Tag archive

Miguel Ângelo Pereira

Programa da “Festa das Cruzes 2017” apresentado hoje

Abril 7, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

O programa da Festa das Cruzes 2017, que decorre entre os dias 23 de abril e 7 de maio, foi apresentado, hoje, no Auditório Municipal, pelo Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Costa Gomes, e que contou com a presença do Provedor da Real Irmandade do Senhor da Cruz, Pedro Ferreira, e pelo Prior de Barcelos, Monsenhor Abílio Cardoso.

Apresentação

Mickael Carreira, Amor Electro e Anjos são alguns dos cabeças de cartaz da Festa das Cruzes 2017, mas pelo palco irão passar muitos nomes da música nacional.

O Presidente da Câmara Municipal de Barcelos referiu, no seu discurso, que “a Festa das Cruzes terá muitas iniciativas para todas as idades, não esquecendo a juventude, com um programa alargado do ‘Bamos às Cruzes!’ que, este ano, conta com sete noites de diversão no Jardim das Barrocas”.

Para Costa Gomes, “este ano foi criado um programa divertido e popular que, no final, irá satisfazer a população e quem visitar Barcelos ao longo dos quinze dias da Festa”.

O Provedor da Real Irmandade do Senhor da Cruz, Pedro Ferreira, e o Prior de Barcelos, Monsenhor Abílio Cardoso, abordaram a parte religiosa, aludindo aos “tapetes de pétalas naturais que estarão expostos no Templo do Senhor Bom Jesus da Cruz” e ainda das novidades “da Grandiosa Procissão da Invenção da Santa Cruz que este ano terá alusão ao Ano Mariano”.

Quanto às festividades, os Zés P’reiras, os ranchos folclóricos e as rusgas vão invadir a cidade de música e alegria desde o primeiro ao último dia da Primeira Grande Romaria do Minho.

É uma das maiores festas religiosas do país e este ano une o popular, o tradicional e o religioso. Mais de 60 eventos, mais participantes e mais música vão fazer da “Festa das Cruzes 2017” um momento único no país. Uma das grandes novidades desta edição é a missa para coro a 3 vozes e orquestra em honra do Senhor da Cruz, à luz das composições do barcelense Miguel Ângelo Pereira, que se realiza no dia 28 de abril, às 19h00, no Templo do Bom Jesus da Cruz.

A “Festa das Cruzes”, uma iniciativa promovida pelo Município de Barcelos, mantém a sua natureza tradicional de cariz religioso, onde, de forma harmoniosa, o popular tem o seu lugar. A Grandiosa Procissão da Invenção da Santa Cruz, a presença de elementos culturais, etnográficos, folclóricos e populares constituem a matriz deste grande evento, que tem o seu ponto alto a 3 de Maio, feriado municipal, dia consagrado ao Senhor do Bom Jesus da Cruz.

O programa compreende, ainda, um conjunto de eventos e de atividades culturais e recreativas, que mobilizam dezenas de coletividades na cidade e no concelho.

A aposta no “Bamos às Cruzes!” é grande, com sete noites de divertimento no Jardim das Barrocas, completamente inserido no programa geral da “Festas das Cruzes 2017” e que apresenta uma oferta musical variada, desde a atuação de tunas e DJ’s, às atuações de Marcus, Fernando Correia Marques, Tino de Rans, MC Barbarella, Edmundo Vieira, e muitos outros, ao longo das sete noites.




Batalha das Flores: um dos momentos mais esperados

A cada vez maior presença de coletividades provenientes de Barcelos e, também, de público, oriundo não apenas do concelho, mas de outros pontos do país e de Espanha, mostra que a “Batalha das Flores”, que se realiza no dia 1 de maio, é já um verdadeiro cartão de visita da “Festa das Cruzes”, funcionando como um postal ilustrado de Barcelos.

A “batalha” propriamente dita ocorre nas principais artérias da cidade, quando os dois corsos, de carros decorados, se cruzam e atiram flores de todas as cores e odores, contagiando de alegria os milhares de populares que assistem ao espetáculo.




