Tag archive

Município de Barcelos

Concurso “Pequenos grandes poetas” já tem vencedores apurados

Junho 22, 2021 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Município de Barcelos, através da Biblioteca Municipal e da Rede Concelhia de Bibliotecas Escolares, promoveu, nos dias 18 e 19 de junho, no auditório da Biblioteca Municipal de Barcelos, o espetáculo “Pequenos Grandes Poetas”.
O concurso, que contou com a participação de todos os agrupamentos de escolas concelhios nos diferentes graus de ensino, desde o 1.º ciclo ao secundário, num total de 40 alunos, incluiu a modalidade de poema inédito e na modalidade de declamação.

Foto: DR

Devido à Covid-19, familiares e encarregados de educação dos alunos não puderam estar presentes no auditório da Biblioteca Municipal, mas aplaudiram entusiasticamente os declamadores no Auditório dos Paços do Concelho, onde a sessão estava a ser transmitida em direto.

No final, a Vereadora do Pelouro da Educação e Cultura entregou os prémios aos vencedores, que constavam de livros, um cheque-prenda e um certificado de participação.

Armandina Saleiro expressou a satisfação do Município pelo sucesso do concurso, afirmando: “É a prova de que o trabalho desenvolvido pelo Pelouro da Educação nos últimos anos, através do esforço dos professores e técnicos ao nível da Rede de Bibliotecas, está a dar frutos”.

Este concurso tem como objetivos promover os hábitos de leitura e de escrita, incentivar o gosto pela poesia e pela escrita criativa e estimular a manifestação artística e a criatividade, sendo dirigido a todos os alunos dos agrupamentos de escolas/escolas não agrupadas do concelho de Barcelos.

Fonte: MB

“Galo de Barcelos” é agora marca nacional registada pelo Município de Barcelos

Junho 18, 2021 em Atualidade, Concelho, Cultura Por barcelosnahorabarcelosnahora

O “Galo de Barcelos” é agora uma marca nacional registada. Aquele que é um dos maiores e mais significativos símbolos do país e da portugalidade passa a estar protegido. O Município de Barcelos é a entidade detentora da marca.

Trata-se de um acontecimento de extrema importância para a preservação e defesa da propriedade criativa e intelectual dos artesãos ligados ao território de Barcelos.


Depois de um longo processo, o Município vê agora reconhecida a marca “Galo de Barcelos” pelo Tribunal da Propriedade Intelectual de Lisboa.

Há praticamente um ano, em julho de 2020, a Câmara Municipal apresentou ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) um pedido para o registo nacional da marca “Galo de Barcelos” a ser incluído em “estátuas, estatuetas, placas e obras de arte, feitas de materiais tais como porcelana, terracota ou vidro”, na classe 21ª, da classificação internacional de Nice.

Em Novembro, o diretor do Departamento de Marcas, Desenhos e Modelos do INPI recusou o pedido do Município, alegando que o “Galo de Barcelos” configurava “elementos verbais e figurativos extremamente vulgares no comércio para identificar os mais variados produtos e corresponder ao desenho do típico ‘Galo de Barcelos’, conhecido símbolo da cultura popular portuguesa”.

Agora, e após recurso, o Tribunal da Propriedade Intelectual de Lisboa veio dar razão ao Município, tornando o “Galo de Barcelos”, uma marca registada e protegida, com o número de registo 646856. Trata-se da figura de “um galo preto, de bico amarelo e crista vermelha, com o corpo pintado com elementos florais de diversas cores vivas, com predomínio de vermelho, com a compleição e aspetos decorativos típicos das peças cerâmicas de artesanato barcelense”.

Este registo confere à Câmara de Barcelos, enquanto entidade titular, o direito de impedir terceiros de usar qualquer sinal igual ou semelhante em produtos ou serviços idênticos à marca agora registada, passíveis de causarem confusão junto do consumidor.

A defesa da origem intelectual, criativa e empresarial do “Galo de Barcelos” é, de há longa data, uma preocupação do Município. O processo de defesa da olaria e do figurado de Barcelos, umbilicalmente associados ao “Galo de Barcelos”, iniciou-se em 2005, com o registo da titularidade da denominação de origem/indicação geográfica destes dois elementos.

A decisão foi tornada pública dia 14 de junho e publicada no Boletim da Propriedade Industrial nº 2021/06/14, podendo ser consultada em aqui.

