Tag archive

Obesidade

Capítulo 3 – Obesidade, uma nova epidemia (Parte 2)

Março 8, 2017 em Atualidade, Educação, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
Sara Barbosa
Sara Barbosa

Para reduzir as probabilidades de o seu filho/neto, ou mesmo você, ter excesso de peso ou até obesidade, deve adotar um estilo de vida saudável baseado em certas estratégias.

nutrição

Estratégias estas que passam por incentivar uma boa ingestão de água diária; elaborar uma ementa saudável, equilibrada e variada para os almoços/jantares realizados em casa (alternando o peixe e a carne e disfrutando das verduras frescas e das leguminosas); assegurar sempre o pequeno almoço; fornecer um lanche saudável (optando por uma peça de fruta, um pão com queijo ou fiambre, um iogurte magro, entre outras opções saudáveis) para evitar a compra de snacks menos nutritivos; oferecer alimentos menos calóricos em festas de anos, por exemplo (há várias ideias engraçadas, como espetadas de fruta ou panquecas). É fulcral, também, insistir para realizar refeições com um intervalo máximo de 3 horas, comendo sempre devagar, e permitir o consumo de uma quantidade regrada de fruta diária.

Para si, se não puder almoçar em casa, evite fazer constantemente refeições em restaurantes e cafés. Procure elaborar refeições que possa levar na marmita. Torna-se melhor para a carteira e para a sua saúde.

Não se esqueça que a atividade física é um ponto fundamental para a manutenção de um peso saudável. Insista com o seu filho para que faça sempre educação física na escola e para praticar um desporto coletivo que goste nos tempos livres. Impeça-o de ficar sentado em frente ao ecrã da televisão, a jogar no computador ou simplesmente a ficar horas nas redes sociais. Os anúncios publicitários que fazem enfoque a alimentos pouco saudáveis devem ficar longe do olhar do seu filho e mesmo do seu, enquanto comem. É um verdadeiro “veneno” que nos atrai!

Evite ir às compras quando tem fome: esta é uma regra de ouro! Se for ao supermecado com fome irá comprar produtos menos saudáveis. Para além disso, deve realizar sempre uma lista com o necessário para não comprar alimentos não essenciais.

Aposte na prevenção e não no tratamento!

Imagem consultada em: http://www.apn.org.pt/noticia.php?id=501

Pode encontrar exemplos de receitas saudáveis no meu blog: http://sarabarbosa2008.wixsite.com/blognutricao

Por: Sara Barbosa.

 

Capítulo 3 – Obesidade, uma nova epidemia (Parte 1)

Fevereiro 15, 2017 em Atualidade, Educação, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
Sara Barbosa
Sara Barbosa

A obesidade é uma doença (sim, uma doença!) crónica, considerada uma epidemia em pleno século XXI e um dos mais sérios problemas de saúde pública. Segundo a Associação Portuguesa dos Nutricionistas, o número de obesos em Portugal está acima da média europeia. Nos últimos anos, o número de casos de mulheres ultrapassou os dos homens e é difícil atribuir causas que expliquem essa alteração.

O grande problema não é o simples aumento de casos de obesidade, é o facto de neste aumento estar bem acentuada a prevalência de obesidade infantil. Será que sabe se na creche o seu filho come bem? Será que sabe se o seu filho come o lanche que lhe preparou ou se come snacks comprados em pastelarias? É muito complicado controlar a alimentação das crianças. Outro obstáculo é o custo dos alimentos saudáveis para crianças em idade escolar, pois estes têm um maior custo para os pais. Um estudo afirma que o consumo infantil de alimentos com maior densidade energética (mais calóricos) é 80% mais barato. Alimentos que se destacam pela grande densidade energética são bolos, gomas, batatas fritas, refrigerantes, entre outros. Foi revelado que 65% das crianças com 4 anos comem doces todos os dias e 73% consome “snacks” salgados mais de uma vez por semana.

Há vários fatores desencadeantes da obesidade: a predisposição genética, o ambiente em que está inserido (o paladar e as preferências também são determinantes), fatores metabólicos (há pessoas que possuem um metabolismo basal inferior, o que contribui para uma maior acumulação de gordura) e fatores comportamentais.

Para reduzir as probabilidades de o seu filho/neto ou mesmo você ter excesso de peso ou até obesidade exitem várias estratégias que pode adotar. No próximo capítulo falarei sobre essas estratégias. Não perca!

obesidade

 

Imagem: http://www.apn.org.pt/noticia.php?id=484

Visite o meu blog em: http://sarabarbosa2008.wixsite.com/blognutricao

Por: Sara Barbosa.

Ir Para Cima