Tag archive

Saúde

Movimento Doentes Pela Vacinação alerta para a quebra acentuada na vacinação contra doenças graves

Maio 27, 2020 em Atualidade, Concelho, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

Apesar do Comunicado da Direção-geral da Saúde, ainda durante o estado de emergência, que apelava ao cumprimento do Plano Nacional de Vacinação (PNV) e estabelecia prioridades, “a população não se está a vacinar contra doenças graves como a Pneumonia. O medo e a falta de conhecimento sobre as consequências dramáticas que podem advir deste absentismo são as principais causas para esta quebra na taxa de vacinação”, alerta o Movimento Doentes Pela Vacinação (MOVA), que deixa o apelo: “para que o número de mortes não aumente, é fundamental que se retomem práticas de prevenção. Urge recuperar o tempo perdido e preparar uma eventual segunda vaga de pandemia, apostando na robustez do sistema imunitário de quem está mais fragilizado: pessoas com mais de 65 anos e doentes crónicos”.



Segundo dados, a Pneumonia mata uma média de 16 pessoas por dia, no nosso País. Caso a população não retome rapidamente rotinas como a vacinação contra doenças graves, este número pode aumentar exponencialmente. “É imperativo que as pessoas se sintam seguras e confiantes no regresso aos cuidados de saúde. Só assim conseguiremos recuperar o tempo perdido e preparar uma eventual segunda vaga de pandemia”, defende Isabel Saraiva, fundadora do MOVA. “Embora ainda não haja vacina contra a COVID-19, sabemos que existem muitas outras doenças graves que são preveníveis através de vacinação. Essas, infelizmente, não desapareceram, mas podem, e devem ser, evitadas”, salienta.

O MOVA reuniu recentemente. Entre membros e convidados, foram expressas ideias e preocupações, as bases das missivas a enviar pelo movimento de cidadania ao Ministério da Saúde, ao Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, à Direção-geral da Saúde e ao Programa Nacional para as Doenças Respiratórias. O MOVA entende que deve ser reforçada a importância da prevenção de outras doenças potencialmente fatais que se podem evitar por vacinação, como é o caso da Pneumonia. Considera, também, urgente que haja uma comunicação assertiva por parte das autoridades. “Explicar à população os riscos que este decréscimo nas taxas de vacinação representa para a saúde pública e preparar infraestruturas e serviços para receber os seus utentes de forma segura, prática e eficaz”.

“Sensibilizar a população, sim, mas já com a possibilidade de concretização. Temos de recuperar o tempo perdido e preparar um futuro que ainda é incerto. No caso da Pneumonia, corremos riscos de mortes, morbilidades e sequelas graves. Para quê arriscar?”, continua a fundadora do MOVA.

Em 2018, a Pneumonia foi responsável 43.4% das mortes por doenças do aparelho respiratório, 5.1% do total de óbitos no nosso País. A maioria poderia ter sido evitada através de imunização.

A proteção dos grupos de risco através de imunização tem vindo a ser defendida pelo Movimento Doentes pela Vacinação, especialistas e associações de doentes, que apelam à gratuitidade da vacina contra a Pneumonia para as pessoas com mais de 65 anos, à semelhança do que já acontece com a vacina da Gripe.

“No caso da Gripe, os efeitos da gratuitidade são reveladores. Tomemos este bom exemplo e repliquemo-lo com a Pneumonia. Só através da vacinação antipneumocócica poderemos reduzir a média de mortes e internamentos”, conclui Isabel Saraiva.

Existe uma norma da Direção-geral da Saúde que recomenda a vacinação antipneumocócica a todos os adultos (idades superiores a 18 anos) pertencentes aos grupos de risco. A vacina é gratuita para as crianças e alguns grupos de risco, embora a eficácia esteja comprovada em todas as faixas etárias. O MOVA apela a que se estenda essa gratuitidade.

Foto: DR.

Estabelecimentos de Saúde Privados cobram equipamentos de proteção individual

Maio 20, 2020 em Atualidade, Concelho, Economia, Mundo, Opinião port barcelosnahorabarcelosnahora

A pandemia veio obrigar a que todos os doentes que entram nas instituições de saúde sejam tratados como potenciais portadores do novo coronavírus. O que acontece é que máscaras, luvas, batas e outros equipamentos de proteção estão a ser cobrados nos atendimentos urgentes, mas também em exames, cirurgias e partos dos estabelecimentos de saúde privados.



