Tag archive

Legislativas

PSD considera ter tido “uma clara vitória” no concelho de Barcelos

Outubro 9, 2019 em Atualidade, Concelho, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

De igual forma, considera que o PS teve uma “clara derrota”

Estrutura local do Partido Social Democrata (PSD) emitiu um comunicado, enviado às redações, onde considera ter tido uma “clara vitória” no concelho de Barcelos e, consequentemente, o Partido Socialista (PS) ter tido uma “clara derrota”.



Para além desta análise, deixou críticas ao Presidente da Câmara Municipal pela forma como o processo eleitoral foi preparado e colocado em prática, enquadrou os resultados do PSD, em Barcelos, comparando-os com os dos restantes concelhos do quadrilátero urbano e, por fim, dirigiu palavras a Joel Sá, de saída da Assembleia da República, a Carlos Eduardo Reis, a fazer o caminho inverso, a Otília Castro, pela presença na lista de candidatos, à mandatária concelhia e à JSD de Barcelos.

Segue, abaixo e na íntegra, o referido comunicado, assinado pelo Presidente da Concelhia:

«Uma clara vitória do PSD no Concelho de Barcelos e uma clara derrota do Partido Socialista

A Comissão Política Concelhia do PSD congratula-se com a vitória do PSD, porque venceu as eleições legislativas de 6 de outubro, em 49 das 61 Freguesias e Uniões de Freguesias do Concelho de Barcelos, com um resultado global concelhio de 39,60% e 26.680 votos.

Em face destes resultados no Concelho de Barcelos, cujo MAPA FICOU PINTADO DE LARANJA, consideramos o seguinte:

1 – O PS venceu em apenas 12 Freguesias e Uniões de Freguesias e obteve um resultado global concelhio de 31,81% e 21.428 votos, com menos 5.252 votos do que o PSD.

2 – Lembramos que em 2009, num momento político semelhante a 2019, em Barcelos, o PSD de Manuela Ferreira Leite obteve 37,05% e 26.764 voto e o PS de José Sócrates obteve 36,73% e 26.532 votos, uma diferença de 232 votos.

3 – Saudamos os Barcelenses pelo seu elevado sentido de participação cívica nas eleições, pois a abstenção no concelho de Barcelos (36,86%) ficou abaixo da média do distrito (40,17%) e abaixo da média nacional (45,50%).

4 – Congratulamos com a vitória em PERELHAL e reconhecemos a forma cívica de protesto pela prevista passagem da LINHA DE MUITO ALTA TENSÃO. O PSD associa-se à luta da população de Perelhal, contra o impacto negativo que o traçado aprovado causará na vida das populações e no desenvolvimento da Freguesia.

5 – Reprovamos a conduta do PRESIDENTE DA CÂMARA, por, nomeadamente:

a) Falta de informação sobre a MUDANÇA da Secção de Voto de Barcelos da ESCOLA GONÇALO PEREIRA PARA A ESCOLA SECUNDÁRIA (DO RIO), o que causou transtornos aos Eleitores porque se deslocaram em elevado número à Escola Gonçalo Pereira para votar.

b) Tentativa de concentração de todas as Mesas de Voto da União Freguesias de Barcelos, Vila Boa e Vila Frescaínha (S. Martinho e S. Pedro) na ESCOLA DO RIO, inicialmente divulgada na página da União de Freguesias, o que causou desinformação dos Eleitores.

c) Contribuir para a abstenção de Eleitores pelos dois motivos anteriores e por não criar condições para melhor mobilidade nos acessos à ESCOLA DO RIO.

6 – O resultado no Concelho de Barcelos representa também uma derrota pessoal do Presidente da Câmara, do executivo municipal e da Direção local do PS, pela situação que se vive na Câmara Municipal com o Presidente da Câmara PRESO HÁ 135 DIAS CONSECUTIVOS, em prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, proibido de contactar os Funcionários do Município.

7 – No contexto dos concelhos do Quadrilátero Urbano (Barcelos, Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão), o PSD obteve no concelho de Barcelos a maior percentagem, o segundo lugar em número de votos (a seguir a Braga) e a menor taxa de abstenção.

