Tag archive

Óquei Clube de Barcelos

Óquei de Barcelos derrota UD Oliveirense no recinto desta

Dezembro 1, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

“Bolas paradas” estiveram em destaque

A contar para a 12ª jornada, o Óquei Clube de Barcelos (OCB) deslocou-se ao difícil recinto da UD Oliveirense, o Pavilhão Dr. Salvador Machado, em Oliveira de Azeméis. Este foi um confronto entre dois históricos do hóquei patinado português, com a vitória a sorrir aos barcelenses, por 4-7.



Com arbitragem de Luís Peixoto e João Duarte (AP Lisboa), o jogo contou com os seguintes alinhamentos:

UD Oliveirense – Xavier Puigbi, Marc Torra, Jordi Bargalló, Jorge Silva e Henrique Magalhães (cinco inicial); Nélson Filipe, João Almeida, Pedro Moreira, Lucas Martínez e Vítor Hugo (banco inicial); Paulo Pereira (treinador).

OCB – Conti Acevedo, Darío Giménez, Luís Querido, Miguel Rocha e Reinaldo Ventura (cinco inicial); Joka, Zé Pedro, Tomás Pereira, Joca Guimarães e Rafael Lourenço (banco inicial); Rui Neto (treinador).

O OCB entrou melhor, com Reinaldo Ventura a brilhar, bisando na partida, aos 6 e aos 8 minutos. Henrique Magalhães reduziu aos 11’. Aos 21’, Vítor Hugo é admoestado com azul e Darío Giménez não perdoou, marcando o 1-3 no livre direto correspondente. Este mesmo jogador leva azul aos 23’, mas Lucas Martínez não consegue marcar o livre direto. No entanto, Torra, ainda no período de power-play, faz o 2-3 com que se foi para o intervalo, na marcação de uma penalidade.

Óquei de Barcelos defrontou o seu anterior treinador, Paulo Pereira (Foto: Márcio Fernandes)

No reatamento, o OCB entre melhor outra vez e Darío Giménez abre as hostilidades, aos 2’, em novo livre direto a penalizar a UD Oliveirense pelo azul de Bargalló. Com o jogo parado, Martínez e Miguel Rocha também levam azul e o treinador, ex-OCB, Paulo Pereira leva amarelo. Aos 8’, Torra não consegue desfeitear Acevedo na marcação de uma penalidade. No minuto seguinte, foi a vez de Puigbi fazer o mesmo a Giménez num novo livre direto. Ainda neste minuto, Torra aponta novo penálti e reduz para 3-4.

No minuto 10’, Miguel Rocha faz o 3-5, também em power-play, pois João Almeida tinha sido admoestado com azul no minuto anterior. Dois minutos depois, Joca Guimarães aumenta a vantagem para 3-6. Aos 16’, o OCB chega à 10ª falta e Torra, e novo, aponta o livre direto e reduz a desvantagem para 4-6. Aos 21’, mais um momento quente, com Giménez a levar azul e Bargalló o vermelho. Dois minutos depois, Querido faz falta e leva azul, mas Martínez não marca a penalidade. Acevedo saiu antes do tempo e levou azul, sendo que Martínez teve nova oportunidade, mas em livre direto, tendo falhado de novo. Ainda nesse minuto, Joca Guimarães marcou e fechou o marcador em 4-7 para o OCB. Até ao final, apenas o livre direto de Torra, no último minuto, a castigar os barcelenses pela 15ª falta, sendo que também não converteu.

Golo de Darío Giménez (Foto: Márcio Fernandes)

Com esta vitória, o OCB ultrapassa este seu adversário e coloca-se na 2ª posição do campeonato. Na próxima jornada, os homens de Barcelos recebem o SL Benfica.

Fotos: Márcio Fernandes.

Óquei de Barcelos recebe Tigres de Almeirim e vence por 6-2

Novembro 28, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

A contar para a 11ª jornada do Campeonato Nacional da 1ª divisão, o Óquei Clube de Barcelos (OCB) recebeu o Tigres de Almeirim, tendo levado de vencida o jogo por 6-2.