Chegou-nos o relato de uma consumidora a quem cobraram 25 euros por um equipamento de proteção individual. À chegada, foi informada de que, para ser atendida, teria que pagar um kit de proteção. Só mais tarde, quando se dirigiu à receção para efetuar o pagamento é que se apercebeu de que o equipamento se destinava aos profissionais de saúde que a atenderam.

Há também utentes a quem está a ser exigido que comprem uma máscara quando se dirigem a uma clínica ou a um hospital privado, para exames, tratamentos ou consultas, mesmo quando se apresentam protegidos com a sua própria máscara. Caso contrário, não entram nas instalações.

Estas duas situações são diferentes e merecem também um tratamento diferenciado.

No caso da compra obrigatória de máscara, a Autoridade para a Segurança Alimentar e Económica (ASAE) entende que os operadores económicos não podem obrigar os seus clientes a comprarem máscaras se já estiverem munidos deste dispositivo de proteção. A situação é diferente para quem se apresente sem máscara: nesses casos, é lícito que os agentes económicos as disponibilizem para venda, podendo os utentes optar por adquiri-las e terem acesso ao estabelecimento, ou não o fazerem e ficarem impossibilitados de entrar.

Relativamente à imputação de custos com equipamentos de proteção individual para os profissionais de saúde, a Entidade Reguladora da Saúde (ERS) entende que “uma entidade prestadora de cuidados de saúde pode incluir os equipamentos de proteção individual nos preços que estabelece para os cuidados de saúde, desde que considere a sua utilização necessária para a segurança e qualidade da prestação, concreta e efetiva, de tais cuidados”. 

Em caso de dúvida, antes de recorrer a uma unidade de saúde privada para uma consulta ou receber tratamento, aconselhamos a que analise atentamente os preços praticados atualmente. Se tiver um seguro de saúde, saiba que apenas alguns deles cobrem os materiais usados em atos médicos no âmbito da assistência ambulatória, pelo que, se for o caso, reveja as condições do seu seguro de saúde.

Informar previamente é obrigatório

Alertamos que o prestador terá sempre de informar previamente o consumidor de que estes custos acrescem ao valor da consulta/tratamento/exame. Muitas das reclamações que nos chegam espelham a surpresa dos consumidores no momento de pagar a fatura.

Nestes casos, se não foi previamente informado, reclame. Se considera os custos excessivos ou injustificados, reclame também.

Mas, atenção, neste momento, devido à pandemia de COVID-19, está suspensa a obrigação de entrega aos utentes do livro de reclamações, bem como do envio do original da reclamação à entidade competente. Deve, por isso, fazer a sua queixa no livro de reclamações eletrónico, e, se o desejar, enviar também uma reclamação à ASAE e à ERS, como complemento.

Para mais informações não hesite em contactar-nos através do 258 821 083 ou para deco.minho@deco.pt; lembramos que temos também disponível atendimento via Skype.*

Fotos: DR.

(* A redação do artigo é única e exclusivamente da responsabilidade da DECO)

PAN defende a criação de mais bancos de leite materno em Portugal

Maio 20, 2020 em Atualidade, Concelho, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

No Dia Mundial da Doação de Leite Humano, celebrado ontem, 19 de maio, o PAN – Pessoas – Animais – Natureza pretendeu lembrar a importância de ser criada uma rede de bancos de doação de leite materno em Portugal, para dar resposta a uma necessidade efetiva e às orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS).



Portugal dispõe apenas de um banco de doação em todo o território, o qual, ainda assim, nos últimos anos, contou com a contribuição voluntária de cerca de 280 mil dadoras que, desta forma, ajudaram a que milhares de bebés pudessem ter acesso ao leite materno.

Desde 1991 que a OMS recomenda a promoção do aleitamento materno exclusivo até aos 6 meses de idade dos bebés, considerando que, a partir dessa idade, as crianças devem introduzir alimentos complementares, mantendo o aleitamento materno. Do ponto de vista nutricional, o leite materno (LM) assegura todos os nutrientes que o bebé precisa nos primeiros seis meses de vida, possuindo os anticorpos que propiciam imunidade contra as doenças, até que o sistema imunológico da criança esteja totalmente desenvolvido, algo que não é replicável através dos leites artificiais. Está cientificamente comprovado que as crianças alimentadas com LM apresentam uma menor incidência de alergias, nomeadamente às proteínas de leite de vaca, “tornando-se, pois, necessário fomentar o aleitamento materno exclusivo sempre que possível”, refere o Partido.

