Tag archive

triciclo

Músicos contornam quarentena e celebram a liberdade em tempos de pandemia

Abril 24, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O “triciclo” promoveu ligações inéditas entre artistas para criarem, à distância, canções sobre a Liberdade. A iniciativa “Em cada casa um amigo” juntou 16 músicos para criarem seis canções originais, que foram compostas e gravadas de forma caseira. As músicas vão ser lançadas a partir de 25 de abril nas redes sociais na iniciativa.



Para assinalar o 25 de abril, o ciclo de concertos “triciclo” desafiou vários artistas que já passaram pela sua programação para se juntarem e criarem canções sobre Liberdade. A partir de casa, os artistas trocaram ideias, tocaram e gravaram músicas inéditas para celebrar a liberdade em tempos de pandemia.

Conforme referido, o resultado vai ser lançado a partir de 25 de abril nas redes sociais, através do lançamento de um videoclipe por dia, que incluirá uma canção original criada por dois diferentes projetos. As músicas são lançadas entre 25 de abril e 30 de abril, sempre às 21h00.

“Em cada casa um amigo” é promovido pelo “triciclo”, um ciclo de concertos produzido pelo Município de Barcelos.

Para poder assistir ao lançamento e aos videoclipes, aceder a: https://www.facebook.com/triciclobcl/.

Fotos: DR.

“triciclo” junta Angélica Salvi e Conservatório de Música de Barcelos

Março 4, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

No âmbito do serviço educativo do “triciclo”, Angélica Salvi vai trabalhar com alunos do Conservatório de Música de Barcelos. A apresentação deste espetáculo original está marcada para o próximo sábado, pelas 22h00, no Teatro Gil Vicente, em Barcelos. A entrada é livre.



O “triciclo” propôs mais um desafio à talentosa música para desenvolver um trabalho original com o Conservatório de Música de Barcelos, promovendo um momento de partilha e aprendizagem para todos os envolvidos. O espetáculo vai ter como ponte central o mais recente disco da harpista, “Phantone” (2019), que conquistou a crítica especializada.

A harpista espanhola Angélica Salvi está radicada no Porto desde 2011, dedica-se à improvisação, à música contemporânea e eletroacústica, explorando várias técnicas de preparação e amplificação do instrumento na busca de novos timbres e sonoridades. É harpista do Vertixe Sonora Ensemble, professora de harpa do Conservatório de Música do Porto e dirigente do Female Effects, projeto que trabalha peças acústicas ou eletrónicas de autoria feminina. Angélica Salvi tem desenvolvido um percurso multidisciplinar onde trabalha com a Sonoscopia, o Balleteatro ou Teatro do Frio. Convive em colaborações com improvisadores como Evan Parker, Butch Morris e Han Bennink ou com ensembles de música contemporânea como os holandeses Brokkenfabriek e RPM Electro Travelling Band ou o Portuense Remix Ensemble.

O Conservatório de Música de Barcelos é um estabelecimento de ensino particular cooperativo. A sua comunidade educativa engloba mais de 500 alunos com idades compreendidas entre os 4 anos e os 25 anos.

O concerto é de entrada livre. As reservas podem ser feitas no Teatro Gil Vicente e a lotação é limitada à capacidade da sala.

Fotos: DR.

“triciclo” promove noite de rock elétrico no Pavilhão Municipal

Fevereiro 17, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Os 10 000 Russos e os Gator, The Alligator vão tocar no Pavilhão Municipal de Barcelos a 22 de fevereiro. Os concertos estão inseridos na programação do “triciclo”, promovido pelo Município de Barcelos. Os bilhetes têm o custo de cinco euros e estão disponíveis nos locais habituais.



O trio português 10 000 Russos é uma presença incendiária e estimulante no submundo psicológico português e europeu. Sete anos depois de sua criação, a banda do Porto está a apresentar o seu mais recente LP “Kompromat“, editado pela Fuzz Club. O grupo liderado pelo barcelense João Pimenta (ex-Green Machine) aterra em Barcelos depois uma tour no final de 2019 onde percorreram mais de 50 salas pelo México e pela Europa.

Para abrir a noite, os Gator, The Alligator regressam à cidade natal já com o estatuto de serem um dos mais recentes casos de sucesso na exportação de rock made in’ Barcelos. Este será o concerto de celebração do fim da sua primeira tour europeia e ainda a despedida do primeiro disco “Life is Boring”.

O “triciclo” regressa em março, com o serviço educativo, que vai juntar Angélica Salvi e o Conservatório de Música de Barcelos, a 7 de março, no Teatro Gil Vicente. O regresso dos Evols vai marcar o encerramento do trimestre, a 21 de março, no Teatro Gil Vicente.

Imagens: DR.

