Tag archive

Teatro

Festa do Teatro com seis espetáculos de grupos de Barcelos

Junho 14, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Iniciativa decorre de 22 de junho a 7 de julho

Depois da primeira edição da Festa do Teatro de Barcelos ter sido um sucesso, o Município de Barcelos realiza mais uma edição desta Festa, de 22 de junho a 7 de julho, “com o objetivo de promover e valorizar os grupos de teatro amador do concelho, bem como descentralizar o acesso à cultura, levando o teatro a várias freguesias do concelho e, simultaneamente, dinamizando diferentes espaços”, refere em nota.



A decorrer ao longo de duas semanas, esta mostra do teatro vai contar com espetáculos de seis grupos teatrais barcelenses em seis diferentes freguesias do concelho.

A Festa do Teatro começa no dia 22 de junho, às 21h30, com as peças “Menina Júlia”, para maiores de 12 anos, e “Viva a Paródia”, para maiores de 13 anos, pela Capoeira -Companhia de Teatro de Barcelos, no Auditório de Alvito S. Pedro, e pelo Grupo de Teatro Neiva “A Mó”, no Salão Paroquial de Cambeses, respetivamente.

No dia 6 de julho, às 21h30, é a vez do Auditório da Junta de Freguesia de Oliveira receber a peça “Trais pelos Dois”, pelo Grupo de Teatro Amador da Pousa “O Branselho”, que abrange todas as faixas etárias e, à mesma hora, o Salão Paroquial de Remelhe recebe a peça “Tira Dali a Menina”, pelo Grupo de Teatro Amador “Os Pioneiros da Ucha”, para maiores de 3 anos.

A Festa do Teatro encerra no dia 7 de julho, às 16h00, com a peça “TPE-Tudo para Enterros”, pelo TPC-Teatro Popular de Carapeços, para maiores de 6 anos, no Salão Paroquial de Macieira de Rates, e “O Genro Doutor”, na Sede de Junta de Freguesia de Areias de Vilar, pelo Teatro Experimental dos Feitos, peça para maiores de 6 anos.

“A iniciativa tem como principal objetivo a troca de experiências entre grupos, o desenvolvimento da arte teatral e a promoção de novos projetos teatrais”, continua a nota.

O Município de Barcelos, como membro da Rede de Cidades Educadoras e no enquadramento dos princípios da Carta das Cidades Educadoras, defende a necessidade de “construir uma cidade que se relacione com o mundo e que garanta liberdade de fruir a informação e a cultura”.

Fonte e imagem: CMB.

Teatro Popular de Carapeços leva “TPE – Tudo Para Enterros” à Ucha

Junho 11, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo sábado, dia 15 de junho, pelas 21h30, o palco do Salão Paroquial de São Romão da Ucha recebe o TPC – Teatro Popular de Carapeços, que apresenta “TPE – Tudo Para Enterros”.



Esta é uma comédia em dois atos, com duração aproximada de 120 minutos e para maiores de 6 anos. Com encenação e dramaturgia de José Fernandes (inspirado num texto original de Henrique Santana) e interpretação (por ordem de entrada em cena) de: João Filipe Pinto, Ana Cristina Arantes, Carlos Silva, Laura Tomé, Diana Rodrigues, João Figueiredo, Carmo Bernardino, Amaro Rosas e Francisco Tomé. Os técnicos de serviço são “Neves do Som” e “Izzauuura”.

A entrada é gratuita.

Imagem: TPC.

Programação cultural de junho do Theatro Gil Vicente

Maio 28, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A programação do Theatro Gil Vicente mantém, em junho, a diversidade e a heterogeneidade artísticas, com muita música, teatro, cinema e dança.



Os primeiros dois dias do mês são dedicados aos mais novos, no âmbito do Dia Mundial da Criança, com duas sessões de teatro a ter lugar no dia 1, às 15h00 e às 21h30, a peça “O Principezinho”, pela Jangada Teatro, e, no dia 2, às 16h00, a peça de teatro com marionetas ”3 Porquinhos”, igualmente pela Jangada Teatro.

Mas não é o único dia em que a sétima arte passa pelo Gil Vicente, pois pode reservar o dia 22, às 21h30, para assistir ao espetáculo “É tudo ao molho e fé em Deus”, protagonizado por Carlos Cunha Produções. A entrada tem o custo de 5 euros.

A Associação Zoom volta a trazer cinema ao Teatro, com os filmes “Agnés por Varda”, no dia 4 de junho; “Minnie e Moskowitz Tempo de Amar”, no dia 11 e, “A Máscara”, no dia 18. As sessões são às 21h30 e tem o valor de 3,5€.

