Tag archive

Teatro

“Prá Frente Barcelos” entre 18 de julho a 5 de setembro

Julho 14, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Atividades culturais na frente ribeirinha

“Prá Frente Barcelos” é o título da sugestão do Município para as atividades culturais a realizar na frente ribeirinha de Barcelos entre 18 de Julho e 5 de setembro.



Com as limitações impostas pela pandemia do COVID-19, que motivaram a anulação dos eventos culturais e artísticos, a Câmara Municipal de Barcelos decidiu relançar as atividades culturais com conteúdos capazes de atraírem a população.

Será assim ao longos dos próximos três meses, com uma programação que integra teatro, música, dança e cinema, em espaços montados na frente ribeirinha de Barcelos, ao ar livre, numa área limitada, com assistência condicionada às determinações da Direção-Geral da Saúde.

A programação inicia já no dia 18 de julho, às 11h00, com o espetáculo infantil “Os 3 Porquinhos”, pela Capoeira – Companhia de Teatro de Barcelos”. Às 22h00 é a vez do músico Frederico Dinis apresentar “An unexplained emptiness”.

Domingo, dia 19 de julho, às 18h30, a Ronda Típica do Bairro da Misericórdia proporciona um fim de tarde com muita música e diversão.

O cineclube ZOOM continua a apostar no cinema. No dia 21, o filme “Rio Bravo”, de Howard Hawks (1959), e, no dia 28, “Assalto à 13ª Esquadra”, de John Carpenter (1976).

Nos dias 23, 24, 25 e 26, o ciclo de concertos “triciclo” está de volta. O primeiro concerto fica a cargo de “Gãrgoola”, um projeto artístico do duo João Miguel Fernandes e Filipe Miranda. No dia 24, atua “Baleia,Baleia,Baleia”, uma dupla formada por Manuel Molarinho (baixo e voz) e Ricardo Cabral (bateria). Dia 25, realiza-se um concerto com “White Haus”, projeto musical de João Vieira (X-Wife, DJ Kitten). Todos os espetáculos acontecem às 22h00. No dia 26, “Homem em Catarse”, o alter-ego musical do músico barcelense Afonso Dorido, às 18h30.

No dia 31, às 21h30, dia em que se comemoram os 118 anos do Theatro Gil Vicente, no Largo Dr. Martins Lima (em frente ao Teatro), realiza-se um espetáculo de dança pela Escola de Dança de Barcelos e Trovas e Cantigas, com “Poetas e Tradições”.

A programação continua no mês de agosto com muita música e cinema.

A iniciar o mês, no dia 1, às 22h00, Filipe Miranda e Joana Jardim apresentam “Do aqui para sempre”. No dia 2, às 12h00, a Escola da Banda Musical de Oliveira leva a palco “Estágio de Sopros e Percussão”.

Às 18h30, é a vez do Circulo Católico Operários de Barcelos apresentar “Dimensão Minhota”.

O cineclube ZOOM leva à frente ribeirinha, duas sessões de cinema. No dia 4, o filme “Bacarau”, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles (1959), e, no dia 11, “Martin Eden”, de Pietro Marcello (2019).

O teatro infantil fica a cargo da Capoeira – Companhia de Teatro de Barcelos com a peça “Pinóquio”, no dia 8, às 11h00. Às 22h00, “O Fado de Lisboa” é apresentado pela artista barcelense Carla Cortez.

A música continua no dia 14 com o Ciclo “Jazz ao Largo”, com o guitarrista português “Tó Trips”. No dia 15, a Banda Musical de Oliveira apresenta “Big Band”, às 21h30.

No dia 21, às 22h00, tem lugar um espetáculo da Linha TGV e, no dia 22, às 22h00, o músico João Miranda.

O Festival “River Blues” está de volta, mas desta vez no palco da frente ribeirinha. Arranca no dia 28 de agosto, às 22h00, com o espetáculo de “Smokestakers” e “L – Blues “. No sábado é a vez de “Delta Blues Riders”.

A programação de verão “Prá Frente Barcelos” termina no dia 5 de setembro com a peça de teatro “Enxôta Diabos”, pela A Mó-Grupo Teatro Vale do Neiva, às 21h30.

Todos os espetáculos são de entrada livre, mas com levantamento obrigatório de bilhete no Theatro Gil Vicente, de terça feira a sexta-feira, das 10h00 às 18h00, ou no próprio dia do espetáculo (no período de 1 hora que antecede o evento). O espaço estará preparado para receber 400 pessoas com todas as condições de segurança.

Fonte e imagem: CMB.

Criação teatral no Vale do Neiva regista a instalação da Linha de Muito Alta Tensão no Minho

Julho 14, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Economia Por barcelosnahorabarcelosnahora

Teatro de Balugas responsável pelo trabalho de campo

“Sem Rei Nem Roque” tem como palco o território de Barcelos e Ponte de Lima, com incidência no vale do Neiva e as suas aldeias afetadas pela construção do projeto elétrico.



