Tag archive

Ricardo Rio

Ricardo Rio hoje na primeira conferência “Pelo Trabalho, Pelas Pessoas” dos TSD de Braga

Fevereiro 11, 2021 em Atualidade, Concelho, Opinião, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Secretariado Distrital de Braga dos Trabalhadores Social Democratas (TSD/BRAGA), leva a efeito em 2021 um ciclo de conferências que designam, de forma genérica, “Pelo Trabalho, Pelas Pessoas” no formato ‘online’ dado o atual contexto pandémico – plataforma Zoom Meeting e transmissão via Facebook dos TSD/BRAGA. A primeira conferência ocorrerá hoje, dia 11, às 21h30, e é dedicada ao concelho capital de distrito, Braga, contando com o Presidente do Município e (re)candidato ao terceiro mandato, Ricardo Rio, onde é expectável o desvendar de algumas prioridades para 2021-2025.

Os TSD/BRAGA, com este ciclo quinzenal de conferências (segundas e quartas, Quintas-feiras de cada mês), procura proporcionar aos candidatos autárquicos do PSD fazer uma apreciação crítica do mandato a terminar e projetar os próximos quatro anos de governação municipal, perante os seus munícipes e outros interessados, sem qualquer condicionalismo temático, mas com foco nas políticas sociais e de emprego, temas caros a esta estrutura autónoma do Partido Social Democrata.

Estas conferências contam com o apoio ativo do PSD Distrital e JSD Distrital de Braga, bem como das respetivas Comissões Políticas concelhias.

IPCA distinguido com medalha municipal de Grau Ouro pelo Município de Braga

Dezembro 4, 2020 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) vai ser distinguido pela Câmara de Braga com a Medalha de Mérito Municipal Grau Ouro, no âmbito das comemorações do dia da cidade. 



Embora o Dia da Cidade do Município de Braga se assinale a 5 de dezembro, no dia de S. Geraldo (padroeiro da cidade), este ano, por força da pandemia e das restrições de circulação, a cerimónia vai decorrer no dia 9 de dezembro, pelas 18h00, no Altice Forum Braga. 

Vão ser entregues 58 medalhas de mérito municipais a várias entidades e personalidades que se notabilizaram pelos seus feitos cívicos ou méritos pessoais.  

A presidente do IPCA, Maria José Fernandes, assume a honra que é receber esta medalha “a dias do IPCA assinalar o seu 26º aniversário. É, sem dúvida, o reflexo do bom trabalho que o IPCA está a desenvolver em prol da região e do ensino superior”.   

A presidente lembra, ainda, que foi em “2014 que o IPCA fortaleceu a ligação com o município com a sua presença física em Braga, onde está agora situada a sede da Escola Técnica Superior Profissional do IPCA, sendo este um passo no sentido de responder às necessidades do tecido empresarial da região ao nível da oferta educativa qualificada”.   

Em 2016, a Medalha de Mérito Municipal na área da Educação foi entregue ao Professor João Carvalho pelo presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio.  

O IPCA em imagens (Imagem: IPCA)

Da lista das personalidades e entidades que vão ser agraciadas este ano pelo Município bracarense constam o Hospital de Braga, a quem vai ser atribuída a medalha municipal máxima de Grau Honra.  

Lista de agraciados  

Personalidades agraciadas com a medalha de Grau Ouro são: Domingos Macedo Barbosa, Fernando Monteiro (póstumo), Francisco de Carvalho Guerra, Jaime Lemos (a título póstumo), João Aguiar Campos, João Duque, José da Cruz Vilaça, José Teixeira, Lars Montelius, Nuno Sousa, Pedro Rodrigues (a título póstumo), Rui L. Reis e Rui Vieira de Castro.  