8 – O concelho de Barcelos contribuiu substancialmente para o resultado do PSD no distrito de Braga, com 34,08% e 158.652 votos, e a eleição de 8 deputados.

9 – Felicitamos o atual Deputado, Dr. Joel Sá, pelo trabalho desenvolvido na Assembleia da República durante o mandato que ora termina, candidato indicado pela Secção de Barcelos, e repudiamos a sua colocação no décimo lugar da lista do distrito e consequente não reeleição.

10 – Saudamos a Eng.ª Otília Castro, participante na Lista de Candidatos, a Dr.ª. Sandra Gonçalves, Mandatária de Lista Concelhia, a JSD / Juventude Social Democrata, Estruturas e Órgãos do Partido, Delegados e Membros das Mesas de Voto.

11 – Saudamos os Militantes e Simpatizantes do PSD que participaram e contribuíram para os resultados e os BARCELENSES, que pela sua participação cívica deram uma indicação clara de que O PSD DEVE SER LIDERANTE NO CONCELHO DE BARCELOS.

12 – A Comissão Política do PSD de Barcelos felicita o Dr. Carlos Eduardo Reis, Barcelense indicado pela Direção Nacional, e os restantes Deputados eleitos pelo Distrito, aos quais deseja um trabalho profícuo em prol do Concelho de Barcelos e do Distrito de Braga.»

Foto: DR.

CDS PP considera que resultado das Legislativas ficou “abaixo dos objetivos”

Outubro 7, 2019 em Atualidade, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

Partido mantém representação parlamentar com eleição de Telmo Correia

Terminado o escrutínio e analisados os resultados eleitorais da eleição legislativa deste domingo, a Distrital do CDS PP fez um balanço desses resultados, “que se situaram muito abaixo da expectativa inicial, que apontava à manutenção dos dois deputados eleitos pelo CDS PP no distrito de Braga”, refere o partido em nota.



“Numa primeira análise, e face à expressão nacional da votação no CDS PP, a eleição de um deputado no distrito de Braga é uma responsabilidade acrescida, pela importância que o Telmo Correia terá na defesa das políticas e ideais do partido, assim como dos compromissos com os eleitores do distrito, que honrará na legislatura”, continua.

“Temos a convicção de que fizemos uma campanha positiva, com aquelas que são para nós as melhores propostas para o País e para as pessoas. É assim que entendemos fazer sentido. Foi uma campanha feita de aproximação às pessoas e com as pessoas, com um envolvimento e empenhamento de todas as concelhias do partido, e saberemos representar de forma convicta o voto dos eleitores, pelo País e pelo distrito de Braga. Como sempre fez neste distrito ao longo de 45 anos da Democracia”, conclui.

O CDS PP e a sua estrutura Distrital reunirão, no decorrer das próximas semanas, com todas as estruturas concelhias, para uma análise pormenorizada dos resultados eleitorais.  

Foto: CDS PP.

Porque devemos votar

Outubro 5, 2019 em Atualidade, Concelho, Mundo, Opinião, Política port barcelosnahorabarcelosnahora
Pedro Sousa

Caros leitores,

Desengane-se quem pensa que venho aqui escrever uma ode aos benefícios da Democracia, com dados, resultados e percentagens. Acho que todos sabemos bem e temos a consciência de como é bom viver numa Democracia. Felizmente, nunca tive de coexistir com uma ditadura, mas os meus antecessores sim e bem que os ouço contar tudo aquilo de que eram privados. Mas também não venho aqui atacar o nosso sistema político. Quantas vezes ouvimos dizer (mais “da boca para fora”): “Era colocar uma bomba na Assembleia da República e com eles todos lá dentro!”? Seria essa a solução? Iríamos conseguir viver numa anarquia? Conseguiríamos passar de um regime de isenção de direitos para outro sem qualquer regulação dos mesmos? Como asseguraríamos uma das pedras basilares, para mim, da Democracia: a minha liberdade acaba quando começa a do meu vizinho (sendo o “vizinho”, a outra pessoa, o outro concidadão)?



