Tag archive

Pousa

Câmara Municipal de Barcelos lança concursos de obras no valor total de 4 milhões de euros

Julho 24, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

A Câmara Municipal de Barcelos aprovou, em reunião ordinária realizada hoje, 24 de julho, a abertura do procedimento de concurso público da “Recuperação e remodelação da Casa Conde de Vilas Boas”. A obra vai a concurso por 2.633.327,91€, acrescido de IVA, e integra o conjunto dos projetos inscritos no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (prioridade de investimento 6.5), programa cofinanciado pela União Europeia que prevê uma comparticipação de cerca de 2.3 milhões de euros para este projeto.



Trata-se de uma intervenção com reabilitação integral do edifício Casa Conde de Vilas Boas e tem como objetivo principal criar uma estrutura vocacionada para a memória da cidade e realização de eventos que possam atrair dinâmicas de outras instituições. Por outro lado, segue a sequência de reabilitação da Casa Ascensão Correia que incluiu, no mesmo quarteirão, o Museu de Olaria, dando origem a uma concentração de oferta diversificada de estruturas orientadas para as atividades culturais. Ao mesmo tempo, recupera a qualidade paisagística do ambiente urbano da margem direita do Rio Cávado e da Ponte Medieval.

O executivo municipal aprovou, também, a abertura do procedimento de concurso público da “Requalificação e ampliação das instalações da EB1/JI da Pousa”, com o valor base de 1.359.410,96€, acrescido de IVA, um investimento integralmente assumido pelo orçamento municipal. A intervenção incidirá sobre o edifício “Plano dos Centenários”, com requalificação do edificado e a ampliação necessária à organização dos espaços educativos.

Planos para os centros Hospitalar e Intermodal e acordo com RESULIMA

Foi aprovado, ainda, um novo período de participação do público sobre o Plano de Pormenor do Centro Hospitalar de Barcelos, por um prazo de 15 dias úteis, uma vez que o período de discussão inicial (que decorreu entre 20 de abril e 8 de maio) poderá ter sido prejudicado pelas medidas de confinamento decorrentes da pandemia do COVID-19.

Também na mesma reunião o executivo municipal aprovou o início do procedimento de elaboração do Plano de Urbanização para a Envolvente ao Centro Intermodal de Barcelos (envolvente da gare ferroviária e central de camionagem), previsto no PDM, para estar concluído num prazo de seis meses, bem como a abertura de um período de formulação de sugestões durante um período de 15 dias úteis.

A Câmara Municipal aprovou, igualmente, uma adenda ao acordo celebrado com a Freguesia de Paradela e a RESULIMA, em julho de 2015, que fixa as condições de execução do investimento a efetuar a título de compensação financeira pela instalação e funcionamento do aterro naquela freguesia. A adenda contempla a competência da RESULIMA para a “obtenção de todas as aprovações, autorizações, licenciamentos e financiamentos necessários, assim como o lançamento dos procedimentos administrativos de contratação pública e a direção técnica das obras a realizar”, enquanto o Município de Barcelos se responsabiliza pela fiscalização da execução das obras a realizar.

Foi aprovada, ainda, a decisão de não adjudicação da obra “Execução da Rede de Ciclovias Urbanas e Melhoria das Condições Operacionais e de Rebatimento do Transporte Público”, no valor de 2.793.900,00€, acrescido de IVA, publicitada no passado dia 22 de maio, devido à falta de apresentação de propostas no âmbito do concurso público.

Por fim, o executivo municipal aprovou a resolução fundamentada no âmbito do processo cautelar movido por uma empresa a laborar no Mercado Municipal, tendo em vista a realização das obras previstas naquele equipamento público.

Fonte e foto: CMB.

PAN questiona Câmara Municipal de Barcelos sobre a Escola Básica da Pousa

Abril 14, 2020 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

O PAN – Pessoas-Animais-Natureza pediu esclarecimentos à Câmara Municipal de Barcelos, sobre o futuro da escola da Pousa.



