Tag archive

Torre Medieval

Setembro traz exposições aos espaços culturais de Barcelos

Setembro 17, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Município de Barcelos “continua a apostar na diversificação das suas exposições nos diferentes espaços culturais da cidade”, refere em nota.



Assim, no dia 18 de setembro decorrerá a abertura de três exposições em três diferentes espaços culturais: Posto de Turismo, Torre Medieval e Galeria Municipal de Arte.

O Posto de Turismo de Barcelos recebe a exposição “Criações de ferro pelas mãos de Testa” em que é apresentada a obra de um novo artesão barcelense (João Brito, que usa o nome artístico de “Testa”) no registo da produção do ferro e derivados. Trata-se de uma obra que resulta de um trabalho criativo singular que envolve o manuseamento do ferro, a reciclagem e a recontextualização de peças deste material em contexto artístico, numa incursão criativa e artística de grande valor.

Cartaz da exposição (Imagem: CMB)

Na Torre Medieval estará patente a exposição “O Mocho, um ícone de cultura popular” que tem como motivo central o mocho, figura que aparece nesta ação trabalhada em vários materiais e diversas produções artesanais locais, com prevalência para a produção certificada do figurado de Barcelos. Uma exposição que conta com a participação de dezenas de artesãos barcelenses, em mais um ato criativo de grande valor só possível em Barcelos face à riqueza e variedade de produções e, acima de tudo, devido ao sentido criativo ímpar da comunidade criativa local. As exposições estão patentes nos espaços até 18 de outubro.

Por último, a Galeria Municipal de Arte abre a exposição “A Essência de um Legado” de Frederico Dinis, um compositor português, performer audiovisual, investigador e produtor de media artes que procura representar um espaço-tempo figurativo, combinando diferentes narrativas sonoras e visuais com espaços inusitados.

Cartaz da exposição (Imagem: CMB)

A exposição está patente até 31 de outubro e pode ser visitada de terça a sexta-feira das 10h00 às 17h30 e aos sábados, domingos e feriados das 14h00 às 17h30.

Fonte e fotos: CMB.

Exposições patentes nos espaços municipais de Barcelos

Junho 5, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Política Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Município de Barcelos reabriu os espaços municipais no dia 1 de junho e a reabertura ficou marcada com a inauguração de uma exposição na Torre Medieval e Posto de Turismo e o prolongamento de exposições noutros espaços municipais.



A nova exposição é sobre a olaria e figurado da artesã barcelense Inês Machado, podendo ser vista até 5 de julho e pretende homenagear o seu trabalho nestas áreas. A obra de Inês Machado é conhecida pela elaboração de peças com um misto de cores vidradas e viva, de grande dimensão, utilizando o barro branco e preto. É uma das artesãs certificadas de produção da arte popular portuguesa e é reconhecida como um alicerce da comunidade artesanal local.

Na Galeria Municipal de Arte, foi prolongada até 5 de julho a exposição coletiva, “No Feminino”, de Carmen Touza, Maria Beatitude, Marília Leitão, Noelle Tutenuit e Rosa Vaz. São trabalhos de cinco mulheres pintoras que, a partir de diferentes estéticas, apresentam a sua visão do feminino.

A exposição “Guizos”, de Virgínia Fróis, no Museu de Olaria, foi prolongada até 12 de julho. É composta por diferentes elementos cerâmicos para mexer e para observação de objetos sonoros de percussão.

Para além destas obras, estão patentes no Museu da Olaria, até ao final do ano, as exposições, “Olaria do Norte de Portugal”, com peças de louça utilitária pertencentes aos mais importantes centros oleiros do norte de Portugal, e “O Figurado de Rosa Ramalho na Coleção de Juan Yebra-Pimentel Rodriguez O espanhol”, uma coleção com destaque para a dimensão das peças, feita por um apaixonado pelo trabalho de Rosa Ramalho.

Fonte e imagem: CMB.

Exposição coletiva de artesanato na Torre Medieval

Outubro 24, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura Por barcelosnahorabarcelosnahora

A Torre Medieval recebe sexta-feira, 26 de outubro, pelas 17h00, a exposição coletiva de Artesanato “Bestas, Diabos e Figuras Fantasmagóricas do Artesanato de Barcelos”.



Esta é uma exposição que abarca todas as artes e ofícios locais, mas com uma maior representatividade do figurado de Barcelos, e pretende retratar peças fantásticas fruto da imaginação e criatividade os artesãos acerca do sobrenatural.