Com arbitragem de Florindo Cardoso e Rui Torres (AP Minho), o jogo contou com os seguintes alinhamentos:

OCB – Conti Acevedo, Darío Giménez, Luís Querido, Miguel Rocha e Reinaldo Ventura (cinco inicial); Joka, Zé Pedro, Tomás Pereira, Joca Guimarães e Rafael Lourenço (banco inicial); Rui Neto (treinador).

Aquecimento do OCB (Foto: BnH)

HC Tigres – Igor Alves, André Martins, Filipe Bernardino, Diogo Alves e Diogo David (cinco inicial); Pedro Santos, Miguel Feio, Hernâni Domingos, Frederico Neves Paolo Dias (banco inicial); André Luís (treinador).

HC Tigres de Almeirim (Foto: BnH)

Antes do apito inicial, foi realizado um minuto de silêncio por Delfim Mendes, árbitro da modalidade, barcelense, que faleceu na presente semana. Era dirigente da Associação de Patinagem do Minho.

O Tigres entrou melhor na partida, pressionando o OCB e, rapidamente, chegou ao golo. Aos 2 minutos, Filipe Bernardino inaugurou o marcador. Aos 9 minutos, o cenário piorou para o Barcelos, num contra-ataque rápido do Tigres, com Diogo David a isolar Diogo Alves, que na cara de Conti, stickou para o 2-0.

No minuto seguinte, o Barcelos respondeu da melhor forma e reduziu, através Luís Querido, estabelecendo o 1-2. O Óquei de Barcelos foi assumindo as despesas do jogo e, aos 15 minutos, Zé Pedro fez estremecer a barra da baliza do Tigres. A dois minutos do intervalo, o Óquei chega ao empate por intermédio de Rafael Lourenço, que emendou um remate de Tomás Pereira e restabeleceu o empate. Resultado ao intervalo: 2-2.

Aos 5 minutos da segunda parte, a “obra de arte” do jogo saiu do stick de Darío Giménez, que passou por trás da baliza do Tigres, levantou a bola e rematou à meia volta para o golo da remontada. Aos 8 minutos, a defesa do Barcelos deixou Miguel Feio isolado na cara de Conti, mas o guardião barcelense fez uma defesa monstruosa, segurando a vantagem. Aos 10 minutos, Darío Giménez amplia a vantagem de livre direto.

Momento do jogo (Foto: BnH)

A 6 minutos do final, Joca Guimarães aproveitou, da melhor forma, o passe de Miguel Rocha e cimentou a vantagem do Óquei de Barcelos sobre a turma de Almeirim.

A 3 minutos do final, foi Miguel Rocha quem fez o gosto ao stick e fez o sexto golo para o Barcelos, estabelecendo o resultado final com uma vitória do Barcelos num jogo com uma primeira parte bastante dividida. No entanto, no segundo tempo, o Barcelos foi, claramente, superior e justificou a vitória.

Com este triunfo, a turma barcelense mantém o posicionamento nos lugares cimeiros e mantém vivas as aspirações na luta pelo título.

Roda final do OCB (Foto: BnH)

As próximas duas jornadas serão de “fogo” para o Óquei, porque vai defrontar outros dois candidatos ao título, nomeadamente, a UD Oliveirense e o SL Benfica.

Fotos: BnH

Óquei de Barcelos traz nova vitória de Viana do Castelo

Novembro 25, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Miguel Rocha faz hat-trick e aponta todos os golos frente à Juventude de Viana

Disputou-se hoje, pelas 20h30, o jogo em atraso da 6ª jornada, opondo a Juventude de Viana ao Óquei Clube de Barcelos (OCB), no Pavilhão José Natário, em Viana do Castelo.



Com arbitragem de Pedro Silva (AP Porto) e Pedro Figueiredo (AP Minho), o jogo contou com os seguintes alinhamentos:

Juventude de Viana – Bruno Guia, Francisco Silva, Nélson Pereira, Diogo Casanova e Pedro Batista (cinco inicial); Jorge Correia, Rémi Herman, Gustavo Lima, Gonçalo Neto e João Pedro Pereira (banco inicial); André Azevedo (treinador).