Em visita a esta escola, no passado mês de janeiro, a Deputada à Assembleia da República, Bebiana Cunha, constatou que “as condições em que crianças, professores e auxiliares se deparam diariamente são inaceitáveis e não se compreende o constante adiamento das obras de reabilitação”.

A deputada refere ainda que “a partir do momento em que vemos crianças em estado de hipotermia, outras tapadas com mantas e focos gravíssimos de humidade que, além de serem visíveis, sente-se a cada respiração, percebemos a urgência de resolver esta situação. É, por isso, imperioso que a Autarquia esclareça que articulação tem sido feita com as autoridades locais de saúde, dadas as sistemáticas situações de doença que têm sido reportadas pelos pais das crianças e que respostas têm sido dadas em matéria de prevenção em saúde destas crianças e respetivos agentes educativos”.

O PAN, que já tinha apresentado uma proposta de alteração do Orçamento do Estado, que previa alocar verba para as obras desta escola, e que viu a mesma ser rejeitada (com os votos contra do PS e do PSD), questionou agora o Ministério da Educação sobre a situação desta escola, tendo este remetido para a Autarquia a responsabilidade da manutenção da mesma.

Neste sentido, o PAN endereçou uma série de questões à Câmara Municipal de Barcelos, nomeadamente, e atendendo a que estas condições se verificam há já vários anos, que medidas pretende o Município adotar para garantir a segurança e saúde dos alunos, docentes e pessoal não docente; qual a justificação para que esta escola não seja alvo de obras de requalificação; se está previsto o encerramento desta escola; que diligências foram consideradas para a remoção das telhas de fibrocimento; e se está prevista a ligação à rede de saneamento público.

“Ao que apurámos, a situação da escola da Pousa tem sido incluída nas Grandes Opções do Plano ao longo de 10 anos e o orçamento para 2018 e 2019 consideravam o mesmo orçamento que está previsto em 2020 para a requalificação da mesma. Assim, torna-se importante esclarecer deste contínuo adiamento da realização das obras, cada vez mais urgentes”, reforça a deputada.

Imagem: GM.

Reação do PSD Barcelos ao protesto à porta da última Assembleia Municipal

Março 3, 2020 em Atualidade, Concelho, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

As populações das freguesias de Remelhe, por causa da degradação da estrada municipal 505, e da Pousa, por casa do mau estado da sua escola básica, realizaram um protesto à porta dos Paços do Concelho, no último dia 28 de fevereiro, aquando da realização da Assembleia Municipal.



Sobre estes temas, e este protesto, a concelhia do PSD de Barcelos enviou às redações um comunicado, que passamos a transcrever na íntegra:

«A justa luta da Pousa e Remelhe pelos seus direitos!

O PSD Barcelos associa-se à indignação e protesto das populações das Freguesias da POUSA e de REMELHE, contra o adiamento sucessivo do início da execução de obras fundamentais para a vida das populações dessas Freguesias.

E está solidário com a manifestação pacífica e reivindicativa que as populações da POUSA e REMELHE efetuaram na Sessão da Assembleia Municipal de Barcelos no passado dia 28 de fevereiro e com os discursos proferidos por sete Cidadãos no período reservado ao público.

1 – A Escola Básica da Pousa foi “abandonada” pela Câmara durante 10 anos de executivo PS e a sua requalificação é a obrigação mínima que se impõe fazer, sem qualquer mérito para os responsáveis autárquicos após a execução das obras.

Nas Reuniões da Câmara realizadas nos dias 10/05/2019 e 24/01/2020, o PSD questionou o executivo PS sobre a situação da Escola da Pousa, sucessivamente inscrita nos Planos e Orçamentos da Câmara durante anos.

A Escola da Pousa foi construída em 1967, pelo que tem a requalificação justificada pela sua longevidade e necessidade de adequar às atuais exigências que a qualidade do ensino requer em matéria de instalações.