Instituições distinguidas com medalha de Grau Ouro, além do IPCA: Associação de Futebol de Braga, Cachapuz, Chapelaria Machado, Confraria do Bom Jesus do Monte, Frigideiras do Cantinho, Correio do Minho, Grupo Casais, Instituto Monsenhor Airosa, Irmandade de Santa Cruz, Mercado São João e Museu dos Biscainhos.  

Personalidades agraciadas com medalha de Grau Prata: Adriano Cerqueira (a título póstumo), Altino do Tojal (a título póstumo), António Araújo, o barcelense Eduardo José Gomes Camaselle Mendez ‘Dito’ (a título póstumo), Eduardo Pires de Oliveira, Elisa Lessa, Elisabete Matos, Elísio Araújo, Fernando Jorge (a título póstumo), Helena Pina Vaz, Hugo Delgado, Jerónimo Fernandes (a título póstumo), Joana Azevedo, Jorge Amado, Jorge Cruz, José Delgado (a título póstumo), José Miguel Braga, Luís Macedo, Maria Torcato Batista, Mariana Machado, Mário Silva e Pedro Morgado.  

Instituições agraciadas com medalha de Grau Prata: Associação Portuguesa de Deficientes – Delegação de Braga, Banco Alimentar Contra a Fome de Braga, CAB – Centro Académico de Braga, Centésima Página, FAJUB – Federação das Associações Juvenis do Distrito de Braga, Grupo Folclórico S. João Batista de Nogueira, Labina – Fundição Injetada, Lda, Delegação de Braga da Liga Portuguesa Contra o Cancro, RUM – Rádio Universitária do Minho e o Tin.Bra. 

Fonte e imagens: IPCA.

CIED Minho promove evento online sobre a Eurorregião Minho-Galiza

Novembro 18, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Educação, Mundo, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

Sexta-feira, 20 novembro, pelas 15h30

Sob a temática de “Multilateralismo e as Eurorregiões: que futuro?”, o Centro de Informação Europe Direct Minho (CIED Minho) do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), promove, no dia 20 de novembro, pelas 15h30, uma sessão dedicada às Eurorregiões através da página da rede social “Facebook”, em parceria com o Europe Direct Lugo, a rádio Antena Minho e o jornal Correio do Minho.



A página da rádio Antena Minho e o Centro de Informação Europe Direct Lugo farão também transmissão da atividade.

O principal objetivo deste evento “passa por demonstrar as vantagens de vivermos numa Europa sem fronteiras internas, em que ambas as partes trabalham em conjunto para potenciar os pontos fortes da Eurorregião Minho-Galiza, ao mesmo tempo que se pretende dar voz aos cidadãos da região do Minho e promover uma maior participação cívica em atividades relacionadas com o processo de construção da União Europeia”, refere a organização.

A Eurorregião Galiza-Norte de Portugal representa uma cooperação do Norte de Portugal com a região autónoma da Galiza. Alicerçada nas proximidades linguísticas e geográficas, esta região tem contado com uma notável dinamização ao longo dos últimos anos. Esta Eurorregião completará 30 anos no próximo ano. A partir dos vários acordos que saem de ambas as partes, foi possível construir uma Eurorregião forte e assente nos valores europeus e nas respetivas liberdades fundamentais.

O próximo ano será um ano de desafios mais complexos e o início de um novo quadro financeiro plurianual representa uma oportunidade imprescindível para aumentar as sinergias entre ambas as partes. Estamos perante a única área de cooperação luso-espanhola que está dotada de instrumentos comuns de planeamento, que se revelaram imprescindíveis para que esta Eurorregião seja considerada, por muitos, como um dos projetos de referência nesta área.

A Eurorregião Norte de Portugal – Galiza tem sido reconhecida pelo seu crescimento notável, alicerçado nas proximidades linguísticas e geográficas e potenciado pela contiguidade espacial do eixo urbano Aveiro-Corunha cuja dimensão ultrapassa os 6 milhões de habitantes.

