Tag archive

Sopro

SOPRO lança campanha de angariação de bens “Juntos por Cabo Delgado”

Abril 5, 2021 em Ação Social, Atualidade, Concelho, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

A SOPRO juntou-se à Arquidiocese de Braga na Campanha Juntos por Cabo Delgado e está a
angariar bens para enviar para as populações mais afetadas em Cabo Delgado, Moçambique,
até 30 de abril.

Local de entrega é no espaço solidário da SOPRO, com agendamento através do número 253 837 259 ou
geral@sopro.org.pt.

Esta organização está a angariar os seguintes novos ou em bom estado de conservação:

• Lonas e tendas: tenda sala de aula, tenda para hospital e cobertores.

• Utensílios de cozinha: panelas, baldes e bacias.

• Instrumentos e ferramentas agrícolas (parte metálica): enxadas, pás, forquilhas,
tesouras de podar, foices, catanas, roçadeiras, picaretas e carrinhos de mão.

• Material de costura: máquinas de costura não elétrica, linhas, agulhas e tesouras.

• Ferramentas de carpintaria não elétricas: afiadores, níveis, alicates, turquesas, fitas
métricas, serras, serrotes, cola de madeira, plainas, formões, martelos, berbequins
manuais, lima, grosa, grampos, serras, trinchas, machadinhas, encho, jogos de chaves de
fendas, jogos de chaves de bocas, chave-inglesa.

“Acreditamos que Pequenos Gestos Mudam o Mundo!” – SOPRO

Da Jordânia para Portugal, voluntário da SOPRO no projeto YES, We Can!

Março 24, 2021 em Ação Social, Atualidade, Concelho, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Laith Shaeen da Jordânia. voluntário no projeto YES, We Can!, esteve na SOPRO durante 1 ano, escreve carta aberta onde relata a sua experiência como voluntário em Portugal.

“Tudo começou com uma tag aleatória numa página de Facebook, onde vi uma descrição do programa Yes We Can! Não sabia nada sobre Portugal, nem nunca tinha estado na Europa, decidi candidatar-me mesmo antes do meu contrato de trabalho terminar. Recebi um telefonema de um jovem que trabalhava no centro juvenil de Amã, a dizer-me que fui aceite como candidato ao programa Yes, We Can!
Comecei a preparar os documentos necessários para o VISTO e, preparei as
minhas malas. Entretanto iniciei a minha viagem para o desconhecido, sem
conhecer Portugal e sua língua, cheguei ao aeroporto do Porto, fiquei fascinado mesmo antes de aterrar. As montanhas verdes e rios, vistos do céu, tudo era totalmente diferente para mim, pois o meu país, a Jordânia, é um dos mais pobres em recursos de hídricos e a maior parte do território é deserto.

Assim que cheguei, comecei logo a trabalhar para mudar o mundo e a torná-lo num lugar melhor. Ajudei a angariar alimentos e contribui para fazer muitas famílias felizes. Demos às pessoas a ajuda de que precisavam como roupa, mobiliário, comida ou apenas um sorriso. A minha atividade preferida foi angariar alimentos no Natal. Sei que participei em algo que fez com que as pessoas ficassem felizes, e isso mudou a minha perspetiva do voluntariado para sempre, é uma experiência que mudou a minha vida.
Apesar de terem sido tempos difíceis devido à Covid-19, isso não me impediu de explorar Portugal e de viver novas experiências.

Fiz canoagem pela primeira vez em toda a minha vida e apaixonei-me pela modalidade, a certa altura acabei por fazer canoagem todos os fins de semana. Também tive a oportunidade de experimentar o Surf, até agora foi a experiência mais marcante aqui em Portugal, foi uma experiência magnífica que nunca esquecerei. Tive a oportunidade de conhecer um país diferente, de ter sido apresentado a novas culturas, de conhecer pessoas fascinantes, de fazer as pessoas sorrirem e isso fez-me feliz.

Para mim a felicidade é a razão pela qual vivemos, por isso, estou mais do que contente por estar a viver entre as pessoas maravilhosas de Barcelos. Apesar de ter sido só por um ano, senti que pertencia aqui, senti-me em casa.”


Traduzido pela Mónica Romão, voluntária da SOPRO

Fonte|Foto: SOPRO @DR

Presentes de Coração Cheio!

