Tag archive

Orçamento Participativo

Município de Barcelos lança segunda edição do Orçamento Participativo

Janeiro 11, 2021 em Atualidade, Concelho, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

“Felicidade” é o tema da segunda edição do Orçamento Participativo de Barcelos que tem como objetivo mobilizar mais os cidadãos para uma intervenção ativa e qualificada na vida política barcelense.

O sucesso do Orçamento Participativo tem sido garantido por um aumento constante do envolvimento de quem vive, estuda e trabalha em Barcelos, das associações, das instituições, dos estabelecimentos de ensino básico e secundário e de outros agentes, que têm detetado anseios, identificado falhas e apresentado propostas que têm contribuído para qualificar e desenvolver o Concelho.


O Orçamento Participativo tem sido uma ferramenta de singular importância e tem deixado uma marca transformadora no território, através da concretização de projetos de enorme valia para a comunidade que confere aos cidadãos o poder de decidirem como deve ser investida uma parte das verbas do orçamento municipal.

Podem concorrer os cidadãos com 16 anos de idade ou mais, que sejam naturais, residam, trabalhem ou estudem no concelho de Barcelos e que pretendam apresentar projetos que visem melhorar a qualidade de vida dos munícipes.


Os cidadãos podem apresentar as suas propostas ao Orçamento Participativo até 7 de abril de 2021, por via eletrónica através do portal https://participe.cm-barcelos.pt/inscricao-no-op-barcelos/ ou nas assembleias participativas que o Município de Barcelos irá organizar e que, devido à situação pandémica do Covid-19, podem vir a ser realizadas través de plataforma digital ou presencialmente, em datas a designar.


As assembleias participativas visam permitir a participação de todos os cidadãos, especialmente àqueles que têm mais dificuldade de acesso a meios eletrónicos, sendo organizadas pela Câmara Municipal no decurso do período de apresentação de propostas, com o intuito de informar acerca do Regulamento do Orçamento Participativo e respetivas normas e receber propostas dos participantes.


Podem participar nestas assembleias todos os cidadãos inscritos para o efeito nas freguesias ou registados no portal do Orçamento Participativo ou ainda nos locais das assembleias participativas até ao início dos trabalhos.
No caso de o participante não ser eleitor em Barcelos, só terá a sua inscrição validada após ter comprovado, consoante o caso, que reside no concelho de Barcelos, anexando uma declaração de honra para o efeito; se trabalha no concelho deverá anexar uma declaração de contrato, um recibo de vencimento ou outro documento válido da entidade empregadora; se estuda no concelho, anexar um comprovativo de matrícula no presente ano letivo ou outro documento válido do estabelecimento de ensino.


Cada proposta deverá ter um limite máximo de 50 mil euros e estas deverão estar enquadradas nas seguintes áreas temáticas: democracia e cidadania; solidariedade e coesão social, ecologia, ambiente e energia, cultura e arte urbana, educação e juventude, património material e imaterial, desporto, saúde e bem-estar, mobilidade, qualidade de vida, inovação e empreendedorismo.


O Orçamento Participativo do Município de Barcelos pretende ser o resultado de uma gestão participada e informada, nos termos dos princípios e compromissos organizacionais relacionados com a aproximação da Administração Pública ao cidadão, e, naturalmente, com os valores da democracia participativa.


As normas de participação na 2ª edição do Orçamento Participativo foram aprovadas na reunião do executivo municipal na sexta-feira, 8 de janeiro. Como tal, o cronograma deste projeto, bem como outras informações relevantes as candidaturas devem ser realizadas na plataforma online https://participe.cm-barcelos.pt/

Fonte: MB

Propostas do Orçamento Participativo de Barcelos em votação de 7 a 21 de fevereiro

Fevereiro 6, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

Começa amanhã, a fase de votação dos projetos do Orçamento Participativo (OP) do Município de Barcelos. Em votação estão 38 propostas escolhidas por 4603 barcelenses que se inscreveram no site www.participe.cm-barcelos.pt (basta clicar para aceder automaticamente).



Nesta fase de votação, que decorre até 21 de fevereiro, os cidadãos podem apenas escolher um dos 38 projetos apurados. Recorde-se que a votação é feita no portal do OP, em http://participe.cm-barcelos.pt.

Entre as propostas elegíveis a votação, 12 projetos são na área do desporto, saúde e bem-estar, 3 projetos preveem a área cultural, 5 a área da ecologia, ambiente e energia, 2 a área da qualidade de vida, 4 a área do património material e imaterial, 5 a área da educação e juventude, 2 a área da inovação e empreendedorismo, 2 a área da democracia e cidadania, 2 a área da solidariedade e coesão social e 1 na área da mobilidade.

De referir que o montante destinado aos projetos do OP 2019 é de 500 mil euros, sendo que podem votar maiores de 16 anos, naturais, residentes, trabalhadores ou estudantes no concelho.

“O orçamento participativo visa contribuir para o exercício de uma intervenção informada, ativa e responsável dos cidadãos nos processos de governação local, garantindo a participação dos cidadãos e das organizações da sociedade civil na decisão sobre a afetação de recursos às políticas públicas municipais”, refere o Município em nota.