Os cidadãos e os órgãos de comunicação social são convidados a participar nesta atividade na qual terão a oportunidade de expressar as suas ideias, as suas questões, sobre o projeto europeu e a eurorregião durante a sessão, através do “Chat” do debate online.

A sessão contará com Ricardo Ferreira (coordenador “Border Focal Point” da Comissão Europeia), Ricardo Rio (Presidente da Câmara Municipal de Braga e Presidente do Eixo Atlântico), e ainda Lara Mendez (Alcaidessa de Lugo e Vice-Presidente do Eixo Atlântico). O debate será moderado por Paulo Monteiro, Diretor da rádio Antena Minho e do jornal Correio do Minho.

O evento é uma iniciativa do CIED Minho do IPCA, em parceria com o Centro de informação Europe Direct Lugo, a rádio Antena Minho e o jornal Correio do Minho.

Cartaz do evento (Imagem: CIED Minho)

Imagem: CIED-M.

Paulo Cunha é o novo Presidente da Distrital de Braga do PSD com José Novais a Vice

Julho 12, 2020 em Atualidade, Concelho, Mundo, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

Presidente da Câmara Municipal de VN de Famalicão sucede a José Manuel Fernandes

No passado dia 11, realizaram-se as eleições para os órgãos da distrital de Braga do Partido Social Democrata. Em Barcelos, as secções de voto estavam localizadas no salão do Hotel Bagoeira.



Havia apenas uma lista candidata a todos os órgãos, como vem sendo comum nas últimas eleições, sendo a candidata à Comissão Política Distrital encabeçada pelo Presidente da Câmara Municipal de VN de Famalicão. A encabeçar a lista candidata à Mesa da Assembleia Distrital estava Ricardo Rio, Presidente da Câmara Municipal de Braga.

José Novais, Presidente da Comissão Política de Barcelos, foi eleito 1º Vice-Presidente da Comissão Política Distrital.

Em destaque, igualmente, da concelhia barcelense, Isabel Pinheiro Miranda, eleita Presidente da Comissão Distrital de Auditoria Financeira.

Ainda de Barcelos, Maria Bernardete Vilas Boas foi eleita para o Conselho de Jurisdição Distrital e mais quatro militantes como Vogais. A saber: Raul Dias (Comissão Política Distrital), Rui Ataíde Miranda (Mesa da Assembleia Distrital), Anabela Silva Cortez (Conselho de Jurisdição Distrital) e Filipe Senra Oliveira (Comissão Distrital de Auditoria Financeira).

Como Delegados à Assembleia Distrital foram eleitos, como efetivos, 78 militantes, em lista encabeçada por Joel Sá, constituindo a maior representação concelhia, com 26% do total de 300 Delegados, num universo de 3109 militantes ativos na Secção de Barcelos.

Em nota enviada às redações, “a Comissão Política Concelhia do PSD de Barcelos congratula-se e manifesta o seu regozijo e apreço pela eleição de Militantes de Barcelos para o exercício de cargos políticos no âmbito partidário distrital, numa prova de reconhecimento pelo trabalho político desenvolvido pela estrutura Concelhia”, deixando uma “saudação dos militantes barcelenses participantes na lista única encabeçada por Paulo Cunha para a Comissão Política Distrital do PSD”.

Fotos: DR.

José Manuel Fernandes apresenta recandidatura à distrital do PSD em lista única

Junho 29, 2018 em Atualidade, Concelho, Mundo, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Eurodeputado José Manuel Fernandes encabeça a lista única que se apresenta às eleições para os órgãos distritais de Braga do Partido Social Democrata (PSD), que se realizam no próximo sábado.



Sob o lema “Manter a União, Reforçar o PSD”, José Manuel Fernandes assume como prioridade estratégica “o trabalho contínuo e articulado para o PSD vencer no distrito as próximas eleições europeias e legislativas”.

