Tag archive

Valongo

Óquei de Barcelos empata em Valongo a 5

Outubro 25, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

O Óquei Clube de Barcelos (OCB) deslocou-se, ontem, ao sempre difícil terreno do Valongo para disputar mais uma jornada (2ª) do campeonato nacional da 1ª divisão de Hóquei em Patins.



Sob arbitragem de José Pinto e Porfírio Fernandes (AP Porto), as duas equipas alinharam da seguinte forma:

Valongo: Leonardo Pais, Nuno Araújo, Diogo Fernandes, João Souto e Pedro Mendes (cinco inicial). No banco, de início, Miguel Viterbo (treinador) tinha Bernardo Mendes, Carlitos, Luís Melo, Rúben Pereira e Gonçalo Pinto.

OCB: Ricardo Silva, Zé Pedro, João Almeida, Gonçalo Meira e Gonçalo Nunes (cinco inicial). No banco, de início, Paulo Pereira (treinador) tinha André Almeida, Joca Guimarães, Hugo Costa, Rúben Sousa e Alvarinho.

A primeira parte foi toda dominada pelo OCB, que chegou a um score de 0-4 aos 21 minutos, com golos de Alvarinho (12’, 19’ e 20’) e de Rúben Sousa (21’). Diogo Fernandes, aos 22’, ainda reduziu para 1-4.

O jogo parecia encaminhado para o OCB, no entanto, as coisas mudaram durante a segunda parte. Nada de fora de normal, visto a equipa valonguense ser sempre muito aguerrida e nunca desistir, principalmente na sua quadra.

Rúben Pereira reduziu de novo para os da casa, aos 3’. Aos 15’, Zé Pedro falhou uma grande penalidade, sendo imitado por Nuno Araújo aos 18’. A única diferença residiu no facto deste último ter marcado na recarga, colocando o resultado nuns apertados 3-5. Conforme se constata, por entre estas duas penalidades, Gonçalo Nunes (17’) ainda marcou o 2-5. Aos 19’, Alvarinho teve a possibilidade de aumentar a vantagem barcelense, e o seu score pessoal, fazendo um poker, mas desperdiçou um livre direto, a penalizar o Valongo pela 10ª falta.

Quem não foi em veleidades foi João Souto que, aos 21’, fez o 4-5 e já no último minuto (24’), Nuno Araújo redimiu-se da penalidade falhada e apontou o golo da igualdade, fechando o placard num excitante 5-5, um empate que se pode considerar “saboroso” para o OCB, num pavilhão muito difícil. No entanto, soube a pouco visto o OCB ter estado a vencer por 0-4 ainda na primeira parte.

Na próxima jornada, já no fim de semana que está a chegar, o OCB recebe o Turquel, dia 27, pelas 21h30.

Foto: OCB.

Débora Figueiredo, da ACR Roriz, em 2º lugar no BTT-XCO Internacional de Valongo

Junho 20, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Valongo acolheu, no passado domingo, a 4ª etapa da Taça de Portugal de BTT-XCO, pontuável, também, para apuramento para os próximos Jogos Olímpicos.



Débora Figueiredo, da ACR RORIZ SEISSA | KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT, voltou a estar em destaque, ao conquistar um brilhante 2º posto entre as atletas Sub-23 e um 8º na classificação geral entre as Elites.

Já nos atletas mais jovens em prova, os Cadetes, Vítor Costa foi 7º, Lucas Braga 15º e Jorge Fernandes 58º, numa prova onde esteve, igualmente, Luís lobo que, por razões de saúde, não concluiu. Nos Veteranos, esteve em competição José Ribeiro, que alcançou o 13º posto.

Coletivamente, a formação rorizense ficou no 11º lugar entre as 25 equipas nacionais e estrangeiras presentes.

Fonte: ACRR.

Foto: DR.

Juniores da ACR Roriz conquistam o 3º lugar na Taça de Portugal de Estrada

Maio 8, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Durante o passado fim de semana, disputaram-se as duas últimas etapas da Taça de Portugal de Estrada, para a categoria de Juniores, e que consagrou a formação de Roriz – Barcelos como a terceira classificada no Ranking Final.



