIED Minho), do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), vai realizar, no dia 23 de abril, pelas 18h00, uma conferência online sobre Democracia e Transparência na União Europeia (UE), a partir da plataforma Zoom.

A sessão contará com intervenções de Ricardo Rio (presidente da Câmara Municipal de Braga e membro do Comité das Regiões Europeu), Pedro Froufe (Diretor do Centro de Estudos em Direito da UE da Universidade do Minho/JUSGOV, Carlos Abreu Amorim (Professor da Escola de Direito da Universidade do Minho), Luís Nuno Barbosa (presidente da Associação CIVITAS – Braga) e Raquel Carvalho da Silva (aluna da Escola Secundária Dr. Maria II, de Braga).

A moderação será assegurada por Alessandra Silveira, investigadora doutorada do Centro de Estudos em Direito da União Europeia da Universidade do Minho/JUSGOV e titular da Cátedra Jean Monnet.

Este evento é realizado no âmbito da Conferência sobre o Futuro da Europa, iniciativa da UE, com o objetivo de incluir os cidadãos no processo de discussão do projeto europeu.

Nessa sessão, organizada pelo CIED Minho, em parceria com a Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, serão aludidos os procedimentos democráticos atuais e discutidas possíveis novas metodologias que possam impulsionar um aumento da participação democrática.

“Entre outras temáticas, serão abordados dois aspetos essenciais. O sistema de candidatos principais à presidência da Comissão Europeia e as listas transnacionais para as eleições do Parlamento Europeu”, explica Alzira Costa, coordenadora do CIED Minho. Não obstante, “será também suscitado o debate e apresentação de ideias ou propostas com o objetivo de incrementar a transparência do processo legislativo”.

Os cidadãos em geral e os órgãos de comunicação social são convidados, inscrições AQUI, tendo a oportunidade de expressar as suas ideias e colocar questões ao painel de oradores.

Fonte|Foto: CIED Minho

IPCA, Seminários Profissionais 11ª. edição do Mestrado em Solicitadoria

Abril 19, 2021 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

No âmbito da unidade curricular de “Seminários Profissionais” do curso de Mestrado em Solicitadoria, numa organização da direção deste curso, decorrem, em formato digital, dois seminários nos dias 23 e 30 de abril.

No dia 23 de abril, realiza-se o Seminário intitulado “Contratos de adesão: As cláusulas contratuais gerais e a contratação de serviços públicos essenciais”, com as oradoras; Mestre Patrícia Silva Pereira  –  Magistrada do Ministério Público. Mestre em Direito Judiciário pela Escola de Direito da Universidade do Minho e Mestre Ana Gabriela Rocha – Juíza de Direito. Mestre em Direito Comercial pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.

No dia 30 de abril, realiza-se o Seminário intitulado “Empresas familiares: o papel do Protocolo Familiar”, com o orador: Mestre João Nuno Barros, Advogado Porto Law – BMFS Advogados, SP, RL e Assistente Convidado na Escola de Direito da Universidade do Minho. Mestre em Direito dos Contratos e da Empresa pela Escola de Direito da Universidade do Minho. Mestre em Direito e Gestão pela Universidade Católica Portuguesa – Centro Regional do Porto.

Todos os seminários decorrem online e serão abertos à comunidade académica, bem como, a todos os interessados nestas matérias.

Para efeitos de emissão de certificado é obrigatória a inscrição no link que se segue:

Seminário do Dia 23 de abril de 2021

Seminário do Dia 30 de abril de 2021

Fonte|Foto: IPCA

Centro de Testagem COVID-19 do IPCA já entrou em funcionamento

Abril 16, 2021 em Atualidade, Concelho, Educação, Saúde Por barcelosnahorabarcelosnahora

O IPCA passa a dispor de um Centro de Testagem à COVID-19 tendo sido os primeiros testes realizados no dia 15 de abril. Visando a realização de testes rápidos de antigénio a todos os estudantes, docentes e funcionários que reiniciem as atividades presenciais a partir de 19 de abril, este centro fica instalado no edifício A do Campus do IPCA, em Barcelos.

Os testes rápidos de antigénio têm por objetivo o rastreio do SARS-CoV-2, o novo coronavírus responsável pela pandemia COVID-19 que serão realizados no edifício A do Campus do IPCA.

A estratégia de realização de rastreios regulares para SARS-CoV-2 constitui, na atual situação epidemiológica, uma ação adicional às medidas não farmacológicas para uma retoma mais segura das atividades educativas e letivas presenciais.

A presidente do IPCA, Maria José Fernandes, explica que “o objetivo é garantir, tanto quanto é possível, a máxima segurança para todos aqueles que, a partir da próxima segunda-feira, regressam às aulas presenciais e ao trabalho presencial”.

“Além de uma questão de saúde pública estão também em causa questões muito importantes, designadamente a necessidade de assegurar aos nossos estudantes as melhores condições de aprendizagem”, realça Maria José Fernandes.

Para a presidente do IPCA, “é fundamental evitar que o ensino superior volte a ficar confinado e essa é uma responsabilidade de todos nós, dirigentes, docentes, estudantes e pessoal não docente”.

“O IPCA vai, por isso, proporcionar as condições de segurança, mas caberá a cada um de nós, independentemente do resultado do teste à COVID-19, cumprir as escrupulosamente as habituais medidas não farmacológicas de prevenção, designadamente o distanciamento físico, a higienização frequente das mãos, a utilização das máscaras, a limpeza das superfícies e a ventilação dos espaços”, alerta Maria José Fernandes.

A realização dos testes laboratoriais para SARS-CoV-2 em contexto de rastreios destina-se a pessoas sem sintomas sugestivos de COVID-19 e não deve ser aplicada a quem tenha história de infeção, laboratorialmente confirmada, nos últimos 90 dias.

Por uma questão de precaução, nesta fase os testes devem ser aplicados também a quem já foi vacinado contra a COVID-19.

Os resultados dos testes laboratoriais serão conhecidos menos de 24 horas após a sua realização, de forma a isolar, rápida e atempadamente, todas as pessoas com resultados positivos e serem iniciados os procedimentos previstos.

A instalação de um Centro de Testagem COVID-19 no IPCA enquadra-se no “Programa de Testagem CVP – Ensino Superior”, no âmbito da colaboração entre a Direção-Geral do Ensino Superior (DGES) e a Cruz Vermelha Portuguesa.

Além do fornecimento dos kits de testes rápidos, o programa prevê a formação de recursos humanos nas instituições de ensino superior que não disponham de profissionais habilitados para este tipo de intervenção. Esta é uma forma de garantir a criação das condições adequadas à realização massiva de testes em todas as universidades e politécnicos do país. Desde o início da Pandemia, o IPCA dispõe de uma comissão de prevenção da COVID-19 assim como uma linha telefónica de apoio, disponível 24h por dia, a toda a comunidade académica: 253 802 199.

Fonte: IPCA

1 2 3 12
Ir Para Cima