Também é verdade que a política e, nomeada e principalmente, os políticos, não têm ajudado muito ao aproximar dos seus cidadãos às decisões políticas (eleições, referendos) ou, até, à participação ativa e cívica. Corrupção, compadrios, interesses, decisões mal pesadas e tomadas, no mínimo, de “ânimo leve”, contribuem para este afastamento, cada vez maior, dos cidadãos em relação à política e às instâncias democráticas (e nem vamos entrar pela Justiça!). Receio que um dia, os populismos tomem conta dos nossos desígnios, das nossas sociedades, sejam eles de extrema esquerda ou extrema direita.

Por tal, eu opto por votar. Sempre o fiz. Mesmo que para isso tivesse que fazer uma viagem de cerca de 230km, de autocarro, precisamente no exato dia de ir a votos, para conseguir votar (Presidenciais de 2001). Mesmo tendo que ir duas vezes votar (ou escolher a resposta pretendida) no mesmo ano (Referendo à despenalização do aborto – junho de 1998 – e Referendo à regionalização – novembro de 1998). Mesmo estando afastado da minha terra (ensino superior e, depois, emprego) durante 10 anos, votei sempre. Fi-lo porque queria ter a minha voz, mesmo sentindo que ela não seria “ouvida”. Fi-lo porque não queria ter que ouvir: foste votar? Não? Então não tens moral para criticar!

Aliás, usei esta mesma frase, poucos anos após o primeiro referendo sobre a despenalização do aborto, em 1998, que ditou um “Não”, por uma “unha negra” [“Não” = 50,9%; “Sim” = 49,1%], num dia solarengo (28 de junho), em que muita juventude, por exemplo, optou pela praia e pelo lazer, “marimbando-se” para o Referendo, pensando, quiçá, que “estava no papo” e o “Sim” ganharia ou que alguém faria a função de escolher por sua vez. Mas não o fez! E aquilo que parecia óbvio (a vitória do “Sim”), afinal não o foi. Usei-a (essa frase) quando, em conversa de café com um amigo, este atirou um “Somos mesmo um país de retrógrados! Onde já se viu o aborto não ser despenalizado?!” Ao que retorqui, sem ser de uma forma retórica (acreditem!): “Foste votar?” “Não”, disse ele! “Então que moral tens tu para criticar quem foi? Mesmo que tivesse ido mal e escolhido o oposto à tua opinião?!”. Resta claro que ninguém, provavelmente, gostaria de ouvir uma tirada destas. Mas, infelizmente, há ainda quem não se importe…há quem não ligue! Modéstia à parte, eu não sou assim…E você? É? Vai deixar os outros escolherem por si? Vai abster-se de um direito seu para, depois, por exemplo, passar mais uns anos a criticar o sistema, os políticos, os partidos, a Democracia, nomeadamente, nas redes sociais? Por favor, não faça isso! Vote, escolha, tenha voz, decida (mesmo que a vitória recaia no oposto ao que votou), diga “presente”.

As gerações que nos receberam e nos deram a Liberdade e a Democracia, merecem isso de nós! As gerações a quem deixaremos este nosso “cantinho à beira-mar plantado”, merecem isso de nós! Vamos todos votar amanhã?

Termino com umas citações, que reconhecerá certamente:

Artigo 10.º

Sufrágio universal e partidos políticos

1. O povo exerce o poder político através do sufrágio universal, igual, direto, secreto e periódico, do referendo e das demais formas previstas na Constituição.

2. Os partidos políticos concorrem para a organização e para a expressão da vontade popular, no respeito pelos princípios da independência nacional, da unidade do Estado e da democracia política.

(…)

Artigo 48.º

Participação na vida pública

1. Todos os cidadãos têm o direito de tomar parte na vida política e na direção dos assuntos públicos do país, diretamente ou por intermédio de representantes livremente eleitos.

2. Todos os cidadãos têm o direito de ser esclarecidos objetivamente sobre atos do Estado e demais entidades públicas e de ser informados pelo Governo e outras autoridades acerca da gestão dos assuntos públicos.

(…)

Artigo 49.º

Direito de sufrágio

1. Têm direito de sufrágio todos os cidadãos maiores de dezoito anos, ressalvadas as incapacidades previstas na lei geral.

2. O exercício do direito de sufrágio é pessoal e constitui um dever cívico.

(…)

Artigo 121.º

Eleição

(…)

3. O direito de voto no território nacional é exercido presencialmente.

(in: Constituição da República Portuguesa – VII Revisão Constitucional, 2005).