Apesar de uma maior representatividade na produção de figurado, pretende-se alargar esta exposição a todas as produções artesanais locais, desde os ofícios mais tradicionais às artes contemporâneas, de forma a incentivar e desafiar todos os artesãos à criatividade e inovação, sem prejuízo da tradição e da identidade local.

Num território em que impera a criatividade nos mais variados domínios artísticos, a integração de Barcelos na Rede Mundial das Cidades Criativas da UNESCO é considerada como uma consequência positiva dessa mesma criatividade. Assim, artesãos e entidades locais assumem uma maior responsabilidade quanto à continuidade de um processo criativo dinâmico e multifacetado, pelo que o objetivo da presente exposição é potenciar novos desafios criativos a todos os atores da comunidade criativa.

A exposição pode ser vista até 25 de novembro de segunda a sexta-feira, das 10h00 às 18h00, e ao sábado, domingos e feriados, das 10h00 às 13h00 e das 14h30 às 17h30.

Fonte e imagem: CMB.

Exposição ”Telmo Macedo, a irreverência da criatividade” na Torre Medieval

Setembro 21, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura Por barcelosnahorabarcelosnahora

”Telmo Macedo, a irreverência da criatividade” é o nome da exposição que estará patente entre hoje e 21 de outubro, na Torre Medieval.



Telmo Macedo é o mais jovem artesão de figurado certificado da grande família de artesãos de Barcelos. Os traços das suas peças são definidos como os de uma vivência descontraída e irreverente, bem como de uma certa cultura mediática contemporânea.

A peça que melhor o identifica é, sem dúvida, o galo de crista eriçada e longas pernas de ferro, a sua imagem de marca. Ainda assim, a peça que mais gosta de fazer é aquela que faz “pela primeira vez”, onde pode libertar toda a sua imaginação e criatividade.

Outras referências e figuras convencionais fazem parte do seu portefólio, tais como os minhotos e o Santo António, mas também há lugar para alguma irreverência e boémia, como é o caso do galo surfista, do DJ ou do jogador de bilhar.

A imaginação e a criatividade brilham em cada exposição, em cada certame, ou em cada montra onde se observa, não só, o trabalho, mas principalmente, a alma, as crenças e as paixões do povo português que Telmo Macedo sabe expressar.

Telmo Rodrigo Lima Macedo nasceu em Barcelos, numa terra e numa família de oleiros, a 25 de outubro de 1992.

Os seus avós, para além de outras peças icónicas, são autores das típicas peças das cascatas sanjoaninas, bem como dos músicos das bandas tradicionais. Esta ligação à temática das cascatas de São João foi a rampa de lançamento do jovem Telmo no mundo criativo do artesanato barcelense.

Fonte e imagem: CMB.

Exposição “O Mundo Fantástico do Galo de Barcelos” na Torre Medieval de Barcelos

Julho 20, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura Por barcelosnahorabarcelosnahora

Entre hoje e 9 de setembro, a Torre Medieval de Barcelos terá patente a exposição “O Mundo Fantástico do Galo de Barcelos”, com entrada livre.



Segundo o Município, com esta exposição pretende “continuar a promover e a estimular o engenho dos nossos artesãos, comunicar os traços indeléveis da cultura barcelense, onde hoje, tal como dantes, o artesanato representa o génio deste povo, que a partir dos mais diversos materiais encontra sempre formas de fazer criações singulares”.

Nesta exposição, o galo mostra a tradição e a modernidade, aparecendo em novos estilos e formas. Cada artesão tem uma visão e expressão própria para este ícone, seja produzido em barro, madeira, têxteis, papel, metal ou em tantos outros materiais. Em cada peça desta exposição, o galo, como produto cultural de excelência, certificado, recupera formas, reinventa colorações, mistura pinturas e reflete símbolos da identidade nacional, como o fado, os lenços de namorados do Minho, entre outros. O galo assume as cores, as tendências, os gostos da sociedade atual e transforma-se num símbolo que ultrapassa a sua própria origem identitária.

Fonte e imagem: AB.

Barcelense Luísa Pereira expõe no Posto de Turismo

Abril 26, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura Por barcelosnahorabarcelosnahora

A Torre Medieval tem patente, entre 27 de abril e 27 de maio, a exposição “Luísa Pereira, um Talento Natural”, artista barcelense.



A mostra é composta por peças feitas com pasta de papel, caracterizadas pela leveza e movimento, trazendo para o presente imagens e situações típicas de um passado não muito longínquo, recriando com realismo e expressão notáveis quadros de vida do quotidiano.

Para além das figuras inspiradas nas tradições e histórias do passado, Luísa Pereira, beneficiando também da sua aprendizagem e conhecimentos adquiridos no âmbito da pintura, apresenta nesta exposição um modelo próprio de galos de Barcelos pintados com paisagens, personagens públicas, etc. Um galo por medida recriando contextos individualizados.

