This is the end, my friend…

Maio 17, 2018 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião
Hugo Pinto

Para o título desta penúltima crónica escolho um verso de um tema da mítica banda Doors, que retrata bem o meu sentir benfiquista neste final de época. Isto é o fim, meu amigo.

Acabou a época com mais um jogo morno do Benfica, sem grande história, em que o final não foi o mais feliz mas foi, das restantes hipóteses, o melhor possível. Em parte, podemos agradecer ao Sporting, que tendo a obrigação de ganhar na Madeira, nos fez o favor de perder, entregando-nos de bandeja o segundo lugar.



E por falar em Sporting, é incontornável que não traga a este espaço os acontecimentos da última semana. É certo que este é um espaço em que se fala do Benfica. Mas o caso Alcochete, dada a sua dimensão e a sua repercussão, é transversal ao mundo do futebol e da sociedade em geral, sinto-me no direito de versar sobre ele.

Começando pelo início, aquele caso parece ser, nitidamente, um caso de um “apertão” que se descontrolou. Era para ser um susto, um “põe-te fino”, e deu em tareira desmedida. O estado em que o Bast Dost ficou é lamentável. Tochas encostadas à roupa, é inconcebível.

Mas piora. Sempre senti que, por detrás daquele aparato, estaria o presidente do Clube. Quer tenha, alegadamente, encomendado o serviço, quer tenha inflamado os ânimos dos adeptos de tal forma que, depois, teve o resultado que teve. Ato contínuo, segue-se uma conferência de imprensa surreal, em que o espalha-brasas-mor da nação, que normalmente berra em todas as direções pelo “seu” Sporting e contra aqueles que querem “destruir” o Sporting, vem agora dizer “ah, e tal…é chato…mas estas coisas acontecem…”. Depois, um dos detidos é o diretor do futebol do Sporting…Bem. No mínimo, isto cheira tudo muito mal. Muito mal…

E ainda assim, há Sportinguistas que continuam em pura negação do óbvio. Só lhes falta dizer que isto foi obra benfiquista encomendada por mail.

Já nem vou falar do caso dos supostos resultados comprados no andebol e no futebol. Isso, sempre o disse eu, infelizmente, no nosso futebol só não o faz quem não pode. O que me IRRITA MUITO, sempre irritou e irritará, é ver os outros, armados em cínicos, a acusar o vizinho de fazer o que eles próprios também fazem. É de um cinismo e de uma sonsice que dá asco.

Porém, e porque tenho bons amigos sportinguistas…e porque tenho os adeptos do Sporting, em geral, como pessoas de bem, que não se reveem em claques de “semi-delinquentes” e dirigentes arruaceiros, faço votos para que o Sporting vire, rapidamente, esta página negra da sua história e de novo ressurja pujante. Muito sinceramente. Mas, meus amigos, na minha opinião, o vosso atual presidente é parte do problema e não da solução. É só a minha opinião, reitero.

Terminando de novo com o nosso querido Benfica, refiro uma notícia que li esta semana, que avança a hipótese de o próximo treinador do Benfica ser o ex-adjunto de José Mourinho, Rui Faria. Bem, ou me engano muito, ou seria a melhor coisinha que o Benfica poderia fazer. Até simpatizo com o RV, acho-o um bom homem e um bom treinador. Mas o Benfica precisa de um treinador de Excelência. Extraordinário. E, neste momento, acho que o não tem. Fico a aguardar desenvolvimentos desta notícia e a torcer por que se concretize.

Este penta, já era.

Agora, venham mais cinco!

Viva o Benfica. Viva o Glorioso.

Por: Hugo Pinto*.

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Pin It on Pinterest

Shares
Share This

Partilha esta Notícia

Partilha com os teus amigos

Ir Para Cima