Tag archive

Rosa Ramalho

“O Figurado de Rosa Ramalho na Coleção do Espanhol” no Museu de Olaria

Fevereiro 12, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Museu recebe em 2020 exposição inédita da barrista barcelense

Abre ao público, no próximo sábado, dia 15 de fevereiro, às 17h00, na Sala de Exposições Temporárias do Museu de Olaria, em Barcelos, a exposição “O Figurado de Rosa Ramalho na Coleção do Espanhol”, que reúne peças do colecionador Juan Yebra-Pimentel Rodríguez, um galego que, durante mais de uma década, recolheu figuras produzidas pela prestigiada barrista barcelense.



Juan Yebra-Pimentel Rodríguez, jurista e também escultor, natural de Lugo, na região da Galiza, ainda estudante, em meados da década de sessenta, teve contacto com as peças produzidas pela artesã Rosa Ramalho na casa de um amigo seu e tendo ficado rendido à beleza das mesmas começou por comprar alguns exemplares numa loja em Vigo, no Posto de Turismo de Barcelos e numa loja em Valença do Minho. Tendo decidido conhecer a barrista de perto, rumou a Galegos S. Martinho e passou a ser uma visita assídua na casa da mesma, acabando por travar uma grande amizade com a artesã.

Entre 1968 e 1977, Juan Rodríguez teve a oportunidade de privar com a artesã, à qual carinhosamente chamava “Rosinha” e começou a solicitar-lhe a produção de peças por ele desenhadas. “Fui conhecê-la e fiz-me amigo dela.  A figura dela já era bastante falada, porque, quando eu lhe fiz os desenhos dos pecados capitais, em Madrid, anunciavam-nos nos periódicos: o El País e o ABC diziam: venderam-se a vinte e oito mil pesetas, o que naquela época devia ser o equivalente catorze contos.”

Nesta exposição, podem ser vistas cento e dezasseis peças, de um conjunto de mais de quatrocentas por ele colecionadas, produzidas por Rosa Ramalho. De entre os trabalhos expostos, constam também as vinte e sete peças da última fase da vida da barrista barcelense. É uma coleção particular, um tesouro que agora é dado a conhecer a todos.

Rosa Ramalho, artesã barcelense, natural de Galegos S. Martinho, contribuiu de forma indelével para a construção da identidade da olaria local e nacional e, subsequentemente, fixou-se no imaginário e na memória coletiva do povo português.

Esta exposição estará patente até 20 de janeiro de 2021 e poderá ser visitada de terça a sexta, das 10h00 às 17h30, e aos sábados e domingos, das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

Fonte e imagem: CMB.

Município de Barcelos e Júlia Ramalho estão entre os vencedores do “Prémio Nacional do Artesanato 2017”

Março 16, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Município de Barcelos e a artesã barcelense Júlia Ramalho foram distinguidos no âmbito do concurso “Prémio Nacional do Artesanato 2017”, promovido pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP).



Os galardões foram atribuídos ontem, 15 de março, numa cerimónia que decorreu no Museu de Arte Popular, em Lisboa, com o Município de Barcelos a ser agraciado com o “Prémio Promoção para Entidades Públicas”, que visa reconhecer o trabalho das entidades ou organismos públicos em prol das artes e ofícios, e com Júlia Ramalho a vencer o “Grande Prémio Carreira”, uma distinção que homenageia o percurso e a obra da consagrada artesã barcelense no domínio do artesanato tradicional.

Estas distinções acontecem poucos meses depois de Barcelos ter sido reconhecida com o selo de Cidade Criativa da UNESCO, na categoria de Artesanato e Arte Popular.

O Município de Barcelos apresentou a sua candidatura, em agosto, à categoria “Prémio Promoção para Entidades Públicas”, sustentada no “programa de ação ímpar a nível nacional que o Município vem desenvolvendo nos últimos anos, promovendo as Artes e Ofícios como eixo estruturante do desenvolvimento económico, social e territorial e como fator de inclusão e coesão social”.