O trabalho de campo é da responsabilidade do Teatro de Balugas e “vai registar o confronto da natureza e das pessoas com a colocação da linha no terreno, questionar o que fica, o que desaparece e que poder é este que se assenhoreia do território”, refere em nota.

“São as novas torres, sem reis, maiores do que as torres sineiras das nossas igrejas e que assustariam as defesas dos nossos primeiros castelos roqueiros.   Cada torre tem mais de 75 metros de altura, numa área de implantação de 200 m2, além de margens de segurança ao longo de toda a linha, garantidas pela criação de uma ‘servidão administrativa’ com uma largura de 45 metros, tudo em nome de uma prometida ‘energia verde e limpa’ e de uma também prometida ‘luz mais barata’”, conclui.

Foto: Cristina Faria.

Raul de Orofino faz apresentação especial da comédia “Feijão com Arroz no Teletrabalho”

Junho 22, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

O ator, autor e palestrante Raul de Orofino faz esta noite, às 21h30, uma apresentação especial para a Associação Comercial de Braga da sua nova Comédia-Palestra Online. Intitulada “Feijão com Arroz no Teletrabalho”, a peça aborda a história de um casal, ambos em regime de teletrabalho e em stress, pois veem-se obrigados a conciliar a vida profissional com a vida doméstica, além de terem de conviver um com o outro 24 horas por dia, todos os dias.



Trata-se de uma história plena de humor que leva as pessoas a refletir sobre o atual contexto, de modo a poderem agir de uma forma construtiva face às mudanças em curso. No final, é feita a transição para a palestra, estabelecendo-se a ligação entre a alegoria e realidade: a necessidade de aprendermos a encarar as adversidades, viver as constantes mudanças com qualidade, conviver com as diferenças dos outros de forma saudável em casa e no trabalho, e a sermos mais solidários, mais tolerantes e mais pacientes. Resumindo, mais resilientes.

O acesso ao evento é gratuito, podendo a inscrição ser feita através do link da Associação Comercial de Braga https://bit.ly/WebinarACB13.

“Feijão com Arroz no Teletrabalho” estreia no ano em que Raul de Orofino completa 30 anos do seu projeto Teatro ao Domicílio e marca o lançamento de um novo formato teatral, a Comédia-Palestra Online direcionada às empresas. O objetivo é motivar os colaboradores para as novas mudanças, ajudando-os assim a adaptarem-se a esta nova fase da nossa vida coletiva.

O ator e palestrante apresenta também na Comédia-Palestra Online a sua fábula “A Verdadeira História do Lobo Mau”, da sua autoria, e que contém mensagens relacionadas com quebras de paradigmas e adaptação às mudanças. As suas apresentações são feitas através de plataformas informáticas como o Zoom, Hangout ou Skype.

Raul de Orofino é ator, autor, escritor, palestrante e professor de Inteligência Emocional, tendo mais de 5.000 apresentações no seu currículo. É autor do livro “Mário, o Teu Humor Está no Armário” (Edições Vogais e Cia.), que conta como as pessoas mudaram as suas atitudes no trabalho e na vida pessoal depois de terem aprendido a “alimentar-se de humor” nos vários países por onde atuou (Brasil, Portugal, Espanha, Itália, Angola e Cabo Verde).

O projeto inovador “Teatro do Domicílio” nasceu no Brasil em 1990. Três anos mais tarde, foi também precursor do projeto “Teatro em Aviões”, o que mereceu uma menção na revista norte-americana Time Magazine pelo facto de ser o primeiro homem no planeta a fazer teatro a bordo de um voo comercial. A partir daí, começou a apresentar os seus espetáculos nas empresas. Sendo autor, no final do espetáculo conversava com os colaboradores das empresas sobre as histórias a que tinham assistido. Estas conversas tornaram-se uma palestra e, desta forma, Raul tornou-se um ator-palestrante.

O ano passado, participou em outro projeto original, em parceria com o jornal Dinheiro Vivo, com o designado Xarope Emocional, uma web-série de 21 episódios de 2 minutos cada, que retratam com humor os comportamentos de personagens com desequilíbrios emocionais nas empresas.

Foto: DR.

“Raposos” distinguido como melhor espetáculo não profissional nos Prémios Guia dos Teatros 2020

Junho 1, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Peça levada a cena pelo Teatro de Balugas

A peça de teatro “Raposos”, do Teatro de Balugas, foi eleita pelo Guia dos Teatros como o “Melhor Espetáculo Não Profissional”. O espetáculo, que já tinha vencido o Festival de Teatro de Barcelos no ano passado, é um alerta sobre a propriedade da terra e os seus elementos naturais.