O Orçamento participativo é um processo de caráter consultivo e deliberativo, através da instituição progressiva de mecanismos de codecisão.

Ainda no âmbito do Orçamento Participativo, o Município de Barcelos distribuiu 2000 sacos de pano para o pão pelas padarias e pastelarias do concelho, numa ação cujo objetivo era sensibilizar para a diminuição da utilização de sacos de plástico e promover o Orçamento Participativo do Município de Barcelos.

Conheça, mais detalhadamente, as 38 propostas em votação e saiba tudo sobre o OP Barcelos 2019 em www.participe.cm-barcelos.pt.

“Participe e vote no projeto que quer ver concretizado!”, apela o Município.

Fonte e imagem: CMB.

Festival do Figurado e do Brinquedo Ótico ou preparar os artesãos barcelenses para as necessidades atuais e futuras de mercado?

Janeiro 28, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura Por barcelosnahorabarcelosnahora

O artigo que se segue é da minha inteira responsabilidade e foi por mim proposto para divulgação no presente jornal.



Sou proponente do projeto em título, no âmbito do Orçamento Participativo de Barcelos. Como é público, para votar neste orçamento é preciso inscrição até 31 de janeiro, decorrendo a votação entre 7 e 21 de fevereiro. O Orçamento Participativo de Barcelos, como mecanismo de democracia, pretende que os barcelenses tenham um papel ativo nas decisões sobre o município. Como acreditamos que compete a todos os barcelenses participarem na dinamização do nosso rico artesanato, só votando no projeto que subscrevo, poderá viabilizar e disponibilizar novos e melhores recursos aos artesãos e artesãs de Barcelos.

Este setor é considerado, quando aliado ao potencial económico e à criação de emprego, um significativo impulsionador em termos sociais, culturais, patrimoniais e turísticos. O artesanato contribui para a preservação dos saberes e da cultura, uma vez que estes passam de geração em geração. Desta forma, este possui algumas lacunas, quer ao nível da formação técnica dos nossos artesãos, quer no modelo de comercialização tradicional do artesanato.

Se, por um lado, o artesanato é tido como algo transversal a diversos setores económicos e composto por multiatividades, dividido em subgrupos com afinidades técnicas e materiais, nomeadamente, cerâmica, vidro, madeira e etc.; por outro, mantém-se nos moldes de comercialização tradicionais através da venda direta em ateliers, feiras e mercados. Defende-se uma aposta, não na redução de preços, através de produções mecanizadas, mas na diferenciação da qualidade, na apresentação das obras, nomeadamente no storytelling, no packaging e na disponibilidade imediata ao cliente final. No sentido lógico, quanto mais diversa for a visibilidade, maior a oportunidade de negócio. Ou seja, o projeto pretende facultar aos artesãos um sentido mais crítico, consoante as necessidades do mercado atual e tecnológico, sem perderem toda a característica estética e metodologias de produção artesanal inerente às suas obras.

Propõe-se, através de um Festival de Artesanato e Figurado de Barcelos, que será único no país, cuja estrutura assenta no desenvolvimento e no exercício metodológico, prático e criativo com o objetivo de formar e preparar os artesãos barcelenses para as necessidades atuais e futuras de mercado, nomeadamente do marketing, do design, da gestão e das novas tecnologias de informação e comunicação. Isto é, não se pretende alterar a manualidade característica da produção artesanal, para uma consequente redução de custos. O projeto pretende a valorização da marca “Artesanato de Barcelos” através da diferenciação de mercado. A nacionalização e internacionalização do artesanato de Barcelos só é possível através de um storytelling que represente todos os artesãos e dignifique todo o repertório e essência do artesanato barcelense.

Este projeto é também uma proposta cultural, alicerçada no âmbito de Barcelos Cidade Criativa da UNESCO e tem ainda como objetivo, incrementar criatividade e qualidade na agenda sociocultural do concelho de Barcelos, que vá de encontro com os interesses da população.

O Festival do Figurado e do Brinquedo Ótico é um projeto sujeito a votação no Orçamento Participativo do Município de Barcelos in: www.participe.cm-barcelos.pt/projetos/opb-ref-51-2019/.

Quer apoiar esta ideia?

Inscreva-se até 31 de janeiro in: www.participe.cm-barcelos.pt/inscricao-no-op-barcelos/

Cada inscrição tem direito a um voto e a mesma será exclusivamente online de 7 a 21 de fevereiro in: www.participe.cm-barcelos.pt/.

Selecione o OPB Ref. 51/2019.

Festival do Figurado e do Brinquedo Ótico

www.facebook.com/Festival-do-Figurado-e-do-Brinquedo-%C3%93tico-Barcelos/ .

Por: Mário Filipe Araújo*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Projetos aprovados no Orçamento Participativo de Barcelos 2019 já são conhecidos

Janeiro 9, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

Projeto “Barcelenses Inspiradores – do papel para o palco” inspirado em rubrica do Barcelos na Hora

O Município de Barcelos recebeu 61 propostas para o Orçamento Participativo 2019, das quais foram admitidas 38 ideias.