Sábado, os atletas rumaram a Sobrado (Valongo) para disputar a 4ª etapa, que tinha uma distância de 115km e três contagens de montanha. Com a ausência, por lesão, de Pedro Silva, que à partida era o atleta melhor posicionado no ranking nacional desta equipa rorizense, ocupando a 5ª posição, a ACR RORIZ SEISSA | KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT apresentava-se com o objetivo de lutar pela etapa e pelas classificações complementares.

O seu atleta Hélder Gonçalves esteve em destaque, ao vencer a primeira contagem de montanha e ao ser terceiro na última, arrecadando os pontos suficientes para sagrar-se o “rei” da montanha.

Nas contas da classificação individual, destaque, ainda, para Rafael Torres, que fechou no TOP-5, logo seguido por Hélder Gonçalves, na 6ª posição. João carvalho e João Rocha foram 19º e 20º, respetivamente. Flávio Fernandes, 38º classificado, foi um dos mais combativos do dia, ao estar presente na principal fuga e um dos últimos atletas a ser alcançado, já nos 15km finais. Foi por essa altura, que Pedro Pinto (ADRAP-Sentir Penafiel) atacou e conseguiu levar o esforço até ao risco de meta, onde venceu com o tempo de 02h52m13s. Ainda nas contas finais, Manuel Barbosa foi 54º classificado. Com estes resultados, a equipa de Roriz conquistou o 2º posto da classificação coletiva.

No domingo, a exigência do traçado do Troféu Peixoto Alves, que contava com duas passagens pelo alto do Sameiro (Braga), viria a desfragmentar o pelotão. Hélder Gonçalves foi o melhor posicionado da equipa, ao terminar na 5ª posição, a 02m50s do vencedor, Diogo Barbosa (Vito-Feirense), que terminou com o tempo de 03h01m01s. Rafael Torres foi 14º, João Carvalho 23º, João Rocha 37º e Bruno Silva 76º. Manuel Barbosa e João Lobo não concluíram. Coletivamente, a equipa alcançou a 3ª posição.

Com estes resultados, e nas contas finais do ranking da Taça de Portugal, destaca-se o 3º posto na classificação coletiva da formação da ACR Roriz, repetindo, dessa forma, o lugar de 2017. Na primeira posição terminou o Sporting-Formação, seguidos pelo Vito-Feirense, no 2º lugar. Individualmente, Pedro Silva terminou na 11ª posição, Hélder Gonçalves 14ª, Rafael Torres 21ª, João Carvalho 32ª, João Rocha 40ª, Flávio Fernandes 69ª, Manuel Barbosa 75ª e Bruno Silva 86ª, numa competição vencida por Guilherme Mota (Alcobaça CC).

Fonte: ACRR.

Fotos: DR.

CKAB conquista 6 pódios na Taça CPK e Afonso Macedo conquista ouro em Valongo

Março 26, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

No passado fim de semana, o CKAB – Clube de Karaté de Barcelos marcou presença na Taça CPK, em Fânzeres – Gondomar, e no Torneio de Valongo.



Organizada pelo Clube Karaté de Campanhã e pelo CPK – Centro Português de Karaté, esta competição contou com a presença de mais de duas centenas de atletas até aos 13 anos, ou seja, para escalões de infantis, iniciados e juvenis.

Pelo Clube barcelense participaram Maria Miranda (juvenil), Diogo Borges e Afonso Magano (iniciados), Afonso Macedo, Gonçalo Coroas e João Miranda (infantis). Jéssica Cardoso foi treinadora acompanhante. Já Inês Pereira, Andrea Barroso e Porfírio Isidoro fizeram parte da equipa de arbitragem.

Os resultados alcançados pelos karatecas do CKAB foram dignos de destaque. Assim, Diogo Borges alcançou a medalha de ouro em Kata e Maria Miranda conquistou a prata em Kata e Kumite. Já Afonso Magano, Afonso Macedo e Gonçalo Coroas conquistaram a medalha de bronze.

De acordo com o CKAB, “atendendo a que foi a primeira competição da época, estas classificações foram excelentes e provam que o rigor e seriedade do trabalho feito começam a dar bons resultados. Conscientes que existe muito trabalho até aos nacionais que se realizam no mês de maio. Parabéns a todos os atletas e aos pais que acompanharam e apoiaram.”





