Tag archive

Literatura

Rui Barbosa Batista lança livro “BornFreee – O mundo é uma aventura”

Outubro 7, 2020 em Atualidade, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

BornFreee – O mundo é uma aventura” é o primeiro livro do autor português, Rui Barbosa Batista, que nos leva a viajar por mais de 50 países, dos cinco Continentes, não em formato de guia, mas antes, em 348 inspiradoras páginas.



É um livro com crónicas de situações incríveis que narram como o autor conheceu, em viagem, Muammar Kadhafi, tentou entrar na sede do KGB, explorou o maior campo de refugiados do Mundo, privou com povos guerreiros na Etiópia, esteve para morrer no Laos ou, entre outras, ouviu histórias de descendentes de piratas portugueses nas Caraíbas.

Os relatos deste livro, editado pela IDIOTEQUE, e que chega às livrarias a 13 de outubro, narram histórias deste blogger e jornalista que ama o imprevisto, tem paixão pelas pessoas e anda na estrada ao sabor do vento, sem preconceitos ou roteiro definido.

Inclui um bloco de mais de 80 fotografias, que nos transportam a locais improváveis, os menos massificados no Planeta.

Nas palavras do autor, “este livro convida-nos a deslocar-nos aos destinos ‘B’, os menos óbvios, menos procurados e menos fáceis logisticamente, logo, mais desafiantes e, sobretudo, mais genuínos”.

Capa do livro (Imagem: DR)

Visitar autoproclamados ‘países’ que não existem, como Nagorno-Karabakh ou Transnístria, observar o quotidiano de mulheres ibaditas, na Argélia, que vêm o Mundo por apenas um olho e a problemática do povo aborígene, na Austrália, aprender a realidade da misteriosa Arábia Saudita, perceber a dinâmica do sul-africano bairro do Soweto, de Nelson Mandela, ou deparar-nos com desastres ambientais como o do Mar Aral, no Uzbequistão, são igualmente experiências que o leitor poderá ter.

A tudo isto, junta-se a ousadia de penetrar no abandono de um aeroporto na Arménia e da sede do partido Comunista da Bulgária em remota montanha (Buzludzha), calcorrear as idílicas paisagens da Argentina, Nova Zelândia e Islândia, sentir na pele a zona mais quente do Globo, na Depressão de Danakil, viver reencontros impossíveis em Myanmar, conhecer, no Quénia, a maior favela de África e viver o caos de um devastador tufão nas Filipinas, entre outras histórias.

BornFreee – O mundo é uma aventura” fala-nos de atitude em viagem, de felizes acasos e de cumplicidades e de partilha com estranhos. Vai inspirar-nos, fazer-nos rir, chorar, provocar-nos inúmeras emoções e até nos fará temer pela vida do autor.

São experiências que nos apresentam pessoas inspiradoras, nos levam a transportes públicos épicos, nos fazem sofrer em fronteiras problemáticas, suspirar com imprevistos e momentos caricatos, sonhar com lugares marcantes…sempre a dar-nos novos olhos à viagem, com espírito aberto, respeitador das culturas e da sua identidade.

Rui Barbosa Batista é jornalista na Agência Lusa, blogger e líder de viagens, e um apaixonado pelos mundos deste Planeta.

O autor Rui Barbosa Batista (Foto: DR)

Viaja com mochila aliviada de barreiras ou qualquer tipo de preconceito e com esta já percorreu mais de 110 países. De cada um deles guarda inúmeras experiências que dão textura, corpo e singularidade ao seu blogue de viagens BornFreee.

É vice-presidente da ABVP – Associação de Bloggers de Viagem Portugueses e desempenha igual cargo na centenária Cooperativa de Solidariedade Social do Povo Portuense.

Imagens: DR.

“O Poder Transformador do Jejum”: primeiro livro de médico português sobre o Jejum

Setembro 15, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Chega às livrarias no dia 22 de setembro

Ao longo de três anos, André Amorim produziu uma obra que se destaca pela sua visão e abordagem de saúde, promovendo o Jejum Terapêutico como um método de cura Natural, Milenar, Científico e que facilmente está ao alcance de todos. Segundo o autor, as possibilidades e benefícios desta prática são inúmeros: desde perda de peso, reforço do sistema imunitário, desintoxicação do organismo, sono e descanso mental profundo, gestão do stress, bem como o desenvolvimento espiritual.



