Tag archive

Região Norte

CCDR-NORTE avança com debate para preparar o novo ciclo de fundos comunitários na Região Norte

Julho 12, 2021 em Atualidade, Economia, Minho Por barcelosnahorabarcelosnahora

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-NORTE) inicia esta segunda-feira um conjunto de debates para preparar o novo ciclo de fundos comunitários na Região Norte.

Durante este mês de Julho, a CCDR-NORTE organiza 32 “workshops temáticos NORTE 2030”, que juntam à mesma mesa especialistas dos vários setores, autarcas e representantes das entidades intermunicipais da Região, dirigentes de instituições e serviços públicos regionais e nacionais, responsáveis das instituições de Ensino Superior e Ciência da Região, empresários e investidores.

Estes workshops temáticos têm o objetivo de elaborar referenciais estratégicos para o futuro da Região Norte, apontando prioridades, projetos e intervenções e investimentos a considerar no próximo ciclo de fundos estruturais, designadamente no âmbito do novo programa operacional regional do Norte e dos programas operacionais temáticos geridos centralmente.

Para o Presidente da CCDR-NORTE, António M. Cunha, “o exercício de programação do novo pacote de fundos comunitários terá ser participado para ser qualificado. Queremos que o desenho do futuro programa operacional seja um exercício de envolvimento efetivo dos principais agentes regionais, do mesmo modo que a Região espera poder participar e influenciar positivamente a formatação de outros programas nacionais com aplicação no Norte.”

As temáticas a abordar incluem a biodiversidade e a conservação da natureza, a adaptação às alterações climáticas, a ocupação do território e o desenvolvimento rural, a sustentabilidade energética e transição para uma economia de baixo carbono, a inclusão e o desenvolvimento social, a demografia e as migrações, a cultura, cidadania e os media, a transição digital e a modernização dos serviços públicos, a descentralização, as infraestruturas de apoio à competitividade, a mobilidade sustentável, a industrialização, a inovação e a economia circular.

“Há neste conjunto temas emergentes que respondem aos novos desafios do Norte, de Portugal e da Europa, ligados ao ambiente, à energia e ao digital, mas há também questões persistentes que continuam a carecer de uma resposta”, sustenta António M. Cunha.

No termo da realização dos workshops, a CCDR-NORTE fará um balanço da iniciativa e produzirá sínteses temáticas.

Fonte: CCDR-N

Presidente da CCDR-N ouve empresários, instituições e personalidades da Região Norte

Março 20, 2021 em Atualidade, Concelho, Economia, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), António Cunha, iniciou esta terça-feira uma ronda de auscultações a personalidades, instituições e empresários da Região Norte, procurando uma base alargada de envolvimento regional nas principais políticas e dossiês da instituição.


Sob um formato de fóruns informais, estes encontros têm como pano de fundo o novo ciclo da Política de Coesão da União Europeia, para o horizonte 2021/2027, e a definição de novas estratégias nacionais e regionais para a aplicação desse próximo pacote de ajudas comunitárias, incluindo o Plano de Recuperação e Resiliência português.


Nos contactos que estabelecerá, António Cunha apresentará a visão e apostas da estratégia “NORTE 2030”, aprovada a 30 de dezembro de 2020, assim como a recente participação pública da Comissão Permanente do Conselho Regional do Norte relativa à proposta de PRR.


Com estas auscultações, o Presidente da CCDR-N espera poder “aprofundar” o reconhecimento das prioridades da estratégia regional e a sua “incorporação” em diversos setores e âmbitos de atuação, como a investigação e o desenvolvimento tecnológico, as indústrias exportadoras, o turismo, o agroalimentar e os vinhos, a cultura e a criatividade, entre outros.

Fonte: CCDR-N

Foto: DR

AVISO À POPULAÇÃO | Condições Meteorológicas Adversas

Dezembro 15, 2020 em Atualidade, Concelho Por barcelosnahorabarcelosnahora

PRECIPITAÇÃO, VENTO E AGITAÇÃO MARÍTIMA – MEDIDAS PREVENTIVAS

De acordo com a informação do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê-se um agravamento das condições meteorológicas a partir do final da tarde de hoje até ao início da tarde de amanhã (quarta-feira), começando no litoral da região norte, estendendo-se ao resto do território nacional, com chuva persistente (por vezes forte), vento forte e agitação marítima forte na costa ocidental.