Dezembro 20, 2020 em Atualidade, Concelho, Mundo, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
Professor Miguel Novais

O meu nome é Miguel Novais, sou Licenciado em Educação Física e Desporto, com Mestrado em Intervenção Psicossocial com Crianças, Jovens e Famílias de Risco.
Atualmente sou Professor de Educação Física no Agrupamento de Escolas Alcaides de Faria. Sou casado, pai de dois filhos e desportista (ultramaratonista). Acredito que é através do exemplo e da sensibilização dos jovens para os valores e hábitos saudáveis que se consegue melhorar o Mundo.

Sou sócio fundador e voluntário da SOPRO, pertenço aos órgãos sociais da SOPRO desde 2003. Tenho sido dinamizador de inúmeros projetos de voluntariado nacionais e internacionais, assim como de campanhas de sensibilização e angariação de fundos, mas só em 2010 é que assumi a presidência da SOPRO, depois de uma experiência de voluntariado missionário em Moçambique. Desde 2010 que a SOPRO, tem tido um crescimento gradual e sustentável, cada vez com maior impacto na comunidade local e internacional.

A época do natal será sempre muito especial, pois está rodeada de magia e solidariedade, à qual ninguém consegue ficar indiferente. É a época de celebrar a união em família, mas também de partilhar presentes de coração com as pessoas que amamos.

No entanto, a situação pandémica atual, não nos permite viver esta quadra da mesma forma a que estamos habituados. O “Normal” seria andarmos a correr à procura daquele presente, no meio do trânsito, constantemente a olhar para o relógio e para a carteira.  Sempre sem tempo para fazer tudo o que gostaríamos de fazer, mas ansiosos por passar a noite de natal em família e junto das pessoas que mais amamos. Para uns, o Natal continuará a ser uma época de esperança, de mais união (apesar das distâncias) e solidariedade, para outros será vivida com tristeza, amargura e preocupação. As dificuldades económicas, a incerteza, a ausência da família, o receio da doença ou a falta de saúde, e todas as restrições em que vivemos, podem ensombrar este Natal.

Apesar de os encontros e jantares com colegas e amigos não poderem existir é uma oportunidade única para repensarmos no verdadeiro significado do Natal. O Espírito Natalício deve despertar em nós a solidariedade, a entreajuda, o perdão e a fraternidade entre as pessoas.

Podemos não estar tão próximos, podemos não abraçar, podemos não conviver como convivíamos, mas podemos fazer muitos pequenos gestos que contribuem para a felicidade de alguém que amamos ou até para alguém desconhecido. Por isso, é importante valorizar os pequenos gestos que conseguimos fazer.

Atividades a realizar com crianças em isolamento.

O natal está a chegar e fiquei “preso” em casa. Primeiro em isolamento profilático e depois como infetado COVID. Mas não fiquei só, fiquei com a minha querida e amada família, com quem posso viver intensamente estes dias fechado em casa. Mas sinto verdadeiramente que não estou sozinho, pois a disponibilidade de amigos e familiares está sempre presente, quer para fazer compras ou para dar uma palavra. E as crianças estão super felizes a fazer atividades conjuntas com os pais: seja a pintar, a cozinhar, fazer bolos, ver filmes ou fazer jogos em família. É sem dúvida um tempo de qualidade em família, que só com a pandemia foi possível.

E para os mais pequenos, o natal é mágico, curiosos e ansiosos para saber que presente é que o Pai Natal vai trazer e como é que vai deixar os presentes, se nós não temos chaminé!

Entrega de Cabazes de Natal realizada pelos voluntários da SOPRO

Sinto-me também de coração cheio ao ver a solidariedade que existe na cidade onde vivo, com um envolvimento de crianças e jovens a organizarem recolhas de alimentos nas escolas, construírem caixas para oferecer alimentos a famílias carenciadas, voluntários a elaborar e entregar cabazes de natal, idosos a receberem visitas, entidades a partilharem presentes de coração cheio (anjos de natal e donações).

Caixas de Papel decoradas pelos alunos do Colégio La Salle e que serão utilizadas na entrega de cabazes a famílias carenciadas.

Isto é Natal! Apesar de todas as limitações, estamos a habituar-nos a um “Novo Normal”, mas não podemos deixar de transmitir uma mensagem positiva e se necessário criar novos hábitos nesta época natalícia.