O autor do prefácio, Manuel Pinto Coelho, autor do best-seller “Chegar novo a velho”, não hesita em afirmar que “concordo em absoluto com a filosofia que o autor decidiu abraçar e que passou a orientá-lo – uma abordagem mais funcional e personalizada do ser humano, virada sobretudo para as causas e só depois para as consequências das maleitas que o afligem. Por tudo isto este livro do meu colega André Amorim é de leitura obrigatória.”

Ainda segundo o autor, para os que ainda desconhecem o jejum, julgam que este é uma prática perigosa ou exagerada, pois um dos receios mais primitivos que todos albergamos – o medo de morrer à fome – é despoletado. No entanto, aqueles que conhecem o processo e respeitam o seu valor servem-se deste mecanismo natural do organismo para seu benefício próprio. Seja para o tratamento de doenças agudas ou crónicas, aumento da performance física ou mesmo como método de elevação espiritual, o jejum é um dos pilares fundamentais do organismo para a manutenção de uma boa saúde física, mental, emocional e espiritual.

Capa do livro (Foto: DR)

Há uma exigência crescente, por parte da população, para que o sistema de saúde proporcione as melhores soluções que a ciência moderna dispõe e, ao mesmo tempo, apresente alternativas naturais e complementares para o mesmo propósito. O livro do autor responde precisamente a este apelo.

De uma forma acessível, holística e cientificamente sustentada, esta obra aborda o jejum em todas as suas dimensões não deixando nenhum detalhe esquecido. Desde relatos históricos, recordes do Guinness, a importância do jejum no desporto, a visão religiosa, a relação com o ciclo lunar, os múltiplos tipos de jejum (prolongado, intermitente, total), o jejum no reino animal, mitos e verdades, entre outros. Todas as facetas do jejum são consideradas pelo autor.

O autor

Após concluir a formação em Medicina, André Amorim decidiu alargar o seu conhecimento e prática a outras áreas complementares, entre as quais a Naturopatia, Medicina Chinesa, Nutrição Ortomolecular e Terapêutica, Fitoterapia, Termografia, Ozonoterapia, Microscopia de Campo Escuro, Microfisioterapia, entre outras.

Para além da sua atividade profissional como médico, é também praticante e professor certificado de Yoga, procurando, sempre que possível, incorporar a dimensão mais subtil e espiritual desta filosofia e prática no seu dia-a-dia.

O autor: André Amorim (Foto: DR)

Nas suas consultas, aborda de forma holística o indivíduo, avaliando-o como um todo procurando focar o tratamento na verdadeira raiz do problema e não apenas no controlo dos sintomas.

André Amorim é o diretor clínico da NATURENA, um espaço de saúde e bem-estar em Barcelos, onde realiza consultas, palestras, workshops e organiza outros programas no âmbito da Saúde Natural.

A NATURENA

A NATURENA é um espaço de saúde e bem-estar integral com cerca de 4 hectares de plena natureza e serviços diferenciados, inserida numa das mais belas e privilegiadas paisagens do Alto Minho, na freguesia de Durrães, em Barcelos.

Nesta quinta existe uma Clínica Integrativa com várias especialidades médicas e complementares, serviços de Spa com um Flutuário, um Restaurante biológico, um Ecohotel e Bungalows, zonas destinadas à prática de Yoga ou Meditação, entre outros.

Para além dos seus belos pomares, hortas, zonas de picnic e lazer, os pacientes ou visitantes podem ainda usufruir de um campo de Padel, uma piscina sem cloro e uma paisagem do Alto Minho digna de contemplação.

A NATURENA destaca-se como sendo um destino de saúde obrigatório a visitar no Norte de Portugal, onde pessoas de várias nacionalidades se encontram com o propósito de aprender e melhorar cada vez mais a sua saúde.

Através de vários programas de saúde, retiros, workshops, consultas, diagnósticos complementares e tratamentos alternativos, a saúde de cada pessoa é abordada como um todo, seja em contexto preventivo ou terapêutico.