Digressão de Chico Bernardes passa por Barcelos

Janeiro 31, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O brasileiro Chico Bernardes vai tocar em Barcelos a 7 de fevereiro. O Teatro Gil Vicente acolhe um dos dez concertos que o músico vai realizar na sua digressão de estreia em Portugal. O espetáculo insere-se no ciclo de concertos “triciclo”, promovido pelo Município de Barcelos.



Chico Bernardes vive em São Paulo e é um jovem compositor e instrumentista que, apesar da pouca idade, já carrega grandes vivências nas suas letras e melodias de caráter intimista, sentimental e introspetivo. É o irmão mais novo de Tim Bernardes (O Terno) e celebra a sua primeira digressão fora do Brasil para apresentar o seu mais recente álbum homónimo lançado pela editora brasileira “Risco” – casa de nomes como Maria Beraldo, O Terno, Ana Frango, Eléctrico e Sessa -, exibindo um registo folk estimulado por canções com uma sensibilidade singular.

Chico Bernardes tem como referência nomes como Bob Dylan ou Joni Mitchell e vai-se apresentar em palco com a simplicidade da voz e da guitarra.

Imagens: DR.

Filipe Miranda apresenta novo EP em Barcelos no âmbito do “triciclo”

Janeiro 21, 2020 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Filipe Miranda apresenta o seu mais recente disco no Museu de Olaria, em Barcelos. O concerto realiza-se na próxima sexta-feira e a entrada tem o custo de três euros.



O músico e artista plástico Filipe Miranda regressa a Barcelos com o seu mais recente disco, que vai ser lançado precisamente no concerto de dia 24. Marca mais um importante capítulo na carreira de Filipe Miranda e é o segundo disco em nome próprio, depois de ter editado “OOPART”, em 2019, e que marcou o seu regresso às canções cantadas em português.

Conhecido musicalmente por ter integrado bandas como os Kafka ou pelo seu projeto a solo, The Partisan Seed, Filipe Miranda regressa ao português para contar as suas histórias sublimes ao público que o viu nascer. Sempre na companhia da guitarra, a sua parceira de estrada.

Assista a um pouco da sua música, neste videoclipe “Sábado” (basta clicar no link para aceder automaticamente):

https://www.youtube.com/watch?v=0rMTUODVzbU .

Fotos: DR.

Chico Bernardes, 10 000 Russos, Angélica Salvi e três meses de música em Barcelos

Dezembro 30, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

Concertos no âmbito do “triciclo”

O “triciclo” está de volta à estrada e já apresentou a programação de janeiro, fevereiro e março. São três meses com concertos, showcases e serviço educativo em Barcelos. Chico Bernardes, 10 000 Russos e Angélica Salvi são alguns dos nomes confirmados no “triciclo”, uma iniciativa do Município de Barcelos.



O ano de 2020 abre com o rock e a loucura das Sereias, 9 de janeiro, no Teatro Gil Vicente. O mês termina, a 24 de janeiro, com o barcelense Filipe Miranda, que vai apresentar o seu novo disco a solo, editado no início do novo ano, no Museu da Olaria. Antes do concerto, há uma visita guiada ao museu.

A 7 de fevereiro, o brasileiro Chico Bernardes aterra no Teatro Gil Vicente no decorrer da sua primeira visita à Europa para apresentar o mais recente disco homónimo, que contém inspirações no folk e na música popular brasileira. Para fechar o mês, a 22 de fevereiro, o “triciclo” vai elevar os decibéis. Os portuenses 10 000 Russos e os barcelenses Gator, The Alligator atuam no Pavilhão Municipal de Barcelos. O concerto marca o regresso da banda local à cidade, depois da sua primeira tour europeia.

O Serviço Educativo está de volta a 7 de março ao Teatro Gil Vicente. A harpista Angélica Salvi junta-se ao Conservatório da Música de Barcelos para trabalharem em torno do seu aclamado disco “Phantone” (2019). O trimestre fecha com o regresso à estrada dos Evols, que voltam a Barcelos para fazer uma das primeiras aparições do seu terceiro disco.

Os bilhetes estão disponíveis no Teatro Gil Vicente, em www.bol.pt e nos locais habituais.

Imagens: DR.

“triciclo” volta com O Grinco Sou Eu e Banda Musical de Oliveira

Dezembro 10, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O “serviço educativo” do “triciclo” vai juntar O Gringo Sou Eu e a escola de música da Banda Musical de Oliveira para um espetáculo em Barcelos. Cerca de três dezenas de jovens músicos e o rapper brasileiro atuam a 14 de dezembro, no Theatro Gil Vicente. A entrada é livre, mediante reserva de bilhete.



O serviço educativo do “triciclo” volta a pôr em diálogo duas realidades distintas para um encontro que tem tanto de improvável como de especial. Tem como objetivo o enriquecimento pessoal e artístico dos envolvidos, como colocar jovens da comunidade barcelense em contacto com realidades distintas. 

O Gringo Sou Eu é um projeto de música interventiva do brasileiro Frankão que “tem uma formação espontânea na periferia e na favela brasileira”, como o próprio afirmou. É um músico fortemente influenciado pela realidade do seu país, tanto a nível musical como a nível social.