OCB – Conti Acevedo, Darío Giménez, Luís Querido, Miguel Rocha e Reinaldo Ventura (cinco inicial); Joka, Zé Pedro, Tomás Pereira, Joca Guimarães e Rafael Lourenço (banco inicial); Rui Neto (treinador).

O jogo foi completamente controlado pelo OCB, que marcou os únicos golos da primeira parte, por intermédio de Miguel Rocha, aos 5’ e aos 11’. Ainda teve mais oportunidades flagrantes para ampliar o resultado. O máximo que os homens da casa conseguiram foi uma grande penalidade, que Conti Acevedo não permitiu que fosse concretizada. Ao intervalo: 0-2 para o OCB.

Na segunda parte, foi Miguel Rocha que falhou uma penalidade, aos 4’. No entanto, este jogador acabaria por se redimir, apontando o seu hat-trick perfeito (mais um), aos 14’, fechando o resultado em 0-3 para o OCB.

Foto: Frame de vídeo.

Óquei de Barcelos goleia Sporting de Tomar

Novembro 15, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Vitória por 7-3

A quadra do Pavilhão Municipal de Barcelos recebeu o jogo a contar para a 9ª jornada do Campeonato Nacional da 1ª divisão de Hóquei em Patins, opondo o Óquei Clube de Barcelos (OCB) ao Sporting de Tomar.



Com arbitragem de Manuel Oliveira e André Portal (AP Aveiro), o jogo contou com os seguintes alinhamentos:

Momento do jogo (Foto: BnH)

OCB – Conti Acevedo, Darío Giménez, Luís Querido, Miguel Rocha e Reinaldo Ventura (cinco inicial); Joka, Zé Pedro, Tomás Pereira, Joca Guimarães e Rafael Lourenço (banco inicial); Rui Neto (treinador).

O OCB esteve sempre mais ofensivo (Foto: BnH)

Sporting de Tomar – Francisco Veludo, Ivo Silva, Filipe Almeida, Pedro Martins e Alexandre Marques (cinco inicial); António Marante, Lucas Santos, Paulo Passos, Rúben Sousa e Anderson Silva (banco inicial); Nuno Lopes (treinador).

Livre a favor do OCB (Foto: BnH)

O placard “aqueceu” cedo e logo para o OCB. A penalizar os forasteiros por um azul, Darío Giménez concretizou um livre direto, logo aos 5’. Cinco minutos depois, foi a vez de Reinaldo Ventura aumentar o marcador para os homens da casa. Aos 12’, Pedro Martins reduziu para 2-1. Aos 15’ (parecia que o OCB marcava um golo a cada 5 minutos), Rafael Lourenço aumentou para 3-1. Aos 22’, o Tomar beneficiou de um livre direto, a penalizar o OCB pela 10ª falta, mas Rúben Sousa (de volta a Barcelos) não conseguiu desfeitear Acevedo. Ao intervalo, o marcador apontava 3-1 para o OCB.

Ataque do Sporting de Tomar (Foto: BnH)

No recomeço, Luís Querido apontou uma penalidade, aumentando para 4-1. Aos 16’, também de penálti, Filipe Almeida reduziu para 4-2 e 2 minutos depois Lucas Santos colocou a diferença em apenas 1 golo. O jogo parecia poder encaminhar-se para empate, mas os últimos 5 minutos trouxeram o alargar da vantagem para o OCB. Aos 22’, Miguel Rocha fez o 5-3; a 30 segundos do final, o mesmo jogador bisou, de penálti, e apontou o 6-3; e, por fim, a cinco segundos do final, Miguel Rocha fez o hat-trick perfeito e fechou o resultado em 7-3 para o OCB.

Mais um ataque dos barcelenses (Foto: BnH)

Com esta vitória, os barcelenses mantêm a 4ª posição, com 17 pontos. Na próxima jornada, o OCB visita a AD Sanjoanense.

Roda final do OCB (Foto: BnH)

Fotos: BnH.

Óquei de Barcelos vence em Riba d’Ave por 3-4

Novembro 7, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

A contar para a 8ª jornada do Campeonato Nacional da 1ª Divisão de Hóquei em Patins, o Óquei Clube de Barcelos (OCB) deslocou-se ao Pavilhão do Parque das Tílias para defrontar o Riba d’Ave HC.



