Tag archive

Teatro Gil Vicente - page 16

A Tuna Feminina do IPCA apresenta mais uma edição do “IPCA Solidário”

Fevereiro 25, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Educação port barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo dia 02 de março, pelas 21h00, no Teatro Gil Vicente, realiza-se um concerto integrado no projeto “IPCA Solidário”, levado a cabo pela Tuna Feminina do IPCA.

Para além da prestação da Tuna Feminina, o concerto contará com a performance da Tuna Académica do IPCA (TAIPCA) e do Grupo de Fados do IPCA.

De acordo com as organizadoras, “Este evento tem vindo a ser, ao longo dos últimos anos, uma oportunidade para revelar à sociedade envolvente o cariz solidário da academia do IPCA e do traje que vestimos. “

Mais, “Pretendemos sensibilizar todos os que nos queiram acompanhar para contribuir e fazer a diferença, sendo que o que enaltecemos é a vontade e o valor da ação. O segredo é deixar a sua marca com um pequeno gesto.”

Por fim, referem que “Estamos a recolher tampas de plástico, rolhas de cortiça e cones que podem ser entregues no dia ou nos vários pontos de recolha que temos pela cidade”, deixando um apelo para que possam contribuir e ajudar este menino especial que é o Tomás.

Fonte e imagem: TFIPCA.

Daniel Pereira Cristo apresenta “Cavaquinho Cantado” no Teatro Gil Vicente

Fevereiro 22, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

É já no próximo dia 24 de fevereiro, pelas 22h00, no Teatro Gil Vicente, que se realiza o concerto que serve de apresentação do álbum “Cavaquinho Cantado”, de Daniel Pereira Cristo.

O músico e compositor bracarense Daniel Pereira é um apaixonado pela música de identidade e instrumentos tradicionais e apresenta, agora, o seu primeiro trabalho a solo. Este álbum tem o cavaquinho e o canto como personagens principais de um todo que se pretende seja sentido como uma abordagem nova e contemporânea da Música Étnica do Noroeste Português.

Desde muito cedo, que os instrumentos tradicionais, e os cordofones em particular, fazem parte da vida e da música de Daniel Pereira.

O seu percurso a solo começou com um desafio que chegou da Galiza, quando lhe pediram que mostrasse as sonoridades dos cordofones tradicionais. O convite foi aceite de imediato e proporcionou vários concertos do músico bracarense naquela região autónoma de Espanha, com destaque para aquele que decorreu no Teatro Rosalía de Castro, na Corunha. Quase em simultâneo, recebeu um convite de Júlio Pereira para fazer um trabalho discográfico que aliasse o Canto com o Cavaquinho, com a chancela da Associação Museu Cavaquinho.

Num primeiro momento, em trio, com o projeto “Cordofonias”, explorou as sonoridades dos instrumentos ancestrais da tradição minhota. Pegou no cavaquinho, na braguesa, ou no bandolim, e fez uma intensa viagem sonora pela tradição oral, nas músicas cantadas. Mas esse trajeto ganhou forma, também, nos instrumentais que compôs.

Ao lado de Daniel Pereira, vão estar Diogo Riço, na Bandola, André NO, nas Percussões, e David Estêvão, no Contrabaixo. Juntam-se, ainda, Catarina Valadas, na Voz e Flauta Transversal, e André Ramos, na Viola Braguesa.

concerto-cristo

O concerto caracteriza-se pela alegria da junção de dois velhos conhecidos: o canto e o cavaquinho. São, afinal, as duas personagens centrais de uma nova e contemporânea abordagem da Música Étnica do Noroeste Português e Peninsular, como Daniel Pereira gosta de chamar-lhe. A produção musical do espetáculo é do técnico e multi-instrumentista Hélder Costa, com Sérgio Lajas no desenho de luz.

Com o álbum “Cavaquinho Cantado”, Daniel Pereira procura, também, atingir um outro objetivo: colocar o Minho e música do noroeste português no roteiro mundial das Músicas do Mundo.

Fonte: Agenda Cultural da CM de Barcelos.
Imagem: Página do evento no Facebook.

Foto: Facebook de Daniel Pereira Cristo.

“Péricles”, de Shakespeare, no Teatro Gil Vicente

Fevereiro 22, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

Vai a cena, no próximo sábado, dia 25 de Fevereiro, pelas 21h30, a peça de teatro “Péricles, de William Shakespeare. O Teatro Experimental de Mortágua (TEM) estará no Teatro Gil Vicente para apresentar o espetáculo, com texto e encenação de Claudio Hochman e cenografia e figurinos de Rocío Matosas. A peça está incluída no ciclo de programação de espetáculos de teatro que a “A Capoeira”- companhia de teatro de Barcelos apresenta para comemorar o seu 40º Aniversário.