Por conseguinte, o PAN “considera que os Bancos de Leite Humanos (BLH) são uma estratégia de politica publica muitíssimo importante. Através da doação de leite humano excedentário, os BLH responsabilizam-se pela coleta, processamento e controlo de qualidade de colostro, de leite de transição e leite humano maduro, para posterior distribuição junto de famílias/crianças que, de outra forma, não teriam possibilidade de ter incluído o LM na sua alimentação”, defendendo, por isso, que:

«- Devem ser criadas condições para que o leite materno possa ser o alimento natural dado às crianças, exclusivamente até aos 6 meses e como complemento até aos 2 anos de idade, conforme recomendação da OMS, permitindo às mulheres a amamentação em contexto laboral ou de flexibilização de horários em função das necessidades alimentares das crianças;

– Devem ser promovidas, acompanhadas e avaliadas, ações de promoção do aleitamento materno junto das famílias;

– Deve ser feito um investimento contínuo na formação das equipas de saúde associadas à gravidez e desenvolvimento da criança, de forma a que a promoção do LM seja uma orientação efetivamente desenvolvida em todo o território nacional;

– A comparticipação destes alimentos substitutos tem que ser salvaguardada a todas as crianças e famílias que deles necessitem, mediante um diagnóstico correto e uma prescrição adequada a cada caso.

– A prescrição das Fórmulas Infantis (FI) deve poder ser feita por profissionais qualificados de saúde com conhecimento, competência e experiência em alergias alimentares nas crianças, estendendo a possibilidade da sua prescrição a outros médicos e nutricionistas com esta especialidade, para além dos pediatras, prática que já ocorre em diversos países.

Garantidas as condições de diagnóstico e acompanhamento, deve a destas FI´s estar acessível à população, em locais de maior proximidade com a comunidade».

Neste contexto, o PAN lembra o Governo que, “no seguimento da apresentação, em janeiro, de um projeto de resolução, cujo ponto 1 foi aprovado pelo Parlamento apesar do voto contra do PS, «devem ser criadas todas as condições para o estabelecimento e implementação de uma Rede de Bancos de Leite Humano, capaz de dar resposta às necessidades de todas as crianças/famílias sem acesso a leite materno no território nacional»”.

Fonte: PAN.

Foto: DR.

COVID-19: PSD Barcelos lança comunicado a agradecer aos profissionais de saúde

Maio 5, 2020 em Atualidade, Concelho, Mundo, Política port barcelosnahorabarcelosnahora

O PSD Barcelos fez chegar às redações, ontem, um comunicado onde “manifesta uma enorme gratidão e um profundo reconhecimento aos Profissionais da área da Saúde” que estão no “combate” ao Coronavírus.



Segue, na íntegra, o referido comunicado:

«OBRIGADO aos da “linha da frente”

O PSD Barcelos manifesta uma enorme gratidão e um profundo reconhecimento aos Profissionais da área da Saúde, nas suas mais diversas áreas, que nos Hospitais, Centros de Saúde, Unidades de Saúde e Instituições cuidam da Saúde dos Cidadãos.

Perante um inimigo invisível, o Coronavírus, o aprumo dos Profissionais de Saúde Barcelenses, colocando em perigo a sua saúde pessoal, bem como a das suas Famílias, muito têm contribuído para tratar dos doentes e para suavizar o medo e a angústia da população Barcelense.

Estes, como outros, são os nossos heróis na “linha da frente”.

OBRIGADO

Juntos vamos conseguir.»

Foto: DR.

Profissionais de Saúde com nova funcionalidade no Instituto de Registos e do Notariado

Abril 1, 2020 em Atualidade, Concelho, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O IRN – Instituto de Registos e do Notariado informou, através dos seus meios de comunicação, que os profissionais de Saúde têm uma nova funcionalidade ao seu dispor.