Numa terra em que a criatividade e a imaginação ditam a identidade, Luísa Pereira aposta numa produção artesanal elaborada a partir de materiais recicláveis, fundamentalmente papel, tecidos e materiais que a natureza proporciona. Afirma que a reciclagem é uma forma de proteger o ambiente e de contribuir para o embelezamento da arte. Apesar de ter como ideia base o figurado de Barcelos, apresenta uma nova abordagem plástica num estilo mais contemporâneo, ainda que inspirado nas tradições culturais. A sua obra tem o aspeto do figurado de Barcelos, mas obedece a outro processo produtivo e os materiais são distintos do barro.

Luísa Pereira é mais um exemplo da criatividade das gentes locais que esteve na base da distinção de Cidade Criativa da UNESCO e é, também, uma mostra inquestionável da vitalidade e renovação do quadro artístico local.

Luísa Gomes Pereira nasceu a 18 de junho de 1976, em Bordéus – França. Regressou a Portugal e a Barcelos, com sete anos de idade, onde estuda até ao 9.º ano de escolaridade.

Após deixar os estudos, trabalhou numa empresa têxtil até aos 28 anos, altura em que fica desempregada. Nessa situação, e numa época em que o marido, Narciso Lourenço, precisava de uma pessoa que o ajudasse na área em que trabalha (pintura de telas a óleo e/ou acrílico), assume algumas tarefas nesta área, nomeadamente, a elaboração dos desenhos, a preparação das telas, das massas, dos vernizes, etc.

No sentido de procurar interligar os conhecimentos adquiridos na área têxtil com a paixão que desde sempre sentiu pelos trabalhos manuais e pela arte, faz as primeiras incursões criativas no artesanato contemporâneo, criando uma identidade própria e singular.

Fonte e imagem: CMB.

Torre Medieval recebe o Figurado pelas mãos de Conceição Sapateiro

Março 15, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura Por barcelosnahorabarcelosnahora

De 17 de março e 22 de abril a Torre Medieval recebe a exposição “Conceição Sapateiro – Uma Vida de Barro”. Organizada pela Câmara Municipal de Barcelos, a exposição retrata o percurso de uma vida dedicada à modelação do barro.



Esta exposição é mais um momento de homenagem e de comemoração da riqueza do figurado de Barcelos, produção certificada que, dia após dia, se assume como produto cultural de excelência e, atualmente, uma referência a nível mundial no âmbito da criatividade, com a atribuição a Barcelos da distinção de Cidade Criativa da UNESCO.

Maria da Conceição Alves Fernandes nasceu a 2 de março de 1952, em Galegos Santa Maria. Tornou-se conhecida como Conceição “Sapateiro” numa homenagem ao seu pai. É filha de Maria de Lurdes Alves Macedo – barrista conhecida por “Lurdes Vigo” – e de Joaquim Araújo Fernandes, sapateiro. Cresceu numa família de artesãos e, desde muito cedo, iniciou-se nas artes do barro.

As suas peças caracterizam-se pela ampla difusão de cores, com uma clara opção pelos tons garridos, pelas formas volumosas e extravagantes e pelo vidrado que lhes confere um esplendor singular. Destacam-se as peças ligadas à vida quotidiana na região, com especial ênfase para a mulher e para o traje regional, os temas de cariz religioso e festivo, como os santos, presépios, Cristos, paixão e Páscoa, o Galo de Barcelos, entre muitas outras figuras.

A exposição pode ser vista, todos os dias, das  9h30 às 12h30 e das 14h00 às 18h00. A entrada é livre.

Fotos: CMB.

Exposição “Louças de Barcelos” na Torre Medieval

Janeiro 16, 2018 em Atualidade, Concelho, Cultura Por barcelosnahorabarcelosnahora

A exposição “Louças de Barcelos – Uma Arte Intemporal” estará patente, entre 19 de janeiro e 4 de março, na Torre Medieval.



A mostra, organizada pela Câmara Municipal de Barcelos, reúne peças de dez oleiros e cerâmicas de Barcelos.

Esta exposição, que visa retratar o percurso das louças e da cerâmica em geral no concelho de Barcelos, tem, de acordo com o Município, “por objeto mostrar a evolução que este setor teve ao longo do tempo, tendo por base a gramática e os saberes tradicionais da olaria barcelense”.