O mês de junho também traz música ao espaço vicentino. Nos dias 5, 6 e 7, o Conservatório de Música de Barcelos protagoniza o espetáculo de teatro cantado “Don Giovanni”, às 21h00.

O “triciclo” também está de volta ao Gil Vicente, no dia 8 de junho, às 22h00, e inicia com a terceira edição do “serviço educativo”. Depois dos espetáculos “Vou-te contar uma história sobre Barcelos” e “Identidade”, esta importante componente do “triciclo” propõe “Rhythmen”, um espetáculo coordenado pelo baterista barcelense Pedro Oliveira e que juntará a comunidade artística local e a Escola de Dança de Barcelos.

O terceiro trimestre do “triciclo” termina no dia 29 de junho, no Círculo Católico de Operários de Barcelos, com os Sensible Soccers, que voltam a Barcelos com nova formação e o seu terceiro longa-duração, “Aurora”, e os Otrotorto, trio português que parte da base do rock em busca de outros territórios musicais. O início dos espetáculos está marcado para as 22h30 e os bilhetes custam sete euros.

Destaque, ainda, para o espetáculo de música e dança “Didálvi, Arte e Vida”, no dia 21, às 21h30.

No dia 25, às 22h00, é a vez do espetáculo dos Sunset Rollercoaster, banda fenómeno do sudoeste asiático, mais concretamente de Taiwan, concerto inserido na Linha TGV.

A Arts Academy protagoniza um espetáculo de dança com a audição final de ano, no dia 30 de junho, às 16h00, com a participação da Crew de Danças Urbanas, do grupo de Capoeira, bem como da orquestra rock (Comclave).

Os bilhetes para assistir aos espetáculos no Theatro podem ser adquiridos no local, ou através de reserva por e-mail (tgv@cm-barcelos.pt) ou telefone (253 809 694).

Fonte e imagem: CMB.

A Capoeira – Companhia de Teatro de Barcelos parte este fim de semana para Itália

Maio 20, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Na cidade de Pádua, a “A Capoeira” – Companhia de Teatro de Barcelos apresentará o espetáculo «Menina Júlia», de August Strindberg, no sábado, dia 25 de maio, no Teatro Ai Colli.



Esta é a segunda vez que a companhia se apresenta em Itália, tendo estado neste mesmo teatro em 2018, com «Piolhos e Atores».

Esta viagem acontece no âmbito de um intercâmbio celebrado entre “A Capoeira” – Companhia de Teatro de Barcelos e o Teatro Fuori Rotta, que em março esteve em Barcelos pela segunda vez.

“É uma excelente oportunidade para levar a língua e cultura portuguesa ao estrangeiro, mas também de troca de conhecimentos e experiências entre as companhias”, refere a companhia em nota.

Foto: DR.

Programação de maio do Teatro Gil Vicente

Maio 6, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O Teatro Gil Vicente apresenta, no mês de maio, uma programação diversificada com cinema, música, teatro e magia.



O Zoom Cineclube continua a levar o cinema ao Teatro Gil Vicente, com a exibição, no dia 7, às 21h30, do filme “La Pointe Courte”, de Agnés Varda; no dia 14, “Sem Eira Nem Beira”, de Agnés Varda; e, no dia 21, “Daguerreótipos” de Agnés Varda. As sessões têm início às 21h30 e têm entrada paga.

No domínio musical, o espaço vicentino recebe, nos dias 11 e 24 de maio, dois concertos no âmbito do “triciclo”. Os barcelenses Indignu, porta-estandartes do pós-rock nacional, regressam à sua cidade natal para levar ao palco, dia 11, às 22h00, o quarto disco da sua carreira, “Umbra” (2018). A entrada é livre.

Os espanhóis Za! já são bem conhecidos do público barcelense, após terem dado nas vistas no festival Milhões de Festa. O duo catalão regressa agora a Barcelos no âmbito do “triciclo” para um concerto na “blackbox” do Teatro Gil Vicente, dia 24 de maio, às 22h00. O bilhete custa cinco euros.

Ainda no âmbito musical, o Ciclo ”Jazz ao Largo” está de volta ao Teatro Gil Vicente e promete uma dinâmica musical no dia 17, às 22h00, com o espetáculo de Mário Delgado Solo.

A sétima arte sobe ao palco do Gil Vicente no dia 12, às 16h00, com a peça “BOCAge” – O Mais Honesto Homem para se Amar, uma comédia de escárnio e bem dizer, numa celebração de homenagem que pretende brindar ao poeta “maldito”. “BOCAge”, com produção de MagiAbrangente (Rita Ribeiro) e encenação de João Ascenso, é um espetáculo onde as atrizes Rita Ribeiro, Sandra José e Alexandra Pato darão vida ao texto de Sandra José.