Num breve resumo, pode-se referir que a peça – diz-se – foi escrita em 1609. Diz-se que Shakespeare só escreveu a segunda parte. De acordo com o TEM, «alguns dizem que foi um êxito estrondoso, outros que foi um fracasso absoluto. São coisas que se dizem e que nunca saberemos se são verdade ou mentira. Mas isso também não é muito importante.

pericles

O que verdadeiramente importa é que o texto chegou até aos nossos dias e, se chegou deve ser porque vale a pena continuar a encená-lo a história é simples e complexa, como quase todas as de Shakespeare.

Começa com um incesto e nisto não encontra paralelo em nenhuma outra peça.

Conta as peripécias que um príncipe viveu enquanto procurava uma rainha para se poder casar.

À maneira de Ulisses em “Odisseia”, Péricles vai de ilha em ilha, por vezes perseguido por assassinos, outras sacudido por tempestades, outras à procura da sua filha.

Nesta viagem aparecem personagens de todas as texturas. Bons, maus, submissos, dominantes, solidários, interesseiras, invejosos, benevolentes, implacáveis, espirituosos e espirituais… Um leque de cores que reflete a vida, como em todas as peças do dramaturgo inglês. Uma peça que é uma viagem. Uma viagem que é uma peça.»

A organização revela que os bilhetes têm o custo de 2€ e podem ser levantados na bilheteira do Teatro Gil Vicente.

Imagens: “A Capoeira” – companhia de teatro de Barcelos.

Musical “Um tesouro do tamanho do Mundo” no Teatro Gil Vicente

Fevereiro 13, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

É já nos próximos dias 15 (15h00) e 17 de fevereiro (21h30) que o Instituto Autodidata de Estudos Superiores do Minho apresenta a peça de teatro musical “Um tesouro do tamanho do Mundo”, levada a cena no Teatro Gil Vicente – Barcelos.

A peça retrata que “nos tempos dos nossos descobrimentos, sulcavam os mares navios de piratas que saqueavam as terras por onde passavam.

O nosso barco de piratas viajava através do mundo em busca de tesouros, e nas costas de diversos países, em vez de tesouros, os piratas descobrem a cultura e costumes desses povos, e como tal vão ficando muito agastados com a sua desdita.

No final da viagem, e de mãos vazias, quando o capitão dos piratas, na praia da última ilha que visitaram, amaldiçoa tudo por não ter encontrado tesouros, aparece a deusa do mar que lhe fala e faz ver que afinal não encontrou ouro, mas encontrou a amizade dos povos, a cultura, os seus costumes, e não saqueou ninguém, portanto, isso era um tesouro do tamanho do mundo.”

Fonte e imagem: Agenda Cultural da CM de Barcelos.

Barcelenses indignu [lat.] apresentam álbum “OPHELIA”

Fevereiro 13, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo dia 18 de fevereiro, pelas 22h00, o coletivo de Barcelos “indignu [lat.]” apresentam o seu álbum “OPHELIA”. O concerto decorrerá no Teatro Gil Vicente – Barcelos.

Depois de “Odyssea” (2013), o grupo de Barcelos está de regresso aos discos com “Ophelia”. No novo trabalho, o sexteto abre o véu para a temática da bipolaridade humana, lembrando ao mesmo tempo que as maiores e mais desconcertantes viagens ocorrem, na maior parte das vezes, dentro de nós.

Gravado nos meses de Agosto de 2015 e Fevereiro e Março de 2016, “Ophelia” foi produzido por Paulo Miranda, conhecido produtor e responsável por trabalhos de The Legendary Tiger Man, peixe : avião, Old Jerusalem, entre outros, no AMP Studios, em Viana do Castelo, e masterizado por Miguel Marques, nos estúdios Sá da Bandeira, Porto, que masterizou também discos de Capitão Fausto, Keep Razors Sharp, Glockenwise e Filho da Mãe.

“indignu [lat.]” é formado por Afonso Dorido (guitarra), Graça Carvalho (violino e sintetizadores), Helena Silva (violino), Jimmy Moom (guitarra, metalofone, baixo), Paulo Miranda (bateria) e Mateus Nogueira (baixo, piano, guitarra).

Fonte e imagem: Agenda Cultural da CM de Barcelos.

Banda barcelense L-Blues em concerto no Teatro Gil Vicente

Fevereiro 7, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo dia 10 de fevereiro, pelas 21h30, no Teatro Gil Vicente (Barcelos), os L-Blues apresentam o seu trabalho discográfico (CD) de estreia “L-Blues”. O concerto está inserido da “L-Blues Tour”, que, para além de Barcelos, passa por VN de Famalicão, Lisboa (2 concertos) e Algarve (2 concertos – Guia e Faro).