No caso, se for profissional de Saúde e precisar alterar ou recuperar o pin do seu Cartão de Cidadão, já pode fazê-lo num dos balcões do IRN, em funcionamento, e mediante pré-agendamento.

Para saber mais, consulte: https://irn.justica.gov.pt/COVID-19-Servicos-de-Registo, ou mais concretamente:

https://irn.justica.gov.pt/COVID-19-Servicos-de-Registo?fbclid=IwAR2F75P5qAygLtINpI-hg5vKZM6X5enjPEKvDXcWwstMYNjVn7697J7nha0#Quaisosserviospresenciaisconsideradosessenciaiseprestadosmedianteprvioagendamento.

Neste último link poderão consultar todas os serviços que poderão ser realizados por pré-agendamento, sendo que também pode descarregar os contactos necessários para o fazer.

Foto: DR.

COVID-19: Hospital de Barcelos com alteração temporária do horário de funcionamento do Serviço de Urgência Pediátrica

Março 19, 2020 em Atualidade, Concelho, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No contexto da pandemia por COVID-19, e tendo em consideração o seu Plano de Contingência, o Hospital Santa Maria Maior, EPE- Barcelos informa, em nota, a população residente nos concelhos de Barcelos e Esposende de que, a partir de hoje, 19 de março de 2020, o Serviço de Urgência Pediátrica estará, temporariamente encerrado, entre as 23h00 e as 08h00, sendo que, durante esse período, todas as crianças deverão ser encaminhadas para o Hospital de Braga.



“Esta medida prende-se com a extrema necessidade de afetação de recursos que, num período tão crítico como o que estamos a passar, são cada vez mais escassos, garantindo, ao mesmo tempo, a proteção das crianças que recorrem ao Serviço de Urgência”, refere o Conselho de Administração.

Esta medida será periodicamente reavaliada em função da evolução da pandemia por COVID 19.

Foto: GM.

COVID-19: Centro de Saúde de Barcelos com área dedicada à pandemia

Março 17, 2020 em Atualidade, Concelho, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Entrou em funcionamento, no dia 17 de março, a Área Dedicada ao COVID-19, localizada no edifício do Centro de Saúde de Barcelos.



Esta área dedicada ao COVID-19 irá atender todos os utentes com sintomas respiratórios. Nas Unidades de Saúde realiza-se consulta aberta de causa não respiratória.

Se tiver qualquer sintoma como tosse, febre e dificuldade respiratória não se deve dirigir à vossa unidade de saúde e, sim, ao Centro Saúde Barcelos (Área COVID-19), com entrada pela parte da frente do centro saúde.

Imagens: DR.

IV Semana em prol da Saúde e do Bem-estar inicia a 16 de setembro

Setembro 12, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Desporto port barcelosnahorabarcelosnahora

Entre 16 e 22 de setembro, a Farmácia Cunha (Barcelos) organiza a 4ª edição da Semana em prol da Saúde e de Bem-estar, com um rol de atividades que culmina numa caminhada solidária a favor dos Bombeiros Voluntários de Barcelos.



Assim, dia 16, pelas 18h30, realiza-se um Workshop Bebé e Mamã, levado a cabo pelo Laboratório BEBÉVIDA. No dia seguinte, entre as 10h00 e as 19h00, há aconselhamento personalizado de Mini Facial NUXE. Nesse mesmo dia, pelas 17h30, os Bombeiros Voluntários de Barcelinhos realizam uma Mass Training de Suporte Básico de Vida.

No dia 18 há, novamente, mais duas atividades. Entre as 10h00 e as 18h00, há aconselhamento personalizado de Mini Facial SKINERIE e, pelas 18h30, Adriana Cardoso – maquilhadora profissional da equipa Jenny Make Up Land – leva a cabo um Workshop de Maquilhagem. Dia 19, entre as 10h00 e as 18h00, realiza-se uma Rastreio para Avaliação do Risco Cardiovascular.

Sexta-feira, dia 20, há Mudança de Visual, com a vencedora do passatempo MUDASTI. Entre as 16h00 e as 20h00, realiza-se uma Special Hours PAPILLON, com apresentação da marca masculina.

