Tag archive

Música

Hoje, lançamento do novo single “PAUSA” do novo álbum do Nuno – Adamastor

Abril 2, 2021 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

“Pausa” é o nome do segundo single do novo álbum de originais de Nuno Alves. Este trabalho resulta de uma simbiose entre a escrita e composição do cantor e do produtor Paulo Pires. “Pausa” retrata uma noite da vida de um homem que forçado a estar em quarentena vê a sua rotina tornar-se um ciclo repetitivo e depressivo.


Pedro Barroso, nacionalmente reconhecido pelas suas excelentes participações em séries de ficção nacional é o ator que dá vida ao videoclipe e assim reforça a nova imagem do álbum “Adamastor”.

Todos temas de apresentação do álbum “Adamastor” estarão disponíveis, em todas as plataformas digitais, sendo o tema “Pausa” o segundo a ser revelado num leque de 7 faixas que compõem o novo disco do músico Nuno Alves. Este é o seu segundo trabalho depois de “dois lados de uma caixa de cartão”, um álbum que alcançou mais de 2 milhões de streams online.

Fonte: NA

Marinho abre o ano do triciclo

Janeiro 7, 2021 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Marinho atua a solo na próxima sexta-feira, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, em Barcelos.

O espetáculo da artista lisboeta abre a programação para o primeiro trimestre do ano no ciclo de concertos triciclo.

O espetáculo arranca às 20h30 e os bilhetes estão disponíveis nos locais habituais. 

À guitarra, Marinho apresenta o seu disco de estreia “~”, que é uma coleção de canções indie folk que escreveu longo dos anos. “Ghost Notes”, “Window Pain” ou “I Give Up and It’s Ok” são algumas das músicas que celebrizaram Marinho como uma das mais dotadas compositoras de canções da nova música portuguesa.

A artista foi a selecionada recentemente pela rádio Antena 3 para representar Portugal na edição de 2021 do prestigiado festival Eurosonic, focado em apresentar os novos valores da música do continente europeu. 

O triciclo segue a 22 de janeiro com o concerto de Ghost Hunt e toda a restante programação pode ser consultada em www.triciclobcl.pt 

Fonte|Foto: triciclo

Theatro Gil Vicente inicia 2021 com programação especial

Dezembro 22, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Theatro Gil Vicente arranca o ano de 2021 com uma programação especial, tendo como destaques, durante o mês de janeiro, o espetáculo de TIM, o vocalista dos Xutos e Pontapés que, no dia 29, às 20h30, apresenta o seu novo projeto musical “20-20-20” e a peça de teatro “Casal da Treta” com Ana Bola e José Pedro Gomes, no dia 22, às 20h30.

A agenda de espetáculos para o primeiro mês do ano inicia com o tradicional “Concerto de Ano Novo”, pelo Coro de Câmara de Barcelos, no dia 2, às 11h00.

No dia 8, às 20h30, é a vez das boas-vindas a 2021 com o Grupo de Câmara da Banda Musical de Oliveira, espetáculos que prometem proporcionar ao público um momento festivo com muita música e harmonia.

A música continua no dia 15, às 20h30, com João Pedro Brandão que apresenta o álbum “Trama no Navio”, concerto que se insere no Ciclo Jazz ao Largo.
A programação de janeiro do Theatro Gil Vicente também contempla oficinas de teatro com sombra, pelo Teatro e Marionetas de Mandrágora, no dia 9, às 10h30.

Os mais novos começam o ano no reino da fantasia com a peça “Capucha Vermelha”, pelo Teatro e Marionetas de Mandrágora, no dia 10, às 11h00; a Capoeira – Companhia de Teatro de Barcelos apresenta a peça “Pinóquio”, no dia 17, às 11h00. As peças de teatro inserem-se na rubrica “Em família no TGV”.
A CTB- Companhia de Teatro de Braga leva à cena a peça de teatro “Amor de Perdição” exclusiva para as escolas do concelho, no âmbito do serviço educativo, no dia 20, com duas sessões: 10h30 e 14h30.
O Cineclube Zoom leva ao Theatro Gil Vicente dois filmes: “Os conselhos da noite”, de José Oliveira, no dia 12, às 20h00; e “Guerra”, de José Oliveira e Marta Ramos, no dia 26, às 20h00. O bilhete para as sessões de cinema têm um custo de 3,5 euros para o público em geral.
Parte integrante da programação do Theatro Gil Vicente, o programa musical triciclo está de regresso com concertos noutros locais: dia 8, às 20h30, Marinho atua no Salão Nobre dos Paços do Concelho e, no dia 22, às 20h30, o duo electrónico composto por Pedro Chau e Pedro Oliveira apresentam Ghost Hunt, na Sala Multimédia do Museu de Olaria.
Os bilhetes para assistir aos espetáculos no teatro podem ser adquiridos no local, ou através de reserva por e-mail (tgv@cm-barcelos.pt) ou telefone (253 809 694).