Obrigado pela atenção. Vemo-nos nas urnas?!

Por: Pedro Sousa* (Professor e Diretor do Barcelos na Hora)

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do/a autor/a)

Foto: DR.

Assunção Cristas em arruada por Barcelos

Outubro 4, 2019 em Atualidade, Concelho, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

Telmo Correia apelou ao voto no CDS PP para a defesa das propostas de direita no distrito

O dia de Campanha do CDS PP no distrito de Braga foi acompanhado pela Presidente do Partido Assunção Cristas, que veio a Barcelos acompanhar Telmo Correia e a lista de candidatos em ação na feira semanal, ontem, dia 03 de outubro.



“Fomos muito bem-recebidos, com entusiasmo e sentimos a confiança das pessoas”, começou por dizer Assunção Cristas. A líder do CDS apontou, depois, para o dia de domingo, data das eleições. “É muito importante que as pessoas vão votar e expressem o seu voto no CDS porque o que está em questão, aqui no distrito, é a eleição de um deputado entre o CDS e os partidos mais à esquerda. A eleição do Durval Ferreira, famalicense e que bem conhece o distrito, será importante para o equilíbrio de forças e para a defesa das propostas do CDS e do distrito”, rematou Assunção Cristas.

Depois da arruada pela feira, a comitiva seguiu para um almoço de campanha com representantes de todas as concelhias do Partido, em Braga. Telmo Correia, cabeça de lista pelo distrito realçou a importância de manter a votação no CDS. “Queremos continuar a fazer um trabalho de defesa do distrito, e há aqui muitas questões, como a mobilidade, o estado social de parceria, a defesa do investimento público em obras necessárias e identificadas ao longo da campanha, de que não abdicaremos de defender Braga e todos os seus concelhos”.

Deputado eleito pelo distrito desde 2009, Telmo Correia agradeceu, ainda, o empenhamento dos militantes nesta campanha. “Desde o líder distrital Nuno Melo até os presidentes de concelhia e aqueles que, diariamente, nos acompanharam nesta viagem, concelho a concelho, num contacto direto com as pessoas, com as suas realidades e com os seus problemas. A nossa mensagem é muito clara e o nosso compromisso é não esquecer nada do que registamos que exige mudança”.

O último dia de campanha do CDS PP será passado em diversas cidades do distrito, com ações junto das pessoas, mas sem qualquer caravana em respeito pela morte de Diogo Freitas do Amaral, fundador do partido.

Fotos: CDS.

Candidatos PSD continuam périplo por Barcelos

Setembro 30, 2019 em Atualidade, Concelho, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

Depois de em parte da manhã de dia 26 de setembro ter estado na Quinta de Requiães, em Paradela, a comitiva do Partido Social Democrata barcelense, liderada pelos candidatos à Assembleia da República, Carlos Eduardo Reis, seguiu para outras ações de campanha.



Primeiramente, o grupo social democrata deslocou-se a Fornelos, onde pode conhecer algum do trabalho desenvolvido pelo executivo da Junta de Freguesia local, liderado por Albino Silva. Destaque para a presença do Presidente da Concelhia, José Novais, da Vereadora Mariana Carvalho e de elementos da JSD Barcelos, entre eles, o seu Presidente, Ricardo Silva.

A comitiva seguiu, depois, para Galegos São Martinho, tendo reunido com o seu Presidente da Junta de Freguesia, Fernando Pinto, e visitado alguns locais da freguesia.

Fotos: DR.

Olga Baptista, cabeça de lista da Iniciativa Liberal, em campanha na Feira de Barcelos

Setembro 27, 2019 em Atualidade, Concelho, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

Número um da lista candidata pelo círculo de Braga

A Iniciativa Liberal esteve em campanha eleitoral, ontem, dia 26 de setembro, na Feira semanal de Barcelos, “tendo sido muito bem-recebida pelos feirantes presentes”, conforme refere a candidatura.



Ao longo do percurso, foram tendo a oportunidade de expor as linhas orientadoras do Programa Eleitoral do Partido, tais como, a descentralização; liberdade individual e o respeito pela diferença; liberdade de escolha na Saúde e na Educação; ADSE para todos os cidadãos; taxa única do IRS de 15%, entre outros.