Na NATURENA promove-se a transformação não só da saúde física, mas também no modo como cada um se vê e se relaciona consigo e com os outros, proporcionando uma vida com mais alegria, mais encanto e propósito.

O slogan da Naturena é:  “Cuide de si… Naturamente!”

Fotos: DR.

Altice Portugal assinala Dia Internacional da Literacia com a apresentação do novo Atlas da Língua Portuguesa

Setembro 9, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Empresa reafirma o seu compromisso para com a Portugalidade através do apoio à obra

Celebrou-se ontem, dia 08 de setembro, o Dia Internacional da Literacia e “perante a aposta assumida pela Altice Portugal no combate à iliteracia, em particular a iliteracia digital, a Empresa não pode deixar de assinalar a efeméride com mais uma iniciativa que materializa o seu compromisso para com a Portugalidade: a apresentação da edição especial do novo Atlas da Língua Portuguesa, com o apoio da Fundação Altice”, refere em nota.



Foi no âmbito das celebrações do primeiro Dia Mundial da Língua Portuguesa da História, no passado dia 5 de maio, que a Altice Portugal anunciou o apoio a esta obra, que ganhou ontem vida enquanto ferramenta de difusão da notória influência da língua portuguesa pelo mundo. A esta iniciativa junta-se, ainda, a inauguração, hoje, de mais uma Cabine de Leitura, desta vez na Junta de Freguesia de Arroios, perfazendo um total de oito cabines no distrito de Lisboa entre as já mais de 40 em todo o País.

Para o Presidente Executivo da Altice Portugal, Alexandre Fonseca, “a apresentação desta obra é mais um passo concreto dado pela Altice Portugal na defesa e promoção da língua portuguesa, exemplificando a vasta aposta no eixo da Portugalidade, que se estende à Literatura, Cinema, Música, Arte e Desporto. A literacia, em particular a digital, deve ser um desígnio nacional, sem barreiras territoriais ou etárias. A Altice Portugal continuará focada em dotar o nosso País das ferramentas necessárias para melhores índices de literacia, tornando Portugal num País mais coeso, mais forte, e a uma só velocidade”.

Alexandre Fonseca – Presidente Executivo da Altice Portugal

Unindo alguns dos seus principais pilares – Proximidade e Inovação – ao compromisso com a Portugalidade, a Altice Portugal, enquanto motor de desenvolvimento social do País, tem vindo a implementar um conjunto de projetos que promovem a inclusão, a igualdade de acessos e a digitalização, com vista à coesão social e garantia de melhores condições de competitividade económica. Exemplo disso são as inúmeras iniciativas levadas a cabo pela Empresa em vários âmbitos, nomeadamente a desmaterialização dos manuais escolares em parceria com a Huawei Portugal e LeYa e a plataforma Khan Academy, que já atingiu mais de 3 milhões de visualizações. “Assim, a Altice Portugal continua a colocar a tecnologia ao serviço das pessoas, da Educação, da Cultura, da Economia e do País”, salienta a empresa.

O novo Atlas da Língua Portuguesa vem prestar homenagem à comunidade lusófona espalhada pelos quatro cantos do mundo, dando a conhecer a notória influência linguística do português enquanto identidade de mais de 260 milhões de falantes da língua em todo o mundo. Trata-se de uma obra de referência, da autoria de José Paulo Esperança, Luís Antero Reto e Fernando Luís Machado, que demonstra a presença inegável da língua portuguesa para lá de todas as fronteiras e territórios, e que conta com o apoio da Fundação Altice.

“Esta iniciativa pretende afirmar, uma vez mais, a língua portuguesa enquanto símbolo incontestável do nosso País e das nossas raízes, e a Literacia enquanto uma das principais e mais importantes bandeiras de uma sociedade moderna, tecnológica e avançada”, conclui a empresa.

Imagem: Altice.

Raul de Orofino lança novo livro “Sara ou Amor não rima com Dor”

Julho 22, 2020 em Atualidade, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Livro sobre a relação entre a vida e a morte

O ator, orador e professor de inteligência emocional Raul de Orofino acaba de lançar o seu novo livro “Sara ou Amor não rima com Dor”. A obra, lançada em formato apenas digital (e-book), está disponível no site do autor, em www.rauldeorofino.com.