Com arbitragem de Luís Peixoto (AP Lisboa) e Teófilo Casimiro (AP Ribatejo), o jogo contou com os seguintes alinhamentos de equipas:

Riba d’Ave HC – Diogo Fernandes, Facundo Bridge, João Pedro, Nuno Pereira e Daniel Pinheiro (cinco inicial); João Gomes, Gustavo Pato, Andrés Castaño, Dinis Abreu e Miguel Fortunato (banco inicial); Raul Meca (treinador).

OCB – Conti Acevedo, Zé Pedro, Darío Giménez, Rafael Lourenço e Reinaldo Ventura (cinco inicial); Joka, Tomás Pereira, Joca Guimarães, Luís Querido e Miguel Rocha (banco inicial); Rui Neto (treinador).

O jogo iniciou muito morno, com ambas as equipas a tentarem o golo, mas sem muito afinco e acerto. Até que num espaço de dois minutos, tudo aqueceu. O OCB abriu o marcador, aos 18’, com Luís Querido a concretizar uma grande penalidade. No minuto seguinte, igualmente numa grande penalidade, a equipa da casa empatou, por intermédio de Miguel Fortunato. A 1 minuto do final da 1ª parte, o Riba d’Ave passou para a frente do marcador, com Gustavo Pato e apontar o segundo golo e a fechar o marcador ao intervalo com os da casa na frente do marcador por 2-1.

Momento do jogo (Imagem: frame da transmissão)

O intervalo fez bem aos homens do OCB, com Darío Giménez a restabelecer a igualdade aos 3 minutos, na marcação de um livre direto a penalizar azul de Castaño. O mesmo Giménez colocou o OCB na frente do marcador, de novo através de um livre direto, aos 14’, mas, desta feita, a penalizar a equipa da casa pela sua 10ª falta. Pelo mesmo motivo, os barcelenses foram penalizados com um livre direto, com Castaño a não falhar, apontando o 3-3 logo no minuto seguinte (15’). O OCB foi à procura, de novo, da vantagem e, numa grande penalidade, aos 21’, Tomás Pereira recolocou os barcelenses na frente do marcador, por 3-4. Nos últimos minutos, o Riba d’Ave falhou um livre direto, o OCB falhou uma penalidade

Com esta vitória, o OCB alcança os 14 pontos e recebe, na próxima jornada, o Sporting de Tomar.

Imagens: Frames de transmissão do jogo.

Óquei de Barcelos perde na receção ao Sporting CP (2-3)

Novembro 4, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Jogo renhido e decidido nos últimos 2 minutos de jogo

Ainda sem público nas bancadas, o Pavilhão Municipal de Barcelos recebeu o jogo a contar para a 7ª jornada do Campeonato Nacional da 1ª divisão de Hóquei em Patins, opondo o Óquei Clube de Barcelos (OCB) ao Sporting CP.



Com a dupla de arbitragem composta por José Pinto e Sílvia Coelho (AP Porto), o jogo contou com os seguintes alinhamentos de equipas:

OCB – Conti Acevedo, Darío Giménez, Luís Querido, Miguel Rocha e Reinaldo Ventura (cinco inicial); Joka, Zé Pedro, Tomás Pereira, Joca Guimarães e Rafael Lourenço (banco inicial); Rui Neto (treinador)

Sporting CP – André Girão, Ferran Font, Alessandro Verona, Matías Platero e João Souto (cinco inicial); Zé Diogo Macedo, Pedro Gil, Gonçalo Nunes, Alvarinho e Gonzalo Romero (banco inicial); Paulo Freitas (treinador).

Jogo com cinco golos (Foto: BnH)

Os visitantes iniciaram melhor, com João Souto a abrir o marcador aos 3 minutos. O jogo continuou aguerrido, mas sem golos, até que a 55 segundos do final da 1ª parte, Alvarinho – de regresso a Barcelos – ampliou a vantagem leonina, levando o jogo para intervalo com o marcador a apontar: OCB 0 – SCP 2.