Fonte|Foto: MB

Casa de Saúde São João de Deus e a Associação Nacional AVC com resposta dirigida a cuidadores informais

Junho 7, 2021 em Atualidade, Concelho, Saúde Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Município de Barcelos avança com uma resposta dirigida a cuidadores informais de pessoas com demência e cuidadores de sobreviventes de AVC.

O projeto ProCuidador envolve, ainda, como entidades executoras, a Casa de Saúde São João de Deus e a Associação Nacional AVC, a participação é livre e gratuita.

Do projeto constituem-se também, como parceiros institucionais, o ACES Cávado III Barcelos/ Esposende e a Escola Superior de Enfermagem do Porto.

Tratando-se de um complemento e de um reforço no âmbito dos Cuidados de Saúde Primários e da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados, o projeto tem como objetivo a capacitação para a prestação de cuidados, o alívio da sobrecarga emocional e física e o alargamento da rede de suporte social.

Para tal, o ProCuidador engloba as seguintes respostas: apoio e orientação psicossocial, acompanhamento psicológico individual, formação de cuidadores informais e criação de grupo psicoterapêutico e/ou psicoeducativo.

O projeto abrange, ainda, a criação, formação e gestão de uma bolsa de cocuidadores voluntários, através de aplicativo móvel, de forma a promover momentos de alívio aos cuidadores principais.

Os interessados poderão contactar diretamente a Casa de Saúde S. João de Deu ou a Associação Nacional AVC.

Fonte: MB

17º Congresso Ibérico “A Bicicleta e a Cidade” de 3 a 5 de junho

Maio 30, 2021 em Ambiente, Atualidade, Concelho Por barcelosnahorabarcelosnahora

De 3 a 5 de junho, o Município de Barcelos acolhe o 17º Congresso Ibérico “A Bicicleta e a Cidade”, no Auditório Municipal, onde mais de 50 oradores internacionais, irão debater o tema “A era da infraestrutura”.

Num ano em que a pandemia da Covid-19 impulsionou a utilização da bicicleta em todo o mundo e conduziu a alterações na mobilidade urbana e no espaço público, as palestras deste Congresso Ibérico assumem uma particular importância, quando as cidades são desafiadas a repensar as suas estratégias de mobilidade a favor deste veículo de duas rodas e do futuro sustentável.

O Congresso Ibérico tem início no dia 3 de junho, data em que se assinala o Dia Mundial da Bicicleta, e conta com o alto patrocínio de Sua Excelência, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. Na sessão de abertura, com o início agendado para as 9h, estará presente Eduardo Pinheiro, Secretário de Estado da Mobilidade. Nesta ocasião, o Município de Barcelos irá anunciar o maior investimento de sempre no âmbito da mobilidade, que pretende posicionar Barcelos como uma referência no uso da bicicleta como meio de locomoção diário.

A criação de uma Ciclovia Circular, com uma extensão de 7,2 km, na área mais densa da cidade, tocando nos principais equipamentos públicos, estabelecimentos escolares e pontos de comércio e serviços, é uma das apostas mais emblemáticas. Com este projeto, pretende-se reduzir a acessibilidade ao centro da cidade de automóvel, para diminuir as emissões poluentes e o ruído, melhorando, assim, a saúde e o bem estar da população.

Este projeto visa, ainda, estreitar a ligação da cidade ao Instituto Politécnico do Cávado e Ave – IPCA, através do programa “U-Bike”, em que o Politécnico disponibiliza bicicletas à comunidade académica. No futuro, um corredor ciclável ligará o IPCA ao centro da cidade e, daí, à estação ferroviária.

É objetivo da autarquia de Barcelos integrar a bicicleta numa mobilidade assente numa rede de transportes públicos, em que a futura rede alargada de autocarros urbanos será fundamental, tal como as ligações a parques de estacionamento e interfaces como a estação ferroviária, que assegurarão facilidade na transição de modo de transporte.

Este investimento na mobilidade faz de Barcelos o palco ideal para a Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta e a congénere espanhola ConBici organizarem a 17ª edição do Congresso Ibérico “A Bicicleta e a Cidade”, um dos mais importantes fóruns europeus de discussão de políticas de promoção da mobilidade ciclável, que se realiza, de dois em dois anos, de forma alternada, em Portugal e em Espanha.