Depois de ter estado 10 anos sem publicar, o ator e escritor italo-brasileiro, há muito radicado em Portugal e conhecido pelas suas comédias-palestras online durante a pandemia da COVID-19, decidiu lançar, agora, uma nova obra de ficção que fala da relação entre a morte e a vida. Numa linguagem simples, com humor e emoção (as duas ferramentas que mais utiliza em todos os seus projetos), o autor procura chegar diretamente ao coração dos leitores. 

A obra contém seis relatos familiares que têm em comum o facto de em todos eles um dos integrantes da família ter mantido um contacto com o chamado “invisível”, o que motivou uma transformação da sua relação com as pessoas que o rodeiam, gerando atitudes mais construtivas. Na última história, o leitor percebe que todos os relatos estão interligados, permitindo fundir todas as histórias numa só.

Ao longo dos vários relatos, o leitor é levado, de uma forma intuitiva, a refletir sobre a forma como estamos a administrar as nossas relações familiares e a colocar algumas questões transcendentes, sem resposta final: “será que realmente existe algo mais além?”, “acabamos mesmo depois de morrermos?”, “a realidade é apenas a visível ou existem outras?”.   

Um dos fios condutores do livro é a palavra mudança, que está sempre presente em todos os relatos. Raul de Orofino colocou nas suas histórias os temas que trabalha habitualmente nos seus workshops de inteligência emocional há muitos anos: como lidar com o medo em relação ao desconhecido, como aprender a sermos mais empáticos e tolerantes, como redescobrir a “nossa criança interna” (o nosso lado mais puro) para reforçarmos a autoestima e entender que podemos aprender a amar pela alegria e não pela dor.

Raul ainda fomenta no leitor um dos pilares mais trabalhados na área da inteligência emocional. É o caso da possibilidade de desenvolvermos a nossa curiosidade para podermos receber novas informações sem preconceitos e, a partir daí, fazermos o nosso próprio caminho de pesquisa e conhecimento.

O livro tem um preço de oito euros, podendo ser descarregado diretamente do site do autor.

Livro tem provocado reações positivas nos leitores mais variados

“Fantástico… Brutal… Emocional… Sim, emocional, pois fez-me sorrir… rir… e até chorar. Este livro é mais que um livro, é uma conversa com o Autor porque, quando se escreve com esta fluidez, quando se dá conta, chegou ao fim, e fica a vontade de mais…”

Jorge Marques – Diretor-geral da Sorrisos Latinos

“Não é um livro qualquer… livros digitais podem ser mais aliciantes e este é! Inspirador, revolucionário e retrospetivo.”

Paula Dinis – Setor cultural da Embaixada do Brasil em Lisboa

“Eu me deleitei lendo o livro do Raul de Orofino. Ele conta as nossas histórias. Mostra que quando escolhemos pelo amor tudo se resignifica! Ganha um significado imensamente maior.”

Bianca Graham Ferreira – Estilista e artesã

“Curioso, comecei a leitura no sábado e terminei, com um sorriso nos lábios e uma lágrima nos olhos, no domingo! Fácil de ler, o livro toca-nos o coração como tocam os belos pôr do sol das tardes limpas de outono. Um livro que deve ser degustado!”

André Vigorito – Sócio e diretor da EKO Construtora

O autor

Raul Orofino é ator, autor, escritor, palestrante e professor de Inteligência Emocional, tendo mais de 5.000 apresentações no seu currículo.

Em 1990, criou no Brasil o projeto inovador “Teatro ao Domicílio” e, em 1993, foi também precursor do projeto “Teatro em Aviões”, o que mereceu uma menção na revista norte-americana Time Magazine pelo facto de ser o primeiro homem no planeta a fazer teatro a bordo de um voo comercial.

A partir daí, começou a apresentar os seus espetáculos nas empresas. Sendo autor, no final do espetáculo conversava com os colaboradores das empresas sobre as histórias a que tinham assistido. Estas conversas tornaram-se uma palestra e, desta forma, Raul tornou-se um ator-palestrante.

Em 1999, começa a apresentar-se na Europa, primeiro em Portugal e mais tarde em Espanha e Itália, onde apresenta os seus espetáculos nas respetivas línguas nativas. Depois veio África, designadamente Angola e Cabo Verde, repartindo hoje o seu tempo por apresentações nestes vários mercados.