Anjo de Madeira da SOPRO (angariação de fundos para Moçambique).

É preciso ser positivo e criativo, quer na forma como comunicamos nas redes sociais e nas plataformas que são o nosso dia a dia (zoom, wathsapp, Skype, …), quer na forma como comunicamos com os nossos familiares e amigos mais próximos, para que se sintam presentes no nosso coração.

Que este Natal tão diferente, nos ensine a oferecer Presentes de Coração Cheio! Que nos ajude a valorizar os pequenos gestos e o tempo de qualidade em família!

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Por: Professor Miguel Novais

Fotos: DR

SOPRO leva a cabo campanha “Doar hoje, para um prato cheio no Natal!”

Novembro 24, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

A SOPRO está a organizar a Campanha de Angariação de bens essenciais “Doar hoje, para um prato cheio no Natal”, que decorrerá nos próximos dias 28 e 29 de novembro, entre as 9h00 e as 13h00, no E. Leclerc de Barcelos.



A SOPRO tem como objetivo “angariar bens para os cabazes de Natal das famílias mais carenciadas de Barcelos, para que possam ter um Natal com dignidade. Queremos que neste Natal, apesar de em muitas casas estar menos gente na Ceia de Natal, todos tenham um prato cheio, na sua Ceia de Natal”.

Estarão a angariar:

Bacalhau, óleo, azeite, conservas, atum, salsichas, feijão, grão, leite, café solúvel, cereais, bolachas, farinha, açúcar, sal, comida para bebé e artigos de higiene.

A SOPRO lança o desafio aos grupos de jovens, grupos organizados, empresas, escolas e outros grupos para que organizem as suas próprias campanhas de alimentos e façam chegar à SOPRO. Devido às medidas restritivas do COVID-19, apenas poderão angariar alimentos no sábado e domingo de manhã e a procura de ajuda neste ano difícil tem vindo a aumentar.

Fonte e imagem: SOPRO.

SOPRO realiza sessão online sobre Apadrinhamento

Novembro 18, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

A SOPRO está a organizar uma sessão online sobre a importância do seu programa de Apadrinhamento em Moçambique, que acontecerá em direto no Facebook da ONGD, no próximo sábado, dia 21 de novembro, pelas 21h00.



Para esta conversa estarão presentes: Miguel Novais (Presidente da SOPRO); Irmão Sebastião (responsável pelo acompanhamento do programa de Apadrinhamento, em direto de Moçambique); Miguel Hilário Silveira (antigo afilhado e beneficiário do programa de Apadrinhamento, também em direto de Moçambique); Patrícia Matos (Madrinha); e Catarina Mendes (que participou na Missão de Voluntariado em Moçambique, em 2019).

Durante esta sessão de esclarecimento, será abordada a importância do Apadrinhamento em Moçambique, o caso de sucesso do antigo afilhado Miguel Hilário Silveira, que beneficiou do programa de Apadrinhamento da SOPRO e que conseguiu tirar a sua licenciatura.

Fonte e imagem: SOPRO.

Atendimento Presencial na SOPRO só por marcação

Novembro 10, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura Por barcelosnahorabarcelosnahora

No contexto da atual Pandemia COVID-19 e no seguimento das ações definidas na Resolução de Conselho de Ministros nº 92 – A / 2020, a SOPRO – Solidariedade e Promoção informa que a partir do dia 9 de novembro o atendimento presencial na associação passou a ser realizado por marcação prévia.



A marcação poderá ser realizada através dos canais disponíveis:

▪ Telefone: 253 837 259

▪ Telemóvel: 965 659 916

▪ Email: geral@sopro.org.pt

O período de funcionamento dos serviços mantém-se inalterado, das 10h00 às 13h00 e das 14h30 às 17h00, apenas disponíveis para marcações prévias.

“A SOPRO agradece a colaboração de todos na adoção desta medida, contribuindo assim para o combate do atual estado pandémico”, refere em nota enviada às redações.

Imagem: SOPRO.