Propôs, ainda, o nome de Júlia Ramalho, natural de Galegos São Martinho, para vencer o “Grande Prémio Carreira”, pelos mais de 60 anos de trabalho dedicados ao artesanato, justificando que a artesã “soube honrar e valorizar o legado da avó, Rosa Ramalho, e notabilizar ainda mais a obra artística da família Ramalho, criando peças enquadráveis, rememorativas e adaptáveis à sociedade de cada um dos tempos em que viveu e vive”.

A distinção do Município é para Miguel Costa Gomes, presidente da Câmara, um “motivo de orgulho” e “o corolário de uma estratégia bem concertada e sustentada que o Município de Barcelos tem implementado, nos últimos anos, para promover, valorizar e salvaguardar as práticas e as produções artesanais do concelho”.

“Este prémio representa, para além do reconhecimento, uma responsabilidade acrescida, obrigando a que continuemos a trabalhar na preservação do artesanato barcelense enquanto herança e património que nos foi legado e que nos compete defender, desafio a que continuaremos a responder com um profundo sentido de serviço público e de compromisso para com os barcelenses”, acrescenta Miguel Costa Gomes.

O “Prémio Nacional do Artesanato” é uma iniciativa que vem sendo realizada desde 1987, pelo Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, através do IEFP, integrando agora o Programa de Promoção das Artes e Ofícios. O concurso, que procura incentivar a produção artesanal, distinguindo artesãos portugueses, agentes e entidades públicas e privadas com intervenções relevantes na promoção das artes e dos ofícios, possibilita distinções em seis categorias: Grande Prémio Carreira, Prémio Inovação, Prémio Empreendedorismo Novos Talentos, Prémio Investigação, Prémio Promoção para Entidades Privadas e Prémio Promoção para Entidades Públicas.

Fonte e foto: CMB.

Câmara Municipal apoia desenvolvimento desportivo com 215 mil euros

Fevereiro 23, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura, Desporto, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

A Câmara Municipal de Barcelos aprovou, em reunião ordinária de 23 de fevereiro, a aquisição de um prédio na Freguesia de Galegos São Martinho, com a área total de 578 metros quadrados, para o enquadramento da casa onde a artesã Rosa Ramalho viveu e trabalhou, a qual foi já adquirida pelo Município. Após negociação com os proprietários, a autarquia vai adquirir o imóvel por 47.500,00€.



Na mesma reunião, o executivo municipal aprovou contratos de desenvolvimento com a Associação de Futebol Popular, o Óquei Clube de Barcelos e Santa Maria Futebol Clube.

O contrato com a Associação de Futebol Popular, que corresponde à época em curso e é válido entre 1 de agosto de 2017 e 31 de julho de 2018, compreende medidas de apoio à prática desportiva não profissional na organização de competições, provas e formação de caráter regular, na modalidade de futebol, e inclui um apoio financeiro do Município no valor de 95 mil euros e apoio material e logístico nas atividades a desenvolver pela Associação.

O contrato com o Óquei Clube de Barcelos enquadra-se na medida de apoio à prática desportiva não profissional, na modalidade de hóquei em patins, válido entre 1 de janeiro e 31 de julho de 2018, contando com uma comparticipação municipal no valor de 80 mil euros. Quanto ao contrato com o Santa Maria Futebol Clube, insere-se na medida de apoio à prática desportiva não profissional, na modalidade de futebol, válido entre 1 de janeiro e 31 de julho de 2018, e com uma comparticipação financeira do Município de Barcelos no valor de 40 mil euros.

A Câmara Municipal aprovou, também, a alienação gratuita de dois lotes de terreno (avaliados globalmente em cerca de 96 mil euros) à Freguesia de Galegos Santa Maria, doados ao Município de Barcelos, no âmbito de uma operação de loteamento, realizada em 1989. Os terrenos serão vendidos pela Freguesia e o valor apurado será aplicado na construção de uma nova sede da Junta de Freguesia.

Entre as deliberações da reunião de 23 de fevereiro da Câmara Municipal, destacam-se as propostas de caráter social, designadamente, o apoio na aquisição de material escolar a 24 alunos do 1.º ciclo e jardins de infância do concelho e nas refeições escolares, com apoio a 10 alunos.

Ainda a nível social, foram aprovados apoios ao arrendamento habitacional a 30 agregados familiares (novos processos e reavaliação do apoio).

Registe-se, ainda, a aprovação de um subsídio no valor de 10 mil euros à Freguesia da Ucha para aquisição de uma carrinha destinada ao transporte de crianças que frequentam o ensino pré-escolar e o 1.º ciclo.

Quanto às restantes propostas, incluídas nas 133 levadas à reunião de Câmara, 60 dizem respeito a processos de obras particulares (licenciamentos, autorizações, certidões, isenções de taxas, vistorias, aditamentos, sinalizações, ocupação de via pública, etc.); 10 são sobre processos de obras municipais (autos de medição, aprovação de equipas, de material e de projetos, etc.); 19 dizem respeito a cedências de material, espaços do Município e doações; 23

referem-se a autorizações de ocupação de espaço público, isenções de taxas e venda ambulante.

Fonte: CMB.

Município de Barcelos leva a cabo exposição coletiva “Presépio – Uma Tradição, Várias Interpretações”

Novembro 16, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura Por barcelosnahorabarcelosnahora

Entre amanhã, 17 de novembro, e 6 de janeiro, a Torre Medieval, o Posto de Turismo e a Sala Gótica dos Paços do Concelho – neste local, apenas a partir de 6 de dezembro – serão o “palco” da exposição coletiva “Presépio – Uma Tradição, Várias Interpretações”.



São mais de duzentos os presépios de artesãos barcelenses que estarão expostos, numa iniciativa da Câmara Municipal de Barcelos, que, segundo o Município, “visa mostrar a riqueza do artesanato local e a preponderância desta temática religiosa no imaginário sociocultural da região”. Esta exposição coletiva “Presépio – Uma Tradição, Várias Interpretações” abrange todas as artes e ofícios do concelho de Barcelos.

O presépio é um dos temas mais trabalhados no figurado de Barcelos e é, também, dos mais procurados, não só pela variedade e tipologia das representações, mas também pelo valor simbólico que tem para as comunidades locais, onde o Natal continua a ser uma das celebrações mais importantes do calendário religioso e cultural anual.

Artesãos como Rosa Ramalho, Rosa Côta, Mistério, Ana Baraça, Maria Sineta, e tantos outros, notabilizaram esta produção no contexto da arte popular, abrindo novos caminhos para uma perceção mais alargada do figurado barcelense, que é um dos poucos produtos artesanais certificados em Portugal.

Num contexto de Cidade Criativa da UNESCO, a exposição espelha o manancial cultural e criativo dos artesãos barcelenses.

Fonte e imagens: CMB.

Exposição “Modernismo e Rosa Ramalho” e filme de animação “Olha! Vem aí a banda!” na Torre Medieval

Fevereiro 13, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação Por barcelosnahorabarcelosnahora

Entre os dias 15 de fevereiro e 15 de março, na Torre Medieval, decorrerá a exposição “Modernismo e Rosa Ramalho”, de trabalhos de artes plásticas realizados por alunos do 9º ano, na disciplina de Educação Visual, coordenados pelo professor Jorge Martins. Os alunos “experimentaram as linguagens das principais correntes artísticas do século XX, interpretando o imaginário fantástico da obra da artista barcelense, patrono da Escola Básica Rosa Ramalho”

O filme de animação “Olha! Vem aí a banda!” foi realizado no âmbito do Curso Vocacional de Artes e Tecnologias da Escola Básica Rosa Ramalho, no ano letivo 2015/2016, evocando o “espetáculo de uma banda de música ao longo de ruas imaginárias construídas com edifícios de Barcelos”. São mais de mil fotografias que “constroem este filme executado em stop motion”, coordenado pelo professor António Boaventura Pinto e onde figuram bonecos construídos sob orientação dos professores Fernanda Rodrigues e Jorge Martins.

Fonte e imagem: Agenda Cultural da CM de Barcelos.

Ir Para Cima