Durante três anos, Raul ministrou aulas de Inteligência Emocional numa pós-graduação em Gestão Hoteleira no Instituto Superior de Línguas e Administração (ISLA), atual Universidade Europeia. Foi quanto bastou para que, a partir daí, as empresas começassem a requisitar estas aulas para os seus trabalhadores. Raul transformou-as então num formato workshop que aplica hoje em dia em programas de vendas, de liderança, de atenção ao cliente ou, mais genericamente, em ações de formação dirigidas a todos os funcionários das empresas. 

Em 2010, é publicado em Portugal o seu primeiro livro: “Mário, o Teu Humor Está no Armário” (Edições Vogais e Cia.), que conta como as pessoas mudaram as suas atitudes no trabalho e na vida pessoal depois de terem aprendido a “alimentar-se de humor” nos vários países por onde atuou. O seu trabalho está igualmente documentado no livro italiano “Teatro d’ Impresa”, de Renata Borgato e Paolo Vergnani (Edição FrancoAngeli), que relata a sua história dentro do universo corporativo.

Entre 2014 e 2016, também colaborou no Brasil com a Escola de Negócios Fundação Dom Cabral, uma das mais conceituadas escolas de negócios a nível internacional (no top 10 mundial do ranking do jornal Financial Times e a número 1 da América Latina), onde apresentou os seus espetáculos-palestras em vários estados brasileiros.

Em 2019, participou de um inovador projeto em parceria com o jornal Dinheiro Vivo, com o designado Xarope Emocional, uma web-série de 21 episódios de 2 minutos cada, que retratam com humor os comportamentos de personagens com desequilíbrios emocionais nas empresas. Os episódios foram publicados semanalmente no site www.dinheirovivo.pt.

Em 2020, Raul de Orofino volta a inovar com a criação do Teatro-Palestra Online, onde apresenta, via plataformas eletrónicas, comédias-palestra para motivar as pessoas durante e após o período de confinamento motivado pela pandemia de COVID-19.

Fotos: DR.

“O Visconde das Camélias Carmesins”, segundo romance de Beatriz Meireles

Julho 1, 2020 em Atualidade, Cultura, Mundo, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

O romance acaba de chegar às principais livrarias portuguesas

Beatriz Meireles, advogada e vereadora da Câmara Municipal de Paredes, lançou o romance “O Visconde das Camélias Carmesins”, editado pela IDIOTEQUE e já se encontra nas principais livrarias portuguesas.



Esta é a segunda incursão romanesca da autora, que nos devolve à força sensível da sua narrativa, desta feita pelos tons, cheiros e envolvimentos amorosos do século XIX, na abordagem quase impressionista à realidade dos brasileiros de Torna-Viagem.

Neste novo romance de Beatriz Meireles coexistem os amores e os desamores, a riqueza e a pobreza, a legitimidade e a ilegitimidade prazenteira das relações físicas e emocionais entre homem e mulher daquela época, a efémera alegria como a mais profunda e lassa tristeza que, de forma intemporal e não geográfica, sempre habitou afinal o “mais que humano em nós”.

Beatriz Meireles nasceu em Paredes, a 30 de junho de 1985. É licenciada e mestre em Direito, tendo exercido a advocacia na terra que é mais a sua, Paredes. Desde 2017, é Vereadora dos Pelouros da Ação Social, Cultura e Turismo na Câmara Municipal de Paredes, funções que lhe permitem coordenar, com muito prazer, a Revista Cultural do Município de Paredes – Orpheu Paredes e o Café Literário, entre outros projetos culturais interessantes. Escreveu algumas crónicas e contos para jornais locais. Em 2019, publicou o primeiro livro “Depois da Morte (um amendoal em flor)”, o que diz ser o início, um ensaio, de um percurso cujo fim desconhece. E é prosseguindo um caminho, errante ou não, que agora resolve publicar o romance, inspirado em factos históricos e relatos populares, “O Visconde das camélias carmesins”. É uma história que investigou e talvez idealizou entre 2017 e 2018, tendo-a escrito, de uma assentada, no ano de 2019.