Fonte: MB

Barcelos participa em encontro europeu e debate impactos da pandemia e importância da União Europeia

Maio 29, 2021 em Atualidade, Concelho, Economia Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Município de Barcelos participou num encontro inserido no âmbito do programa “Europa para os cidadãos”, a iniciativa aconteceu em formato online e juntou dezenas de pessoas de vários países europeus.

Os efeitos da pandemia no emprego foi precisamente o mote da iniciativa, que juntou representantes das cidades que fazem parte da plataforma “Oito cidades para construir a nossa Europa”. Este consórcio junta as cidades de Barcelos, Teruel (Espanha), Kistelek (Hungria), Heraklion (Grécia), Narva (Estónia), Victoria (Roménia), Skrad (Cróacia) e Gerace (Itália).

Barcelos esteve representado pela Vice-Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Armandina Saleiro, que, durante a sua intervenção, destacou a importância do encontro, como forma de “ajudar a refletir sobre as políticas locais e nacionais, num cruzamento com as políticas europeias, em temas tão importantes como a integração das minorias, a emigração, as cidades inteligentes e sustentáveis, a situação de emprego e os valores europeus”.

Armandina Saleiro aproveitou também o encontro para falar na importância da cooperação entre os 27 países da União Europeia: “Ser da comunidade europeia significa valorizar a identidade de cada território, de cada povo, mas, ao mesmo tempo, significa partilhar um sentido de pertença e valores comuns, como a solidariedade, o desenvolvimento e a paz. Apesar de estarmos em países distintos, verificamos que são muitos os problemas e as realidades que nos unem, pelo que este espaço de encontro e de reflexão pode traduzir-se num contributo muito importante para as políticas locais e para o desenvolvimento das nossas comunidades. O tema deste encontro ganha especial significado neste contexto de pandemia e de grande incerteza para todos nós. Só invocando um espírito de solidariedade e de cooperação entre os 27 membros da comunidade europeia será possível ultrapassar a verdadeira crise social e de saúde pública”.

Já o responsável pelo IEFP em Barcelos, Armando Santos, destacou as medidas que têm sido utilizadas para mitigar o desemprego em Portugal, nomeadamente o recurso ao teletrabalho, com a duplicação da percentagem de pessoas a trabalhar a partir de casa, passando de 15,5%, antes da pandemia, para mais de 38%, depois de declarada a atual situação de saúde pública mundial, ultrapassando países como a Alemanha ou a França.

O programa “Europa para os cidadãos” é um projeto que permite dar voz a estudantes e à comunidade em geral sobre problemas do quotidiano, numa lógica de respeito pela diversidade, mas com o compromisso de um trabalho centrado nas pessoas, no seu bem estar e no bem comum.

Fonte: MB

Estudo Municipal para o Desenvolvimento de Sistemas de Recolha de Biorresíduos de Barcelos em consulta pública

Maio 24, 2021 em Ambiente, Atualidade, Concelho Por barcelosnahorabarcelosnahora

Encontra-se em consulta pública, durante 30 dias, o Estudo Municipal para o Desenvolvimento de Sistemas de Recolha de Biorresíduos do Município de Barcelos.

Até 31 de dezembro de 2023, é obrigatório que os Estados Membros da União Europeia procedam à separação e reciclagem dos Biorresíduos na origem, ou recolhidos seletivamente, evitando o seu envio para aterro.

Num paradigma de uma Bioeconomia circular, a reciclagem dos biorresíduos é uma estratégia crucial para otimizar o uso de biomassa existente, através, por um lado, dos processos eficientes de compostagem que produzem o composto que enriquece os solos com nutrientes e atua como um repositório de carbono e, por outro, a digestão anaeróbia que pode ser utilizada para a produção de energia. É, por isso, crucial a transição para uma recolha seletiva de biorresíduos, pois só desta forma será conseguida a recuperação dos produtos que resultam do seu tratamento.


Assim, os interessados podem consultar o resumo do relatório preliminar do Estudo para o Desenvolvimento de Sistemas de Recolha de Biorresíduos, acedendo ao suporte digital através do seguinte link:  https://www.cm-barcelos.pt/viver/ambiente/recolha-de-biorresiduos/.