A futura Comissão Política Distrital do PSD de Braga pretende prosseguir, simultaneamente, as ações de preparação das eleições autárquicas de 2021, para reforçar o domínio social-democrata ao nível das presidências de Câmara, num distrito que apresenta os dois presidentes de Câmara do PSD eleitos com maior número de votos absolutos no país. Recorde-se, ainda, que o PSD aumentou o número de Presidências de Câmara de 7 para 9, e o número de mandatos nas assembleias municipais e de freguesia, nas últimas eleições autárquicas, sendo que Barcelos “destoou” destes resultados.

“Determinados no serviço à causa pública, assumimos objetivos ambiciosos para os próximos atos eleitorais. Serão atingidos num esforço conjunto, coeso, solidário e articulado dos nossos dirigentes e eleitos”, aponta José Manuel Fernandes.

O candidato, e atual presidente da distrital do PSD, sublinha os resultados positivos obtidos nas últimas eleições legislativas e autárquicas no distrito, onde o PSD obteve os melhores resultados a nível nacional.

“Com uma equipa com experiência, provas dadas e renovada ambição”, José Manuel Fernandes aponta como meta superar os resultados anteriores, enquanto “reconhecimento do trabalho realizado a favor dos interesses da população e do distrito”.

Reiterando “lealdade e solidariedade” com a liderança nacional do PSD e Rui Rio, o eurodeputado promete no distrito “um partido mais forte, aberto e inclusivo”, que “insiste no debate e aposta na formação política”.

Mantendo a “união”, José Manuel Fernandes acredita que são reforçados “o PSD e o distrito de Braga”.

A candidatura de José Manuel Fernandes conta com Ricardo Rio, presidente da Câmara de Braga, como mandatário. O presidente do município de Vila Nova de Famalicão encabeça a lista para a Mesa da Assembleia Distrital.

O vilaverdense Cláudio Carvalho lidera a lista para o Conselho de Jurisdição e o barcelense António Gomes da Silva preside à Comissão Distrital de Auditoria Financeira.

Na Comissão Política Distrital, continuam como vice-presidentes João Granja (Braga) e André Coelho Lima (Guimarães), enquanto Vítor Moreira (Famalicão) é o secretário e Jorge Costa (Fafe) o tesoureiro.

Como vogais, estão Benjamim Pereira (Esposende), José Novais (Barcelos) Sofia Fernandes (Famalicão), José Manuel Silva (Póvoa de Lanhoso), José Sousa (Celorico de Basto), Celeste Cardoso (Vieira do Minho), Luís Carvalho (Amares), Laura Magalhães (Cabeceiras) e António Cunha (Terras de Bouro).

Foto: JMF.

José Manuel Fernandes recandidata-se a presidente da Comissão Política Distrital do PSD de Braga

Junho 20, 2018 em Atualidade, Mundo, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

Na próxima quinta-feira, o Eurodeputado e atual Presidente da Comissão Política Distrital do Partido Social Democrata (PSD) de Braga, José Manuel Fernandes, apresenta publicamente a recandidatura ao cargo que ocupa atualmente.



A apresentação realiza-se nas instalações da Distrital do PSD, na Rua Santa Margarida, em Braga, com início marcado para as 15h00.

Esta candidatura tem como mandatário Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, e com José Manuel Fernandes recandidatam-se todos os atuais líderes dos órgãos distritais do PSD de Braga, nomeadamente, Paulo Cunha – Mesa da Assembleia Distrital –, Cláudio Domingues de Carvalho – Conselho de Jurisdição – e António Gomes da Silva – Auditoria Financeira –.

Foto: DR.

“Financiamento e gestão da causa pública” debatidos no IPCA

Abril 27, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação, Mundo, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

O eurodeputado José Manuel Fernandes, o presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, e o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, participaram, na passada sexta-feira, numa mesa-redonda organizada pelos estudantes da licenciatura em Gestão Pública da Escola Superior de Gestão (ESG) do IPCA.