=

Acompanhe as previsões meteorológicas em www.ipma.pt.

Informação hidrográfica:

De acordo com a informação disponibilizada pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e atenta à previsão da precipitação acumulada para as próximas 24 horas, salientam-se as maiores preocupações nos contributos das linhas de água não controladas – Rio Vez (bacia do Lima) e no Rio Águeda (bacia do Vouga) e nas zonas historicamente vulneráveis a inundações, sendo agravadas pelo escoamento ser acelerado em zonas que coincidam com áreas ardidas.

MEDIDAS PREVENTIVAS A ANEPC recomenda à população a tomada das necessárias medidas de prevenção, nomeadamente:

 Garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas;

 Adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível formação de lençóis de água e a existência de zonas de fraca visibilidade;

 Não atravessar zonas inundadas, de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas;

 Garantir uma adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente, andaimes, placards e outras estruturas suspensas;

 Ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a inundações rápidas;

 Não praticar atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar, evitando ainda o estacionamento de veículos na orla marítima;

 Estar atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.

Fonte: AUTORIDADE NACIONAL DE EMERGÊNCIA E PROTEÇÃO CIVIL

COMANDO DISTRITAL DE OPERAÇÕES DE SOCORRO DE BRAGA

Associação barcelense Recovery faz história em Portugal na área da Saúde Mental

Maio 27, 2017 em Atualidade, Concelho, Educação, Entrevistas, Mundo, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

A 23 de maio de 2017. Esta é a data em que a Região de Saúde do Norte assinou com a Associação barcelense Recovery IPSS, presidida por Miguel Durães, os contratos que visam a entrada em funcionamento de seis camas de Residência de Treino de Autonomia e de dez camas de Unidade Sócio Ocupacional, destinadas à Infância e Adolescência, com patologia associada à Saúde Mental, num compromisso assumido pelos Ministérios da Saúde e do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, no âmbito da Rede Nacional de Cuidados Integrados.

recovery-logo

De salientar que, de acordo com uma nota de imprensa da Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte, esta Rede permitirá uma cobertura, na Região Norte, de 2.490 camas, sendo que as únicas (16) destinadas à Saúde Mental – Infância e Adolescência – são as que a Recovery, IPSS trará para Barcelos, sendo, não só, as únicas em todo o Norte, como as primeiras da história, no país.

O Barcelos na Hora abordou o Presidente da Direção da Associação Recovery IPSS, Miguel Durães, que não escondeu o seu regozijo por este momento histórico na saúde mental, “com a assinatura destes dois acordos de cooperação/contratos programa, podemos dizer que fizemos, conjuntamente com o Governo português, história em Portugal. Estas Unidades de Cuidados Continuados Integrados de Saúde Mental, dirigidas a crianças e adolescentes, são as primeiras da história no nosso país, sendo que começarão, de imediato, a funcionar no concelho de Barcelos, dando cumprimento aos anseios de milhares de crianças, jovens e famílias que sofrem num ‘silêncio ensurdecedor’ com os problemas de saúde mental grave”, referiu Durães.

Miguel Durães
Miguel Durães

Quando questionado se a Residência e a Unidade apenas se destinarão a crianças e adolescentes do concelho de Barcelos, o conhecido psicólogo ressalvou que “importa referir que, apesar de estarem sediadas em Barcelos, estas irão servir toda a região Norte do País, sendo que estão previstas, em despacho, outras duas deste género em Lisboa, para a região de Lisboa e Vale do Tejo”.

Num apontamento mais pessoal, este jornal questionou Miguel Durães sobre como se sentia neste momento. “Como barcelense estou muito feliz, como cidadão sinto-me realizado. A Saúde Mental e estas pessoas precisavam muito destas respostas e a Recovery IPSS tem a experiência, ‘alma’ e o ‘coração’ para tudo fazer no sentido de melhorar as suas condições de vida”, concluiu.

Foto: Facebook de Miguel Durães.

Ir Para Cima