Arcos de Romaria

Uma das belezas e tradições da Primeira Grande Romaria do Minho são os arcos que se encontram dispostos em redor do “campo da feira” e têm como objetivo representar a identidade e as tradições de cada uma das freguesias que compõem o Município. A diversidade dos arcos é grande, considerando os materiais, o tamanho e os elementos representados. Normalmente aparecem engalanados com elementos patrimoniais das freguesias que representam, por peças de artesanato características do local e pelos seus santos padroeiros.

Eis o Programa (basta clicar):

http://www.cm-barcelos.pt/downloads/AF_Programa_FestaCruzes17_Final.pdf

 

Fonte e imagens: Município de Barcelos.

Conservatório de Música de Barcelos promove ciclo de concertos

Abril 4, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Conservatório de Música de Barcelos promoveu nos dias 31 de março e 02 de abril mais três concertos, que fecharam um ciclo de concertos dedicados a este período quaresmal.

O primeiro realizou-se no passado dia 31 de março, no Pátio Luiz Costa, no Conservatório de Música de Barcelos, com a apresentação das obras “Missa a 4 para Coro e Órgão”, do compositor barcelense Miguel Ângelo Pereira, e o “Requiem op.48”, de G. Fauré – versão para o coro e órgão. Foram intérpretes deste concerto o Coro CMB e o Coro dos Pequenos Cantores do CMB, tendo como solistas os alunos Cláudia Pereira, João Miranda, Pedro Cibrão, Tânia Macedo e Teresa Sá Cachada, juntamente com o Prof. Daniel Ribeiro – órgão sob a direção da Prof. Maria João Gonçalves.

07

No início, a Professora responsável contextualizou o programa do concerto, referindo que “…não se encontra registos da última apresentação da obra do compositor barcelense, pelo que se poderia considerar uma estreia para as últimas gerações”. Em relação à obra de Fauré, salientou que “…é considerada um dos principais ‘Requiem’ da história da música, tendo este por particularidade incluir na sua estrutura partes como o ‘In Paradisum’, que espelha profundamente uma visão positiva da morte, como uma porta para o além e não um fim em si mesma”.

Também no dia 31 de março, na Igreja Matriz de Vila Cova, apresentaram-se as classes de Conjunto, com os alunos em regime articulado da EB2,3 Abel Varzim, EB2,3 Gonçalo Nunes e EBS Vila Cova, onde os coros apresentaram vários temas com arranjos de D. Peter e J. Carter e partes da “Missa Modale” de J. Alain, sob a direção da Prof. Isabel Silva. Seguiu-se uma obra para orquestra com o arranjo de J. Van der Goot, sob a direção do Prof. César Maciel. O concerto culminou com a obra de J. Rutter “The Lord bless you”, para Coro e Orquestra, tendo provocado no público que encheu a Igreja uma forte manifestação de agrado.

007

Este ciclo terminou com mais um concerto na Igreja Matriz de Barcelos, no dia 02 de abril, com um programa bastante variado e estruturado à volta da obra de J.S. Bach. Enquadrado com o ano mariano, o Coro SemiGaltom e Coro Galtom apresentaram as “Avé Maria” de C. Franck e I. Vitória, a que juntou o motete de A. Bruckner “Locus iste”, seguindo-se de partes da “Missa a 4”, do compositor barcelense Miguel Ângelo Pereira, que teve como solistas os alunos Cláudia Pereira, Pedro Cibrão e Tânia Macedo. Estas obras foram alternando com as árias “Ich folge dir” e “Bist du bei mir” de J.S. Bach, interpretadas pelas alunas Cláudia Pereira e Tânia Macedo, respetivamente, até chegar ao exigente Concerto para dois Violinos e Orquestra “BWV1043” do mestre de Leipzig, interpretado pelos alunos Joana Ribeiro e João Carvalho, sob a direção do Prof. Jorge Teixeira. O concerto terminou com as partes finais do “Requiem op.48” de G. Fauré, “Libera Me” e “In Paradisum”, pelo Coro dos Pequenos Cantores do CMB e solista João Miranda, sintetizando, assim, a temática do concerto.

014

Fonte e imagens: CMB.

Ir Para Cima