Os cidadãos interessados em apresentar sugestões de alteração do atual documento podem remeter os contributos para o endereço de correio eletrónico do Município, através do email: geral@cm-barcelos.pt. O Estudo contribui para o cumprimento das metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030, da ONU, nomeadamente no que se refere ao ODS 11 – Cidades e comunidades sustentáveis, ODS 12 – Produção e consumos sustentáveis, ODS 13 – Ação Climática e ao ODS 17 – Parcerias para o Desenvolvimento Sustentável.

Fonte: MB

Foto: @john_cameron|unsplash

Direitos das crianças em painel de azulejos no Centro Escolar de Barqueiros

Abril 28, 2021 em Atualidade, Concelho, Educação Por barcelosnahorabarcelosnahora

No âmbito do mês da prevenção dos maus-tratos na infância, o Município de Barcelos inaugurou, ontem, 27 de abril, o sexto painel de azulejos, intitulado “Olhares Sobre os Nossos Direitos”, onde os alunos do Centro Escolar de Barqueiros perpetuaram os seus direitos, através de um trabalho conjunto da Biblioteca Municipal e do Museu de Olaria de Barcelos.

Esta iniciativa tem como objetivo mostrar o que as crianças pensam e o que sabem sobre os seus direitos, através da narração de histórias pintadas em azulejos. No final do ano letivo, será constituído um painel onde todos os direitos estão representados.

Nos 800 azulejos que compõem o painel, resultado do trabalho conjunto de diferentes escolas e trabalhado ao longo do ano letivo com maior incidência pelos alunos do 3.º e 4.º anos do 1.º ciclo do ensino básico, constam os 54 artigos da Convenção Internacional sobre os Direitos da Criança.

Este painel, o sexto a ser colocado em estabelecimentos do ensino do concelho, foi inaugurado pela Vice-Presidente da Câmara Municipal de Barcelos e Vereadora da Educação, Armandina Saleiro, que elogiou o trabalho desenvolvido e realçou a importância da contínua e intransigente defesa dos direitos da criança. “Hoje é um dia importante e quisemos deixar um marco na vossa Escola para que toda a comunidade envolvente a este Centro Escolar nunca se esqueçam que vocês são o presente do país e que temos que preservar os vossos direitos e valores”, referiu a Vereadora.

Sobre o painel, a Vice-Presidente da Câmara classificou-o, também, como “um marco na criatividade”, sendo já o sexto instalado noutras tantas escolas do concelho.


Para o diretor do Agrupamento de Escolas de Barcelos, Jorge Saleiro, o painel “é algo que além de embelezar a escola tem um significado especial”, já que preserva a “memória” do que são os direitos das crianças que “cabe aos adultos preservar”.

A inauguração contou ainda com a presença da representante da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Barcelos, Ana Sobreiro, da Coordenadora da Rede de Bibliotecas Escolares, Fernanda Freitas, e do Presidente da Junta de Freguesia de Barqueiros, Agostinho Pires.

Fonte|Foto: MB

Barcelos vai criar o Conselho Municipal de Desporto

Abril 27, 2021 em Atualidade, Concelho, Desporto Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Município de Barcelos vai criar o Conselho Municipal de Desporto, um órgão consultivo que promoverá a análise e o debate participado, tendo em vista a implementação de políticas desportivas de acordo com a vontade, os meios, a racionalidade de aplicação dos recursos e o empenho dos agentes desportivos concelhios e dos responsáveis municipais.

O executivo camarário deu início ao processo, deliberando, na reunião ordinária realizada no dia 23 de abril, propor à Assembleia Municipal a criação deste órgão consultivo do desporto, bem como o respetivo regulamento interno.

A Câmara Municipal justifica a criação do Conselho Municipal de Desporto, tendo como fundamento a importância que o desporto assume no contexto social atual, no que diz respeito à criação de hábitos de vida saudáveis e na conquista de uma melhor qualidade de vida.
As associações desportivas desempenham uma importante função social, não só na contribuição para o desenvolvimento do desporto, mas também pelo que disponibilizam em termos de lazer e ocupação dos tempos livres, nomeadamente, das camadas mais jovens.

Pretendendo o Município reforçar o fomento da prática desportiva, através da concertação de iniciativas, da participação ativa dos representantes do movimento associativo desportivo do concelho, torna-se indispensável a criação de um espaço de debate e de diálogo sobre as orientações da política desportiva municipal.