Ao intervalo, o Sporting CP vencia por 0-2 (Foto: BnH)

A 2ª parte, como costume, trouxe mais emoção. Desde logo, porque o OCB marcou o seu primeiro golo, por Darío Giménez, na marcação de um livre direto a penalizar o Sporting pela 10ª falta. O jogo ficou mais tenso, mas sem golos. Alguns cartões amarelos pelo meio.

Até que a 2 minutos do fim, começou uma “enxurrada” de situações de destaque. O OCB chega à 10ª falta, mas Font não consegue desfeitear Conti Acevedo. Aos 24’, Reinaldo Ventura falha uma grande penalidade e nesse mesmo minuto, Font redime-se e aponta o 1-3 para os sportinguistas. A 16 segundos do final, Miguel Rocha falha uma grande penalidade, mas na recarga, reduz para 2-3. O jogo ainda não tinha terminado e o OCB partia na busca de, pelo menos, o empate. A 7 segundos do fim, o Sporting comete a sua 15ª falta e Darío Giménez fica incumbido de tentar concretizar o correspondente livre direto, empatando o jogo. No entanto, os seus intentos não se concretizaram e o jogo terminou com OCB 2 – SCP 3.

Equipas cumprimentam-se no final (Foto: BnH)

Com esta derrota, o OCB desce à 5ª posição, com 11 pontos. Dia 07 de novembro há jogo grande, na quadra da UD Oliveirense a contar para a Liga Europeia.

Fotos: BnH.

[Ndr: notícia atualizada a 05.11.2020, pelas 10h10]

Óquei de Barcelos empata a 4 na receção ao FC Porto

Outubro 25, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Mais um jogo neste fim de semana opondo equipas de Barcelos ao FC Porto. No caso, o Óquei Clube de Barcelos (OCB) recebeu os portistas e o empate foi o resultado final.



A contar para a 5ª jornada, com arbitragem de Joaquim Pinto (AP Porto) e Pedro Figueiredo (AP Minho), o jogo contou com os seguintes alinhamentos:

A apresentação dos protagonistas do jogo (Foto: BnH)

OCB – Conti Acevedo, Zé Pedro, Joca Guimarães, Miguel Rocha e Reinaldo Ventura (cinco inicial); Joka, Tomás Pereira, Darío Giménez, Luís Querido e Rafael Lourenço (banco inicial); Rui Neto (treinador).

A equipa do Óquei de Barcelos (Foto: BnH)

FC Porto – Xavi Malián, Giulio Cocco, Rafa, Xavi Barroso e Reinaldo García (cinco inicial); Tiago Rodrigues, Zé Miguel, Ezequiel Mena e Gonçalo Alves (banco inicial); Guillem Cabestany (treinador).

Aquecimento do OCB (Foto: BnH)

Entraram melhor os forasteiros, com o barcelense Rafa a abrir o marcador, aos 10’. De seguida, entraram em ação as bolas paradas, todas para o OCB. Tomás Pereira e Luís Querido, ambos dentro do minuto 13, falharam grandes penalidades; Darío Giménez (14’) falhou livre direto a penalizar os portistas pela 10ª falta.

Início do jogo (Foto: BnH)

Foi preciso esperar 9 minutos para Miguel Rocha apontar o golo de empate, novamente em bola parada, num livre direto a penalizar azul de Reinaldo García. Nesse mesmo minuto, o OCB chegou à 10ª falta, mas Gonçalo Alves não desfeiteou Conti Acevedo. Ao intervalo: 1-1 no marcador.

Conti Acevedo, guardião do Óquei de Barcelos (Foto: BnH)

A segunda parte trouxe mais golos. Aos 7´, a penalizar o FC Porto pela 15ª falta, Darío Giménez colocou o OCB na frente do marcador. No entanto, em 2 minutos, os portistas deram a volta ao marcador. Gonçalo Alves (8´) e Reinaldo García (9’) colocaram o FC Porto na frente, por 2-3. Seguiram-se momentos do jogo dedicados ao “amarelar” de jogadores e elementos de ambos os bancos, até que aos 12’, Miguel Rocha bisou e recolocou tudo empatado.