Afonso Macedo brilha em Valongo com conquista de medalha de ouro

Ainda no fim de semana, o CKAB participou no Torneio Juvenil de Valongo, que se realizou no Pavilhão Municipal de Campo e foi organizado pelo Clube Karaté de Valongo, contando com a participação de cerca de 500 atletas, de 20 clubes de todo o país, incluindo o CKAB.

O Clube barcelense “estreou” em competições de Karate quatro jovens atletas, Salvador Oliveira, José Pedro Simões, Hugo Barros e André Von Hafe.

Com alguns meses de prática, estes atletas de 6 e 7 anos entraram no tatami cheios de coragem, deixando grandes expectativas para o futuro.

Afonso Macedo, com pouco mais de 2 anos de prática, já brilha nos tatamis do país, alcançando o 1º lugar, em Kata Infantil, ganhando todas as provas da sua especialidade até chegar a medalha de ouro.

Fotos: CKAB.

Óquei de Barcelos perde no sempre difícil terreno do Valongo

Fevereiro 21, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Em jogo a contar para a 16ª jornada do Campeonato Nacional da 1ª divisão de Hóquei em Patins, o Óquei Clube de Barcelos (OCB) deslocou-se à sempre difícil quadra do Valongo, saindo de lá com o resultado negativo de 5-1.



Arbitrado por Rui Torres (AP Minho) e José Pinto (AP Porto), Miguel Viterbo, treinador do Valongo, começou com Leonardo Pais, Diogo Fernandes, Poka, Xavier Cardoso e Pedro Mendes, deixando no banco, de início, Bernardo Mendes, Hugo Barata, Guilherme Silva, Luís Melo e Rúben Pereira.

Já Paulo Pereira, treinador do OCB, iniciou com Ricardo Silva, Zé Pedro, João Almeida, Hugo Costa e Rúben Sousa, deixando de início no banco, André Almeida, Juanjo López, Joca Guimarães, Afonso Lima e Marinho.

O jogo ficou marcado pela extrema eficácia valonguense nas “bolas paradas” e a falta dela por parte do OCB. Aos 10 minutos, Poka até permitiu a defesa de Ricardo Silva, na marcação de uma grande penalidade. No entanto, na recarga conseguiu desfeitear o guardião “óquista”. Apenas 3 minutos depois, o capitão Zé Pedro foi admoestado com a cartolina azul, levando para a marca de livre direto Rúben Pereira, que não se viu rogado e apontou o segundo para o Valongo. Aos 21 minutos, é a vez de Juanjo López receber um cartão azul, tal como João Almeida, mas este por protestos. Novamente chamado a tentar converter o livre direto correspondente, Rúben Pereira tornou a marcar, bisando na partida e colocando o marcador em 3-0 para os da casa. A apenas 2 segundos do final da primeira parte, o Valongo chegou à sua 10ª falta. Joca Guimarães foi chamado a marcar mas falhou aquele que podia ser o golo do OCB e que reduziria a pesada diferença. Assim, as equipas saíram para os balneários com a vitória a sorrir aos da casa, por 3-0.



O reinício do jogo foi frenético. Aos 4 minutos Rúben Sousa falhou uma grande penalidade. Apenas 1 minuto depois, Poka é admoestado com cartão azul. Zé Pedro, chamado a tentar converter o livre direto, também falhou. No entanto, em situação de Power-Play (o Valongo ficou a jogar com menos um jogador por causa do azul), logo no minuto seguinte, Zé Pedro marcou e reduziu para 3-1. Como o OCB marcou, a equipa valonguense tornou a ficar completa. E quando se esperava uma reação do OCB, tentando encurtar distâncias, os da casa marcaram 2 golos em 2 minutos (7’ e 8’), por intermédio de Diogo Fernandes e Xavier Cardoso, respetivamente, colocando o marcador em 5-1. Aos 11 minutos, o Valongo chegou à 15ª falta e, mais uma vez, o OCB não aproveitou, falhando, por intermédio de Juanjo López, mais um livre direto. A mesma “sorte” teve Marinho quando, aos 19 minutos, falhou novo livre direto devido ao cartão azul mostrado a Rúben Pereira.