No Plano de 2019 foi inscrita uma dotação para a construção de um Centro Escolar na Freguesia da Pousa, com os mesmos valores do Plano 2018, ou seja, 950 050€, prevendo a conclusão das obras em 2020, mas o ano de 2019 terminou e do valor previsto no Orçamento, nada foi investido na Escola.

2 – A Estrada Municipal 505 de Remelhe acentuou a sua degradação nos últimos anos, na proporção inversa do acréscimo da sua utilização devido ao crescente número de visitantes e peregrinos a D. António Barroso e à criação do Centro Social de Remelhe com Utentes de várias Freguesias.

A requalificação desta estrada que serve as Freguesias de Barcelinhos, Alvelos, Remelhe e Carvalhas, numa distância aproximada de sete quilómetros, tem sido sucessivamente adiada ao longo de 10 anos de executivos PS, não obstante as sucessivas promessas dos executivos.

No Plano de 2020 foi inscrita uma dotação de 200.000 euros e 1.300.000 euros para o ano de 2021, mas o início da empreitada está “assombrado” pelas indefinições do projeto de execução quanto às infraestruturas de subsolo que nele devem ser incluídas.

A manifestação pública das populações da Pousa e Remelhe, que se sentem discriminadas e reivindicam as obras, é justa e necessária e são o corolário do desleixo, incompetência e negligência do PS na Câmara de Barcelos ao longo de 10 anos.

Barcelos, 2 de março de 2020.»

Foto: DR.

JSD Barcelos preocupada com situação na Escola Básica da Pousa

Fevereiro 7, 2020 em Atualidade, Concelho, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

Estrutura solicita que Município atente a este problema

Em nota de imprensa enviada às redações, a JSD Barcelos demonstrou a sua preocupação pela degradação da Escola Básica da Pousa, veiculada pelos meios de comunicação social.



Por consequência, a estrutura jovem do PSD Barcelos informou que apresentou uma proposta aos vereadores do PSD na Câmara Municipal de Barcelos para levarem o tema à reunião de câmara “até que o problema seja resolvido”, refere a JSD.

De igual forma, tiveram a “oportunidade de visitar as instalações do jardim de infância e da escola da Pousa, no passado dia 28 de janeiro”, contando com a presença do deputado barcelense Carlos Eduardo Reis, o que lhes permitiu “verificar as condições lamentáveis que o nosso município disponibiliza para os alunos, professores e demais funcionários”, continuam.

“Uma escola pública não pode, jamais, ser o primeiro fator discriminatório das novas gerações. É nossa obrigação, enquanto sociedade, disponibilizar boas condições para os professores exercerem a sua função de ensinar aqueles que serão o futuro. Em qualquer atividade profissional, boas condições de trabalho são fundamentais para um melhor rendimento e aproveitamento. Tal sucede também numa escola ou qualquer outro estabelecimento de ensino. Achamos deplorável e desumano que crianças precisem de utilizar mantas para não terem frio dentro da sala de aula! Problemas ao nível da caixilharia de madeira, falta de acesso coberto entre a escola e a cantina e problemas de infiltração de água na infraestrutura do jardim de infância são questões que saltam à vista de qualquer cidadão que visite a escola”, denuncia.

“Enquanto estrutura política, reconhecemos também a coragem que a associação de pais teve em denunciar publicamente o problema, após uma série de anos com promessas vãs. Assim, a JSD Barcelos solicita, publicamente, ao executivo municipal que olhe para a escola da Pousa e resolva o problema. Apelamos ainda para que o executivo promova uma análise às restantes instalações de que o município é responsável, ao nível da gestão e conversação, a fim se se perceber se existem mais infraestruturas a necessitar de obras”, conclui.

Foto: Google Maps.