Momento do jogo (Foto: BnH)

Aos 21’, Ezequiel Mena fez o 3-4 para os portistas, apontando um golo contra a sua anterior equipa. No mesmo minuto, Rafael Lourenço apontou o golo de empate. Até ao final, destaque para o livre direto a favor dos portistas, a cerca de 15 segundos do final do jogo, penalizando o OCB pela 15ª falta. No entanto, Conti Acevedo levou a melhor sobre Gonçalo Alves e segurou o empate a 4 que se registou no final do encontro.

Momento defensivo do Óquei de Barcelos (Foto: BnH)

Com este empate, o OCB mantém a 3ª posição, com 11 pontos. Segue-se a deslocação ao pavilhão do Juventude de Viana, em jogo a contar para a 6ª jornada, dia 31 de outubro, pelas 21h30.

Momento ofensivo do FC Porto (Foto: BnH)

Fotos: BnH.

Óquei de Barcelos empata com AD Valongo e mantêm-se iguais na classificação

Outubro 17, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Duas equipas podem ver o Sporting CP igualá-las no 1º lugar

Em jogo a contar para a 4ª jornada do Campeonato Nacional da 1ª Divisão de Hóquei em Patins, a quadra do Pavilhão Municipal de Barcelos recebeu os dois primeiros classificados: Óquei Clube de Barcelos (OCB) e AD Valongo.



A arbitragem ficou a cargo de Rui Torres (AP Minho) e de Pedro Silva (AP Porto). Já as equipas apresentaram os seguintes alinhamentos:

OCB – Conti Acevedo, Zé Pedro, Joca Guimarães, Miguel Rocha e Reinaldo Ventura (cinco inicial); Joka, Tomás Pereira, Darío Giménez, Nicolás Gutiérrez e Rafael Lourenço (banco inicial); Passos Lomba (treinador-adjunto).

Equipa do OCB reunida (Foto: BnH)

AD Valongo – Ricardo Silva, Nuno Araújo, Diogo Abreu, Carlitos e Rafael Bessa (cinco inicial); Bernardo Mendes, Diogo Fernandes, Nuno Santos, Rúben Pereira e Diogo Barata (banco inicial); Edo Bosch (treinador).

Jogo muito equilibrado e “quente” entre duas equipas históricas do hóquei patinado português. Os visitantes foram para o intervalo a vencer por 0-1, com o golo apontado por Nuno Araújo, na marcação de uma grande penalidade. Ainda antes, aos 5’, Reinaldo Ventura não conseguiu desfeitear o guardião Ricardo Silva, de volta a Barcelos, na marcação de uma grande penalidade.

Momento do jogo (Foto: BnH)

No reatamento, os homens da casa voltaram com vontade de dar a volta à situação. Logo aos 4’, igualmente na marcação de uma grande penalidade, Tomás Pereira restabeleceu a igualdade a 1 golo. Cinco minutos depois, o OCB chegou à 10ª falta, mas Nuno Araújo, desta vez, não conseguiu bater Conti Acevedo na marcação do livre direto correspondente. Aos 12’, Carlitos recolocou os forasteiros na frente do marcador. Cerca de 7’ depois, Joca Guimarães recebe um azul, mas Rúben Pereira não consegue desfeitear o guardião “óquista”. Dois minutos depois, foi a vez dos valonguenses chegarem à 10ª falta, mas Darío Giménez não conseguiu empatar a partida, na marcação do livre direto, com a bola a embater na trave. A 20 segundos do final do jogo, a penalizar azul de Carlitos, Reinaldo Ventura marcou o 2-2, de livre direto, fechando o marcador e mantendo as duas equipas igualadas na classificação, em 1º lugar, mas podendo ser alcançadas pelo Sporting CP, que tem menos um jogo.

Momento do jogo (Foto: BnH)

Na próxima jornada, a 24 de outubro, e novamente às 21h30, o OCB recebe o FC Porto.

Não podemos terminar sem referir que as condições para a cobertura deste jogo foram más. Compreende-se que, por causa da pandemia, as medidas de segurança e prevenção levem a que as condições não sejam iguais às de uma época “normal”. No entanto, na zona de imprensa não havia espaço de segurança, nem espaço demarcado. A nossa equipa de reportagem não teve lugar nas mesas, nem conseguiu ligar o computador, tendo que ir para a bancada.