Sendo “uma arte temporal que, elencada nos saberes tradicionais, conseguiu criar novas formas e novos contextos, que lhe proporcionaram o maior e melhor enquadramento no quotidiano e nas tendências utilitárias e decorativas da atualidade, deixando, em muitos casos, a função unicamente utilitária de outrora, bem como criando novos contextos de utilidade adaptados aos contextos utilitários da sociedade atual”, salienta ainda o Município.

Esta exposição pretende, também, mostrar a vivacidade deste setor no concelho de Barcelos e dar notoriedade aos agentes que nele laboram

Por outro lado, no âmbito da participação de Barcelos na Rede Mundial das Cidades Criativas, cria-se um ciclo de dinamização desta produção certificada e encontrar novos caminhos para a sua internacionalização e consequente procura de novos de canais de distribuição.

A exposição pode ser vista até 4 de março, todos os dias, das 9h30 às 12h30 e das 14h00 às 18h00. A entrada é livre.

Fonte e imagens: CMB.

Barcelos expõe mais de duzentos presépios

Dezembro 6, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura Por barcelosnahorabarcelosnahora

Eles são de barro e de ferro, mas também bordados e de pinhas, e até de espinhas de bacalhau. São mais de duzentos presépios expostos na Torre Medieval, no Posto de Turismo e na Sala Gótica dos Paços do Concelho, na maior exposição coletiva do ano “Presépio – Uma Tradição, Várias Interpretações”. A exposição estará patente até 6 de janeiro de 2018.



Esta exposição contém trabalhos de mais de 50 artesãos do concelho e mostra bem a riqueza do artesanato local e a criatividade dos artistas no contexto da arte popular, abrindo novos caminhos para uma perceção mais alargada do figurado barcelense, que é um dos poucos produtos artesanais certificados em Portugal.

Depois da distinção de Cidade Criativa da UNESCO, esta exposição espelha o manancial cultural e criativo dos artesãos barcelenses, numa temática religiosa. “Presépio – Uma Tradição, Várias Interpretações” abrange todas as artes e ofícios do concelho de Barcelos, sendo os presépios as peças mais procuradas pelos turistas e colecionadores, não só pela variedade e tipologia das representações, mas também pelo valor simbólico que têm para as comunidades locais, onde o Natal continua a ser uma das celebrações mais importantes do calendário religioso e cultural anual.

Artesãos como Rosa Ramalho, Rosa Cota, Mistério, Ana Baraça, Maria Sineta, e tantos outros, notabilizaram esta produção no contexto da arte popular, abrindo novos caminhos para uma perceção mais alargada do figurado barcelense.

Hoje expõem alguns dos nomes mais conhecidos do artesanato como Júlia Côta, Júlia Ramalho, Irmãos Baraça, Mistério, Conceição Sapateiro e Manuel Macedo, mas também a nova vaga de artesãos como Nelson Oliveira, Telmo Macedo, Luísa Pereira, João Rego, Glória Araújo, Carlos Ermida, e tantos outros que deixam a sua marca nesta exposição.

Fonte e fotos: CMB.

Município de Barcelos leva a cabo exposição coletiva “Presépio – Uma Tradição, Várias Interpretações”

Novembro 16, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura Por barcelosnahorabarcelosnahora

Entre amanhã, 17 de novembro, e 6 de janeiro, a Torre Medieval, o Posto de Turismo e a Sala Gótica dos Paços do Concelho – neste local, apenas a partir de 6 de dezembro – serão o “palco” da exposição coletiva “Presépio – Uma Tradição, Várias Interpretações”.



São mais de duzentos os presépios de artesãos barcelenses que estarão expostos, numa iniciativa da Câmara Municipal de Barcelos, que, segundo o Município, “visa mostrar a riqueza do artesanato local e a preponderância desta temática religiosa no imaginário sociocultural da região”. Esta exposição coletiva “Presépio – Uma Tradição, Várias Interpretações” abrange todas as artes e ofícios do concelho de Barcelos.

O presépio é um dos temas mais trabalhados no figurado de Barcelos e é, também, dos mais procurados, não só pela variedade e tipologia das representações, mas também pelo valor simbólico que tem para as comunidades locais, onde o Natal continua a ser uma das celebrações mais importantes do calendário religioso e cultural anual.

Artesãos como Rosa Ramalho, Rosa Côta, Mistério, Ana Baraça, Maria Sineta, e tantos outros, notabilizaram esta produção no contexto da arte popular, abrindo novos caminhos para uma perceção mais alargada do figurado barcelense, que é um dos poucos produtos artesanais certificados em Portugal.

Num contexto de Cidade Criativa da UNESCO, a exposição espelha o manancial cultural e criativo dos artesãos barcelenses.

Fonte e imagens: CMB.

Ir Para Cima