Surgindo do projeto musical “High Flying Bird”, esta banda alia sonoridades como o folk, o country e blues ao rock’n roll. Composta por três elementos: Bruno Lopes – voz, guitarras, Slide, harmónicas, kazoo e stompbox; Rui Barbosa – baixo e Jorge Braga – bateria.

l-blues(interior)

Este CD é constituído por cinco músicas e teve a participação de Ana Neto nas vozes e de Céu Neiva no violino e viola de arco. Com título homónimo do nome da banda, o CD já está disponível nas principais lojas digitais e estará, em breve, à venda nas lojas Fnac.

De referir que este concerto será de entrada livre mas com necessidade de reserva dos bilhetes através dos canais normais, ou seja, diretamente no Teatro.

Vídeo promocional:

https://www.youtube.com/watch?v=2ny1oJarjdo

Fonte e multimédia: Facebook dos L-Blues.

Incêndio em restaurante de Barcelos

Fevereiro 2, 2017 em Atualidade, Concelho port barcelosnahorabarcelosnahora

Hoje de manhã, pelas 8h30, deflagrou um incêndio no restaurante “Babette”, localizado no centro histórico de Barcelos, mais concretamente, no Largo Dr. Martins de Lima, junto ao Teatro Gil Vicente.

De acordo com informações recolhidas no local, o incêndio terá tido origem no quadro elétrico. O primeiro andar e os prédios vizinhos não foram afetados. Esta ocorrência mobilizou meios dos Bombeiros de Barcelos e de Barcelinhos.

Na página Facebook do referido restaurante, a gerência informou que “hoje foi um dia complicado” e que o “Babette” estaria temporariamente fechado.

Vídeo da ocorrência

Evento de dança “Sequência um dois três”

Janeiro 30, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

Realiza-se nos próximos dias 04 e 05 de fevereiro, no Teatro Gil Vicente, o evento de dança contemporânea “Sequência um dois três”, apresentado pelas bailarinas da “Sequência Companhia de Dança Jovem” de Aveiro, com a participação especial de Anita Garcia Grosse e de outros bailarinos, que se qualificam através de um workshop técnico e artístico, dirigido pelo professor, bailarino e coreógrafo Álvaro Ribeiro.

sequência2

Terá a apresentação de 3 coreografias da autoria do referido Álvaro Ribeiro, de Lara Pereira e de Ana Cláudia Capela, com uma sessão no dia 04, pelas 21h30 e outra no dia 05, pelas 16h00. O promotor do evento é a Associação Amigos do Ballet, da Várzea.

O workshop sobre elaboração da coreografia “três: Bolero” realizar-se-á no dia 04, com o registo a iniciar às 9h00 e duração até às 18h00. Finalizará com a estreia absoluta perante o público geral no dia 04 e repetição da atuação no dia 05 de fevereiro.

A inscrição, e mais informações, poderá ser feita através do email aab.amigosdoballet@gmail.com ou pelo telefone n.º 966 271 870.

 

 

Fontes e imagens: Agenda Cultural da CM Barcelos e página Facebook do evento.

«Maria, Senhora de Mim» no Teatro Gil Vicente

Janeiro 26, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

O grupo de teatro Pateo das Galinhas Teatro de Bico apresentará no Teatro Gil Vicente o espetáculo «Maria, Senhora de Mim», no próximo dia 28 de janeiro, pelas 21h30.

Este espetáculo do grupo de teatro experimental da Figueira da Foz está integrado no programa “A Capoeira’ 40 anos”, que pretende comemorar os 40 anos d’A Capoeira – Companhia de Teatro de Barcelos.

A entrada tem o custo de 2€ e os bilhetes podem ser levantados na bilheteira do Teatro Gil Vicente.

Breve resumo:

A peça retrata três mulheres, três vidas. Um passado que se revisita e um presente que magoa. O desencanto, a aceitação, a entrega, o corpo que se vende e o amor. Verdadeiro, mas traído. Porque a existência obriga, a solidão arrasta, a vontade enfraquece. Três mulheres leem o mundo e os que o povoam. De forma profunda, mas também simples, como marginais e como gente vulgar que apenas quer sobreviver. A felicidade pode não ser possível, os que vivem podem não existir e a tragédia reside na compreensão vaga de que tudo o que há em nós pode ser absurdo e …não ter sentido.

Uma mulher sai, numa noite, para vender o corpo. Vive ou morre?

A Encenação estará a cargo de Ricardo Kalash e a peça terá como elenco: Helena Adão, Isabel Cardoso, Lígia Bugalho, José Fonseca e Rui Féteira. Figurinos deFilomena Praça, desenho de luz de Luís Ferreira e Produção do Pateo das Galinhas.

Terá a duração de 60 minutos e será para maiores de 12 anos.

 

Imagem: Agenda Cultural da CM de Barcelos.

1 14 15 16
Ir Para Cima