Não é a primeira vez que Frankão explora a construção de espetáculos em comunidade, destacando-se o trabalho que fez no festival Tremor (Açores) com a Escola de Música de Rabo de Peixe e também, noutra oportunidade, com uma comunidade de etnia cigana em Famalicão.

Agora, o desafio é diferente, mas igualmente aliciante. O Gringo Sou Eu vai trabalhar com a escola de música da Banda Musical de Oliveira e pôr os jovens em contacto com o seu universo artístico e pessoal, entre o samba, o hip-hop, a favela e a sátira social. A Banda foi fundada em 1782, na freguesia de Oliveira, no concelho de Barcelos. Aliada à banda, existe também um forte serviço pedagógico com a sua escola de música que conta atualmente com 70 alunos e que presta um importante contributo na formação musical e pessoal dos jovens da região.

Fotos: DR.

Barcelos recebe krautrock dos belgas Slumberland

Novembro 19, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

A banda de rock experimental Slumberland toca na próxima quinta-feira, dia 21 de novembro, no Teatro Gil Vicente, pelas 22h00. O projeto do músico e cineasta belga Jochem Baelus vai apresentar o seu mais recente disco “Sea, Sea, Sea, Drifter/See, See, See, Drifter”, editado em 2019.



Secadores de cabelo com harmónicos, agulhas de tricô transformadas, câmaras super 8 ligadas a projetores e uma combinação entre bateria e máquinas de costura são os instrumentos em serviço, enriquecidos pelas partes cruas e atrevidas da guitarra de Baelus.

O concerto realiza-se na blackbox, vai ter uma forte componente visual a acompanhar o krautrock eletrónico do cineasta belga. Os bilhetes já estão disponíveis em www.bol.pt, Teatro Gil Vicente e locais habituais.

Imagens: DR.

Conjunto Corona e Solar Corona tocam na sede do Gil Vicente FC

Novembro 5, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O “triciclo” está de volta com o hip-hop de Conjunto Corona e o rock de Solar Corona. As bandas atuam na sede do Gil Vicente FC, em Barcelos, no sábado. A entrada tem o custo de cinco euros e os bilhetes estão disponíveis na BOL, Teatro Gil Vicente e nos locais habituais.



Os Conjunto Corona trazem a Barcelos o mais recente álbum “Santa Rita Lifestyle”, o quarto do grupo portuense. É um disco que aborda a vida suburbana do Porto, com carros “quitados” e cheiro a borracha queimada.

Cabe aos Solar Corona abrir a noite com rock psicadélico. Os barcelenses atuam em formato quarteto e vão injetar uma grande dose de energia no público com seu segundo álbum “Lightning One”.

Até ao fim do ano, o ciclo de concertos “triciclo” conta com concertos dos belgas Slumberland (21 de novembro), Ruído Vário (21 de dezembro) e, ainda, o serviço educativo com O Gringo Sou Eu + Escola da Banda Musical de Oliveira.

Imagens: DR.

Krake e Adolfo Luxúria Canibal juntos para concerto especial em Barcelos

Outubro 22, 2019 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo port barcelosnahorabarcelosnahora

O baterista Krake e o vocalista Adolfo Luxúria Canibal atuam a 30 de outubro, no Theatro Gil Vicente, em Barcelos. O duo apresenta, pela segunda vez, o espetáculo que foi criado no âmbito do festival ZIGURFEST, em Lamego. É um concerto especial e, provavelmente, irrepetível.



O espetáculo apresentado em Lamego ganha vida pela segunda vez e junta dois dos mais entusiasmantes músicos portugueses. Krake une as percussões experimentais à voz de Adolfo Luxúria Canibal. Vão soar histórias soturnas soltas por voz cavernosa e ritmos em constante experimentação, numa bateria que se transforma numa orquestra. Os movimentos corporais, percussivos e visuais de uma enorme liberdade encadeiam com histórias de gente comum.

Krake é o alter ego de Pedro Oliveira, baterista barcelense que tem desenvolvido trabalho na área da música experimental e improvisada. Lançou recentemente o álbum “The Clifton Bridge Landscapes”, que foi gravado no Reino Unido com membros de Get the Blessing e Portishead.

Adolfo Luxúria Canibal é o mítico vocalista dos bracarenses Mão Morta. Participa neste projeto com a sua voz cinzenta e com o seu génio de contador de histórias. Em setembro, editou com os Mão Morta o disco “No Fim Era o Frio”.

O espetáculo está inserido no ciclo de concertos “triciclo”, promovido em parceria com o Município de Barcelos, e a entrada tem o custo de 3€. Os bilhetes para o concerto de 30 de outubro estão à venda em www.bol.pt, no Theatro Gil Vicente e nos locais habituais.

Fotos: DR.

Ir Para Cima