Ultimatum

Junho 16, 2020 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo, Opinião
Hugo Pinto

Esta semana, Bruno Lage enfrenta uma prova de fogo. Mais que uma prova, um ultimato.

Na época passada, apenas seis jornadas antes, o Benfica goleava o Nacional da Madeira por um histórico 10-0. Todo o plantel e o treinador estavam em estado de graça.



Mas como o futebol é isto mesmo, tão rapidamente se vai de besta a bestial, como de bestial a besta. Algumas vezes, sem que o treinador tenha grandes culpas no “cartório”.

Vejamos que, ainda no tempo de Rui Vitória (cujo trabalho nunca apreciei), o Benfica tinha algumas exibições de gala, apesar de a maioria ser paupérrima. Depois, há um jogo frente ao Braga, em que se jogou deploravelmante na primeira parte e fantasticamente na segunda, depois do presidente ir ao balneário pôr os pontos nos “iii”.

Algo está errado no balneário do Benfica. Bruno Lage parece ter competência técnica. Em tempos, teve o plantel consigo. Porém, atualmente parece faltar tudo. Falta leitura de jogo. Falta mudar de tática se esta não funciona. E, quanto a mim, falta principalmente que Bruno Lage seja TREINADOR em vez de Psicólogo. Deslumbrou-se com a recuperação de Taarabt e esqueceu que tem uma série de jogadores ao seu dispor, à espera de uma oportunidade e de mostrar serviço.

Quem já viu documentários no Facebook como “o Ninho da Águia” ou “BenficaLab”, percebe que o clube anda com os jogadores “ao colo”. Só falta fazê-lo literalmente. Não falta nada. Tudo lhes é resolvido. Cabe então ao treinador, seja ele quem for, exigir trabalho e resultados. Sem desculpas!! De onde vinha o sucesso de J.J.? Do trabalho e da cobrança que ele fazia aos jogadores. Frequentemente, pudemos ler, em diversas entrevistas, jogadores e ex-jogadores do J.J. dizerem que ele era “tramado” e que por vezes era muito ríspido com os jogadores. E, vai na volta, era justamente o que fazia falta. Fazia e FAZ!

Bruno. Há muito que te digo: Abre os olhos! Senão pagas tu a fatura…

Viva o Benfica.

E pluribus unum.

Por: Hugo Pinto.*

(* A redação do artigo de opinião é única e exclusivamente da responsabilidade do autor)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima