Últimos minutos “fatídicos” levam a derrota gilista em Alvalade

Outubro 29, 2020 Atualidade, Concelho, Desporto, Mundo

Sporting CP vence Gil Vicente FC por 3-1

O Estádio Alvalade XXI foi o palco para o jogo em atraso da 1ª jornada da Liga NOS 2020-2021, opondo o Sporting CP e o Gil Vicente FC. De relembrar que este jogo foi adiado devido a casos de COVID-19 em ambos os plantéis. Igualmente, ressalvar que os jogadores que, à data, ainda não estavam inscritos não podiam participar neste jogo. Falamos de casos como os de João Mário (SCP) ou Baraye (GVFC).



Com arbitragem de André Narciso (AF Setúbal), coadjuvado por Paulo Brás e Marco Vieira, com Miguel Nogueira (AF Lisboa) como 4º árbitro, o jogo contou com os seguintes alinhamentos:

Sporting CP – Adán, Luís Neto (Sporar, 61’), Coates, Feddal, Nuno Mendes, Pedro Gonçalves, Matheus Nunes (Tiago Tomás, 61’), João Palhinha, Porro (Daniel Bragança, 72’), Nuno Santos e Jovane (Gonçalo Inácio, 87’). No banco ficaram Luís Maximiano, Plata, Borja, Pedro Marques e Eduardo Quaresma.

Gil Vicente FC – Denis, Joel Pereira, Ygor Nogueira, Rodrigo, Rúben Fernandes, Lucas Mineiro (Claude Gonçalves, 72’), João Afonso (Vítor Carvalho, 92’), Talocha (Renan Oliveira, 92’), Fujimoto (Léautey, INT), Samuel Lino e Miullen (Lourency, 65’). No banco ficaram Daniel Fuzato, Aw, Boubacar Hanne e Leandrinho.

O Sporting iniciou forte e logo aos dois minutos, num pontapé de canto, Denis fez uma grande defesa, evitando o primeiro do Sporting. O Gil Vicente não se fez de rogado e foi sempre tentando, uma e outra vez, chegar perto da baliza leonina. O Sporting demonstrou, ao longo da primeira parte, dificuldades em incomodar os gilistas e o resultado foi inalterado para o intervalo.

O Gil Vicente entrou mais forte no segundo tempo e logo aos 52 minutos chega à vantagem. Livre batido na direita por Talocha, Lucas Mineiro cabeceou à vontade para o primeiro do marcador.

Momento do golo do Gil Vicente FC (Imagem: frame do jogo)

A segunda parte foi repartida, com os gilistas a terem algum controlo sobre o jogo.

Até que chegaram os minutos fatídicos para o Gil Vicente. Aos 83 minutos, o Sporting chega ao empate. Numa jogada pelo lado esquerdo, Nuno Santos dá para trás, de cabeça, e Sporar, livre de marcação ao segundo poste, remata de cabeça fazendo o empate.

Sem deixar o Gil Vicente recuperar do golo, o Sporting chega mesmo à vantagem. No minuto seguinte, através de uma grande assistência de Daniel Bragança para Tiago Tomás, que desvia, de forma eficaz, na cara do guardião gilista, fazendo o segundo para o Sporting.

Rui Almeida ainda fez duas substituições para inverter o rumo do jogo, mandou subir as linhas e pressionar o Sporting, mas o resultado já só se alterou novamente a favor do Sporting, já no período de descontos, com Pedro Gonçalves a aumentar a vantagem para 3-1, num remate à entrada da área, ficando um “amargo de boca” para a formação barcelense.

Destaque para a exibição metódica do Gil Vicente, que até aos 80 minutos, foi irrepreensível e o Sporting, mesmo ganhando, protagonizou uma exibição cinzenta.

O Gil Vicente FC mantém-se na 12ª posição, com 5 pontos em 5 jogos. No próximo domingo, pelas 17h30, recebe o Vitória de Guimarães.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Últimas de

Ir Para Cima