No dia 19, às 16h00, no âmbito da Comemoração do Dia Internacional dos Museus, o espaço vicentino recebe a peça de teatro “Argila”, pelo Teatro de Didascália.

No dia 25, às 21h30, o Teatro Gil Vicente acolhe o XIII Capas Traçadas – Festival de Tunas Femininas Cidade de Barcelos, organizado pela Tuna Feminina do IPCA.

A rubrica “Em família no TGV” reserva a tarde de domingo, dia 26, às 16h00, com o espetáculo de magia “Aqui Há magia”, de Gustavo Sereno.

Ainda no âmbito da programação cultural do mês de maio, o Município de Barcelos comemora, no dia 18 de maio, às 22h00, no Museu de Olaria, o Dia Internacional dos Museus e Noite Europeia dos Museus com a exibição da performance audiovisual “An Essence of a Legacy” inspirada na arte e na criatividade do Figurado de Barcelos que tem como objetivo desenvolver uma viagem de experiências percetivas, procurando representar as suas caraterísticas identitárias mais particulares.

Ainda no dia 31, às 22h00, o Auditório Municipal dos Paços do Concelho recebe a 3ª eliminatória do “Youtubers Challenge”, pela Youtuber brasileira Marcela Tavares.

Fonte e imagem: CMB.

“Pão Nosso”, do Teatro de Balugas, selecionado para o Festival Transfronteiriço de Teatro Amador PLATTA

Maio 4, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O espetáculo “Pão Nosso”, do Teatro de Balugas, de Balugães, sobe ao palco do Auditório Manuel María, no dia 10 de maio, às 20h30, em O Carballiño (Ourense), integrando o programa do festival que apresenta três espetáculos de teatro nos três idiomas das organizações que compõem a plataforma: português, galego e castelhano.



Com três edições por cada membro (Castela e Leão, Galiza e Portugal), o Festival Transfronteiriço é promovido pela PLATTA – Plataforma Transfronteiriça de Teatro Amador, criada há nove anos para “fomentar o diálogo do teatro amador transregional e transnacional como uma realidade dentro do espaço cultural nacional e europeu”. A plataforma é constituída pela Federación Galega de Teatro Aficionado, pela Erreguete – Revista Galega de Teatro, pela Federación de Grupos Aficionados de Teatro de Castilla y León e pelo Teatro do Noroeste – CDV/TEIA – Teatro em Iniciativa Associativa.

O diretor artístico do Teatro de Balugas, Cândido Sobreiro, disse que esta participação “é uma oportunidade para mostrar o trabalho teatral desenvolvido pelo grupo” e, também, “um intercâmbio cultural transfronteiriço para uma nova visão do teatro amador”.

O espetáculo do Teatro de Balugas resulta de uma residência artística de teatro comunitário que foi uma das premiadas pelo Programa de Apoio ao Associativismo da Fundação INATEL, tendo a peça arrecadado o prémio de Melhor Espetáculo no Festival de Teatro de Barcelos, bem como os prémios de Melhor Cenário, Melhor Sonoplastia, Melhor Iluminação Cénica e Melhor Guarda-Roupa.

O texto fala-nos da aldeia de Balugães, situada entre o Alto e o Baixo Minho, que foi terra onde já se amassou muito pão e onde se talharam muitas gamelas de pinho. O pão era o sustento, as gamelas também. Uma relação de pequenas histórias que contam mais do que o artefacto, o alimento, o labor. Uma recolha de memórias, ladainhas, cantigas e ofícios, recuperando utensílios e ligando artisticamente com a comunidade a criação do espetáculo. A partir daqui, o Teatro de Balugas aborda de uma forma teatral e poética o ciclo do pão na aldeia, reconstruindo-o a partir de princípios diferentes não tradicionais e quase oníricos.

Imagens: DR.

Festa dos 30 anos do grupo “Os Pioneiros da Ucha” esgota salão da freguesia

Abril 19, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

Mais de 200 pessoas encheram o Salão Paroquial da Ucha, em Barcelos, esta terça-feira, dia 16, para assistir à estreia da peça “A consequência da Verdade”. A noite foi, ainda, de festa já que o grupo de teatro amador da Ucha festejou 30 anos.



O auditório foi, aliás, pequeno para todos os que se quiseram juntar à festa.

“Na verdade, Os Pioneiros criaram-nos aqui um verdadeiro problema. Vamos ter de aumentar o salão porque já não cabe nem mais uma pessoa”, brincou António Costa, o presidente da Junta de Freguesia da Ucha.