Foram premiadas 24 categorias e atribuídos alguns prémios pela organização, com destaque para o Prémio Carreira Guia dos Teatros 2020 para a atriz Eunice Muñoz.

A plataforma digital Guia dos Teatros anunciou os prémios online, pois a cerimónia organizada para o efeito no Museu do Teatro, em Lisboa, acabou por ser cancelada devido à pandemia do COVID-19.

O diretor artístico do Teatro de Balugas, Cândido Sobreiro, agradeceu ao Guia dos Teatros e a todos que votaram no espetáculo: “Foi a primeira vez que a categoria de Melhor Espetáculo Não Profissional integrou o Guia e, por isso, estamos gratos pelo prémio”.

“Raposos” estará novamente em cena em setembro, no Theatro Gil Vicente, em Barcelos.

Fotos: TB.

Espetáculo “Pão Nosso”, do Teatro de Balugas, é candidato a prémio internacional

Abril 20, 2020 em Atualidade, Concelho, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

O “Pão Nosso”, do Teatro de Balugas, é um dos três espetáculos candidatos aos prémios ESCENAMATEUR “Juan Mayorga” de las Artes Escénicas, para Melhor Espetáculo Internacional – Prémio UNIR.



Este prémio pretende eleger o Melhor Espetáculo de teatro amador fora de Espanha. Concorreram companhias de diferentes pontos do mundo, tendo sido apurados os três finalistas: os espetáculos italianos “Alice freak circus”, da companhia SIC! ProgettAzioni Culturali e “180 La legge dei Matti“, da International Theatre Academy of Fita (Federazione Italiana Teatro Amatori), e o espetáculo português “Pão Nosso”, da companhia de teatro de Balugães.

A cerimónia deveria ter decorrido em Madrid, no passado mês de março, tendo sido adiada devido à pandemia da COVID-19. O diretor artístico do Teatro de Balugas, Cândido Sobreiro, assume que “ser um dos três finalistas e candidato a um dos mais importantes prémios internacionais de teatro amador já é o reconhecimento do trabalho” e que, neste momento, “o mais importante é podermos voltar a fazer teatro”.

O espetáculo “Pão Nosso” foi o vencedor, este ano, do Concurso Nacional de Teatro CONTE -2020, onde foi distinguido com o Prémio Ruy de Carvalho para Melhor Espetáculo, recebendo ainda o Prémio de Melhor Cenografia.

Esta produção do Teatro de Balugas resulta de uma residência artística de teatro comunitário que foi premiada pelo Programa de Apoio ao Associativismo da Fundação INATEL, tendo a peça arrecadado o prémio de Melhor Espetáculo no Festival de Teatro de Barcelos em 2018, bem como os prémios de Melhor Cenário, Melhor Sonoplastia, Melhor Iluminação Cénica e Melhor Guarda-Roupa. Em 2019, a peça de teatro foi selecionada para apresentação no Festival Transfronteiriço de Teatro Amador PLATTA, em Espanha.

Imagens: DR.

Teatro de Balugas vence bolsa de criação TEIA

Março 30, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

O texto “A Furgoneta”, do Teatro de Balugas, é o projeto vencedor da 1ª edição da Bolsa TEIA de Criação Teatro Amador, lançada com o objetivo de incentivar a produção teatral no âmbito das associações que integram a rede cultural TEIA – Teatro Em Iniciativa Associativa, do Projeto Comunidade do Teatro do Noroeste – CDV (Centro Dramático de Viana do Castelo).



A peça de teatro conta a história de Romão e do irmão que decidem reformar o negócio do pai, homem com milhares de quilómetros feitos pelas aldeias do Minho. Mas agora, o negócio é outro: a furgoneta que vendia tudo e mais alguma coisa, passa a startup e a compra de uma simples faca, que dava para estonar batatas e cortar o pescoço ao frango, já não é feita da mesma maneira.

Confrontados por um modo de vida que está a chegar ao fim entre os últimos fregueses e os velhos vendedores ambulantes, os dois irmãos vêm-se divididos entre o progresso tecnológico e os que ainda resistem nas aldeias à espera da buzina estridente da furgoneta e de dois dedos de conversa.

O espetáculo, com texto e encenação de Cândido Sobreiro, tem estreia agendada para este ano, inserido no Festival Transfronteiriço de Teatro Amador PLATTA, promovido pela TEIA – Teatro em Iniciativa Associativa, FEGATEA – Federação Galega de Teatro Amador, Erregueté – Revista Galega de Teatro e pela Federação de Grupos Amadores de Teatro de Castela e Leão.

Foto: TB.

Encontros de Teatro Jorge Cruz cancelados como prevenção em relação ao COVID-19

Março 11, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Em nota enviada à comunicação social e lançada, igualmente, nas suas redes sociais, o TPC – Teatro Popular de Carapeços anunciou que a IV edição dos Encontros de Teatro Jorge Cruz foram cancelados como medida de prevenção do COVID-19.