Fonte: CMB

Stereoboy em Barcelos para ‘fechar’ o ano

Dezembro 17, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura Por barcelosnahorabarcelosnahora

O projeto Stereoboy apresenta o disco “Kung Fu” a 18 de dezembro no auditório da Biblioteca Municipal de Barcelos. É o espetáculo de encerramento da programação de 2020 do ciclo de concertos triciclo, que regressa em janeiro de 2021. Os bilhetes estão disponíveis na bilheteira do Theatro Gil Vicente e nos locais habituais

Stereoboy é o alter-ego musical de Luís Salgado, acompanhado ao vivo pelo barcelense João Pimenta (bateria) e José Marrucho (percussões).

No novo disco “Kung Fu”, editado em Abril deste ano, a eletrónica junta-se à bateria e percussão industrial criando drones tanto imersivos e contemplativos como agressivos e ruidosos. Depois de dois EP’s e um álbum lançado em 2013 pela editora PAD, o disco “Kung Fu” tem uma das primeiras aparições ao vivo. Foi lançado numa parceria de edição com o Cão da Garagem e a inglesa Dirty Filthy Records.  É o último concerto do ano no ciclo de concertos triciclo que, em março, suspendeu a atividade devido à pandemia de covid-19. No mês de abril, regressou com a iniciativa online “Em Cada Casa Um Amigo” e, em outubro, voltou à programação nas salas de espetáculos para mais seis espetáculos em três meses. O triciclo regressa novamente em janeiro de 2021, sendo que a programação para o primeiro trimestre do ano é divulgada em breve.

Fonte e Imagem: Triciclo

Novo tema dos Times of Trouble chama a atenção para a pressão social feminina

Novembro 23, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Banda de Filipa Faria, ex-aluna do IPCA e ex-concorrente do “The Voice Portugal

Depois de apresentarem o tema em estreia e em direto no Facebook, os Times of Trouble, banda de Filipa Faria, ex-aluna do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) e ex-concorrente do The Voice, lançam oficialmente e em todas as plataformas “You Have The Choice”, tema que aborda a pressão social exercida sobre as mulheres desde tenra idade.

“Pressões sociais relacionadas com a imagem, a carreira profissional, a maternidade, não é um tema novo, mas temos visto alguma mudança. As mulheres são, muitas vezes, colocadas no mesmo saco, mas as aspirações de cada uma são bem diferentes. Este tema é uma chamada de atenção para todos. Primeiro, serve como mote para dar voz a todas as mulheres que sentem esta pressão. Em segundo lugar, uma chamada de atenção que revela que cada mulher é diferente e aspira coisas diferentes. Terceiro, que ‘You Have The Choice’ no rumo que a tua vida toma”, salienta Filipa Faria, também vocalista e letrista da Banda.

Times of Trouble (Foto: Times of Trouble)

O videoclipe foi gravado no Parque da Devesa, em Famalicão, terra de Nuno Veloso, baixista da banda, e de Victor Azevedo, guitarrista, onde o Anfiteatro, simbolicamente, representa o útero feminino e a força da mulher.

Neste tema, a banda conta com a participação especial de quatro mulheres, Gabriela Poças, Francisca Marques, Maria Cunha e Ana Catarina Pinto.

Gabriela Poças, bailarina que dá movimento ao videoclip, é natural da Póvoa de Varzim. Começou os seus estudos em ballet clássico aos 3 anos de idade na ACADEMIA GIMNOARTE e, enquanto aluna da Imperial Society of Teachers of Dancing, completou o Advanced 1. Desde os seus 11 anos, foi premiada várias vezes em concursos nacionais, internacionais e mundiais. Em 2015/2016 e 2019/2020 foi bailarina na COMPANHIA POVEIRA NÓS DA DANÇA, onde teve a oportunidade de trabalhar com os coreógrafos Benvindo da Fonseca e Renato Nóbrega Vieira. Atualmente, continua na ACADEMIA GIMNOARTE como bailarina de ballet clássico, dança contemporânea e moderna.