Dos arrepios de Londres ao calor de Barcelos

Outubro 20, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo, Opinião Por barcelosnahorabarcelosnahora
Christianne Daniel

Já alguma vez ouviste falar sobre alguém que pediu a demissão de um emprego que ainda está para começar? Foi uma das decisões mais loucas, mas ainda assim, emocionantes que já tomei. Há algo agradavelmente assustador em deixar tudo o que conheces para trás durante um ano. Quando tomei essa decisão, de me mudar para Portugal, durante um ano, tentei fazê-lo com o mínimo de expectativas possíveis para me permitir estar totalmente mergulhada na experiência.



Evidentemente, existem muitas diferenças entre Londres e Barcelos, sendo uma delas os preços maravilhosamente baixos do frango, que em Portugal custa 4,35€ e em Londres quase 9€; tal como podes imaginar, fiquei em êxtase. O tempo não passou de um sonho, parece a única semana de verão que temos em Londres, mas desta vez, durou um ano inteiro. Porém ao verdadeiro estilo britânico, assim que fica muito quente, eu reclamo, chamamos a isto de “Goldilocks Syndrome” – Síndrome Caracolinhos Dourados (Quando uma pessoa é excessivamente exigente quanto à procura da opção “perfeita” ou “certa” em qualquer situação, seja outra pessoa, lugar ou coisa, porque acredita que sempre terá um mar de opções para escolher). Aprendi, também, o quanto o clima afeta o meu humor, e embora tenha reclamado do calor, o sol faz-me querer aproveitar cada minuto da luz do dia e não tomá-la como garantida.

Um voluntária londrina nas “lides da terra”! (Foto: DR)

Há uma sensação completamente diferente quando vimos de uma grande cidade conhecida para uma muito mais pequena. Ao morar em Londres, segues uma rotina que consiste em dormir, comer, trabalhar e repetir este ciclo, podes acabar por nem socializar com os teus amigos e familiares. Eu passei um ano sem ver alguns dos meus amigos mais próximos por causa deste ciclo, mas em Barcelos existe um sentimento de união entre as pessoas locais. Quando o sol se põe, a família e os amigos reúnem-se e conversam acompanhados de uma cerveja ou um café. Cada vez que uso o autocarro, as senhoras mais velhas conversam com o motorista, sobre o seu dia, o clima, e como é obvio, o tópico global é…Coronavírus. Ver esta união foi lindo.

A única palavra que passou nos lábios de todos, inclusive nos meus, foi Coronavírus. Estar em Portugal, longe dos meus entes queridos durante uma pandemia foi difícil e assustador, além de que ter familiares com alguns problemas de saúde complexos foi muito preocupante para mim, e não ter nenhum familiar em Portugal foi difícil. Como o mundo parou, sou grata por ter a minha colega de apartamento e os meus amigos voluntários, é muito fácil para mim ir-me abaixo, mas mantivemo-nos ocupados e fomo-nos apoiando mutuamente. Conseguimos manter a nossa sanidade mental sã e continuamos com as risadas contínuas durante a quarentena, sendo por isso que lhes agradeço. Nunca esquecerei os meus dias de quarentena, em Portugal.

Nunca soube que Portugal tinha uma cultura de bebida tão grande, pensei que os britânicos gostavam de beber, mas estava muito enganada. Embora, quando o Portugal produz a melhor cerveja e vinho, tudo faz sentido. Quando estiveres no Norte, bebe como no Norte…Super Bock! Eu deveria ser a gerente de publicidade e entretenimento da Super Bock.

A oportunidade que tive de aprender um novo idioma foi algo que não pude tomar como garantido, apesar de todos os esforços da minha organização e das aulas de Português, tudo o que eu ainda sei é “Bom dia; Boa tarde/noite; Xau; Até já/logo/amanhã”, desculpa Elena 🙂 ! Apesar disto, a experiência que consegui adquirir é como nenhuma outra.

Christianne teve a oportunidade de apreciar belas paisagens portuguesas (Foto: DR)

No geral, a minha passagem por Portugal tem sido um montanha russa, muitos altos e muitos baixos, mas definitivamente, a melhor experiência que já tive, cheia de imensas memórias bonitas. Sempre quis morar no estrangeiro tal como trabalhar no exterior, agora eu posso, então fiz ambas as coisas. Se sonhaste, vai e vive, só não te arrependas, porque isso é pior.

Por: Christianne Daniel* (Voluntária na SOPRO, durante 1 ano, no Projeto Powerfull Volunteers)

Tradução: Ana Roriz (voluntária).