Até ao final do jogo não houve mais alterações no resultado, fixando-se este num 5-1 para o Valongo. Com este resultado, o OCB manteve o 6º lugar, com 26 pontos, mas viu o seu adversário de hoje distanciar-se um pouco mais na classificação. Valongo, que ocupa o 5º lugar.

Na próxima jornada, já no próximo sábado, o OCB recebe o vizinho HC de Braga, a contar para a 17ª jornada.

Débora Figueiredo e Hélder Gonçalves, da ACR Roriz, conquistam Taça de Portugal de Ciclocrosse

Janeiro 23, 2018 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

No passado Domingo, realizou-se, em Valongo, a derradeira etapa da Taça de Portugal de Ciclocrosse, onde competiu a equipa barcelense ACR RORIZ SEISSA | KTM-BIKESEVEN | MATIAS&ARAÚJO | FRULACT.



Na prova de Sub-23 femininas, Débora Figueiredo foi a vencedora, terminando, dessa forma, igualmente na mesma posição na geral da Taça de Portugal.

Em Juniores masculinos, Hélder Gonçalves foi 4º classificado, lugar que lhe permitiu assegurar a vitória na geral da Taça de Portugal. No mesmo escalão, Bruno Silva foi 10º classificado.

Em Cadetes masculinos, Vítor Costa foi 3º classificado, Lucas Braga foi 6º e Nuno Fernandes 12º. Na geral, Lucas Braga garantiu o 2º lugar, enquanto o seu colega Vítor Costa foi 4º.

Os juvenis também estiveram em ação nesta prova, com Guilherme Vilas Boas a ser 8º classificado e Gabriel Baptista 11º. Em Master 40, José Ribeiro foi 17º.

Fonte e fotos: ACRR.

Óquei de Barcelos derrota Valongo e continua na senda de vitórias

Novembro 9, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Em jogo disputado ontem à noite, no Pavilhão Municipal de Barcelos, o Óquei Clube de Barcelos levou de vencida o Valongo, em jogo a contar para a 3ª jornada do Campeonato Nacional da 1ª Divisão.



O 5 inicial do OCB, orientado por Paulo Pereira, foi composto por Ricardo Silva (capitão), João Almeida (a defrontar a sua ex-equipa), Hugo Costa, Rúben Sousa e Zé Pedro. Joca Guimarães, Marinho, Juan López e Afonso Lima também foram utilizados.

Já o 5 de Valongo, orientado por Alexandre Fernandes, alinhou com Leonardo Pais, Diogo Fernandes, Xavier Cardoso, Pedro Mendes e Rúben Pereira. Guilherme Silva, Poka e Luís Melo foram, igualmente, utilizados.

O Valongo começou muito bem a partida, com Diogo Fernandes a abrir o marcador e pouco tempo depois a bisar na partida. A vantagem de dois golos não durou muito, com Rúben Sousa a reduzir para os da casa. Até ao intervalo não houve mais alterações ao marcador, com ambas as equipas a fecharem a primeira metade do jogo com 9 faltas.

Com o reinício da partida, eis que o OCB mostrou o seu ADN e a sua qualidade, igualando o jogo a 2 golos, com golo de Joca Guimarães marcado pouco depois de Ricardo Silva ter defendido um livre direto, tentado por Daniel Oliveira. Depois, foi a vez de João Almeida falhar, igualmente, um livre direto, pela 10ª falta do Valongo.

Um pouco mais tarde, os forasteiros recolocaram-se em vantagem, com Daniel Oliveira a redimir-se do livre falhado, apontando o 3º golo da sua equipa. Mais uma vez, a vantagem foi “sol de pouca dura” pois Juan López restabeleceu, novamente, a igualdade, através da marcação de um penálti.

O jogo manteve-se aberto e de desfecho imprevisto. Afonso Lima falhou novo livre direto a favor do OCB. Até que a 2’47’’ do final, os homens da casa passaram pela primeira vez para a frente do marcador e de lá nunca mais saíram. Joca Magalhães bisou e apontou o 4-3 e 40’ depois Hugo Costa restabeleceu o resultado final em 5-3 para o Óquei de Barcelos. A vantagem poderia ter sido maior se Hugo Costa, a 35’ do fim, e Juan López, a 1’ do final, não tivessem falhado dois livre diretos.