Segue, na íntegra, o comunicado:

«COMUNICADO PÚBLICO

No cumprimento das recomendações da Direcção-Geral da Saúde (DGS), tendo em conta a implementação do Plano Nacional de Preparação e Resposta à Doença do novo Coronavírus SARS-CoV-2, agente causal da COVID-19, o TPC – Teatro Popular de Carapeços informa que cancelou a IV Edição dos ENCONTROS DE TEATRO JORGE CRUZ, que estavam a decorrer até 28 de março.

Agradecemos a compreensão, e pedimos desculpa pelo incómodo causado, esperando poder voltar à atividade regular em breve.

A Direção do TPC – Teatro Popular de Carapeços».

Imagem: TPC.

Encontros de Teatro Jorge Cruz: este sábado é a vez de “O peixe engoliu o pescador”

Março 10, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

No âmbito da IV edição dos Encontros de Teatro Jorge Cruz, organizados pelo TPC – Teatro Popular de Carapeços, com o apoio e colaboração do Município de Barcelos, da Junta de Freguesia de Carapeços, da Casa do Povo de Carapeços e da Federação Portuguesa de Teatro, sobe ao palco a peça de teatro “O peixe engoliu o pescador”.



Leva a cena pela Associação d’Improviso – Artes do Espetáculo (de Barcelos), a peça inicia pelas 21h30 do próximo dia 14 de março, na Casa do Povo de Carapeços.

Imagem: TPC.

“Pão Nosso”, do Teatro de Balugas, vence Concurso Nacional de Teatro

Março 9, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Prémio Ruy de Carvalho, para o Melhor Espetáculo, foi conquistado pelo Teatro de Balugas, que se apresentou no CONTE – Concurso Nacional de Teatro com a peça “Pão Nosso”. A companhia de teatro de Balugães venceu, também, o prémio na categoria de Melhor Cenário.



O Teatro de Balugas foi um dos nove finalistas apurados para a final do CONTE 2020, certame decorrido em fevereiro de 2020, tendo depois sido o grupo nomeado para oito categorias. A gala de encerramento de mais uma edição do CONTE decorreu no passado sábado, no Theatro Club da Póvoa de Lanhoso, e foi o próprio ator Ruy de Carvalho, patrono do evento, que anunciou e entregou em mão o prémio ao Teatro de Balugas.

Cândido Sobreiro, diretor artístico da companhia Teatro de Balugas, referiu que este prémio “é fruto do trabalho de 13 anos a guardar a memória e o território do vale do Neiva e do Minho, do teatro da aldeia que consegue resistir e que continua vivo, feito com rigor, missão e seriedade”.

O espetáculo “Pão Nosso”, com texto e encenação de Cândido Sobreiro, fala-nos da aldeia de Balugães, terra onde já se amassou muito pão e onde se talharam muitas gamelas de pinho. O pão era o sustento, as gamelas também. Uma relação de pequenas histórias que contam mais do que o artefacto, o alimento, o labor. Uma recolha de memórias, ladainhas, cantigas e ofícios, recuperando utensílios e articulando artisticamente com a comunidade a criação do espetáculo. A partir daqui, o Teatro de Balugas aborda de uma forma teatral e poética o ciclo do pão na aldeia, reconstruindo-o a partir de princípios diferentes não tradicionais e quase oníricos.

Esta produção do Teatro de Balugas resulta de uma residência artística de teatro comunitário que foi uma das premiadas pelo Programa de Apoio ao Associativismo da Fundação INATEL, tendo a peça arrecadado o prémio de Melhor Espetáculo no Festival de Teatro de Barcelos em 2018, bem como os prémios de Melhor Cenário, Melhor Sonoplastia, Melhor Iluminação Cénica e Melhor Guarda-Roupa. Em 2019, a peça de teatro foi selecionada para apresentação no Festival Transfronteiriço de Teatro Amador PLATTA, em Espanha.

O CONTE é fruto de uma parceria que junta a Federação Portuguesa de Teatro e a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso na organização do evento.

Fotos: DR.

Carapeços recebe peça de teatro “O Gato”

Março 7, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Integrada na IV edição dos Encontros de Teatro Jorge Cruz, levados a cabo pelo TPC – Teatro Popular de Carapeços, com a colaboração do Município de Barcelos, da Junta de Freguesia de Carapeços e da Federação Portuguesa de Teatro, sobe a palco a peça “O Gato”.



A peça é encenada pelo Grupo Cénico Povoense (Póvoa de Lanhoso) e será apresentada na Casa do Povo de Carapeços, hoje, pelas 21h30.

Imagem: TPC.

1 2 3 17
Ir Para Cima