PAN visita Escola Básica da Pousa

Janeiro 29, 2020 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

A deputada do PAN, Bebiana Cunha, eleita pelo círculo do Porto, visita, na próxima sexta feira, dia 31 de janeiro, pelas 10H30, a Escola Básica 1 da Pousa, em Barcelos.



Esta visita surge no seguimento das várias notícias que foram veiculadas pela comunicação social sobre as condições em que se encontra esta escola, bem como da denúncia da Associação de Pais, que aponta várias carências e problemas de longa data relacionados com a degradação das infraestruturas, falta de climatização, infiltrações, entre outros.

“Neste sentido, e face à gravidade desta situação, o PAN apresentou uma proposta de alteração ao Orçamento do Estado que visa que o Governo proceda, já em 2020, à realização das obras de requalificação das instalações da escola, de forma a que possa ser dotada das condições adequadas de funcionamento”, refere o Partido em nota.

Fotos: DR (Deputada) e Google Maps (escola).

MESA junta-se a protesto em escola de Barcelos onde alunos recusam usar casas de banho

Janeiro 27, 2020 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Movimento Escolas Sem Amianto (MESA) vai juntar-se à manifestação que a comunidade educativa da EB1/JI de Pousa, em Barcelos, tem agendada para a próxima quarta-feira, 29 de janeiro, a partir das 07h30, para reivindicar obras de requalificação urgentes, incluindo a remoção de amianto.



A EB1/JI de Pousa é constituída por edifícios com 40 e 50 anos, extremamente degradados, o que obriga as crianças a levar mantas para a escola para se protegerem do frio. Embora tenha obras prometidas há mais de 15 anos, o projeto teima em não sair do papel e a autarquia defende que o seu avanço está dependente da disponibilidade financeira do município.

Os pais queixam-se da cobertura em amianto do edifício que acolhe o jardim de infância, que está tão degradada que é necessário colocar baldes por baixo para impedir que o piso alague.

De acordo com a associação de pais, a caixilharia, em madeira, está podre, permitindo correntes de ar que põem em causa a saúde das crianças, que, muitas vezes, ficam em casa doentes. As casas de banho estão num estado de deterioração tão elevado que muitas crianças se recusam a utilizá-las.

“É uma situação inaceitável o que se passa nesta escola, sobretudo por se tratar de materiais contendo amianto que há muito chegaram ao final do seu ciclo de vida”, avança André Julião, coordenador do Movimento Escolas Sem Amianto (MESA).

“Mais inaceitável ainda é haver um projeto pronto, orçado em 1,2 milhões de euros, que não avança por alegada indisponibilidade financeira da autarquia. Esta situação, num município que tem um orçamento anual superior a 70 milhões de euros e num país que se prepara para aprovar um orçamento com superavit é surreal e totalmente incompreensível”, aponta o responsável do MESA.

“Se existe verba, quer no Governo, quer nas autarquias, é preciso agir já, deixando de lado eventuais brilharetes financeiros e dando prioridade, de uma vez por todas, à requalificação das escolas e à remoção de materiais com amianto, cumprindo a lei 2/2011 e todas as diretivas comunitárias que Portugal tem vindo a ignorar”, defende ainda André Julião.

A EB1/JI de Pousa é frequentada por 40 crianças no jardim de infância e 80 no 1º ciclo, funcionando em dois edifícios, um com mais de 50 anos, para o 1º ciclo, e o outro, com cerca de 40 anos.

Fonte e fotos: MESA.

Festa em honra de Nª Sr.ª da Esperança em Pousa

Agosto 7, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

A paróquia de Pousa recebe, entre 9 e 11 de agosto, mais uma festa em honra de Nossa Senhora da Esperança.

Sexta-feira, pelas 21h00, há sermão em honra de Nossa Senhora da Esperança. Meia hora depois inicia a procissão de velas. Depois dos atos religiosos, atua o grupo Só Podia.