Entre as propostas elegíveis a votação, 12 projetos são na área do desporto, saúde e bem-estar, 3 projetos preveem a área cultural, 5 a área da ecologia, ambiente e energia, 2 a área da qualidade de vida, 4 a área do património material e imaterial, 5 a área da educação e juventude, 2 a área da inovação e empreendedorismo, 2 a área da democracia e cidadania, 2 a área da solidariedade e coesão social e 1 na área da mobilidade.

Entre estes projetos encontra-se “Barcelenses Inspiradores – do papel para o palco”, inspirado na rubrica “Barcelenses Inspiradores”, deste jornal, e com a mesma autoria: Sandra Santos e Iara Brito.

Como é sabido, na referida rubrica, agora em fase de reestruturação, através de entrevistas, todas as semanas é apresentado um barcelense de excelência. O objetivo primordial deste espaço é inspirar outras pessoas a partir da história de vida de barcelenses oriundos das mais diversas áreas. Na explicação do projeto, na área da Cultura e Arte Urbana, as autoras salientam que, “pretende-se passar este conceito do papel para o palco. A ideia principal será a criação de um espetáculo quinzenal, a cargo de Sandra Santos, tendo como mote a apresentação ao público de, pelo menos, dois ou três barcelenses de diferentes áreas disciplinares. Além disso, serão convidadas individualidades de fora do concelho, podendo até ser de origem internacional. O espetáculo será multidisciplinar e artístico, na medida em que, tendo como foco as entrevistas aos convidados barcelenses, será pontuado por momentos de dança, música, pintura, teatro e literatura/poesia. Portanto, será um momento de fusão e elevação cultural e artística” (in: https://participe.cm-barcelos.pt/projetos/opb-ref-06-2019/)

A fase de inscrições acontece até 31 de janeiro seguindo-se a votação online de 7 a 21 de fevereiro.

O anúncio público dos projetos vencedores será feito até março de 2020.

Todos os documentos estão disponíveis na plataforma do https://participe.cm-barcelos.pt/.

“O Orçamento Participativo é um mecanismo de promoção da cidadania ativa e de democracia participativa e voluntária que assenta na consulta direta aos cidadãos, dando-lhes oportunidade de proporem e elegerem projetos de interesse para o Concelho”, que “pretende ser o resultado de uma gestão participada e informada, nos termos dos princípios e compromissos organizacionais relacionados com a aproximação da Administração Pública ao cidadão, e, naturalmente, com os valores da democracia participativa”, refere o Município em nota.

Imagem: CMB.

Estudantes do IPCA envolvidos na gestão do orçamento da Instituição

Novembro 9, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação Por barcelosnahorabarcelosnahora

Decorreu, esta quinta-feira, na Biblioteca José Mariano Gago, no Campus do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), a apresentação do Orçamento Participativo aos estudantes desta Instituição.



O objetivo fundamental é “incentivar à participação da comunidade estudantil na governação da instituição, desafiando os estudantes a desenvolver o seu sentido de responsabilidade social, de resolução de problemas e pensamento crítico.  Pretende promover a comunidade académica, a equidade, a inclusão, a transparência e a descentralização de poderes”.

Com este primeiro Orçamento Participativo do IPCA pretende-se que a comunidade estudantil do IPCA “desenvolva o seu sentido de participação cívica e democrática. Os estudantes do IPCA podem contribuir ativamente para a construção de uma academia com a qual se identifiquem. É, pois, importante que estes sejam parte integrante do processo de participação e de decisão”, referiu esta tarde a presidente do IPCA, Maria José Fernandes no âmbito do que é a missão e estratégia do IPCA.

João Pereira, Presidente da Associação Académica do IPCA, agradeceu à Presidente Maria José Fernandes a possibilidade de os estudantes serem parte integrante deste projeto e que o mesmo permite aos estudantes a participação efetiva na gestão da instituição.

Soraia Gonçalves, Presidente do Júri, tem desenvolvido investigação nesta área, adiantou que os estudantes são o centro da governação das Instituições de Ensino Superior e com o Orçamento Participativo no IPCA pretende-se dar a “possibilidade de partilharem agora essa governação, refletindo sobre os principais desafios que têm enquanto estudantes na instituição. Pede-se que tenham um espírito de pensamento crítico, não apenas ideias, mas ir mais além e perceber como as vão colocar em prática”.

A Presidente do IPCA acrescentou que “Este processo de orçamento participativo visa dar à comunidade estudantil os instrumentos adequados para que possam participar ativamente no âmbito dos respetivos direitos e deveres inerentes de um correto exercício da sua participação cívica para o integral cumprimento da missão e das atribuições do IPCA.”

O valor do Orçamento Participativo do IPCA para o ano de 2020 é de 10.000,00 euros.

As propostas deverão ser apresentadas até ao dia 24 de novembro e os projetos selecionados serão colocados a votação dos estudantes de 3 a 17 de dezembro. A proposta vencedora será apresentada no dia 19 de dezembro (Dia do IPCA).

Para mais informações sobre o Projeto e Propostas, aceder a:

Fonte e foto: IPCA.

Ir Para Cima