Nessa conferência, sobre “Financiamento e gestão da causa pública”, o eurodeputado José Manuel Fernandes adiantou que o programa europeu Erasmus deverá ver o financiamento «aumentado para o dobro», no próximo Quadro Financeiro Plurianual (QFP), que vai começar a ser negociado pelas instituições da União Europeia. Referiu a importância de manter o financiamento da Política Agrícola Comum (PAC), sobretudo para ajudar a aumentar a coesão territorial, social e económica e, dessa forma, combater as disparidades regionais.

“Portugal tem que se preparar para o novo quadro financeiro 2021-2027 e cada região deve indicar ao governo o que precisa, para que o acordo de parceria corresponda efetivamente às reais necessidades”, afirmou o eurodeputado, que defende que Portugal tem de encontrar novas formas de receitas, em alternativa aos impostos que penalizam os cidadãos. O eurodeputado criticou, ainda, o facto de mais de 75 por cento do investimento público em Portugal ter origem no Orçamento da União Europeia e não no Orçamento do Estado (OE).

O presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, fez referência às “dificuldades” financeiras que as câmaras têm enfrentado ao longo dos anos e que “o Estado está a querer transferir para as câmaras várias pastas, como a Educação, Cultura e Património, mas a questão é o pacote financeiro que terá que acompanhar esta descentralização”. Isto decorre pelo facto de os sucessivos governos não terem vindo a cumprir a Lei das Finanças Locais. O presidente referiu mesmo que a descentralização é o único mecanismo que permitirá melhorar a coesão territorial e o desenvolvimento das regiões sendo necessário encarar este desafio a curto prazo.

Já o autarca de Braga, Ricardo Rio, defendeu que, em matéria de gestão da ‘coisa pública’, há duas regras essenciais: “em primeiro lugar, que não se gaste aquilo que não se tem” e que “essa gestão seja feita de forma racionalizada e rigorosa”, priorizando o uso dos recursos e maximizando a sua aplicação às necessidades. Ricardo Rio saudou a evolução recente de reforço da capacidade tributária dos municípios, dando-lhes a possibilidade de fixarem os impostos e, dessa forma, dando-lhes também a oportunidade de fazer política de outra forma. O autarca reforçou, também, para o facto de o Estado não cumprir a Lei das Finanças Locais, referindo que o financiamento central às autarquias locais em Portugal (13%), está muito aquém da média europeia (24%). “Este é um valor irrisório face às responsabilidades das autarquias locais” tendo em conta que as autarquias locais têm sido pioneiras e inovadoras em muitas políticas, que depois são copiadas pelo governo.

A sessão teve, igualmente, espaço para as questões da plateia, constituída quer por estudantes, quer por docentes e investigadores do IPCA. No final da sessão, o eurodeputado José Manuel Fernandes e os dois autarcas minhotos, Miguel Costa Gomes e Ricardo Rio, acreditam que os estudantes do IPCA estão conscientes dos desafios sociais que se colocam hoje.

Fonte e foto: IPCA.

 

José Manuel Fernandes, Miguel Costa Gomes e Ricardo Rio juntos em mesa redonda no IPCA

Abril 19, 2018 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Eurodeputado José Manuel Fernandes, o Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, e o Presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, participam numa mesa redonda que decorre na Escola Superior de Gestão (ESG), do IPCA – Instituto Politécnico da Cávado e do Ave, no próximo dia 20 de abril, pelas 17h30.



O tema em debate é o “Financiamento e gestão da causa pública”, numa iniciativa dos alunos da Licenciatura em Gestão Pública, que visa “debater e refletir temas ligados diretamente à administração pública, permitindo dotá-los de conhecimentos que permitam conferir-lhes uma visão crítica e global sobre os desafios da adesão de Portugal à União Europeia e oportunidades de financiamento”, refere a organização em nota.

A sessão é aberta à comunidade e realiza-se no Auditório Dr. António Martins, na ESG.

Fonte e imagem: IPCA.

Ir Para Cima