Fotos: DR.

SOPRO precisa de alimentos e voluntários

Setembro 3, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Saúde Por barcelosnahorabarcelosnahora

A SOPRO – Solidariedade e Promoção está a preparar a Campanha de Recolha de Bens Alimentares, a realizar no dia 6 de setembro, no hipermercado E.Leclerc Barcelos, durante todo o dia.



Está a angariar leite, cereais, bolachas, conservas, atum, arroz, massa, azeite, óleo, salsichas, farinha, açúcar, feijão, grão, sal, comida para bebé e artigos de higiene.

“Esta campanha de recolha de bens alimentares tem como objetivo apoiar as famílias carenciadas, que têm vindo a precisar de mais ajuda devido a toda a crise social e económica causada pelo COVID-19. Convidamos todos os possam doar nesta campanha e apelamos a todos os que possam promover em Associações, Grupos, Empresas, Escolas e outras instituições Campanhas de Recolhas de Bens Alimentares”, refere a ONGD.

Para esta campanha, a SOPRO procura voluntários que possam colaborar. Para mais informações, contactar através do número 253 837 259.

Imagem: SOPRO.

Banco de Manuais e Material Escolar da SOPRO aberto para inscrições

Agosto 27, 2020 em Atualidade, Concelho, Educação, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

A SOPRO – Solidariedade e Promoção já reabriu o Banco de Manuais e Material Escolar. Este projeto tem como objetivo incentivar a reutilização de manuais escolares e apoiar as famílias com educandos em idade escolar.



Por isso, a ONGD agradece a todos os que possam entregar na sua sede os manuais escolares de que já não precisam, para poder facilitar a troca de manuais. As famílias que se queiram candidatar a receber manuais escolares devem entrar em contacto com a SOPRO para agendar a inscrição do seu educando.

As famílias que comprovem a sua situação de vulnerabilidade, poderão candidatar-se ao kit de material escolar, que será entregue de acordo com o ano escolar do educando em causa.

A SOPRO solicita a todos que possam doar livros e manuais escolares em uso e fora de uso em Portugal, que entreguem na sua sede, já que não dispõe de serviço de recolha.

Dependo do ano e estado de conservação dos livros e manuais escolares, estes serão disponibilizados para troca, enviados para Moçambique ou entregues na reciclagem e os fundos angariados serão utilizados para adquirir material escolar para os 150 afilhados da SOPRO na Escola João XXIII, na Beira.

Para mais informações, entre em contacto através do 253 837 259.

Fonte a imagem: SOPRO.

SOPRO apoia projeto “Amor não tem idade”

Agosto 21, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo, Saúde Por barcelosnahorabarcelosnahora

A SOPRO está a apoiar o projeto de solidariedade “Amor não tem idade”, dinamizado por cinco jovens do concelho de Barcelos. Este projeto pretende dar resposta a uma dupla necessidade do concelho: primeiro, aos jovens que procuram um papel ativo na sociedade através de uma oportunidade de voluntariado contínuo. A outra vertente está relacionada com o progressivo isolamento da população idosa do concelho, que foi agravado pelo COVID-19.



Este é um projeto de voluntariado contínuo e comprometido, tendo como público-alvo os idosos que vivam sozinhos ou passem grande parte do seu dia sem companhia. O grupo de voluntários, compromete-se a fazer visitas semanais, levando uma palavra amiga, sendo mais uma resposta na luta contra o isolamento da população mais envelhecida de Barcelos. Terá ainda um papel importante na sinalização e encaminhamento de casos de necessidades e carências que de outra forma permaneceriam invisíveis.

O projeto “Amor não tem idade” é cofinanciado pela Corpo Europeu de Solidariedade e Agência Nacional Erasmus+ Juventude em Ação.

Neste momento, o projeto procura Juntas de Freguesia e Entidades que se queiram juntar, ajudando os idosos da sua comunidade. Também procura jovens para fazerem parte de este projeto de voluntariado.

Para mais informações, não hesite em entrar em contacto, através de:

João Silva: 933 301 828

E-mail: amornaotemidades@gmail.com

Facebook: https://www.facebook.com/amornaotemidade20/

Instagram: @amornaotemidade_

Imagens: DR.

1 2 3 10
Ir Para Cima