Gabriela Poças (Foto: Frame de vídeo)

Já Maria Cunha é licenciada em ciências de comunicação pela Universidade do Minho. Atualmente, tem um canal de YouTube. Inicialmente, o canal focava-se na maquilhagem, mas neste momento, conta com rubricas como entrevistas, desafios, receitas, vídeos de treinos, etc…Mais recentemente, lançou a “Semana da Maria”, onde, todos os meses, existe uma semana que conta com um vídeo diferente em cada dia. Desde exercício, receitas, sítios para visitar em Braga, styling e um tema surpresa que varia de semana para semana.

Maria Cunha (Foto: DR)

Francisca Marques é Violoncelista e natural de Coimbra. Iniciou a sua formação musical com 5 anos, sob a alçada do maestro Virgílio Caseiro. Estudou violoncelo no Conservatório de Música de Coimbra, tendo concluído o 8º grau em 2010. Foi chefe de naipe de violoncelo na Orquestra Juvenil do Centro e tocou com a Orquestra Clássica do Centro, sob regência do maestro Artur Pinho Maria. Lecionou violoncelo durante dois anos na Academia de Música Scherzo, em Coimbra. Foi violoncelista do projeto musical Innerthoughts e colaborou em vários concertos como coralista convidada do Coro Casa da Música, tendo participado, recentemente, na ópera La Traviata (pela iniciativa Ópera no Património), em Leiria.

Francisca Marques (Foto: DR)

Finalmente, Ana Catarina Pinto é Violinista, nasceu no Porto e é investigadora do CITAR – Centro de Investigação em Ciência e Tecnologia das Artes, na Universidade Católica Portuguesa (UCP), e bolseira da Fundação para a Ciência e Tecnologia, no âmbito do seu doutoramento. É autora do livro “O Arco – Contributos Didáticos para o Ensino do Violino” (2016).

Ana Catarina Pinto (Foto: DR)

Doutoranda em Ciência e Tecnologia das Artes na UCP, detém o Curso de Especialização em Ciência e Tecnologia das Artes pela Escola das Artes – Universidade Católica Portuguesa, é Mestre em Ensino da Música pela mesma Universidade, Pós-graduada em Música – Especialização em Violino, pela Escola Superior de Artes Aplicadas de Castelo Branco, e Licenciada em Música – Violino, pela Universidade do Minho. Durante o seu percurso, tem vindo a ser inúmeras vezes distinguida pelo seu trabalho, destacando-se a admissão, em 2012, na Orquestra Mundial, e a distinção pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, no âmbito do seu mestrado na Universidade Católica Portuguesa, com a atribuição da bolsa de mérito MCTES, referente ao ano letivo 2013/14. Ao longo do seu percurso, ministrou diversas master classes e recebeu orientação dos violinistas Sandra Martins, Madalena Machado, Ana Mikus, António Soares, Eliot Lawson, Augusto Trindade, Ana Pereira, Aníbal Lima, Gerardo Ribeiro, Alexei Mijlin Grodensky e Ilya Grubert. Desenvolveu a sua atividade docente entre 2012 e 2018 no Conservatório Regional do Alto Minho – Academia de Música de Viana do Castelo e na Escola Profissional Artística do Alto Minho, e a sua classe contou com inúmeros prémios nacionais e internacionais. É concertino (violinista principal) da Orquestra con Spirito (orquestra onde se tem vindo a apresentar a solo com regularidade), e da Orquestra de Santo Tirso, bem como membro integrante do projeto Ástrio – trio de dois violinos e piano.

O “You Have The Choice” já se encontra disponível em todas as plataformas de música e o videoclipe pode ser assistido em:

Pode seguir a banda nas redes sociais Spotify e YouTube, e usando @timesoftroubleband para o Instagram e Facebook.

Fotos: DR.

Tresor&Bosxh apresentam filme-concerto em Barcelos

Novembro 17, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

A banda Tresor&Bosxh apresenta um filme-concerto para toda a família na próxima quinta-feira, dia 19 de novembro, no Theatro Gil Vicente, às 20h30. Os barcelenses vão dar música às curtas-metragens de animação “Solar Walk” (Marlies van der Wel) e “Jonas and the Sea” (Réka Bucsi), num espetáculo inserido no serviço educativo do “triciclo”, promovido pelo Município de Barcelos. Esta performance foi desenvolvida no âmbito do Circuito – Braga Media Arts.