Após um pequeno interregno de um dia, no domingo, dia 22 de setembro, pelas 9h00, realiza-se a 4ª Caminhada Solidária, com o valor total das inscrições a reverter para os Bombeiros Voluntários de Barcelinhos. O destino é o alto do Monte da Franqueira. As inscrições para esta caminhada realizam-se na Farmácia Cunha, localizada na Rua Dr. Sebastião de Matos, em Vila Frescaínha São Martinho, até dia 21 de setembro.

De salientar que as inscrições para os workshops, Mini Faciais e Rastreios Gratuitos têm inscrição obrigatória até dia 14 de setembro.

Durante a Semana, a organização incentiva as pessoas a levarem medicamentos fora do prazo ou embalagens vazias, para ajudar o ambiente e ainda receber um brinde.

Imagem: FC.

“Barqueiros+Saúde” decorre com grande êxito

Julho 4, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Educação port barcelosnahorabarcelosnahora

No passado domingo, dia 1 de julho, realizou-se o evento solidário “Barqueiros+Saúde”, em Barqueiros. Este foi um evento organizado pela Farmácia Rosmaninho, em parceria com os Amigos da Montanha, por forma a promover a saúde junto da população e a angariar fundos para ajudar associações da freguesia.



A organização convidou algumas entidades ligadas à área da saúde a fazer parte desta iniciativa, desde as clínicas dentárias “FormSmile” e “Dr. Paulo Miller”, o espaço de saúde e bem-estar, Aequilibrium, e a Ótica “Olhos do Cávado”.

Durante a manhã, foram abordados vários temas e realizados alguns rastreios, como a avaliação do risco cardiovascular, rastreios visuais, sensibilização para cuidados de higiene oral, informação da população na área da podologia da nutrição, entre outros.

A iniciativa foi interessante, levando a que as pessoas pudessem, também, conhecer a grande oferta de serviços que estas entidades têm para oferecer.

Realizou-se, ainda, uma caminhada de cerca de 5km, que, apesar das condições meteorológicas não terem sido as melhores, teve grande adesão por parte de inscritos, e na qual foi notória a animação por parte destes.

Um dos momentos mais aguardados da manhã foi a realização do sorteio dos quatros prémios previstos para os participantes da caminhada.

Dado que o projeto “Barqueiros+Saúde” foi uma iniciativa pioneira na referida freguesia, houve grande adesão por parte da comunidade, tendo sido uma iniciativa bem conseguida.

Em nota, a organização deixa “um grande agradecimento a todos os intervenientes que contribuíram para este projeto porque só com o apoio de todos é que se conseguiu proporcionar um evento como o sucedido”.

Fonte e fotos: FR.

Evento solidário “Barqueiros+Saúde” realiza-se a 1 de julho

Junho 15, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto port barcelosnahorabarcelosnahora

A Farmácia Rosmaninho, de Barqueiros, está a organizar o evento solidário “Barqueiros+Saúde”, que se realiza no dia 1 de julho, domingo da parte da manhã, no terreiro junto à Igreja



De acordo com a organização, o “evento foi criado de forma a promover a saúde junto da população a vários níveis. Foram convidados a juntar ao stand da farmácia, que avaliará o risco cardiovascular da população oferecendo rastreios gratuitos de colesterol, glicemia, perímetro abdominal e pressão arterial, outras entidades direcionadas para a saúde, instituídas em Barqueiros, para que as pessoas possam usufruir de vários serviços”

Os serviços em questão serão realizados pela referida farmácia, pelo AEQUILIBRIUM – Saúde e bem-estar, Clínica de Medicina Dentária – Paulo Miller, Óticas – Olhos do Cávado e Formsmile&Podologia.

Realizar-se-á, ainda, uma caminhada de 5km, com oferta de um kit, composto por saco, boné, t-shirt, peça de fruta, água e brindes. O valor da inscrição (3 euros) reverte para associações da freguesia. Os participantes da caminhada poderão ganhar 4 prémios sorteados: (1º) um almoço ou jantar no restaurante “A Barca”; (2º) Óculos de Sol; (3º) Massagem de relaxamento; e (4º) dois bilhetes para o trail dos Amigos da Montanha.

Para mais informações, pode deslocar-se à Farmácia Rosmaninho, em Barqueiros, usar os contactos telefónicos 253 851 400 / 91 345 7016 ou o e-mail farmaciarosmaninho@gmail.com.

Ir Para Cima