Excerto da obra

“Éramos tão felizes, eu e os meus irmãos. Depois, veio a expressão mais triste do meu pai que alguma vez pressentimos. Abriu a porta, entrou o céu nublado, e nós, nas escadas com um corrimão de madeira e uma janela onde esperávamos o Pai Natal. Morrera a minha avó! Será por tudo isto que vos ofereço esta história, tal como me fez, a mim, a mulher que trazia o poema no bolso?”

Imagens: DR.

José Rodrigues dos Santos, escritor e jornalista da RTP, na Biblioteca Municipal

Junho 5, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

José Rodrigues dos Santos, jornalista, pivot do “Telejornal” da RTP, e um dos mais lidos romancistas portugueses, vai deslocar-se a Barcelos, no próximo dia 6 de junho, quinta-feira, às 19h00, para um encontro com os leitores, na Biblioteca Municipal. A sessão será moderada pela jornalista Sónia Sousa.



Trata-se de uma oportunidade única de os barcelenses conhecerem de perto um dos escritores portugueses contemporâneos a alcançar maior número de edições com livros, que venderam mais de cem mil exemplares cada. O romance de estreia, intitulado «A Ilha das Trevas» foi reeditado pela Gradiva, em 2007, atual editora do autor.

«A Filha do Capitão», o seu segundo romance, é um tributo aos seus antepassados que participaram na 1ª Guerra Mundial, na Flandres e na Guerra Colonial.

José Rodrigues dos Santos é um dos mais premiados jornalistas portugueses, tendo sido galardoado com o Grande Prémio de Jornalismo, em 1994, atribuído pelo Clube Português de Imprensa. Internacionalmente, venceu três prémios da CNN: O Best News Breaking Story of the Year, em 1994, pela história “Huambo Battle”, relacionada com a guerra de Angola; o Best News Story of the Year for the Sunday, em 1998, pela reportagem “Albania Bunkers”; e o Contributor Achievement Award, em 2000, pelo conjunto do seu trabalho, aquele que é considerado o Pullitzer do jornalismo televisivo.

Fonte e foto: CMB.

Câmara de Barcelos evoca centenário do nascimento de Sophia com conferência

Junho 4, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

A Câmara Municipal de Barcelos vai evocar o centenário do nascimento de Sophia de Mello Breyner Andresen com uma conferência, no próximo dia 5 de junho, quarta-feira, às 15h00, na Biblioteca Municipal de Barcelos.



Intitulada “Sophia: a Poesia à luz da Ética”, a conferência será proferida por Maria João Reynauld, licenciada em Filologia Românica e professora associada da Faculdade de Letras do Porto, onde leciona a cadeira de Literatura Portuguesa (séculos XIX e XX) e orienta seminários de Poesia Portuguesa Contemporânea (Cursos de Mestrado e Pós-Graduação).

Trata-se de uma iniciativa conjunta com a “Barcelos Sénior” – Associação Educacional, Cultural, Social e Recreativa de Formação Permanente, em que se procura destacar o contributo ético e cultural da poesia de uma das mais importantes poetisas portuguesas do século XX, a primeira mulher portuguesa a receber o Prémio Camões, em 1999, o mais importante galardão literário da língua portuguesa.

A Câmara Municipal de Barcelos vai ainda evocar Sophia com uma série de iniciativas no decorrer da 37ª Feira do Livro, que se vai realizar de 5 a 14 de julho próximo.

Fonte e imagem: CMB.

Barcelos promove a Semana Concelhia da Leitura

Março 9, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

A Semana Concelhia da Leitura, organizada pelos Pelouros da Educação e Cultura da Câmara Municipal de Barcelos, arranca a 11 de março e prolonga-se até ao dia 16 de março, na Biblioteca Municipal e na rede de bibliotecas do concelho.



O dia do arranque desta iniciativa, dia 12 de março, às 21h30, traz a Barcelos o escritor Gonçalo M. Tavares, para um encontro com os seus inúmeros leitores . No dia seguinte, da parte da manhã, o escritor desloca-se às bibliotecas das Escolas Secundárias de Barcelinhos e Alcaides de Faria.

Sessões de teatro, ateliês, escrita criativa e exposições integram, também, o programa da Semana Concelhia da Leitura, que procura fazer uma verdadeira festa da leitura.