No dia seguinte, pelas 8h00, celebra-se missa e ofício pelos Irmãos Falecidos da Confraria. Uma hora depois, entra o grupo de zés pereiras “Estrelas do Norte”. À noite, pelas 22h00, atua a banda Myllenium, que volta a palco após o fogo de artifício.

Finalmente, dia 11 de agosto, pelas 11h00, celebra-se missa solene. Ao início da tarde, pelas 14h30, entra a Banda Musical de Belinho – Esposende. Pelas 16h00, iniciam os atos religiosos. Pelas 19h30 há Batalha das Flores, seguida da Noite de Folclore, com a presença do Rancho Folclórico e Etnográfico de Ponte de Lima e do Rancho Folclórico da Casa do Povo de Martim – Barcelos.

Imagem: DR.

Caminhada Solidária na Pousa em prol da Liga Portuguesa Contra o Cancro

Junho 26, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Desporto Por barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo domingo, dia 30 de junho, pelas 8h45, realiza-se uma caminhada solidária com o valor angariado a reverter a favor do Núcleo Regional do Norte da Liga Portuguesa Contra o Cancro. Antes dos participantes se colocarem a caminho, haverá uma aula de zumba para aquecimento. A partida dá-se junto à Igreja da Pousa.



A organização está a cabo da Delegação de Barcelos da Liga Portuguesa Contra o Cancro, com o patrocínio da Junta de Freguesia da Pousa. Os “caminheiros” poderão adquirir chapéu, t-shirt branca ou cinzenta. Na compra de uma t-shirt, a organização oferece água.

As inscrições devem ser efetuadas na Junta de Freguesia da Pousa ou através dos contactos 966 178 493 (Enfermeira Rosário) ou 964 343 761 (António Veloso).

Imagem: DR.

“TPE – Tudo Para Enterros” na Pousa

Abril 6, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura Por barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo dia 13 de abril, pelas 21h00, o palco do Salão Paroquial da Pousa recebe a peça “TPE – Tudo Para Enterros”, levada a cena pelo Teatro Popular de Carapeços.



O evento é organizado pelo “O Branselho” – Grupo de Teatro da Pousa e é de entrada gratuita.

Imagem: DR.

Festa de Nossa Senhora da Esperança em Pousa

Agosto 9, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

A freguesia da Pousa é palco de mais uma festa em honra de Nossa Senhora da Esperança, que decorre entre 10 e 12 de agosto.



O primeiro dia de festividades inicia com a celebração de missa com sermão, em honra de Nª Sr.ª da Esperança, pelas 21h00, seguindo-se a procissão de velas. Pelas 22h30, inicia a Noite Académica com a Tuna de Medicina da Universidade do Minho.

No dia seguinte, pelas 8h00, celebra-se missa e ofício pelos Irmãos falecidos da Confraria, seguida de confessos. Por volta das 9h00, dá entrada o grupo de Zés P’reiras “Estrelas do Norte”, que percorrerá toda a freguesia. A partir das 21h30, realiza-se o espetáculo da banda Réplika 7.

No domingo, dia 12, pelas 11h00, celebra-se missa solene. Ao início da tarde, pelas 15h00, dá entrada a Banda Musical de Belinho – Esposende. Uma hora depois iniciam-se os atos religiosos, com terço e sermão, seguidos de procissão acompanhada pela Fanfarra dos Escuteiros da Pousa e pela referida banda de música, que apresentará o seu reportório após estes momentos.

Pelas 19h30, realiza-se a Batalha das Flores e, pelas 21h00, inicia a Noite do Folclore, com a atuação do Rancho Folclórico Vilarinho das Quartas (Arcos de Valdevez) e do Rancho Folclórico de Nª Sr.ª da Abadia (Abade de Neiva – Barcelos).

De referir que no dia 15, feriado nacional, pelas 18h00, reza-se um terço em honra de Nª Sr.ª da Esperança e pelos Irmãos da Confraria.

Ir Para Cima