Com esta vitória, o OCB segue invicto e só com vitórias nas três primeiras jornadas do campeonato, colocando-se em 4º lugar da classificação, com os mesmos pontos de Sporting, Benfica e Oliveirense.

Os árbitros do jogo foram Paulo Rainha, Joaquim Pinto e Pedro Silva. Na próxima jornada, o OCB descola-se ao terreno do “vizinho” Hóquei Clube de Braga, para a 4ª jornada.

Exposição “Do Grão à Chávena” decorre até 17 de setembro na Sala Gótica da Câmara

Agosto 14, 2017 em Atualidade, Concelho, Cultura, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

Inaugurou, no passado dia 12 de agosto, na Sala Gótica da Câmara Municipal de Barcelos, a exposição “Do Grão à Chávena”, que ficará aberta ao público até 17 de setembro.

A exposição é constituída, exclusivamente, por uma parte da coleção do “Acervo do Café”, cedida para o efeito pelos seus proprietários, Manuel Guedes e Olga Carvalho. A exposição tem como finalidade dar a conhecer ao grande público o percurso do grão de café, torra, passando pela moagem e confeção através da escolha criteriosa de utensílios domésticos, todo um processo até chegar à chávena de cada consumidor.

Como complemento da exposição, serão expostos documentos relacionados com a compra e venda de café, torradores, moinhos, máquinas e cafeteiras representativas. A entrada será gratuita.

Mas vamos conhecer um pouco mais Manuel Guedes, emigrante na Suíça desde 1999, que foi integrado pela Associação Industrial e Comercial do Café e o considera um “embaixador do café português”.

Manuel Fernando Guedes de Almeida nasceu em Valongo, a 6 de setembro de 1975. Tal como referido, emigrou para a Suíça em 1999, onde reside com sua esposa, Olga Carvalho, em Gossau, St. Gallen. Lá, é chefe de linha numa empresa de produtos alimentares. O casal tem três filhos.

Este valonguense tem alma de colecionador, com espírito de partilha com os outros. Por um lado, anseia ajudar a preservar as memórias do passado mas, por outro, e principalmente, pretende partilhar com os demais os objetos, e a sua história. Objetos esses que vai adquirindo, nomeadamente, com emigrantes lusos na Suíça, Luxemburgo e Liechtenstein, tornando as suas coleções uma forma de identificação com a pátria para quem está longe. O seu pai incutiu-lhe este “bichinho”, também ele colecionador, levando-o, ainda garoto, a feiras de antiguidades e numismática, no Porto. No entanto, é quando emigra para a Suíça que este “bichinho” saiu “do casulo” e resultou no colecionador que hoje é. Após várias áreas de coleção, “apaixonou-se” pelo mundo do café. Selos, notas e moedas, títulos de câmbio, ações, livros, revistas, moinhos, torradores, serviços, máquinas e vários utensílios são alguns dos exemplares da sua coleção. Em conjunto, contam a história de Portugal no cultivo, transformação, comércio e consumo de café.

Dentro do seu espírito de partilha, Manuel Guedes criou (basta clicar no link para aceder) um blog m(http://acervodocafe.blogspot.com) e um site (http://www.acervodocafé.com) onde partilha a sua paixão pelo café e as atividades no âmbito do tema.

Para além do colecionismo, este emigrante na Suíça tem outros hobbies, como a rádio, sendo mentor do programa Baú do Colecionador, da RCE – Rádio Clube do Emigrante. Escreve, igualmente, artigos para a Gazeta Lusófona e para a página Bom Dia Europa (http://bomdia.eu).

Manuel Guedes é, ainda, membro da ACOBAR – Associação de Colecionismo de Barcelos; APCPV – Associação Portuguesa de Colecionadores de Papeis de Valor; do CFP – Clube Filatélico Português; e AICMV – Association Internationale des Collectionneurs de Moulins à Café [Associação Internacional de Colecionadores de Moinhos de Café]. Aliás, esta não é a primeira vez que Manuel Guedes mostra os seus itens de coleção. Já em 2015 marcou presença no XI Encontro Internacional de Colecionadores, organizado pela ACOBAR, no Estádio Cidade de Barcelos.