Haverá, ainda, um conjunto de iniciativas a que se deu o nome de “Partilha de Boas Práticas”, onde os alunos e professores das diversas escolas partilham, reciprocamente, atividades de animação da leitura.

A Semana Concelhia da Leitura encerra, na Biblioteca Municipal, com o concurso “Pequenos Grandes Poetas”, a realizar nos dias 15, às 21h00, para os alunos do 2º e 3º ciclo e ensino secundário e, no dia 16, às 15h00, para os alunos do pré-escolar e 1º ciclo, que conta com a participação dos escritores e ilustradores, Joana Luísa Matos, Alexandra Gonçalves, Franquelim Neto e Rui Sousa Basto.

A Semana Concelhia da Leitura tem como objetivo celebrar a leitura, o livro e o leitor, devendo ser promovidas atividades para festejar a leitura como um ato comunicativo, diálogo entre as artes, as humanidades e as ciências e um espaço de encontro criativo e colaborativo.

Fonte e imagens: CMB.

Biblioteca Municipal de Barcelos recebe duas apresentações de livros

Novembro 15, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Realiza-se, nos dias 16 e 17 de novembro, na Biblioteca Municipal de Barcelos, o lançamento de dois livros.



O primeiro, intitulado “Enterro da Loba”, do barcelense António Gaspar Cunha, será apresentado por José Moreira da Silva, no dia 16, às 21h30. Trata-se de um livro de ficção, editado pela Editorial Novembro, sobre as praxes académicas, com a história de uma aluna universitária.

António Gaspar Cunha começou por escrever poesia, dando expansão ao saber e, sobretudo, ao viver acumulados durante os seus 50 anos de vida. Escrever é, para si, não só uma emancipação, mas também uma expressão do seu pensamento acerca do mundo atual, fazendo-o através de uma “tormentosa serenidade”, expressa quer na sua escrita poética, quer na narrativa.

“Yang Sheng” é o título do livro de Wenqian Chen, que será apresentado no dia 17 de novembro, às 15h00, e que fala dos fundamentos da Medicina Tradicional Chinesa e como podemos aplicá-los no nosso dia a dia.

Wenqian Chen, fundadora e diretora do Centro de Terapias Chinesas em Lisboa, partilha a sua experiência quotidiana com doentes portugueses para nos oferecer conselhos práticos e fáceis de seguir e revela os segredos de uma ciência milenar, a medicina tradicional chinesa, que cada vez conquista mais adeptos entre os ocidentais.

Fonte e foto: CMB.

António Gaspar Cunha apresenta “Enterro da Loba” na Biblioteca Municipal

Novembro 14, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo dia 16 de novembro, pelas 21h30, a Biblioteca Municipal de Barcelos será palco da apresentação da obra “Enterro da Loba”, da autoria de António Gaspar Cunha.



A obra, tal como o autor, será apresentada por José Moreira da Silva. Este é um livro de ficção editado pela Editorial Novembro, que retrata a história de uma aluna universitária – Ana – convicta de que certo tipo de praxe são desvios ausentes da humanidade. Ela não é contra as praxes, é contra a falta de humanidade e a violação dos direitos humanos que se perpetuam nesses rituais.

O “Enterro da Loba” é o segundo romance deste autor barcelense, nado em 1964, depois de ter publicado: “O menino de África e outros contos” (contos), 2017; “A Fronteira do Amor”, (romance), 2016; “Tormentosa Serenidade” (poesia), 2015; “Amo a Ideia de Ti” (poesia – com o pseudónimo de João Raphaël), 2014; e “O Triunfo dos Cucos & Outros Contos” (contos), 2014.

António Gaspar Cunha nasceu em Barcelos, tendo-se licenciado na Escola de Engenharia da Universidade do Minho em 1991. Desde então é docente do Departamento de Engenharia de Polímeros dessa mesma Universidade, onde fez o Doutoramento em 2000 e as provas de agregação em 2014.

No âmbito do seu trabalho científico/técnico foi editor de 4 livros, autor e/ou coautor de cerca de 17 capítulos de livro, de cerca de 40 artigos científicos com revisão pelos pares e de mais de 100 artigos publicados em conferências internacionais.

Imagem: DR.

Ir Para Cima