Fotos: BnH.

Casos de COVID-19 no plantel não impedem Óquei de Barcelos de jogar

Outubro 16, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

A comunicação social nacional avançou ontem, ao final da tarde, de que o plantel do Óquei Clube de Barcelos (OCB) tinha dois casos de infeção por COVID-19, sendo um deles de um jogador e outro do staff técnico.



Já antes de sabia que todo o plantel estava sob vigilância devido ao caso de infeção de um jogador do HC Braga, equipa que defrontou os barcelenses na jornada anterior.

Os infetados irão cumprir período de isolamento durante as próximas semanas. O portal “zerozero” refere que toda a estrutura fez testes à COVID-19 e não há mais casos positivos.

Sendo assim, e cumprindo as normas de segurança e proteção estabelecidas, o OCB continua a treinar e a preparar-se para o seu próximo jogo, já este sábado, frente à AD Valongo, que divide a liderança do Campeonato Nacional, apenas com vitórias.

Foto: DR.

Óquei de Barcelos: ao 3º jogo…3ª vitória e liderança no campeonato

Outubro 10, 2020 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Barcelenses visitam HC de Braga e vencem por 1-4

A 3ª jornada do Campeonato Nacional da 1ª Divisão de Hóquei em Patins trouxe a visita do Óquei Clube de Barcelos (OCB) ao Pavilhão das Goladas para defrontar o Hóquei Clube de Braga.



Com arbitragem de Paulo Almeida e André Portal (AP Aveiro), o jogo contou com os seguintes alinhamentos:

HC Braga – Leonardo Pais, Carlos Loureiro, Diogo Seixas, Fabrizio Ciocale e Pedro Delgado (cinco inicial); Gabi, António Trabulo, Miguel Moura, Afonso Lima e Gonçalo Meira (banco inicial); Hugo Azevedo (treinador).

OCB – Conti Acevedo, Luís Querido, Miguel Rocha, Reinaldo Ventura e Joca Guimarães (cinco inicial); Joka, Zé Pedro, Tomás Pereira, Darío Giménez e Rafael Lourenço (banco inicial); Rui Neto (treinador).

O OCB controlou o jogo a seu bel-prazer, gerindo os momentos e dando a ideia de que se fosse necessário ter que aumentar o volume do jogo, fá-lo-ia sem dificuldades. Ao intervalo, o placard indicava 0-2 para os homens de Barcelos, com golos de Reinaldo Ventura (8´) e Miguel Rocha (14´). Pelo meio, os da casa falharam livre direto, por Miguel Moura, a penalizar o OCB pela 10ª falta.

Na segunda parte, mais do mesmo, com o OCB a marcar por intermédio de Miguel Rocha, que bisava na marcação de um livre direto, aos 4 minutos. Aos 12’ e aos 14’, o OCB falhou dois livres diretos, primeiro por Miguel Rocha e, depois, por Darío Giménez. Num espaço de 2 minutos, os homens da casa foram penalizados pela 10ª e pela 15ª falta. Ainda dentro do 14º minuto, Joca Guimarães aumentou a vantagem para 0-4. De grande penalidade, aos 20’, Carlos Loureiro reduziu para o HC Braga, colocando o resultado em 1-4. No último minuto, Ciocale falhou um livre direto e a 10 segundos do fim, Carlos Loureiro falhou uma penalidade. No final: 1-4 para o OCB.

Com este resultado, o OCB continua na liderança do campeonato, com 9 pontos. Na próxima jornada, a 17 de outubro, pelas 21h30, o OCB recebe o Valongo, precisamente uma das equipas com que divide a liderança.

Na curta viagem para Braga a comitiva OCB foi brindada, na zona da passagem pedonal de Arcozelo (entre o Bairro da Boavista e a Rua Dr. Aníbal Araújo), por uma falange de apoio de adeptos, certamente afetos à KAOS Barcelense, numa demonstração de apoio, força e carinho para com os jogadores, equipa técnica e diretiva.

1 2 3 20
Ir Para Cima