Fonte: MB

Foto: @schuh|unsplash

“Terra Nossa” de César Mourão em Barcelos

Abril 24, 2021 em Atualidade, Concelho, Cultura, Lazer Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Município de Barcelos comunica através da sua página de Facebook que, segunda-feira, dia 26 de abril, às 20h30, César Mourão vai dar o espetáculo “Terra Nossa” no Theatro Gil Vicente.

Os bilhetes são gratuitos, mas a reserva é limitada à lotação da sala, o mesmo comunicado refere que os interessados devem estar atentos ao Facebook do Município entre hoje sábado e amanhã pois serão dadas mais informações.

César Mourão com o seu inconfundível humor e o orgulho das gentes das nossas terras, percorre o país, a descobrir novas e mais histórias.

Fonte|Foto: Facebook MB

Município desenvolve Plano Local de Habitação

Abril 20, 2021 em Ação Social, Atualidade, Concelho, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Apostado numa política de promoção do bem-estar social e da dignidade humana, o Município de Barcelos deu início à elaboração do Plano Local de Habitação (PLH), instrumento de planeamento estratégico que irá permitir traçar o perfil das condições em que vivem os barcelenses e, consequentemente, delinear mecanismos de ação.

Neste sentido, a Câmara Municipal promoveu, no dia 16 de abril, uma sessão de esclarecimento junto dos presidentes de Junta, interlocutores preferenciais na referenciação de situações de maior carência e vulnerabilidade em cada freguesia.

“O Plano de Recuperação e Resiliência, mais conhecido por ‘bazuca europeia’, agrega uma componente sobre esta matéria. A Câmara Municipal, através de um protoloco que assinou com o IHRU, candidatou-se ao Plano de Habitação Social, sendo um dos 88 municípios que viu o seu projeto, relacionado com o rastreio das necessidades dos cidadãos, aprovado”, afirmou o Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes.

O Programa de Apoio ao Acesso à Habitação, denominado “1.º Direito”, é dirigido a quem vive em condições indignas e tem carências económicas, pelo que o Presidente da Câmara deixou um importante apelo às juntas de freguesia, no sentido de identificar, “o mais rápido possível, as pessoas que, nas freguesias, vivam em dificuldades. Além de haver situações que poderão avançar já em 2021, a meta é chegar aos 50 anos do 25 de Abril, em 2024, sem nenhuma pessoa a viver em situação de falta de dignidade. Vocês são os atores privilegiados no terreno para nos darem essas informações. Recordo que estamos a rever o PDM e este programa pode ser uma oportunidade de seleção de terrenos para possíveis construções novas. Daí a urgência na referenciação”, acrescentou Miguel Costa Gomes.

Os presidentes de Junta têm já acesso a um formulário, elaborado por uma equipa composta por consultores e especialistas externos e por um grupo de trabalho do Município, o qual deverão agora preencher.
São consideradas condições indignas de habitabilidade quem vive em situação de precariedade (pessoas em situação de sem abrigo, de insolvência ou vítimas de violência doméstica); de insalubridade e insegurança; de sobrelotação e de inadequação da habitação.

Os beneficiários podem ser diretos (com casa própria, mas sem condições económicas para a manutenção da mesma) ou indiretos (pessoas que vivam em barracas ou acampamentos).
“É condição necessária ser-se cidadão nacional ou, não sendo, ter o título de residência válido, estar em situação de carência financeira e viver numa condição indigna. O conceito de carência financeira é muito abrangente, uma vez que o rendimento por agregado habitacional poderá ir até 1.755 euros mensais, correspondente a quatros IAS – Indexante dos Apoios Sociais”, explicou Fernanda Quinta, gestora de planeamento e urbanismo.

Refira-se que o Município tem já em funcionamento o Programa de Apoio à Habitação Social e o Programa de Apoio ao Arrendamento Habitacional. Podem candidatar-se todos os agregados com um rendimento per capita inferior ou igual a 71,56% do valor do IAS. No caso do Apoio à Habitação Social, o valor máximo do apoio a conceder pelo Município é de 7.500 €. Já no caso do Apoio ao Arrendamento Habitacional, os apoios concedidos pelo Município são variáveis e em função do escalão em que se inserem os beneficiários, até ao limite máximo de 75% do montante da renda de casa.

Fonte|Foto: MB

Ir Para Cima