Tag archive

Laticínios

Capítulo 5 – Laticínios: Beber ou não leite? (Parte 3)

Julho 5, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação Por barcelosnahorabarcelosnahora
Sara Barbosa

Para dar continuidade ao tema da intolerância à lactose vou referir quais os fatores que podem ser considerados de risco. Um deles é a idade, uma vez que a probabilidade de desenvolver intolerância à lactose aumenta com o decorrer dos anos. O nascimento prematuro também pode ser um fator de risco, uma vez que os bebés que nascem prematuramente apresentam menos lactase no organismo. Além destes também certas patologias relacionadas com o intestino delgado (como a Doença de Crohn, a doença celíaca ou a gastroenterite) podem afetar a produção da enzima lactase.

Podemos classificar esta intolerância em 3 tipos. Com o envelhecimento e com a diminuição da ingestão de leite e restantes produtos lácteos, o corpo vai diminuindo a quantidade de lactase produzida – sendo designada de intolerância à lactose primária. Quando a intolerância tem como causa doenças do intestino delgado ou cirurgias estamos perante um quadro de intolerância à lactose secundária, que pode ser atenuada com o tratamento da condição intrínseca. Por fim, tem-se a intolerância à lactose congénita, situação muito rara no qual os bebés nascem com a intolerância, resultado da deficiência total de lactase no organismo. Contudo, é necessário que tanto o pai como a mãe transmitam o gene da intolerância à lactose ao filho.

Se estiver perante uma situação destas fale com um nutricionista, para que possam ser recomendadas alternativas saudáveis ou mesmo aconselhados alimentos lácteos com menor teor de lactose e mais fáceis de digerir. Ler os rótulos dos alimentos é muito importante, uma vez que a lactose também é encontrada em alguns produtos não lácteos.




A cessação do consumo de leite traz várias complicações como deficiência de cálcio, vitamina D, riboflavina e proteína. Para além disso, também pode acarretar um quadro de desnutrição e perda de peso.

Resumindo, o leite é um alimento versátil do ponto de vista físicoquímico, revestindo-se de uma importância fundamental ao longo de todo o ciclo de vida e, segundo a Roda dos Alimentos, o leite e derivados devem constituir 18% da alimentação diária.

Não retire da sua alimentação os produtos lácteos se não apresentar sinais de intolerância. Todos os alimentos são fundamentais ao nosso organismo!

Imagem: http://www.alimentacaointeligente.dgs.pt/roda_dos_alimentos

Fonte: Associação Portuguesa dos Nutricionistas.

Visite o meu blog (basta clicar) em: http://sarabarbosa2008.wixsite.com/blognutricao

Por: Sara Barbosa*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Capítulo 5 – Laticínios: Beber ou não leite? (Parte 2)

Junho 7, 2017 em Atualidade, Concelho, Educação, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
Sara Barbosa
Sara Barbosa

Inicialmente, neste capítulo, referi quais as vantagens e os benefícios nutricionais do consumo de leite. Mas com tanto benefício para a nossa saúde porquê que o seu consumo está a diminuir?

Segundo uma publicação de Agosto de 2015 da Associação Portuguesa dos Nutricionistas, os portugueses estão a consumir mais bebidas e menos lacticínios. Pedro Pimentel refere que “o leite é um produto barato, portanto, não é pelo fator preço que não se vende, além de se tratar de um artigo muito bem instalado na nossa dieta alimentar. Este acredita que “esta quebra se prenda com um grupo crescente de consumidores que rejeita o leite por pressão dos ataques diretos a que o setor vem sendo sujeito por estudos que contestam as vantagens do consumo de leite”.




O leite sempre foi dos alimentos mais consumidos em todas as faixas etárias. Contudo, muitas pessoas alegam que a ingestão de leite lhes faz mal, provocando diarreia, náuseas, vómitos, dores abdominais ou inchaço. Se estes sintomas ocorrerem com frequência podemos estar perante um caso de intolerância à lactose. Os sintomas de intolerância à lactose geralmente começam de 30 minutos a 2 horas depois de se ingerir alimentos ou bebidas que contenham lactose.

sara-barbosa-laticíniosA intolerância à lactose é a incapacidade que o corpo tem de digerir lactose (um tipo de açúcar encontrado no leite e derivados lácteos). Este tipo de intolerância acontece como consequência da deficiência de lactase, ocorrendo quando o intestino delgado deixa de produzir a quantidade necessária de da enzima lactase. A função desta enzima é quebrar as moléculas de lactose e convertê-las em glicose e galactose.

Embora se tenha verificado que muitas pessoas apresentem intolerância à lactose não significa que todas as pessoas apresentem o mesmo tipo de intolerância ou venham a apresentar. Não fique alarmado nem deixe de ingerir leite se este não lhe causa desconforto. O leite é um alimento saudável e tem de ser consumido com moderação, tal como os restantes alimentos.

Aguarde pela próxima publicação, pois irei aprofundar o tema da intolerância à lactose.

 

Visite o meu blog em (basta clicar no link):

http://sarabarbosa2008.wixsite.com/blognutricao

Por: Sara Barbosa*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Capítulo 5 – Laticínios: Beber ou não leite? (Parte 1)

Maio 3, 2017 em Atualidade, Concelho, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
Sara Barbosa
Sara Barbosa

O leite e seus derivados fazem parte da rotina diária de pessoas de todas as idades. Esta fácil integração na alimentação diária deve-se ao facto de ser um alimento com elevada riqueza nutricional (é rico em proteínas, hidratos de carbono, lípidos, vitaminas e minerais) e combina-se com facilidade com os restantes alimentos. Para além disso, é um alimento natural, sem aditivos e sem químicos.

leite-esquema

Quando ingerido o leite fornece proteínas de alto valor biológico, uma vez que contém todos os aminoácidos essenciais. A sua riqueza nutricional e características físico-químicas permitem o seu desdobramento em vários produtos lácteos, como iogurte, queijo, requeijão e outros alimentos.

O leite é um alimento simples e natural contudo, a sua ingestão parece ser tão complexa e controversa… Esta deve ir ao encontro das necessidades e preferências individuais em todas as fases do ciclo de vida.

leiteO leite materno é o primeiro alimento a ter contacto com o recém nascido. Segundo a Associação Portuguesa dos Nutricionistas, “para além de fonte primária de muitos outros compostos com atividade biológica, o leite materno é fonte de probióticos e prebióticos, assegura o aporte adequado de energia e adapta-se à imaturidade fisiológica do lactente. A importância do leite materno para o desenvolvimento de um bebé, especificamente no que se refere ao sistema imunitário, é ponto assente. Depois da amamentação, a importância do leite continua ao longo de toda a vida.”

Atualmente, ouvimos cada vez mais dizer que o “leite faz mal” e que “o nosso organismo não tolera o leite toda a vida” e vemos cada vez mais pessoas a substituir o leite por bebidas vegetais, como a bebida de soja ou a bebida de amêndoa. Mas será que tomar esta atitude é correto?

Fique a aguardar pela minha opinião sobre este tema na próxima publicação de “Nutra a sua vida”.

Imagem: http://www.protegeoqueebom.pt/2010/09/29/apn-o-leite-e-o-alimento-de-eleicao-para-uma-alimentacao-saudavel/

Visite o meu blog em: http://sarabarbosa2008.wixsite.com/blognutricao

Por: Sara Barbosa*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Ir Para Cima