Foto: IL.

Iniciativa Liberal visita Hospital de Barcelos

Setembro 24, 2019 em Atualidade, Concelho, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

Comitiva liderada por Olga Baptista, cabeça de lista por Braga

A Iniciativa Liberal foi recebida, ontem, dia 23 de setembro, pelo Conselho de Administração do Hospital Santa Maria Maior (Barcelos).



Durante a reunião, foi feita uma apresentação detalhada, por parte do Presidente da Administração, sobre aquilo que a instituição faz de melhor, em prol dos seus utentes, que abrangem os concelhos de Barcelos e Esposende. Foram, também, identificados constrangimentos e dificuldades, como por exemplo, a inadequação das instalações, visto que são antigas.

A Iniciativa Liberal (IL) apresentou o seu programa na área da saúde, cuja medida emblemática é a “Liberdade de Escolha”, que se materializará através da criação da “ADSE para todos”.

Esta reunião demorou mais de duas horas e “foi bastante interessante e proveitosa, quanto às questões debatidas. É notório o esforço que é feito pela administração e pelos profissionais do Hospital de Barcelos, para que esta seja uma Unidade de Saúde de referência. A Iniciativa Liberal (IL) pretende contribuir para que os padrões de qualidade e de eficiência nos prestadores de cuidados de saúde, sejam eles públicos ou privados, melhorem cada vez mais. A Saúde é uma das prioridades da IL”, refere em nota.

Foto: IL.

PSD pretende “um país com ambição e capaz de gerar progresso social”

Setembro 23, 2019 em Atualidade, Concelho, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

Cabeça de lista do PSD no distrito, André Coelho Lima, salienta, em Barcelos, importância do legado de Sá Carneiro

“Está na hora do PSD poder governar o país em condições de concretizar a sua matriz, como partido reformador, de desenvolvimento efetivo e progresso social do país”. O desafio foi lançado, em Barcelos, pelo cabeça de lista do PSD no distrito, André Coelho Lima, que fez questão de sublinhar o legado ambicioso de Sá Carneiro, de luta permanente pela melhor qualidade de vida dos portugueses.



“Sempre que é preciso pegar no país e pô-lo no rumo certo, está lá o PSD. Mas agora está na hora do PSD poder gerir o país em altura de bonança e fazer aquilo que é a sua marca: lutar por um país com ambição, capaz de gerar desenvolvimento, progresso e qualidade de vida para as pessoas num patamar ao nível da média da Europa”, incitou Coelho Lima, num encontro com autarcas do concelho.

Com um périplo por Barcelos, que incluiu visitas ao velho Hospital, artesãos de olaria e uma incursão de barco pelo rio Cávado – ao longo de uma semana que culminou, ontem, com a Festa do PSD em Fragoso -, o líder dos candidatos do PSD a deputados frisou ainda que “está na hora de Portugal se assumir como país da Europa, não apenas no papel, mas sobretudo ao nível das condições de vida”.

“Não nos devemos ficar apenas por querer um aumento do salário mínimo, mas por um aumento do salário médio, que significa uma efetiva melhoria da qualidade de vida e da redistribuição de riqueza”, defendeu André Coelho Lima.

Num concelho que tem três candidatos a deputados na lista do PSD – Carlos Reis, Joel Sá e Otília Castro -, Coelho Lima destacou as qualidades do líder do partido, Rui Rio, fazendo analogias a Sá Carneiro, designadamente no que toca ao “desprendimento, franqueza e frontalidade, o que lhe permitia dizer o que tinha a dizer e fazer o que fosse preciso no interesse do país, e nunca focado em interesses eleitoralistas ou do partido”.

O cabeça de lista social-democrata mostrou-se, por isso, confiante para que as próximas eleições legislativas sejam uma marca para o renascimento autárquico do partido no concelho. “Está na hora do PSD voltar a pôr Barcelos no rumo certo, do desenvolvimento”, perspetivou, referindo-se à situação em que se encontra a Câmara de Barcelos, com a manutenção do presidente do executivo em detenção domiciliária, como “uma vergonha para a democracia e para o PS”.