A comédia apresentada pelo grupo uchense fez soltar muitas gargalhas no público. Algumas das que mais se ouviram foram de Amélia Fernandes: “Eu rio-me sempre muito. Adoro vê-los!” Amélia é assídua nos espetáculos e não é a única: “Porque é que eu venho sempre ver?! Porque todas as vezes valem a pena”, comentou Helena Pinto. “A sensação de ver um espetáculo é sempre diferente”, explicou Amélia.

As comemorações do aniversário de ”Os Pioneiros da Ucha” continuam com mais espetáculos até dezembro. O próximo é no dia 18 de maio, na Ucha.

Fotos: DR.

Grupo de Teatro da Ucha estreia peça em dia de aniversário

Abril 16, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

Vivem porta com porta, mas ainda não se conhecem. Carmo e Joaquim chegaram há pouco a Lisboa. Maria e Pedro decidem convidá-los para um jantar. O objetivo é conhecer o novo casal de vizinhos, mas as descobertas podem comprometer um bom relacionamento.



“A consequência da verdade” é a história que o grupo de teatro amador da Ucha, Barcelos, tem estado a preparar desde o início do ano. A primeira apresentação está marcada para hoje e o dia não é ao acaso. O grupo arrancou a 16 de abril de 1989 e, por isso, festeja 30 anos.

“Queremos agradecer ao público que nos tem acompanhado ao longo destas três décadas com uma nova peça”, explica Filipe Gomes, presidente e encenador do grupo.

A trama entre vizinhos passa-se durante o jantar, mas avança para um jogo de poker que se transforma em strip poker. A comédia de dois atos vai estrear no Salão Paroquial da Ucha, pelas 21h00.

Este é o quarto espetáculo de 12 que o grupo de teatro amador da freguesia barcelense tem previsto para este ano. Tem sido uma apresentação por mês e prometem continuar até dezembro.

“Fazemos teatro por gosto. Nenhum de nós o faz com algum interesse a não ser pelo convívio e pelo gozo em proporcionar um momento divertido às pessoas”, acrescenta Filipe Gomes. “Sabe sempre muito bem a todos nós ver os sorrisos de quem assiste aos espetáculos”, conclui.

A tradição do teatro na Ucha, em Barcelos, é centenária. Os primeiros registos de encenações na freguesia remontam ao início da década de 20, facto que foi, inclusivamente, noticiado numa reportagem apresentada pela RTP.

Fotos: DR.

Teatro de Balugas leva “Pão Nosso” à Galiza

Abril 8, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A edição de 2019 da Teatrofilia – Mostra de Teatro Amador de Vedra (Corunha) termina, no próximo, sábado com a apresentação da peça “Pão Nosso”, do Teatro de Balugas. Foram 15 espetáculos que transformaram a localidade de Vedra na capital galega do teatro amador, incluindo teatro português e italiano no cartaz.



O espetáculo do Teatro de Balugas, com texto e encenação de Cândido Sobreiro, resulta de uma residência artística de teatro comunitário que foi uma das premiadas pelo Programa de Apoio ao Associativismo da Fundação INATEL, tendo a peça arrecadado o prémio de Melhor Espetáculo no Festival de Teatro de Barcelos, bem como os prémios de Melhor Cenário, Melhor Sonoplastia, Melhor Iluminação Cénica e Melhor Guarda-Roupa.

O texto fala-nos da aldeia de Balugães, situada entre o Alto e o Baixo Minho, que foi terra onde já se amassou muito pão e onde se talharam muitas gamelas de pinho. O pão era o sustento, as gamelas também. Uma relação de pequenas histórias que contam mais do que o artefacto, o alimento, o labor. Uma recolha de memórias, ladainhas, cantigas e ofícios, recuperando utensílios e articulando artisticamente com a comunidade a criação do espetáculo. A partir daqui, o Teatro de Balugas aborda, de uma forma teatral e poética, o ciclo do pão na aldeia, reconstruindo-o a partir de princípios diferentes não tradicionais e quase oníricos.

Imagens: DR.

“TPE – Tudo Para Enterros” na Pousa

Abril 6, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura port barcelosnahorabarcelosnahora

No próximo dia 13 de abril, pelas 21h00, o palco do Salão Paroquial da Pousa recebe a peça “TPE – Tudo Para Enterros”, levada a cena pelo Teatro Popular de Carapeços.



O evento é organizado pelo “O Branselho” – Grupo de Teatro da Pousa e é de entrada gratuita.

Imagem: DR.

1 2 3 12
Ir Para Cima