A dupla Tresor&Bosxh vai construir uma trilha sonora ao vivo para o filme “Jonas and the Sea”, de Marlies van der Wel, que é uma curta-metragem de animação sobre um homem que deixa tudo em busca de um sonho. Um sonho que todos partilhamos: a procura por um lugar a que possamos chamar de casa, mesmo que esta seja debaixo de água. A outra curta-metragem, “Solar Walk”, de Réka Bucsi, aborda a melancolia de aceitar o caos como belo e cósmico. Mostra a viagem de duas pessoas e das suas criações através do tempo e do espaço. Qualquer significado de ação só existe a partir da perspetiva do indivíduo e não da perspetiva de um sistema solar.

Para além do espetáculo de dia 19, no Theatro Gil Vicente, a banda barcelense vai atuar ainda para alunos da Escola Secundária Alcaides de Faria em duas sessões exclusivas para esta comunidade escolar. O “triciclo” apresenta, assim, uma experiência inovadora e enriquecedora a todos os jovens envolvidos na atividade.

Cartaz do concerto (Imagem: triciclo)

Os bilhetes para a sessão aberta ao público estão disponíveis no Theatro Gil Vicente, na BOL e nos locais habituais. A lotação é limitada a 99 espectadores e o uso de máscara é obrigatório durante todo o espetáculo.

Imagens: triciclo.

Programação cultural de novembro do Theatro Gil Vicente

Outubro 30, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

A programação do Theatro Gil Vicente mantém, em novembro, a diversidade e a heterogeneidade artísticas, com música, cinema e teatro.



O cinema inicia a programação do Gil Vicente, com a Associação ZOOM – Cineclube de Barcelos a apresentar cinco noites de cinema: “Ciclo: Estados de Juventude” (1.ª parte), no dia 3; “Ciclo: Estados de Juventude” (2.ª parte), no dia 4; “Ciclo: Estados de Juventude” (3.ª parte), no dia 5. Estas curta-metragens inserem-se no Dia Mundial do Cinema que se comemora a 5 de novembro.

A sétima arte continua no dia 10 com “Ordem Moral”, de Mário Barroso,  e “O ano da morte de Ricardo Reis”, de João Botelho, no dia 17. As sessões têm início às 21h30 e têm entrada paga.

No dia 7, com duas sessões, às 16h00 e 19h00, a Fundação GDA, que tem por missão a valorização e dignificação do trabalho e das carreiras dos artistas (atores, bailarinos e músicos bem como o seu desenvolvimento humano, cultural e social) promove uma ação de divulgação e sensibilização sobre “Direitos de Autor e Direitos Conexos”. A entrada é gratuita e a ação permite a emissão de certificado de participação.

A música preenche três dias de programação, a começar com o concerto do músico barcelense João Dias, finalista do “Got Talent”, no dia 14, com entrada gratuita; no dia 19, é a vez do “Filme- Concerto de Tresor&Bosxh“, espetáculo inserido no ciclo de concertos ‘triciclo’, e no dia 26 “Tomorrow is the question”, de Demian Cabaud Quarteto, do Ciclo de ‘Jazz ao Largo’. Os espetáculos acontecem às 22h00 e têm um valor de 3€.

No âmbito do serviço educativo, programa dedicado à comunidade escolar, o Theatro recebe, no dia 11, duas sessões, às 10h30 e 14h30, de teatro infantil, com a peça “Em Pessoa”, pela CTB – Companhia de Teatro de Braga.

A rubrica “Em família no TGV” reserva a tarde de domingo, dia 15, às 16h00, com o musical “A Casinha de Chocolate”, pela GrowUp Eventos.

No dia 21, às 22h00, a Escola de Dança de Barcelos, na continuidade das comemorações dos seus 25 anos, convida os Doutor Assério para um espetáculo onde o Ballet e o Rock se apresentam num só, com o espetáculo “Ballet N’Rock”. A entrada tem um valor de 3€.

Nos dias 27, 28 e 30 de novembro dá-se início ao Ciclo de “Jovens Fadistas de Barcelos” com os fadistas barcelenses Sónia Lopes, Mário Bruno e Joana Lopes, respetivamente. Esta iniciativa conta a organização da Casa da Juventude, a partir das 21h30, no Theatro Gil Vicente.

Ainda no âmbito da programação cultural do mês de novembro, o auditório da Biblioteca Municipal recebe, no dia 6, às 22h00, o espetáculo dos “Evols”, concerto inserido no ‘triciclo’. A entrada tem um valor de 3€.