“Trata-se de um presidente de Câmara, candidatado pelo PS por decisão direta e imposição do António Costa. Pergunto: se ocorresse ter um ministro detido, se não o demitiria”, questionou André Coelho Lima, que fez questão de salientar a diferenciação da lista de candidatos a deputados apresentada pelo PSD no distrito de Braga.

“É uma lista que tem apenas gente do distrito, o que mostra bem a confiança do partido nos quadros deste território e o reconhecimento da competência das pessoas que trabalham e vivem nas nossas terras”, afirmou, reiterando o compromisso de promover uma política de proximidade com o distrito e as comunidades de todos os concelhos.

Fotos: PSD.

Candidatos da Aliança visitam Santa Casa da Misericórdia de Barcelos

Setembro 12, 2019 em Atualidade, Concelho, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

Os candidatos a deputados da Aliança, pelo círculo eleitoral de Braga, Luís Cirilo Carvalho e Isabel Marques, acompanhados pelo mandatário distrital Carlos Vaz, visitaram, dia 11 de setembro, a Santa Casa da Misericórdia de Barcelos, no âmbito do roteiro social que iniciaram na segunda-feira, em Guimarães.  



De acordo com Luís Cirilo Carvalho, cabeça de lista pelo Distrito de Braga, “a visita pretendeu recolher informações, bem como conhecer de perto a vida da instituição para depois dar voz às preocupações e problemas no parlamento”. O candidato da Aliança quer ser a voz do Distrito no Parlamento para as questões sociais.

Segundo os candidatos, “com esta visita ficaram a conhecer melhor uma instituição que presta relevantes serviços ao Concelho de Barcelos, dado que tem respostas sociais, não só para as pessoas idosas, mas também nas áreas da educação na infância, saúde e acção social e voluntariado.”

Em reunião com a Mesa liderada pelo Provedor, Nuno Reis, foram discutidas as questões da sustentabilidade financeira e capacidade de resposta às necessidades do Concelho e do Distrito.

“Esta instituição é um bom exemplo que deve ser reconhecido por todos com um sistema de proximidade e solidariedade ao serviço de todos os Barcelenses”, afirmou Luís Cirilo Carvalho.

Foto: ALIANÇA.

PAN em domingo de campanha por Barcelos

Setembro 11, 2019 em Atualidade, Concelho, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

O PAN – Pessoas-Animais-Natureza realizou ações de campanha pelo concelho de Barcelos, visando as Legislativas de 06 de outubro próximo, e que contou com o cabeça de lista pelo distrito de Braga, Rafael Pinto.



A comitiva começou o dia com uma ação de limpeza no centro da cidade, a 1ª ação de limpeza do PAN em Barcelos. Durante 2 horas, os voluntários limparam a cidade, sensibilizando a população para a problemática da poluição. “Encontramos uma grande quantidade de pequenos plásticos, beatas e resíduos das feiras como etiquetas de roupa ou até pontas de cabides. Durante a limpeza, falamos com dezenas de cidadãos conseguindo cumprir o objetivo de alertar para a causa ambiental”, refere o PAN.

De tarde, visitaram a ETAR de Areias de Vilar, onde “verificámos uma situação ambiental gravíssima, já conhecida dos cidadãos. A ETAR não tem capacidade para tratar a quantidade de resíduos que recebe e consequentemente, faz descargas poluentes para o rio Cávado. Há uma década que foi construída uma nova ETAR, ao lado, e ainda não entrou em funcionamento”, refere.

Para além da visita à própria ETAR, quiseram, também, observar o local de descarga desta, no rio Cávado. “O cheiro era forte, até à distância, e a poluição do rio na zona de descarga é perfeitamente visível, não percebo como é que esta situação se arrasta há anos. É mais uma prova do quanto precisamos de investir na proteção dos nossos rios no distrito e da pouca atenção dada ao ambiente pelas autarquias” afirmou o cabeça de lista do PAN, acrescentando “relembramos que há uma praia fluvial logo a seguir à zona de descarga”

A comitiva do PAN visitou, ainda, as Lagoas de Caíde, “um espaço de observação da natureza, com um grande potencial natural, mas que se encontra ao abandono”, concluiu.

Fotos: PAN.

Ir Para Cima