A este jornal, o colecionador salientou que o “Acervo do Café é um projeto de divulgação do património cultural português do café”. Sobre esta exposição, Guedes refere que está “muito grato a Barcelos e, sobretudo, à ACOBAR a abertura à ideia da exposição. Obrigado a todos!”

De regresso à Suíça, Manuel Guedes termina dizendo que regressa “com Barcelos no coração”, elogiando os barcelenses: “Boa gente!”, termina o colecionador “do café”.

Fotos e imagens: CMB/Manuel Guedes.

Hélder Gonçalves, da ACR Roriz, é Vice-Campeão Nacional de BTT-XCO

Julho 25, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo Por barcelosnahorabarcelosnahora

O atleta Hélder Gonçalves, da ACR RORIZ SEISSA/ KTM-BIKESEVEN/ MATIAS&ARAÚJO/ FRULACT, sagrou-se, este domingo, em Valongo, Vice-campeão Nacional de BTT-XCO (Cross-country olímpico), na categoria de Júnior.

A prova, que atribuiu os títulos nacionais de BTT, mostrou-se bastante exigente fisicamente, selecionando bastante com a passagem das voltas. Hélder Gonçalves, atleta que ainda está no seu primeiro ano nesta categoria, terminou as quatro voltas ao difícil traçado com o tempo de 01h07m29s, mais 37 segundos que o vencedor, Rafael Rita (BTT LOULÉ). Na terceira posição terminou Leandro Marcelino (RODINHAS/SANTOS SILVA), a 01m47s do vencedor.




José Dias, também da equipa rorizense, a competir na categoria de Elites, não foi além do 8º lugar, numa prova que ficou marcada por uma queda na fase inicial da corrida e, também, por um furo, que o levou a perder tempo para a dianteira da competição, que foi ganha pelo atleta David Rosa (TROPIX).

Ainda na categoria Júnior, Tiago Santos foi 16º e João Salgado 30º classificado. Já Jorge Alves não concluiu.

Em Juniores Femininos, esteve presente Débora Figueiredo, que concluiu num ótimo 5º lugar.

No escalão mais jovem em competição, Lucas Braga esteve em especial destaque, ao rolar muito perto da frente da corrida, terminando no 6º lugar. Vítor Costa, também nesta categoria, foi 29º. João Lobo, vítima de furo, foi 30º e César Eiras finalizou no 44º posto.

Coletivamente, a equipa barcelense terminou no 7º lugar, entre 30 equipas presentes.

Fonte e fotos: ACRR.

Óquei de Barcelos vence em Valongo por 8-6

Março 5, 2017 em Atualidade, Concelho, Desporto Por barcelosnahorabarcelosnahora

No sempre difícil e complicado pavilhão de Valongo, o OC Barcelos somou mais uma vitória no campeonato, elevando para trinta e dois pontos e consequente quinto lugar na prova.

Destaque para mais uma grande exibição dos barcelenses, que mesmo sem o contributo do castigado Hugo Costa, tiveram a frieza de Álvaro Morais, que apontou quatro golos, e a segurança do guarda-redes Ricardo Silva que, apesar de ter sofrido seis golos, evitou, nos momentos cruciais do jogo, três livres diretos da equipa da casa.

Perante um grande jogo, o elevado número de golos apontados deram um grande colorido a todos os presentes, onde se destaca a enorme falange de apoio ao clube de Barcelos.

Apesar de ter começado a vencer o jogo por 2-0, o OC Barcelos permitiu que, ao intervalo, o marcador registasse uma igualdade a três bolas.

O início da segunda parte mostrou que a equipa de Paulo Freitas queria resolver, o mais rápido possível, o jogo a seu favor, passando a vencer por 5-3.

Até ao fim, o clube de Barcelos conseguiu estar sempre na frente do resultado, mesmo quando o Valongo ameaçava o empate.

Para além dos quatro golos de Álvaro Morais, fizeram parte do triunfo do Barcelos, Miguel Vieira com dois, e um cada de Joca Guimarães e Reinaldo Ventura.

A vitória foi justa, mas agora há que pensar no próximo jogo para a Taça CERS, onde o OC Barcelos tem de virar o resultado negativo trazido de Espanha, após derrota por 3-2 com o Vilafranca.

Por: Miguel Bastos.

Ir Para Cima