Os bilhetes para assistir aos espetáculos no teatro podem ser adquiridos no local, ou através de reserva por e-mail (tgv@cm-barcelos.pt) ou telefone (253 809 694).

Programação (Imagem: CMB)

Fonte e imagem: CMB.

Diversidade marca programação do primeiro ao último dia de outubro no Theatro Gil Vicente

Setembro 30, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Festival de Teatro e concertos musicais marcam um mês repleto de atividades na emblemática sala barcelense

No próximo mês de outubro, o teatro impera no Theatro Gil Vicente, com a 33ª edição do Festival de Teatro de Barcelos, mas ainda há lugar para a música e as habituais sessões de cinema.



A programação inicia no dia 01, às 22h00, Dia Mundial da Música, com o recital “Híbrido”, do percussionista barcelense Álvaro Cortez e a pianista Isabel Romero. A entrada tem um valor de 3€.

A Associação Zoom apresenta três sessões de cinema: no dia 6, com “A Estrada”, no dia 13, com “Os Inúteis” e, no dia 20, com “A Voz da Lua”, obras de Federico Fellini. As sessões de cinema têm início às 21h30 e têm entrada paga.

O Festival de Teatro Popular preenche grande parte da programação do Theatro Gil Vicente no mês de outubro. No dia 02, “Talvez um dia”, pela Fértil Associação Cultural; no dia 03, “À Deriva”, pela Ajidanha; no dia 04, “Os Grandes não têm grandes ideias”, pela Fértil Associação Cultural; no dia 16, “A Ceia dos Cardeais”, pela A Capoeira-Companhia de Teatro de Barcelos; no dia 18, “O Jardim | Tomo I | A Primavera“, pelo Teatro e Marionetas de Mandrágora; no dia 23, “Circo Lar”, pelo Centro de Teatro da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, e, no dia 24, “Raposos” pelo Teatro de Balugas. Os espetáculos decorrem às sextas-feiras e sábados, às 21h30, e aos domingos, às 16h00, e têm o custo de 3€.

Ainda no dia 10, às 21h30, é apresentada a peça de teatro “Armazenados”, pelo Teatro Art’Imagem. A rubrica “Em família no TGV”, espaço dedicado ao público infantil, reserva a tarde do dia 25, às 16h00, com “Hakuna Matata | O Musical”, pela ProtagonizaMagia | Associação Cultural.

No âmbito do serviço educativo, programa dedicado à comunidade escolar, o Theatro recebe nos dias 28 e 29, duas sessões, às 10h15 e 11h15, de teatro infantil com a peça “Arlequim Recicla Assim”, pela Companhia de Teatro de Santo Tirso.

A música tem espaço reservado no palco do Gil Vicente com o ciclo de concertos da “Linha TGV” e o do “triciclo”.

O regresso do ciclo “Linha TGV” tem lugar no dia 30, às 22h00, com “Gator, The Alligator”, e o bilhete tem um custo de 4€. No dia 31, sobe a palco “Luís Severo + Pedro Augusto” e a entrada tem um valor de 8€. Se for entrada geral (sexta e sábado), tem um valor de 10€.

O ciclo de concertos “triciclo” está de volta para mais três meses de programação transversal, a decorrer entre outubro e dezembro, depois de uma paragem forçada devido à pandemia da COVID-19.

O ciclo musical começa no dia 5 de outubro, às 17h00, no Largo Dr. Martins Lima, com “Samba Sem Fronteiras”, grupo luso-brasileiro radicado no Porto, que é um dos mais genuínos exemplos do samba de raiz.

Depois de uma viagem até ao Brasil, o “triciclo” prossegue no dia 17 de outubro, às 22h00, nos Claustros da Câmara Municipal, com “Phole”. O tocador natural de Viana do Castelo apresenta uma forma singular de reinventar o instrumento típico das romarias minhotas.

Os bilhetes para assistir aos espetáculos no teatro podem ser adquiridos no local, ou através de reserva por e-mail (tgv@cm-barcelos.pt) ou telefone (253 809 694).

Cartaz (Imagem: CMB)

Fonte e imagem: CMB.

Francisco Primeiro & Os Algazarra em concerto no Theatro Gil Vicente, a 25 de setembro

Setembro 6, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

A banda Francisco Primeiro & Os Algazarra toca pela primeira vez em Barcelos, num concerto de antevisão do álbum de estreia que estará para ser lançado em breve. Esta banda de funk, R’B, rock e soul irá atuar no dia 25 de setembro, sexta-feira, pelas 21h30, no Theatro Gil Vicente, em concerto integrado na programação mensal de setembro do teatro barcelense.



Francisco Primeiro & Os Algazarra vêm do Porto e o seu trabalho abrange vários estilos musicais, desde o funk, rock, R’B ou soul, sempre com temas originais em português, com influências de artistas como Jamiroquai, John Mayer, Bill Withers, Stevie Wonder ou Prince, entre outros. São compostos por Francisco Vieira Borges (guitarra e voz), Daniel Pinto (guitarra), João Reis (piano), Tiago Lima (baixo) e João “Jomi” Bonito (bateria).

Cartaz do concerto no Theatro Gil Vicente, a 25 de setembro (imagem: DR)

Começaram a pisar os palcos desde finais de 2018, tendo já passado pelo Hard Club, FNAC, Casa de Ló, Mercado do Bom Sucesso, Café Concerto Pombal e diversos outros locais, tendo também participado em concertos apoiados pela autarquia do Porto.

Finalistas do maior concurso nacional de novos artistas, o EDP Live Bands, na edição de 2019, em que participaram mais de 300 bandas, o que lhes valeu um concerto no LX Factory, em Lisboa; vencedores do Talentos AgitÁgueda 2019, concurso que premeia bandas em início de carreira com uma participação no célebre festival da cidade de Águeda, por onde já passaram grandes nomes da música nacional e internacional. Estão, neste momento, a gravar o primeiro álbum de originais.

Francisco Primeiro & Os Algazarra em concerto (foto: Banda)

Pode ouvir e apreciar um dos seus temas em:

Fotos e imagens: DR/Banda.

Barcelense João Miranda lança álbum “Agnórise”

Setembro 5, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Disponível em todas as plataformas digitais

No passado dia 25 de agosto, o músico barcelense João Miranda lançou, oficialmente, o seu álbum “Agnórise”, que pode ser encontrado em todas as plataformas digitais, entre elas, Spotify e Apple Music. Este álbum foi apresentado em palco, no “Prá Frente Barcelos, no fim de semana anterior ao lançamento oficial (22 de agosto).



Ao Barcelos na Hora, sobre de onde lhe veio a inspiração, João Miranda salientou que o “álbum é um acumular de cinco anos de músicas. Juntei-as com critérios de qualidade e do que estava pronto para mostrar ao mundo, por isso, não posso dizer que há uma inspiração, foram várias. No entanto, acho que todas seguem algum tipo de sofrimento meu ou fictício e é isso mesmo que o título do álbum sugere. Agnórise ou Anagnórise é o momento da antiga tragédia grega em que a personagem se apercebia dos seus atos (que normalmente incluíam o homicídio ou o incesto) e se apercebia que era vítima do Destino. A ideia de que somos livres parece-me ingénua e o sofrimento é dirigido pelo Destino. Eu já tive o meu momento de Agnórise ao preparar o álbum e é daí que vem a inspiração para a ideia e o conceito objetivo do álbum no geral”.

“O álbum está presente em todas as plataformas digitais, incluindo o Spotify e o Apple Music. Com o tempo, vou disponibilizando algumas músicas no YouTube, espero eu, com mais vídeos como fizemos para o singleHeaven“.

O momento pandémico prejudicou a agenda deste músico barcelense. “Fiz o concerto de apresentação do álbum no projeto ‘Prá Frente Barcelos’. Agora, não tenho mais nada marcado, tem sido difícil arranjar cafés/instituições que disponibilizem o seu espaço devido ao cenário pandémico, mas espero que, com o tempo e, também, à medida que vou criando nome nos espaços locais, seja mais fácil fazer uma espécie de tour local ou nacional”, afirmou João Miranda.

João Miranda (Foto: arquivo pessoal)

Para futuro, o autor tem muitos objetivos. “Estou a trabalhar numa versão acústica do álbum, com vários duetos de novas vozes de jovens Barcelenses e novas versões das minhas músicas. Já estou a preparar um segundo álbum e um terceiro, mas o meu grande objetivo, nos meses que se seguem entre o lançamento de ‘Agnórise’ e de um próximo novo projeto, é conseguir tornar-me num artista com editora. Acho que me ia facilitar muito o trajeto neste mundo tão encurvado. Estou a trabalhar para o conseguir e espero-o concretizar”, concluiu este autor barcelense que começa a surgir, agora, na ribalta.

Para ouvirem o álbum em questão, podem aceder a:

Imagem: DR.

Foto: João Miranda (arquivo pessoal).

1 2 3 18
Ir Para Cima